Santas e Santos de 22 de janeiro

1. São Vi­cente, diá­cono de Sa­ra­goça e mártir, que na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, de­pois de pa­decer cár­ceres, fome, o ca­va­lete e ferros in­can­des­centes, ter­minou in­victo o glo­rioso com­bate em Va­lência da Es­panha Car­ta­gi­nense e subiu ao Céu para gozar o prémio do seu martírio. († 304). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 304, São Vicente (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Vicente da Espanha), diácono de Saragoça, na Espanha, martirizado em Valência. No momento em que ia morrer, pediu a seu bispo a graça de afirmar sua fé, tal como havia recebido a de anunciar o Evangelho. (R). Ver páginas 100-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf  

Ver “Vicente de Saragoça (em castelhanoSan Vicente Mártir) foi um mártir do início do século IV que sofreu o martírio em Valência. Entre as muitas localidades e igrejas de que é orago, contam-se a Diocese do Algarve e o Patriarcado de Lisboa, em cuja  se encontram as suas principais relíquias.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_de_Saragoça

2.   Co­me­mo­ração de São Va­lério, bispo de Sa­ra­goça, na His­pânia Tar­ra­co­nense, que par­ti­cipou no Pri­meiro Con­cílio de El­vira e, con­du­zido para Va­lência jun­ta­mente com São Vi­cente, foi en­viado para o exílio. († 305 / 315)

3.   Em No­vara, na Li­gúria, hoje no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São Gau­dêncio, con­si­de­rado o pri­meiro bispo desta sede episcopal. († c. 418). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 418, São Gaudêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Nevers. Filho de pais idólatras, dedicou toda sua vida à conversão dos infiéis. (M)

4.   Em Ser­gió­polis, na Pérsia, ac­tu­al­mente no Iraque, a paixão de Santo Anas­tásio, monge e mártir, que, de­pois dos nu­me­rosos tor­mentos que tinha pa­de­cido em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, foi tor­tu­rado com muitos su­plí­cios por Cós­roas, rei dos Persas e, fi­nal­mente, de­pois de pre­sen­ciar a morte de se­tenta com­pa­nheiros, foi es­tran­gu­lado junto ao rio Eu­frates e decapitado. († 628). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Bethsaleem, atual Iraque, Santo Anastácio, monge, martirizado no séc. VII. Suas relíquias foram levadas a Roma por uma comunidade persa cristã que fugia das perseguições. (M). Ver páginas 105-115: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver “Anastácio da Pérsia (em latimAnastasius), nascido Magundat, originalmente um soldado zoroastriano do exército sassânida, converteu-se ao cristianismo e foi martirizado em 628.

No Brasil é padroeiro dos municípios de Tamboril-CE e Santo Anastácio-SP”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Anastácio_da_Pérsia

5*.   No mos­teiro de Ro­mans, junto ao rio Isère, nos Alpes, ac­tu­al­mente na França, o se­pul­ta­mento de São Ber­nardo, bispo de Vi­enne, que, tendo pas­sado da mi­lícia de Carlos Magno para a mi­lícia de Cristo, dis­tri­buiu pelos po­bres a for­tuna her­dada do seu pai e cons­truiu dois ce­nó­bios, o de Am­bournay e o de Ro­mans, onde ter­minou a sua vida. († 842)

6*.   Em Sora, no Lácio, re­gião da Itália, São Do­mingos, abade, que fundou mos­teiros em vá­rias re­giões da Itália e re­con­duziu ou­tros à ob­ser­vância re­gular com o seu es­pí­rito de reformador. († 1031) Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Sora, Itália, São Domingos, monge beneditino, depois eremita, que por sua irradiação congregou e deu vida a várias comunidades religiosas. (M)

7*.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Maria Mancíni, que, de­pois de en­viuvar duas vezes e ter per­dido todos os fi­lhos, por con­selho de Santa Ca­ta­rina de Sena se­guiu a vida co­mu­ni­tária no mos­teiro de São Do­mingos, ao qual pre­sidiu du­rante dez anos. († 1431). Ver páginas 120-121: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

8*.   Em Como, na Lom­bardia, também na Itália, o Beato An­tónio della Chiesa, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que re­formou a vida re­gular em al­guns con­ventos, acom­pa­nhando a fra­gi­li­dade hu­mana com in­dul­gência e cor­ri­gindo-a com firmeza. († 1459)

9*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Patenson, pres­bí­tero e mártir, que, no rei­nado de Isabel I, foi con­de­nado à morte por causa do seu sa­cer­dócio; no cár­cere ainda re­con­ci­liou com a Igreja seis dos seus com­pa­nheiros de prisão; fi­nal­mente, de­ca­pi­tado na praça de Ty­burn, con­sumou o glo­rioso martírio. († 1592)

10.   Em Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, os santos Fran­cisco Gil de Frederich e Ma­teus Afonso de Leziniana, pres­bí­teros da Ordem dos Pre­ga­dores e már­tires, que no rei­nado de Trinh Doanh, de­pois de per­sis­tente pre­gação do Evan­gelho, con­ti­nuada no cár­cere, mor­reram glo­ri­o­sa­mente por Cristo ao fio da espada. († 1745)

