Santas e Santos de 28 de agosto

1. Me­mória de Santo Agos­tinho (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo e in­signe doutor da Igreja, que, de­pois de uma vida in­quieta, quer in­te­lec­tual quer mo­ral­mente, se con­verteu à fé ca­tó­lica e foi bap­ti­zado por Santo Am­brósio de Milão e, re­gres­sando à sua pá­tria, aí levou com al­guns amigos uma vida as­cé­tica, con­sa­grada a Deus e ao es­tudo da Es­cri­tura. Eleito de­pois bispo de Hi­pona, hoje An­naba, na Ar­gélia, du­rante trinta e quatro anos foi per­feito mo­delo do seu re­banho e deu-lhe uma só­lida for­mação cristã por meio de nu­me­rosos ser­mões e es­critos, com os quais com­bateu for­te­mente os erros do seu tempo e expôs com sa­be­doria a ver­da­deira fé. († 430).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santo Agostinho, bispo de Hipona e doutor da Igreja, morto em 430. Inicialmente professor de retórica e orador, foi convertido de seus desvios morais e doutrinais, e batizado, perto de trinta e três anos, por Santo Ambrósio de Milão. Desde então, consagrou-se de corpo e alma a Deus, engajando-se na vida monástica e sacerdotal. Durante os trinta e quatro anos de seu episcopado, serviu a Igreja por sua palavra, abrindo o tesouro da Escritura a seus fiéis, e, através de seus escritos, expondo e defendendo de maneira incomparável, a doutrina da graça. (R).

– Ver páginas 268-305: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

– Ver “… Aurélio Agostinho de Hipona (em latimAurelius Augustinus Hipponensis[2]), conhecido universalmente como Santo Agostinho, foi um dos mais importantes teólogos e filósofos nos primeiros séculos do cristianismo,[3] cujas obras foram muito influentes no desenvolvimento do cristianismo e filosofia ocidental. Foi bispo de Hipona, uma cidade na província romana da África. Escrevendo na era patrística, é amplamente considerado como o mais importante dos Padres da Igreja no ocidente. Suas obras-primas são De Civitate Dei (“A Cidade de Deus”) e “Confissões“, ambas ainda muito estudadas atualmente.

De acordo com Jerônimo, seu contemporâneo, Agostinho “restabeleceu a antiga fé”.[4] Em seus primeiros anos, Agostinho foi muito influenciado pelo maniqueísmo e, logo depois, pelo neoplatonismo de Plotino.[5] Depois de se converter ao cristianismo e aceitar o batismo (387), desenvolveu uma abordagem original à filosofia e teologia, acomodando uma variedade de métodos e perspectivas de uma maneira até então desconhecida.[6] Acreditando que a graça de Cristo era indispensável para a liberdade humana, ajudou a formular a doutrina do pecado original e deu contribuições seminais ao desenvolvimento da doutrina da guerra justa.

Quando o Império Romano do Ocidente começou a ruir, Agostinho desenvolveu o conceito de “Igreja Católica” como uma “Cidade de Deus” espiritual (na obra homônima) distinta da cidade terrena e material de mesmo nome.[7] “A Cidade de Deus” estava também intimamente ligada ao segmento da Igreja que aderiu ao conceito da Trindade como postulado pelo Concílio de Niceia e pelo Concílio de Constantinopla.[8]

Na Igreja Católica e na Comunhão Anglicana, Agostinho é venerado como um santo, um proeminente Doutor da Igreja e o patrono dos agostinianos. Sua festa é celebrada no dia de sua morte, 28 de agosto. Muitos protestantes, especialmente os calvinistas, consideram Agostinho como um dos “pais teológicos” da Reforma Protestante por causa de suas doutrinas sobre a salvação e graça divina. Na Igreja Ortodoxa, algumas de suas doutrinas não são aceitas, como a da cláusula Filioque,[9] do pecado original e do monergismo.[9]Ainda assim, apesar destas controvérsias, é considerado também um santo, sendo comemorado como “Beato Agostinho” no dia 15 de junho.[10] Ainda assim, numerosos autores ortodoxos advogaram a favor de suas obras e de sua personalidade, como Genádio II de Constantinopla e Seraphim Rose”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Agostinho_de_Hipona

– Ver SANTO AGOSTINHO DE HIPONA

Também conhecido como

  • Aurélio Agostinho
  • Doutor da Graça

Memorial

Perfil

Filho de um pai pagão que se converteu em seu leito de morte , e de Santa Mônica , uma cristã devota . Criado como cristão , ele perdeu a fé na juventude e levou uma vida selvagem. Viveu com uma cartaginesa dos 15 aos 30 anos. Teve um filho a quem deu o nome de Adeotadus , que significa dom de Deus . Ensinou retórica em Cartago e Milão , Itália . Depois de investigar e experimentar várias filosofias , tornou-se um maniqueísta por vários anos; ensinava sobre uma grande luta entre o bem e o mal e apresentava um código moral frouxo. Um resumo de seu pensamento na época vem de suas Confissões : “Deus, dá-me castidade e continência – mas não agora”.

