Santas e Santos de 22 de janeiro (atualizado dia 19.02.2022)

1. São Vi­cente, diá­cono de Sa­ra­goça e mártir, que na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, de­pois de pa­decer cár­ceres, fome, o ca­va­lete e ferros in­can­des­centes, ter­minou in­victo o glo­rioso com­bate em Va­lência da Es­panha Car­ta­gi­nense e subiu ao Céu para gozar o prémio do seu martírio. († 304). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 304, São Vicente (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Vicente da Espanha), diácono de Saragoça, na Espanha, martirizado em Valência. No momento em que ia morrer, pediu a seu bispo a graça de afirmar sua fé, tal como havia recebido a de anunciar o Evangelho. (R). Ver páginas 100-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf  

Ver “Vicente de Saragoça (em castelhanoSan Vicente Mártir) foi um mártir do início do século IV que sofreu o martírio em Valência. Entre as muitas localidades e igrejas de que é orago, contam-se a Diocese do Algarve e o Patriarcado de Lisboa, em cuja  se encontram as suas principais relíquias.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_de_Saragoça

2.   Co­me­mo­ração de São Va­lério, bispo de Sa­ra­goça, na His­pânia Tar­ra­co­nense, que par­ti­cipou no Pri­meiro Con­cílio de El­vira e, con­du­zido para Va­lência jun­ta­mente com São Vi­cente, foi en­viado para o exílio. († 305 / 315)

3.   Em No­vara, na Li­gúria, hoje no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São Gau­dêncio, con­si­de­rado o pri­meiro bispo desta sede episcopal. († c. 418). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 418, São Gaudêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Nevers. Filho de pais idólatras, dedicou toda sua vida à conversão dos infiéis. (M)

4.   Em Ser­gió­polis, na Pérsia, ac­tu­al­mente no Iraque, a paixão de Santo Anas­tásio, monge e mártir, que, de­pois dos nu­me­rosos tor­mentos que tinha pa­de­cido em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, foi tor­tu­rado com muitos su­plí­cios por Cós­roas, rei dos Persas e, fi­nal­mente, de­pois de pre­sen­ciar a morte de se­tenta com­pa­nheiros, foi es­tran­gu­lado junto ao rio Eu­frates e decapitado. († 628). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Bethsaleem, atual Iraque, Santo Anastácio, monge, martirizado no séc. VII. Suas relíquias foram levadas a Roma por uma comunidade persa cristã que fugia das perseguições. (M). Ver páginas 105-115: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver “Anastácio da Pérsia (em latimAnastasius), nascido Magundat, originalmente um soldado zoroastriano do exército sassânida, converteu-se ao cristianismo e foi martirizado em 628.

No Brasil é padroeiro dos municípios de Tamboril-CE e Santo Anastácio-SP”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Anastácio_da_Pérsia

5*.   No mos­teiro de Ro­mans, junto ao rio Isère, nos Alpes, ac­tu­al­mente na França, o se­pul­ta­mento de São Ber­nardo, bispo de Vi­enne, que, tendo pas­sado da mi­lícia de Carlos Magno para a mi­lícia de Cristo, dis­tri­buiu pelos po­bres a for­tuna her­dada do seu pai e cons­truiu dois ce­nó­bios, o de Am­bournay e o de Ro­mans, onde ter­minou a sua vida. († 842)

6*.   Em Sora, no Lácio, re­gião da Itália, São Do­mingos, abade, que fundou mos­teiros em vá­rias re­giões da Itália e re­con­duziu ou­tros à ob­ser­vância re­gular com o seu es­pí­rito de reformador. († 1031) Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Sora, Itália, São Domingos, monge beneditino, depois eremita, que por sua irradiação congregou e deu vida a várias comunidades religiosas. (M)

7*.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Maria Mancíni, que, de­pois de en­viuvar duas vezes e ter per­dido todos os fi­lhos, por con­selho de Santa Ca­ta­rina de Sena se­guiu a vida co­mu­ni­tária no mos­teiro de São Do­mingos, ao qual pre­sidiu du­rante dez anos. († 1431). Ver páginas 120-121: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

8*.   Em Como, na Lom­bardia, também na Itália, o Beato An­tónio della Chiesa, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que re­formou a vida re­gular em al­guns con­ventos, acom­pa­nhando a fra­gi­li­dade hu­mana com in­dul­gência e cor­ri­gindo-a com firmeza. († 1459)

9*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Patenson, pres­bí­tero e mártir, que, no rei­nado de Isabel I, foi con­de­nado à morte por causa do seu sa­cer­dócio; no cár­cere ainda re­con­ci­liou com a Igreja seis dos seus com­pa­nheiros de prisão; fi­nal­mente, de­ca­pi­tado na praça de Ty­burn, con­sumou o glo­rioso martírio. († 1592)

