Santas e Santos de 03 de abril

1.   Em Roma, São Sisto I (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que, no tempo do im­pe­rador Adriano, foi o sexto su­cessor de São Pedro na di­recção da Igreja. († 128)

2.   Em Cons­tança, ci­dade da Cítia, na ac­tual Ro­ménia, os santos Cresto e Papo, mártires. († c. s. IV)

3.   Em Tiro, na Fe­nícia, hoje no Lí­bano, Santo Ul­piano, mártir, que, ainda ado­les­cente, du­rante a per­se­guição de Ma­xi­mino Daïa César, foi en­cer­rado com um cão e uma ser­pente num saco de coiro e con­sumou o mar­tírio afo­gado no mar. († 306)

4.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, re­gião da Itália, São João, bispo, que morreu na Noite Santa da Páscoa, quando ce­le­brava os sa­grados mis­té­rios e, acom­pa­nhado pela mul­tidão dos fiéis neó­fitos, foi se­pul­tado na so­le­ni­dade da Res­sur­reição do Senhor. († 432)

5.   No mos­teiro de Me­dí­kion, na Bi­tínia, na ac­tual Tur­quia, São Ni­cetas, he­gú­meno, que, no tempo do im­pe­rador Leão o Ar­ménio, su­portou o cár­cere e o exílio por de­fender as sa­gradas imagens. († 824)

– Ver páginas 70-71: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

6.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São José o Hinógrafo, pres­bí­tero e monge, que na per­se­guição de­sen­ca­deada contra o culto das sa­gradas ima­gens, foi en­viado a Roma para pedir a pro­tecção da Sé Apos­tó­lica e, de­pois de ter su­por­tado muitos tor­mentos, fi­nal­mente re­cebeu o en­cargo de guardar os ob­jectos sa­grados da igreja de Santa Sofia. († 886)

7.   Em Chi­chester, na In­gla­terra, São Ri­cardo, bispo, que, exi­lado pelo rei Hen­rique III e de novo res­ti­tuído à sua sede, ma­ni­festou uma grande ge­ne­ro­si­dade para com os pobres. († 1235)

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1253, São Ricardo, Chanceler da Universidade de Oxford e depois bispo de Chinchester. Defendeu a liberdade religiosa da Igreja diante do poder real, assim como os direitos dos pobres em face da opressão dos ricos (M).

– Ver páginas 54-58: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

8*.   Em Po­lízzi, na Si­cília, re­gião da Itália, São Gan­dolfo de Bi­nasco Sáchi (também na Folhinha do Coração de Jesus) pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que se en­tregou a uma aus­tera vida de so­lidão e ilu­minou as re­giões li­mí­trofes com a pre­gação da pa­lavra de Deus. († c. 1260)

– Ver páginas 72-73: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

9*.   Em Penna, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato João, pres­bí­tero, um dos pri­meiros com­pa­nheiros de São Fran­cisco, que foi en­viado para a Gália Nar­bo­nense, onde pro­pagou a forma de vida evangélica. († 1275)

10*.   Em Len­castre, na In­gla­terra, os be­atos Ro­berto Mid­dleton, da Com­pa­nhia de Jesus, e Turstão Hunt, pres­bí­teros e már­tires: o se­gundo foi preso quando ten­tava li­bertar o pri­meiro du­rante uma tran­fe­rência de pri­si­o­neios; con­de­nados ambos à morte, no rei­nado de Isabel I, por causa do seu sa­cer­dócio, me­re­ceram, através dos tor­mentos, ser glo­ri­fi­cados à di­reita de Cristo. († 1601)

11.   Em Údine, no Vé­neto, re­gião da Itália, São Luís Scro­sóppi, pres­bí­tero da Con­gre­gação do Ora­tório, que fundou a Con­gre­gação das Irmãs da Di­vina Pro­vi­dência, para formar as jo­vens no es­pí­rito cristão. († 1884)

12♦.   Em Gua­da­la­jara, re­gião de Ja­lisco, no Mé­xico, os be­atos Eze­quiel (José Lu­ciano) Hu­erta Gutiérrez e Sal­vador (José) Hu­erta Gutiérrez, pais de fa­mília e mártires. († 1927)

13♦.   Em Mancha Real, perto de Jaén, na Es­panha, o Beato João de Jesus e Maria (João Otazua y Ma­da­riaga), pres­bí­tero da Ordem da San­tís­sima Trin­dade e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, com o seu mar­tírio se­guiu os passos de Cristo. († 1937).

14*.   Perto de Cra­cóvia, na Po­lónia, no campo de con­cen­tração de Aus­chwitz, o Beato Pedro Edu­ardo Dankowski, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a ocu­pação mi­litar da sua pá­tria por um re­gime mi­litar es­tran­geiro, foi en­car­ce­rado por causa da fé cristã e através dos tor­mentos con­sumou o martírio. († 1942)

15. Santas Ágape, Cione (ou Quiônia) e Irene, virgens. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, segundo o protocolo de seu processo, elas foram condenadas a serem queimadas vivas “por terem agido contra os divinos editos dos imperadores”, que proibiam a quem quer que fosse conservar as Sagradas Escrituras – (M). Santa Irene também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 59-66:  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

16. São Pancrácio, evangelizador e primeiro bispo da Sicília (conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

17. Na diocese de Meaux, no séc. VII, Santa Fara, fundadora e primeira abadessa e fundadora do mosteiro que posteriormente tomou seu nome, Faremoutier (conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

– Ver também Santa Burgondofara, ou Fara, abadessa e virgem. Ver páginas 67-69: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

18. No mesmo dia, o Bem-Aventurado Bono, monge de Nonântula, que fundou o mosteiro de São Miguel de Pisa, no séc. XI (conforme Martirológio Romano-Monástico – X).

19. Outros santos do dia 03 de abril: págs: 54-74 (vol.06):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal – http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.