Agostinho finalmente rompeu com os maniqueus e foi convertido pelas orações de sua mãe e a ajuda de Santo Ambrósio de Milão , que o batizou . Com a morte de sua mãe , ele voltou para a África , vendeu sua propriedade, deu o dinheiro aos pobres e fundou um mosteiro . Monge . Sacerdote . Pregador . Bispo de Hipona em 396 . Comunidades religiosas fundadas. Combateu o maniqueísmo ,Donatismo , Pelagianismo e outras heresias . Supervisionou sua igreja e sua sé durante a queda do Império Romano para os vândalos. Doutor da Igreja . Seu pensamento posterior também pode ser resumido em uma linha de seus escritos: Nossos corações foram feitos para você, ó Senhor, e eles estão inquietos até que descansem em você.

Nascer

Morreu

Canonizado

Patrocínio

Representação

Orações de Santo Agostinho

informação adicional

Leituras

Não há ninguém como Santo Agostinho para encontrar Cristo em tudo. – Padre Sebastian Bowden

Deus não precisa do seu dinheiro, mas os pobres sim. Você dá aos pobres, e Deus recebe. – Santo Agostinho

As honras deste mundo, o que são elas, senão sopro, vazio e perigo de queda? – Santo Agostinho

Avançai, pois, diariamente neste amor, orando e fazendo o bem, para que, com a ajuda daquele que vos ordenou e de quem é dom, seja nutrido e aumentado, até que, aperfeiçoado, vos torne perfeito. – Santo Agostinho

O que você possui se você não possui Deus? – Santo Agostinho

Infeliz é a alma escravizada pelo amor de tudo o que é mortal. – Santo Agostinho

O amor às posses mundanas é uma espécie de linha de pássaro, que enreda a alma e a impede de voar para Deus. – Santo Agostinho

Neste exato momento posso, se desejar, tornar-me amigo de Deus. – Santo Agostinho

Deus concede mais consideração à pureza da intenção com a qual nossas ações são realizadas do que às próprias ações. – Santo Agostinho

Vou sugerir um meio pelo qual você pode louvar a Deus o dia todo, se desejar. Faça o que fizer, faça bem feito, e você louvou a Deus. – Santo Agostinho

Este é o negócio da nossa vida. Pelo trabalho e oração, avançar na graça de Deus, até chegarmos àquela altura de perfeição na qual, com corações puros, podemos contemplar a Deus. – Santo Agostinho

Deus em sua onipotência não podia dar mais, em sua sabedoria não sabia dar mais, em suas riquezas não tinha mais para dar, do que a Eucaristia. – Santo Agostinho

Deus não ordena impossibilidades, mas ao ordenar adverte-te a fazer o que podes e a orar pelo que não podes, e ajuda-te para que possas. – Santo Agostinho

Nossa vida e nossa morte estão com nosso próximo. – Santo Agostinho

Conquiste a si mesmo e o mundo está aos seus pés. – Santo Agostinho

Ó verdade eterna, amor verdadeiro e eternidade amada. Você é meu Deus. Para você eu suspiro dia e noite. Quando o conheci, você me atraiu para si para que eu pudesse ver que havia coisas para eu ver, mas que eu mesmo ainda não estava pronto para vê-las. Enquanto isso, você superou a fraqueza de minha visão, enviando mais fortemente os raios de sua luz, e eu tremi ao mesmo tempo com amor e pavor. Procurei uma maneira de ganhar a força que precisava para desfrutar de você. Mas não a encontrei até abraçar “o mediador entre Deus e os homens, o homem Cristo Jesus, que é acima de tudo, Deus bendito para sempre”. Ele me ligava e dizia: “Eu sou o caminho da verdade, eu sou a vida”. Tarde te amei, ó Beleza sempre antiga, sempre nova, tarde te amei! Você estava dentro de mim, mas eu estava fora, e foi lá que eu procurei por você. Em minha falta de amabilidade, mergulhei nas coisas amáveis ​​que você criou. Você estava comigo, mas eu não estava com você. As coisas criadas me afastaram de você; no entanto, se eles não estivessem em você, eles não estariam de forma alguma. Você ligou, gritou e rompeu minha surdez. Você brilhou, brilhou e dissipou minha cegueira. Você soprou sua fragrância em mim; Eu respirei fundo e agora eu ofego por você. Eu provei você, agora tenho fome e sede de mais. Você me tocou, e eu queimei por sua paz. Eu respirei fundo e agora eu ofego por você. Eu provei você, agora tenho fome e sede de mais. Você me tocou, e eu queimei por sua paz. Eu respirei fundo e agora eu ofego por você. Eu provei você, agora tenho fome e sede de mais. Você me tocou, e eu queimei por sua paz.– deConfissõesde Santo Agostinho

Nem as almas dos mortos piedosos estão separadas da Igreja que mesmo agora é o reino de Cristo. Caso contrário, não haveria lembrança deles no altar de Deus na comunicação do Corpo de Cristo. – a partir deA Cidade de Deuspor Santo Agostinho

Um povo cristão celebra juntos em solenidade religiosa as memórias dos mártires, tanto para encorajar a sua imitação como para compartilhar de seus méritos e ser auxiliado por suas orações”. – a partir deContra Fausto, o Maniqueísta, de Santo Agostinho

Há uma disciplina eclesiástica, como sabem os fiéis, quando os nomes dos mártires são lidos em voz alta naquele lugar do altar de Deus, onde não se faz oração por eles. A oração, no entanto, é oferecida pelos mortos que são lembrados. Pois é errado orar por um mártir, a cujas orações devemos ser recomendados. – a partir deSermõespor Santo Agostinho

