Santas e Santos de 21 de janeiro (atualizado em 18.02.2022)

1. Me­mória de Santa Inês (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, ainda jovem, deu em Roma o su­premo tes­te­munho da fé e con­sa­grou com o mar­tírio o fulgor da cas­ti­dade. De facto, venceu a tenra idade e o ti­rano, con­quistou pro­funda ad­mi­ração entre os gen­tios e me­receu a glória ainda maior junto de Deus. Neste dia ce­lebra-se a se­pul­tura do seu corpo. († s. III-IV in.). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santa Inês, jovem mártir romana de cerca de doze anos que, segundo Santo Ambrósio, deu um testemunho duplo de Cristo, tanto por sua castidade como por sua fé, no final do séc. III. (R). Ver páginas 73-77: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver “Santa Inês (Roma, c. 291 – Roma21 de janeiro de 304) foi uma mártir católica e patrícia romana, executada durante a perseguição de Diocleciano e venerada como santa pela Igreja Católica e pela Igreja Ortodoxa.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Inês_de_Roma

2.   Co­me­mo­ração de São Pú­blio, bispo de Atenas, que deu tes­te­munho de Cristo com o martírio. († s. II). Ver “São Públio (em maltês San Publju) é considerado o primeiro bispo de Malta. Foi considerado o “homem principal da ilha” e a sua conversão fez de Malta a primeira nação cristã no ocidente e uma das primeiras do mundo. Foi martirizado por volta de 125 d.C., durante a perseguição aos cristãos do imperador romano Adriano.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Públio_de_Malta

3.   Em Tar­ra­gona, na His­pânia Ci­te­rior, a paixão dos santos már­tires Fru­tuoso (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, Au­gúrio e Eu­lógio, seus diá­conos, que, no tempo dos im­pe­ra­dores Va­le­riano e Ga­lieno, de­pois da sua pro­fissão de fé pe­rante o pro­cu­rador Emi­liano, foram con­du­zidos ao an­fi­te­atro, onde o bispo pro­feriu com voz clara para os cris­tãos pre­sentes uma oração pela paz da Igreja, sendo todos em se­guida lan­çados às chamas e, re­zando de jo­e­lhos, con­su­maram o martírio. († 259). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 259, a paixão de São Frutuoso, bispo de Tarragona e de seus dois diáconos, Santos Auguro e Eulógio. Durante a perseguição de Galiano, eles foram jogados na prísão, e depois condenados queimados vivos. Quando as cordas que os amarravam foram destruídas puseram-se a rezar com os braços em cruz, e assim terminaram seu martírio. (M). Ver páginas 91-93: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver “Exercendo o cargo de diácono, foram martirizados juntamente com seu guia espiritual, o bispo São Frutuoso, queimados vivos no anfiteatro de Tarraco, durante a perseguição aos cristãos dos imperadores romanos Valeriano e Galério[1].”

: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Eulógio_e_Augúrio_de_Tarragona

– Ver também “Frutuoso de Tarragona foi um religioso cristão hispânico-romano. Ocupando o cargo de Bispo, foi martirizado junto com os diáconos Eulógio e Augúrio.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Frutuoso_de_Tarragona

– Ver ainda: “Em 21 de janeiro de 2009, o aniversário de 1750 anos do martírio de Santos Frutuoso, Bispo, e Presságio e Eulogio, diáconos, “o Santo Padre Bento XVI concedeu este Ano Jubilar a pedido do Arcebispo de Tarragona”: Benedicto XVI decreta año jubilar 2008-2009 en Tarragona (aciprensa.com)

4.   Em Troyes, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, São Pá­troclo, mártir. († c. s. III).

– Ver página 97: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

– Ver também “… A respeito do mártir São Pátroclo, São Gregório de Tours comenta que a devoção popular a ele foi grandemente aumentada pela descoberta de uma cópia de sua passio. Ele foi enterrado em ou perto de Troyes, onde sofreu, e sobre seu túmulo havia um pequeno oratório, mas o único clérigo que o servia era um leitor (uma das ordens menores), e podemos razoavelmente inferir da linguagem de Gregório que nenhum grande interesse foi tomado no santuário. Um belo dia, porém, este leitor foi ao bispo e mostrou-lhe um manuscrito escrito às pressas que professava ser uma cópia dos Atos de São Pátroclo. O relato que ele deu foi que um estranho pediu hospitalidade, que tinha em sua posse um manuscrito contendo a Paixão de São Pátroclo. O leitor disse que o havia emprestado, e, ficando acordado a noite toda, copiou o documento, mas, é claro, devolveu o original ao proprietário que foi embora na manhã seguinte. É um fato extremamente significativo, digno da atenção de todos os estudiosos da hagiografia merovíngia, que o bispo de Troyes apenas o repreendeu e algemou bem, declarando que o leitor havia inventado toda a história e que não havia viajante nem manuscrito. Obviamente, os governantes da Igreja naquele período estavam bem cientes de que a fabricação de atos fictícios estava acontecendo livremente. declarando que o leitor havia inventado toda a história e que não havia viajante nem manuscrito… São Gregório, no entanto, declara que neste caso, quando uma expedição militar invadiu a Itália pouco tempo depois, alguns dos membros trouxeram consigo uma Paixão de São Pátroclo idêntica à que o leitor havia copiado. O resultado foi um imenso renascimento da devoção ao santo. Ele era um cristão proeminente de caridade e santidade excepcionais. Ele foi preso ou quando um certo governador chamado Aureliano (259) ou quando o próprio imperador Aureliano veio a Troyes (275). Respondendo sem medo e desafiadoramente, ele foi condenado à morte. Na tentativa de afogá-lo no Sena, ele escapou dos carrascos, mas foi recapturado e depois decapitado. Suas relíquias foram eventualmente levadas para Soest na Vestfália, onde ainda repousam.
Ver Acta Sanctorum de 21 de janeiro Allard, Histoire des chases ,
vol. iii, pág. 101 seq. Giefers, Acta S. Patrocli (1857). 

