Santas e Santos de 17 de setembro

DESTAQUES DE 17 DE SETEMBRO

  1. FESTA DA IMPRESSÃO DAS CHAGAS DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
  2. SÃO ROBERTO BELARMINO (Mfac 17 de setembro)
  3. SANTA HILDEGARDA DE BINGEN (Mfac 17 de setembro)
  4. SANTO ALBERTO E A ORIGEM DOS CARMELITAS

1. FESTA DA IMPRESSÃO DAS CHAGAS DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

SÃO FRANCISCO: 1881-1226 (festa litúrgica em 04 de outubro {“São Francisco de Assis”. CatholicSaints.Info . 11 de setembro de 2022. Web. 16 de setembro de 2022. < https://catholicsaints.info/saint-francis-of-assisi/ > }

17 DE SETEMBRO:Neste dia 17 de setembro, a Família Franciscana celebra, em todo o mundo, a festa da Impressão das Chagas, também chamada de Estigmas de São Francisco de Assis. A introdução litúrgica da Missa e Liturgia das Horas diz o seguinte: O Seráfico Pai Francisco, desde o início de sua conversão, dedicou-se de uma maneira toda especial à devoção e veneração do Cristo crucificado, devoção que até a morte ele inculcava a todos por palavras e exemplo. Quando, em 1224, Francisco se abismava em profunda contemplação no Monte Alverne, por um admirável e estupendo prodígio, o Senhor Jesus imprimiu-lhe no corpo as chagas de sua paixão. O Papa Bento XI concedeu à Ordem dos Frades Menores que todos os anos, neste dia, celebrasse, no grau de festa, a memória de tão memorável prodígio, comprovado pelos mais fidedignos testemunhos.”, conforme: https://franciscanos.org.br/carisma/especiais/impressao-das-chagas-de-sao-francisco-de-assis#gsc.tab=0

– Ver VIDAS DOS SANTOS, COMEMORAÇÃO DOS SAGRADOS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS páginas 256-269: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 

Ver também: 17 DE SETEMBRO CELEBRAMOS OS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO: “A VISITA DO AMOR QUE TANTO BUSCOU”:

https://www.google.com/search?q=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&oq=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&aqs=chrome..69i57.14313j1j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

 

–  Ver “… Se São Francisco foi ou não a primeira pessoa a ser assim marcada com os estigmas (Sinais gregos) de nosso Senhor crucificado, seu exemplo é inquestionavelmente o mais famoso e o mais bem autenticado até os tempos recentes e contemporâneos; além disso, é a única ocorrência desse tipo a ser celebrada por uma festa litúrgica em toda a igreja ocidental. 

…  1224 A Impressão dos Estigmas Sobre São Francisco
No mês de agosto de 1224 São Francisco de Assis retirou-se do mundo por um tempo para se comunicar com Deus no cume de La Verna, uma montanha solitária nos Apeninos. Ele estava acompanhado do irmão Leo e de outros cinco ou seis outros, mas ele escolheu uma cabana à parte, debaixo de uma árvore de faia, e deu instruções de que ninguém chegaria perto dele, exceto Leo quando ele lhe trouxe comida ou outros ministérios. Sobre a festa da Exaltação da Santa Cruz, Francisco, estando em oração ao lado da montanha, levantou-se em direção a Deus com ardor serafólico e foi transportado por uma terna e afetiva compaixão de caridade para Aquele que por amor foi crucificado por nós. Neste estado ele viu como se fosse um seraph, com seis asas brilhantes, descendo da parte mais alta do céu em direção a ele com um voo mais rápido, e colocando-se no ar perto do santo. Apareceu entre suas asas a figura de um homem crucificado, com as mãos e pés estendidos, e preso à cruz. As asas do seraph estavam tão colocadas que dois se estendiam acima de sua cabeça, dois outros ele estendeu para voar, e com os outros dois ele cobriu seu corpo. A esta visão uma alegria repentina, misturada de tristeza, encheu o coração de Francisco. A presença próxima de seu Senhor sob a figura de um serafo, que fixou nele Seus olhos da maneira mais graciosa e amorosa, lhe deu grande alegria, mas a visão triste de Sua crucificação perfurou sua alma com compaixão. Ao mesmo tempo, ele entendeu por uma luz interior que, embora o estado de crucificação de forma alguma concordasse com a imortalidade do serafim, esta maravilhosa visão se manifestava para ele que ele poderia entender que seria transformado em uma semelhança com Jesus Cristo crucificado, não pelo martírio da carne, mas em seu coração e pelo fogo do amor. De repente, em um momento de grande dor, o serafim o feriu como estava no corpo e na alma, e Francisco tinha grande medo, até que o serafim falou e deixou claro muitas coisas, que até então estavam escondidas, dele. Então, depois de um momento, que parecia uma idade, a visão desapareceu.
Mas a alma do santo permaneceu interiormente queimando com ardor, e seu corpo parecia ter recebido exteriormente a imagem do crucifixo, como se sua carne tivesse recebido as marcas de um selo impressionado sobre ele. Pois as cicatrizes das unhas começaram a aparecer em seus pés e mãos, assemelhando-se àqueles que ele tinha visto na visão do homem crucificado. Suas mãos e pés pareciam entediados no meio com quatro feridas, e esses buracos pareciam ser perfurados com pregos ou carne dura; as cabeças eram redondas e pretas, e foram vistos nas palmas das mãos e em seus pés na parte superior do passo. Os pontos eram longos, e apareceu além da pele do outro lado, e foram devolvidos como se tivessem sido conquistados com um martelo. Havia também no seu lado direito uma ferida vermelha, como se fosse feita pelo piercing de uma lança, e isso muitas vezes derramava sangue, que manchava as roupas do santo.
Este maravilhoso milagre foi realizado enquanto a compreensão de Francisco estava cheia das ideias mais vívidas de Cristo crucificado, e seu amor empregado na maior força de sua vontade em direcionar suas afeições sobre esse objeto e assimilá-los ao seu Amado naquele estado de sofrimento; de modo que na faculdade imaginativa de sua alma ele parecia formar um segundo crucifixo, com a impressão de que agiu e afetou fortemente o corpo. Para produzir as marcas exteriores das feridas na carne, que o amor interior de seu coração não foi capaz de fazer, o serafim ardente, ou melhor, o próprio Cristo naquela visão, arrojando raios penetrantes de Suas feridas representadas na visão, realmente formados exteriormente em São Francisco aqueles sinais que o amor tinha interiormente impresso em sua alma.

