Santas e Santos de 20 de junho

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus | Sacrifício Vivo e SantoFESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA: Papa Pio XII, em 4 de maio de 1944, consagrou o mundo ao Sagrado Coração de Maria, determinando que sua festa fosse celebrada no oitavo dia da Assunção, no dia 22 de agosto… No atual calendário a sua celebração mudou para um dia após a Igreja realizar a festa do Sagrado Coração de Jesus. Conforme: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-sagrado-coracao-de-maria/57/102/

– Ver também:  https://www.nossasagradafamilia.com.br/conteudo/sagrado-coracao-de-maria-093509.html

– Ver ainda: “Em 1935, Jesus pediu à Beata Alexandrina de Balazar que o mundo fosse consagrado ao Imaculado Coração de Sua Mãe: “Manda dizer ao teu Pai espiritual que, em prova do amor que dedicas à Minha Mãe Santíssima, quero que seja feito todos os anos um acto de consagração do mundo inteiro num dos dias das suas festas escolhido por ti: ou Assunção, ou Purificação, ou Anunciação, pedindo a esta Virgem sem mancha de pecado que envergonhe e confunda os impuros, para que eles arrecuem caminho e não Me ofendam. Assim como pedi a Santa Marga­rida Maria para ser o mundo consagrado ao Meu Divino Cora­ção, assim o peço a ti para que seja consagrado a Ela com uma festa solene”. O Papa Pio XII, anuindo a esses pedidos de Jesus Cristo que lhe foram endereçados pelo Padre Mariano Pinho, enquanto director espiritual de Alexandrina Maria da Costa em Balazar, efectuou um acto solene de consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria no dia 31 de Outubro de 1942.[1] Este acto de consagração veio, ainda, complementar o ato de consagração do Género Humano ao Sagrado Coração de Jesus, realizado algumas décadas antes pelo Papa Leão XIII, feito a pedido da Beata Irmã Maria do Divino Coração, condessa Droste zu Vischering. De acordo com o legado dos pastorinhos de Fátima, foi Nossa Senhora quem, depois de mostrar a visão do Inferno a Lúcia dos SantosJacinta e Francisco Marto, lhes revelou o “Segredo”. Contava a Irmã Lúcia que Nossa Senhora afirmou: “…para salvar as almas, Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Imaculado Coração” (in Memórias da Irmã Lúcia). O objetivo único desta devoção ao Imaculado Coração de Maria é, portanto, a salvação das almas e a conquista da paz.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Imaculado_Cora%C3%A7%C3%A3o_de_Maria

– Ver também: “Vinculação entre as devoções ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria”: …O Papa Pio XII exorta: “A fim de que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus produza frutos mais abundantes na família cristã e ainda em toda a humanidade, procurem os fiéis unir a ela a devoção ao Coração Imaculado da Mãe de Deus.”:

https://web.archive.org/web/20120412001518/http://www.asc.org.br/site/devocao/intima.htm

Encíclica Haurietis aquas: “74. A fim de que a devoção ao coração augustíssimo de Jesus produza frutos mais copiosos na família cristã e mesmo em toda a humanidade, procurem os féis unir a ela estreitamente a devoção ao coração imaculado da Mãe de Deus. Foi vontade de Deus que, na obra da redenção humana, a santíssima virgem Maria estivesse inseparavelmente unida a Jesus Cristo; tanto que a nossa salvação é fruto da caridade de Jesus Cristo e dos seus padecimentos, aos quais foram intimamente associados o amor e as dores de sua Mãe. Por isso, convém que o povo cristão, que de Jesus Cristo, por intermédio de Maria, recebeu a vida divina, depois de prestar ao sagrado coração o devido culto, renda também ao amantíssimo coração de sua Mãe celestial os correspondentes obséquios de piedade, de amor, de agradecimento e de reparação. Em harmonia com esse sapientíssimo e suavíssimo desígnio da divina Providência, nós mesmo, por ato solene, dedicamos e consagramos a santa Igreja e o mundo inteiro ao coração imaculado da santíssima Virgem Maria.”: http://www.vatican.va/content/pius-xii/pt/encyclicals/documents/hf_p-xii_enc_15051956_haurietis-aquas.html

– Vinculação entre as devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria: https://web.archive.org/web/20120412001518/http://www.asc.org.br/site/devocao/intima.htm

– Em 2020: Festa dia 20 de junho

– Em 2021: Festa dia 12 de junho

SANTAS E SANTOS DE 20 DE JUNHO

Be­atas Sancha e Ma­falda, vir­gens, e Te­resa, re­li­giosa, fi­lhas de Dom Sancho I, rei de Por­tugal, que desde a in­fância foram mo­delo de vir­tudes. Sancha co­meçou a levar vida mo­nacal em Alen­quer, con­sa­grando-se ge­ne­ro­sa­mente ao ser­viço de Deus, e de­pois re­tirou-se para o mos­teiro cis­ter­ci­ense de Celas, junto de Coimbra, onde morreu san­ta­mente no dia treze de Março. Ma­falda, após uma pi­e­dosa ju­ven­tude, re­nun­ci­ando ao ma­tri­mónio que lhe foi pro­posto com o rei de Cas­tela, tomou o há­bito cis­ter­ci­ense no mos­teiro de Arouca, do dis­trito de Aveiro, onde deu exemplo de vida per­feita, e aí morreu no dia 1 de Maio. Te­resa, apesar da sua as­pi­ração à vida claus­tral, foi dada em ca­sa­mento ao rei de Leão; mas, re­co­nhe­cida a nu­li­dade do ma­tri­mónio, re­tirou-se para o mos­teiro de Lorvão, do dis­trito de Coimbra, onde tomou o há­bito cis­ter­ci­ense e san­ta­mente morreu no dia 17 de Junho. († c. 1229; 1256; 1250)

