Santas e Santos de 03 de janeiro

EM 03 DE JANEIRO DE 2020: EPIFANIA DO SENHOR (SOLENIDADE)

A Epifania do Senhor é a festa que comemora a manifestação de Jesus Cristo como Messias, o Filho de Deus e Salvador do mundo. É o acolhimento da Boa Nova da Salvação no mistério da Encarnação. Esta primeira manifestação se dá aos reis magos que, guiados por uma estrela, chegam a Belém e, ao ver o Menino com Maria, sua Mãe, ajoelham-se diante Dele e o adoram. ‘Mago’ quer dizer ‘sábio’; talvez tenham sido os primeiros a estudar astronomia no mundo e, por isso, viram o surgimento de uma estrela diferente e se colocaram a caminho para encontrar o que ela indicava.”: https://www.a12.com/redacaoa12/liturgia/entenda-o-que-e-a-solenidade-da-epifania-do-senhor

Ver também “A Epifania do Senhor (do latim tardio epiphanīa, por sua vez do grego ἐπιϕάνεια, de ἐπιϕανής «visível», derivado de ἐπιϕαίνομαι «aparecer») ou Teofania (do latim tardio medieval theophania, por sua vez do grego ϑεοϕάνεια e ϑεοϕανία, composto de ϑεο- «teo-» e ϕαν- di ϕαίνομαι «aparecer»]) é uma festa religiosa cristã que comemora a manifestação de Jesus Cristo como Deus encarnado. No cristianismo ocidental, esta festa lembra primariamente a visita dos Três Reis Magos, enquanto no Oriente lembra o batismo de Jesus.[1] A data tradicional da Epifania é a de 6 de janeiro, mas, quanto à Igreja Latina, desde a reforma do Calendário Romano Geral em 1969 é possível que a festa seja transferida para um domingo;[2] e, quanto à Igreja Ortodoxa e à Igreja Ortodoxa Oriental, o uso do calendário juliano antigo por algumas jurisdições faz com que a festa seja transferida para o dia 19 de janeiro.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Epifania_do_Senhor

FESTA DO SAN­TÍS­SIMO NOME DE JESUS: 03 de janeiro, o único nome ao qual tudo o que há nos céus, na terra e nos abismos se ajo­elha, para glória de Deus Pai. Ver “A Festa do Santíssimo Nome de Jesus é celebrada em diferentes datas por várias congregações Cristãs.[1] A celebração teve lugar no Calendário Romano Geral desde o fim do século XV, pelo menos a níveis locais. A veneração do Santíssimo Nome foi alargada para toda a Igreja Católica Romana em 20 de Dezembro de 1721, durante o pontificado do Papa Inocêncio XIII. A celebração teve lugar em diferentes datas, normalmente em Janeiro, uma vez que o primeiro dia de Janeiro, oito dias após o Natal, marca a circuncisão de Jesus, tal como referido no Evangelho do próprio dia, «ao fim do oitavo dia, quando Ele foi circuncidado, foi chamado Jesus, o nome dado pelo anjo antes de ser concebido no ventre.» (Lucas 2:21) O catolicismo medieval, e muitas outras igrejas Cristãs até à actualidade, celebram portanto ambos os eventos como a Festa da Circuncisão de Cristo normalmente no dia 1 de janeiro. São Bernardino de Siena colocou grande ênfase no Santíssimo Nome, o qual associou ao cristograma IHS, e pode ter sido o responsável pela união de ambos os elementos. A celebração ocorre no dia 3 de Janeiro para os católicos que seguem o actual Calendário Romano Geral, e no Domingo entre a Oitava do Natal e a Epifania do Senhor, ou 2 de Janeiro, pelos católicos que ainda seguem os calendários do período de 1914 a 1969… A reforma do calendário litúrgico trazida pelo motu proprio Mysterii Paschalis de 14 de Fevereiro de 1969, eliminou a celebração, “uma vez que a imposição do nome de Jesus é já comemorada no ofício da Oitava de Natal.” Contudo, os textos missais do Santíssimo Nome de Jesus foram preservados, sendo usados nas missas votivas.[2] A celebração foi novamente reposta no Calendário Geral Romano com o Missal Romano de 2002, e designada como um memória facultativa durante o primeiro dia livre após 1 de Janeiro, nomeadamente 3 de Janeiro.”:https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Festa_do_Santíssimo_Nome_de_Jesus

– Ver “Calendário Romano Geral”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Calend%C3%A1rio_Romano_Geral

– Ver também “A CIRCUNCISÃO, FESTA DO SANTO NOME DE JESUS” páginas 71-74: VIDAS DOS SANTOS – 1.pdf (obrascatolicas.com)

2.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia, o se­pul­ta­mento de Santo An­tero (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que, num breve pon­ti­fi­cado, su­cedeu ao mártir Ponciano. († 236). Ver “Antero era filho de Rômulo e nasceu em Petélia, na Calábria.[1] Foi eleito papa em 21 de novembro de 235 e ocupou a posição até 3 de janeiro de 236, quando foi martirizado. Segundo o Livro dos Pontífices, seu destino foi selado por ordenar a notários reunissem os atos dos mártires para serem depositados nos arquivos da Igreja de Roma. Foi sepultado na Catacumba de Calisto da via Ápia, em Roma, e seu túmulo foi achado por Giovanni Battista de Rossi em 1854, que notou restos quebrados do epitáfio grego gravado sobre o canto oblongo da laje; o texto falava de sua origem e da prevalência do grego na Igreja até aquele momento.[2] Seus restos mortais, que estavam cremados, foram removidos muito antes, e levados à Igreja de São Silvestre, no Campo de Marte. Foram redescobertos em 17 de novembro de 1595, quando papa Clemente VIII reconstruiu a igreja, que havia arruinado.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Antero

3.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na ac­tual Tur­quia, os santos Te­o­pento e Te­onas, que so­freram o mar­tírio du­rante a per­se­guição de Diocleciano. († 304).

