Santas e Santos de 10 de agosto

Festa de São Lou­renço (também na Folhinha do Coração de Jesus), diá­cono e mártir, que, de­se­jando acom­pa­nhar o papa Sisto também no mar­tírio, como re­fere São Leão Magno, ao re­ceber a ordem de en­tregar o te­souro da Igreja, mos­trou ao ti­rano os po­bres ali­men­tados e ves­tidos com os bens re­ce­bidos em es­mola; três dias de­pois do mar­tírio de Sisto, su­perou as chamas pela sua fé em Cristo, e os ins­tru­mentos do seu su­plício con­ver­teram-se em in­síg­nias do seu triunfo. O seu corpo foi se­pul­tado em Roma, no lugar cha­mado Campo Ve­rano, no ce­mi­tério que re­cebeu o seu nome. († 258). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, festa de São Lourenço, diácono, martirizado em Roma no ano de 258. Preso juntamente com o Papa Xisto II e outros diáconos da Igreja Romana, Lourenço foi provisoriamente poupado na esperança de que fornecesse informações sobre a fortuna da comunidade cristã. Foi queimado vivo quando declarou que não tinha outros além dos pobres que a Igreja tinha tomado sob seus cuidados (R). Ver páginas 302-307: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf  

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Louren%C3%A7o_de_Huesca

2.   Co­me­mo­ração dos santos már­tires, que em Ale­xan­dria, no Egipto, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Va­le­riano, no tempo do pre­feito Emi­liano, de­pois de terem su­por­tado di­versas e re­fi­nadas tor­turas por longo tempo, al­can­çaram com vá­rios gé­neros de morte a coroa do martírio. († 257). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, sob a perseguição de Valeriano, o martírio de Diversos cristãos de Alexandria (M).

3*.   Em Dun­blane, na Es­cócia, São Blano, bispo. († s. VI). Ver São Blain, página 308: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

4*.   Em Al­camo, na Si­cília, re­gião da Itália, o Beato Ar­cân­gelo de Ca­la­ta­fíni Piacentíni, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, in­signe pela aus­te­ri­dade da sua vida e pelo amor à solidão. († 1460)

5*.   Em Iki, ci­dade do Japão, o Beato Agos­tinho Ota, re­li­gioso da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que por Cristo foi degolado. († 1622)

6*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, os be­atos Cláudio José Jouf­fret de Bonnefont, da So­ci­e­dade de São Sul­pício, Fran­cisco Fran­çois, da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, e Lá­zaro Ti­ersot, da Ordem Car­tu­siana, pres­bí­teros e már­tires, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, en­cer­rados na sór­dida ga­lera, por causa do sa­cer­dócio con­su­maram o seu martírio. († 1794)

7*.   No lugar cha­mado El Saler, pró­ximo de Va­lência, na Es­panha, o Beato José To­ledo Pel­licer, pres­bí­tero e mártir, que, ple­na­mente con­fi­gu­rado com Cristo, Sumo Sa­cer­dote, a quem fi­el­mente ser­vira, O imitou com o triunfo do martírio. († 1936)

8*.   Em Va­lência, também na Es­panha, o Beato João Mar­to­rell Sória, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que so­freu o mar­tírio na mesma per­se­guição. Com ele é também co­me­mo­rado o Beato mártir Pedro Me­so­nero Ro­drí­guez, re­li­gioso da mesma So­ci­e­dade, que, em Vedat de Tor­rent, po­vo­ação do ter­ri­tório de Va­lência, em dia des­co­nhe­cido deu tes­te­munho de Cristo, co­roado com o martírio. († 1936)

9*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, pró­ximo de Mu­nique da Ba­viera, na Ale­manha, os be­atos Fran­cisco Dr­zewi­ecki, da Con­gre­gação da Pe­quena Obra da Di­vina Pro­vi­dência, e Edu­ardo Grzy­mala, pres­bí­teros e már­tires, na­tu­rais da Po­lónia, que, du­rante a de­vas­tação da sua pá­tria em tempo de guerra, foram de­por­tados para uma prisão es­tran­geira pelos per­se­gui­dores da fé e, en­ve­ne­nados pela ina­lação de gás mor­tí­fero, foram ao en­contro de Cristo. († 1942)

10. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Cartago, as Santas Bassa, Paula e Agatóica, que consagraram sua virgindade a Cristo pelo martírio (M).

11. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no séc. VI, São Deodato (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Deusdedit), sapateiro. Segundo São Gregório, ele distribuía no sábado tudo quanto havia ganho na semana precedente (M).

12. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 1135, Santo Hugo de Montagu, monge de Cluny. Foi eleito abade de Saint-Germain de Auxerre, e depois bispo da cidade. Favoreceu a então nascente Ordem Cisterciense (M). Conforme VIDAS DOS SANTOS, um dos biógrafos nos diz que Santo Hugo meditava sem cessar estas palavras de São Jerônimo: Mihi oppidum carcer, solitudo, paradisus est, ou seja: “Para mim, uma cidade é uma prisão, a solidão um paraíso”. Ver páginas 328-329: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

13. Santa Mercês, na Folhinha do Coração de Jesus.

14. Santo Arígio, arcebispo. Ver páginas 309-310: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

15. Santa Filomena (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 311-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Filomena_de_Roma

– Ver também: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-santa-filomena/81/102/

16. São Nicola Saggio “Nicola Saggio (Longobardi6 de janeiro de 1650 — Roma3 de fevereiro de 1709)[1] foi um religioso italiano da Ordem dos Mínimos, beatificado pelo Papa Pio VII em 1786. Sua canonização foi em 23 de novembro de 2014[2].” Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nicola_Saggio

17. Outros santos do dia 10 de agosto, páginas: págs. 302-330, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 10 de agosto, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/10_de_agosto

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 623-625:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.