11.   Em Roma, São Vi­cente Pallótti, pres­bí­tero, fun­dador da So­ci­e­dade do Apos­to­lado Ca­tó­lico, que com as suas obras e es­critos in­citou a vo­cação de todos os bap­ti­zados em Cristo para tra­ba­lhar ge­ne­ro­sa­mente pela Igreja. († 1850). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 1850, o Bem-Aventurado Vicente Palloti (também na Folhinha do Coração de Jesus), sacerdote, fundador da Sociedade do Apostolado Católico (X). Ver “Vincenzo “Vicente” Pallotti (Roma21 de abril de 1795 — Roma, 22 de janeiro de 1850) foi um presbítero católico italiano. Foi ordenado padre em 1818 aos 23 anos. Com a sua profunda vida espiritual, suas múltiplas atividades apostólicas e a realização profética do apostolado, influiu de modo relevante na história da Igreja no século XIX. Foi teólogo e doutor em filosofia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_Pallotti

12*.   Em Bor­déus, na França, o Beato Gui­lherme José Chaminade, pres­bí­tero, que exerceu com au­dácia o seu zelo pas­toral clan­des­ti­na­mente du­rante muito tempo e, pro­cu­rando con­gregar os fiéis leigos para pro­mover o culto da Virgem Santa Maria e as mis­sões ex­te­ri­ores, fundou o Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria Ima­cu­lada e a So­ci­e­dade de Maria. († 1850). Ver “O Bem-Aventurado Guilherme José Chaminade (em francêsGuillaume-Joseph ChaminadePérigueux8 de abril de 1761 — Bordéus22 de janeiro de 1850) foi um presbítero católico francês que sobreviveu à perseguição durante a Revolução Francesa e, mais tarde, fundou a Sociedade de Maria, comumente chamada de Marianistas, em 1817. Ele foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 3 de setembro de 2000, seu dia de festa é celebrado no dia 22 de janeiro.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Guilherme_José_Chaminade

13*.   Em Junin de los Andes, na Ar­gen­tina, a Beata Laura Vicunha, virgem, na­tural da ci­dade de San­tiago do Chile e aluna do Ins­ti­tuto de Maria Au­xi­li­a­dora, que aos treze anos ofe­receu a Deus a sua vida pela con­versão da sua mãe. († 1904). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Laura_Vicuña

– Ver “…Morro; eu mesma o pedi a Jesus. Faz dois anos que ofereci minha vida por ti, para pedir a graça de sua conversão, mamãe. Antes de morrer, terei a sorte de ver-te arrependida?… Mercedes, com os olhos marejados, lhe responde: “Te juro que farei o que me pedes. Deus é testemunha de minha promessa.” Finalmente, Laura sorri e diz a sua mãe:” Graças, Jesus! Graças, MarIa! Adeus, mamãe! Agora morro contente!” Assim morreu Laura Vicuña Pino, entregando sua vida para a conversão de sua mãe. Após a morte de Laura, sua mãe se escondeu durante algum tempo na Argentina antes de mudar-se a Temuco. Em 1906, retornou à cidade de Junín de los Andes, onde sua segunda filha, Amanda, se casou com Horácio Jones com a idade de 12 anos. Com o matrimônio de sua filha, muda-se a Freire, onde se casou na igreja e no civil com Malitón Parra, homem trabalhador e justo. Mercedes morreu em 17 de setembro de 1929[3].”: Laura Vicuña – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

14*.   Em Cas­tel­letto del Garda, lo­ca­li­dade do Vé­neto, re­gião da Itália, o Beato José Nascimbéni, pres­bí­tero, fun­dador do Ins­ti­tuto das Pe­quenas Irmãs da Sa­grada Família. († 1922)

15*.   Em Viena, na Áus­tria, o Beato La­dislau Batthyány-Strattmann, pai de fa­mília, que, dando tes­te­munho do Evan­gelho, tanto na vida fa­mi­liar como na so­ci­e­dade civil, pela san­ti­dade da sua vida e das suas obras, honrou como cristão o nome e dig­ni­dade de mé­dico e com grande ca­ri­dade se de­dicou à as­sis­tência dos en­fermos, para os quais fundou hos­pi­tais, onde re­cebia, sem ati­tude al­guma de van­glória, apenas po­bres e indigentes. († 1931)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 380, São Vicente, segundo bispo de Digne. De origem africana, fez parte de um dos primeiros grupos de missionários enviados à Provença. (M)

17. Em Embrun, na França, os santos Mártires Vicente, Orôncio e Vítor (também na Folhinha do Coração de Jesus), que foram coroados de martírio na perseguição de Diocleciano (Conforme Martirológio Romano da Editora Permanência, pág. 39). Ver “Vicente, Orôncio e Vítor (em latimVincentiusOrontius e Victor) são venerados como mártires pela Igreja Católica. A tradição relata que Vicente e Orôncio eram irmãos nascidos na cidade de Cimiez. Eles eram cristãos que foram evangelizados nos Pirenéus e foram mortos em Puigcerdà, juntamente com Vítor[1][2]. São Vicente não deve ser confundido com o santo homônimo – e mais famoso – São Vicente de Saragoça, que é comemorado no mesmo dia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente,_Orôncio_e_Vítor

18. Santa Lufthilda, virgem. Ver páginas 116-117: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

19. Bem-Aventurado Gautiers de Bruges, bispo e Confessor. Ver páginas 118-119: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

20. Outros santos do dia 22 de janeiro, 100-123: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 22 de janeiro, ver ainda: 22 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 149-151:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.