Santas e Santos de 01 de fevereiro (atualizado em 22.02.2022)

CURIOSIDADES SOBRE FEVEREIRO:

Ver: Fevereiro é o segundo mês do ano pelo calendário gregoriano e pelo seu antecessor, o calendário juliano, e era o décimo-segundo e último mês no calendário luni-solar romano extinto em 46 a.C. (à época chamado de Februário).[1] É justamente o fato de sua origem ser o último mês do ano que faz com que ele tenha a duração de 28 dias[2], a não ser em anos bissextos, em que é adicionado um dia a este mês. Assim, ele é o primeiro de cinco meses a ter menos de 31 dias (os outros quatro são AbrilJunhoSetembro e Novembro), mas o único deles a ter uma duração inferior a 30 dias.

No Hemisfério sul, fevereiro é o equivalente sazonal de agosto no hemisfério norte.

Assim, enquanto fevereiro é o terceiro e último mês do inverno meteorológico no Hemisfério norte, no Hemisfério sul fevereiro é o terceiro e último mês do verão meteorológico.

O nome fevereiro vem do latim februarius, inspirado em Fébruo, deus da morte e da purificação na mitologia etrusca. Originariamente, fevereiro possuía 29 dias e 30 como ano bissexto, mas por exigência do Imperador César Augusto, de Roma no ano 8 a.c, um de seus dias passou para o mês de agosto, para que ficasse com 31 dias, semelhante a julho, mês batizado assim em homenagem a Júlio César….”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Fevereiro

– Ver também: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/por-que-o-mes-de-fevereiro-tem-28-dias-e-os-outros-oscilam-entre-30-e-31/

Santas e Santos de 01 de fevereiro

1.   Na Frígia, na ac­tual Tur­quia, a co­me­mo­ração de São Trifão, mártir. († data inc.)

– Ver “… O Mártir Trifão muito venerado Igreja Ortodoxa Russa protetor celestial de Moscou Ajudando todos os aflitos, ele lhes pediu apenas uma coisa: fé em Jesus Cristo, por cuja graça os curou. Muitos ícones russos retratam o santo segurando um falcão no braço.
Nasceu na Frígia, um dos distritos da Ásia Menor, na aldeia de Lampsacus. Desde os primeiros anos, o Senhor lhe concedeu o poder de expulsar demônios e curar várias doenças. Certa vez, ele salvou os habitantes de sua cidade natal da fome. São Trifão, pelo poder de sua oração, fez retroceder uma praga de gafanhotos que devoravam os grãos e devastavam os campos.
St Tryphon ganhou fama particular por expulsar um espírito maligno da filha do imperador romano Gordian (238-244). Ajudando a todos os aflitos, pediu-lhes apenas uma coisa: fé em Jesus Cristo, por cuja graça os curou.
Quando o imperador Décio (249-251) assumiu o trono imperial, iniciou uma feroz perseguição aos cristãos. Alguém relatou ao comandante Aquilinus que St Tryphon estava pregando corajosamente a fé em Cristo, e que ele levou muitos ao batismo. O santo foi preso e submetido a interrogatório, durante o qual confessou sem medo sua fé.
Ele foi submetido a duras torturas: espancaram-no com paus, varreram seu corpo com ganchos de ferro, queimaram sua carne com fogo e o conduziram pela cidade, depois que pregos de ferro foram martelados em seus pés. São Tryphon suportou bravamente todos os tormentos sem reclamar.
Finalmente, ele foi condenado a decapitação com uma espada. O santo mártir orou antes de sua execução, agradecendo a Deus por fortalecê-lo em seus sofrimentos. Ele também pediu ao Senhor que abençoasse aqueles que invocassem seu nome pedindo ajuda. Assim como os soldados ergueram a espada sobre a cabeça do santo mártir, ele entregou sua alma nas mãos de Deus. Este evento ocorreu na cidade de Nicéia no ano 250.
Os cristãos envolveram o corpo sagrado do mártir em uma mortalha limpa e queriam sepultá-lo na cidade de Nicéia, onde ele sofreu, mas São Trifão em uma visão ordenou que levassem seu corpo para sua terra natal, para a aldeia de Lampsada .

