Santas e Santos de 28 de abril

São Pedro Chanel, pres­bí­tero da So­ci­e­dade de Maria e mártir, que se de­dicou ao mi­nis­tério das po­vo­a­ções ru­rais e à ins­trução das cri­anças; de­pois, en­viado com al­guns com­pa­nheiros para a evan­ge­li­zação da Oce­ania oci­dental, chegou à ilha Fu­tuna, onde ainda ne­nhuma co­mu­ni­dade cristã tinha sido cons­ti­tuída; apesar das di­fi­cul­dades de toda a es­pécie, com a sua sin­gular man­sidão con­se­guiu con­verter à fé al­guns ha­bi­tantes da ilha, entre eles o filho do pró­prio rei, que, en­fu­re­cido, o mandou matar, fa­zendo dele o pri­meiro mártir da Oceania. († 1841)

– Ver páginas 329-331: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

São Luís Maria Grig­nion de Montfort, pres­bí­tero, que per­correu as re­giões oci­den­tais da França a anun­ciar o mis­tério da Sa­be­doria Eterna; fundou Con­gre­ga­ções, pregou e es­creveu obras sobre a cruz de Cristo e sobre a ver­da­deira de­voção à Virgem Maria e re­con­duziu muita gente a uma vida de pe­ni­tência; fi­nal­mente, em Saint-Lau­rent-sur-Sèvre, lo­ca­li­dade da França, des­cansou da sua pe­re­gri­nação terrena. († 1716)

– Ver páginas 322-335: Bem-aventurado Luquésio, confessor. Ver páginas 320-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Bi­terra, na Gália Nar­bo­nense, hoje Bé­ziers, na França, Santo Afro­dísio, ve­ne­rado como o pri­meiro bispo desta cidade. († data inc.)

4.   Em Ni­co­média, hoje Izmit, na Tur­quia, os santos Eu­sébio, Ca­ra­lampo e com­pa­nheiros, mártires. († data inc.)

5.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a co­me­mo­ração de São Vital, no dia em que, se­gundo a tra­dição, foi de­di­cada com o seu nome a cé­lebre ba­sí­lica desta ci­dade. Jun­ta­mente com os santos már­tires Va­léria (também na Folhinha do Coração de Jesus), Ger­vásio, Pro­tásio e Ur­si­cino, é ve­ne­rado desde tempos ime­mo­riais por ter de­fen­dido te­naz­mente a sua in­tré­pida fé cristã. († data inc.)

São Vidal e Santa Valéria. Ver páginas 304-306: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6.   Em Do­rós­toro, na Mésia, hoje Si­listra, na Bul­gária, os santos Má­ximo, Dada e Quin­ti­liano, már­tires du­rante a per­se­guição de Diocleciano. († s. IV in.)

7.   Em Ta­ra­zona, na His­pânia Tar­ra­co­nense, São Pru­dêncio, bispo. († s. V/VI)

8.   Em Sul­mona, nos Abruzos, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Pân­filo, bispo de Corfínio. († c. 700)

9*.   Em Pog­gi­bónsi, na Etrúria, hoje na Tos­cana, também na Itália, o Beato Luquésio, que, de­pois de ter sido do­mi­nado pela avidez do lucro, se con­verteu e tomou o há­bito da Ordem Ter­ceira dos Pe­ni­tentes de São Fran­cisco, vendeu os seus bens e deu tudo aos po­bres, de­di­cando-se ao ser­viço de Deus e do pró­ximo em po­breza e hu­mil­dade se­gundo o es­pí­rito evangélico. († 1260)

Ver: Bem-aventurado Luquésio, confessor. Ver páginas 320-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

10*.   Em Sain-Lau­rent-sur-Sèvre, lo­ca­li­dade da França, a Beata Maria Luísa de Jesus (Maria Luísa Tri­chet), virgem, a pri­meira re­li­giosa a vestir o há­bito da Con­gre­gação das Fi­lhas da Sa­be­doria, que go­vernou com grande prudência. († 1759)

11.   Em Ninh-Binh, ci­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, os santos már­tires Paulo Pham Khac Khoan, pres­bí­tero, João Bap­tista Dinh Van Thanh e Pedro Nguyen Van Hieu, ca­te­quistas, que, de­pois de pas­sarem três anos presos e tor­tu­rados para que ne­gassem a fé cristã, fi­nal­mente, no tempo do im­pe­rador Minh Mang, foram de­go­lados e al­can­çaram a palma do martírio. († 1840)

12*.   No campo de con­cen­tração de Mauthausen, na Áus­tria, o Beato José Cebula, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Mis­si­o­ná­rios Oblatos da Virgem Ima­cu­lada e mártir, na­tural da Po­lónia, que, de­por­tado da pá­tria para o cár­cere em ódio à fé, so­freu cruéis su­plí­cios até à morte. († 1941)

13.   Em Ma­genta, pró­ximo de Milão, na Itália, Santa Joana Be­retta Molla, mãe de fa­mília, que, tra­zendo um filho ge­rado em seu ventre, morreu an­te­pondo a li­ber­dade e a vida do nas­ci­turo à sua pró­pria vida. († 1962)

14. Bem-aventurado Agostinho. Ver páginas 298-302: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. São Marcos, o galileu. Bispo e mártir. Ver página 303: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. Ver também dia 27 de abril. Em Cí­bali, na Pa­nónia, hoje Vin­ko­veze, na Croácia, São Po­lião, leitor e mártir, que, preso na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e in­ter­ro­gado pelo pre­feito Probo, por ter con­fes­sado com in­que­bran­tável cons­tância a sua fé em Cristo e re­cu­sado sa­cri­ficar aos ídolos, foi lan­çado às chamas e quei­mado fora dos muros da cidade. († c. 303)

­-No Martirológio Romano-Monástico, dia 28 de abril. No vale do Danúbio, no ano do Senhor de 304, o martírio de São Polião. Ao juiz que o interrogou sobre sua religião, falou dos deveres “de humanidade para com os hóspedes, de misericórdia para com os pobres e de caridade para com todos” (Paixão – M).

– Ver também páginas 307-309: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

17. Em Alexandria, pela mesma época, a paixão de Santa Teodora, virgem. Ela respondeu ao prefeito que queria entrega-la à desonra: “Antes de tudo, devo confessar Jesus Cristo, que me concedeu a verdadeira liberdade e a verdadeira nobreza (Conforme o Martirológio Romano-Monástico – M)

Santa Teodora e São Dídimo. Ver páginas 310-315: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

18. SANTOS PATRÍCIO DE PRUSA, BISPO, ACÁCIO, MENANDRO E POLIENO. Mártires. Ver páginas 316-319: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

19. Outros santos do dia 28 de abril: págs. 298-337 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.