Santas e Santos de 30 de agosto

DESTAQUE DE 30 DE AGOSTO: BEATO PADRE EUSTÁQUIO

Em Belo Ho­ri­zonte, no Brasil, O BEATO EUS­TÁ­QUIO VAN LIESHOUT (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Sa­grados Co­ra­ções de Jesus e Maria. († 1943). Padre Eustáquio foi um nome ligado à história de Belo Horizonte, à fé do povo mineiro e a muitas ações de solidariedade….

… O Bem-Aventurado Eustáquio van Lieshout SSCC. (3 de novembro de 1890 — 30 de agosto de 1943) foi um presbítero católico e religioso da Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria e da Adoração Perpétua ao Santíssimo Sacramento do Altar.

Após a constatação de uma cura por sua intercessão, foi beatificado em 15 de junho de 2006 por Sua Santidade, o papa Bento XVI.[1]

Após sua morte, foi atribuída a ele a cura de um câncer de um devoto, constatada clinicamente e comprovada cientificamente. Esse relato consta no processo para sua beatificação, iniciado em 1997. Outros casos de curas e milagres também são relatados por várias pessoas.

A cerimônia de sua beatificação aconteceu ao dia 15 de junho de 2006, durante a 12ª Torcida de Deus, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG. A cerimônia foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo e contou com a presença do Legado Pontifício do Sumo Pontífice, Dom José Cardeal Saraiva Martins. ” Ver:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Eust%C3%A1quio_van_Lieshout

– Ver “… HUMBERTO VAN LIESHOUT, que mais tarde seria conhecido como o Venerável Padre Eustáquio, nasceu no dia 3 de novembro de 1890, em Aarle Rixtel, na Holanda. Passou o final de sua vida no bairro Celeste Império, vizinho ao Jardim Montanhês, celebrando Missas na capela Cristo Rei, única igreja existente nas proximidades dos bairros Celeste Império, Villa Minas Gerais e Progresso (atual bairro Padre Eustáquio). Andava por toda a região, atendendo pessoas e resumindo sua missão em duas palavras: “Saúde e paz”, numa atitude de fé e amor ao próximo.
Padre Eustáquio faleceu no Sanatório Minas Gerais, atual hospital Alberto Cavalcanti, também naquele bairro, onde estão preservados os móveis da época de seu falecimento. Tornou-se símbolo da fé religiosa, ao longo de sua atuação, promovendo curas e distribuindo bênçãos pelos vários lugares por onde passou. … Após sua morte, foi atribuída a ele a graça da cura de um câncer em um de seus devotos, entre outros milagres… Esse relato consta no processo para sua beatificação, iniciado em 1997. Outros casos de curas e milagres também são relatados por várias pessoas.
Padre Eustáquio costumava dizer que sua vocação era “amar e fazer amar a Deus”…”: http://www.vatican.va/news_services/liturgy/saints/ns_lit_doc_20060615_eustaquio_po.html

– VER TAMBÉM BEATO EUSTÁQUIO VAN LIESHOLT

Também conhecido como

  • Eustachius van Lieshout
  • Hubertus van Lieshout
  • Humberto van Lieshout

Memorial

Perfil

Oitavo de onze filhos de uma família de agricultores profundamente católica . Batizado no dia em que nasceu. Uma criança popular e alegre , desde cedo sentiu um chamado ao sacerdócio . Nem sua família nem seus professores achavam que ele poderia lidar com a parte acadêmica da vocação, mas ele estudou em Gemert e se saiu bem o suficiente. Depois de ler uma biografia do padre Damien de Veuster , Humberto decidiu ingressar na Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria . Entrou no noviciado em Tremeloo, Bélgica , em 23 de dezembro de 1913 , e recebeu o nome de Eustáquio ; fez os votos permanentes em 1918 e foi ordenado em 10 de agosto de 1919 .

Assistente de mestre de noviços na Holanda por cinco anos. Ministro notável para seus encargos e seus paroquianos. Sentindo o chamado para ser missionário , foi enviado à Espanha em dezembro de 1924 para aprender espanhol; em 1925 foi enviado para o Brasil lusófono . Trabalhou dez anos em Água Suja, seis em Poá e dois em Belo Horizonte. Notável por seu ministério aos pobres e doentes . Teve o dom da cura por intercessão de São José . Sua reputação de santidade e milagres espalhara; tanta gente ia até as cidades para vê-lo que o governo civil reclamou. Em 1942 , seus superiores o transferiram para evitar que ele se tornasse o foco dos fiéis em vez da própria fé, mas milhares continuaram a procurá-lo.

