Santas e Santos de 14 de agosto

1. Me­mória de São Ma­xi­mi­liano Maria Kolbe (Rai­mundo), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, fun­dador da Mi­lícia de Maria Ima­cu­lada, que, de­por­tado para di­versos lu­gares de ca­ti­veiro e en­cer­rado fi­nal­mente no campo de con­cen­tração de Aus­chwitz, pró­ximo de Cra­cóvia, na Po­lónia, se ofe­receu aos al­gozes para subs­ti­tuir um com­pa­nheiro de prisão con­de­nado à morte, trans­for­mando o seu mi­nis­tério num ho­lo­causto de ca­ri­dade e exemplo de fi­de­li­dade a Deus e aos homens. († 1941).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no campo de extermínio de Auschwitz, em 1941, São Maximiliano Maria Colbe (também na folhinha do Coração de Jesus), frade menor conventual polonês que se ofereceu para substituir um prisioneiro, pai de família, condenado à morte. Foi assassinado com uma injeção de veneno na véspera da Assunção da Virgem Imaculada (X).

– Ver “…São Maximiliano Maria Kolbe nascido Rajmund KolbeO.F.M. Conv. (Zduńska WolaPolônia8 de janeiro de 1894 – Auschwitz14 de agosto de 1941), foi um padre missionário franciscano da Polônia. Morreu como mártir no campo de extermínio de Auschwitz, como voluntário para morrer de fome no lugar de Franciszek Gajowniczek como castigo pela fuga de um outro prisioneiro, que lhe deu o privilégio de ser aceito pelo Estado de Israel como Justo entre as Nações.

Foi canonizado pelo seu compatriota, o Papa São João Paulo II, em 10 de Outubro de 1982, na presença de Franciszek, que sobreviveu aos horrores de Auschwitz. O próprio Papa, em numerosos textos, chama-o de “Santo do nosso século difícil”.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Maximiliano_Maria_Kolbe

– Ver SÃO MAXIMILIANO KOLBE

Também conhecido como

  • Apóstolo da Consagração a Maria
  • Maksymilian Maria
  • Massimiliano Maria Kolbe
  • Maximiliano Maria Kolbe
  • Rajmund Kolbe
  • Raymond Kolbe
  • prisioneiro 16670

Memorial

Perfil

São Max nasceu como Raymond Kolbe , o segundo de três filhos nascidos de uma família católica pobre e piedosa na Polônia ocupada pelos russos . Seus pais, ambos leigos franciscanos , trabalhavam em casa como tecelões . Seu pai , Julius, mais tarde dirigiu uma livraria religiosa , então se alistou no exército de Pilsudski, lutando pela independência polonesa da Rússia ; ele foi enforcado pelos russos como um traidor em 1914 . A mãe de Raymond , Marianne Dabrowska, mais tarde se tornou uma freira beneditina . Seu irmão Alphonse tornou-se padre .

Raymond era conhecido como uma criança travessa, às vezes considerada selvagem, e uma provação para seus pais. No entanto, em 1906 em Pabianice, Polônia , aos doze anos de idade, na época de sua primeira comunhão, ele recebeu uma visão da Virgem Maria que mudou sua vida.

Perguntei à Mãe de Deus o que seria de mim. Então ela veio até mim segurando duas coroas, uma branca e outra vermelha. Ela perguntou se eu estava disposto a aceitar qualquer uma dessas coroas. O branco significava que eu deveria perseverar na pureza, e o vermelho que eu deveria me tornar um mártir . Eu disse que aceitaria os dois– São Maximiliano

Raymond entrou no seminário franciscano júnior em Lwów, Polônia , em 1907 , onde se destacou em matemática e física . Por um tempo ele considerou abandonar o sacerdócio para os militares , mas acabou cedendo ao chamado para a vida religiosa, e em 4 de setembro de 1910 tornou-se noviço 

na Ordem Franciscana Conventual aos 16 anos. em 5 de setembro de 1911 , seus votos perpétuos em 1 de novembro de 1914 .

