Santas e Santos de 17 de setembro

Conforme o VIDAS DOS SANTOS, COMEMORAÇÃO DOS SAGRADOS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS. Ver: Neste dia 17 de setembro, a Família Franciscana celebra, em todo o mundo, a festa da Impressão das Chagas, também chamada de Estigmas de São Francisco de Assis. A introdução litúrgica da Missa e Liturgia das Horas diz o seguinte: “O Seráfico Pai Francisco, desde o início de sua conversão, dedicou-se de uma maneira toda especial à devoção e veneração do Cristo crucificado, devoção que até a morte ele inculcava a todos por palavras e exemplo. Quando, em 1224, Francisco se abismava em profunda contemplação no Monte Alverne, por um admirável e estupendo prodígio, o Senhor Jesus imprimiu-lhe no corpo as chagas de sua paixão. O Papa Bento XI concedeu à Ordem dos Frades Menores que todos os anos, neste dia, celebrasse, no grau de festa, a memória de tão memorável prodígio, comprovado pelos mais fidedignos testemunhos.”, conforme: https://franciscanos.org.br/carisma/especiais/impressao-das-chagas-de-sao-francisco-de-assis#gsc.tab=0

Ver também: 17 DE SETEMBRO CELEBRAMOS OS ESTIGMAS DE SÃO FRANCISCO: “A VISITA DO AMOR QUE TANTO BUSCOU”:
https://www.google.com/search?q=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&oq=comemora%C3%A7%C3%A3o+dos+sagrados+estigmas+de+S%C3%A3o+Francisco+de+Assis&aqs=chrome..69i57.14313j1j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

– Ver páginas 256-269: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 
OUTROS SANTOS DE 17 DE SETEMBRO

 

São Ro­berto Be­lar­mino (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo e doutor da Igreja, da Com­pa­nhia de Jesus, que de­bateu ex­ce­len­te­mente as con­tro­vér­sias te­o­ló­gicas do seu tempo com acui­dade e com­pe­tência; no­meado car­deal, con­sa­grou-se com grande zelo ao mi­nis­tério pas­toral na Di­o­cese de Cápua, na Itália, e fi­nal­mente de­dicou-se em Roma a muitos tra­ba­lhos pela de­fesa da Sé Apos­tó­lica e da dou­trina da fé. († 1621). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 1621, a volta para Deus de São Roberto Belarmino. Nascido em Toscana, entrou aos dezoito anos para a Companhia de Jesus, passando alguns anos em Louvain como estudante, e depois como professor. Nomeado provincial em Nápoles, assumiu pouco depois cargos importantes na Cúria. Foi a seguir nomeado cardeal e bispo de Cápua. Defendeu a fé católica através de suas “CONTROVÉRSIAS” e pela redação de um “PEQUENO CATECISMO” que exerceu influência decisiva e duradoura. Anotações de 13 de maio deste dia no VIDAS DOS SANTOS (não sei o porquê de 13 de maio): São Roberto Belarmino, bispo, confessor e doutor. Festa dia 17 de setembro. Ver págs. 318-323: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “23/2/2011. O Papa Bento XVI falou sobre a figura do italiano São Roberto Bellarmino, Cardeal, jesuíta e doutor da Igreja – que viveu no século XVI, época da Reforma Protestante”: http://itapiranga0205.blogspot.com/2012/10/do-livro-arte-de-morrer-bem-de-sao.html

– Ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Belarmino

Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Belarmino

 

2.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Sá­tiro, cujos mé­ritos in­signes são men­ci­o­nados pelo seu irmão Santo Am­brósio. Ainda não ini­ciado nos mis­té­rios de Cristo, so­freu um nau­frágio, mas não temeu a morte; con­tudo, salvo das ondas, não que­rendo acabar esta vida sem ter re­ce­bido os sa­cra­mentos da fé, aderiu à Igreja de Deus; for­ta­leceu-se então a ín­tima e mútua fra­ter­ni­dade com seu irmão Am­brósio, pelo qual foi se­pul­tado junto ao mártir São Vítor. († c. 377). Ver página 270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