Nascer

Morreu

Venerado

Beatificado

informação adicional

Citação MLA

VER TAMBÉM “… Atraído pelo exemplo integral de caridade cristã do Beato Damiano de Veuster, apóstolo dos leprosos, em 1915 ingressou na Congregação dos Sagrados Corações, levando o nome religioso de Eustáquio. Recebeu a ordenação sacerdotal quatro anos depois, exerceu seu ministério na diocese de Haarlem com os refugiados belgas, conquistando imediatamente sua confiança e amizade. Ele trabalhou para a entronização do Sagrado Coração nas famílias e foi um pregador diligente de exercícios espirituais.
A partir de 1924 desembarcou no Brasil, onde assumiu a direção do Santuário de Nossa Senhora da Abadia Suja (hoje Romênia) na diocese de Uberaba. O seu apostolado durou dez anos neste lugar, onde foi tangível “a transformação total do espírito do seu rebanho”. Mesmo assim, sua fama de pároco modelo, pai e defensor dos pobres era bem conhecida nas redondezas. Em 1935, padre Eustáquio foi transferido para Poá, uma paróquia próxima a São Paulo. Sempre pontual nas visitas aos paroquianos doentes, mandou construir uma gruta em honra de Nossa Senhora de Lourdes. Ao aumentar a devoção a Maria e a São José atraiu uma grande massa de fiéis e logo se falou de curas milagrosas que aconteciam nesses lugares.
Sua figura aumentava cada vez mais o clamor e os superiores consideraram apropriado transferi-lo para um local mais sossegado. Assim que chegou a Patrocínio, próximo a Minas Gerais, foi-lhe confiada a direção espiritual da paróquia do Cristo Rei, em Belo Horizonte, onde permaneceu por dezessete meses até sua morte, dedicando todas as suas energias nas mais variadas atividades paroquiais. : visita regular dos doentes, pregações, exercícios espirituais, confissões mesmo à noite e reconstrução da igreja paroquial. Após apenas quatro dias de doença, ele morreu repentinamente em 30 de agosto de 1943.
Seu espírito apostólico, sua bondade paterna e as virtudes sacerdotais, que viveu muito bem, lhe valeram grande fama de santidade, especialmente nos lugares do Brasil onde trabalhou. Em 1963, o processo para obter sua elevação às honras dos altares foi instaurado em Roma e o processo ordinário foi aberto em 27 de setembro de 1966; foi declarado “venerável” em 12 de abril de 2003 e foi beatificado em 15 de junho de 2006… Autor: Fabio Arduino…”: http://www.santiebeati.it/dettaglio/92642

– VER AINDA: BEM-AVENTURADO EUSTÁQUIO VAN LIESHOUT

 Dia da Memória: 30 de agosto

O Beato Eustáquio (pt: Eustáquio) nasceu como Humbert van Lieshout (Huub) em 3 de novembro de 1890 em Aarle-Rixtel na diocese de ‘s-Hertogenbosch (fr: Bois-le-Duc) em Noord-Brabant na Holanda. Ele foi batizado no mesmo dia em Michael Kerk na paróquia de Beek en Donk. Ele era o oitavo de onze filhos e seus pais trabalhavam como agricultores. Era uma família muito católica que recitava o Ângelus e o terço todos os dias. Ele ia à missa não só aos domingos, mas também muitas vezes durante a semana. Três de suas irmãs se tornaram freiras.

Quando criança, ele foi para a escola dirigida pelas Irmãs da Misericórdia em Schijndel em Beek e mais tarde para uma escola dirigida por um excelente professor católico chamado Harmelinck. Dizia-se que Humbert era muito jovial e social e era muito querido tanto dentro como fora de casa.

Desde muito cedo sentiu o chamado para ser padre e, por isso, quis estudos superiores, contrariando o conselho do seu professor, que não o via chamado para essa vida. Seu pai queria que ele trabalhasse na fazenda e não o considerava capaz de concluir estudos avançados. Mas Humbert disse ao pai que faria o melhor, que eles deveriam confiar no Senhor e que tudo ficaria bem. Ele então viajou para a escola de latim em Gemert e frequentou lá por dois anos.

Depois de ler uma biografia do famoso missionário entre os leprosos de Molokai no Havaí, São Damião de Veuster {memória em 10 de maio}(1840-89), Humbert decidiu ingressar na mesma congregação. Na verdade, é chamado de “A Congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria e a Adoração Perpétua do Santíssimo Altar Sacramento” (Congregatio Sacrorum Cordium Iesu et Mariae necnon adorationis perpetuae Sanctissimi Sacramenti Altaris – SS.CC.), mas é conhecido como Picpus patre após sua sede na Rue Picpus em Paris. Na Alemanha, eles são conhecidos como “Arnsteiner Patres” após sua primeira comunidade em Kloster Arnstein an der Lahn.

Em 1905, Humbert começou na escola superior Damianusstichting que o Picpuspatren administrava em Grave. Apesar das dificuldades que encontrou em seus estudos, principalmente em línguas, ele era muito dedicado e seus professores o encorajavam. Ele entrou na congregação em 22 de setembro de 1910. Depois de terminar a escola, em 23 de setembro de 1913, Humbert entrou no noviciado do Picpus patres em Tremolo belga e tomou o nome de ordem Eustachius. Devido à invasão alemã da Bélgica em 1914, ele teve que voltar para casa, antes que pudesse continuar seu noviciado na Holanda pouco tempo depois. Ele fez seus primeiros votos em 27 de janeiro de 1915 em Grave. Ele fez seus votos eternos em 18 de março de 1918 em Ginneken, na Holanda.

Em 1916 completou seus estudos filosóficos e de 1916 a 1919 estudou teologia em Ginneken. Seus professores sabiam que ele não tinha mente para questões metafísicas, mas acreditavam que ele havia adquirido um bom senso teológico e um bom julgamento em assuntos pastorais. Foi ordenado sacerdote em 10 de agosto de 1919. Seu pai mostrou grande alegria ao ver seu filho celebrar a missa no altar.

Padre Eustáquio trabalhou pela primeira vez por cinco anos em seu país de origem. Ele passou o primeiro ano em Vierlingsbeek como assistente do mestre de noviços. Seus superiores o enviaram para o programa de formação motivados sobretudo por sua piedade e estrita observância da regra. Ele então passou dois anos em Maassluis no serviço pastoral aos vidraceiros valões e francófonos que buscaram refúgio na Holanda. Neste trabalho ele mostrou grande zelo apostólico. Foi reconhecido pelo governo belga, que lhe concedeu uma medalha por seus serviços a esse grupo minoritário.

