Santas e Santos de 12 de novembro

1. Me­mória de São Jo­safat , também na Folhinha do Coração de Jesus (João Kun­cewicz), bispo de  Po­lotsk e mártir, que in­citou com in­ces­sante zelo o seu povo à uni­dade ca­tó­lica, cul­tivou com pi­e­doso amor o rito bi­zan­tino-es­lavo e, em Wi­tebsk, na Bi­e­lo­rússia, então sob a ju­ris­dição da Po­lónia, cru­el­mente per­se­guido por uma mul­tidão ini­miga, morreu pela uni­dade da Igreja e de­fesa da ver­dade católica. († 1623).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Vitebsk, na Rússia Branca, em 1623, o martírio de São Josafá. Nascido na ortodoxia, converteu-se à Igreja Rutena Unificada. Primeiro noviço do mosteiro basiliano da Santíssima Trindade de Vilna, na Lituânia, foi ali higúmeno e arquimandrita. Eleito arcebispo de Polosk, trabalhou sem descanso pela união das Igrejas, mas pagou com a própria vida a sua adesão à fé romana. (R).

– Ver páginas 17-19: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver “Fraternidade São Josafá… Fraternidade Sacerdotal São Josafá-Koncévitch (FSSJK) (em alfabeto cirílico ucraniano: Братство традиціоналістів Святого Йосафата) – sob o patrocínio de São Josafá Koncévitch (1584 – 1623) – é uma sociedade de vida apostólica ucraniana de rito oriental eslavo (rito grego da língua eslava), de vida comum sem votos e aliada à Fraternidade Sacerdotal São Pio X (FSSPX), sendo representante desta na Ucrânia e com mesma situação canônica oficial.

O superior da FSSJK é padre Basil Kovpak. O reitor do seminário – localizado em Lviv, é o padre Volodymyr Voznyuk. A ordenação sacerdotal dos seus seminaristas é conferida pelos bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X. A FSSJK é composta também por irmãs religiosas, assim como na FSSPX. Elas são as Irmãs Basilianas da Ucrânia[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Fraternidade_Sacerdotal_de_S%C3%A3o_Josaf%C3%A1 

– Ver “São Josafá. João Kuncevicz nasceu em Wladimir (Ucrânia), no ano de 1580, numa família de ortodoxos, ou seja, ligados à Igreja Bizantina e não à Igreja Romana.

Com a mudança de vida, mudou também o nome para Josafá, pois era comerciante; até que, tocado pelo Espírito do Senhor, abraçou a fé católica e entrou para a Ordem de São Basílio, na qual, como monge desde os 24 anos, tornou-se apóstolo da unidade e sacerdote do Senhor. Dotado de muitas virtudes e dons, foi superior de vários conventos, até tornar-se Arcebispo de Polotsk, em 1618, e lutar pela formação do Clero, pela catequese do povo e pela evangelização de todos.

São Josafá, além de promover com o seu testemunho a caridade para os pobres, desgastou-se por inteiro na promoção da unidade da Igreja Bizantina com a Romana; por isso conseguiu levar muitos a viverem unidos na Igreja de Cristo. Os que entravam em comunhão com a Igreja Romana, como Josafá, passaram a ser chamados de “uniatas”, ou seja, excluídos e acusados ​​de maus patriotas e apóstolos, segundo os ortodoxos.

Aconteceu que, numa viagem pastoral, Josafá, com 43 anos na época, foi atacado, maltratado e martirizado. Após ser assassinado, São Josafá foi preso a um cão morto e lançado num rio. Dessa forma, entrou no Céu, donde continua intercedendo pela unidade dos cristãos, tanto assim que os próprios assassinos, mais tarde, converteram-se à unidade desejada por Nosso Senhor Jesus Cristo.

São Josafá, rogai por nós!…”: https://santo.cancaonova.com/santo/sao-josafa-precursor-do-ecumenismo/

– Ver também “… Morte: Numa de suas visitas pastorais a uma paróquia sob seu governo, sua casa foi atacada. Muitos que o acompanhavam foram massacrados. São Josafa Kuncewicz, então, apresentou-se corajosamente diante dos inimigos e perguntou: “Porque vocês matam meus familiares se querem matar a mim?” Então, sem piedade, a multidão de cismáticos espancou e torturou São Josafa Kuncewicz. Depois, decidiram matá-lo e jogar seu corpo num rio. Era o dia 12 de novembro de 1623. Aconteceu em Vitebsk, na Bielorússia. O corpo de São Josafa Kuncewicz foi recuperado mais tarde e passou a ser venerado pelos católicos. Mais tarde, os assassinos do santo foram presos, passaram por um julgamento e foram condenados. Depois de certo tempo, arrependidos, converteram-se. A canonização de São Josafa Kuncewicz foi celebrada pelo Papa Pio IX, em 1876…”: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-sao-josafa-kuncewicz/187/102/