Na mesa do Senhor não comemoramos os mártires como fazemos a outros que descansam em paz para rezar por eles, mas para que rezem por nós para que sigamos os seus passos. – a partir deHomilias sobre Joãopor Santo Agostinho

Como ainda não podemos entender que Ele foi gerado pelo Pai antes da estrela do dia, celebremos Seu nascimento da Virgem nas horas noturnas. Já que não compreendemos como Seu nome existia antes da luz do sol, reconheçamos Seu tabernáculo colocado no sol. Uma vez que ainda não contemplamos o Filho inseparavelmente unido a Seu Pai, lembremo-nos Dele como o ‘noivo saindo de seu quarto nupcial’. Já que ainda não estamos prontos para o banquete de nosso Pai, vamos nos familiarizar com a manjedoura de nosso Senhor Jesus Cristo. – Santo Agostinho

Ele ora por nós como nosso sacerdote, ora em nós como nossa Cabeça e é orado por nós como nosso Deus. Portanto, reconheçamos nossa voz nele e a dele em nós. – Santo Agostinho

Questione a beleza da terra, do mar, do ar que se distende e se difunde, do céu, questione todas essas realidades. Todos respondem: ‘Veja, nós somos lindos.’ Essas belezas estão sujeitas a mudanças. Quem os fez senão o Belo que não está sujeito a mudanças? – Santo Agostinho

Uma e a mesma Palavra de Deus se estende por toda a Escritura, que é uma e a mesma Palavra que ressoa na boca de todos os escritores sagrados, pois Aquele que era no princípio Deus com Deus não precisa de sílabas separadas; pois ele não está sujeito ao tempo. – Santo Agostinho

Jesus Cristo será o Senhor de todos, ou ele não será o Senhor de forma alguma. – Santo Agostinho

Se as coisas físicas lhe agradam, então louve a Deus por elas, mas volte seu amor para Aquele que as criou, para que não nas coisas que lhe agradam, você O desagrade. Se as almas te agradam, ame-as em Deus; pois em si mesmos são mutáveis, mas nEle estão firmemente estabelecidos. Sem Ele eles passam e perecem. Nele, então, deixe-os ser amados, e leve consigo a Ele quantas almas você puder, e diga-lhes: “Vamos amá-lo, vamos amá-lo; Ele fez o mundo e não está longe dele. Ele não fez todas as coisas e depois as deixou, mas elas são Dele e Nele. Veja, lá está Ele onde quer que a verdade seja amada. Ele está dentro do próprio coração, mas o coração se desviou dEle. Voltai ao vosso coração, ó transgressores, e apegai-vos Àquele que vos fez. Fique com Ele e você ficará firme. Descanse nEle e você descansará”.– Santo Agostinho, deAs Confissões

Entendamos que Deus é médico e que o sofrimento é um remédio para a salvação, não um castigo para a condenação. – Santo Agostinho

Ó Sacramento do Amor! Ó sinal de Unidade! Ó vínculo de Caridade! Aquele que deseja ter Vida encontra aqui de fato uma Vida para viver e uma Vida pela qual viver. – Santo Agostinho

Se você perceber que ainda não sofreu tribulações, considere certo que você ainda não começou a ser um verdadeiro servo de Deus; pois São Paulo diz claramente que todos os que escolheram viver piedosamente em Cristo, sofrerão perseguições – Santo Agostinho

Dirijo-me a vós que acabas de renascer no baptismo , meus filhinhos em Cristo, vós que sois a nova geração da Igreja, dom do Pai, prova da fecundidade da Mãe Igreja. Todos vocês que permanecem firmes no Senhor são uma semente sagrada, uma nova colônia de abelhas , a própria flor de nosso ministério e fruto de nosso trabalho, minha alegria e minha coroa. São as palavras do Apóstolo que dirijo a vocês: Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não façais provisão para a carne e seus desejos, para que sejais revestidos da vida daquele que vos revestiste neste sacramento. . Todos vocês foram revestidos de Cristo pelo seu batismonele. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há macho nem fêmea; todos vocês são um em Cristo Jesus. Tal é o poder deste sacramento: é um sacramento de vida nova que começa aqui e agora com o perdão de todos os pecados passados, e se completará na ressurreição dos mortos. Você foi sepultado com Cristo pelo batismona morte, para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos, também vós andeis em novidade de vida. Você está andando agora pela fé, ainda em peregrinação em um corpo mortal para longe do Senhor; mas aquele a quem os vossos passos são dirigidos é ele próprio o caminho seguro e certo para vós: Jesus Cristo, que por nós se fez homem. Para todos os que o temem, ele acumulou felicidade abundante, que revelará aos que nele esperam, completando-a quando atingirmos a realidade que ainda agora possuímos na esperança. Este é o dia da oitava do seu novo nascimento. Hoje se cumpre em vocês o sinal da fé que foi prefigurado no Antigo Testamento pela circuncisão da carne no oitavo dia após o nascimento. Quando o Senhor ressuscitou dos mortos, ele adiou a mortalidade da carne; seu corpo ressuscitado ainda era o mesmo corpo, mas não estava mais sujeito à morte. Por sua ressurreição ele consagrou o domingo, ou o dia do Senhor. Embora o terceiro depois de sua paixão, este dia é o oitavo depois do sábado e, portanto, também o primeiro dia da semana. E assim sua própria esperança de ressurreição, embora ainda não realizada, é certa e certa, porque você recebeu o sacramento ou sinal dessa realidade e recebeu o penhor do Espírito. Se, pois, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Coloque seus corações nas coisas celestiais, não nas coisas que estão na terra. Pois você morreu e sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, sua vida, aparecer, então você também aparecerá com ele em glória. e assim também o primeiro dia da semana. E assim sua própria esperança de ressurreição, embora ainda não realizada, é certa e certa, porque você recebeu o sacramento ou sinal dessa realidade e recebeu o penhor do Espírito. Se, pois, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Coloque seus corações nas coisas celestiais, não nas coisas que estão na terra. Pois você morreu e sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, sua vida, aparecer, então você também aparecerá com ele em glória. e assim também o primeiro dia da semana. E assim sua própria esperança de ressurreição, embora ainda não realizada, é certa e certa, porque você recebeu o sacramento ou sinal dessa realidade e recebeu o penhor do Espírito. Se, pois, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Coloque seus corações nas coisas celestiais, não nas coisas que estão na terra. Pois você morreu e sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, sua vida, aparecer, então você também aparecerá com ele em glória. onde Cristo está sentado à direita de Deus. Coloque seus corações nas coisas celestiais, não nas coisas que estão na terra. Pois você morreu e sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, sua vida, aparecer, então você também aparecerá com ele em glória. onde Cristo está sentado à direita de Deus. Coloque seus corações nas coisas celestiais, não nas coisas que estão na terra. Pois você morreu e sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, sua vida, aparecer, então você também aparecerá com ele em glória.– de um sermão de Santo Agostinho