Em seguida, trabalhou por dois anos no cuidado pastoral na paróquia de Roelofarendsveen (agora Rotterdam) na diocese de Haarlem, como capelão do pároco, padre Ignatius Herscheid. Distinguiu-se particularmente no confessionário e nas visitas aos doentes. Em dezembro de 1924, foi enviado à Espanha para aprender espanhol, principalmente porque se pensava que seria enviado para a missão no Uruguai. Pe. Eustáquio queria ser missionário, e esse desejo parecia realizado quando a Província Holandesa e o novo Provincial, Pe. Norbert Poelman, procuraram uma missão na América Latina para a Província recém-fundada.

Em 1925, a província holandesa iniciou sua missão no Brasil, e o P. van Lieshout foi um dos primeiros e mais conhecidos missionários da congregação no Brasil. Tornou-se assim um dos fundadores da província brasileira. Em 23 de abril de 1925, o padre provincial Norbert Poelman partiu de Amsterdã junto com os três missionários para o Brasil: Gilles van de Boogaard, Eustachius van Lieshout e Mathias van Roy. Chegaram ao Rio de Janeiro em 12 de maio de 1925, mas tiveram que esperar até 15 de julho para tomar posse da paróquia de Água Suja, que na verdade se chamava Romaría, na diocese de Uberaba, no distrito conhecido como Triângulo Mineiro. A paróquia também continha o santuário de Nossa Senhora da Abadia.

Como na Holanda, padre Eustáquio trabalhou no Brasil no cuidado das almas da paróquia, e trabalhou por dezoito anos como missionário no país até sua morte. Hans trabalhou dez anos em Água Suja (1925-35). No início trabalhou como capelão na freguesia de Nove Ponte e suas capelas. Em 2 de março de 1926 foi nomeado pároco de Água Suja. Os habitantes desta freguesia dedicavam-se maioritariamente à prospecção de ouro ao longo das margens do rio Bagagem. Por causa desse trabalho precário, a situação econômica e social era difícil. Padre Eustáquio dedicou-se totalmente aos seus paroquianos e buscou maneiras de cuidar deles física e espiritualmente, e seu trabalho para melhorar as condições humanas e religiosas da população rendeu ricos frutos. Ele se dedicou especialmente aos pobres e doentes.

Apesar de os fiéis da Romaria terem tentado impedi-lo, em 1935 o P. Eustáquio foi transferido para Poá, onde trabalhou durante seis anos (1935-41). Em 15 de fevereiro de 1935, tomou posse da paróquia Nossa Senhora de Lourdes em Poá na região de São Paulo. Cuidava também da paróquia de São Miguel Paulista, que era a sede episcopal. Se a freguesia de Romaria foi difícil, Poá não foi mais fácil. Quando lá chegou, não havia igreja paroquial, havia problemas com seitas espíritas e grande ignorância da população. Padre Eustáquio voltou a dedicar-se com grande zelo à visita às famílias, aos doentes, aos pobres, às crianças e à organização da paróquia.

Depois de 1937, o apostolado do padre Eustáquio tomou uma direção especial. Ele não só cuidou das necessidades espirituais das pessoas, mas também lhes ofereceu cuidados médicos simples. Nesse sentido, ganhou fama de curador milagroso por intercessão de São José. As pessoas vinham em grande número para vê-lo e ser curadas por sua ajuda. Eventualmente, cerca de dez mil pessoas passavam por Poá a cada ano. A congregação tinha pouca capacidade para acomodar tantos, então as autoridades civis começaram a interferir. Por fim, seus superiores decidiram que Pe. Eustáquio deveria se mudar e, assim que recebeu a ordem, alegrou-se e deixou Poá em 13 de maio de 1941.

Os dois últimos anos de sua vida tornaram-se uma verdadeira peregrinação com curtas estadias em várias casas da Congregação. Primeiro ele foi para o Rio de Janeiro, mas ali se afluíram multidões demais, e ele ficou lá por apenas quinze dias. A publicidade que a imprensa começou a lhe dar foi tal que uma vez o trânsito na praia de Botafogo teve que ser interrompido por causa de todas as pessoas que vinham ver o padre Eustáquio. Novamente eles tiveram que pedir para ele sair da área e desta vez ele tentou esconder para onde estava indo.

Viajou sob o nome de Padre José para a Fazenda de São José de Río Claro, onde se dedicou à oração e à leitura, mas também a cuidar dos oitocentos trabalhadores da fábrica. Apesar de seu nome falso, alguns bispos e padres o procuraram e pediram a bênção dos enfermos, o que ele fez com a permissão de seus superiores.

De 13 de outubro de 1941 a 14 de fevereiro de 1942, foi enviado a Patrocínio, um lugar muito diferente tanto de São Paulo quanto do Rio de Janeiro, onde tão grande multidão se aglomerava em torno de sua pessoa. Lá ele pôde novamente exercer seu apostolado de forma pública com algumas limitações. Ele também recebeu a admiração do povo ali, e não passou um dia sem que o povo não experimentasse uma conversão por sua intercessão.

Depois disso, foi transferido para Ibiá, em Minas Gerais, novamente como pároco, quando parecia que a situação havia se acalmado. De qualquer forma, Ibiá estava longe dos lugares onde tantas multidões se aglomeravam para ele. Depois de três meses, durante os quais padre Eustáquio pôde realizar tranquilamente suas atividades pastorais, seus superiores acharam por bem transferi-lo para Belo Horizonte, onde se tornou pároco da paróquia dos Sagrados Corações. Ele deveria permanecer lá de 7 de abril de 1942 até sua morte.