3.   Em Liège, na Austrásia, na actual Bélgica, a paixão de São Lamberto, bispo de Maastricht e mártir, que, mandado para o exílio, foi acolhido no mosteiro de Stavelot; regressando depois à sua sede, exerceu egregiamente o seu ministério pastoral, até ao momento que foi morto inocente por ímpios inimigos. († c. 705). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Lamberto, bispo de Maastricht. Após vários anos de exílio, exerceu grande irradiação moral e espiritual na corte da Austrásia, assim como nas igrejas da Bélgica. Foi martirizado em 705 em uma casa que se tornou o núcleo da cidade de Liège (F)

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lamberto_de_Maastricht

4*.   Na floresta de Argonne, junto ao rio Mosa, também na Austrásia, actualmente na França, São Rodingo, abade, que fundou e piedosamente dirigiu o mosteiro de Beaulieu. († s. VIII in.). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Rodingo fundador e primeiro abade do mosteiro chamado depois de Beaulieu, na diocese de Verdun. A abadia foi associada a Cluny no séc. XII, e à Congregação de São Vânio no séc. XVII. (X)

5.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, Santa Co­lomba (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, du­rante a per­se­guição dos Mouros, se apre­sentou es­pon­ta­ne­a­mente para dar tes­te­munho da sua fé pe­rante o juiz e o con­selho dos sá­trapas e foi ime­di­a­ta­mente de­go­lada junto às portas do palácio. († 853)

6*.   Em Me­li­nais, no ter­ri­tório de An­gers, na França, São Rei­naldo, ere­mita, que se re­tirou na flo­resta de Craon para cum­prir mais per­fei­ta­mente os man­da­mentos do Senhor. († c. 1104). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 1104, São Reinaldo. Inicialmente cônego regular em Soissons, e depois discípulo de Roberto de Arbrissel, abraçou a vida eremítica em Melinais, perto de La Flèche, no local onde mais tarde, Henrique II Plantageneta construiu uma abadia. Seu culto foi confirmado por Pio IX em 1868, baseado num relatório do cardeal Pitra. (X)

7.   No mos­teiro de Ru­perts­berg, em Bingen, no es­tado de Hesse, na Ale­manha, Santa Hil­de­garda (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, cé­lebre pela sua sa­be­doria nas ci­ên­cias na­tu­rais, na me­di­cina e na arte mu­sical, bem como na con­tem­plação mís­tica, sobre a qual es­creveu al­guns livros. († 1179). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Mogúncia, em 1179, o nascimento no céu de Santa Hildegarda. Abadessa beneditina de Disibodenberg, fundou na Renânia os mosteiros de Rupertsberg e de Bingen. Versada nas ciências naturais e em medicina, foi sobretudo, agraciada com luzes sobrenaturais, que deixou registradas por escrito. Dirigiu aos pastores fiéis como aos ministros infiéis os salutares conselhos que lhe eram solicitados. Recebeu a visita de São Bernardo de Claraval. (B). Ver páginas 246-255: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hildegarda_de_Bingen

8*.   Em Avi­gliana, no ter­ri­tório de Turim, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Que­rubim Testa, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, de­vo­tís­simo da Paixão do Senhor. († 1479)

9.   Em Sa­ra­goça, ci­dade de Aragão, na Es­panha, São Pedro de Ar­bués, pres­bí­tero e mártir, dos Có­negos Re­grantes de Santo Agos­tinho, que com­bateu as su­pers­ti­ções e he­re­sias no reino de Aragão e foi morto por al­guns in­qui­ridos di­ante do altar da igreja catedral. († 1485), Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, no ano do Senhor de 1485, o martírio de São Pedro de Arbués, cônego regular, assassinado na Catedral de Saragoça. (M). Ver páginas 271-278: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_de_Arbu%C3%A9s

