Santas e Santos de 12 de abril

Dia 12 de abril de 2021, Nossa Senhora da Penha, na Folhinha do Coração de Jesus.

– Ver FESTA DE NOSSA SENHORA DA PENHA NO ESPÍRITO SANTO: 09 DIAS DEPOIS DO SEGUNDO DOMINGO DE PÁSCOA… As comemorações da Festa de Nossa Senhora da Penha, tem data móvel, ela se inicia no Domingo de Páscoa e termina 09 dias depois. Neste período, todas as Arquidioceses e Dioceses do Espírito Santo fazem peregrinação ao Convento da Penha, para agradecer as Graças alcançadas, através da intercessão de Nossa Senhora.”: Vamos conhecer a história de Nossa Senhora da Penha no estado do Espírito Santo – Clube da Evangelização (cancaonova.com)

– Ver 08 de abril e 01 de setembro

Outras referências a Nossa Senhora da Penha:

Ver também:

                        =================================

1.   Em Fermo, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, Santa Vísia (Víssia), virgem e mártir. († data inc.)

2.   Na Via Au­rélia, a três mi­lhas de Roma, no ce­mi­tério de Ca­le­pódio, o se­pul­ta­mento de São Júlio I, papa, que, du­rante a per­se­guição ariana, de­fendeu te­naz­mente a fé ni­cena, pro­tegeu Ata­násio contra as acu­sa­ções, aco­lhendo-o du­rante o seu exílio, e con­vocou o Con­cílio de Sárdica. († 352). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 352, São Júlio I (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que colocou a autoridade da Sé Romana em auxílio de Santo Atanásio em sua defesa da ortodoxia da fé. Ver páginas 272-280: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver também “São Júlio I (em latimIulius) foi o 35º Papa da Igreja Católica, ocupando o trono de São Pedro de 06 de fevereiro de 337 até sua morte em 12 de abril de 352, sucessor do Papa Marcos e sendo sucedido pelo Papa Libério.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_J%C3%BAlio_I

3.   Em Ve­rona, na Ve­nécia, hoje no Vé­neto, re­gião da Itália, São Zenão, bispo, cuja di­li­gência e pre­gação con­duziu a ci­dade ao bap­tismo de Cristo. († c. 372). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. IV, São Zeno (ou Zenão), bispo de origem africana, eleito para a diocese de Verona. Grande mestre da doutrina batismal, “mistério da fecundidade da Igreja, virgem e mãe”. (M). Ver páginas 281-282: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver também “Zenão de Verona (em latimZeno Veronensis; em italianoZeno di Verona) foi ou um dos primeiros bispos de Verona ou um mártir, dependendo da tradição. É considerado santo pela Igreja Católica e pela Igreja Ortodoxa”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Zen%C3%A3o_de_Verona

4.   Na Ca­pa­dócia, na ac­tual Tur­quia, São Sabas o Godo (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que, du­rante a per­se­guição de­sen­ca­deada contra os cris­tãos por Ata­na­rico, rei dos Godos, três dias de­pois da Páscoa, por ter re­cu­sado comer ali­mentos imo­lados aos ídolos, de­pois de so­frer cruéis tor­mentos, foi lan­çado ao rio. († 372). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Romênia, no ano da graça de 372, a paixão de São Sabas, o Godo. (M). Ver páginas 286-290: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

5.   Em Gap, na Pro­vença, na ac­tual França, São Cons­tan­tino, bispo. († d. 517)

6.   Em Pavia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Da­mião, bispo, cuja carta sobre a ver­da­deira fé acerca da von­tade e acção em Cristo foi lida no Con­cílio III de Constantinopla. († 697)

7*.   Em Pário, no He­les­ponto, na ho­di­erna Tur­quia, São Ba­sílio, que, por de­fender as ima­gens sa­gradas, so­freu a fla­ge­lação, o cár­cere e o exílio. († 735)

8*.   Em Ponthieu, lo­ca­li­dade da Gália, hoje na França, Santo Er­kem­bodo, abade de Saint-Omer e si­mul­ta­ne­a­mente bispo de Therouanne. († 742)