Estudou filosofia no Jesuit Gregorian College em Roma , Itália de 1912 1915 , e teologia no Franciscan Collegio Serafico em Roma de 1915 a 1919 . Em 16 de outubro de 1917 , ainda no seminário , ele e seis amigos fundaram o Movimento Imaculada ( Militia Immaculatae , Cruzada de Maria Imaculada ) dedicado à conversão dos pecadores, oposição à maçonaria (que era virulentamente 

anti – católica ), difundir o uso e devoção à Medalha Milagrosa (que usavam como hábito ), e a devoção a Nossa Senhora como caminho para Cristo.

Durante este período de trabalho em Roma , o Irmão Maximiliano foi acometido de tuberculose ; isso quase o matou e o deixou com a saúde frágil pelo resto de sua vida. Foi ordenado sacerdote em 28 de abril de 1918 em Roma , aos 24 anos. Obteve o grau de Doutor em Teologia em 22 de julho de 1922 ; seus insights sobre a teologia mariana ecoam hoje através de sua influência no Vaticano II .

O padre Maximilian voltou à Polônia em 29 de julho de 1919 para ensinar história no seminário de Cracóvia . Ele teve que tirar uma licença médica de 10 de agosto de 1920 a 28 de abril de 1921 para ser tratado de tuberculose no hospital de Zakopane, nas montanhas Tatra, no sul da Polônia . Em janeiro de 1922 iniciou a publicação da revista Cavaleiro da Imaculada com o objetivo de combater a apatia religiosa; em 1927 , a revista tinha uma tiragem de 70.000 por edição. Max foi forçado a tirar outra licença médica de 18 de setembro de 1926 a 13 de abril de 1927 , mas o trabalho continuou. Os conventos em que ele estava baseado não eram grandes o suficiente para seu trabalho, e em 1927 o príncipe polonês Jan Drucko-Lubecki deu-lhe terras em Teresin, perto de Varsóvia . Lá ele fundou um novo mosteiro de Niepokalanów, a Cidade da Imaculada , que foi consagrada em 8 de dezembro de 1927 . No seu auge o Cavaleiro da Imaculada teve uma tiragem de 750.000 cópias por mês. Um seminário júnior foi iniciado no local em 1929 . Em 1935 , a casa começou a imprimir um jornal católico diário, The Little Daily , com uma tiragem de 137.000 nos dias de trabalho, 225.000 nos domingos e dias santos.

Não contente com seu trabalho na Polônia , Maximilian e quatro irmãos partiram para o Japão em 1930 . Dentro de um mês de sua chegada, sem um tostão e sem saber japonês, Maximilian estava imprimindo uma versão japonesa do Cavaleiro ; a revista Seibo no Kishi cresceu para uma circulação de 65.000 em 1936 . Em 1931 ele fundou um mosteiro em Nagasaki, Japão comparável a Niepokalanów. Sobreviveu à guerra, incluindo o bombardeio atômico, e hoje serve como centro de trabalho

franciscano no Japão .

Em meados de 1932 , Max deixou o Japão para Malabar, na Índia , onde fundou uma terceira casa Niepokalanów. No entanto, devido à falta de mão de obra, não sobreviveu.

A saúde precária o forçou a reduzir seu trabalho missionário e retornar à Polônia em 1936 . Em 8 de dezembro de 1938 , Niepokalanów iniciou sua própria estação de rádio. Em 1939 , o mosteiro abrigava uma comunidade religiosa de quase 800 homens, a maior do mundo na época, e era completamente autossuficiente, incluindo instalações médicas e uma brigada de incêndio composta pelos irmãos religiosos .