Citação MLA

2.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ba­sila, junto à Via Sa­lária An­tiga, Santo Hermes, mártir, que, como re­fere o papa São Dâ­maso, veio da Grécia e Roma aco­lheu como seu ci­dadão, quando so­freu o mar­tírio pelo santo nome de Cristo. († s. III).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, Santo Hermes, escravo ou liberto romano, martirizado no séc. II. (M)

3.   Em Cons­tança, na Suábia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, a co­me­mo­ração de São Paio (São Pelágio), mártir. († c. s. III)

4.   Em Bri­oude, perto de Cler­mont-Fer­rand, na Aqui­tânia, hoje na França, São Ju­lião, mártir, que, em tempo de per­se­guição, tendo vindo para este ter­ri­tório pela exor­tação de São Fer­réolo, con­forme se narra, neste lugar re­cebeu a palma do martírio. († c. s. III).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Brioude, na Auvergne, São Juliano, mártir. Companheiro do tribuno São Ferreolo, seguia secretamente a Cristo sob o uniforme militar. Durante a perseguição de Diocleciano, foi detido e teve o pescoço cortado. Seu culto teve grande popularidade em várias localidades, que se colocaram sob seu patrocínio. (M)

5.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, Santo Ale­xandre, bispo, cuja oração apos­tó­lica, como es­creve São Gre­gório de Na­zi­anzo, venceu o chefe da im­pi­e­dade ariana. († c. 336).

– Ver “… Alexandre de Constantinopla foi o 27º bispo de Bizâncio e primeiro arcebispo de Constantinopla. Segundo seu sinaxário, era filho de Jorge e Briena e nativo da Calábria, na Itália. Se dedicou a vida religiosa desde tenra idade, vivendo num mosteiro. Diz-se que tinha o dom das visões após dias em jejum, e que teve problemas com ataques dos sarracenos. Era vigário de Metrófanes (r. 306–314/317), que o designou sucessor no leito de morte, em 314/317, ou 325, dependendo da fonte.

Se envolveu na controvérsia ariana em oposição a Ário e parceria com o papa de Alexandria Alexandre I (r. 313–326). Em 325, foi ao Primeiro Concílio de Niceia que excomungou Ário, mas em 336, recebeu ordens do imperador Constantino (r. 306–337) para readmiti-lo na comunhão da Igreja. Mesmo sob ameaça dos eusebianos, se recusou e se trancou na Igreja de Santa Irene em intensa oração; Ário faleceu no caminho à igreja. Morreu em 337/340 e foi considerado santo, com sua festa primeiro sendo celebrada em 2 de junho e hoje em 30 de agosto, na Igreja Ortodoxa, e 28 de agosto, na Igreja Católica…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alexandre_de_Constantinopla

São João III (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– ver “… 340, 577, 784 Ss. Alexandre, João III e Paulo IV, Patriarcas de Constantinopla

Alexandre de Bizâncio (VER DIA 26 DE FEVEREIRO) já tinha setenta e três anos quando foi eleito para o trono episcopal de Constantinopla e ocupou o cargo por vinte e três anos nos dias difíceis do heresiarca Ário. Logo após sua eleição, o imperador Constantino ordenou uma conferência entre os teólogos cristãos e vários filósofos pagãos, e a discussão foi lançada em confusão por todos os filósofos que tentavam falar ao mesmo tempo. Por sugestão de Santo Alexandre, eles escolheram os mais eruditos entre eles para expressar seus pontos de vista, e enquanto um deles falava, Alexandre de repente exclamou: “Em nome de Jesus Cristo, ordeno-lhe que fique em silêncio!” Diante disso, diz-se, o infeliz descobriu que sua língua estava paralisada e sua boca incapaz de pronunciar uma palavra até que Alexandre o autorizou.

