Santas e Santos de 02 de agosto

02 de agosto: NOSSA SENHORA DOS ANJOS

NOSSA SENHORA DOS ANJOS é padroeira da Costa RicaSua festa principal acontece no dia 2 de agosto, data em que, no ano de 1821, foi proclamada solenemente Padroeira de Costa Rica”. Ver: https://www.a12.com/academia/titulos-de-nossa-senhora?s=nossa-senhora-dos-anjos

– Ver ainda, Nossa Senhora dos Anjos: https://www.a12.com/academia/titulos-de-nossa-senhora/historia-de-nossa-senhora-dos-anjos  

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_dos_Anjos

– Ver também: https://www.franciscanosrondinha.com.br/noticias/visualizar-noticia.vm?id=102667043  

– Ver ainda: https://www.google.com/search?q=Nossa+Senhora+dos+Anjos&oq=Nossa+Senhora+dos+Anjos&aqs=chrome..69i57j0l5.4202j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

– Ver também: págs. 144-153: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “Conheça a belíssima história de São Francisco com a igreja de Nossa Senhora dos Anjos da Porciúncula.”: https://blog.cancaonova.com/tododemaria/a-historia-de-nossa-senhora-dos-anjos/

02 de agosto: INDULGÊNCIA DA PORCIÚNCULA

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, neste mesmo dia, comemoração DA INDULGÊNCIA DA PORCIÚNCULA, capela que São Francisco de Assis amava acima de qualquer outro lugar no mundo, “pois lá havia tido a certeza de que todos os seus pecados haviam sido perdoados, e a confiança de que respirava na graça de Deus” (São Boaventura). (M). Todos os anos, os fiéis que visitem uma igreja franciscana em qualquer lugar do mundo desde o meio-dia de hoje e todo o dia 2 de agosto, poderão obter a chamada indulgência plenária da Porciúncula… Em 1966 o Papa Paulo VI publicou a Carta Apostólica “Sacrosancta Portiunculae ecclesia” com ocasião do 750º aniversário da concessão da indulgência da Porciúncula, onde expressou que “a instituição desta indulgência seja celebrada de maneira que verdadeiramente a Porciúncula seja aquele lugar santo onde se consegue o perdão total e se faz estável a paz com Deus”. Ver: http://c.vatican.va/content/paul-vi/la/letters/1966/documents/hf_p-vi_let_19660714_sacrosancta-portiunculae.html

– Ver também: https://translate.google.com/translate?hl=pt-BR&sl=es&u=http://www.franciscanos.org/docpontificios/pablovi-indulgenciaporciuncula.html&prev=search

– Ver: https://www.acidigital.com/noticias/sao-francisco-e-a-porciuncula-saiba-como-obter-a-indulgencia-plenaria-hoje-e-amanha-52060 .

– Ver também: https://w2.vatican.va/content/paul-vi/la/letters/1966/documents/hf_p-vi_let_19660714_sacrosancta-portiuncul ae.html  e também: https://translate.google.com/translate?hl=pt-BR&sl=es&u=http://www.franciscanos.org/docpontificios/pablovi-indulgenciaporciuncula.html&prev=search

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Porci%C3%BAncula_(igreja)

– Ver ainda: https://www.acidigital.com/noticias/sao-francisco-e-a-porciuncula-saiba-como-obter-a-indulgencia-plenaria-hoje-e-amanha-20523

– Ver: https://www.acidigital.com/noticias/assim-se-vivera-o-perdao-de-assis-em-tempos-de-pandemia-76946

OUTROS SANTOS DE 02 DE AGOSTO

1. Santo Eu­sébio (também na Folhinha do Coração de Jesus, Santo Eusébio de Vercelli), pri­meiro bispo de Ver­celas, que con­so­lidou a Igreja em toda a re­gião  do Pi­e­monte, na ac­tual Itália, e, por ter con­fes­sado a ver­da­deira fé do Con­cílio de Ni­ceia, foi exi­lado pelo im­pe­rador Cons­tâncio, pri­meiro para Ci­tó­polis, de­pois para a Ca­pa­dócia e para a Te­baida; tendo re­gres­sado oito anos mais tarde à sua sede, tra­ba­lhou va­lo­ro­sa­mente para res­taurar a fé contra os arianos. († 371). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 371, o nascimento no céu de Santo Eusébio, bispo de Vercelli, no Piemonti que foi um dos primeiros a introduzir no Ocidente a vida comum dos clérigos. Defensor inabalável de Santo Atanásio, foi exilado pelos semi-arianos por ter confessado firmemente a fé da Igreja na divindade de Cristo. (M).  Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Eus%C3%A9bio_de_Vercelli

2. São Pedro Ju­lião Eymard (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que, de­pois de ter sido sa­cer­dote di­o­ce­sano e mais tarde membro da So­ci­e­dade de Maria, foi exímio após­tolo do mis­tério eu­ca­rís­tico e fundou novas Con­gre­ga­ções, uma de clé­rigos e outra de re­li­gi­osas, para ve­ne­rarem e di­fun­direm o culto do San­tís­simo Sa­cra­mento. Morreu na lo­ca­li­dade de La Mure, perto de Gre­noble, na França, onde tinha nascido. († 1868). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em La Mure, diocese de Grenoble, em 1868, São Pedro Julião Eymard, fundador da Congregação dos Padres do Santíssimo Sacramento, que buscam na Eucaristia o espírito de sua vida e de seu apostolado. O Padre Eymard esteve em Solesmes para estudar com Dom Guéranger o projeto das constituições de sua instituição e o justo lugar que a liturgia deveria ter dentro dela. (X). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Juli%C3%A3o_Eymard