Se São Francisco foi ou não a primeira pessoa a ser marcada com os estigmas (Gk. marcas) do nosso Senhor crucificado, o seu é inquestionavelmente o exemplo mais famoso, e o melhor autenticado até chegarmos aos tempos recentes e contemporâneos; além disso, é a única ocorrência do tipo a ser celebrada por uma festa litúrgica em toda a igreja ocidental. O acontecimento e a natureza geral do fenômeno são inquestionável. É referido pelo irmão Leo na nota que ele escreveu com a própria mão sobre a “bênção serafia” de São Francisco, documento preservado pelos frades conventuais em Assis, e ao anunciar a morte de seu patriarca aos frades da França Irmão Elias escreveu em 1226: “Desde o início dos tempos não se ouviu uma maravilha tão grande, salvar apenas no Filho de Deus que é Cristo nosso Deus. Por muito tempo antes de sua morte, nosso pai e irmão apareceram crucificados, tendo em seu corpo as cinco feridas que são, na verdade, as Estigmas do Cristo; para suas mãos e pés tinha como era piercing feito por unhas fixadas em cima e por baixo, que colocavam as cicatrizes e tinham a aparência preta das unhas; enquanto seu lado parecia ter sido lançado, e o sangue muitas vezes escorva a partir daí.
Na vida mais antiga do santo, escrita entre dois e quatro anos após sua morte, os estigmas são descritos assim ” Suas mãos e pés pareciam perfurados no meio por pregos, as cabeças das unhas aparecendo na parte interna das mãos e na parte superior dos pés e seus pontos sobre eles. Agora, essas marcas eram redondas no lado interno das mãos e alongadas no lado externo, e certos pequenos pedaços de carne eram vistos como as extremidades das unhas dobradas e empurradas para trás, projetando-se do resto da carne. Assim também as marcas de pregos foram impressos em seus pés, e levantados acima do resto da carne. Além disso, seu lado direito, como se tivesse sido perfurado por uma lança, foi sobreposto com uma cicatriz, e muitas vezes derramado sangue…” O Livro dos Milagres, provavelmente escrito pela mesma testemunha ocular cerca de vinte anos depois (Thomas de Celano), acrescenta que as multidões que se reuniram a Assis “viram nas mãos e nos pés não as fissuras das unhas, mas as unhas em si maravilhosamente forjadas pelo poder de Deus, de fato implantadas na própria carne, de tal forma sábia que se fossem pressionadas em ambos os lados, elas fossem retas, como se fossem um pedaço de sinew, projetado no outro”. A declaração, repetida acima por Alban Butler do Fioretti, de que os pontos das unhas estavam “dobrados para trás e conquistados de tal forma que sob o clinching e a curva, que todos se destacavam acima da carne, teria sido fácil colocar um dedo da mão, como em um anel”, pode ser rastreado até antes de 1274, mas os críticos mais cuidadosos estão inclinados a rejeitar sua verdade como uma declaração literal; nada do tipo semelhante é relatado de qualquer outro caso bem atestado de estigmas. Não há, é claro, qualquer sugestão de que as “unhas” referidas eram diferentes de substâncias carnudas ou sinewy, e que elas eram mesmo isso (em vez de parte da aparência e forma das feridas ou cicatrizes levantadas) dificilmente é justificada pelas evidências, e não em tudo em comparação com os estigmas dos outros.
O fato da estigmatização foi confirmado por exemplos modernos; os estigmas muitas vezes sangram periodicamente, especialmente às sextas-feiras, e em nenhum caso registrado as feridas suppuram. Parece então que Deus destaca certas almas nobres para se unirem mais de perto com os sofrimentos de Seu Filho, almas que estão dispostas e, em algum grau, dignas de expiar os pecados dos outros, carregando diante do mundo a forma de Jesus crucificado, “não retratado sobre mesas de pedra ou madeira pela mão de um artista terrena, mas desenhado em sua carne pelo dedo do Deus vivo”. No grande número de estigmatizações relatadas nos últimos 700 anos apenas cerca de cinquenta ou sessenta são bem atestados, e alguns destes são explicados por fraude ou outros meios naturais, de modo que o fenômeno válido permanece uma rara e notável indicação por Deus de alguns daqueles que são heroicamente Seus servos. Com algumas poucas exceções, os estigmatisés mais conhecidos eram frades, freiras ou terciários de uma ou outra das ordens mendicantes, e quase todas mulheres.

Quase todas as muitas vidas publicadas de São Francisco dão destaque aos estigmas. A evidência contemporânea, notadamente a do irmão Elias, do documento chamado “Bênção” do Irmão Leão, e da Vita prima de Tomás de Celano, é bastante conclusiva quanto à existência dessas marcas de ferimentos. Paul Sabatier, Dr. J. Merkt (O Wundmale des Franzithus von Assisi, (1910),e outros proparam uma explicação naturalista, na qual ver Bihl em Arquivum Franciscanum Historicum, julho de 1910, e Königer nos Historisches Jahrbuch, 1910,pp.Na coleção Studi Francescani (1924)um volume foi dedicado ao sétimo centenário da estigmatização. Este contém um artigo importante (pp. 140-174)de A. Gemelli sobre “Le Affirmazione della Scienza intorno alle Stimmate di S. Francesco”. Cf. também V. Facchinetti, Le Stimmate di S. Francesco (1924)e Faloci Pulignani, Miscellanea Francescana, vol. xv, pp. 129-137. Para a estigmatização em geral ver H. Thurston, Os Fenômenos Físicos do Misticismo (1952) e Douleur et estigmatização (1956)na série “Etudes carmelitaines”. Este contém um excelente artigo do Padre P. Debongnie sobre a estigmatização na Idade Média; ele critica fortemente o trabalho do Dr. Imbert-Gourbeyre (La estigmatização… 2vols., 1894), seguindo, entre outros, o Padre Gemelli e o Padre Thurston. Veja também F. L. Schleyer, Die Stigmatisation mit den Blutmalen (1948), que examina a coincidência muito frequente de estigmatização e graves distúrbios nervosos…:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html#imprinting_of_the_holy_Stigmata_with

 

================

 

2.  SÃO ROBERTO BELARMINO (Mfac 17 de setembro)

SÃO ROBERTO BELARMINO (04/10/1542-17/09/1621), bispo, confessor e doutor. Festa dia 17 de setembro. Anotações de 13 de maio deste dia no VIDAS DOS SANTOS (beatificado no dia 13 de maio de 1923 e canonizado em 29 de junho de 1930). Ver págs. 318-323: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

Ver: São Ro­berto Be­lar­mino (também na Folhinha do Coração de Jesus de 17 de setembro), bispo e doutor da Igreja, da Com­pa­nhia de Jesus, que de­bateu ex­ce­len­te­mente as con­tro­vér­sias te­o­ló­gicas do seu tempo com acui­dade e com­pe­tência; no­meado car­deal, con­sa­grou-se com grande zelo ao mi­nis­tério pas­toral na Di­o­cese de Cápua, na Itália, e fi­nal­mente de­dicou-se em Roma a muitos tra­ba­lhos pela de­fesa da Sé Apos­tó­lica e da dou­trina da fé. († 1621).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 17 de setembro, em Roma, em 1621, a volta para Deus de São Roberto Belarmino. Nascido em Toscana, entrou aos dezoito anos para a Companhia de Jesus, passando alguns anos em Louvain como estudante, e depois como professor. Nomeado provincial em Nápoles, assumiu pouco depois cargos importantes na Cúria. Foi a seguir nomeado cardeal e bispo de Cápua. Defendeu a fé católica através de suas “CONTROVÉRSIAS” e pela redação de um “PEQUENO CATECISMO” que exerceu influência decisiva e duradoura. (R)

