Santas e Santos de 19 de outubro

19 de outubro na Igreja ortodoxa.

– Ver: “Todas as comemorações fixas abaixo são comemoradas no dia 1 de novembro pelas igrejas ortodoxas sob o Velho Calendário. No dia 19 de outubro do calendário civil, as igrejas sob o Velho Calendário celebram as comemorações listadas no dia 6 de outubro.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/19_de_outubro_na_Igreja_Ortodoxa

SANTAS E SANTOS DE 19 DE OUTUBRO

* Mártires do Canadá (Ver também 26 de setembro). Os santos már­tires João de Brébeuf, Isaac Jogues, pres­bí­teros, e com­pa­nheiros (também na Folhinha do Coração de Jesus), da Com­pa­nhia de Jesus, no dia em que São João de la Lande, re­li­gioso, foi as­sas­si­nado pelos pa­gãos do lugar em Os­ser­nenon, hoje Au­ri­es­ville, nos Es­tados Unidos da Amé­rica do Norte, onde, al­guns anos antes, tinha al­can­çado a coroa do mar­tírio São Re­nato Goupil. Neste dia são também ve­ne­rados con­jun­ta­mente os seus santos com­pa­nheiros Ga­briel Lalemant, An­tónio Daniel, Carlos Garnier e Natal Chabanel, que, no ter­ri­tório ca­na­diano, em dias di­versos, mor­reram már­tires, de­pois de muitos tra­ba­lhos na missão entre os Hu­rões para anun­ciar o Evan­gelho de Cristo aos povos desta região. († 1642-1649). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no meio do séc. XVII, o martírio dos Santos Isaac Jogues, João de Brébeuf, René Goupil e outros cinco missionários jesuítas, cruelmente mortos pelos índios iroqueses, quando levavam ao Canadá o Evangelho. (R). Registrado em 18 de outubro: Em Os­ser­nenon, po­vo­ação do Ca­nadá, a paixão de Santo Isaac Jo­gues, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que foi feito es­cravo pelos in­dí­genas, que lhe cor­taram os dedos e fi­nal­mente o ma­taram com golpes de ma­chado na ca­beça. A sua me­mória ce­lebra-se amanhã, jun­ta­mente com a dos seus companheiros. († 1646). Ver página 316: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver também: Mártires do Canadá. Ver “Os Mártires canadenses, conhecidos também como Mártires norte-americanos ou Mártires da Nova França, eram oito missionários jesuítas de Sainte-Marie among the Hurons que foram torturados e mártirizados em várias datas entre 1642 e 1649 no Canadá, na região que hoje é Ontário do Sul e Upstate New York, durante a guerra entre os iroquois (particularmente os mohawk) e os hurões. Os mártires são São René Goupil (1642),[1] Santo Isaac Jogues (1646),[2] São Jean de Lalande (1646),[3] Santo Antoine Daniel (1648),[4] São Jean de Brébeuf (1649),[5] São Noël Chabanel (1649),[6] São Charles Garnier (1649)[6] e São Gabriel Lalemant (1649).[5]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rtires_canadenses

* São Paulo da Cruz (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que, desde a ju­ven­tude se dis­tin­guiu pela sua vida de pe­ni­tência, zelo ar­dente e, mo­vido pelo sin­gular amor a Cristo cru­ci­fi­cado, que ele via nos po­bres e en­fermos, fundou a Con­gre­gação dos Clé­rigos Re­grantes da Cruz e Paixão de Nosso Se­nhor Jesus Cristo; o ani­ver­sário da sua morte ocorre no dia de­zoito de Outubro. († 1775). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no ano do Senhor de 1775, São Paulo da Cruz. Depois de alguns anos de vida solitária, lançou os fundamentos da Congregação dos Passionistas, que deviam testemunhar a loucura da Cruz em um século dominado pelo ceticismo. (R).  Registrado em 18 de outubro: Em Roma, o dia natal de São Paulo da Cruz, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra amanhã. († 1775). Ver páginas 307-315: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_da_Cruz

3.       Co­me­mo­ração de São Joel, pro­feta, que anun­ciou o grande dia do Se­nhor e o mis­tério da efusão do seu Es­pí­rito sobre toda a cri­a­tura, que a ma­jes­tade di­vina re­a­lizou ad­mi­ra­vel­mente em Cristo no dia de Pentecostes.

4.   Em Roma, a co­me­mo­ração dos santos Pto­lomeu, Lúcio e outro com­pa­nheiro, que, como re­fere São Jus­tino, re­co­nhe­cidos como cris­tãos por terem re­pre­en­dido os cos­tumes li­cen­ci­osos e a in­jus­tiça nas sen­tenças, foram con­de­nados à morte pelo pre­feito Lolo Ur­bico no tempo do im­pe­rador An­to­nino Pio. († c. 160). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, por volta do ano 160, a paixão dos Santos Ptolomeu e Lúcio. O primeiro, conta São Justino, havia convertido uma mulher impudica, mas foi denunciado por um libertino. Quando foi levado à morte, um outro cristão, chamado Lúcio, interpelou o juiz: “como, sob o governo de um imperador piedoso e filho de filósofo, pode-se punir um homem que nada fez de mal, mas apenas reconheceu sua condição de cristão”? Foram então, ambos, considerados dignos de sofrer pelo nome de Cristo. (M). Ver página 340: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

