Santas e Santos de 12 de dezembro

Nossa Se­nhora de Guadalupe (também na Folhinha do Coração de Jesus), no Mé­xico, cujo au­xílio ma­terno a grande mul­tidão do povo im­plora hu­mil­de­mente na co­lina de Te­peyac, perto da ci­dade do Mé­xico, onde ela apa­receu, sau­dando-a con­fi­a­da­mente como es­trela da evan­ge­li­zação dos povos e pro­tec­tora dos in­dí­genas e dos pobres. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Festa de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da AméricaLatina. Em 1531, quando os missionários espanhóis haviam aprendido a língua dos indígenas para fins de evangelização, a Virgem Mãe de Deus apareceu ao neófito João Diogo e pediu-lhe que fosse erigido, naquele lugar próximo à capital do México, um santuário em sua honra. O bispo da diocese retardou  a resposta, para averiguar os fatos. Mas a Virgem Maria apareceu de novo a João Diogo e renovou o pedido. O bispo ordenou ao neófito que pedisse um sinal de que a ordem vinha da Mãe de Deus. Um dia, a caminho da casa de um tio enfermo, João Diogo viu a Virgem Maria que lhe disse que não se preocupasse com a doença do tio, pois ele estaria curado por sua intervenção, e colocando-lhe no manto belas flores recém-desabrochadas, apesar da aridez da região e do frio do inverno, recomendou-lhe que fosse até o bispo e abrisse o manto para que o sinal fosse reconhecido, conforme o pedido do prelado. João Diogo obedeceu, e ao chegar diante do bispo abriu o manto e despejou as flores, formando-se então no tecido uma linda pintura de Nossa

Senhora, tal como ele a havia visto. A partir deste fato, a fama do milagre espalhou-se por toda a região e mais além. O santuário foi logo construído, e ao longo dos anos sofreu várias reformas e ampliações. O magnífico templo atual atrai devotos do México e de países distantes, que vão buscar o consolo que um filho experimenta junto à sua amorosa Mãe. (X). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_de_Guadalupe_(México)

2.   Co­me­mo­ração dos santos már­tires de Ale­xan­dria Epí­maco e Ale­xandre, que, no tempo do im­pe­rador Décio, de­pois de longa prisão e vá­rios tor­mentos, foram quei­mados vivos por causa da sua fé em Cristo. Com eles so­freram o mar­tírio as santas Amo­nária, virgem, Mer­cúria, Di­o­nísia e ou­tras; te­mendo o juiz sentir-se ven­cido pela co­ragem das mu­lheres e re­ce­ando que, em­bora usasse contra elas os mais inau­ditos su­plí­cios, não con­se­guisse vencer a sua cons­tância, or­denou que fossem ime­di­a­ta­mente degoladas. († 250). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Alexandria, em 250, o martírio dos Santos Epímaco e Alexandre, que morreram queimados, cobertos de cal viva, dando assim o testemunho supremo de seu amor por Cristo. (M)

3.   Na ilha de Chipre, Santo Es­pi­ridão, bispo, ver­da­deiro pastor das ove­lhas, cujos feitos ad­mi­rá­veis es­tavam na boca de todos. († c. 348)

4*.   Em Clo­nard, na Hi­bérnia, ac­tual Ir­landa, São Fi­niano, abade, que fundou muitos mos­teiros e foi pai e mestre de uma grande mul­tidão de monges. († 549). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 549, São Finiano, abade, fundador do célebre mosteiro de Clonard, que marca o início do grande período monástico e missionário na Irlanda. (X). Ver São Finnian, páginas 239-240: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Finnian_de_Clonard

5*.   Em Quimper, na Bre­tanha Menor, na ho­di­erna França, São Co­ren­tino, ve­ne­rado como o pri­meiro bispo desta cidade. († s. VII/VIII)

6*.   Em Le Dorat, no ter­ri­tório de Li­moges, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente também na França, Santo Is­rael, pres­bí­tero e có­nego re­grante, que prestou grande ajuda ao bispo na pre­gação da pa­lavra de Deus. († 1014)

7*.   Em Neumünster, na re­gião do Hols­tein, na Ale­manha, o dia natal de São Vi­ce­lino (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Ol­den­burg, que se de­dicou to­tal­mente à evan­ge­li­zação dos Eslavos. († 1154)

8*.   Em Cél­loli, lo­ca­li­dade da Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato Bár­tolo Buonpedóni, pres­bí­tero, que, atin­gido pela lepra aos ses­senta anos, ob­teve dis­pensa da pa­ró­quia e, ves­tindo o há­bito da Ordem Ter­ceira de São Fran­cisco, se re­tirou numa le­pro­saria, onde atendia pa­ci­en­te­mente a todos os que ali se en­con­travam recluídos. († 1300)

9*.   Em Bástia, perto de Assis, na Úm­bria, re­gião da Itália, o Beato Con­rado de Óffida, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que amou e buscou a hu­mil­dade e a pri­mi­tiva po­breza da Ordem. († 1306). Ver páginas 243-245: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

10*.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, a co­me­mo­ração do Beato Tiago Capócci, bispo, que, sendo ere­mita de Santo Agos­tinho, foi cha­mado a di­rigir a Igreja de Be­ne­vento e de­pois a de Ná­poles, ilu­mi­nando-as com a sua sa­be­doria, dou­trina e prudência. († 1308)

11.   Em Hué, no Anam, hoje no Vi­etnam, São Simão Phan Dac Hoa, mártir, que, sendo mé­dico e pai de fa­mília, in­signe pela ca­ri­dade para com os po­bres, foi apri­si­o­nado no tempo do im­pe­rador Minh Mang por ter dado hos­pe­dagem aos mis­si­o­ná­rios e, de­pois de so­frer longo tempo de ca­ti­veiro e fre­quentes fla­ge­la­ções, fi­nal­mente de­go­lado con­sumou o seu mar­tírio. († 1840)

12*.   Perto de Cra­cóvia, na Po­lónia, o Beato Pio Bartosik, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da Po­lónia por um re­gime es­tran­geiro hostil a Deus, des­fa­le­cido pelas tor­turas no campo de con­cen­tração de Aus­chwitz, con­sumou o seu mar­tírio por Cristo. († 1941)

13. São Maxêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus)

14. São Cury (também na Folhinha do Coração de Jesus)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, igualmente em Alexandria, na mesma época, as. Santas Mártires Amonária, Mercúria e Dionísia. Seu juiz, envergonhado por tortura-las sem resultado e por ser vencido por aquelas mulheres, mandou decapitá-las. (M)

16. Santo Artêmio e muitos outros mártires em Antioquia sob Juliano apóstata. Ver páginas 220-238: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

17. São Corentino, bispo. Ver páginas 241-242: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

18. Outros santos do dia 12 de dezembro: págs. 220-248:  

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2021.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 12 de dezembro, ver ainda:  https://pt.m.wikipedia.org/wiki/12_de_dezembro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.