Santas e Santos de 19 de abril

1.   Na África Pro­con­sular, São Ma­pá­lico, mártir, que, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Décio, mo­vido pela pi­e­dade fa­mi­liar, re­co­mendou que à sua mãe e à sua irmã, im­pe­lidas sob tor­tura à apos­tasia, fosse con­ce­dida a paz ecle­siás­tica, en­quanto ele foi le­vado ao tri­bunal e co­roado com o mar­tírio. A ele se as­socia a me­mória de muitos ou­tros santos már­tires, que deram tes­te­munho da sua fé em Cristo, entre os quais Basso na pe­dreira, For­túnio no cár­cere, Paulo no tri­bunal, For­tu­nata, Vi­to­rino, Vítor, He­rémio, Cré­dula, He­reda, Do­nato, Firmo, Ve­nusto, Fruto, Júlia, Mar­cial e Aristão, todos eles mortos de fome no cárcere. († 250)

2.   Na an­tiga Pérsia, Santa Marta, virgem e mártir, que, no tempo do rei Sapor II, so­freu o mar­tírio no dia se­guinte ao as­sas­sínio do seu pai Pu­sício, no dia da Res­sur­reição do Senhor. († 341)

3.   Em An­ti­o­quia da Pi­sídia, na ac­tual Tur­quia, São Jorge, bispo, que morreu no exílio por de­fender o culto das sa­gradas imagens. († 818)

4*.   Em Fri­esen, lo­ca­li­dade dos Alpes da Ba­viera, na ac­tual Ale­manha, São Ge­roldo, ere­mita, que, se­gundo a tra­dição, viveu em re­gime de ri­go­rosa pe­ni­tência na re­gião de Voralberg. († c. 978)

5.   Na margem do Ta­misa, junto de Gre­enwich, na In­gla­terra, a paixão de Santo El­fego, bispo de Can­tuária e mártir, que, du­rante a de­vas­tação san­grenta dos Di­na­mar­queses na ci­dade, se ofe­receu a si mesmo para poupar o seu povo e, re­cu­sando ser res­ga­tado por di­nheiro, foi cru­el­mente fe­rido com ossos de ani­mais e fi­nal­mente degolado. († 1012). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Cantuária, Santo Elfego, bispo, que no momento da invasão dos vikings tentou socorrer a população e pacificar os invasores. (M).

Santo Alfego: ver “Prêso, foi morto como Santo Estêvão, o primeiro mártir: a pedradas, no dia 19 de abril de 1012…” págs. 97-99: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

– Ver também Santo Alfege da Cantuária. Ver “Alfege ou Ælfheah (em inglês antigoÆlfhēah, “elf-high”; WestonSomerset, 954 – Greenwich, 19 de abril de 1012), oficialmente lembrado pelo nome Alphege por algumas igrejas,[2][4] e também chamado de ElphegeGoduíno ou Godwine, foi um Bispo de Winchester anglo-saxão, depois Arcebispo da Cantuária. Tornou-se um anacoreta antes de ser eleito abade da Abadia de Bath. Sua notada piedade e santidade levaram à sua promoção para o episcopado, e, posteriormente, para seu arcebispado. Alfege promoveu o culto a Dunstano e também encorajou o aprendizado. Foi capturado pelos invasores viquingues em 1011 e morto por eles no ano seguinte após recusar que fosse pago um resgate por ele. Alfege foi canonizado como santo em 1078. Tomás Becket, arcebispo da Cantuária, mais tarde, orou por ele pouco antes de seu próprio assassinato na Catedral de Cantuária.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alfege_da_Cantu%C3%A1ria

6.   Em Roma, junto de São Pedro, São Leão IX, papa, que, de­pois de de­fender va­lo­ro­sa­mente a Igreja como bispo de Toul du­rante vinte e cinco anos, foi eleito para a sede ro­mana, onde, em cinco anos, con­vocou vá­rios sí­nodos para re­formar a vida do clero e ex­tin­guir a simonia. († 1054). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1054, São Leão IX. Bispo de Toul, de origem alsaciana, foi elevado ao Sumo Pontificado pela dieta de Worms em 1049, e depois confirmado pelo clero e pelo povo romano. Esforçou-se com sucesso para reanimar a vida da Igreja Latina, mas sofreu a dor de ver consumar-se o cisma entre o Oriente e o Ocidente. Os anátemas recíprocos lançados naquela ocasião foram suspensos em 7 de dezembro de 1965 pelo Papa Paulo VI e pelo Patriarca Atenágoras, abrindo assim o caminho para a unificação. (M). Ver págs. 71-91: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