Em 336, Ário chegou triunfante a Constantinopla, com uma ordem do imperador para que Santo Alexandre o recebesse em comunhão. Diz-se que Alexandre se trancou na igreja e orou, com São Tiago de Nisibis, para que Deus removesse a si mesmo ou a Ário. Em qualquer caso, na noite anterior ao dia marcado para sua recepção solene, Ário morreu repentinamente. Era natural que muitos cristãos considerassem isso uma intervenção divina à intercessão de Santo Alexandre, e essa visão é expressa pelo Martirológio Romano, que se refere a ele como “um velho glorioso, por causa de cujas orações, Ário, condenado pelo juízo de Deus, rompe-se pelo meio e as suas entranhas derramaram-se”.

Os católicos bizantinos se unem em uma comemoração com Santo Alexandre, dois outros arcebispos sagrados de Constantinopla, João III e Paulo IV, chamados “os jovens”. João nasceu perto de Antioquia e foi advogado antes de ser ordenado. Ele foi enviado como legado patriarcal de Antioquia para Constantinopla, onde seu aprendizado o fez ser conhecido como “o Escolástico”; já havia feito uma coleção de cânones do direito eclesiástico, que o recomendava ao imperador Justiniano I, e no ano 565foi feito patriarca da cidade imperial. Enquanto ocupou esse cargo, ele revisou e ampliou sua coleção de cânones, que foi a primeira a ser feita sistematicamente; este trabalho cresceu eventualmente no compêndio da lei da igreja oriental chamado de Nomokanon. São João Escolástico morreu em 577.

São Paulo, o Jovem, nasceu em Salamina e se tornou patriarca de Constantinopla em 780, durante os últimos meses do imperador Leão IV. Diretamente a Imperatriz Irene tornou-se regente, ele defendeu a restauração das imagens sagradas e sua veneração; em 784 retirou-se para o mosteiro de Florus, declaradamente como um ato de penitência por seus compromissos e falta de ousadia durante o regime iconoclasta. Até sua morte, pouco depois, ele encorajou a reunião de um conselho para a condenação da Iconoclastia; acabou se reunindo no ano de 787…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust28.html

6.   Em Car­tago, na ho­di­erna Tu­nísia, São Res­ti­tuto, em cuja fes­ti­vi­dade Santo Agos­tinho fez em sua honra um sermão ao povo. († c. 360)

7*.   Em Sár­sina, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, São Vi­cínio, pri­meiro bispo desta cidade. († s. IV/V)

8.   Em Saintes, na Gália, ac­tu­al­mente na França, São Vi­viano (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. († s. V).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. V, o Bem-Aventurado Bibiano, bispo, que se devotou ao serviço da Igreja de Saintes. (M)

9.   No Egipto, São Moisés o Etíope, que, de­pois de ter sido um la­drão fa­moso se tornou ana­co­reta, con­verteu muitos do seu bando e os con­duziu com ele para o mosteiro. († c. 400).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no deserto de Cétia, no séc. IV, São Moisés, o Egípcio. Antigo escravo liberto por seu patrão, era chefe de um bando de assaltantes, quando tocado pela graça converteu-se e abraçou a vida monástica. Escolhido como sacerdote pelos numerosos penitentes que se haviam reunido em volta dele, o antigo assassino aplicou-se em animar a vida espiritual daquelas pessoas pelo exemplo de sua humildade. (M).

– Ver “… São Moisés o Negro (Axum, c. 330 – Egito, 19 de junho de 405), (também conhecido como Aba Moisés o Grandeo Ladrãoo Abissínioo Etíope e o Forte) foi um hieromonge asceta no Egito do século IV, e um conhecido Padre do Deserto”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mois%C3%A9s,_o_Negro

– Ver Moisés o negro: “São Moisés, o Negro”. CatholicSaints.Info . 4 de fevereiro de 2022. Web. 28 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/saint-moses-the-black/ >

– Ver PADRES DO DESERTO “… Os Padres do Deserto ou Pais do Deserto foram eremitasascetasmonges e freiras que viviam majoritariamente no deserto da Nítria (Escetes), no Egito a partir do século III. O mais conhecido deles foi Santo Antão (ou Santo Antônio, o Grande), que mudou-se para o deserto em 270-271 e se tornou conhecido tanto como o pai quanto o fundador do monasticismo no deserto. Quando Antão morreu em 356, milhares de monges e freiras tinham sido atraídos para a vida no deserto seguindo o exemplo do grande santo. Seu biógrafo, o doutor da igreja Atanásio de Alexandria, escreveu que “o deserto tinha se tornado uma cidade” [1].

Os Padres do Deserto tiveram uma enorme influência no desenvolvimento do cristianismo primitivo. As comunidades monásticas do deserto que cresceram destes encontros informais de monges eremitas se tornaram o modelo para o monasticismo cristão. A tradição monástica oriental, representada em Monte Atos, e ocidental, sob a Regra de São Bento, foram ambas fortemente influenciadas pelas tradições iniciadas no deserto. Todos renascimentos monásticos da Idade Média buscaram no deserto alguma inspiração e orientação. Muito da espiritualidade do Cristianismo Ortodoxo, incluindo o movimento hesicasta, tem as suas raízes nas práticas dos Padres do Deserto. Mesmo renascimentos religiosos mais modernos, como os evangélicos alemães, os pietistas da Pensilvânia e o renascimento metodista na Inglaterra foram vistos por estudiosos atuais como tendo sido em alguma medida influenciados pelos Padres do Deserto[2]…”: Padres do Deserto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