O padre Max foi preso com vários de seus irmãos em 19 de setembro de 1939 , menos de três semanas após a invasão nazista da Polônia . Outros no mosteiro foram brevemente exilados , mas os prisioneiros foram libertados em 8 de dezembro de 1939 , e os homens voltaram ao trabalho. De volta a Niepokalanów, Kolbe continuou seu ministério sacerdotal . Os irmãos abrigaram 3.000 refugiados 

poloneses , dois terços dos quais eram judeus, e continuaram seu trabalho de publicação, incluindo materiais considerados antinazistas . Para este trabalho as prensas foram fechadas, a congregação suprimida, os irmãos dispersos e Maximilian foi preso na prisão de Pawiak em Varsóvia , Polônia , em 17 de fevereiro de 1941 .

Em 28 de maio de 1941 ele foi transferido para o campo de concentração de Auschwitz na Polônia ocupada e marcado como prisioneiro 16670 . Ele foi designado para um grupo de trabalho especial composto por padres e supervisionado por guardas especialmente cruéis e abusivos . Sua calma dedicação à  trouxe-lhe os piores empregos disponíveis e mais espancamentos do que qualquer outra pessoa. A certa altura, ele foi espancado, chicoteado e deixado para 

morrer . Os prisioneiros conseguiram contrabandeá-lo para o hospital do campo, onde ele passou seu tempo de recuperação ouvindo confissões. Quando ele voltou ao campo, Maximilian ministrou a outros prisioneiros , incluindo a realização de missas e entrega da comunhão usando pão e vinho contrabandeados.

Em julho de 1941 houve uma fuga do campo. O protocolo do acampamento, projetado para fazer os prisioneiros se protegerem , exigia que dez homens fossem mortos em retribuição por cada prisioneiro fugitivo . Francis Gajowniczek, um homem casado com filhos pequenos , foi escolhido para morrer pela fuga. Maximilian se ofereceu para tomar seu lugar e morreu como sempre desejou – em serviço.

Nascer

Morreu

Venerado

Beatificado

Canonizado

Patrocínio

Vitrine

informação adicional

Leituras

Kolbe é o santo padroeiro do nosso difícil século– Papa João Paulo II

Coragem, meus filhos, não vedes que partimos em missão? Eles pagam nossa passagem na barganha. Que boa sorte! A coisa a fazer agora é orar bem para ganhar o maior número de almas possível. Digamos então à Santíssima Virgem que estamos contentes e que ela pode fazer conosco o que quiser. – São Maximiliano Kolbe

O veneno mais mortal de nossos tempos é a indiferença. E isso acontece, embora o louvor de Deus não deva conhecer limites. Esforcemo-nos, portanto, para louvá-Lo na maior extensão de nossas forças– São Maximiliano Kolbe

Por Jesus Cristo estou preparado para sofrer ainda mais. – São Maximiliano Kolbe

Ninguém no mundo pode mudar a Verdade. O que podemos e devemos fazer é buscar a verdade e servi-la quando a encontrarmos. O verdadeiro conflito é o conflito interno. Além dos exércitos de ocupação e das hecatombes dos campos de extermínio, há dois inimigos irreconciliáveis ​​no fundo de cada alma: o bem e o mal, o pecado e o amor. E de que servem as vitórias no campo de batalha se nós mesmos somos derrotados em nosso íntimo? – São Maximiliano Kolbe no último número do Cavaleiro

Citação MLA

– Ver PAPA BENTO XVI – AUDIÊNCIA GERAL – Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

“… “Ave-Maria!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…: https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

2.   No Hi­lí­rico, na ho­di­erna Croácia, Santo Ur­si­cino, mártir. († s. IV)

– Ver “… Ele era um tribuno da Ilíria (atual Albânia ) servindo no exército do imperador Diocleciano (r. 284-305). Preso por ser cristão, ele foi decapitado em Nicomedia (na moderna Turquia). Ursicius de Nicomedia um tribuno do exército imperial de Illyrium, foi decapitado sob Diocleciano em Nicomedia (Beneditinos) M (RM)”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust14.html