Mais tarde, as relíquias de São Trifão foram transferidas para Constantinopla e depois para Roma .

Na Rússia, St Tryphon é considerado o santo padroeiro dos pássaros. Há uma história de que quando o czar Ivan, o Terrível, estava caçando, seu falcoeiro descuidadamente permitiu que o falcão favorito do czar voasse para longe. O czar ordenou ao falcoeiro Tryphon Patrikeiev que encontrasse o pássaro dentro de três dias, ou então ele seria morto. Tryphon procurou por toda a floresta, mas sem sorte.
No terceiro dia, exausto pela longa busca, ele voltou a Moscou para o lugar chamado Marinaya Grove. Dominado pelo cansaço, deitou-se para descansar, rezando fervorosamente ao seu santo padroeiro, o Mártir Tryphon, por ajuda.
Em um sonho, ele viu um jovem em um cavalo branco, segurando o falcão do czar na mão. O jovem disse: “Pegue o pássaro perdido, vá ao czar e não se aflija”. Quando ele acordou, o falcoeiro realmente viu o falcão em um pinheiro. Ele o levou ao czar e lhe contou sobre a ajuda milagrosa que recebeu do santo Mártir Trifão. Agradecido a St Tryphon por salvar sua vida, Tryphon Patrikeiev construiu uma capela no local onde o santo apareceu. Mais tarde, ele também construiu uma igreja dedicada ao santo Mártir Tryphon em Moscou.

O santo mártir é muito venerado na Igreja Ortodoxa Russa como o protetor celestial de Moscou. Muitos ícones russos retratam o santo segurando um falcão no braço…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary01.html

2.   Em Ra­vena, na ac­tual Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, São Se­vero, bispo. († d. 342).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 390, São Severo (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Ravena, que defendeu contra os arianos a fé de Nicéia na divindade do Verbo. (M)

3.   Em Saint-Paul-Trois-Châ­teaux, no ter­ri­tório da Gália Vi­e­nense, ac­tu­al­mente na França, São Paulo, bispo, de quem a ci­dade re­cebeu o nome. († s. IV)

4.   Em Kil­dare, na Ir­landa, Santa Brí­gida, aba­dessa, que fundou um dos pri­meiros mos­teiros desta ilha e, se­gundo a tra­dição, pros­se­guiu a obra evan­ge­li­za­dora ini­ciada por São Patrício. († c. 525).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do senhor de 523, Santa Brígida, de Kildare. Mulher de generosidade e energia constantes, formou com várias companheiras uma das primeiras comunidades religiosas da Irlanda, que teve uma notável irradiação. (M). Ver páginas 340-341: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf  – Ver “Brígida da Irlanda ou Brígida de Kildare (BrigitBridgetBridgitBríd), conhecida na Irlanda como Naomh Bhríde (453 – 524) foi uma religiosa católica irlandesa, freira, abadessa, e fundadora de diversos conventos, que é venerada como santa. É considerada uma das santas padroeiras da Irlanda, juntamente com São Patrício e São Columba. A sua festa cai a 1 de Fevereiro, o primeiro dia de Primavera na tradição gaélica irlandesa, conhecido como Imbolc.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Brígida_da_Irlanda

Ver também outra Santa Brígida, na página 344:  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

5*.   Em Aosta, nos Alpes Graios, ter­ri­tório da Itália, Santo Urso, presbítero. († a. s. IX)