– Ver também: “SEIS CONDIÇÕES PARA A ORAÇÃO CORRETA

          Vamos agora falar do método para rezar corretamente, necessário para a arte de viver corretamente e, por conseqüência, morrer corretamente. Comecemos pelo que diz o Senhor: Pedi e se vos dará. Buscai e achareis (Mt 7,7). São Tiago, em sua epístola, explica que a frase deve ser compreendida com uma condição: se nós pedirmos propriamente: Pedis e não recebeis, porque pedis mal (Tg 4,3). Devemos entender da seguinte maneira: aquele que pedir os dons para viver de maneira justa, sem dúvida será atendido; e aquele que pedir por perseverança na vida até a sua morte, e pedir por uma morte feliz, também com certeza obterá. Portanto, nós explicaremos as condições da oração, para que saibamos rezar bem, viver bem e morrer bem.
         A primeira condição é a fé, de acordo com as palavras do apóstolo: Porém, como invocarão aquele em quem não têm fé? (Rm 10,14a), com as quais São Tiago concorda: mas peça-a com fé, sem nenhuma vacilação (Tg 1,6a). Mas a necessidade de fé não deve ser entendida como se fosse importante acreditar que Deus deva certamente atender ao que é pedido, pois neste caso nossa fé seria provada falsa e então não obteríamos nada. Devemos acreditar que Deus é mais poderoso, mais sábio e mais digno de fé; e que Ele sabe, que tem poder e está preparado para atender nossos pedidos, se entendê-lo apropriado e útil para nós, receberemos o que pedimos. Esta fé Cristo pediu aos dois homens cegos que curou: Credes que eu posso fazer isso? (Mt 9, 28) Com a mesma fé Davi rezou pelo seu filho adoentado, como provam suas palavras, pois ele acreditava não ser seguro que Deus atenderia suas preces, mas que somente Deus seria capaz de conceder tal graça: Quem sabe, talvez o Senhor terá pena de mim e o menino ficará bom? (2Sm 12,22) Disto não se pode duvidar. Com a mesma fé o apóstolo Paulo rezou para se livrar de um “espinho na carne”. Pois o apóstolo rezou com fé, e sua fé não era falsa se ele acreditava que Deus poderia lhe conceder a cura que pedia, embora não tenha obtido o que pedia. E com a mesma fé a Igreja pede por todos heréticos, pagãos, cismáticos e maus cristãos que possam ser converter, e, no entanto, é certo que nem todos se converterão.
         Outra condição muito necessária para rezar é a esperança. Pois ainda que pela fé, que é conseqüência da compreensão, nós não acreditemos que Deus atenderá nossos pedidos; pela esperança, que é um ato de desejo, podemos firmemente nos apoiar na bondade divina e termos confiança que Deus poderá nos atender. Esta condição Deus requer do paralítico, para quem diz: Meu filho, coragem! Teus pecados te são perdoados (Mt 9,2). O mesmo pede o apóstolo para todos, quando diz: Aproximemo-nos, pois, confiantemente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno (Heb 4,16). E muito antes dele, o profeta apresenta Deus, falando: Quando me invocar, eu o atenderei; na tribulação estarei com ele (Sl 90,15). Mas como a esperança brota da fé perfeita, quando a Escritura requer fé nas grandes coisas, ela acrescenta algo sobre esperança. Assim lemos em São Marcos: Em verdade vos declaro: todo o que disser a este monte: Levanta-te e lança-te ao mar, se não duvidar no seu coração, mas acreditar que sucederá tudo o que disser, obterá esse milagre (Mc 11,23). Que a fé produz confiança, podemos entender destas palavras do apóstolo: mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas (1Co 13,2b). João Cassiano escreve em seu Tratado sobre a Oração que um sinal certo que nossos pedidos serão atendidos, ocorre quando em oração, nós não duvidamos que Deus certamente nos atenderá, e não hesitamos de nenhuma maneira, mas derramos nossas orações com alegria espiritual.
         A terceira condição é a caridade, pela qual nos libertamos dos pecados; pois os amigos de Deus obtém os seus dons. Assim fala Davi em um Salmo: Os olhos do Senhor estão voltados para os justos, e seus ouvidos atentos aos seus clamores (Sl 33,15). e em outro: Se eu intentasse no coração o mal, não me teria ouvido o Senhor (Sl 65, 18).  E no Novo Testamento, o Senhor mesmo confirma: Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito (Jo 15,7). E o amado discípulo fala: Caríssimos, se a nossa consciência nada nos censura, temos confiança diante de Deus, e tudo o que lhe pedirmos, receberemos dele porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é agradável a seus olhos (1Jo 3,21-22).
Isto não é contrário à doutrina. Quando o publicano suplica por perdão de seus pecados, ele retorna para casa “justificado”; pois um pecador arrependido não obtém perdão por ser pecador, mas por estar arrepedido; pois como pecador ele é inimigo de Deus; como penitente, amigo de Deus. Aquele que peca, desagrada a Deus; mas quem se arrepende de seus pecados, faz o que mais agrada ao Senhor.
         A quarta condição é a humildade, pela qual o suplicante, confia não em sua própria justiça, mas na bondade de Deus: Fui eu quem fez o universo, e tudo me pertence, declara o Senhor. É o angustiado que atrai meus olhares, o coração contrito que teme minha palavra (Is 66,2). E o Livro do Eclesiástico acrescenta: A oração do humilde penetra as nuvens; ele não se consolará, enquanto ela não chegar (a Deus), e não se afastará, enquanto o Altíssimo não puser nela os olhos(Eclo 35,21).
         A quinta condição é a devoção, pela qual não devemos rezar de maneira negligente, como muitos costumam fazer, mas com atenção, sinceridade, diligência e fervor. Nosso Senhor severamente adverte aqueles que rezam apenas com os lábios. Assim Ele nos fala em Isaias: O Senhor disse: Esse povo vem a mim apenas com palavras e me honra só com os lábios, enquanto seu coração está longe de mim(Is 29, 13). Esta virtude é fruto de uma fé viva e consiste não apenas no hábito de orar, mas na ação. Para aqueles que com fé firme e atenção consideram a grandeza de Sua Majestade Nosso Senhor, quão grande é nossa insignificância, e como são importantes nossos pedidos, não pode fazer diferente que rezar com grande humildade, reverência, devoção e fervor.
Aqui devemos acrescentar o testemunho importante de dois santos padres. São Jerônimo escreve: começo pela oração: não devo orar se não acreditar; mas se eu tiver fé verdadeira, este coração, que Deus vê, posso limpá-lo; posso bater no peito, posso molhar minhas faces com minhas lágrimas, posso negligenciar toda atenção ao meu corpo e tornar-me fraco; posso me jogar aos pés do meu Senhor, molhá-los com minhas lágrimas e secá-los com meus cabelos; me apoiar na cruz, e não abandoná-la enquanto não obtiver misericórdia. Porém mais frequentemente durante minhas orações encontro-me caminhando pela cidade e sendo levado por pensamentos maus, entretenho-me em coisas das quais me envergonho de falar. Onde está nossa fé? Supomos que Jonas rezou assim? Os três jovens? Daniel na cova dos leões? Ou o bom ladrão na cruz?
São Bernardo, no seu Sermão sobre os Quatro Métodos da Oração, escreve: sobretudo nos impele, durante o tempo de oração, entrar no quarto celestial, no qual o Rei dos Reis encontra-se sentado em seu trono, cercado por inumerável e glorioso exército de almas abençoadas. Com tal reverência, tal temor, tal humildade, nos aproximamos com pó e cinzas, nós que não somos nada além de pequenos insetos rastejantes. Com tal temor, seriedade, atenção e solicitude deve tão miserável homem estar próximo da divina majestade, na presença de anjos, na assembléia dos justos? Em todas nossas ações temos necessidade de vigilância, especialmente na oração.
         A sexta condição é a perseverança, que nosso Senhor em duas parábolas recomenda: uma sobre o amigo importuno que pede dois pães em um horário inconveniente, no meio da noite, e recebe pela sua perserverança (Lc 11,5-8); outra sobre a viúva que pede sem esmorecer para que o juiz a livre de seu adversário; e o juiz, embora sendo iníquo, homem que não temia nem Deus nem os homens, sobrepujado pela perseverança da mulher, livrou-a de seu inimigo. Destes exemplos o Senhor conclui, que muito mais perseverantes devemos ser na oração a Deus, porque ele é justo e misericordioso. E São Tiago completa: Deus concede generosamente a todos, sem recriminações (Tg 1,5). Ou seja, ele concede seus dons liberalmente a todos que pedem, e “sem recriminações” por serem inoportunos, pois Deus não tem limites em suas riquezas nem em sua misericórdia.

http://itapiranga0205.blogspot.com/2012/10/do-livro-arte-de-morrer-bem-de-sao.html

… 23/2/2011: Audiência Geral São Roberto Belarmino.

{ https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2011/documents/hf_ben-xvi_aud_20110223.html }

O Papa Bento XVI falou sobre a figura do italiano São Roberto Bellarmino, Cardeal, jesuíta e doutor da Igreja – que viveu no século XVI, época da Reforma Protestante…

…nós explicaremos as condições da oração, para que saibamos rezar bem, viver bem e morrer bem…

… O Pontífice (Papa Bento XVI) indicou um dos escritos do santo como regra de ouro para o bom viver e bom morrer: No livro “De arte bene moriendi” – a arte de morrer bem – por exemplo, [Bellarmino] indica como norma segura do bom viver, e também do bom morrer, o meditar frequentemente e seriamente que se deverá prestar contas a Deus das próprias ações e do próprio modo de viver, bem como não buscar acumular riquezas nesta terra, mas viver de modo simples e com caridade, de modo a acumular bens no Céu”, afirmou.

Apesar de Bellarmino ter vivido em plena época da Reforma, sempre evitou todo o enfoque agressivo ou polêmico em suas obras. “Bellarmino ensina com grande clareza e com exemplo da sua vida que não se pode exercer verdadeira reforma da Igreja se antes não há reforma pessoal e a conversão do nosso coração”, disse Bento XVI.

Nos escritos do santo, é salientado o primado dos ensinamentos de Cristo. “São Bellarmino oferece, assim, um modelo de oração, alma de toda a atividade: uma oração que escuta a Palavra do Senhor, que se satisfaz ao contemplar a grandeza, que não se encerra em si mesmo, mas alegra-se no abandonar-se em Deus”, acrescentou o Santo Padre.

