Santas e Santos de 30 de janeiro (atualizado em 23.02.2022)

1.   Em Je­ru­salém, São Ma­tias, bispo, que, de­pois de muitos pa­de­ci­mentos por Cristo, des­cansou em paz. († s. II). Ver “Matias de Jerusalém (m. 120) foi um santo cristão do século II e bispo de Jerusalém. Durante o seu episcopado, ele teve que lidar com uma complicada situação política por causa da perseguição aos cristãos pelos romanos e por conta de uma revolta judaica[1].”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Matias_de_Jerusalém

2.   Em Edessa, no Os­roene, hoje San­liurfa, na Tur­quia, São Bar­simeu (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, se­gundo a tra­dição, foi du­ra­mente fla­ge­lado por amor de Cristo no tempo do im­pe­rador Décio, mas, ter­mi­nada a per­se­guição, ob­teve a li­ber­tação do cár­cere e passou o resto da sua vida em in­tensa ac­ti­vi­dade no go­verno da Igreja que lhe foi confiada. († s. III)

3.   Em Roma, a co­me­mo­ração de Santa Mar­tinha (também na Folhinha do Coração de Jesus), sob cujo tí­tulo o papa Dono de­dicou uma ba­sí­lica no foro romano. († 677).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 226, Santa Martina, virgem, martirizada por causa de sua fé cristă. É uma das padroeiras celestes de Roma. (M).

– Ver “Martina de Roma foi uma romana martirizada durante o reinado do imperador romano Alexandre Severo e padroeira de Roma.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Martina_de_Roma

4.   Em Chelles, no ter­ri­tório de Paris, ac­tu­al­mente na França, Santa Ba­tilde, rainha, que fundou ce­nó­bios sob a Regra de São Bento se­gundo os cos­tumes de Lu­xeuill; de­pois da morte do seu es­poso Clovis II, foi re­gente do reino e, du­rante o rei­nado de seu filho, passou os úl­timos anos da sua vida na ri­go­rosa ob­ser­vância da regra monástica. († 680).

– Ver páginas 283-287: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

– Ver “Batilda (626 – 30 de janeiro de 680)[2] foi uma aristocrata anglo-saxã vendida como escrava na França que casou com Clóvis II, rei da Nêustria e da Borgonha, que se tinha encantado com sua virtude e prudência. Com a morte de Clóvis, Batilda se tornou regente de seu filho Clótário, governando o reino com rara habilidade[3]. Ela aboliu a prática de comércio de escravos cristãos. Batilda fundou as Abadia de Chelles no departamento de Vale do Marne em 658, e a Abadia de Corbie em 659/661, na comuna de Corbie. A rainha morreu em 30 de janeiro de 680 e foi enterrada na referida Abadia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Batilda

5.   Em Mau­beuge, na Nêus­tria, na ac­tual França, Santa Al­de­gundes ou Al­de­gonda, aba­dessa, no tempo do rei Dagoberto. († c. 684).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na antiga província de Hainaut (Bélgica), no ano do Senhor de 684, Santa Aldegonda, virgem, que se consagrou a Deus sob a influência de Sua irmã Valdetrudes, abadessa de Mons. Fundou o mosteiro de Maubeuge, onde foi agraciada por visões místicas. (M). Ver página 288: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf  

6.   Em Pavia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Ar­men­tário, bispo, que de­po­sitou so­le­ne­mente o corpo de Santo Agos­tinho na ba­sí­lica de São Pedro «in Caelo Áureo», para ali tras­la­dado pelo rei Liutprando. († d. 731)

7.   A paixão de São Teó­filo o Jovem, mártir, que, sendo co­man­dante da frota cristã, foi cap­tu­rado pelos ini­migos junto a Chipre e con­du­zido a Harun, ca­lifa dos Sar­ra­cenos; e não po­dendo este obrigá-lo a negar a Cristo, nem com pro­messas nem com ame­aças, mandou que fosse pas­sado ao fio da espada. († 792)