3.   Em Apa­meia, na Síria, São Mar­celo, bispo e mártir, que foi morto pelos pa­gãos, en­fu­re­cidos por ele ter des­truído um templo de­di­cado a Júpiter. († c. 390).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, em Apaméia, na Síria, perto de 390, São Marcelo, bispo, martirizado por ter desejado fazer reconhecer a soberania de Cristo derrubando o templo de Júpiter. (M)

– Ver “… São Marcelo, Bispo de Apamaea, Mártir. Entre os empreendimentos do imperador Teodósio, o Grande estava a tentativa de cristianizar completamente o Império Romano, e em 380 ele e o co-imperador, Graciano, emitiram um decreto que todos os seus súditos deviam professar a fé dos bispos de Roma e Alexandria. Oito anos depois, ele enviou um oficial ao Egito, Síria e Ásia Menor, cujo dever era fazer cumprir um decreto de que todos os templos pagãos deveriam ser destruídos; essa política violenta foi executada de forma muito rude e, de maneira natural, despertou a raiva e o ressentimento dos pagãos. Quando o prefeito imperial chegou a Apamaea, na Síria, ele colocou seus soldados para trabalhar para demolir o templo de Zeus ali, mas era uma construção grande e bem construída e os soldados, sendo inexperientes em demolições sistemáticas, fizeram pouco progresso. O bispo do lugar era Marcelo. Ele disse ao prefeito para levar seus homens para o próximo trabalho e, em sua ausência, seriam procurados meios para destruir o templo com eficiência. No dia seguinte, um marinheiro veio ao bispo e disse que, se ele lhe pagasse o dobro do salário, ele mesmo poderia fazer o trabalho. São Marcelo concordou, e o homem começou a demolir o templo com o simples artifício de minar algumas das colunas de suporte, erguendo as fundações com madeira e, em seguida, queimá-lo, quase da mesma forma que um alto pedúnculo de chaminé é trazido para baixo hoje. Marcelo passou a tratar de outros templos dessa maneira, até que foi a um em certo lugar não identificado; este edifício era fortemente defendido por aqueles que nele cultuavam, e o bispo tinha “que assumir uma posição longe da cena do conflito, fora do alcance das flechas, pois ele sofria de gota e por isso também não foi capaz de lutar ou fugir”. Mas enquanto ele observava desse ponto de vista, alguns dos pagãos avançaram sobre ele, agarraram-no e mataram-no, jogando-o nas chamas. Os filhos de São Marcelo (ele era casado) depois quiseram se vingar de seus assassinos, mas o conselho da província os proibiu, dizendo que deveriam se alegrar por Deus ter considerado seu pai digno de morrer por Sua causa. Este São Marcelo não deve ser confundido com outro São Marcelo, nascido em Apamaea e abade em Constantinopla, cuja festa se celebra no dia 29 de dezembro (VER). O relato na Acta Sanctorum , agosto, vol. iii, parece ter reunido tudo o que se sabe sobre este Marcelo. Theodoret, Eccies . Hist ., Bk v, ch. 21, é a autoridade principal. Na arte, São Marcelo é mostrado derrubando uma estátua de Júpiter (Roeder).”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust14.html

4.   Em Roma, Santo Eu­sébio, que edi­ficou a igreja do seu tí­tulo no monte Es­qui­lino.

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no séc. IV, o Bem-Aventurado Eusébio, que fundou uma igreja no Esquilino, mais tarde a ele dedicada. Desde então, os fiéis, reconhecidos, nela celebram a cada ano o aniversário de sua morte (M). († s. IV-V).