10.   Em Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, os santos Fran­cisco Gil de Frederich e Ma­teus Afonso de Leziniana, pres­bí­teros da Ordem dos Pre­ga­dores e már­tires, que no rei­nado de Trinh Doanh, de­pois de per­sis­tente pre­gação do Evan­gelho, con­ti­nuada no cár­cere, mor­reram glo­ri­o­sa­mente por Cristo ao fio da espada. († 1745)

11.   Em Roma, São Vi­cente Pallótti, pres­bí­tero, fun­dador da So­ci­e­dade do Apos­to­lado Ca­tó­lico, que com as suas obras e es­critos in­citou a vo­cação de todos os bap­ti­zados em Cristo para tra­ba­lhar ge­ne­ro­sa­mente pela Igreja. († 1850).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 1850, o Bem-Aventurado Vicente Palloti (também na Folhinha do Coração de Jesus), sacerdote, fundador da Sociedade do Apostolado Católico (X). Ver “Vincenzo “Vicente” Pallotti (Roma21 de abril de 1795 — Roma, 22 de janeiro de 1850) foi um presbítero católico italiano. Foi ordenado padre em 1818 aos 23 anos. Com a sua profunda vida espiritual, suas múltiplas atividades apostólicas e a realização profética do apostolado, influiu de modo relevante na história da Igreja no século XIX. Foi teólogo e doutor em filosofia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_Pallotti

– Ver também “… São Vicente Pallotti viveu em Roma na primeira metade do século XIX. Era um sacerdote comum, cheio de zelo apostólico, um homem de grandes desejos e um místico afundado em Deus. Tornou-se o inspirador de muitas ações históricas. A sua busca de reviver a fé e reacender a caridade entre o Povo de Deus assumiu uma forma concreta na União do Apostolado Católico, que ele estabeleceu em 1835. Vicente Pallotti não só permanece um grande Santo, mas “um santo na época”, porque seus desejos tornaram-se mais compreensíveis hoje, e sua santidade está mais atraente e exemplar do que muitos anos atrás…. O Concílio Vaticano II confirmou suas principais reflexões sobre o apostolado universal, manifestado pela canonização de Vicente Pallotti, realizado pelo Papa João XXIII em 20 de janeiro de 1963. Este evento foi mais do que apenas uma distinção ou reconhecimento para o Vicente Pallotti. Foi um sinal e programa para a própria Igreja. Foi a atualização de seus pensamentos e ideias hoje. Neste contexto, o papa Paulo VI poderia dizer: Vicente Pallotti foi o precursor do futuro… Quase cem anos atrás, ele antecipou a descoberta do seguinte fato: No mundo dos leigos, até então passivos, letárgicos, medrosos e incapaz de falar, há uma grande energia para servir o bem. O santo bateu na consciência dos leigos como bate-se na porta. (homilia na catedral de Frascati, 1 de setembro de 1963) …”: http://palotinos.rio.br/sao-vicente-pallotti/

– Ver ainda: “… A sua dedicação pastoral não tinha limites. Era confessor incansável, procurado por ricos e pobres; pregador inspirado no púlpito, nas missões populares e nos exercícios espirituais. Dedicava especial atenção e afeto aos jovens, os órfãos e viúvas, os doentes, os soldados, os encarcerados e os condenados à morte. Na Roma de seu tempo, as pessoas tinham a impressão de que Vicente fosse onipresente. De fato, não havia iniciativa pastoral, instituição educativa e caritativa, mosteiro ou casa religiosa que não contasse com o apoio, a direção e o conselho de Vicente. Tendo consumido suas forças físicas para consolar e fortalecer os outros, morreu, na mesma cidade em que nascera, em 22 de janeiro de 1850. Sua fama de santidade não permaneceu uma impressão privada, mas foi confirmada pela Igreja com sua beatificação no dia 22 de janeiro de 1950 por Pio XII e com a sua canonização no dia 20 de janeiro de 1963…”: http://avpalotina.com.br/sao-vicente-pallotti/biografia

– Ver “… Em nossa época, quando até o Ocidente cristão assume as características de uma grande zona de missão, o ímpeto evangelizador de São Vicente Pallotti nos repete este conselho: “Não te julgues incapaz de alcançar menos que os maiores santos! Com a graça de Deus, atingirás metas ainda mais altas. Trabalhemos, trabalhemos incansavelmente na propagação da Fé e em suscitar o amor pela infinita glória de Deus”…”: https://www.arautos.org/secoes/artigos/doutrina/santos/sao-vicente-pallotti-propulsor-do-apostolado-leigo-143578