– Ver “… Ursus de Aosta, arquidiácono evangelizando e catequizando a área foram tão eficazes que mesmo um milênio depois, ninguém seguiria ninguém, exceto a Igreja de Roma (PC) (também conhecida como Orso, Nossa)
Morreu em Aosta, Itália, no século VI; festa celebrada em 17 de junho em alguns lugares.
O irlandês Saint Ursus evangelizou a região de Digne e foi um arqui-opositor do arianismo. Ele serviu ao bispo Jucundus como arquidiácono. Com a morte do bispo, o ariano plocean ascendeu à cátedra, após o que Ursus e vários cônegos se retiraram para a igreja de São Pedro fora de Aosta, que agora é a igreja colegiada de São Pedro e Ursus. Diz-se que seus esforços para evangelizar e catequizar a área foram tão eficazes que, mesmo um milênio depois, ninguém seguiria ninguém além da Igreja de Roma. Aosta tem muitos memoriais a São Urso, incluindo uma tília sob a qual o conselho da área se reunia e capelas e hospitais (D’Arcy, Enciclopédia, O’Kelly, Tommasini)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary01.html

6*.   Em Puy-en-Vélay, na Aqui­tânia, na ac­tual França, Santo Agri­pano, bispo e mártir, que, ao re­gressar de Roma, nos con­fins de Vélay foi as­sas­si­nado por se­quazes dos ídolos. († s. VII)

7*.   Em Metz, na Aus­trásia, ac­tu­al­mente também na França, São Si­gis­berto III, rei, que cons­truiu os mos­teiros de Sta­velot, de Mal­médy e muitos ou­tros, e dis­tri­buiu es­molas com grande li­be­ra­li­dade às igrejas e aos pobres. († 656). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Sigeberto, bispo da Austrásia, que governou com sabedoria seus estados e os dotou de numerosos mosteiros. Foi sepultado na igreja da abadia de São Martinho de Metz, que ele fundara. (M). Ver páginas 334-335: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

8*.   Em Ci­ru­elos, lo­ca­li­dade de Cas­tela-a-Nova, re­gião da Es­panha, São Rai­mundo, abade de Fi­tero, que fundou a Ordem de Ca­la­trava e foi in­signe de­fensor do cristianismo. († c. 1160)

9*.   Em Saint-Malo, ci­dade da Bre­tanha Menor, re­gião da França, São João, bispo, homem de ad­mi­rável aus­te­ri­dade e rec­tidão, que trans­feriu para este lugar a sede epis­copal de Aleth e re­cebeu de São Ber­nardo a ori­en­tação para se com­portar como bispo pobre, amigo dos po­bres e amante da pobreza. († 1163)

10*.   Em Paris, também na França, o Beato Rei­naldo de Orleães, pres­bí­tero, que, es­tando de pas­sagem em Roma, ani­mado pelas pa­la­vras de São Do­mingos en­trou na Ordem dos Pre­ga­dores, à qual atraiu muitos ou­tros pelo exemplo das suas vir­tudes e o ardor das suas palavras. († 1220)

11*.   Em Cas­tel­fi­o­ren­tino, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Vi­ri­diana, virgem, que viveu re­clusa desde a ju­ven­tude até à velhice. († 1236/1242). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Castel Florentino, na Toscana, no sec. XIII, a Bem-Aventurada Veridiana (também na Folhinha do Coração de Jesus), que depois de ter miraculosamente multiplicado os víveres num tempo de penúria, quis escapar do entusiasmo popular vivendo reclusa. (M). Ver páginas 342-343:  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

12*.   Em Pileo, no Lácio, re­gião da Itália, o Beato André dei Cónti di Ségni, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que, re­cu­sando todas as honras e dig­ni­dades, pre­feriu servir a Cristo na hu­mil­dade e simplicidade. († 1302)

13*.   Em Du­blin, na Ir­landa, os be­atos már­tires Conor O’Devany, bispo de Down e Connor, da Ordem dos Frades Me­nores, e Pa­trício O’Lougham, pres­bí­tero, que, no rei­nado de Jaime I, foram con­de­nados ao su­plício da forca pela sua fi­de­li­dade à fé ca­tó­lica. († 1612)

14.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, Santo Hen­rique Morse (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que, cap­tu­rado em vá­rias oca­siões e duas vezes exi­lado, fi­nal­mente no rei­nado de Carlos I foi no­va­mente en­car­ce­rado por ser sa­cer­dote e, de­pois de ter ce­le­brado a Missa no cár­cere, foi en­for­cado em Ty­burn e en­tregou a sua alma a Deus. († 1645)