10.   Em Se­vilha, na An­da­luzia, re­gião da His­pânia, Santa Flo­ren­tina, virgem, muito eru­dita em ci­ên­cias ecle­siás­ticas, a quem os seus ir­mãos Le­andro e Isi­doro de­di­caram tra­tados de in­signe doutrina. († s. VII)

11*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, os be­atos már­tires Gui­lherme Dean, pres­bí­tero, e sete com­pa­nheiros, que, no rei­nado de Isabel I, con­su­maram o seu mar­tírio pelo reino de Deus, en­for­cados no mesmo dia mas em lu­gares di­versos da ci­dade ou nos arredores. São estes os seus nomes: Gui­lherme Gunter, Ro­berto Morton, Tomás Hold­ford e Jaime Claxton, pres­bí­teros; Tomás Felton, clé­rigo da Ordem dos Frades Me­nores; Hen­rique We­bley e Hugo More, leigos. († 1588)

12.   Em Len­castre, também na In­gla­terra, Santo Ed­mundo Ar­rows­mith, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, na­tural deste du­cado, que, de­pois de ter exer­cido o mi­nis­tério pas­toral du­rante muitos anos na sua pá­tria, porque era sa­cer­dote e con­du­zira muitas pes­soas à fé ca­tó­lica, foi en­for­cado, contra a von­tade dos pró­prios pro­tes­tantes do lugar, no rei­nado de Carlos I. († 1628)

13.   Em Mon­terrey, na Ca­li­fórnia, Santo Ju­ní­pero (Mi­guel Serra), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores, que, nas tribos da­quela re­gião ainda pagã, so­bre­car­re­gado por muitas di­fi­cul­dades e tra­ba­lhos, pregou o Evan­gelho de Cristo no idioma do povo local e de­fendeu te­naz­mente os di­reitos dos po­bres e dos humildes. († 1784).

– Em 01 de julho, ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jun%C3%ADpero_Serra

– Ver também: https://www.acidigital.com/noticias/hoje-e-celebrado-sao-junipero-serra-o-apostolo-da-california-38995

– Ver também: https://pt.aleteia.org/2015/09/24/sao-junipero-serra-quem-e-o-polemico-novo-santo-canonizado-pelo-papa-francisco/

– Ver ainda: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/543039-junipero-serra-santo-ou-nao%20

– Ver “São Junípero Serra O.F.M., em catalão Fra Juníper Serra[1] (24 de novembro de 1713 – 28 de agosto de 1784) foi um frade franciscano maiorquino que fundou cadeia de missões na Alta Califórnia, parte da província de Las Californias na Nova Espanha, atual CalifórniaEstados Unidos. Entre as missões fundadas encontram-se os núcleos que deram origem a Los AngelesSan FranciscoSacramento e San Diego.

O Padre Serra foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 25 de setembro de 1988. Foi canonizado pelo Papa Francisco em 23 de setembro de 2015, por ocasião da sua viagem apostólica a Cuba e Estados Unidos.[2]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jun%C3%ADpero_Serra

– Ver também “1784 Bl. Junipero Serra Ordem Franciscana Miguel Jose Serra. Ordenado em 1737, ensinou filosofia e teologia na Universidade de Pádua. Aos 37 anos, desembarcou na Cidade do México em 1º de janeiro de 1750 e passou o resto de sua vida trabalhando pela conversão dos povos do Novo Mundo.
Nasceu na ilha de Maiorca a 24 de novembro de 1713 e assumiu o nome de Junipero quando, em 1730, entrou para a Ordem Franciscana. Ordenado em 1737, ele ensinou filosofia e teologia na Universidade de Pádua até 1749.
Em 1768, o padre Serra assumiu as missões dos jesuítas (que haviam sido expulsos indevidamente pelo governo) na província mexicana da Baixa Califórnia e da Alta Califórnia (atual Califórnia). Trabalhador incansável, Serra foi em grande parte responsável pela fundação e difusão da Igreja na Costa Oeste dos Estados Unidos quando ainda era território de missão.
Ele fundou 21 missões e converteu milhares de índios. Os convertidos aprenderam métodos sólidos de agricultura, pecuária e artes e ofícios.
Junipero era um religioso e missionário dedicado. Ele estava imbuído de um espírito penitencial e praticava austeridade durante o sono, alimentação e outras atividades. Em 28 de agosto de 1784, esgotado pelos labores apostólicos, o padre Serra foi chamado ao descanso eterno. Ele foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 25 de setembro de 1988. Sua estátua, representando o estado da Califórnia, está no National Statuary Hall.”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJuly01.html

– Ver também: https://www.acidigital.com/noticias/hoje-e-celebrado-sao-junipero-serra-o-apostolo-da-california-38995

– Ver também: https://pt.aleteia.org/2015/09/24/sao-junipero-serra-quem-e-o-polemico-novo-santo-canonizado-pelo-papa-francisco/

– Ver ainda: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/543039-junipero-serra-santo-ou-nao%20

14*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato Carlos Ar­naldo Hanus, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, por causa do sa­cer­dócio foi en­car­ce­rado na sór­dida ga­lera, na qual, atin­gido pelo es­va­e­ci­mento e também pela en­fer­mi­dade, con­sumou o martírio. († 1794)