– Ver “… São Josaphat Kunsevich foi canonizado em 1867, o primeiro santo das igrejas orientais a ser formalmente canonizado após processo na Congregação de Ritos Sagrados. Quinze anos depois, o Papa Leão XIII deu sua festa a toda a igreja ocidental para esta data que os ucranianos e outros a mantêm em 12 de novembro, ou o ‘domingo seguinte, de acordo com o calendário juliano. Um resultado imediato do martírio foi uma repulsa em favor da catolicidade e da unidade, mas a controvérsia continuou a ser conduzida com uma amargura profana, e os dissidentes também tiveram seu mártir, o abade Atanásio de Brest, que foi condenado à morte em 1648. Por outro lado, o próprio Arcebispo Meletius Smotritsky acabou se reconciliando com a Santa Sé, e a grande reunião da Rutênia persistiu, com fortunas variadas, até depois da partição da Polônia. Os soberanos russos agregaram à força a maioria dos católicos rutenos à Igreja Ortodoxa da Rússia. Das aflições com que uma repetição da história atingiu o resto em nosso tempo, o Papa Pio XII deu testemunho suficiente, em sua carta encíclica “Orientales omnes” emitida no 350º aniversário da União de Brest em 1946…

… Em 1620 … os oponentes da união com Roma estabeleceram um arcebispo não romano de Polotsk para servir como rival. Logo eles conquistaram vários ucranianos católicos para longe do papa.
     À medida que Josafat lutava para trazer de volta suas ovelhas perdidas, a oposição pessoal contra ele se tornava cada vez mais intensa. Certo dia a uma multidão enfurecida, ele disse: “Vocês, povo de Vitebsk, querem me matar … Estou pronto para morrer pela sagrada união, pela supremacia de São Pedro e de seu sucessor, o Sumo Pontífice…”
     Algum tempo depois, uma gangue entrou em sua igreja. Gritando: “Mate o papista”, eles atiraram no arcebispo, esmagaram seu crânio e jogaram seu corpo no rio.
     A morte de São Josefá serviu apenas para encorajar os ucranianos em sua lealdade ao papa. Em nossos dias mais ecumênicos, a Igreja Católica está se esforçando para restabelecer a unidade com todas as igrejas ortodoxas por meio do diálogo amoroso. A este trabalho de reconciliação, podemos ter certeza, São Josafá está acrescentando suas próprias orações poderosas… Estaríamos prontos para morrer assim pela supremacia do papa sobre a igreja de Cristo?…”:”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember12.html

– Ver “… ORIENTALES OMNES ECLESIAS:…46. ​​A comunidade rutena recebeu outro adorno não menos importante e se beneficia de sua união com a Sé Apostólica ao ser agraciada com uma nobre companhia de confessores e mártires. Para preservar a sua fé intacta e para manter a sua zelosa lealdade aos Romanos Pontífices, estes não hesitaram em suportar todo o tipo de trabalhos e privações, ou mesmo em ir de boa vontade para a morte, no espírito daquela máxima do Divino Redentor: ” Bem-aventurado és tu, quando os homens te odeiam e te rejeitam e insultam, quando rejeitam o teu nome como algo mau, por causa do Filho do Homem. Quando esse dia chegar, regozije-se e exulte por ele; porque eis que uma rica recompensa os aguarda você no céu. “[13]

47. O primeiro deles a vir à nossa mente é o santo pontífice Josafá Kuntzevitch, cuja fortaleza invencível nós brevemente elogiamos acima. Quando foi assassinado por inimigos abandonados de nome católico, ele se ofereceu livremente aos assassinos e se entregou como vítima para provocar o mais rápido possível o retorno de seus irmãos dissidentes. Ele foi o maior mártir da fé católica e da unidade naquele período, mas não o único; não poucos, tanto do clero como dos leigos, receberam a mesma palma da vitória depois dele; alguns foram mortos com a espada, alguns atrozmente açoitados até a morte, alguns se afogaram no Dnieper, passando assim de seu triunfo sobre a morte para o céu…”: https://www.vatican.va/content/pius-xii/en/encyclicals/documents/hf_p-xii_enc_23121945_orientales-omnes-ecclesias.html

2.   Em An­cira, na Ga­lácia, hoje An­cara, na Tur­quia, São Nilo, abade, que, con­si­de­rado dis­cí­pulo de São João Cri­sós­tomo, di­rigiu muito tempo um mos­teiro e di­fundiu nos seus es­critos a dou­trina ascética. († c. 430).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 430, São Nilo, discípulo de São João Crisóstomo e fundador de um novo centro de oração na Galácia. (M)

3.   Em Mull, ilha da Es­cócia, São Ma­cário, bispo, oriundo da Ir­landa, que é con­si­de­rado dis­cí­pulo de São Co­lumba e fun­dador desta Igreja. († s. VI in.)