5.   Em Óstia, no Lácio, re­gião da Itália, Santo As­tério, mártir. († c. s. III)

6.       Perto de Sens, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, a co­me­mo­ração dos santos Sa­bi­niano e Po­ten­ciano, que, se­gundo a tra­dição, foram os pri­meiros pas­tores desta ci­dade e con­su­maram a con­fissão da fé com o martírio. († c. s. IV)

7.   No Egipto, Santo Varão, sol­dado, que, no tempo do im­pe­rador Ma­xi­miano, vi­si­tando e pres­tando au­xílio a seis santos ere­mitas en­car­ce­rados, ao saber que o sé­timo tinha mor­rido no ermo, quis ocupar o seu lugar e, de­pois de cru­de­lís­simos tor­mentos, com eles re­cebeu a palma do martírio. († 307). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Varo

8*.     Em Oloron, junto aos Pi­re­neus, na Aqui­tânia, hoje na França, São Grato, bispo, que, no tempo de Ala­rico, ariano rei dos Godos, par­ti­cipou no Con­cílio de Agde para res­taurar a Igreja nessa re­gião da Gália. († d. 506)

9.       Na Bre­tanha Menor, também na ac­tual França, Santo Et­vino, monge, que levou vida solitária. († d. 589)

10.     Em Ca­vaillon, na Pro­vença, hoje também na França, São Verão, bispo, que era do­tado de grandes vir­tudes, es­pe­ci­al­mente na as­sis­tência aos enfermos. († s. VI)

11.     Em Evreux, também na Gália, hoje na França, Santo Aqui­lino, bispo, que, como se narra, era sol­dado e pra­ti­cava boas obras; com o as­sen­ti­mento da sua es­posa, fez voto de con­ti­nência e foi eleito bispo desta sede. († c. 690). Ver páginas 336-337: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

12.     Em Ox­ford, na In­gla­terra, Santa Fri­des­vida, virgem, que, sendo de es­tirpe régia e eleita aba­dessa, di­rigiu dois mos­teiros, um de monges e outro de monjas. († 1257). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em meados do séc. VIII, Santa Fredesvita, monja, que fundou o mosteiro de Thornbury. Sepultada em Oxford, tornou-se a padroeira celeste daquela cidade, assim como de sua célebre universidade. (M). Ver página 341: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

13*.   Em Bi­ville, pró­ximo de Cher­burgo, na Nor­mandia, re­gião da França, o Beato Tomás Hélye, pres­bí­tero, que pas­sava os dias no exer­cício do mi­nis­tério pas­toral e as noites em oração e penitência. († 1595). Ver páginas 338-340: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

14.     Em Lon­dres, na In­gla­terra, São Fi­lipe Howard, mártir, que, sendo conde de Arundel e pai de fa­mília, caiu em des­graça pe­rante a rainha Isabel I por ter abra­çado a fé ca­tó­lica e, por isso, foi me­tido no cár­cere, onde, ad­mi­ra­vel­mente en­tregue à oração e pe­ni­tência, me­receu al­cançar a coroa do mar­tírio, con­su­mido pelas pri­va­ções e tormentos. († 1633)

15.     Em Na­ga­sáki, no Japão, os santos már­tires Lucas Afonso Gorda, pres­bí­tero, e Ma­teus Koyioye, re­li­gioso, ambos da Ordem dos Pre­ga­dores: o pri­meiro tra­ba­lhou antes nas Fi­li­pinas e de­pois no Japão, onde foi mi­nistro ar­dente do Evan­gelho; o se­gundo, de de­zoito anos de idade, foi seu com­pa­nheiro na pro­pa­gação e no tes­te­munho da fé. († 1634)

16*.   Em Lan­geac, junto ao rio Al­lier, na França, a Beata Inês de Jesus Galand, virgem da Ordem dos Pre­ga­dores, que foi pri­o­resa do seu con­vento e se dis­tin­guiu pelo seu amor ar­dente a Jesus Cristo e pela de­di­cação à Igreja, ofe­re­cendo con­tí­nuas ora­ções e pe­ni­tên­cias pelos seus pastores. († 1634)

17♦.   Em Wlo­clawek, na Po­lónia, o Beato Jorge Popieluszko, pres­bí­tero da di­o­cese de Var­sóvia e mártir. († 1984). Ver “Jerzy Popiełuszko (Okopy, Suchowola14 de setembro de 1947 — Włocławek19 de outubro de 1984) foi um sacerdote católico da Polónia, associado ao sindicato Solidarność (Solidariedade) que foi assassinado pelos serviços secretos comunistas, a Służba Bezpieczeństwa.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jerzy_Popie%C5%82uszko

18. Santa Laura de Córdoba (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver “Laura de Córdoba foi uma cristã espanhola que viveu em Al-Andalus durante o século IX. Elas nasceu em Córdoba e se tornou uma freira em Cuteclara após a morte de seu marido, eventualmente sendo escolhida para ser a abadessa do convento. Ela foi martirizada pelos muçulmanos que a tomaram como prisioneira e a escaldaram até a morte ao colocá-la num caldeirão de chumbo fervente. Ela é uma das Mártires de Córdoba.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Laura_de_C%C3%B3rdoba

19. São Vrain, bispo. Ver páginas 334-335: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

20. outros santos do dia 18 de outubro: págs. 318-342, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas FaleCURIvirgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 19 de outubro, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/19_de_outubro

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 815-818:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DAI-NOS, A NOSSA FAMÍLIA E A TODOS, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR! DAI-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS EM VÓS! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.