– Ver “…Eusébio de Roma (m. c. 357) foi o fundador da igreja no Monte Esquilino, em Roma, que leva seu nome e está listado no Martirológio Romano como um dos santos venerados no dia 14 de agosto…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Eus%C3%A9bio_de_Roma

5.   Em Ross, na Ir­landa, São Fa­ca­nano, bispo e abade, que ali cons­truiu um mos­teiro, cé­lebre pelo en­sino de ci­ên­cias sa­gradas e humanas. († s. VI)

– Ver “… St Fachanan é outro santo irlandês de quem nenhuma biografia antiga sobreviveu. Ele é citado, porém, neste dia no Félirede Oengus e é descrito como “filho de Mongach, o filho do guerreiro, um belo cativo”. Há também uma referência passageira a ele e à sua escola na vida latina de São Moehoemog. Veja O’Hanjon, LIS., Vol. viii, pp. 191 seq.6º v. Fachanan de Ross B (AC). Morreu no final do século VI. Santo Fachanan pode ter sido o primeiro bispo de Ross, na Irlanda, da qual ele é o patrono. Ele fundou a escola monástica de Roscarbery (ou Ross-Altair em County Cork) e nomeou São Brendan como um de seus professores (Beneditinos, Montague).”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust14.html

6.   Em Ou­den­burg, na Flan­dres, ac­tu­al­mente na Bél­gica, o pas­sa­mento de Santo Ar­nolfo, bispo de Sois­sons, que deixou a vida mi­litar para abraçar a vida mo­nás­tica e, eleito bispo, tra­ba­lhou ar­du­a­mente pela paz e con­córdia, e morreu fi­nal­mente no mos­teiro por ele fundado. († 1087)

– Ver “Arnaldo de Soissons (1040–1087), também chamado Arnold ou Arnulf de Oudenburg, foi um santo católico de origem belga, conhecido como padroeiro dos coletores de lúpulo e dos cervejeiros da Bélgica… Em um de seus milagres mais conhecidos, o teto da cervejaria da abadia desabou, comprometendo boa parte do abastecimento. Santo Arnoldo, então, pediu a Deus para multiplicar o que sobrou da bebida e suas preces foram prontamente atendidas, fazendo a alegria dos monges e da comunidade.”: https://medium.com/cervejeiros-confessos/santos-cervejeiros-santo-arnaldo-de-soissons-ddda7b1ccc6c

7*.   Pró­ximo de Mon­te­ba­róccio, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Santo de Ur­bino Brancorsíni, irmão leigo da Ordem dos Menores. († 1390).

– Ver página 429-430: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

8*.   Em Otranto, na Apúlia, re­gião da Itália, cerca de oi­to­centos santos már­tires, que, cons­tran­gidos a re­negar a fé du­rante uma in­cursão dos sol­dados oto­manos, mas exor­tados por Santo An­tónio Primaldo, idoso te­celão, a per­se­verar na fé de Cristo, foram de­ca­pi­tados e re­ce­beram a coroa do martírio. († 1480).

– No VIDAS DOS SANTOS, o Bem-Aventurado Primaldi, com oitocentos outros mártires, em Otranto.

Ver páginas 422-427: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “… Mártires de Otranto, assim são chamados os 800 italianos assassinados durante o cerco dos otomanos em 1480 na cidade de Otranto e que foram canonizados no dia 12 de maio de 2013 pelo Papa Francisco.[1]

Depois da conquista de Constantinopla em 1453, o Império Otomano tinha como objetivo a expansão na Itália meridional. Por isto, em 28 de julho de 1480, uma esquadra com 140 navios e 15 mil homens desembarcou em Otranto, que na época era um vilarejo que não passava de 6 mil habitantes. O plano consistia em iniciar a conquista pela Itália meridional, naquele momento a cidade estava indefesa, já que o exército aragonês estava empenhado em lutas na Toscana. Os habitantes da cidade recusaram a rendição e esta ficou sob bombardeio até o dia 12 de agosto, quando caiu, os otomanos então a saquearam, profanaram a Catedral e assassinaram o bispo Stefano, todos os cônegos, clérigos e leigos que ali se refugiaram.[2]