4*.   Em Vi­enne, na Bor­gonha, ac­tu­al­mente na França, Santo He­sí­quio (Esichio), bispo, que foi pro­mo­vido da dig­ni­dade se­na­to­rial à dig­ni­dade epis­copal. Foram seus fi­lhos, nas­cidos an­te­ri­or­mente, Santo Apo­li­nário, bispo da Igreja de Va­lence, e Santo Avito, que lhe su­cedeu na sede de Vienne. († d. 552)

5.   Nos montes da re­gião de Co­golla, perto de Berceo, na ac­tual Es­panha, Santo Emi­liano, pres­bí­tero, que, de­pois de muitos anos de vida ere­mí­tica e algum tempo de mi­nis­tério cle­rical, abraçou a vida mo­nás­tica e se tornou cé­lebre pela sua ge­ne­ro­si­dade para com os po­bres e pelo dom da profecia. († 574).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 574, a volta para Deus de Santo Emiliano, monge ibérico. Um mosteiro que tomou seu nome se desenvolveu no lugar onde o santo terminou seus dias. (M).

– Ver páginas 364-365: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

6.   Em Co­lónia, na Aus­trásia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Cu­ni­berto (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, de­pois das in­va­sões dos bár­baros, res­taurou na ci­dade e em toda a re­gião a vida da Igreja e a pi­e­dade dos fiéis. († 663).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 663, São Cuniberto, bispo que reorganizou a igreja de Colônia e protegeu o monaquismo. (M)

7.   Em Da­venter, na Frísia, na ac­tual Ho­landa, São Le­buíno ou Li­vino (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que, sendo monge oriundo da In­gla­terra, se de­dicou a anun­ciar aos ha­bi­tantes desta re­gião a paz e a sal­vação de Cristo. († c. 775)

8.   Em Ka­si­mierz, junto ao rio Warta, na Po­lónia, os santos Bento, João, Ma­teus e Isaac, már­tires, que, en­vi­ados a pro­pagar a fé na­quela re­gião da Po­lónia, foram de­go­lados de noite por al­guns la­drões. Com eles se co­me­mora também Cris­tiano, seu servo, que foi en­for­cado no te­lhado de uma capela. († 1003).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Polônia, em 1003, o martírio de cinco monges camaldulenses: Bento, João, Isaac, Mateus e Cristiano, todos mortos quando celebravam o Ofício Divino. (M)

9*.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato João Cíni, ape­li­dado «da Paz», que passou do ser­viço mi­litar ao ser­viço di­vino na Ordem Ter­ceira de São Francisco. († c. 1335)

10.   Em Al­calá de He­nares, na Es­panha, São Diogo, re­li­gioso da Ordem dos Me­nores, que, tanto nas ilhas Ca­ná­rias como no ce­nóbio de Santa Maria de Ara Caéli, em Roma, se dis­tin­guiu pela sua hu­mil­dade e ca­ri­dade no cui­dado dos enfermos. († 1463)

11.   Em Tu­liman, ci­dade do Mé­xico, São Mar­ga­rido Flores, pres­bí­tero e mártir, que, na grande per­se­guição contra a Igreja, por ser sa­cer­dote foi preso e fu­zi­lado, co­ro­ando assim a vida com um nobre martírio. († 1927)

12*.   Em Al­cúdia de Carlet, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato José Medes Ferrís, mártir, a quem, du­rante a per­se­guição contra a fé cristã, pela sua in­tré­pida fi­de­li­dade, o Se­nhor con­cedeu a re­com­pensa eterna. († 1936)

13. São Paterno, monge e mártir. Ver página 366: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver “…  No bairro de Sens, São Paternos, monge e mártir. Ele conheceu alguns ladrões em uma floresta próxima e, por tentar persuadi-los a emendar suas vidas, eles o mataram perto de Sens, na França…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember12.html

14. Outros santos do dia 12 de novembro: págs. 343-368, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIX – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 12 de novembro: 12 de novembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  870-872: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember12.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, ANJOS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS A GRAÇA, AMADO PAI, DE LUTAR COM ENTUSIASMO, CORAGEM E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS, SOBRETUDO, A DOCILIDADE DAS OVELHAS. PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Antão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guia para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

“… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember02.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!