Morreu em Troyes, França, c. 275 ou 279. São Pátroclo era um cristão de Troyes muito rico, bom e extremamente caridoso, que foi martirizado por decapitação naquela cidade durante o reinado de Aureliano (269). Ele foi altamente venerado após a descoberta de sua acta. Em 960, suas relíquias foram traduzidas para Soerst na Vestfália (Attwater2, Benedictines, Coulson, Roeder). Na arte, São Pátroclo é um guerreiro apontando para um peixe com uma pérola na boca (Roeder). Ele é invocado contra demônios e febre (Roeder)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary21.html

5.   Em Pavia, na Li­gúria, ac­tu­al­mente na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Epi­fânio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, du­rante a in­vasão dos bár­baros, tra­ba­lhou in­can­sa­vel­mente pela re­con­ci­li­ação dos povos, pela re­denção dos ca­tivos, bem como pela re­cons­trução da ci­dade destruída. († 496). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 496, Santo Epifânio, bispo de Pavia, a quem seus díocesanos dedicaram os títulos de “Pacífico”, “Glória da Itália” e “Luz dos bispos”.(M). Ver páginas 78-90: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

6.   Nos montes pró­ximos do lago de Zu­rique, na ac­tual Suíça, São Mein­rado, pres­bí­tero, que, le­vando pri­meiro vida ce­no­bí­tica e de­pois ere­mí­tica, foi morto por salteadores. († c. 861). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 861, São Meinardo. Primeiramente monge em Reichenau, foi encarregado de ensinar gramática e literatura, disciplinas preparatórias à leitura da Bíblia. Mais tarde ele partiu para levar vida eremítica, no lugar onde, posteriormente, se levantou o mosteiro de Einsiedeln. (M). Ver páginas 94-97: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

7*.   No monte Mer­cúrio, na Lu­cânia, na ac­tual Ba­si­li­cata, re­gião da Itália, São Za­ca­rias, cha­mado An­gé­lico, mestre de vida cenobítica. († c. 950)

8*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, os be­atos Edu­ardo Stransham e Ni­colau Whe­eler, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Isabel I, foram con­de­nados à morte por serem sa­cer­dotes, so­frendo o mar­tírio na praça de Tyburn. († 1586)

9.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, Santo Al­bano Roe, da Ordem de São Bento, e Tomás Green, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Carlos I, de­pois de de­zas­sete anos no cár­cere, o pri­meiro, e ca­torze anos, o se­gundo, já an­ciãos foram sus­pensos ao mesmo tempo no pa­tí­bulo de Tyburn. († 1642)

10*.   No mos­teiro de Be­ni­ganim, no ter­ri­tório de Va­lência, na Es­panha, a beata Jo­sefa Maria de Santa Inês, virgem da Ordem dos Des­calços de Santo Agostinho. († 1696). Ver página 98: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

11*.   Em Laval, na França, os be­atos pres­bí­teros João Bap­tista Turpin du Cornier e treze companheiros, már­tires, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, foram de­ca­pi­tados na gui­lho­tina por causa da sua firme fi­de­li­dade à Igreja católica. Os seus nomes são: be­atos João Bap­tista Tri­querie, da Ordem dos Frades Me­nores; João Maria Gallot, José Pellé, Re­nato Luís Am­broise, Ju­lião Fran­cisco Morvin de la Gé­rardière, Fran­cisco Du­chesne, Tiago André, André Du­liou, Luís Gas­ti­neau, Fran­cisco Mi­goret Lam­bardière, Ju­lião Moulé, Agos­tinho Ma­nuel Phi­lippot, Pedro Tomás. († 1794)

12.   No ter­ri­tório de Daegu, na Co­reia, São João Yi Yun-il, mártir, que, sendo pai de fa­mília, agri­cultor e ca­te­quista, su­perou o es­pan­ca­mento e a frac­tura dos mem­bros, per­ma­neceu firme na fé cristã e aceitou com se­re­ni­dade o mar­tírio ao ser de­ca­pi­tado, como úl­tima ví­tima da grande per­se­guição de­sen­ca­deada nesta nação. († 1867)

13. Outros santos do dia 21 de janeiro, às páginas 73-99: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 21 de janeiro, ver também: 21 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 146-148: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary21.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.