No dia seguinte, o comandante da esquadra Gedik Achmed Paciá, cristão libanês convertido ao islamismo, obrigou a todos os homens acima de 15 anos de idade – cerca de oitocentos, fossem conduzidos ao acampamento turco e obrigados a negar a sua fé. A resposta foi dada prontamente em nome de todos pelo leigo Antônio Primaldo, que disse: “Nós acreditamos em Jesus Cristo Filho de Deus, em quem somos salvos. Preferimos morrer mil vezes do que O negar e de nos tornarmos mulçumanos“”.[3]

Diante da recusa Pasciá determinou a morte dos oitocentos que foram decapitados e tiveram os seus corpos dilacerados. Durante um ano os cadáveres ficaram expostos no local do martírio, na colina chamada dos mártires, até serem encontrados em maio de 1481, pelas tropas aragonesas que regressaram para libertar Otranto dos otomanos. Os seus restos mortais foram colocados na igreja ao lado, na fonte da Minerva, e depois transferidos para a Catedral, alguns desses corpos, por desejo de Afonso de Aragão foram levados para Nápoles.

Segundo o Cardeal Angelo Amato, sob o ponto de vista religioso “o comportamento desses 800 homens é um exemplo extraordinário de solidez cristã, de defesa da própria identidade batismal e é também um brado de liberdade de consciência humilhada pela negação dos direitos humanos fundamentais.”…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rtires_de_Otranto

9.   Em Na­ga­sáki, no Japão, os santos már­tires Do­mingos Ibáñes de Erquícia, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, e Fran­cisco Shoyemon, no­viço da mesma Ordem, ca­te­quista, que, em ódio ao nome cristão, foram mortos pelo co­man­dante su­premo To­ku­gawa Yemítsu. († 1633)

10*.   Em Co­riano, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a Beata Isabel Rénzi, virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Pi­e­dosas Mes­tras de Nossa Se­nhora das Dores, que de­dicou toda a sua energia para que as jo­vens po­bres ti­vessem uma for­mação hu­mana e ca­tequé­tica nas escolas. († 1859)

11*.   Em Pi­cas­sent, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato Vi­cente Ru­biols Castelló, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, deu tes­te­munho de Cristo com o martírio. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

12*.   Em El Saler, junto da ci­dade de Va­lência, na Es­panha, o Beato Félix Yuste Cava, pres­bí­tero e mártir, que, em vir­tude da sua in­tré­pida fi­de­li­dade, re­cebeu do Se­nhor a re­com­pensa eterna. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

13♦.   Perto de Bar­ce­lona, também na Es­panha, a Beata Maria do Pa­tro­cínio de São José (Maria de Puig­gra­ciós Jo­sefa Fran­cisca Badia Fla­quer), virgem da Ordem das Car­me­litas e mártir, que, na mesma per­se­guição, me­receu en­trar no ban­quete ce­leste. († 1936)

14. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de Nimega, na Holanda, São Verenfrido, monge inglês, que evangelizou os Países-Baixos juntamente com São Vilibrordo (M).

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. X, o Bem-aventurado Everardo (Santo Eberaldo, também na folhinha do Coração de Jesus), sacerdote da diocese de Estrasburgo, que se juntou ao bem-aventurado Beno de Metz em Einsiedeln, hoje abadia beneditina e célebre lugar de peregrinação mariana na Suíça. (X)

16. Santa Atanásia, também na folhinha do Coração de Jesus.

– Ver “Santa Atanásia era casada. Ela não só era casada, mas também duas vezes. Em ambas ela o fez com relutância.