8*.   Em Burgos, ci­dade de Cas­tela e Leão, ac­tual re­gião da Es­panha, Santo Ade­lelmo ou Lesmes, abade, que trans­formou num mos­teiro a ca­pela de São João com o hos­pício adjacente. († 1097)

9*.   Em Du­blin, na Ir­landa, o pas­sa­mento do Beato Fran­cisco Taylor, mártir, que, sendo pai de fa­mília, passou sete anos en­cer­rado no cár­cere por causa da sua fé ca­tó­lica e, con­su­mido pelas tri­bu­la­ções e pela idade avan­çada, ter­minou o mar­tírio no rei­nado de Jaime I. († 1584)

10.   Em Ku­ma­moto, ci­dade do Japão, os be­atos már­tires Oga­sawara Yo­sa­buro Gen’ya, sua es­posa Oga­sawara Miya Luísa, com nove fi­lhos e quatro servos da fa­mília Ogasawara.  Estes são os nomes dos fi­lhos már­tires: Oga­sawara Gen­pachi, Oga­sawara Mari, Oga­sawara Kuri, Oga­sawara Sa­sa­emon, Oga­sawara Sayu­emon, Oga­sawara Shiro, Oga­sawara Goro, Oga­sawara Tsuchi, Ogo­sawara Gonnosuke. († 1636).

– Ver “Em Kamamoto, Japão, o beato Ogasawara Gen`ya, sua esposa Miya Kagayama, seus nove filhos e quatro servos, que após sofrer exílio e perseguição e passar quarenta dias na prisão, foram decapitados no pátio do templo budista Zengo-In. Samurai. Ele foi decapitado com sua esposa Maria Miya Ogasawara e seus 9 filhos: Genpachi Ogasawara , Mari Ogawawara , Kuri Ogasawara , Sasaemon Ogawawara , Sayuemon Ogasawara , Shiro Ogasawara , Goro Ogasawara , Tsuchi Ogasawara , Gonnosuke Ogasawara e 4 servos no Japão.   Após o martírio de seus parentes – a família Kagayama – eles sofreram exílio e prisão, confessando sua fé cristã a todo tipo de ameaças. Eles receberam secretamente ajuda espiritual e sacramentos, especialmente do futuro mártir japonês, o Beato Padre Julián Nakaura. As cartas dos Ogasawara e Miya Kagayama e de alguns de seus filhos mártires foram preservadas, escritas da prisão, as quais refletem claramente suas atitudes mártires e de toda a família. Depois de passar quarenta dias na prisão, em 30 de janeiro de 1636, os cônjuges com seus nove filhos e quatro servos foram todos decapitados no pátio do templo budista Zengo-In em Kumamoto. 

Posteriormente, o túmulo da família Ogasawara foi descoberto, e dezesseis cartas foram encontradas, como um testamento, escritas da prisão”.: http://www.parroquiasanmartin.com/genyaogasawara.html

11.   Em Vi­terbo, na Tos­cana, hoje no Lácio, re­gião da Itália, Santa Ja­cinta Mariscótti (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem da Ordem Ter­ceira Re­gular de São Fran­cisco, que, de­pois de passar quinze anos em pra­zeres mun­danos, abraçou uma vida aus­te­rís­sima e pro­moveu ir­man­dades para a as­sis­tência dos idosos e para a ado­ração da San­tís­sima Eucaristia. († 1640). Ver páginas 289-292: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

12*.   Em Turim, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Se­bas­tião Valfré, pres­bí­tero da Con­gre­gação do Ora­tório de São Fi­lipe Néri, que tra­ba­lhou com todo o ardor na as­sis­tência aos po­bres, aos en­fermos e aos presos nos cár­ceres e, pela sua bon­dade e di­li­gente ca­ri­dade, con­duziu muitos a Cristo. († 1710)

– Ver “… Foram muitos os exemplos de sua percepção sobrenatural e do cumprimento de suas predições. Entre outros casos registrados, parece claro que ele sabia, alguns meses antes, a hora de sua própria morte. Isso ocorreu em janeiro30, 1710, quando ele estava perto de oitenta e um anos de idade. Foi beatificado em 1834…