A paróquia de Santo Domingo em Belo Horizonte era uma paróquia na periferia da cidade e era composta por pessoas pobres. Havia apenas uma capela improvisada. P. Eustáquio começou a procurar a possibilidade de obter um terreno para construir uma igreja. Ele mesmo começou a construção, mas a igreja não foi concluída até depois de sua morte.

Além de seus deveres habituais como pároco, padre Eustáquio costumava receber cerca de quarenta pessoas para confissão todos os dias. Eles vieram até ele depois de obter ingressos com antecedência, que seus superiores ordenaram para evitar que grandes multidões se aglomerassem em sua direção. Ele estava especialmente ocupado com confissões dos doentes. Como resultado de pedidos de outras congregações, ele costumava vir com pressa e ouvir muitas confissões.

Em 20 de agosto de 1943, o padre Eustáquio cuidou de uma pessoa com tifo e ele próprio contraiu a doença por meio de uma picada de inseto. No início a doença foi diagnosticada como pneumonia, mas depois ficou claro que era uma doença mais grave. P. Eustáquio estava ciente de que morreria e previu que isso aconteceria em poucos dias. Ele se preparou através da oração e recepção dos sacramentos.

Padre Eustáquio morreu em 30 de agosto de 1943, e as pessoas se aglomeravam dia e noite para ver seu corpo deitado em estado na igreja paroquial. Entre eles estava o bispo, que também presidiu o funeral. Ele foi enterrado em 31 de agosto no cemitério local na presença de milhares de pessoas. Em 1948, seu corpo foi transferido para a nova igreja paroquial, que ele mesmo havia fundado. Após sua morte, um culto surgiu em seu túmulo. Um bairro de Belo Horizonte leva seu nome.

Seu processo de beatificação foi aberto em 1955, mas foi interrompido pela Congregação em 1970. O processo foi reaberto em 1982 e encerrado em 2003.

Em 12 de abril de 2003, suas “virtudes heróicas” foram reconhecidas pelo Papa João Paulo II (1978-2005 ) e recebeu o título Venerabilis (“Venerável”). 

Em 20 de dezembro de 2005, o Papa Bento XVI assinou o decreto da Congregação para os Santos que aprovou um milagre por sua intercessão. Falava-se da cura de um padre brasileiro em 1968.

Ele foi beatificado na quinta-feira, 15 de junho de 2006, pelo Papa Bento XVI no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, Brasil. Como é habitual neste pontificado, a cerimónia não foi presidida pelo próprio Papa, mas sim pelo seu representante, neste caso o Cardeal José Saraiva Martins CMF, prefeito da Congregação para a Canonização no Vaticano. Seu dia memorial é 30 de agosto

Fontes : Patron Saints SQPN, Bautz, santiebeati.it, heiligen-3s.nl, newsaints.faithweb.com, arnsteiner-patres.de, bisdomhaarlem.nl, ssccpicpus.com, patereustachius.nl, parochiebeekendonk.nl – Compilação e tradução: Padre Per Einar Odden

Criado: 16 de junho de 2006…”: http://www.katolsk.no/biografier/historisk/lieshout

OUTROS SANTAS E SANTOS DE 30 DE AGOSTO

1.   Em Roma, no ce­mi­tério de Co­mo­dila, junto à Via Os­ti­ense, os santos már­tires Félix e Adauto (também na Folhinha do Coração de Jesus), que juntos deram in­que­bran­tável tes­te­munho da sua fé em Cristo e juntos en­traram vi­to­ri­osos no Céu. († c. 304).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no início do século IV, o martírio dos Santos Félix e Adauto (M).

– Ver “… Félix e Adauto (m. Romac.303) são mártires e santos dos primeiros tempos do Cristianismo, venerados por diversas confissões cristãs, entre elas a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa.

Félix era um sacerdote cristão de Roma. Durante a perseguição de Diocleciano foi levado pelo prefeito Draco junto do altar dos deuses Serápis, Mercúrio e Diana para lhes fazer sacrifícios. Félix rezou e as imagens dos ídolos caíram por terra, e por isso foi condenado à morte.

Quando era levado ao lugar de execução, juntou-se-lhe um outro jovem que disse que também era cristão e foi condenado com ele. Tal jovem, de quem não se sabe o nome, foi chamado Adauctus (Adauto), que em latim quer dizer “adicionado, junto”. Ambos foram decapitados. Adauctus é por vezes retratado como legionário romano na iconografia dos santos.

Catedral de Santo Estêvão em Viena exibe as suas relíquias…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/F%C3%A9lix_e_Adauto

2.   Co­me­mo­ração dos ses­senta santos mártires, que, em Suf­fe­tula, na África Bi­za­cena, ac­tu­al­mente na Tu­nísia, por ter sido des­truída uma es­tátua de Hermes, foram mortos pelo furor dos gentios. († 399)

3.   Em Roma, a co­me­mo­ração de São Pa­má­quio se­nador, in­signe pela sua fir­meza na fé e ge­ne­ro­si­dade para com os po­bres, a cuja di­li­gente pi­e­dade se deve a cons­trução de uma igreja ti­tular no monte Célio. († 410).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 410, São Pamáquio, senador romano que transformou seu próprio palácio em Igreja. (M).