Por fim, o Bispo de Roma disse: “Essas, obviamente, não são palavras que saíram de moda, mas palavras a serem meditadas ainda hoje por nós, para orientar o nosso caminhos sobre esta terra. Recordam-nos que o fim da nossa vida é o Senhor, o Deus que se revelou em Jesus Cristo, no qual Ele continua a chamar-nos e a prometer-nos a comunhão com Ele. Recordam-nos a importância de confiar no Senhor, de nos gastarmos em uma vida fiel ao Evangelho, de aceitar e iluminar com a fé e com a oração toda a circunstância e toda a ação da nossa vida, sempre nos esforçando para a união com Ele

{Audiência Geral:  https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2011/documents/hf_ben-xvi_aud_20110223.html }”:

 

– Ver ainda “Roberto Belarmino S.J. (em italiano: Roberto Francesco Romolo Bellarmino) foi um jesuíta italiano e um cardeal católico. Foi uma das mais importantes figuras da Contra-Reforma e, por suas obras, foi canonizado em 1930 e proclamado Doutor da Igreja. Também esteve envolvido no processo de Galileu Galilei…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Belarmino

 

– Ver SÃO ROBERTO BELARMINO

Também conhecido como

  • Robert Francis Rômulo Belarmino
  • Roberto Belarmino
  • Roberto Francesco Romolo Cardinale Bellarmino

Memorial

Perfil

Terceiro de dez filhos de Vincenzo Bellarmine e Cinzia Cervini, uma família de nobres empobrecidos . Sua mãe , sobrinha do Papa Marcelo II , dedicava-se à esmola , oração , meditação, jejum e mortificação. Robert sofreu diversos problemas de saúde durante toda a sua vida. Educado pelos jesuítas quando menino . Juntou-se aos jesuítas em 20 de setembro de 1560 devido à oposição de seu pai que queria que Roberto entrasse na política .Estudou no Collegio Romano de 1560 a 1563 , centros jesuítas em Florença , Itália em 1563 , depois em Mondovi , Piemonte , na Universidade de Pádua em 1567 e 1568 , e na Universidade de Louvain , Flandres em 1569 . Ordenado no Domingo de Ramos de 1570 em Ghent , Bélgica .

Professor de teologia na Universidade de Louvain de 1570 a 1576 . A pedido do Papa Gregório XIII , ele ensinou teologia polêmica no Collegio Romano de 1576 a 1587 . Enquanto estava lá, ele escreveu Disputationes de Controversiis Christianae Fidei adversus hujus temporis hereticos, a obra mais completa da época para defender o catolicismo contra o ataque protestante. Diretor espiritual do Colégio Romano desde 1588 . Ensinou estudantes jesuítas e outras crianças ; escreveu um catecismo infantil , _Dottrina cristiana breveEscreveu um catecismo para professores ,Dichiarazione piu copiosa della dottrina cristianaConfessor de São Luís Gonzaga até sua morte , e depois trabalhou para a canonização do menino . Em 1590 trabalhou na França para defender os interesses da Igreja durante um período de turbulência e conflito. Membro da comissão para a revisão de 1592 da Bíblia Vulgata. Reitor do Collegio Romano de 1592 a 1594 . Jesuíta provincial em Nápoles , Itália de 1594 a 1597 .Teólogo do Papa Clemente VIII de 1597 a 1599 . Examinador dos bispos e consultor da Suprema Sagrada Congregação da Inquisição Romana e Universal em 1597 ; fortemente preocupado com a disciplina entre os bispos . Criado Cardeal – sacerdote em 3 de março de 1598 pelo Papa Clemente VIII ; ele viveu uma vida austera em Roma , dando a maior parte de seu dinheiro aos pobres . A certa altura, ele usou as tapeçarias em seus aposentos para vestir os pobres, dizendo que “as paredes não vão esfriar”.

Defendeu a Sé Apostólica contra os anticlericais em Veneza , Itália , e os princípios políticos do Rei Jaime I da Inglaterra . Escreveu trabalhos exaustivos contra as heresias da época. Assumiu uma posição fundamentalmente democrática – a autoridade origina-se de Deus , é investida no povo, que a confia a governantes adequados , conceito que lhe trouxe problemas com os reis da Inglaterra e da França . Pai espiritual de São Luís Gonzaga . Ajudou São Francisco de Sales obtém a aprovação formal da Ordem de Visitação . Notável pregador . Arcebispo de Cápua , Itália , em 18 de março de 1602 . Parte dos dois conclaves de 1605 . Envolvido em disputas entre a República de Veneza e o Vaticano em 1606 e 1607 sobre a disciplina clerical e a autoridade do Vaticano. Envolvido na controvérsia entre o rei James I e o Vaticano em 1607 e 1609sobre o controle da Igreja na Inglaterra . Escreveu Tractatus de potestate Summi Pontificis in rebus temporalibus adversus Gulielmum Barclaeumem oposição ao galicanismo . Opôs-se à ação contra Galileu Galilei em 1615 , e estabeleceu uma correspondência amigável com ele, mas foi obrigado a entregar a ordem para que o cientista se submetesse à Igreja . Parte do conclave de 1621 , e foi considerado para o Papa . Conselheiro teológico do Papa Paulo V. Chefe da biblioteca do Vaticano . Prefeito da Sagrada Congregação dos Ritos . Prefeito da Sagrada Congregação do Index . Proclamou umDoutor da Igreja em 17 de setembro de 1931 .

Nascer

Morreu

Venerado

1627 pelo Papa Urbano VIII

Beatificado

Canonizado

Patrocínio

informação adicional

Leituras

A caridade é aquilo com o qual nenhum homem se perde, e sem o qual nenhum homem se salva. – São Roberto Belarmino

“Doce Senhor, você é manso e misericordioso.” Quem não se entregaria de todo o coração ao seu serviço, se começasse a provar um pouco do seu governo paternal? Que ordem, Senhor, dás aos teus servos? “Tome meu jugo sobre você”, você diz. E como é esse seu jugo? “Meu jugo”, você diz, “é suave e meu fardo leve”. Quem não ficaria feliz em suportar um jugo que não pressiona com força, mas acaricia? Quem não se alegraria com um fardo que não pesa, mas que conforta? E então você estava certo em acrescentar: “E você encontrará descanso para suas almas”. E qual é este seu jugo que não cansa, mas dá descanso? É, naturalmente, o primeiro e maior mandamento: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração”. O que é mais fácil, mais doce, mais agradável do que amar a bondade, a beleza e o amor, cuja plenitude você é, ó Senhor, meu Deus?” Não é verdade que prometes aos que guardam os teus mandamentos uma recompensa mais desejável do que grandes riquezas e mais doce do que o mel? Você promete uma recompensa muito abundante, pois, como diz seu apóstolo Tiago: “O Senhor preparou uma coroa da vida para aqueles que o amam.” O que é essa coroa da vida? Certamente é um bem maior do que podemos conceber ou desejar, como diz São Paulo, citando Isaías: “Os olhos não viram, os ouvidos não ouviram, nem sequer percebeu o homem o que Deus preparou para aqueles que amam dele.” … “O que é esta coroa da vida? Certamente é um bem maior do que podemos conceber ou desejar, como diz São Paulo, citando Isaías: “Os olhos não viram, os ouvidos não ouviram, nem sequer percebeu o homem o que Deus preparou para aqueles que amam dele…” – a partir de Sobre a ascensão da mente a Deus por São Roberto Belarmino

Citação MLA

 

– No DIRETÓRIO DE LITURGIA da CNBB de 2022: MFac. neste 17 de setembro

 

================

 

 

3. SANTA HILDEGARDA DE BINGEN (Mfac 17 de setembro)

No mos­teiro de Ru­perts­berg, em Bingen, no es­tado de Hesse, na Ale­manha, Santa Hil­de­garda (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, cé­lebre pela sua sa­be­doria nas ci­ên­cias na­tu­rais, na me­di­cina e na arte mu­sical, bem como na con­tem­plação mís­tica, sobre a qual es­creveu al­guns livros. († 1179).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Mogúncia, em 1179, o nascimento no céu de Santa Hildegarda. Abadessa beneditina de Disibodenberg, fundou na Renânia os mosteiros de Rupertsberg e de Bingen. Versada nas ciências naturais e em medicina, foi sobretudo, agraciada com luzes sobrenaturais, que deixou registradas por escrito. Dirigiu aos pastores fiéis como aos ministros infiéis os salutares conselhos que lhe eram solicitados. Recebeu a visita de São Bernardo de Claraval. (B).

