Santas e Santos de 10 de janeiro

10 DE JANEIRO DE 2021: BATISMO DO SENHOR

Ver “O batismo de Jesus marca o início do ministério público de Jesus. Este evento é narrado nos três evangelhos sinóticos (MateusLucas e Marcos, enquanto que em João 1:29-33, que não é uma narrativa direta, João Batista testemunha o episódio.[1][2] O batismo é um dos seis eventos mais importantes da narrativa evangélica sobre a vida de Jesus, os outros sendo a encarnação do verbo e nascimento, a transfiguração, a crucificação, a ressurreição e a ascensão.[3][4]

João Batista pregava o “batismo pela água”, não de perdão ou contrição, mas para a remissão dos pecados (Lucas 3:3) e se declarava um precursor d’Aquele que iria batizar “com o Espírito Santo e com o fogo” (Lucas 3:16). Ao fazê-lo, ele estava preparando o caminho para o “Senhor”.[5] Jesus veio até o Rio Jordão, onde ele foi batizado por João num lugar que é tradicionalmente conhecido como Qasr al-Yahud (“Castelo dos Judeus”).[5][6][7][8][9] Este evento termina com o céu se abrindo, a descida do Espírito Santo na forma de uma pomba e uma voz divina anunciando: “Tu és o meu Filho dileto, em ti me agrado.”.[10] A voz combina frases chave do Antigo Testamento: “Meu Filho” (o rei da linhagem de David adotado como Filho de Deus em Salmos 2:1 e Salmos 10:1, “dileto” (ou “bem-amado” – como Isaque em Gênesis 22:) e “em ti me agrado” (o servo de Deus em Isaías 42:1)[5]

A maior parte das denominações cristãs veem o batismo de Jesus como um evento importante e a base para o rito cristão do batismo (veja também Atos 19:1-7). A controvérsia reside principalmente com a relação do ato com a heresia do cristianismo primitivo conhecida como adocionismo, que pregava que Jesus só ali se tornou o Filho de Deus.

No cristianismo oriental, o batismo de Jesus é comemorado no dia 6 de janeiro, a festa da Epifania.[11] Na Igreja Católica, na Comunhão Anglicana e em outras denominações ocidentais, ela é relembrada num dia da semana seguinte, a festa do Batismo do Senhor. No catolicismo romano, o batismo de Jesus é um dos Mistérios Luminosos do Santo Rosário.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Batismo_de_Jesus

SANTAS E SANTOS DE 10 DE JANEIRO

1. Beato Gon­çalo de Amarante, pres­bí­tero de Braga, que, de­pois de longa pe­re­gri­nação à Terra Santa, en­trou na Ordem dos Pre­ga­dores e fi­nal­mente se re­tirou para um ermo; fez cons­truir uma ponte e ajudou muito os ha­bi­tantes do lugar com a sua oração e pregação. († c. 1259). “Bv. GONÇALO DO AMARANTE: Gonçalo nasceu em Portugal, em 1187. Após uma peregrinação a Roma e Jerusalém, já sacerdote, passou por uma grave crise espiritual. que o fez se dedicar à conversão des pecadores. Nara a tradição que evangelizava de um modo peculiar, através da dança. Para reabilitar as prostitutas, vestia-se de mulher e dançava e cantava com elas a noite toda, esperando que, assim, não pecassem e se convertessem. Por penitência, dançava com pregos na sola dos sapatos. A “dança de São Gonçalo” é, ainda hoje, uma forma de expressão da religiosidade popular no Brasil. São Gonçalo é o protetor dos violeiros, invocado contra as enchentes, e casamenteiro. orreu em Amarante, Portugal, no dia 10 de janeiro de 1259”. (Conforme a Folhinha do Coração de Jesus, Frei Sandro Roberto da Costa, OFM. Ver páginas 292-293: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

Ver “Gonçalo de AmaranteO.P., foi um eclesiástico português. Gozando de grande devoção popular que se irradiou a partir do norte do país, é popularmente conhecido como São Gonçalo de Amarante[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Gonçalo_de_Amarante

2.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia, São Mil­cíades, papa, oriundo da África, que co­nheceu a paz da Igreja res­ta­be­le­cida pelo im­pe­rador Cons­tan­tino e, sendo ví­tima dos ata­ques dos do­na­tistas, ac­tuou com grande pru­dência para al­cançar a concórdia. († 314). Ver “São Melquíades (em grego: Μελχιάδης ὁ Ἀφρικανός), também conhecido por MilcíadesMiltíades ou Melquíadas, foi Papa entre 2 de julho de 311 até 10 de janeiro de 314.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Melquíades