– Ver “… Pamáquio era um nobre e senador, membro da gente Fúria. Era primo de Marcela e parente de Melânia e Piniano.[1] Quando jovem, frequentou escolas de retórica com São Jerônimo, que seria seu amigo por toda vida. Em 385, se casou com Paulina, a segunda filha de Santa Paula e Júlio Toxócio.[2] Ele provavelmente estava entre os viri genere optimi religione praeclari que em 390 denunciaram Joviano ao papa Sirício (segundo Santo Ambrósio). Quando ele atacou o livro de Jerônimo contra Joviano por razões de prudência, Jerônimo enviou-lhe duas cartas (48-49) agradecendo-o. A primeira, reabilitando o livro, provavelmente já fora escrita com a intenção de ser publicada.[3]

Pamáquio é descrito por este tempo como um procônsul. Não é certo se esse título foi honorífico, ou se de fato ocupou tal ofício, mas se a segunda opção for verdadeira, os autores da PIRT sugerem que foi procônsul da África. Em 396, sua esposa faleceu sem crianças e deixou sua propriedade para ele.[4] Com sua morte, Pamáquio, tornou-se monge, ou seja, dedicou-se à vida consagrada e praticou obras de caridade (Jerônimo, ep. lxvi; Paulino de Nola, ep. xiii).[1] Em 399, escreveu com Oceano a Jerônimo pedindo que traduzisse a obra De Principiis de Orígenes e repudiando a insinuação de Rufino de que Jerônimo concordava com as opiniões de Orígenes. O santo respondeu no ano seguinte (ep. lxxxiii-iv).[3]

Em 401, Pamáquio recebeu os agradecimentos de Santo Agostinho (ep. lviii) por uma carta que escrevera ao povo da Numídia, onde tinha terras, exortando-os a abandonar o cisma donatista. Muitos dos comentários de Jerônimo sobre as Escrituras foram dedicados à Pamáquio. Dentre as obras de caridade de Pamáquio está a construção, em parceria com Santa Fabíola, do hospício ou xenodóquio (caravançarai) em Porto[1] para imigrantes pobres (Jerônimo, ep. lxvi, lxxvii). O sítio foi escavado e as escavações revelaram o plano e organização desse edifício singular. Salas e salões para os doentes e pobres estavam agrupados em torno dele. A Igreja de São João e Paulo em Roma foi fundada ou por Pamáquio ou por seu pai e, por isso, era conhecida como Titulus Pammachii. Após sua morte em 409, Pamáquio passou a ser celebrado como santo e sua festa ocorre em 30 de agosto.[3]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pam%C3%A1quio_de_Roma

– Ver também páginas 345-346: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf 

4*.   No mos­teiro de Re­bais, pró­ximo de Meaux, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santo Agilo, seu pri­meiro abade. († c. 650).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Diocese de Meaux, perto de 650, a volta para Deus de  Santo Agilo, primeiro abade do mosteiro de Rebais, que Santo Audoeno, discípulo de São Columbano, acabara de fundar (X).

5.   Em Breuil, também no ter­ri­tório de Meaux, São Fiá­crio, ere­mita, oriundo da Ir­landa, que se­guiu a vida solitária. († c. 670).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VIII, São Fiácrio. Filho de um rei da Escócia, foi atraído pela fama de São Farão, bispo de Meaux. Instalou-se em um eremitério que deu seu nome à localidade formada ao seu redor. Monge desbravador, foi venerado particularmente pelos jardineiros e horticultores da região de Ile-de-France. (M).

– Ver páginas 339-344: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

6*.   Em Tes­sa­ló­nica, na Ma­ce­dónia, ac­tu­al­mente na Grécia, São Fan­tino o Jovem, ere­mita, que passou toda a sua vida em je­juns, vi­gí­lias e tra­ba­lhos por Cristo. († s. X)

7.   Em Lu­cédio, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São Bo­nónio, abade, que se­guiu a vida ere­mí­tica, pri­meiro no Egipto, de­pois no monte Sinai. († 1026).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1026, a volta para Deus de São Bonônio, abade. Originário de Bolonha, entrou muito jovem no mosteiro de Santo Estêvão. Alguns anos mais tarde partiu para o Oriente,  para lá levar vida eremítica. Nomeado abade de Lucédio, no Piemonte, voltou para a Europa, fundando em seu trajeto um mosteiro na Toscana. (M)

8.   Em Trévi, no Lácio, também re­gião da Itália, São Pedro, que, em­bora anal­fa­beto, cul­tivou na so­lidão a sa­be­doria do Evangelho. († 1050)

9.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, Santa Mar­ga­rida Ward, mártir, que, no rei­nado de Isabel I, por ter aju­dado um sa­cer­dote, foi con­de­nada à morte e de bom grado re­cebeu o mar­tírio no pa­tí­bulo de Ty­burn. Com ela, no mesmo lugar, so­freram também o mar­tírio os be­atos Ri­cardo Leight, pres­bí­tero, e os leigos Edu­ardo Shelley e Ri­cardo Martin, in­gleses, João Roche, ir­landês, e Ri­cardo Lloyd, galês: o pri­meiro, porque era sa­cer­dote; os ou­tros, porque aco­lheram sacerdotes. († 1588)

– Ver “… 1588 –  Margaret Ward uma das Quarenta Mártires da Inglaterra e País de Gales M (RM). Nasceu em Congleton, Cheshire, Inglaterra; morreu em 30 de agosto de 1588; beatificado em 1929; canonizado em 1970 pelo Papa Paulo VI como um dos Quarenta Mártires da Inglaterra e País de Gales. A fidalga Margaret servia como companheira na casa da família Whittle em Londres quando foi presa junto com seu servo, o beato John Roche, por ajudar o padre Richard (William?) Watson a escapar da prisão de Bridewell. Ela contrabandeou uma corda para dentro da cela do padre para que ele pudesse descer do telhado. Ele ficou ferido, mas escapou com a ajuda de John Roche. A corda foi rastreada até Margaret, que foi severamente torturada. Eles foram julgados em Old Bailey em 29 de agosto e receberam sua liberdade se revelassem o paradeiro de Watson e se convertessem à fé protestante. Ao recusar, eles foram enforcados…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust30.html