– Ver páginas 246-255: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também “… Hildegarda de Bingen (em alemãoHildegard von BingenBermersheim vor der Höhe, verão de 1098 — Mosteiro de Rupertsberg17 de setembro de 1179), apelidada Sibila do Reno, foi uma

monja beneditinamísticateólogacompositorapregadoranaturalistamédica informal, poetisadramaturga e escritora alemã. Foi mestra do Mosteiro de Rupertsberg em Bingen am Rhein, na Alemanha. É uma santa e doutora da Igreja Católica”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hildegarda_de_Bingen

– Ver “Santa Hildegarda de Bingen, Monja Professa da Ordem de São Bento, é proclamada Doutora da Igreja universal”…(Carta Apostólica do Papa Bento XVI): http://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/apost_letters/documents/hf_ben-xvi_apl_20121007_ildegarda-bingen.html

– Ver SANTA HILDEGARDA VON BINGEN

Também conhecido como

  • Hildegard Eibingen
  • Hildegarda de Bingen
  • Hildegardis Bingensis
  • Sibila do Reno

Memorial

Perfil

Numa época em que poucas mulheres escreviam , Hildegard produziu grandes obras de teologia e escritos visionários . Quando poucas mulheres eram respeitadas, ela foi consultada e aconselhada por bispos , papas e reis . Ela usou os poderes curativos de objetos naturais para curar e escreveu tratados sobre história natural e usos medicinais de plantas, animais, árvores e pedras. Ela é a primeira compositora musical cuja biografia é conhecida. Ela fundou um convento vibrante , onde suas peças musicais eram apresentadas. Interesse por esta mulher extraordináriafoi iniciado por musicólogos e historiadores da ciência e da religião. Infelizmente, as visões e a música de Hildegard foram sequestradas pelo movimento da Nova Era; A música New Age tem alguma semelhança com os ares etéreos de Hildegard. Sua história é importante para os estudantes de história e cultura medieval, e um relato inspirador de um espírito irresistível e intelecto vibrante superando barreiras sociais, físicas, culturais e de gênero para alcançar a transcendência atemporal.

Hildegard foi a décima criança nascida de uma família nobre. Como era costume com a décima criança , que a família não podia contar com a alimentação, e que podia ser considerada dízimo, ela foi dedicada desde o nascimento à Igreja. A menina começou a ter visões de objetos luminosos aos três anos, mas logo percebeu que era única nessa habilidade e escondeu esse dom por muitos anos.

Aos oito anos, sua família enviou Hildegard a uma âncora chamada Jutta para receber educação religiosa. Jutta nasceu em uma família rica e proeminente e, segundo todos os relatos, era uma jovem de grande beleza que havia rejeitado o mundo por uma vida decidida a Deus como uma âncora . A educação de Hildegard foi muito rudimentar, e ela nunca escapou de sentimentos de inadequação por sua falta de escolaridade. Ela aprendeu a ler Saltério em latim, mas sua compreensão da gramática latina nunca foi completa (ela tinha secretários para ajudá-la a escrever suas visões), mas ela tinha uma boa intuição para as complexidades da língua, construindo frases complicadas com significados em muitas níveis e que ainda são um desafio para os alunos de sua escrita. A proximidade do ancoradouro do Jutta com a igreja do mosteiro beneditino de Disibodenberg expôs Hildegard aos serviços religiosos que serviram de base para suas próprias composições musicais. Após a morte de Jutta, quando Hildegard tinha 38 anos, ela foi eleita chefe do convento nascente que havia crescido em torno do ancoradouro.

Durante os anos com Jutta, Hildegard confidenciou suas visões apenas a Jutta e a um monge chamado Volmar, que se tornaria seu secretário vitalício . No entanto, em 1141 , uma visão de Deus deu a Hildegard uma compreensão instantânea do significado dos textos religiosos. Ele ordenou que ela escrevesse tudo o que ela observaria em suas visões.

E aconteceu… quando eu tinha 42 anos e 7 meses, os céus se abriram e uma luz ofuscante de brilho excepcional fluiu por todo o meu cérebro. E assim acendeu todo meu coração e peito como uma chama, não queimando, mas aquecendo… e de repente entendi o significado das exposições dos livros…

No entanto, Hildegard também foi dominada por sentimentos de inadequação e hesitou em agir.

Mas, embora eu ouvisse e visse essas coisas, por causa da dúvida e da baixa opinião de mim mesmo e por causa de diversas palavras de homens, recusei por muito tempo um chamado para escrever, não por teimosia, mas por humildade, até ser sobrecarregado por um flagelo de Deus, caí em um leito de doença.

Embora nunca tenha duvidado da origem divina de suas visões, Hildegard queria que fossem aprovadas pela Igreja. Ela escreveu a São Bernardo, que levou o assunto ao Papa Eugênio, que exortou Hildegard a terminar seus escritos. Com o imprimatur papal , Hildegard terminou sua primeira obra visionária Scivias (“ Conhece os Caminhos do Senhor ”) e sua fama começou a se espalhar pela Alemanha e além.

século 12 também foi o tempo de cismas e confusão religiosa, quando qualquer pessoa que pregasse qualquer doutrina estranha poderia atrair um grande número de seguidores. Hildegard criticava os cismáticos e pregou contra eles toda a sua vida, trabalhando especialmente contra os cátaros .

Declarado Doutor da Igreja em 7 de outubro de 2012 pelo Papa Bento XVI .

Nascer

  • 1098 em Bermersheim, Renânia Palatinado (atual Alemanha )

Morreu

Beatificado

Canonizado

Vitrine

informação adicional

Citação MLA

– No DIRETÓRIO DE LITURGIA da CNBB de 2022: MFac. neste 17 de setembro

 

================

4. SANTO ALBERTO E A ORIGEM DA ORDEM DOS CARMELITAS

SANTO ALBERTO DE JERUSALÉM Festa a 17 de Setembro”Santo Alberto nasceu em Itália, por volta do ano 1149. Entrou para os cônegos regulares de Santa Cruz, vindo a ser Prior Geral da Congregação. Foi depois bispo de Bobbio e Vercelli.
A sua fama de santo tornava-o querido aos olhos dos papas, imperadores, reis, bispos e de todo o povo, que o venerava como santo que tinha o dom de estabelecer a paz entre os desavindos.
Por morte do Patriarca de Jerusalém, foram unânimes os bispos, príncipes e o povo, em escolher para bispo de Jerusalém S. Alberto. O Papa teve que insistir muito para que aceitasse este cargo, que mais do que honra, era carga pesada, devido às dificuldades de toda a espécie, em que se encontrava o reino de Jerusalém.
Embarcou para a Terra Santa no ano 1205, sendo o seu Patriarca de 1206 a 1214. Chegado à Terra Santa, fixou residência na vertente do Monte Carmelo.
Brocardo, então prior dos carmelitas, pediu ao Patriarca Alberto que lhes desse uma norma de vida. De bom grado S. Alberto a escreveu, tornando-se assim no Legislador da nossa Ordem. Por isso, e apesar de não ter sido carmelita, a Ordem do Carmo o representa nas suas imagens vestido de carmelita e com a Regra na mão.
Nas suas dificuldades encontrou consolação e coragem junto dos carmelitas, seus amigos, de que foi sempre admirador e protetor.
A Regra começa assim: «Aos amados filhos que moram perto da fonte de Elias, no Monte do Carmo…»
Quando, no dia 14 de Setembro de 1214, presidia em S. João de Acre, aos pés do Carmelo, à procissão da Exaltação da Santa Cruz, foi barbaramente assassinado, morrendo vítima do ódio este santo homem que passou a vida amando e fazendo a paz…: http://www.carmelitas.pt/site/santos/santos_ver.php?cod_santo=31

-Ver (VIDAS DOS SANTOS de 14 de setembro) Santo Alberto e a origem da Ordem dos Carmelitas, págs. 173-185: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver ainda “Santo Alberto de Jerusalém foi cônego regular, bispo e patriarca Latino de Jerusalém.

Estudou teologia e Direito, principalmente o Direito Canónico. Depois de concluir os seus estudos, entrou para os Cônegos Regulares de Santa Cruz de Mortara (Pavia), onde em 1180 foi nomeado prior. Bispo de Bobbio em 1184 e de Vercelli no ano seguinte. Mediou os acordos de paz entre Pavia e Milão em 1194 e entre Parma e Piacenza em 1199.

Foi designado Patriarca Latino de Jerusalém em 1205. No exercício do seu ministério encarnou sempre o ideal do Bom Pastor, tanto pela palavra como pelo exemplo de sua vida. Ajudou na fundação da Ordem dos Carmelitas no ano de 1209, na mediação das várias disputas entre o Reino de Jerusalém e o Reino do Chipre, bem como entre a Ordem dos Templários e o Reino Arménio da Cilícia. No ano de 1214, foi convidado a participar no Quarto Concílio de Latrão, mas foi assassinado em São João de Acre.

Durante o tempo em que esteve na Terra Santa escreveu a Regra da Ordem do Carmo, conhecida como Regra Albertina.