A primeira vez que seus pais arranjaram um casamento com um oficial do exército. Embora Atanásia tivesse preferido a vida religiosa, ela prontamente atendeu aos desejos deles. Três semanas após o casamento, seu marido foi morto em uma batalha contra um grupo de invasores mouros da Espanha. A selvageria dessas incursões dizimou tanto a população de Egina que as autoridades aprovaram uma lei que torna o celibato ilegal. Então, Athanasia se casou novamente.
   Ela estava igualmente ligada ao seu segundo esposo. Juntos, eles levaram uma vida de boas obras e oração para que seu lar se tornasse um centro de atividade religiosa. Sua riqueza permitiu-lhes os meios para estender uma caridade considerável aos necessitados. Em uma divisão de trabalho, Athanasia visitava os enfermos em suas casas na cidade e no campo, enquanto seu marido permanecia em casa e dava ajuda a todos os que vinham a eles. Aos domingos, Athanasia dirigia grupos de leitura da Bíblia.
Após alguns anos de casamento, seu marido decidiu se tornar monge. Ele entregou todas as suas propriedades para Athanasia, para que ela pudesse continuar seu trabalho. Quando ele entrou no mosteiro, Atanásia transformou sua casa em um convento. As irmãs levaram uma vida extremamente austera, moderada pela hábil orientação de um abade chamado Matthias, que também sugeriu que mudassem o convento para um local mais isolado chamado Tamia.
  O mosteiro cresceu e prosperou tanto em Tamia que a fama de Atanásia chegou aos ouvidos da imperatriz em Constantinopla. Teodora, esposa do Imperador Teófilo, o Iconoclasta, chamou-a a Constantinopla para ajudá-la a restaurar a veneração das imagens. Atanásia permaneceu em Constantinopla por sete anos e adoeceu mortalmente logo após seu retorno a Tamia. No entanto, Atanásia continuou a frequentar o ofício divino até a véspera de sua morte (Beneditinos, Enciclopédia).
Na arte, Santa Atanásia é representada tecendo. Há uma estrela sobre ela ou em seu seio. Às vezes, a imagem incluirá a Imperatriz Theodora (Roeder). Ela é venerada na Igreja Oriental (Roeder)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust14.html

17. Bem-Aventurado Alberto Pandoni, bispo. Ver pág. 428: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver Beato Alberto Pandoni

Também conhecido como

  • Alberto de Piacenza
  • Alberto de Ferrara
  • Alberto…

“Bem-aventurado Alberto Pandoni”. CatholicSaints.Info . 14 de fevereiro de 2022. Web. 13 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/blessed-alberto-pandoni/ >

18. VER SANTAS E SANTOS DE 14 DE AGOSTO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

 <- OntemCalendárioAmanhã ->
Maximillian Kolbe (Memorial) — Alberto Pandoni Antônio Primaldo Arnulfo de Soissons Atanásia de Timia Calisto de Todi Demétrio da África Eberhard de Einsiedeln Eusébio da Palestina Eusébio de Roma Fachanan de Ross Guglielmo de Parma Marcelo de Apamea Sanctes Brancasino Ursício de Nicomédia WerenfridoMartirizado no Japão Domingo Ibáñez de Erquicia Francisco Shoyemon — Elisabetta Renzi Lourenço da FermoMartirizado na Guerra Civil Espanhola Ángel de la Red Pérez Ángel Marina Álvarez Antonio Luque Jurado Antonio Maria Martín Povea Antonio Tranco Andrés Arsênio de la Viuda Solla Basílio González Herrero Dionísio Pérez García Eduardo Sáinz Lantarón Ezequiél Prieto Otero Félix Yuste Cava Fernando Garcia de Dios Francisco Santos Caderno Joaquín Frade Eiras Jocund Bonet Mercadé José Garcia Libran Luis Suárez Velasco Manuel Fernández-Herba Pereira Natalio Camazon Junquera Ovídio Bravo Porras Pedro Lopez Delgado Ricardo Atanes Castro Sebastián Sáinz López Segundo Pérez Arias Vicente Rubiols Castelló
todos esses memoriais em uma única página

19. Outros santos do dia 14 de agosto, páginas: 422-431: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santase Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 14 de agosto, ver ainda: 14 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 635-637: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. https://catholicsaints.info/14-august/
  11. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust14.html#

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO”

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

          * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*      27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                ================                             

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.