Compartilhando na Divindade de Deus

15 de dezembro de 2022
Quinta-feira da terceira semana do Advento

Este é aquele de quem a Escritura diz: Eis que envio o meu mensageiro à tua frente, ele preparará o teu caminho diante de ti. Digo-vos que, entre os nascidos de mulher, ninguém é maior do que João; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele”. Lucas 7:27–28

São João Batista foi realmente grande. Ele era o profeta prometido predito por Isaías que seria o “mensageiro” que precederia o Cristo, o Messias. Muitos acreditam que João foi santificado no ventre quando saltou de alegria ao encontrar a presença de Cristo durante a Visitação. João então cumpriu fielmente sua missão de ser o último dos profetas do Antigo Testamento e morreu antes de Jesus dar Sua vida pela salvação de todos. Por estas razões, João é considerado o maior dos nascidos de mulher, antes do glorioso dom da salvação em Cristo.

Claro, depois de elogiar João por sua grandeza, Jesus passa a apontar que mesmo “o menor no Reino de Deus” é maior do que João. Isso ocorre simplesmente porque todos os que agora são membros do Reino de Deus receberam um dom que João nunca desfrutou nesta vida. Recebemos o dom da graça para realmente compartilhar da natureza divina. Através do batismo, nos tornamos participantes da própria vida de Deus pela graça. Essa transformação de nosso próprio ser é algo que João Batista não participou até depois de sua morte, quando Jesus abriu o portal para a salvação.

Imagine ser João Batista. Imagine receber esta incrível responsabilidade e privilégio inacreditável de não apenas ser um primo consanguíneo de Jesus, mas também ser chamado para pregar ao povo a fim de prepará-los para o ministério de Jesus e o dom da salvação. Que privilégio isso seria!

Mas de acordo com as palavras de Jesus, todos nós recebemos algo ainda maior. Recebemos o privilégio não apenas de um relacionamento de sangue com Jesus, mas de uma transformação de nossa própria alma, compartilhando de Sua natureza divina. Temos o privilégio de nos tornar criações totalmente novas pela graça. E também temos o privilégio de sermos chamados a sair e preparar o caminho para Cristo na vida de outras pessoas.

Às vezes, podemos dar como certo o dom da salvação. Podemos facilmente deixar de compreender esse dom incrível. Como resultado, podemos deixar de ter gratidão e deixar de admirar o que nos tornamos em Cristo.

Uma das mensagens centrais do Advento é que Deus se tornou homem para que pudéssemos compartilhar de Sua divindade. Esta realidade é belamente apresentada na oração que o padre reza na Missa enquanto mistura a água e o vinho: Pelo mistério desta água e deste vinho venhamos a participar da divindade de Cristo que se humilhou para participar da nossa humanidade . Que presente! Somos chamados a realmente compartilhar da divindade de Cristo! Este presente nos torna membros do Reino de Deus e é um presente muito maior do que João Batista recebeu em sua vida terrena.

Reflita, hoje, sobre o incrível presente que você recebeu por meio da vida, morte e ressurreição de Cristo. Se você caiu na armadilha da falta de gratidão por este dom, use esta época do Advento para reavivar sua consciência e gratidão por tudo o que Deus fez por você.

Meu divino Salvador, agradeço-lhe pelo dom inspirador da graça que Você me deu, convidando-me a realmente compartilhar de sua divindade. Que eu me torne cada vez mais consciente deste dom e seja eternamente grato por tudo o que tem feito por mim. Jesus eu confio em no Senhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.