15.   Em Bar­ce­lona, na Es­panha, Santa Jo­a­quina de Ve­druma, mãe de fa­mília, que educou pi­e­do­sa­mente nove fi­lhos e, quando ficou viúva, fundou o Ins­ti­tuto das Car­me­litas da Ca­ri­dade, su­por­tando se­re­na­mente todo o gé­nero de so­fri­mentos até à sua morte, que ocorreu por con­tágio da cólera. († 1854). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Joaquina_de_Vedruna

16♦.   Em Alençon, na França, Santa Zélia Maria Guerin, mãe de Santa Te­resa do Me­nino Jesus. († 1877)

17*.   Na re­gião de Va­lência, na Es­panha, os be­atos már­tires João Bap­tista Faubel Cano e Artur Ros Montalt, pais de fa­mília, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja, re­ce­beram dos ho­mens a morte, mas de Deus a vida eterna. († 1936)

18*.   Em Vi­la­nesa, lo­ca­li­dade da mesma re­gião da Es­panha, o Beato Au­rélio de Vilanesa (José Ample Al­caide), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição, no com­bate da fé co­lheu o fruto da glória eterna. († 1936)

19♦.   Em Elche de la Si­erra, perto de Al­ba­cete, também na Es­panha, o Beato Ma­merto Car­chano Carchano, pres­bí­tero da di­o­cese de To­ledo e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição, con­firmou com o seu sangue a plena fi­de­li­dade a Cristo. († 1936)

20*.   Em Nawo­jowa Gora, po­vo­ação da Po­lónia, o Beato Afonso Maria Ma­zurek, pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas Des­calços e mártir, que, em tempo de guerra, foi morto pelos in­va­sores da sua pá­tria por causa da sua pro­fissão cristã. († 1944)

21. Santo Ezequias, rei de Judá, Antigo Testamento. Ver páginas 306-320: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

22. VER SANTAS E SANTOS DE 28 DE AGOSTO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Agostinho de Hipona (Memorial) Nossa Senhora da Mailane — Adelindis de Buchau Inês de Colônia Alexandre de Constantinopla Alfons Maria Mazurek Ambrósio de Santos Ângelo da Pesche d’Isernia Antes de Salerno Charles-Arnold Hanus Facundinus de Taino Félix de Venosa Florentina de Cartagena Fortunato de Salerno Caio de Salerno Gorman de Schleswig Hermes de Roma Januário de Venosa Joaquina Vedruna de Mas Juliano de Auvergne Junípero Serra Moisés, o Negro Pelágio da Ístria Restitutus de Cartago Rumwold, o Príncipe Septíminus de Venosa Vicinius de Sarsina Vivian de Santos — Diego de Tahust Feidlimid Ezequias de JudáMartirizado na Inglaterra Edmund Arrowsmith Henry Webley Hugh Mais James Claxton Robert Morton Thomas Felton William Dean William Gunter Thomas Holford Martirizado na Guerra Civil Espanhola Mártires de Griñon – 10 beati Mártires de Tarragona – 6 beati Abel Ángel Palazuelos Maruri Agustín Bermejo Miranda Alejandro Iñiguez De Heredia Alzola Ángel Carmelo Boix Cosials Antoni Lladós Saúde Antonio Fortes Boira Antonio Suárez Riu Arturo Ros Montalt Aurélio da Vinalesa Eladi Peres Bori Fernando Salinas Romeu Francisco Lopez Navarette Francisco Romero Ortega Jaume Caballé Bru Jaume Tarragó Iglesias Joan Tomás Gibert José Romero Ortega Juan Bautista Faubel Cano Julio Fernández Muñiz Leandro Cuesta Andrés Leoncio Ibáñez Caballero Lorenzo Sobrevia Cañardo Mariano Palau Sin Martín Donamaría Valencia Ramón Sanz de Galdeano Mañeru Santiago Pardo Lopez Serviliano Solá Jiménez
todos esses memoriais em uma única página

22. Outras santas e santos do dia 28 de agosto: págs. 268-323, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 28 de agosto, ver ainda: 28 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 675-679: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. http://newsaints.faithweb.com/martyrs.htm
  11. https://catholicsaints.info/28-august/
  12. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust28.html#

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 DE MARÇO: SÃO CLEMENTE-MARIA HOFFBAUER:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

  • 20 DE ABRIL: PROJETO DE VIDA DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 DE ABRIL, SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. 

Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. 

Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

            * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

18 DE AGOSTO: BEM-AVENTURADO AIMON TAPARELI

A salvação consiste em servir a Deus; tudo o mais é ilusão.” 

================

* SÃO JOÃO EUDES: 19 DE AGOSTO

O nosso desejo, o nosso objetivo e a nossa principal preocupação deve ser formar Jesus em nós e fazer com que seu espírito, sua devoção, seus afetos, seus desejos e suas disposições reinem em nossos corações. Toda a nossa vida religiosa deve tender para isso. Tal é a tarefa que Deus nos confiou para que nela trabalhemos constantemente

================

* 20 DE AGOSTO: SÃO BERNARDO DE CLARAVAL

Nos perigos, nas dúvidas, nas dificuldades, PENSE EM MARIA , INVOQUE MARIA . Não deixe o nome dela sair de seus lábios, nunca permita que ele saia de seu coração. E para que você possa obter a ajuda de sua oração, não deixe de seguir seus passos. Com ela como guia, você nunca se desviará; ao invocá-la, você nunca desanimará; enquanto ela estiver em sua mente, você estará a salvo do engano; enquanto ela segura sua mão, você não pode cair; sob a proteção dela você não tem nada a temer; se ela andar na sua frente, você não se cansará; se ela lhe mostrar favor, você alcançará a meta– São Bernardo de Claraval