15*.   Em Avrillé, perto de An­gers, na França, a paixão das be­atas Maria Ana Vaillot e qua­renta e seis companheiras, már­tires, que, na época do terror du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, al­can­çaram a coroa do martírio. São estes os seus nomes: Otília Baum­garten, re­li­giosa; Joana Gruget, Luísa Ral­lier de la Ter­tinière, Ma­da­lena Per­rotin, Maria Ana Pi­chery e Si­mona Chau­vigné, viúvas; Fran­cisca Pagis, Joana Fou­chard, Mar­ga­rida Rivière, Maria Cassin, Maria Faus­seuse, Maria Ga­lard, Maria Gas­nier, Maria Joana Chau­vigné, Maria Lenée, Maria Le­roiy Brevet, Maria Rou­ault, Pe­trina Phé­li­peaux, Re­nata Cail­leau, Re­nata Martin e Vi­tória Bau­du­ceau, es­posas; Joana, Ma­da­lena e Pe­trina Sail­land d’Es­pi­natz, irmãs; Ga­briela, Pe­trina e Su­sana An­drouin, irmãs; Maria e Re­nata Gril­lard, irmãs; Ana Fran­cisca de Vil­le­neuve, Ana Ha­mard, Carla Davy, Ca­ta­rina Cot­tan­ceau, Fran­cisca Bel­langer, Fran­cisca Bon­neau, Fran­cisca Mi­chau, Ja­co­bina Mon­nier, Joana Bou­ri­gault, Luísa Amata Déan de Luigné, Ma­da­lena Blond, Maria Leroy Brevet, Pe­trina Besson, Pe­trina Le­doyen, Pe­trina Grille, Re­nata Valin e Rosa Quenion. († 1794)

16.   Em Seul, na Co­reia, os santos már­tires Paulo Hong Yong-ju, ca­te­quista, João Yi Mun-u, que servia os po­bres e se­pul­tava os corpos dos már­tires, e Bár­bara Ch’oe Yong-i, que, se­guindo o exemplo dos seus pais e seu es­poso, mortos pelo nome de Cristo, como eles foi de­ca­pi­tada com ou­tros cristãos. († 1840)

17*.   Em Turim, na Itália, a Beata Joana Fran­cisca da Visitação (Ana Mi­che­lótti), virgem, que fundou o Ins­ti­tuto das Ir­mã­zi­nhas do Sa­grado Co­ração, para ser­virem gra­tui­ta­mente os en­fermos po­bres em nome do Senhor. († 1888)

18*.   Em Cú­cuta, ci­dade da Colômbia, o Beato Luís Variara, pres­bí­tero da So­ci­e­dade de São Fran­cisco de Sales, que se de­dicou com toda a sua energia e di­li­gência a as­sistir os le­prosos e fundou a Con­gre­gação das Fi­lhas dos Sa­grados Co­ra­ções de Jesus e de Maria. († 1923)

20. São Cecílio de Elvira. Ver “São Cecílio de Elvira ou de Ilíberis foi um santo da Igreja Católica que é considerado um mártir, que viveu no século I ou II d.C. na cidade romana de Elvira (Ilíberis), tradicionalmente considerada a antecessora da atual Granada, no sul de Espanha.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cecílio_de_Elvira

21. São Piônio, mártir. Ver “…Tudo pronto, foi aceso o fogo. E Piônio, sereno, de olhos fechados, pensando na ressurreição, abriu-os pela última vez. E, fixando o céu, disse bem alto e pela última vez: – Amem! São Piônio morreu tranqüilamente, de rosto iluminado, antes que o consumisse o fogaréu, por uma alegria sem par.” páginas 336-337: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

22. São Sour, ermitão e confessor. Ver páginas 338-339: Ver páginas 334-335: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

23. Outros santos do dia 01 de fevereiro, às páginas 321-347: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 01 de fevereiro, ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/1_de_fevereiro

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 171-174: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary01.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.