– Ver ainda: “… O padre São Vicente Pallotti gastou enormes somas para os pobres/desprivilegiados; São Vicente previu toda a Ação Católica, até mesmo seu nome, disse Pio XI; e o Cardeal Pellegrinetti acrescentou: “Ele fez tudo o que pôde; quanto ao que ele não podia fazer – bem, ele também fez isso.”
São Vicente Pallotti, Sacerdote Nascido em Roma em 1795, São Vicente tornou-se sacerdote e dedicou-se totalmente a Deus e cuidou das almas. Ele sonhava em ganhar para Cristo todos os não-católicos, especialmente os maometanos. Para isso, inaugurou um programa revolucionário que previa a colaboração dos leigos no apostolado do clero. Mas São Vicente também estava bem ciente das muitas privações na esfera natural que impediam a propagação da Fé. Assim obteve e gastou enormes somas para os pobres e desprivilegiados. Fundou associações de trabalhadores, escolas agrícolas, associações de empréstimo, orfanatos e lares para meninas – tudo o que o tornou o pioneiro e precursor da Ação Católica. Seu grande legado foi a congregação que fundou para o trabalho missionário urbano, conhecida como a “Sociedade de Ação Católica”. Este infatigável trabalhador de Cristo em 1850 de um forte resfriado que ele provavelmente pegou em uma noite fria e chuvosa depois de dar sua capa a um mendigo que não tinha nenhuma…

… O algoz mais implacável de Bd Vincent, o vice-reitor da igreja, viveu para testemunhar por ele no processo informativo de sua beatificação. “Don Pallotti nunca deu o mínimo motivo para os maus tratos a que foi submetido”, declarou, “Ele sempre me tratou com o maior respeito; ele descobriu a cabeça quando falou comigo, ele até tentou várias vezes beijar minha mão…

São Vicente Pallotti morreu quando tinha apenas cinquenta e cinco anos, em 22 de janeiro de 1850. O calafrio que se transformou em pleurisia talvez tenha sido causado pela entrega de seu manto antes de uma longa sessão em um confessionário frio. Quando o viático foi trazido, ele estendeu os braços e murmurou: “Jesus, abençoe a congregação: uma bênção de bondade, uma bênção de sabedoria… Ele não teve forças para terminar, “uma bênção de poder”. Ele foi beatificado cem anos depois e canonizado em 1963 durante o Concílio Vaticano II…

… Quando o corpo de Pallotti foi exumado em 1906 e 1950, os examinadores encontraram seu corpo completamente incorrupto (veja o livro do Dr. Gaynor), um sinal de santidade na tradição da Igreja Católica Romana. Seu corpo está consagrado na igreja de San Salvatore em Onda, em Roma, onde pode ser visto, ainda intacto. Foi canonizado no ano de 1963 pelo Papa João XXIII.
Seus seguidores são os Palotinos, ainda operando internacionalmente. Eles seguem seu lema, “O amor de Cristo nos impele” (Caritas Christi Urget Nos). Os membros da Sociedade do Apostolado Católico trabalham diariamente como missionários para “renovar a fé e reavivar o amor”. Eles trabalham para cumprir a missão de seu fundador no mundo moderno. Os Palotinos têm grandes casas na Grã-Bretanha, Alemanha, Nova York, Polônia, Índia, Irlanda e vários outros locais” …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary22.html

– Ver PALOTINOS NO RIO DE JANEIRO: https://www.google.com/search?q=palotinos+no+Rio+de+Janeiro&sxsrf=APq-WBvmZk4tYwgvZWXGpj-ypv74DUFN5A%3A1645276382444&source=hp&ei=3uwQYs3yGI7T1sQPs6uqsAs&iflsig=AHkkrS4AAAAAYhD67gtUIzUqTvaysJJIfN3J8A-4_j-q&ved=0ahUKEwjN2dKS7Iv2AhWOqZUCHbOVCrYQ4dUDCAg&uact=5&oq=palotinos+no+Rio+de+Janeiro&gs_lcp=Cgdnd3Mtd2l6EAMyBggAEBYQHjoECCMQJzoKCC4QxwEQrwEQJzoLCAAQgAQQsQMQgwE6CwguELEDEIMBENQCOggILhCxAxCDAToICAAQgAQQsQM6CwguEIAEELEDEIMBOgsILhCABBDHARCjAjoOCC4QgAQQsQMQxwEQ0QM6EQguEIAEELEDEIMBEMcBENEDOggILhCABBCxAzoFCAAQgAQ6BQguEIAEOgsILhCABBDHARCvAToLCC4QgAQQsQMQ1AI6BwgAEIAEEAo6CAguEIAEENQCOgcIABCxAxAKOgoILhCxAxDUAhAKOgQIABAKOgoILhDHARCvARAKOgUIABDLAToHCCEQChCgAToFCCEQoAE6BAghEBVQAFi4TWDWU2gGcAB4AIABsAGIAaAjkgEEMC4zM5gBAKABAQ&sclient=gws-wiz