10*.   Em Sa­luzzo, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato João Ju­venal An­cina, bispo, que, an­te­ri­or­mente mé­dico, foi dos pri­meiros a en­trar no Ora­tório de São Fi­lipe Néri. († 1604)

11*.   Em Sa­ra­goça, na Es­panha, a Beata Maria Rá­fols, virgem, que, su­pe­rando pa­ci­en­te­mente muitas ad­ver­si­dades, fundou no hos­pital desta ci­dade a Con­gre­gação das Irmãs da Ca­ri­dade de Santa Ana e a di­rigiu com suma diligência. († 1853)

12*.   Em Al­meria, também na Es­panha, os be­atos már­tires Diogo Ven­taja Milán, bispo de Al­meria, e Ma­nuel Me­dina Olmos, bispo de Guádix, que, en­car­ce­rados em ódio à fé cristã, su­por­taram pa­ci­en­te­mente os maus tratos e in­sultos, até que, du­rante a noite, foram fuzilados. († 1936)

13*.   Na es­trada de Pu­ebla Tor­nesa para Vil­la­famés, pró­ximo de Cas­tellón, também na Es­panha, o Beato Jo­a­quim de Al­bo­cácer (José Ferrer Adell), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, que pelo mar­tírio al­cançou a re­com­pensa pro­me­tida aos que per­se­veram na fé. († 1936)

14*.   Em Bilbau, também na Es­panha, o Beato Vi­cente Ca­banes Badenas, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição contra a fé, me­receu en­trar no ban­quete celeste. († 1936)

15♦.   Em Ma­drid, também na Es­panha, os be­atos már­tires An­tónio Maria Ar­riaga Anduíza, re­li­gioso da Ordem de Santo Agos­tinho, e Ni­cásio Romo Rúbio, re­li­gioso da Ordem dos Pre­ga­dores, que na mesma per­se­guição foram as­sas­si­nados em ódio à fé cristã. († 1936)

16♦.   Em Ata­vaca, perto de Ma­drid, também na Es­panha, os be­atos Ger­mano Martin Martin, pres­bí­tero, Di­o­nísio Ul­lí­varri Barajuán, re­li­gioso, ambos da So­ci­e­dade Sa­le­siana e már­tires, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, der­ra­moram o seu sangue por Cristo e al­can­çaram a palma da glória. († 1936)

17♦.   Em Kfiffan, no Lí­bano, o Beato Es­têvão Nehmé (José Nehmé), re­li­gioso da Ordem Ma­ro­nita Libanesa. († 1938)

18♦. Santa Joana Jugan. “Joana Jugan lembra a misericórdia de Deus para com os pobres. Fundadora das Irmãzinhas dos Pobres, em 1830, foi beatificada por João Paulo II, no dia 3 de outubro de 1982.”: https://evangelhoquotidiano.org/PT/display-saint/beaa4540-eec7-4c9c-ac57-55fce317b77e

– Ver também “… Joana Jugan (Cancale25 de outubro de 1792 – Saint-Pern28 de agosto de 1879) é uma santa católica fundadora da congregação das Irmãzinhas dos Pobres.

Foi beatificada por João Paulo II, no dia 3 de outubro de 1982[1] e canonizada em 11 de outubro de 2009 por Bento XVI…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Joana_Jugan  

19*.   Em Ve­né­gono, pró­ximo de Va­rese, na Itália, o pas­sa­mento do Beato Al­fredo Il­de­fonso Schuster, bispo, que era abade de São Paulo em Roma quando foi no­meado para a sede epis­copal de Milão, mi­nis­tério pas­toral que exerceu in­can­sa­vel­mente com ad­mi­rável sa­be­doria em favor do seu povo. († 1954).

– Ver “…O Bem-Aventurado Alfredo Ildefonso Schuster (18 de janeiro de 1880 – 30 de agosto de 1954) – nascido Alfredo Ludovico Schuster – foi prelado católico italiano e membro professo da Ordem de São Bento que serviu como arcebispo de Milão, de 1929 até a sua morte.[1] Ele tomou o nome de Ildefonso como monge beneditino e serviu como abade antes de sua elevação ao cardinalato.[2]…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alfredo_Ildefonso_Schuster

 20. Santa Rosa de Santa Maria (também na Folhinha do Coração de Jesus, de 30 de agosto)

– Ver “… Para todos nós, hoje, é dia de grande alegria, pois podemos celebrar a memória da primeira santa da América do Sul, Padroeira do Peru, das Ilhas Filipinas e de toda a América Latina. Santa Rosa nasceu em Lima (Peru) em 1586; filha de pais espanhóis, chamava-se Isabel Flores, até ser apelidada de Rosa por uma empregada índia que a admirava, dizendo-lhe: “Você é bonita como uma rosa!” ...A mudança oficial do nome de Isabel para Rosa ocorreu quando ela tomou o hábito da Ordem Terceira Dominicana, da mesma família de sua santa e modelo de devoção: Santa Catarina de Sena. A partir dessa consagração, passou a chamar-se Rosa de Santa Maria.”:

https://santo.cancaonova.com/santo/santa-rosa-de-lima/

– Ver dia 23 de agosto: Santa Rosa de Lima

Santa Rosa (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, que, in­signe desde tenra idade pela sua aus­tera so­bri­e­dade de vida, tomou em Lima, ci­dade do Peru, o há­bito das Irmãs da Ordem Ter­ceira de São Do­mingos; de­di­cada à pe­ni­tência e à oração, e ar­dente de zelo pela sal­vação dos pe­ca­dores e das po­pu­la­ções in­dí­genas, as­pi­rava a dar a vida por eles, sub­me­tendo-se es­pon­ta­ne­a­mente a todo o gé­nero de sa­cri­fí­cios, a fim de con­quistar a todos para Cristo. A sua morte ocorreu no dia 24 de agosto. († 1617).

