Santas e Santos de 10 de maio

1.   Co­me­mo­ração do Santo Job, ou São Jó, homem de ad­mi­rável pa­ci­ência na terra de Hus.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Iduméia, antes da era cristã, o Bem-Aventurado Jó. Homem íntegro e direito, provado por Deus em sua inocência, deu testemunho da transcendência dos desígnios divinos por sua fé obsequiosa. (M).

Ver páginas 238-251: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

2.   Em Mira, na Lícia, na ac­tual Tur­quia, São Di­os­có­rides, mártir. († data inc.)

3.   Em Len­tíni, na Si­cília, re­gião da Itália, os santos Álfio, Fi­la­délfio e Ci­rínio, mártires. († s. III)

4.   Em Roma, junto à Via La­tina, São Gor­diano, mártir, que foi se­pul­tado na cripta onde já an­te­ri­or­mente se ve­ne­ravam as re­lí­quias do mártir Santo Epímaco. († c. 300).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, o martírio de São Gordiano, juiz, e Santo Epímaco. Condenados à morte em datas diferentes, o primeiro em 362, e o segundo um século mais cedo, os dois são celebrados juntos porque foram enterrados no mesmo local. (M)

5.   Também em Roma, a co­me­mo­ração dos santos Quarto e Quinto, mártires. († c.s. IV).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, São Quarto e São Quinto, membros do clero de Cápua, que por causa de sua origem nobre foram levados para Roma para lá responderem por sua fé (M).

6*.   Na Ir­landa, São Congal, abade, que fundou o cé­lebre mos­teiro de Bangor e sempre pro­cedeu como pai sábio e guia pru­dente de uma grande pléiade de monges. († 622).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no começo do séc. VII, São Comgall, monge escocês. Fundou nas costas do Ulster o mosteiro de Bangor, que foi um centro de alta espiritualidade cristã até o tempo das invasões dinamarquesas. São Bernardo, em sua “Vida de São Malaquias”, não hesitava em considerar Bangor como “uma sementeira de santos que produziu muitos frutos para a glória de Deus” (X).

– Ver página 252: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

7.   Em Tá­ranto, na Apúlia, re­gião da Itália, São Ca­taldo, bispo e pe­re­grino, pro­va­vel­mente oriundo da Escócia. († c. s VII).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VII, São Cataldo. Monge irlandês, dirigiu por vários anos uma escola monástica, que deixou para fazer uma peregrinação a Jerusalém. No caminho de volta, recebeu a missão de reconduzir à fé cristã a população de Tarento, antes convertida pelo apóstolo Pedro, mas que depois havia voltado aos antigos erros (M).

8*.   Em Bourges, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, Santa So­lângia, virgem, que, se­gundo a tra­dição, se su­jeitou ao mar­tírio para con­servar a castidade. († c. s. IX).

Ver páginas 253-254, Santa Solange: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

9*.   Em Pon­toise, junto de Paris, na França, São Gui­lherme, pres­bí­tero, na­tural de In­gla­terra, que foi pá­roco in­signe pela sua pi­e­dade e zelo das almas. († 1195)

10*.   Em Pádua, no Vé­neto, re­gião da Itália, a Beata Be­a­triz d’Este, virgem, que fundou o mos­teiro de Gém­mola nas co­linas Eu­ga­neias e, no breve tempo da sua vida mo­nás­tica, per­correu um ca­minho árduo de santidade. († 1226).

