Santas e Santos de 28 de junho

EM 2019, NESTE DIA 28 DE JUNHO, SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS. Sagrado Coração de Jesus é uma das três solenidades do Tempo Comum, dentro da Liturgia da Igreja Católica, comemorada na segunda Sexta-feira, após a solenidade de Corpus Christi. Além disso, essa devoção também é cultivada pela Igreja Católica ao longo de todas as primeiras Sextas-feiras de cada mês. Ver https://pt.wikipedia.org/wiki/Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o_de_Jesus

Me­mória de Santo Ireneu (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, como es­creve São Je­ró­nimo, foi desde a in­fância dis­cí­pulo de São Po­li­carpo de Es­mirna e guardou fi­el­mente a me­mória dos tempos apos­tó­licos. Era pres­bí­tero de Lião quando su­cedeu ao bispo São Po­tino e, se­gundo a tra­dição, re­cebeu como ele a coroa do mar­tírio. Es­creveu muito sobre a tra­dição apos­tó­lica e compôs li­vros ex­ce­lentes contra os he­reges para de­fender a fé católica. († c. 202). Ver páginas 245-253: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

2.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, os santos már­tires Plu­tarco, Se­reno, He­rá­clides ca­te­cú­meno, Herão neó­fito, outro Se­reno, He­raides ca­te­cú­mena, Po­ta­miena e Mar­cela sua mãe, que foram todos dis­cí­pulos de Orí­genes e, no tempo do im­pe­rador Sep­tímio Se­vero deram tes­te­munho de Cristo, uns tres­pas­sados pela es­pada, ou­tros lan­çados ao fogo. Entre eles brilha es­pe­ci­al­mente Po­ta­miena, virgem, que teve de travar inú­meros com­bates pela sua vir­gin­dade, so­freu tor­mentos inau­ditos pela fé e, por fim, foi con­su­mida pelo fogo com sua mãe. († c. 202). Ver páginas 257-258: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

3.   Em Roma, São Paulo I, papa, que, mo­vido pelos seus sen­ti­mentos de bon­dade e grande mi­se­ri­córdia, vi­si­tava de noite em si­lêncio as celas dos en­fermos e lhes pres­tava au­xílio. De­fensor da fé or­to­doxa, es­creveu aos im­pe­ra­dores Cons­tan­tino V e Leão IV para que se res­ta­be­le­cesse a an­tiga ve­ne­ração às sa­gradas ima­gens. A sua pro­funda de­voção aos Santos levou-o a tras­ladar com cân­ticos e hinos os corpos dos már­tires dos ce­mi­té­rios em ruínas para igrejas e mos­teiros da ci­dade de Roma e pro­moveu o seu culto. († 767). Ver páginas 254-255: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

4.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, Santo Ar­gi­miro (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que, sendo monge já de avan­çada idade, na per­se­guição dos Mouros, du­rante o rei­nado de Mo­amed II, foi in­ti­mado pelo juiz a negar a Cristo e, per­ma­ne­cendo fir­me­mente na con­fissão da fé, foi tor­tu­rado no ca­va­lete e por fim pas­sado ao fio da espada. († 856). Ver página 256: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

5*.   Em Ha­sungen, no ter­ri­tório de Hesse, na ac­tual Ale­manha, Santo Hei­me­rado, pres­bí­tero e ere­mita, que, ex­pulso do mos­teiro e ex­posto ao des­prezo e zom­baria de muitos, viveu como pe­re­grino ao longe e ao largo por Cristo. († 1019). Ver Santo Heimrad, confessor. Ver página 261: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

6.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, São João Southworth, pres­bí­tero e mártir, que, por exercer o sa­cer­dócio na In­gla­terra, so­freu vá­rias vezes a prisão e o exílio; fi­nal­mente, con­de­nado à morte no tempo de Oliver Cromwell, olhando para a forca pre­pa­rada na praça de Ty­burn, ex­clamou que o pa­tí­bulo era para ele como a cruz de Cristo. († 1654). Ver páginas 262-263: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

7.   Em Ló­vere, na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santa Vi­centa Ge­rosa, virgem, que, jun­ta­mente com Santa Bar­to­lo­meia Ca­pi­tânio fundou o Ins­ti­tuto das Irmãs da Caridade. († 1847)

8.   Em Wan­glajia, lo­ca­li­dade pró­xima de Dong­guang­xian, no Hebei, pro­víncia da China, as santas mártires Lúcia Wang Cheng, Maria Fan Kun, Maria Qi Yu e Maria Zheng Xu, que, tendo sido edu­cadas num or­fa­nato, du­rante a per­se­guição dos se­quazes «Yihe­tuan» se di­ri­giram para a morte por de­ca­pi­tação, de mãos dadas e fe­lizes como quem vai para as bodas. († 1900)

9.   Em Ji­eshuiwang, junto da ci­dade de Shen­xian, na mesma pro­víncia da China, Santa Maria Du Zhaozhi, mártir e mãe dum sa­cer­dote, que, de­sis­tindo da fuga, re­gressou por não querer trair a fé de Cristo e su­jeitou a ca­beça se­re­na­mente ao ma­chado dos inimigos. († 1900)

10*.   Em Drohobych, na Ucrânia, os be­atos Se­ve­riano Ba­ranik e Jo­a­quim Senkivskyj, pres­bí­teros da Ordem de São Jo­safat e már­tires, que, em tempo de per­se­guição contra a fé, através do mar­tírio se tor­naram par­ti­ci­pantes da vi­tória de Cristo. († 1941)

11♦. Em Roma, a Beata Maria Pia Mastena (Te­resa Maria), virgem, fun­da­dora do Ins­ti­tuto das Irmãs da Santa Face. († 1951)

12. Santa Teodechilda, virgem. Ver páginas 259-260: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

13. Santa Vicência, na Folhinha do Coração de Jesus.

14. Bem-Aventurado Zenão, na Folhinha do Coração de Jesus.

15. Bem-Aventurado Nicolau, na Folhinha do Coração de Jesus.

16. Bem-Aventurado Ivan, na Folhinha do Coração de Jesus.

17. Bem-Aventurado Basílio, na Folhinha do Coração de Jesus.

18. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, durante a perseguição de Diocleciano, São Pápias ou Pápio, torturado por causa de Cristo (M).

19. Conforme o Martirológio Romano-Monástico,  no ano do Senhor de 1528, o Bem-Aventurado Paulo Giustiniani. Em plena Renascença italiana, este humanista veneziiano, tornando-se monge no deserto de Camaldoli, esforçou-se para reavivar a chama de sua Ordem, fundando a “Companhia dos eremitas de S. Romualdo”, ou “Congregação do Monte Corona”. Na solidão com Deus, elaborou uma doutrina equilibrada do ideal eremítico (X).

20 . Outros santos do dia 287 de Junho: págs. 245-264 – Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portuga http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3.VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4.Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5.Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6.Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

7.Especialmente para este dia: Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 11 de julho de 1959 – páginas 245-264.