– Ver também “Papa Leão IX, nascido Bruno de Eguisheim-Dagsbourg (EguisheimAlsácia21 de junho de 1002– 19 de abril de 1054Roma), foi papa de 12 de fevereiro de 1049 até a data de sua morte. Foi o 152º sucessor de são Pedro. Foi principalmente um papa viajante, trabalhando pela paz na Europa.[1][2][3]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Papa_Le%C3%A3o_IX

7*.   No mos­teiro de Saint-Bertin, no ter­ri­tório de The­rou­anne, na França, o pas­sa­mento de São Ber­nardo Penitente, que, para ex­piar com ri­go­rosa pe­ni­tência os pe­cados da ju­ven­tude, de­cidiu partir para o exílio e, des­calço, com vestes de feltro e con­ten­tando-se com parco ali­mento, se­guiu in­can­sa­vel­mente em pe­re­gri­nação para a Terra Santa. († 1182)

– Ver págs. 100-102: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

8.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o beato mártir Jaime Dukett, homem ca­sado, que, de­nun­ciado por vender na sua li­vraria li­vros ca­tó­licos, es­teve preso du­rante nove anos e foi en­for­cado no rei­nado de Isabel I, jun­ta­mente com o seu de­nun­ci­ante, a quem, prestes a morrer, in­citou a aceitar a morte pela fé católica. († 1602)

9. Santo Expedito. Lembrado em 19 de abril, “…Em Melitina, na Armênia, os santos mártir Hemógenes, Caio, EXPEDITO (também na Folhinha do Coração de Jesus) Aristônico, Rufo e Gálata (também na Folhinha do Coração de Jesus)todos coroados no mesmo dia”. Ver página 108: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf 

– Ver também “Santo Expedito foi possivelmente um cristão martirizado no século IV em Melitene, na Armênia. Nada se sabe sobre sua vida nem onde foi sepultado, e muitos pesquisadores questionam se ele de fato existiu. Contudo, formou-se um folclore ao seu redor e ele é objeto de grande devoção popular em muitos países como o santo das causas urgentes,[1][2][3] às vezes em sincretismo com figuras de outros credos.[4”:

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Expedito_de_Melitene

– Ver “Expeditus (morto em 303) também conhecido como Expedite, foi dito ter sido um centurião romano na Armênia que foi martirizado por volta de abril de 303 no que é hoje a Turquia, por se converter ao cristianismo. Considerado o santo padroeiro dos casos rápidos, ele é comemorado pela Igreja Católica em 19 de abril.”: Expeditus – Wikipedia

10. São Vicente de Colioro, mártir. Ver “…O corpo de São Vicente foi cuidadosamente conservado em Colioro ae o século XVII. Há uma tradição que diz que um soldado espanhol, quando do cêrco de 1642, levou-lhe as relíquias para Cancavella.” às págs. 92-93: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

11. Santo Ursimer, Abade-Bispo e Confessor. Ver “O santo abade-bispo foi sempre muito venerado. O seu culto perpetua-se entre as populações da velha província de Hainaut, para onde lhe transferiram as relíquias no ano de 1409, e em Aisne.” às págs. 94-96: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

12. Bem-Aventurado Werner, menino mártir. Ver “Werner nasceu em 1273, na aldeia de Wam- menrat, distante algumas milhas de Bacherach… Em 1428 levantaram-lhe magnífica igreja, e os vinhateiros da região tornaram-no como padroeiro’” às págs. 103-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

13. Bem-Aventurado Conrado de Áscoli. Ver “Conrado nasceu em Ascoli, na Marca de Ancona, numa família ilustre, em 1234… No dia 19 de abril de 1289, então em Ascoli, faleceu. Em 137, encontrado o corpo Ascoli sem qualquer corrupção, para a nova rgreja do convento O culto que se lhe rendia já de vou-o o papa Pio VL natal, teve magnífica sepul[1]o santo padre Nicolau IV, ao cardinalato, sentiu-lhe a de Conrado de transladârâÍrI-rro Iranciscano. longa data, a” às págs. 105-106: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

14. Na Armênia, no séc. IV, o martírio de São Caio e seus companheiros (Conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

15. No mesmo dia os santos mártires Sócrates (também na Folhinha do Coração de Jesus) e Dionísio, varados com lanças. Ver pág. 108: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. Outros santos do dia 19 de abril: págs: 71-108 (vol.07):   http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”. 

R/: Demos graças a Deus!” 

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre 19 de abril, ver ainda:  19 de abril – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA: 

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/ 

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 338-339: 

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf 

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf 

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997 

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com 

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular. 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES) 

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver! 

Querida Mãe Maria, proteja-nos! 

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! 

Amém! 

* PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM! 

* OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. 

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA: 

barpuri@uol.com.br 

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS! 

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho) 

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro) 

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém! 

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021) 

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!” 

Ver: 

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.