Em Pádua, a bem-aventurada Beatriz do Este, virgem. Filha do marquês do Este de Ferrara, professou entre as religiosas beneditinas de Santa Margarida de Salarola. Mais tarde, retirou-se ao monte Gemmula, onde se distinguiu pela humildade e o amor à pureza. Faleceu com vinte anos, a 10 de maio de 1226. O corpo é venerado na igreja de Santa Sofia de Pádua. Teve o culto aprovado em 1763. Duas outras bem-aventuradas do mesmo nome são honradas no dia 18 de janeiro e 29 de julho. Ver página 255: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

11*.   Em Sena, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato Ni­colau Albergáti, bispo de Bo­lonha (conforme Martirológio Romano de 10 de maio), que en­trou ainda jovem na Ordem Car­tu­siana e, or­de­nado bispo, ajudou muito a Igreja com o seu zelo pas­toral e as suas mis­sões apostólicas. († 1443).  Bem-aventurado Nicolau Albergati, confessor.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 09 de maio, no ano do Senhor de 1443, o Bem-Aventurado Nicolau Albergati, cartucho, ordenado bispo de Bolonha em 1427. Nomeado Núncio Apostólico pelo Papa Martinho V, trabalhou com sucesso para restabelecer a paz entre a França e a Inglaterra.

– Ver páginas 221-222: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “Niccolò AlbergatiO.Cart. (23 de fevereiro de 1373 – 9 de maio de 1443) foi um cardeal italiano. Atualmente, é venerado como um beato da Igreja Católica.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Niccol%C3%B2_Albergati

Ver dia 09 de maio

– No VIDAS DOS SANTOS de 03 de março: Bem-Aventurado Nicolau Albergati, cartucho, bispo de Bolonha e cardeal. Ver páginas 156-163: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

12.   Em Mon­tilla, lo­ca­li­dade da An­da­luzia, na Es­panha, São João de Ávila (também na Folhinha do Coração de Jesus, São João D’Ávila), pres­bí­tero, que per­correu toda a re­gião como pre­gador de Cristo e, in­jus­ta­mente acu­sado de he­resia, foi en­cer­rado num cár­cere, onde es­creveu a parte mais im­por­tante da sua dou­trina espiritual. († 1569).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Andaluzia, no ano do Senhor de 1569, São João de Ávila. Filho de judeus convertidos a Cristo, foi ordenado presbítero depois de estudos feitos em Alcalá. Colocou seus talentos de orador a serviço do Evangelho e obteve numerosas conversões, entre as quais as dos futuros São João de Deus e São Francisco Bórgia (X).

– Ver “João de Ávila (em castelhanoJuan de Ávila) foi um sacerdotepregadorfilósofo escolástico e místico espanhol que foi declarado santo e Doutor da Igreja pela Igreja Católica. Ele é chamado de “Apóstolo da Andaluzia” por seu importante ministério na região.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_de_%C3%81vila

13*.   Em Za­greb, na Croácia, o Beato João Merz (Ivan Merz), que, tendo-se de­di­cado aos es­tudos hu­ma­nís­ticos e ao en­sino, deu aos jo­vens um pre­claro exemplo de edu­cador fun­da­men­tado na fé em Cristo e de leigo cristão em­pe­nhado no pro­gresso da sociedade. († 1928).

– Ver “Ivan Merz (Banja Luka16 de dezembro de 1896 – 10 de maio de 1928) era um leigo acadêmico croata, beatificado pelo Papa João Paulo II em 22 de junho de 2003 quando da visita deste a Banja Luka (Bósnia). Ivan Merz era o promotor do movimento litúrgico na Croácia e com Ivo Protulipac criou um movimento para jovens.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ivan_Merz

14*.   Em Cre­mona, na Itália, o Beato Hen­rique Recuschíni, pres­bí­tero da Ordem dos Clé­rigos Re­grantes Mi­nis­tros dos En­fermos, que prestou ser­viço com pro­funda sim­pli­ci­dade aos do­entes nos hospitais. († 1938)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, Santo Aureliano, bispo de Limoges, discípulo e primeiro sucessor de São Marcial, que o havia convertido à fé católica, (X)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 222, São Calépodo, sacerdote, que teve por companheiros de martírio um cônsul e toda a sua casa, um senador com mais sessenta e oito pessoas – cristãos – de sua família (M).