– Conforme o Martírio Romano-Monástico, em 1617, o nascimento no céu de Santa Rosa de Lima, a “Primeira Flor de Santidade do Peru”. Desejando consagrar a Deus sua grande beleza física, tomou o hábito da Ordem Terceira Dominicana para testemunhar contra a sociedade próspera e materialista em que vivia. Morreu aos trinta e um anos na cidade de Lima. (R). Ver páginas 222-224: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

– Ver também “…Rosa de Lima (Lima20 de abril de 1586 – Lima, 24 de agosto de 1617), foi uma mística da Ordem Terceira Dominicana canonizada pelo Papa Clemente X em 1671. Santa Rosa é a primeira santa nativa da América e padroeira do Peru… Dela disse o Cardeal RatzingerDe certa forma, essa mulher é uma personificação da Igreja da América Latina: imersa em sofrimentos, desprovida de meios materiais e de um poder significativos, mas tomada pelo íntimo ardor causado pela proximidade de Jesus Cristo. (Homilia no Santuário de Santa Rosa de Lima, Peru, em 19 de julho de 1986).”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rosa_de_Lima

21. São Gaudêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus de 30 de agosto)

-Ver também dia 25 de outubro: Em Bréscia, na Ve­nécia, ac­tu­al­mente na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Gau­dêncio, bispo, que, or­de­nado por Santo Am­brósio, se dis­tin­guiu entre os pre­lados da sua época pela dou­trina e vir­tude, en­sinou o seu povo com a pa­lavra e os es­critos e cons­truiu uma ba­sí­lica que de­no­minou «Con­cílio dos Santos». († c. 410). Ver páginas 9-15: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver também “… Gaudêncio de Bréscia (em italianoSan Gaudenzio di Brescia; em latimGaudentius) foi bispo de Bréscia entre 387 e 410, sucessor de São Filástrio, teólogo e autor de muitas cartas e sermões.”:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gaud%C3%AAncio_de_Br%C3%A9scia

22. VER SANTAS E SANTOS DE 30 DE AGOSTO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Adauctus de Roma Ágil Alfredo Ildefonso Schuster Arsênio, o Eremita Bonifácio de Hadrumetum Bonônio de Lucédio Egberto de Villers Ero di Armenteira Eustáquio van Lieshout Fantinus de San Mercurius Félix de Roma Fiacre Gaudêntia de Roma Giovanni Giovenale Ancina Empréstimo Maria Rafols-Bruna Pamachius Pelágio, o Eremita Pedro de Trevi Raimondo de Santa Grazia Ricardo da Lotaríngia Rumon de Tavistock Sylvanus, o Eremita Tecla de Hadrumetum Teodósio de Oria Yusuf NehmeMártires de Colonia Suffetulana – 60 santos Martirizado na Inglaterra Edward Shelley John Roche Margaret Ward Ricardo Flor Richard Leigh Ricardo Martin Martirizado na Guerra Civil Espanhola Mártires de Barranco del Chisme – 10 beati Alberto José Larrazábal Michelena Antonio Girón González Antonio Maria Arriaga Anduiza Antonio Torres Garcia Carles Canyes Santacana Caterina Margenat Roura Diego Ventaja Milão Eleuterio Ângulo Ayala José Ferrer Adell José Flores Beltrán José Gomez De Haro Josefa Monrabal Montaner Manuel Medina Olmos Manuel Requejo Pérez Maria Dolores Oller Angelats Nicasio Romo Rubio Vicente Cabanes Badenas
todos esses memoriais em uma única página

23. Outras santas e santos do dia 30 de agosto: págs. 339-349, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 30 de agosto, ver ainda: 30 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 682-684: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. http://newsaints.faithweb.com/martyrs.htm
  11. https://catholicsaints.info/30-august/
  12. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust30.html#

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 DE MARÇO: SÃO CLEMENTE-MARIA HOFFBAUER:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

  • 20 DE ABRIL: PROJETO DE VIDA DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 DE ABRIL, SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. 

Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. 

Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

            * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

18 DE AGOSTO: BEM-AVENTURADO AIMON TAPARELI

A salvação consiste em servir a Deus; tudo o mais é ilusão.” 

================

* SÃO JOÃO EUDES: 19 DE AGOSTO

O nosso desejo, o nosso objetivo e a nossa principal preocupação deve ser formar Jesus em nós e fazer com que seu espírito, sua devoção, seus afetos, seus desejos e suas disposições reinem em nossos corações. Toda a nossa vida religiosa deve tender para isso. Tal é a tarefa que Deus nos confiou para que nela trabalhemos constantemente

================

* 20 DE AGOSTO: SÃO BERNARDO DE CLARAVAL

Nos perigos, nas dúvidas, nas dificuldades, PENSE EM MARIA , INVOQUE MARIA . Não deixe o nome dela sair de seus lábios, nunca permita que ele saia de seu coração. E para que você possa obter a ajuda de sua oração, não deixe de seguir seus passos. Com ela como guia, você nunca se desviará; ao invocá-la, você nunca desanimará; enquanto ela estiver em sua mente, você estará a salvo do engano; enquanto ela segura sua mão, você não pode cair; sob a proteção dela você não tem nada a temer; se ela andar na sua frente, você não se cansará; se ela lhe mostrar favor, você alcançará a meta– São Bernardo de Claraval