================

* 21 DE AGOSTO: SÃO PIO X

Nasci pobre, vivi pobre e desejo morrer pobre

================

* 23 DE AGOSTO: SANTA ROSA DE LIMA

Que todos os homens saibam que a graça vem depois da tribulação. Que eles saibam que sem o fardo das aflições é impossível alcançar o cume da graça. Deixe-os saber que os dons da graça aumentam à medida que as lutas aumentam. Que os homens tomem cuidado para não se desviarem e serem enganados. Esta é a única escada verdadeira para o paraíso, e sem a cruz eles não podem encontrar nenhum caminho para subir ao céu…” (Dos escritos de Santa Rosa de Lima)

================

* 27 DE AGOSTO: SÃO PEMEN / PASTOR / POEMAS

               À questão de saber se é melhor falar ou calar, o Ancião disse:
Quem fala por Deus, faz bem, e quem cala por Deus, também faz bem.”
Ele também disse: “Se o homem parece estar em silêncio, mas seu coração condena os outros, então ele está sempre falando. Pode haver um homem que fala o dia todo, mas na verdade ele fica em silêncio, porque não diz nada que não seja lucrativo.”

O santo disse: “É útil observar três coisas: temer a Deus, orar com frequência e fazer o bem ao próximo”.
…”A maldade nunca erradica a maldade. Se alguém faz o mal a você, faça o bem a ele e a sua bondade vencerá a maldade.”

O começo do mal é a falta de vigilância. – São Poema

O silêncio não é uma virtude quando a caridade exige discurso. – São Poema

Uma fé viva consiste em pensar pouco de si mesmo e mostrar consideração pelos outros. – São Poema

Ensine seu coração a guardar o que sua língua ensina. – São Poema

Quando seu irmão o ataca, sejam quais forem os insultos, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. Mesmo se ele arrancasse seu olho direito e cortasse sua mão direita, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. No entanto, se ele tentar afastá-lo de Deus, fique com raiva! – São Poema

Não abra sua consciência para quem você não confia em seu coração. – São Poema

Instruir o próximo é o mesmo que repreendê-lo. – São Poema

Se você der pouca importância a si mesmo, terá paz onde quer que viva. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria; estes são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Deixe de lado uma pequena parte da sua justiça e em poucos dias você estará em paz. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria – esses são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Você deve fugir das coisas sensuais. Na verdade, toda vez que um homem chega perto de uma luta com a sensualidade, ele é como um homem à beira de um lago profundo, e o Inimigo o joga quando quer. Mas se o homem vive longe das coisas sensuais, ele é como aquele que está à distância do lago, de modo que mesmo que o Inimigo o seduza para jogá-lo no fundo, Deus lhe envia ajuda no exato momento em que o inimigo o está afastando e fazendo-lhe violência. – São Poema

Não dê seu coração ao que não satisfaz seu coração. – São Poema

Se você estiver em silêncio, terá paz onde quer que viva. – São Poema

A natureza da água é macia, e a natureza da pedra é dura; mas se uma garrafa é pendurada acima da pedra, deixando a água cair gota a gota, ela desgasta a pedra. Assim é com a Palavra de Deus: é mole e nosso coração é duro, mas o homem que ouve a Palavra de Deus muitas vezes abre seu coração ao temor de Deus. – São Poema

Citação MLA

================

* 28 DE OUTUBRO: SANTO AGOSTINHO

“… O que você possui se você não possui Deus? – Santo Agostinho

Infeliz é a alma escravizada pelo amor de tudo o que é mortal. – Santo Agostinho

O amor às posses mundanas é uma espécie de linha de pássaro, que enreda a alma e a impede de voar para Deus. – Santo Agostinho

Neste exato momento posso, se desejar, tornar-me amigo de Deus– Santo Agostinho

Deus concede mais consideração à pureza da intenção com a qual nossas ações são realizadas do que às próprias ações. – Santo Agostinho

Vou sugerir um meio pelo qual você pode louvar a Deus o dia todo, se desejar. Faça o que fizer, faça bem-feito, e você louvou a Deus. – Santo Agostinho

Este é o negócio da nossa vida. Pelo trabalho e oração, avançar na graça de Deus, até chegarmos àquela altura de perfeição na qual, com corações puros, podemos contemplar a Deus. – Santo Agostinho

Deus em sua onipotência não podia dar mais, em sua sabedoria não sabia dar mais, em suas riquezas não tinha mais para dar, do que a Eucaristia. – Santo Agostinho

Deus não ordena impossibilidades, mas ao ordenar adverte-te a fazer o que podes e a orar pelo que não podes, e ajuda-te para que possas– Santo Agostinho

Nossa vida e nossa morte estão com nosso próximo. – Santo Agostinho

Conquiste a si mesmo e o mundo está aos seus pés. – Santo Agostinho…”

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

JESUS MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZ O MEU CORAÇÃO SEMELHANTE AO SEU! OBRIGADO JESUS! BENDITO SEJA O SENHOR! AMÉM!

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

ME LEVA A JESUS, MÃE! ME ADOTA E À FAMÍLIA, MÃE! OBRIGADO!

================

* Veja o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.