3.   Na África Se­ten­tri­onal, na ac­tual Tu­nísia, a co­me­mo­ração de São Ru­tílio, mártir, que, mu­dando vá­rias vezes de re­si­dência para fugir à per­se­guição e pa­gando por vezes o res­gate com di­nheiro, por fim foi ines­pe­ra­da­mente preso e en­tregue ao go­ver­nador; de­pois de ter so­frido inu­me­rá­veis su­plí­cios, foi lan­çado ao fogo e co­roado glo­ri­o­sa­mente com o martírio. († a. 212)

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, Santo Es­têvão I, papa, que, para afirmar cla­ra­mente que a união bap­tismal dos fiéis com Cristo se re­a­li­zava uma só vez, proibiu que os he­reges que qui­sessem voltar à plena co­mu­nhão com a Igreja fossem de novo baptizados. († 257). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 257, Santo Estêvão I, Papa. Opôs-se energicamente ao costume de rebatizar os hereges, quando estes retornavam à Igreja Católica (M). Ver páginas 33-50: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Est%C3%AAv%C3%A3o_I

5.   No ter­ri­tório de Burgos, na His­pânia, Santa Cen­tola, mártir. († data inc.)

6.   Em Pádua, na Ve­nécia, hoje na Itália, São Má­ximo, bispo, que é con­si­de­rado su­cessor de São Prosdócimo. († s. III-IV)

7*.   Em Mar­selha, na Pro­vença, re­gião da Gália, ac­tu­al­mente na França, São Se­reno, bispo, que deu hos­pi­ta­li­dade a Santo Agos­tinho e seus com­pa­nheiros en­vi­ados pelo papa São Gre­gório Magno para a evan­ge­li­zação da In­gla­terra e, quando se di­rigia a Roma, morreu em Ver­celas, ter­ri­tório da ac­tual Itália. († d. 601)

8*.   Em Char­tres, na Nêus­tria, hoje também na França, São Be­tário, bispo. († c. 623)

9*.   Em Pa­lência, na re­gião de Cas­tela, na Es­panha, o pas­sa­mento de São Pedro, bispo de Osma, que pri­mei­ra­mente foi monge, de­pois ar­ce­diago da Igreja de To­ledo e fi­nal­mente eleito para a sede de Osma, pouco tempo antes li­ber­tada do do­mínio dos Mouros, que ele re­cons­ti­tuiu com grande zelo pastoral. († 1109). Ver páginas 51-52: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

10*.   Em Ca­le­ruega, também na re­gião de Cas­tela, a co­me­mo­ração da Beata Joana, mãe de São Do­mingos, que, com grande es­pí­rito de fé, fez grandes obras de mi­se­ri­córdia em favor dos mi­se­rá­veis e dos aflitos. († s. XIII in.)

11*.   Em Bar­bastro, também na Es­panha, os be­atos Fi­lipe de Jesus Mu­nárriz Azcona, João Díaz Nosti e Leôncio Pérez Ramos, pres­bí­teros e már­tires, que eram Mis­si­o­ná­rios Fi­lhos do Ima­cu­lado Co­ração de Maria e, du­rante a per­se­guição contra a Igreja, foram fu­zi­lados às portas do ce­mi­tério, em ódio à vida religiosa. († 1936)

12*.   Também em Bar­bastro, o Beato Ze­fe­rino Gi­ménez Malla, mártir, que, sendo de etnia ci­gana, se de­dicou a pro­mover a paz e con­córdia entre o seu povo e os vi­zi­nhos, até que, du­rante a mesma per­se­guição, por ter de­fen­dido um sa­cer­dote mal­tra­tado pelos mi­li­ci­anos, foi me­tido no cár­cere e de­pois le­vado ao ce­mi­tério e fu­zi­lado com o Ro­sário nas mãos, ter­mi­nando assim a sua pe­re­gri­nação terrena. († 1936)

13*.   Em Híjar, lo­ca­li­dade pró­xima de Te­ruel, na Es­panha, o Beato Fran­cisco Calvo Burillo, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que na mesma per­se­guição contra a fé so­freu o martírio. († 1936)

14*.   Em Ma­drid, também na Es­panha, o Beato Fran­cisco Tomás Serer, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores, que na mesma per­se­guição der­ramou o seu sangue por Cristo. († 1936)

15♦.   Em Pi­a­nura, na Cam­pânia, re­gião da Itália, o Beato Jus­tino Maria Russolíllo, pres­bí­tero da di­o­cese de Ná­poles, fun­dador da So­ci­e­dade das Di­vinas Vocações. († 1955)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Nicéia, no séc. VI, Santa Teódota (Santa Teodata, também na Folhinha do Coração de Jesus), queimada viva com seus três filhos, em testemunho da fé em Cristo. (M). Em Nicéia, na Bitínia, martírio de Santa Teódota, com seus três filhos, dos quais o mais velho, chamado Evódio, confessando generosamente a Jesus Cristo, foi primeiramente ferido a porretadas, por ordem do cônsul Niceto, que depois os fez queimar, com sua mãe. Ver páginas 54-55: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

17. Bem-Aventurado Gualter, franciscano. Ver página53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

18. Outros santos do dia 02 de agosto, páginas: 33-55: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 02 de agosto, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/2_de_agosto

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 602-605:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.