Sua festa litúrgica é celebrada dia 17 de setembro.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_de_Jerusal%C3%A9m

– Ver SANTO ALBERTO DE JERUSALÉM

Também conhecido como

  • Albert Avogadro
  • Alberto do Acre

Memorial

Perfil

Nascido de uma rica e proeminente nobre família italiana. Bem educado, especialmente em teologia e direitoOrdenado, serviu como canon na Abadia da Santa Cruz em MortaraItáliaAbbey antesBispo de BobbioItália em 1184Bispo de VercelliItália. Disputas mediadas entre o Papa Clemente III e Frederico Barbarossa, e por seus esforços foi nomeado Príncipe do ImpérioLegado papal para o norte da Itália. Negociou a paz entre Parma e Piacenza em 1199. Ajudou a formular a Regra para Saint Borcard e seus eremitas. Esta Regra mais tarde foi adotada como regra para os carmelitas, e assim Alberto é considerado um co-fundador da ordem. Patriarca de Jerusalém em 1205 sob o Papa Inocente III, uma posição que geralmente levou ao conflito com os muçulmanos, e ao martírio. Como suas terras estavam inteiramente nas mãos dos sarracenos, ele estabeleceu sua cidade de ver em Akka (Acre). Ocupou o cargo por quase dez anos. Conhecido por seu envolvimento em assuntos do Estado e da igreja, e como pacificador das facções francas em seu ver. Convocado para servir no Conselho Geral do Latan, mas assassinado antes de poder comparecer.

Nascer

Morreu

Informações adicionais

Citação MLA

Em Akko, na Pa­les­tina (conforme Martirológio Romano de 14 de setembro), Santo Al­berto, bispo, que, trans­fe­rido da Igreja de Ver­celas para a Igreja de Je­ru­salém, compôs uma regra para os ere­mitas do monte Car­melo e, quando ce­le­brava a festa da Exal­tação da Santa Cruz, foi pas­sado à es­pada por um homem ímpio que ele tinha repreendido. († 1215).

VER 14 DE SETEMBRO Nº 7

================

OUTROS SANTAS E SANTAS DE 17 DE SETEMBRO

 

1.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Sá­tiro, cujos mé­ritos in­signes são men­ci­o­nados pelo seu irmão Santo Am­brósio. Ainda não ini­ciado nos mis­té­rios de Cristo, so­freu um nau­frágio, mas não temeu a morte; con­tudo, salvo das ondas, não que­rendo acabar esta vida sem ter re­ce­bido os sa­cra­mentos da fé, aderiu à Igreja de Deus; for­ta­leceu-se então a ín­tima e mútua fra­ter­ni­dade com seu irmão Am­brósio, pelo qual foi se­pul­tado junto ao mártir São Vítor. († c. 377).

Ver página 270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver “… Sátiro era o irmão mais velho de Santo Ambrósio, nascido algum tempo antes do ano 340, provavelmente em Trier. A irmã, Santa Marcellina, era a mais velha. Quando seu pai, que era prefeito do pretório dos gauleses, morreu por volta de 3-4, a família mudou-se para Roma, onde os dois meninos foram bem-educados sob o olhar vigilante de sua mãe e irmã. Sátiro iniciou uma carreira pública, exerceu a profissão de advogado e tornou-se prefeito de uma província não identificada. Quando Santo Ambrósio foi eleito bispo de Milão em 374, Sátiro renunciou ao cargo para assumir a administração dos assuntos temporais da Sé para seu irmão. Ele fez várias viagens à África, na última das quais quase perdeu a vida no naufrágio, e em consequência aproveitou a primeira oportunidade para receber o batismo, tendo até então sido apenas um catecúmeno. Antes de pular do navio naufragado, ele recebeu uma partícula do Santíssimo Sacramento de um de seus companheiros de viagem, que embrulhou em um lenço e amarrou no pescoço. Morreu repentinamente em Milão, nos braços de sua irmã e de seu irmão, que distribuíram seus bens entre os pobres, de acordo com seu desejo de que os tratassem como achassem melhor…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html

2.   Em Liège, na Austrásia, na actual Bélgica, a paixão de São Lamberto, bispo de Maastricht e mártir, que, mandado para o exílio, foi acolhido no mosteiro de Stavelot; regressando depois à sua sede, exerceu egregiamente o seu ministério pastoral, até ao momento que foi morto inocente por ímpios inimigos. († c. 705).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Lamberto, bispo de Maastricht. Após vários anos de exílio, exerceu grande irradiação moral e espiritual na corte da Austrásia, assim como nas igrejas da Bélgica. Foi martirizado em 705 em uma casa que se tornou o núcleo da cidade de Liège (F)

– Ver “… Lamberto de Maastricht 

(em latimLandebertus ou Lambertusca. 636–ca. 700) foi bispo de Maastricht (Tongeren) entre 670 até sua morte. De uma família nobre da cidade, Lamberto era um protegido de seu tio, o bispo Teodardo de Maastricht. Quando ele foi assassinado, logo depois de 669, os conselheiros do rei merovíngio Quilderico II nomearam Lamberto seu sucessor. Ele era parente de Hugoberto e Plectrude, a esposa de Pepino de Herstal, um parente dos poderosos prefeitos do palácio (majordomo) hereditários que controlavam os reis merovíngios da Austrásia. Depois que Quilderico foi assassinado, em 675, a facção de Ebroíno, o prefeito do palácio da Nêustria e o verdadeiro poder atrás do trono, expulsou-o de sua sé em favor de seu próprio candidato, Faramundo. Lamberto passou sete anos no exílio na recém-inaugurada Abadia de Stavelot (674–681). Com uma mudança na situação política da época, Lamberto conseguiu retornar para sua … Acompanhado de São Vilibrordo, que havia chegado da Inglaterra em 691, Lamberto pregava o evangelho aos pagãos no baixo Meuse. Logo depois que a família de Lamberto (e Plectrude) assassinou Dodo, um doméstico de Pepino de Herstal e pai da amante dele, Alpaida, os parentes de Dodo assassinaram Lamberto em sua propriedade, a villa galo-romana que tornar-se-ia a cidade de Liège. Assim, Lamberto tornou-se mártir da fidelidade conjugal por denunciar a ligação de Pepino com Alpaida, a futura mãe de Carlos Martel[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lamberto_de_Maastricht

3*.   Na floresta de Argonne, junto ao rio Mosa, também na Austrásia, actualmente na França, São Rodingo, abade, que fundou e piedosamente dirigiu o mosteiro de Beaulieu. († s. VIII in.).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Rodingo fundador e primeiro abade do mosteiro chamado depois de Beaulieu, na diocese de Verdun. A abadia foi associada a Cluny no séc. XII, e à Congregação de São Vânio no séc. XVII. (X)

4.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, Santa Co­lomba (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, du­rante a per­se­guição dos Mouros, se apre­sentou es­pon­ta­ne­a­mente para dar tes­te­munho da sua fé pe­rante o juiz e o con­selho dos sá­trapas e foi ime­di­a­ta­mente de­go­lada junto às portas do palácio. († 853)

5*.   Em Me­li­nais, no ter­ri­tório de An­gers, na França, São Rei­naldo (Reginaldo), ere­mita, que se re­tirou na flo­resta de Craon para cum­prir mais per­fei­ta­mente os man­da­mentos do Senhor. († c. 1104).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 1104, São Reinaldo. Inicialmente cônego regular em Soissons, e depois discípulo de Roberto de Arbrissel, abraçou a vida eremítica em Melinais, perto de La Flèche, no local onde mais tarde, Henrique II Plantageneta construiu uma abadia. Seu culto foi confirmado por Pio IX em 1868, baseado num relatório do cardeal Pitra. (X)

6.*.   Em Avi­gliana, no ter­ri­tório de Turim, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Que­rubim Testa, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, de­vo­tís­simo da Paixão do Senhor. († 1479)

7.   Em Sa­ra­goça, ci­dade de Aragão, na Es­panha, São Pedro de Ar­bués, pres­bí­tero e mártir, dos Có­negos Re­grantes de Santo Agos­tinho, que com­bateu as su­pers­ti­ções e he­re­sias no reino de Aragão e foi morto por al­guns in­qui­ridos di­ante do altar da igreja catedral. († 1485).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, no ano do Senhor de 1485, o martírio de São Pedro de Arbués, cônego regular, assassinado na Catedral de Saragoça. (M).