9*.   No mos­teiro de Cava de Tir­réni, na Cam­pânia, re­gião da Itália, Santo Al­fério, fun­dador e pri­meiro abade do mos­teiro, que, tendo sido an­te­ri­or­mente con­se­lheiro de Guai­mário, duque de Sa­lerno, se fez dis­cí­pulo de Santo Odilão em Cluny e se­guiu com grande per­feição a ob­ser­vância da vida monástica. († 1050). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Itália, Santo Alfieri (ou Alfério). Inicialmente foi monge em Cluny, sob o abaciado de Santo Odilon. Convocado pelos príncipes de Salerno para reavivar a vida religiosa em seu principado de origem, fundou o mosteiro da Santíssima Trindade, em La Cava. (X)

– Ver página 292: VIDAS DOS SANTOS – 6.pdf (obrascatolicas.com)

10*.   No mos­teiro de Belém, junto a Lisboa, ci­dade de Por­tugal, o Beato Lou­renço, pres­bí­tero da Ordem de São Je­ró­nimo, a quem muitos pe­ni­tentes acor­riam por causa da sua in­signe piedade. († s. XIV)

11.   Em Los Andes, ci­dade do Chile, Santa Te­resa de Jesus (Joana Fer­nandez Solar), virgem, que, sendo no­viça da Ordem das Car­me­litas Des­calças, con­sa­grou a sua vida a Deus – como ela dizia – pela sal­vação do mundo pe­cador e morreu com a idade de vinte anos con­su­mida pela febre tifóide. († 1920)

12.   Em Ná­poles, na Itália, São José Moscáti, que, exer­cendo a pro­fissão de mé­dico, nunca deixou de se de­dicar à obra quo­ti­diana e in­can­sável de acudir aos en­fermos, não acei­tando re­com­pensa al­guma dos po­bres e, en­quanto pres­tava as­sis­tência mé­dica aos corpos, pro­cu­rava ao mesmo tempo for­ta­lecer as almas. († 1927)

-Ver em 16 de dezembro: São Giuseppe Moscati. Ver “Giuseppe Moscati (Benevento25 de julho de 1880 — Nápoles12 de abril de 1927) foi um médicocientista e professor universitário italiano observado tanto por seu trabalho pioneiro em bioquímica quanto pela sua piedade. Moscati foi canonizado pela Igreja Católica em 1987, sua festa é 16 de dezembro.[1]Em 2007 a TV italiana Rai Uno apresentou o filme “Moscati – O amor que cura”, dirigido por Giacomo Campiotti. Este filme é baseado em depoimentos de contemporâneos de Moscati, que conviviam com o famoso médico. Este filme biográfico descreve a vida de Moscati, entre 1903, quando o jovem médico se formou na universidade e 1927, quando Giuseppe Moscati morreu. Também… festa litúrgica é 12 de abril”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Giuseppe_Moscati

13.   Em San José, po­vo­ação do ter­ri­tório de Chi­pal­cingo, no Mé­xico, São David Uribe, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a tem­pes­tuosa per­se­guição contra a Igreja, so­freu o mar­tírio por Cristo Rei. († 1927)

14. Bem-Aventurado Anjo Carletti de Chivasso (também na Folhinha do Coração de Jesus, Santo Ângelo de Chivasso) confessor. Ver páginas 283-285: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

15. Em Braga, Portugal, no séc. IV, São Victor. Ainda catecúmeno, recusou-se a adorar os ídolos inanimados e confessou Cristo Jesus, Filho do Deus Vivo. Após muitos tormentos foi decapitado, e assim mereceu ser batizado em seu próprio sangue (Conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

– Ver página 291: VIDAS DOS SANTOS – 6.pdf (obrascatolicas.com)

– Ver também “São Victor de Braga, natural de Paços, perto de Braga, que no ano de 300, foi um cristão que foi martirizado por se ter recusado participar num cortejo para honrar a deusa Ceres. É comemorado a 12 de Abril.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Victor_de_Braga

16. Outros santos do dia 12 de abril: págs. 272-292 (vol.6): VIDAS DOS SANTOS – 6.pdf (obrascatolicas.com)

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”. 

R/: Demos graças a Deus!” 

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre 12 de abril, ver ainda: 12 de abril – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA: 

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/ 

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 321-323: 

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf 

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf 

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997 

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com 

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular. 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES) 

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver! 

Querida Mãe Maria, proteja-nos! 

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! 

Amém! 

* PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM! 

* OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. 

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA: 

barpuri@uol.com.br 

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! 

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho) 

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro) 

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém! 

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021) 

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!” 

Ver: 

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.