10♦.   Em Gora Kalwária, na Po­lónia, Santo Es­ta­nislau de Jesus e María (João Papczynski), pres­bí­tero e fun­dador dos Clé­rigos Ma­ri­anos da Ima­cu­lada Con­ceição da Virgem Maria. († 1701). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Estanislau_Paczynski

11.   Em Hué, no Anam, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Ma­nuel Hguyen Van Trieu, pres­bí­tero e mártir, no rei­nado de Canh Thin. († 1798). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Cochinchina, atual Vietnan, o Bem-Aventurado Emanuel Trieu, filho de um mandarim que se tornou sacerdote católico e foi martirizado em 1798. (X)

12.   Em Gé­nova, na Li­gúria, re­gião da Itália, São Fran­cisco Maria de Cam­po­rosso, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, in­signe pela sua ca­ri­dade para com os po­bres, que, du­rante a epi­demia da peste, con­traiu ele pró­prio a en­fer­mi­dade, ofe­re­cendo-se como ví­tima pela sal­vação do próximo. († 1866)

13*.   Em Cra­cóvia, na Po­lónia, São Se­gis­mundo Félix Felinski (Zygmunt Felinski, também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Var­sóvia, que, su­pe­rando muitas e graves tri­bu­la­ções, tra­ba­lhou ener­gi­ca­mente pela li­ber­dade e res­tau­ração da Igreja e, para acudir a todas as ne­ces­si­dades do povo, fundou a Con­gre­gação das Irmãs Fran­cis­canas da Fa­mília de Maria. († 1895)

14*.   Em Cas­tillo de Vil­la­ma­lefa, lo­ca­li­dade pró­xima de Cas­tellón, na Es­panha, o Beato João Ven­tura Solsona, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, pela sua in­ven­cível cons­tância na fé passou à glória celeste. († 1936)

15*.   Em Ma­drid, na Es­panha, o Beato Ti­móteo Va­lero Pérez, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que, na mesma per­se­guição, al­cançou a vi­tória no glo­rioso com­bate por Cristo. († 1936)

16♦.   Em Al­cácer de San Juan, perto de Ciudad Real, na Es­panha, o Beato Ál­varo Santos Cejudo, mártir, que, sendo pai de fa­mília, du­rante a mesma per­se­guição foi re­ce­bido na glória do Senhor. († 1936)

17*.   Na flo­resta de Pal­miry, perto de Var­sóvia, na Po­lónia, o Beato Se­gis­mundo Sajna, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a guerra, morreu fu­zi­lado por se re­cusar in­que­bran­ta­vel­mente a ab­jurar a fé pe­rante um re­gime in­vasor e hostil a Deus. († 1940)

18. Em Akko, na Pa­les­tina (conforme Martirológio Romano de 14 de setembro), Santo Al­berto, bispo, que, trans­fe­rido da Igreja de Ver­celas para a Igreja de Je­ru­salém, compôs uma regra para os ere­mitas do monte Car­melo e, quando ce­le­brava a festa da Exal­tação da Santa Cruz, foi pas­sado à es­pada por um homem ímpio que ele tinha repreendido. († 1215).

– Ver dia 17 de setembro: “Festa a 17 de Setembro”: http://www.carmelitas.pt/site/santos/santos_ver.php?cod_santo=31

-Ver Santo Alberto e a origem da Ordem dos Carmelitas, págs. 173-185: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

– Ver ainda “Durante o tempo em que esteve na Terra Santa escreveu a Regra da Ordem do Carmo, conhecida como Regra Albertina.

Sua festa litúrgica é celebrada dia 17 de setembro.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_de_Jerusal%C3%A9m

19. Outros santos do dia 17 de setembro: págs. 246-281, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2016.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 17 de setembro, ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/17_de_setembro

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 730-733:  Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.