3.   Na Te­baida, re­gião do Egipto, São Paulo, ere­mita, que abraçou a vida mo­nás­tica desde os seus princípios. († s. IV)

4.   Em Nissa, na Ca­pa­dócia, hoje Ved­sehir, na ac­tual Tur­quia, São Gre­gório, bispo, irmão de São Ba­sílio Magno, in­signe pela sua vida e dou­trina, que, por ter pro­cla­mado a ver­da­deira fé, foi ex­pulso da sua ci­dade no tempo do im­pe­rador ariano Valente. († a. 400). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 400, o nascimento no céu de São Gregório bispo de Nissa, na Capadócia, irmão caçula de São Basílio Magno. Teve um papel preponderante na elaboração da doutrina ascética e mística do Oriente ao explicitar suas bases bíblicas e filosóficas em suas célebres obras. A vida de Moisés e o Tratado sobre a virgindade. (B)

5.   Em Je­ru­salém, São João, bispo, que, em tempo da con­tro­vérsia sobre a ver­da­deira dou­trina, tra­ba­lhou ar­du­a­mente pela fé ca­tó­lica e pela paz da Igreja. († 417)

6*.   Em Die, no ter­ri­tório de Vi­enne, ac­tu­al­mente na França, São Pe­trónio, bispo, que an­te­ri­or­mente se­guira a vida mo­nás­tica na ilha de Lérins. († d. 463)

7.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Mar­ciano, pres­bí­tero, que se em­pe­nhou com ex­tra­or­di­nária di­li­gência em or­na­mentar as igrejas e so­correr os pobres. († 471). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Constantinopla, perto de 470, São Marciano, sacerdote. Fez da instrução dos indigentes seu trabalho predileto, e usou da grande fortuna de sua família para alimentar os pobres de Jesus Cristo e para construir igrejas e hospitais. (M). Ver páginas 289-290: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

8*.   Em Li­moges, ci­dade da Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, São Va­lério, que abraçou a vida so­li­tária. († s. VI)

9*.   Em Me­li­tene, na an­tiga Ar­ménia, São Do­mi­ciano, bispo, que tra­ba­lhou in­ten­sa­mente pela con­versão dos Persas. († c. 602). Ver página 291: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

10.   Em Roma, junto de São Pedro, o se­pul­ta­mento de Santo Agatão, papa, que con­firmou a in­te­gri­dade da fé contra os erros do mo­no­te­lismo e pro­moveu sí­nodos para for­ta­lecer a uni­dade da Igreja. († 681). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 681, o sepultamento de Santo Agatão, papa, cuja carta expondo a doutrina católica das duas vontades -humana e divina em Jesus Cristo, foi aprovada pelo VI Concílio Ecumênico de Constantinopla. (M). Ver páginas 274-279: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

Ver  “Papa Agatão era de origem siciliana e vivia num mosteiro em Palermo. Foi eleito em 27 de junho de 678 aos 58 anos de idade.[1] Relacionou-se com os bispos ingleses e promoveu a Irlanda a centro de cultura. Condenou o monotelismo e opôs-se aos abusos imperiais, pelo que enviou 680 legados ao Concílio Ecumênico de Constantinopla. Autor do juramento papal, desde então feito por todos os papas eleitos. Faleceu antes de assinar os decretos do concílio. Santo Agatão recebeu os títulos de “Taumaturgo” e de “Fazedor de Milagres”, pelos numerosos milagres que teria realizado. Morreu em 10 de janeiro de 681.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Agatão

11*.   No ter­ri­tório de Vi­viers, ao longo do Ró­dano, na França, Santo Arcôncio, bispo. († c. 740-745)

12.   No mos­teiro de Cusan, nos montes Pi­re­neus, São Pedro Urséolo, que de­pois de ter sido doge de Ve­neza se fez monge; foi cé­lebre pela sua pi­e­dade e aus­te­ri­dade e passou a vida num ermo pró­ximo do mosteiro. († c. 987/988). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 987, São Pedro Urseolo, doge de Veneza, que abandonou repentinamente suas funções e sua família para seguir a Cristo no deserto, em Cuxa, na região do Roussillon. (M). Ver páginas 297-298: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