4.   Em Ce­sa­reia da Ca­pa­dócia, hoje Kay­seri, também na ac­tual Tur­quia, o cen­tu­rião São Górdio, mártir, que São Ba­sílio louva como ver­da­deiro émulo do cen­tu­rião que es­tava junto à Cruz, porque, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, pro­fessou a fé em Jesus, Filho de Deus. († 304).Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 305, São Górdio, centurião martirizado em Cesaréia da Capadócia. Segundo São Basílio, morreu lembrando-se do primeiro centurião que assistira, no Calvário, à morte do Salvador, cuja divindade proclamou”. (M). Ver páginas 129-131: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

5.   Em Pádua, no ac­tual Vé­neto, re­gião da Itália, a co­me­mo­ração de São Da­niel, diá­cono e mártir. († c. 304)

6.   Em Pário, no He­les­ponto, na ac­tual Tur­quia, São Teó­genes, mártir, que, re­cru­tado como sol­dado no tempo do im­pe­rador Li­cínio, re­cu­sando-se a prestar o ser­viço mi­litar por causa da sua fé cristã, foi en­car­ce­rado, tor­tu­rado e fi­nal­mente afo­gado no mar. († 320). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 320, São Teogênio, mártir grego, que “preferiu morrer em vez de oferecer sacrificios aos ídolos”. (Paixão) (M). No Helesponto (Dardanelos, antigamente Helesponto, é um estreito no noroeste da Turquia ligando o mar Egeu ao mar de Mármara). Assim como o estreito de Bósforo (O Bósforo é um estreito que liga o mar Negro ao mar de Mármara e marca o limite dos continentes asiático e europeu na Turquia. Tem um comprimento de aproximadamente 30 km e uma largura de 550 a 3000 m. Sua profundidade varia de 36 a 124 m no meio do estreito. Seu nome significa “passagem do boi” ele separa a Europa da Ásia), os santos mártires Cirino (também na Folhinha do Coração de Jesus), Primo e Teógenes (ou Teogênio), conf. pág. 144:

7.   Em Vi­enne, na Gália Li­o­nense, na ac­tual França, São Flo­rêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que tomou parte no Con­cílio ce­le­brado em Valence. († d. 377)

8.   Em Paris, na Gália, ac­tu­al­mente também na França, o se­pul­ta­mento de Santa Ge­no­veva, virgem, na­tural de Nan­terre, que, aos quinze anos, por con­selho de São Ger­mano, bispo de Au­xerre, tomou o véu das vir­gens con­sa­gradas. Con­fortou os ha­bi­tantes da ci­dade, ater­rados pela in­cursão dos Hunos, e sus­tentou os seus con­ci­da­dãos em tempo de fome. († c. 500). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto do ano 500, o nascimento no céu de Santa Genoveva, padroeira de Paris. Nascida em Nanterre e consagrada a Cristo desde sua infäncia por São Germano de Auxerre, obteve, por sua oração, a libertação da Île de la Cité cercada por Átila. (F). Ver páginas 122-128: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

Ver “Santa Genoveva (em francêsSainte Geneviève; em latimSancta Genovefa, de keno kin e wefa “esposa”) (Nanterre423 — Paris3 de janeiro de 512) é a santa padroeira de cidade de Paris.[1] Nas tradições católica romana e ortodoxa oriental, foi uma virgem e santa católica francesa. Seu dia de festa é mantido em 3 de janeiro.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Santa_Genoveva

9*.   Em Len­tíni, na Si­cília, re­gião da Itália, São Lu­ciano, bispo. († s. VIII/IX)

10*.   No mos­teiro de Man­naman, no Ké­rala, es­tado da Índia, São Ci­ríaco Elias Chavara, pres­bí­tero, fun­dador da Con­gre­gação dos Ir­mãos Car­me­litas de Maria Imaculada. († 1871). Ver “Ciríaco Elias Chavara (em hindiKuriakose Elias Chavara) É co-fundador e primeiro prior-geral da Congregação dos Carmelitas de Maria Imaculada, a primeira congregação para homens da Igreja Católica Siro-Malabar, e da sua congregação-irmã, para mulheres, as Irmãs da Mãe do Carmelo.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ciríaco_Elias_Chavara

11. São Cirino (também na Folhinha do Coração de Jesus)

12. São Narciso, bispo. Ver página 137: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 311, São Pedro Balsamo, mártir da Palestina, “pregado na cruz por ter-se recusado a obedecer ao edito dos imperadores invencíveis, e por haver, obstinadamente, tomado o partido de um Deus crucificado”. (M). Ver páginas 132-136: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

14. São Blimont, ver páginas 138-139: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

15. Santa Bertília. Ver páginas 140-141: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

16. Bem-Aventurada Bone de Armagnac, virgem. Ver páginas 142-143: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf  

17. Outros santos do dia 03 de janeiro, 122-144

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 03 de janeiro, ver ainda: 3 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 107-108:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.