================

* 21 DE AGOSTO: SÃO PIO X

Nasci pobre, vivi pobre e desejo morrer pobre

================

* 23 DE AGOSTO: SANTA ROSA DE LIMA

Que todos os homens saibam que a graça vem depois da tribulação. Que eles saibam que sem o fardo das aflições é impossível alcançar o cume da graça. Deixe-os saber que os dons da graça aumentam à medida que as lutas aumentam. Que os homens tomem cuidado para não se desviarem e serem enganados. Esta é a única escada verdadeira para o paraíso, e sem a cruz eles não podem encontrar nenhum caminho para subir ao céu…” (Dos escritos de Santa Rosa de Lima)

================

* 27 DE AGOSTO: SÃO PEMEN / PASTOR / POEMAS

               À questão de saber se é melhor falar ou calar, o Ancião disse:
Quem fala por Deus, faz bem, e quem cala por Deus, também faz bem.”
Ele também disse: “Se o homem parece estar em silêncio, mas seu coração condena os outros, então ele está sempre falando. Pode haver um homem que fala o dia todo, mas na verdade ele fica em silêncio, porque não diz nada que não seja lucrativo.”

O santo disse: “É útil observar três coisas: temer a Deus, orar com frequência e fazer o bem ao próximo”.
…”A maldade nunca erradica a maldade. Se alguém faz o mal a você, faça o bem a ele e a sua bondade vencerá a maldade.”

O começo do mal é a falta de vigilância. – São Poema

O silêncio não é uma virtude quando a caridade exige discurso. – São Poema

Uma fé viva consiste em pensar pouco de si mesmo e mostrar consideração pelos outros. – São Poema

Ensine seu coração a guardar o que sua língua ensina. – São Poema

Quando seu irmão o ataca, sejam quais forem os insultos, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. Mesmo se ele arrancasse seu olho direito e cortasse sua mão direita, se você ficar com raiva dele, você está ficando com raiva sem motivo. No entanto, se ele tentar afastá-lo de Deus, fique com raiva! – São Poema

Não abra sua consciência para quem você não confia em seu coração. – São Poema

Instruir o próximo é o mesmo que repreendê-lo. – São Poema

Se você der pouca importância a si mesmo, terá paz onde quer que viva. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria; estes são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Deixe de lado uma pequena parte da sua justiça e em poucos dias você estará em paz. – São Poema

Lançar-se diante de Deus, não medir seu progresso, deixar para trás toda vontade própria – esses são os instrumentos para o trabalho da alma. – São Poema

Você deve fugir das coisas sensuais. Na verdade, toda vez que um homem chega perto de uma luta com a sensualidade, ele é como um homem à beira de um lago profundo, e o Inimigo o joga quando quer. Mas se o homem vive longe das coisas sensuais, ele é como aquele que está à distância do lago, de modo que mesmo que o Inimigo o seduza para jogá-lo no fundo, Deus lhe envia ajuda no exato momento em que o inimigo o está afastando e fazendo-lhe violência. – São Poema

Não dê seu coração ao que não satisfaz seu coração. – São Poema

Se você estiver em silêncio, terá paz onde quer que viva. – São Poema

A natureza da água é macia, e a natureza da pedra é dura; mas se uma garrafa é pendurada acima da pedra, deixando a água cair gota a gota, ela desgasta a pedra. Assim é com a Palavra de Deus: é mole e nosso coração é duro, mas o homem que ouve a Palavra de Deus muitas vezes abre seu coração ao temor de Deus. – São Poema

Citação MLA

================

* 28 DE OUTUBRO: SANTO AGOSTINHO

“… O que você possui se você não possui Deus? – Santo Agostinho

Infeliz é a alma escravizada pelo amor de tudo o que é mortal. – Santo Agostinho

O amor às posses mundanas é uma espécie de linha de pássaro, que enreda a alma e a impede de voar para Deus. – Santo Agostinho

Neste exato momento posso, se desejar, tornar-me amigo de Deus– Santo Agostinho

Deus concede mais consideração à pureza da intenção com a qual nossas ações são realizadas do que às próprias ações. – Santo Agostinho

Vou sugerir um meio pelo qual você pode louvar a Deus o dia todo, se desejar. Faça o que fizer, faça bem-feito, e você louvou a Deus. – Santo Agostinho

Este é o negócio da nossa vida. Pelo trabalho e oração, avançar na graça de Deus, até chegarmos àquela altura de perfeição na qual, com corações puros, podemos contemplar a Deus. – Santo Agostinho

Deus em sua onipotência não podia dar mais, em sua sabedoria não sabia dar mais, em suas riquezas não tinha mais para dar, do que a Eucaristia. – Santo Agostinho

Deus não ordena impossibilidades, mas ao ordenar adverte-te a fazer o que podes e a orar pelo que não podes, e ajuda-te para que possas– Santo Agostinho

Nossa vida e nossa morte estão com nosso próximo. – Santo Agostinho

Conquiste a si mesmo e o mundo está aos seus pés. – Santo Agostinho…”

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

JESUS MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZ O MEU CORAÇÃO SEMELHANTE AO SEU! OBRIGADO JESUS! BENDITO SEJA O SENHOR! AMÉM!

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

ME LEVA A JESUS, MÃE! ME ADOTA E À FAMÍLIA, MÃE! OBRIGADO!

================

* Veja o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.