13*.   No mos­teiro de Cava de’ Tir­réni, na Cam­pânia, hoje re­gião da Itália, o Beato Be­nin­casa, abade, que en­viou cem dos seus monges à Si­cília para ocupar o ce­nóbio de Mon­reale re­cen­te­mente fundado. († 1194)

14.   Em Bourges, na Aqui­tânia, re­gião da França, São Gui­lherme (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, as­pi­rando ar­den­te­mente à vida de so­lidão e me­di­tação, foi monge cis­ter­ci­ense em Pon­tigny, de­pois abade em Chalis e fi­nal­mente bispo da Igreja de Bourges; mas nunca abrandou a aus­te­ri­dade da vida mo­nás­tica e dis­tin­guiu-se pela sua ca­ri­dade para com o clero, os ca­tivos e os indigentes. († 1209). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1209, São Guilherme. Descendente da ilustre família dos condes de Nevers, foi primeiro monge cisterciense, e mais tarde designado bispo de Bourges. (M). Ver páginas 280-286: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

15*.   Em Arezzo, na Etrúria, ac­tu­al­mente na Tos­cana, re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato Gre­gório X (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que, sendo ar­ce­diago de Liège, foi eleito para a ca­deira de Pedro: fa­vo­receu de todos os modos a co­mu­nhão com os Gregos e, para pro­mover a con­ci­li­ação entre os cris­tãos e re­cu­perar a Terra Santa, con­vocou o se­gundo Con­cílio Ecu­mé­nico de Lião. († 1276). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Toscana, o Bem-Aventurado Gregório X. Natural de Piacenza, era arcebispo de Liège quando foi eleito papa. Convocou o II Concílio Ecumênico de Lião, que recebeu os gregos na unidade da fé, trabalhou pela entre os cristãos e pela reconquista da Terra Santa. (M). Ver páginas 294-296: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

Ver  “Beato Gregório X, nascido Teobaldo ViscontiOCist (Placência1210 — Arezzo10 de Janeiro de 1276) foi Papa entre 1271 e 1276. O conclave que o elegeu foi o mais longo da história da Igreja, durando quase três anos.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Gregório_X

16*.   Em Lo­ren­zana, na Lu­cânia, na ac­tual Ba­si­li­cata, re­gião da Itália, o Beato Egídio (Ber­nar­dino di Bello), re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores, que viveu re­cluso numa gruta. († 1518). Ver páginas 287-288: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

17*.   Em Are­quipa, no Peru, a Beata Ana dos Anjos Monteagudo, virgem da Ordem dos Pre­ga­dores, que com o dom do con­selho e da pro­fecia pro­moveu o bem de toda a cidade. († 1686). Ver “Ana dos Anjos Monteagudo (Arequipa26 de Julho de 1602 — 10 de Janeiro de 1686) foi uma religiosa peruana beatificada pelo Papa João Paulo II em 1985.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ana_dos_Anjos_Monteagudo

18*.   Em Pe­rúgia, na Itália, Santa Fran­cisca de Sales (Leónia) Aviat, virgem, que se de­dicou com amor ma­terno e ge­ne­rosa so­li­ci­tude à pro­moção da ju­ven­tude e ins­ti­tuiu as Oblatas de São Fran­cisco de Sales. († 1914)

19*.   Em Ma­drid, na Es­panha, a Beata Maria das Dores Ro­drí­guez Sopeña, virgem, a qual, dando emi­nente tes­te­munho de ca­ri­dade cristã, se apro­ximou dos mais aban­do­nados da so­ci­e­dade do seu tempo, es­pe­ci­al­mente nos su­búr­bios das grandes ci­dades, e fundou o Ins­ti­tuto das Damas Ca­te­quistas e a Obra da Dou­trina, para anun­ciar o Evan­gelho e pro­mover os po­bres e os ope­rá­rios nas ques­tões sociais. († 1918)

20. Na Ilha de Chipre, São Nicanor (também na Folhinha do Coração de Jesus), que foi um dos sete primeiros Diáconos e admirável pela graça da fé e por suas virtudes, recebeu gloriosíssima coroa (Conf. Martirológio, Ed. Permanência). Ver também pág. 299: VIDAS DOS SANTOS – 1.pdf (obrascatolicas.com)

21. Outros santos do dia 10 de janeiro, 274-299

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 10 de janeiro, ver ainda: 10 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 121-124:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.