… Como São Filipe, Bd Sebastião era sempre alegre, de modo que os homens o julgavam despreocupado e despreocupado. Isso foi ainda mais maravilhoso porque lemos uma história terrível de sua própria desolação espiritual e provações interiores. Ele foi perseguido por tentações de pensar que foi abandonado por Deus, que havia perdido sua fé e que nada além do Inferno o esperava; no entanto, mesmo quando estava perto dos oitenta anos, ele nunca relaxou seu trabalho apostólico pelas almas, pregando ao ar livre no frio cortante de janeiro para qualquer companhia de abandonados e párias que ele pudesse reunir ao seu redor. Nós o encontramos às vezes destemido em visitar até mesmo lugares de vício quando ele sentiu que Deus o chamou para interferir. Estranho dizer, sua intervenção nessas raras ocasiões parece ter sido maravilhosamente abençoada, e os rufiões mais brutais sentiram o poder de sua santidade, permanecendo envergonhados e estupefatos quando os denunciou em termos não medidos. Sua vida foi, de fato, o modelo do que deve ser conduzido por um pastor zeloso em uma cidade onde abundam a miséria e o mal, e não é de modo algum maravilhoso que ele tenha sido considerado por todos os seus contemporâneos como um santo…

Sebastião juntou-se aos oratorianos em Turim após sua ordenação ao sacerdócio. Tornou-se prefeito do Oratório e foi muito requisitado como diretor espiritual por causa do infindável cuidado que dedicava a cada um que o procurava em busca de ajuda. Mas ele não apenas esperou que os pecadores viessem até ele, ele os procurou e converteu muitos. Sebastião adquiriu em plena medida o espírito de São Filipe Néri, cuja alegria ele imitou mesmo nas mais dolorosas provações espirituais (Attwater2, Beneditinos) …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary30.html

13.   Em Seul, na Co­reia, o santo mártir Paulo Ho Hyob, que, sendo sol­dado, foi preso por causa da sua pro­fissão de fé cristã e sub­me­tido a cruéis tor­turas, de tal modo que, pela de­bi­li­tação das suas forças, pa­receu estar prestes a ceder; mas, ar­re­pen­dido, ime­di­a­ta­mente con­firmou di­ante do juiz a sua fé em Cristo; por isso ficou en­car­ce­rado du­rante muito tempo e, fi­nal­mente, en­fra­que­cido pelas fla­ge­la­ções, morreu no Senhor. († 1840)

14.   Em Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, São Tomé Khuong, pres­bí­tero e mártir, que na per­se­guição do im­pe­rador Tu Duc, per­ma­ne­cendo in­ven­cível na pro­fissão da fé cristã, foi me­tido no cár­cere e, ajo­e­lhado di­ante da cruz, morreu a golpe de machado. († 1860)

15.   Em Gua­da­la­jara, no Mé­xico, São David Galván, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição me­xi­cana, por de­fender a san­ti­dade do ma­tri­mónio, foi fu­zi­lado pelos sol­dados, sem pro­cesso ju­di­cial, e assim al­cançou a coroa do martírio. († 1915)

16*.   Em Ma­lonne, na Bél­gica, São Mu­ciano Maria (Luís Wiaux), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs, que con­sa­grou quase toda a sua vida a tra­ba­lhar, com in­fle­xível cons­tância e con­tínua ale­gria, na edu­cação dos jovens. († 1917)

17*.   No mos­teiro de São Bento de Ma­red­sous, também na Bél­gica, o Beato Co­lumba (José) Mar­mion, que, na­tural da Ir­landa, foi or­de­nado pres­bí­tero e eleito abade na Ordem de São Bento, onde res­plan­deceu como pai do ce­nóbio e guia das almas, pela san­ti­dade de vida, dou­trina es­pi­ri­tual e eloquência. († 1923)