– O senador Simplício foi condenado ao mesmo suplício com a mulher, os filhos e sessenta e oito pessoas de sua família; anàlogamente Felix e Blanda (também na Folhinha do Coração de Jesus), sua esposa. Expuseram as cabeças dêstes santos mártires sobre diversas portas da cidade para intimidar os cristãos. Ver página 256: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

17.  No Martirológio Romano de 15 de abril: em Ka­lawao, na ilha de Mo­lokai, na Oce­ania, São Da­mião de Veuster (José de Veuster), pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Mis­si­o­ná­rios dos Sa­grados Co­ra­ções de Jesus e Maria, que se con­sa­grou com tanta mag­na­ni­mi­dade à as­sis­tência dos le­prosos, que também ele su­cumbiu atin­gido pela lepra. († 1889).

-São Damião de Molokai (também na Folhinha do Coração de Jesus de 10 de maio).

Damião de Molokai, Padre Damião, formalmente Jozef de Veuster, SS.CC. (Tremeloo, Bélgica, 3 de janeiro de 1840Molokai, Havai, Estados Unidos, 15 de abril de 1889) foi um missionário católico belga da Congregação dos Sagrados Corações, venerado especialmente pelos habitantes do arquipélago do Havai e pela cristandade em geral por ter dedicado a sua vida ao cuidado dos leprosos de Molokai, no reino do Havai.

Para os católicos, o Padre Damião é o patrono espiritual dos leprosos e marginalizados, incluindo os doentes de SIDA, e também do Estado do Havai. A sua festividade é celebrada no dia 15 de abril no Havai, mas o dia de festa da Igreja Católica é o dia 10 de maio. Foi beatificado em 1995 pelo papa João Paulo II e canonizado em 11 de outubro de 2009 pelo papa Bento XVI.

Em 1 de dezembro de 2005 o Padre Damião foi eleito o maior belga de todos os tempos numa votação organizada pela televisão aberta flamenga (VRT): https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Damião_de_Veuster

– Ver 15 de abril

18. Santo Antonino, arcebispo e Florença. Ver páginas 224-237: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “Antonino de Florença, O.P., (Antônio de FlorençaAntonio Pierozzi, também chamado De Forciglioni), foi um frade dominicano italiano, que se tornou Arcebispo de Florença. É venerado como santo pela Igreja Católica.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Antonino_de_Floren%C3%A7a  

VER 02 DE MAIO:

– Em Flo­rença, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, Santo An­to­nino, bispo, que, de­pois de se aplicar à re­forma da Ordem dos Pre­ga­dores, se con­sa­grou com vi­gi­lante pru­dência ao tra­balho pas­toral, res­plan­de­cendo pela sua san­ti­dade, rigor e doutrina. († 1459).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1459, Santo Antonino, dominicano italiano, que ocupou diversos cargos antes de ser nomeado auditor geral da Rota e arcebispo de Florença. Deixou obras de teologia moral, de direito canônico e de história que tiveram várias edições. Foi enterrado no convento de São Marcos que acabara de ser decorado por seu confrade Fra Angélico. (M)

19. São Nazário (também na Folhinha do Coração de Jesus). Em Milão, a invenção dos Santos Nazário e Celso, em memória do dia em que Santo Ambrósio, bispo, tendo encontrado o corpo de São Nazário coberto de sangue, que parecia ainda fresco, o transferiu para a igreja dos santos apóstolos com o do bem-aventurado Celso, menino que o santo mártir havia educado, e que o juiz Anolim mandara decapitar durante a perseguição de Nero, em 28 de julho, dia no qual se lhe soleniza a festa. Santo Ambrósio compôs esta inscrição: “Nazário gozou de uma eterna paz. A Cruz, que foi seu refúgio, ainda é seu refúgio”.

Ver dia 28 de julho. Ver páginas 256-257: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

20. Outros santos do dia 10 de maio: págs. 224-257 (vol.08): obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS DOS SANTOS – 8.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 10 de maio, ver ainda: 10 de maio – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 389-391: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.