2.   Co­me­mo­ração de São Me­tódio, bispo de Olimpo e mártir, que es­creveu li­vros de ex­po­sição clara e har­mo­niosa e no final da per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano foi co­roado com o martírio. († c. 312)

3.   No ter­ri­tório de Laon, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Go­bano, pres­bí­tero, que, na­tural da Ir­landa, foi dis­cí­pulo de São Fusco na In­gla­terra e, por amor de Cristo, partiu para a Gália, onde levou vida ere­mí­tica na floresta. († c. 670)

4*.   No mos­teiro de São Tiago de Fóggia, na Apúlia, re­gião da Itália, São João de Matera, abade, que foi in­signe pela sua aus­te­ri­dade e pela sua pre­gação ao povo e, na re­gião de Gár­gano, fundou a Con­gre­gação de Pul­sano sob a ob­ser­vância da regra de São Bento. († 1139). Ver páginas 67-68 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Giovanni_Scalcione

5*.   No mos­teiro de Me­dingen, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, a Beata Mar­ga­rida Ebner, virgem da Ordem dos Pre­ga­dores, que, so­frendo por Cristo muitas tri­bu­la­ções, teve uma vida santa, ad­mi­rável aos olhos de todos e agra­dável a Deus e es­creveu vá­rias obras sobre a ex­pe­ri­ência mística. († 1351). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Margarida_Ebner

6*.   Em Du­blin, na Ir­landa, a paixão do Beato Der­mício O’Hurley, bispo e mártir, ju­rista leigo, que, por von­tade do papa Gre­gório XIII, foi no­meado bispo de Cashel. Du­rante o rei­nado de Isabel I, de­pois de so­frer in­ter­ro­ga­tó­rios e tor­turas du­rante vá­rios meses, ne­gando fir­me­mente todas as ca­lú­nias, fi­nal­mente, di­ante do pa­tí­bulo le­van­tado para ele em Hoggen Green, de­clarou pu­bli­ca­mente que morria por causa da fé ca­tó­lica e pelo mi­nis­tério episcopal. († 1584)

7*.   Também em Du­blin, a co­me­mo­ração da Beata Mar­ga­rida Ball, mártir, que, já viúva, por aco­lher em sua casa vá­rios sa­cer­dotes per­se­guidos, por de­núncia de um dos fi­lhos foi presa e, de­pois de vá­rios gé­neros de tor­turas no cár­cere, morreu sep­tu­a­ge­nária em dia incerto. († 1584). Ver:

8*.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os be­atos már­tires Fran­cisco Pa­checo, pres­bí­tero, e oito companheiros, da Com­pa­nhia de Jesus, que foram quei­mados vivos em ódio à fé cristã. São estes os seus nomes: Bal­tasar de Torres e João Bap­tista Zola, pres­bí­teros; Pedro Rinsei, Vi­cente Kaun, João Ki­sáku, Paulo Kin­zuke, Mi­guel Roso e Gaspar Sa­da­mátsu, religiosos. († 1626)

9*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, os be­atos már­tires Tomás Whit­bread e com­pa­nheiros Gui­lherme Har­court, João Fenwich, João Gavan e An­tónio Turner, pres­bí­teros da Com­pa­nhia de Jesus, que, acu­sados fal­sa­mente de tomar parte numa con­jura para as­sas­sinar o rei Carlos II, so­freram na praça de Ty­burn o mar­tírio pelo reino dos Céus. († 1679). Ver páginas 65-66 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

10. No Martirológio Romano-Monástico, em 547, o martírio de São Silvério (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa. Recusando-se a restabelecer o patriarca herético de Constantinopla, deposto por seu predecessor, foi, a pedido da imperatriz Teodora, exilado na Ilha de Ponza, na Itália Meridional (M). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Silv%C3%A9rio

11. No Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 981, a volta para Deus de Santo Adalberto. Monge de São Maximino de Treves, foi enviado pelo imperador Otão, o grande, como chefe de um grupo de missionários para evangelizar os eslavos. A missão foi massacrada logo que entrou na Rússia. Adalberto, o único que voltou, foi colocado na abadia de Wissemburg, perto de Spira, sendo depois escolhido como o primeiro titular da nova sede episcopal de Magdeburgo, na Saxônia (M). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Adalberto_de_Magdeburgo

12. No Martirológio Romano-Monástico, no sécl. III, os Santos Adalgísio e Gabano, monges irlandeses, cujo campo de apostolado estendeu-se para o continente, o primeiro se fixando em Thiérache, e o segundo nos confins da região de Laon (X).

13. Santa Florentina, na Folhinha do Coração de Jesus. Santa Florentina ou Florência. Ver páginas 59-63 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Florentina_de_Cartagena

14. Bem-aventurado Benincosa. Ver página 64 (NÃO TEM LINK): Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

15. Outros santos do dia 20 DE JUNHO: páginas: 59-70 (NÃO TEM LINK):  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume X – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 20 de junho, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/20_de_junho

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 481-483:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver! Querida Mãe Maria, protegei-nos! São José, Anjos e Santos, intercedei por nós! Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA.

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.