18*.   Em Tor­rent, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, a Beata Cármen (Carmela) Garcia Moyon, mártir, que tra­ba­lhou di­li­gen­te­mente como edu­ca­dora da dou­trina cristã e, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, de­pois de ter re­sis­tido te­naz­mente à ten­ta­tiva de vi­o­lação, foi quei­mada viva pela fé de Cristo. († 1937)

19*.   Em Gdeszyn, ci­dade da Po­lónia, o Beato Se­gis­mundo Pisarski, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a guerra, por não re­nun­ciar à sua fé pe­rante os per­se­gui­dores, foi ex­pulso da sua igreja pa­ro­quial e fi­nal­mente preso e fuzilado. († 1943)

20. Em Milão, Santa Savina, também na Folhinha do Coração de Jesus, mulher piedosíssima, que adormeceu no senhor, quando orava sôbre o túmulo dos santos Nabor e Felix. Conf. Pág. 296:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

21. Santa Tiadilda, abadessa. Ver “… Everaldo e Geva, criada a sobrinha (Tiadilda), de comum acôrdo, não titubearam em abraçar a vida religiosa, consagrando as posses tôdas na ereção dum convento. Era a abadia de Freckenhorst, de Vestfália, que nascia. E Tiadilda, moça piedosa e tôda do Senhor, foi a primeira abadessa da comunidade, a qual edificou pelas virtudes de que era dotada e governou com prudência, sabedoria e doçura.” páginas 293-294: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

22. Três Hierarcas Sagrados. Ver: “Festa dos três santos padres, grandes hierarquias e professores ecumênicos, Basílio, o grande, Gregório, o teólogo, e João Crisóstomo – 30 de janeiro:

Feast of the Three Holy Fathers, Great Hierarchs and Ecumenical Teachers, Basil the Great, Gregory the Theologian, and John Chrysostom (archive.org)

– Ver também: Três Hierarcas Sagrados “Os Três Hierarcas Sagrados (em grego: Οι Τρείς Ιεράρχες) do Cristianismo oriental se referem à Basílio Magno (conhecido como Basílio de Cesareia), Gregório de Nazianzo (Gregório, o Teólogo) e São João Crisóstomo. Eles foram bispos muito influentes durante o Cristianismo primitivo e tiveram papéis fundamentais na formação da teologia cristã. No oriente, eles são também conhecidos como Três Grandes Hierarcas e Professores Ecumênicos, enquanto que no Catolicismo romano, os três são honrados como Doutores da Igreja. Os três são venerados como santos pelas Igrejas cristãs, Igreja Ortodoxa e Catolicismo, bem como no protestantismo, como pelo Anglicanismo e por uma série de outras igrejas cristãs.: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Tr%C3%AAs_Hierarcas_Sagrados

– Ver ainda “… Sinaxe dos Três Hierarcas: Basílio, o Grande, Gregório, o Teólogo, e João Crisóstomo. Durante o século XI, as disputas se alastraram em Constantinopla sobre qual dos três hierarcas era o maior. Alguns preferiram São Basílio (1º de janeiro), outros homenagearam São Gregório, o Teólogo (25 de janeiro), enquanto um terceiro grupo exaltou São João Crisóstomo (13 de novembro).
A dissensão entre os cristãos aumentou. Alguns se autodenominavam basilianos, outros se referiam a si mesmos como gregorianos e outros como jonitas.
Pela vontade de Deus, os três hierarcas apareceram a São João, o Bispo de Euchaita (14 de junho) no ano de 1084, e disseram que eram iguais diante de Deus. “Não há divisões entre nós, e nenhuma oposição uns aos outros.”
Ordenaram que as disputas parassem e que sua comemoração comum fosse celebrada em um único dia. O bispo John escolheu 30 de janeiro para sua festa conjunta, encerrando assim a controvérsia e restaurando a paz…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary30.html

VER 01 DE JANEIRO, 02 DE JANEIRO,

23.Outros santos do dia 30 de janeiro, às páginas 283-296: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 30 de janeiro, ver também: 30 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 165-168: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJanuary30.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.