12*.   Em Bor­déus, na França, o Beato Gui­lherme José Chaminade, pres­bí­tero, que exerceu com au­dácia o seu zelo pas­toral clan­des­ti­na­mente du­rante muito tempo e, pro­cu­rando con­gregar os fiéis leigos para pro­mover o culto da Virgem Santa Maria e as mis­sões ex­te­ri­ores, fundou o Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria Ima­cu­lada e a So­ci­e­dade de Maria. († 1850). Ver “OBem-Aventurado Guilherme José Chaminade (em francêsGuillaume-Joseph ChaminadePérigueux8 de abril de 1761 — Bordéus22 de janeiro de 1850) foi um presbítero católico francês que sobreviveu à perseguição durante a Revolução Francesa e, mais tarde, fundou a Sociedade de Maria, comumente chamada de Marianistas, em 1817. Ele foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 3 de setembro de 2000, seu dia de festa é celebrado no dia 22 de janeiro.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Guilherme_José_Chaminade

13*.   Em Junin de los Andes, na Ar­gen­tina, a Beata Laura Vicunha, virgem, na­tural da ci­dade de San­tiago do Chile e aluna do Ins­ti­tuto de Maria Au­xi­li­a­dora, que aos treze anos ofe­receu a Deus a sua vida pela con­versão da sua mãe. († 1904). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Laura_Vicuña

– Ver “…Morro; eu mesma o pedi a Jesus. Faz dois anos que ofereci minha vida por ti, para pedir a graça de sua conversão, mamãe. Antes de morrer, terei a sorte de ver-te arrependida?… Mercedes, com os olhos marejados, lhe responde: “Te juro que farei o que me pedes. Deus é testemunha de minha promessa.” Finalmente, Laura sorri e diz a sua mãe:” Graças, Jesus! Graças, Maria! Adeus, mamãe! Agora morro contente!” Assim morreu Laura Vicuña Pino, entregando sua vida para a conversão de sua mãe. Após a morte de Laura, sua mãe se escondeu durante algum tempo na Argentina antes de mudar-se a Temuco. Em 1906, retornou à cidade de Junín de los Andes, onde sua segunda filha, Amanda, se casou com Horácio Jones com a idade de 12 anos. Com o matrimônio de sua filha, muda-se a Freire, onde se casou na igreja e no civil com Malitón Parra, homem trabalhador e justo. Mercedes morreu em 17 de setembro de 1929[3].”: Laura Vicuña – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

14*.   Em Cas­tel­letto del Garda, lo­ca­li­dade do Vé­neto, re­gião da Itália, o Beato José Nascimbéni, pres­bí­tero, fun­dador do Ins­ti­tuto das Pe­quenas Irmãs da Sa­grada Família. († 1922)

15*.   Em Viena, na Áus­tria, o Beato La­dislau Batthyány-Strattmann, pai de fa­mília, que, dando tes­te­munho do Evan­gelho, tanto na vida fa­mi­liar como na so­ci­e­dade civil, pela san­ti­dade da sua vida e das suas obras, honrou como cristão o nome e dig­ni­dade de mé­dico e com grande ca­ri­dade se de­dicou à as­sis­tência dos en­fermos, para os quais fundou hos­pi­tais, onde re­cebia, sem ati­tude al­guma de van­glória, apenas po­bres e indigentes. († 1931)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 380, São Vicente, segundo bispo de Digne. De origem africana, fez parte de um dos primeiros grupos de missionários enviados à Provença. (M)

17. Em Embrun, na França, os santos Mártires Vicente, Orôncio e Vítor (também na Folhinha do Coração de Jesus), que foram coroados de martírio na perseguição de Diocleciano (Conforme Martirológio Romano da Editora Permanência, pág. 39). Ver “Vicente, Orôncio e Vítor 

(em latimVincentiusOrontius e Victor) são venerados como mártires pela Igreja Católica. A tradição relata que Vicente e Orôncio eram irmãos nascidos na cidade de Cimiez. Eles eram cristãos que foram evangelizados nos Pirenéus e foram mortos em Puigcerdà, juntamente com Vítor[1][2]. São Vicente não deve ser confundido com o santo homônimo – e mais famoso – São Vicente de Saragoça, que é comemorado no mesmo dia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente,_Orôncio_e_Vítor

18. Santa Lufthilda, virgem. Ver páginas 116-117: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

19. Bem-Aventurado Gautiers de Bruges, bispo e Confessor. Ver páginas 118-119: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

20. Outros santos do dia 22 de janeiro, às páginas 100-123: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 22 de janeiro, ver também: 22 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 149-151: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary22.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.