Santas e Santos de 11 de dezembro

São Dâ­maso I (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que, em tempos muito di­fí­ceis, reuniu nu­me­rosos sí­nodos para de­fender a fé de Ni­ceia contra os cismas e as he­re­sias, es­ti­mulou São Je­ró­nimo para tra­duzir em latim os li­vros sa­grados e honrou pi­e­do­sa­mente os se­pul­cros dos már­tires, ador­nando-os com suas ins­cri­ções em verso. († 384). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 384, o nascimento no céu de São Dâmaso, papa. Deu seu apoio ao patriarca de Alexandria, expulso pelos hereges. Confiou a São Jerônimo a tradução da Bíblia para o latim e desenvolveu o culto dos mártires romanos, ornando seus túmulos com inscrições em versos. (R). Ver páginas 200-210: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Dâmaso_I

2.   No ter­ri­tório de Amiens, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente na França, os santos Vi­to­rico e Fus­ciano, mártires. († c. s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no final do séc. III, o martírio dos Santos Vitórico e Fusciano, decapitados em Amiens, depois de haverem confirmado seu credo diante do juiz. (M). Ver página 217: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

3.   Em Pi­a­cenza, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, São Sa­bino, bispo, que con­verteu mul­ti­dões à fé em Cristo, fundou mos­teiros de vir­gens e de­fendeu ener­gi­ca­mente a ver­dade nicena. († c. s. IV). Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sabino_de_Placência

4.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Da­niel Estilita, pres­bí­tero, que, de­pois de viver no ce­nóbio e su­portar muitos tra­ba­lhos, se­guindo o exemplo de vida de São Si­meão per­ma­neceu no alto de uma co­luna até à morte, du­rante trinta e três anos e três meses, im­per­tur­bável ao frio, ao calor ou aos ventos. († 493). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no começo do séc. V, São Daniel Estilita, que, segundo a liturgia bizantina, “havia se tornado, ele próprio, uma coluna de paciência”. (M). Ver páginas 195-199: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf   

Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Daniel,_o_Estilita

5*.   No mos­teiro de Him­merod, perto de Tré­veris, na Ale­manha, o Beato David, monge, que, sendo débil de corpo, foi re­ce­bido em Cla­raval por São Ber­nardo, que de­pois o en­viou com ou­tros ir­mãos à Ale­manha para fundar um novo mos­teiro e aí se en­tregou dia e noite à oração e às boas obras. († 1179). Ver páginas 212-213: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

6*.   Em Sena, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato Franco Líppi, ere­mita da Ordem dos Car­me­litas, in­signe pela grande aus­te­ri­dade da sua vida. († 1292). Ver páginas 214-217: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

7*.   No ter­ri­tório de Ca­me­rino, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Hu­go­lino Magalótti (também na Folhinha do Coração de Jesus), ere­mita, da Ordem Ter­ceira de São Francisco. († 1373)

8 *.   Em Sant’Ân­gelo in Vado, também no Pi­ceno da Itália, o Beato Je­ró­nimo (Je­ró­nimo Ra­nuzzi), pres­bí­tero da Ordem dos Ser­vitas de Maria, que na so­lidão e no si­lêncio al­cançou a sa­be­doria da santidade. († c. 1468)

9 *.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os be­atos Mar­tinho Lum­breras Peralta e Mel­chior Sán­chez Pérez, pres­bí­teros da Ordem de Santo Agos­tinho e már­tires, os quais, logo que che­garam a esta ci­dade, foram apri­si­o­nados, lan­çados numa cela obs­cura e fi­nal­mente quei­mados vivos. († 1632)

10*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Artur Bell, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que, no rei­nado de Carlos I, só pelo facto de ser sa­cer­dote, foi con­de­nado à pena ca­pital e so­freu o pa­tí­bulo de Tyburn. († 1643)

11 *.   Em El Saler, lo­ca­li­dade pró­xima de Va­lência, na Es­panha, a Beata Maria do Pilar Vil­la­longa Vilallba, virgem e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, com o seu mar­tírio se­guiu os passos de Cristo. († 1936)

12♦.  Em Go­radze, na Bósna-Her­ze­go­vina, as be­atas María Julia Ivanisevic e quatro Companheiras, re­li­gi­osas pro­fessas do Ins­ti­tuto das Fi­lhas da Di­vina Ca­ri­dade e már­tires, que se em­pe­nhavam ar­do­ro­sa­mente ao apos­to­lado de âm­bito ecu­mé­nico, pas­toral e ca­ri­ta­tivo, até que, ata­cadas pela feroz vi­o­lência de mi­li­ci­anos e fi­nal­mente fu­zi­ladas, deram a vida pela sua in­tré­pida fi­de­li­dade a Cristo. São estes os seus nomes: Ber­ch­mana Lei­denix,  Kri­zina Bo­janac, An­tónia Fabjan e Ber­na­dete Banja. († 1941)

13♦.   Em La Al­dehuela, lo­ca­li­dade da re­gião de Ma­drid, na Es­panha, Santa Maria Ma­ra­villas Pidal y Chico de Guzmán (Ma­ra­vi­lhas de Jesus), virgem da Ordem das Car­me­litas Des­calças, que fundou vá­rios mos­teiros bem como cen­tros de as­sis­tência socio-ca­ri­ta­tiva, con­ci­li­ando a vida con­tem­pla­tiva com uma ge­ne­rosa caridade. († 1974)

14. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 342, São Bársabas, higúmeno, que por ter confessado a fé cristã diante do governador do rei dos persas, teve a cabeça cortada, juntamente com dez de seus monges. (M)

15. São Pedro de Sena,(também na Folhinha do Coração de Jesus)

16. São Massona. Ver página 211-219: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

17. Outros santos do dia 11 de dezembro: págs. 195-:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 11 de dezembro, ver ainda:  https://pt.m.wikipedia.org/wiki/11_de_dezembro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.