– Ver páginas 271-278: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também “… Pedro de ArbuésC.R.S.A., (c. 1441–1485), foi um oficial da Inquisição Espanhola assassinado na Catedral do Salvador (La Seo) de Saragoça, em 1485, num suposto complô perpetrado por conversos e judeus. Rapidamente passou a ser venerado como santo por aclamação popular e sua morte em muito ajudou a Inquisição e o inquisidor-geral Tomás de Torquemada em sua campanha contra a heresia e o criptojudaísmo. Foi oficialmente canonizado em 1867…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_de_Arbu%C3%A9s

8♦.   Em Gora Kalwária, na Po­lónia, Santo Es­ta­nislau de Jesus e María (João Papczynski), pres­bí­tero e fun­dador dos Clé­rigos Ma­ri­anos da Ima­cu­lada Con­ceição da Virgem Maria. († 1701).

– Ver “… Santo Estanislau Papczynski ou Estanislau de Jesus e Maria, nascido João Papczynski, (Podergrodzie, 18 de maio de 1631 – Góra Kalwaria17 de setembro de 1701) foi um sacerdote da Igreja Católica, membro da Ordem Piarista e fundador da Congregação dos Padres Marianos.

Hoje a Congregação dos Padres Marianos renovada em 1909 pelo bem-aventurado Bispo Jorge Matulaitis conta com mais de 500 membros em 18 países de todos os continentes…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Estanislau_Paczynski

9.   Em Hué, no Anam, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Ma­nuel Hguyen Van Trieu, pres­bí­tero e mártir, no rei­nado de Canh Thin. († 1798).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Cochinchina, atual Vietnan, o Bem-Aventurado Emanuel Trieu, filho de um mandarim que se tornou sacerdote católico e foi martirizado em 1798. (X)

10.   Em Gé­nova, na Li­gúria, re­gião da Itália, São Fran­cisco Maria de Cam­po­rosso, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, in­signe pela sua ca­ri­dade para com os po­bres, que, du­rante a epi­demia da peste, con­traiu ele pró­prio a en­fer­mi­dade, ofe­re­cendo-se como ví­tima pela sal­vação do próximo. († 1866)

11*.   Em Cra­cóvia, na Po­lónia, São Se­gis­mundo Félix Felinski (Zygmunt Felinski, também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Var­sóvia, que, su­pe­rando muitas e graves tri­bu­la­ções, tra­ba­lhou ener­gi­ca­mente pela li­ber­dade e res­tau­ração da Igreja e, para acudir a todas as ne­ces­si­dades do povo, fundou a Con­gre­gação das Irmãs Fran­cis­canas da Fa­mília de Maria. († 1895)

12*.   Em Cas­tillo de Vil­la­ma­lefa, lo­ca­li­dade pró­xima de Cas­tellón, na Es­panha, o Beato João Ven­tura Solsona, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, pela sua in­ven­cível cons­tância na fé passou à glória celeste. († 1936)

13*.   Em Ma­drid, na Es­panha, o Beato Ti­móteo Va­lero Pérez, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que, na mesma per­se­guição, al­cançou a vi­tória no glo­rioso com­bate por Cristo. († 1936)

14♦.   Em Al­cácer de San Juan, perto de Ciudad Real, na Es­panha, o Beato Ál­varo Santos Cejudo, mártir, que, sendo pai de fa­mília, du­rante a mesma per­se­guição foi re­ce­bido na glória do Senhor. († 1936)

15*.   Na flo­resta de Pal­miry, perto de Var­sóvia, na Po­lónia, o Beato Se­gis­mundo Sajna, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a guerra, morreu fu­zi­lado por se re­cusar in­que­bran­ta­vel­mente a ab­jurar a fé pe­rante um re­gime in­vasor e hostil a Deus. († 1940)

16.  VER SANTAS E SANTOS DE 16 DE SETEMBRO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

 <- OntemCalendárioAmanhã ->
Hildegard von Bingen (Memorial Opcional) Robert Bellarmine (Memorial Opcional) Estigmas de Francisco de AssisAgatolia Brogan de Ross Tuirc Querubino Testa Columba de Córdoba Crescentio de Roma Emmanuel Nguyen Van Trieu Flocellus Justino de Roma Lambert de Maastricht Leonella Sgorbati Narciso de Roma Peter Arbues Reinaldo de Melinais Rodingus Sátiro de Milão SócratesEstanislau de Jesus e Maria Stephen Teodora Universidade de Bremen Zygmunt Sajna Zygmunt Szcesny FelinskiMartirizado na Guerra Civil Espanhola Álvaro Santos Cejudo Moreno Chocano Juan Ventura Solsona Timóteo Valero Pérez — Adriana da Frísia Andoletus de Liège Antonio Morell Badurad de Paderborn Camila de Carcassonne Francisco Maria de Camporosso Pedro de Liège Sevoldo
todos esses memoriais em uma única página

18. Outras santas e santos do dia 17 de setembro, págs. 246-281, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 17 de setembro, ver ainda: 17 de setembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

20. Outras santas e santos do dia 16 de setembro, págs. 218-245, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 16 de setembro, ver ainda: 16 de setembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 730-733: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. MÁRTIRES DE GRUPO: http://newsaints.faithweb.com/martyrs.htm
  11. SANTOS CATÓLICOS: https://catholicsaints.info/17-september/                    
  12. SANTOS DO DIA: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember17.html#    

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia e outros em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 DE MARÇO: SÃO CLEMENTE-MARIA HOFFBAUER:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

  • 20 DE ABRIL: PROJETO DE VIDA DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 DE ABRIL, SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. 

Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. 

Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

            * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

18 DE AGOSTO: BEM-AVENTURADO AIMON TAPARELI

A salvação consiste em servir a Deus; tudo o mais é ilusão.” 

================

* SÃO JOÃO EUDES: 19 DE AGOSTO

O nosso desejo, o nosso objetivo e a nossa principal preocupação deve ser formar Jesus em nós e fazer com que seu espírito, sua devoção, seus afetos, seus desejos e suas disposições reinem em nossos corações. Toda a nossa vida religiosa deve tender para isso. Tal é a tarefa que Deus nos confiou para que nela trabalhemos constantemente

================

* 20 DE AGOSTO: SÃO BERNARDO DE CLARAVAL

Nos perigos, nas dúvidas, nas dificuldades, PENSE EM MARIA , INVOQUE MARIA . Não deixe o nome dela sair de seus lábios, nunca permita que ele saia de seu coração. E para que você possa obter a ajuda de sua oração, não deixe de seguir seus passos. Com ela como guia, você nunca se desviará; ao invocá-la, você nunca desanimará; enquanto ela estiver em sua mente, você estará a salvo do engano; enquanto ela segura sua mão, você não pode cair; sob a proteção dela você não tem nada a temer; se ela andar na sua frente, você não se cansará; se ela lhe mostrar favor, você alcançará a meta– São Bernardo de Claraval

================

* 21 DE AGOSTO: SÃO PIO X

Nasci pobre, vivi pobre e desejo morrer pobre

================

* 23 DE AGOSTO: SANTA ROSA DE LIMA

Que todos os homens saibam que a graça vem depois da tribulação. Que eles saibam que sem o fardo das aflições é impossível alcançar o cume da graça. Deixe-os saber que os dons da graça aumentam à medida que as lutas aumentam. Que os homens tomem cuidado para não se desviarem e serem enganados. Esta é a única escada verdadeira para o paraíso, e sem a cruz eles não podem encontrar nenhum caminho para subir ao céu…” (Dos escritos de Santa Rosa de Lima)

================

* 27 DE AGOSTO: SÃO PEMEN / PASTOR / POEMAS

               À questão de saber se é melhor falar ou calar, o Ancião disse:
Quem fala por Deus, faz bem, e quem cala por Deus, também faz bem.”
Ele também disse: “Se o homem parece estar em silêncio, mas seu coração condena os outros, então ele está sempre falando. Pode haver um homem que fala o dia todo, mas na verdade ele fica em silêncio, porque não diz nada que não seja lucrativo.”

O santo disse: “É útil observar três coisas: temer a Deus, orar com frequência e fazer o bem ao próximo”.
…”A maldade nunca erradica a maldade. Se alguém faz o mal a você, faça o bem a ele e a sua bondade vencerá a maldade.”

O começo do mal é a falta de vigilância. – São Poema

O silêncio não é uma virtude quando a caridade exige discurso. – São Poema

Uma fé viva consiste em pensar pouco de si mesmo e mostrar consideração pelos outros. – São Poema

Ensine seu coração a guardar o que sua língua ensina. – São Poema

Quando seu irmão o ataca, sejam quais forem os insultos, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. Mesmo se ele arrancasse seu olho direito e cortasse sua mão direita, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. No entanto, se ele tentar afastá-lo de Deus, fique com raiva! – São Poema

Não abra sua consciência para quem você não confia em seu coração. – São Poema

Instruir o próximo é o mesmo que repreendê-lo. – São Poema

Se você der pouca importância a si mesmo, terá paz onde quer que viva. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria; estes são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Deixe de lado uma pequena parte da sua justiça e em poucos dias você estará em paz. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria – esses são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Você deve fugir das coisas sensuais. Na verdade, toda vez que um homem chega perto de uma luta com a sensualidade, ele é como um homem à beira de um lago profundo, e o Inimigo o joga quando quer. Mas se o homem vive longe das coisas sensuais, ele é como aquele que está à distância do lago, de modo que mesmo que o Inimigo o seduza para jogá-lo no fundo, Deus lhe envia ajuda no exato momento em que o inimigo o está afastando e fazendo-lhe violência. – São Poema

Não dê seu coração ao que não satisfaz seu coração. – São Poema

Se você estiver em silêncio, terá paz onde quer que viva. – São Poema

A natureza da água é macia, e a natureza da pedra é dura; mas se uma garrafa é pendurada acima da pedra, deixando a água cair gota a gota, ela desgasta a pedra. Assim é com a Palavra de Deus: é mole e nosso coração é duro, mas o homem que ouve a Palavra de Deus muitas vezes abre seu coração ao temor de Deus. – São Poema

Citação MLA

================

* 28 DE AGOSTO: SANTO AGOSTINHO

“… O que você possui se você não possui Deus? – Santo Agostinho

Infeliz é a alma escravizada pelo amor de tudo o que é mortal. – Santo Agostinho

O amor às posses mundanas é uma espécie de linha de pássaro, que enreda a alma e a impede de voar para Deus. – Santo Agostinho

Neste exato momento posso, se desejar, tornar-me amigo de Deus– Santo Agostinho

Deus concede mais consideração à pureza da intenção com a qual nossas ações são realizadas do que às próprias ações. – Santo Agostinho

Vou sugerir um meio pelo qual você pode louvar a Deus o dia todo, se desejar. Faça o que fizer, faça bem-feito, e você louvou a Deus. – Santo Agostinho

Este é o negócio da nossa vida. Pelo trabalho e oração, avançar na graça de Deus, até chegarmos àquela altura de perfeição na qual, com corações puros, podemos contemplar a Deus. – Santo Agostinho

Deus em sua onipotência não podia dar mais, em sua sabedoria não sabia dar mais, em suas riquezas não tinha mais para dar, do que a Eucaristia. – Santo Agostinho

Deus não ordena impossibilidades, mas ao ordenar adverte-te a fazer o que podes e a orar pelo que não podes, e ajuda-te para que possas– Santo Agostinho

Nossa vida e nossa morte estão com nosso próximo. – Santo Agostinho

Conquiste a si mesmo e o mundo está aos seus pés. – Santo Agostinho…”

================

* 31 DE AGOSTO: SÃO RAIMUNDO NONATO

“…Trabalhar já é bom,
  Melhor ainda é orar;
O melhor – amar teu Deus,
  E nem uma palavra a dizer
.
    – do alemão de Angelus Silesius

Prática favorita – Pregar o amor de Cristo pelo nosso silêncio, bem como pelo nosso discurso….” (de VIDAS CURTAS DOS SANTOS “São Raimundo, Confessor, de Eleanor Cecilia Donnelly:

{ Angelus Silesius: https://pt.wikipedia.org/wiki/Angelus_Silesius }

================

04 de setembro: BEATA CATARINA DE RACCONIGI

Beata Catarina de Racconigi

Jesus, é minha única esperança!” – uma frase que a Beata Caterina repetia sempre que estava sob estresse

Grandes são as inequidades do mundo, e meus pecados me tornam indigno de ser ouvido. Mas, ó minha Esperança, Tua bondade não permitirá que eu me canse em suplicar-te em vão.” – Beata Catarina

================

04 DE SETEMBRO: NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO E CORREIA

“…Senhor Jesus Cristo, Vós que vos sensibilizastes ao ver o povo sofrendo, os apóstolos cansados, os jovens desesperançados, os doentes tristes, as crianças esquecidas, os pobres oprimidos, os mulheres marginalizadas, e vos comprometestes e os consolastes exclamando: “vinde a mim todos que estais aflitos e eu os aliviarei” (MT. 11.29), nós vos pedimos luz para imitar o exemplo de Maria a quem nós amamos e invocamos como nossa Mãe da Consolação. Fazei-nos, por ela, descobrir a forma de sermos solidários com aqueles que choram, com os pobres, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os puros de coração, os que buscam a paz e os que são perseguidos por causa da justiça.

Senhor, que dessa forma, com a ajuda de NOSSA MÃE DA CONSOLAÇÃO, consigamos realizar o vosso reino de justiça, de serviço, de liberdade e fraternidade.

Senhor, que MARIA, MÃE DA CONSOLAÇÃO, seja nossa companheira de caminhada e nos ajude a chegar até vós, que sois o CAMINHO, a VERDADE e a VIDA. AMÉM!…” {http://arquisp.org.br/liturgia/santo-do-dia/nossa-senhora-da-consolacao}

================

05 DE SETEMBRO SANTA TERESA DE CALCUTÁ

“…Deixe que qualquer um que vier até você vá embora se sentindo melhor e mais feliz. Todos deveriam ver bondade em seu rosto, em seus olhos, em seu sorriso. A alegria aparece nos olhos. Aparece quando falamos e andamos. Não pode ser mantida fechada dentro de nós. Ela reage lá fora. A alegria é muito contagiante…” – Santa Teresa de Calcutá

================

09 DE SETEMBRO: SÃO PEDRO CLÁVER

Jesus Cristo, Filho de Deus, você será meu pai e minha mãe e todo o meu bem. Eu te amo muito. Sinto muito por ter pecado contra você. Senhor, eu te amo muito, muito, muito.” – São Pedro Claver

================

13 DE SETEMBRO: SÃO JOÃO CRISÓSTOMO

“… Certamente quem quer riqueza e abundância escolherá as coisas que duram ao invés das que perecem, o inesgotável ao invés do que se esvai, o muito ao pouco, o incorruptível ao invés do corruptível. Então o outro tipo seguirá também. Quem busca a terra antes do céu certamente também perderá a terra, mas quem preferir o céu à terra desfrutará de ambos no mais alto grau…” ( São João Crisóstomo nos diz para investir no céu):  {https://www.patheos.com/blogs/catholicbookblogger/2015/02/25/church-fathers-day-219-st-john-chrysostom-tells-us-to-invest-in-heaven/ }

“…Desejas honrar o corpo de Cristo? Não o ignores quando está nu. Não o homenageies no templo vestido com seda quando o negligencias do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele, que disse “Este é o meu corpo”, é o mesmo que diz “tive fome e destes-me de comer” [18] e «quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)…

Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando teu irmão está morrendo de fome? Começa por satisfazer a sua fome e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar…” (comentário de São João Crisóstomo sobre Mateus) …”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/João_Crisóstomo

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 16 DE SETEMBRO: SÃO CIPRIANO

Ditos de São Cipriano: “… Deus não escuta a voz, mas o coração…”; “... Não pode ter Deus por pai quem não tem a Igreja por mãe…”: https://www.pensador.com/autor/sao_cipriano/

================

* 17 DE SETEMBRO: SÃO ROBERTO BELARMINO

“… De arte bene moriendi” – a arte de morrer bem – por exemplo, [Bellarmino] indica como norma segura do bom viver, e também do bom morrer, o meditar frequentemente e seriamente que se deverá prestar contas a Deus das próprias ações e do próprio modo de viver, bem como não buscar acumular riquezas nesta terra, mas viver de modo simples e com caridade, de modo a acumular bens no Céu… A CARIDADE É AQUILO COM O QUAL NENHUM HOMEM SE PERDE, E SEM O QUAL NENHUM HOMEM SE SALVA.” – São Roberto Belarmino

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS,

ROGUEM POR NÓS!   

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

JESUS MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZ O MEU CORAÇÃO E O DA FAMÍLIA SEMELHANTE AO SEU! OBRIGADO JESUS! BENDITO SEJA O SENHOR! AMÉM!

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

ME LEVA A JESUS, MÃE! ME ADOTA E À FAMÍLIA, MÃE! OBRIGADO!

================

* Veja o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.