Santas e Santos de 15 de agosto

DESTAQUE ESPECIAL 15 DE AGOSTO: SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DA VIRGEM MARIA

SO­LE­NI­DADE DA AS­SUNÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA (também na Folhinha do Coração de Jesus), Mãe de Deus e Nosso Se­nhor Jesus Cristo, que, ter­mi­nado o curso da sua vida ter­rena, foi ele­vada em corpo e alma à glória ce­leste. Esta ver­dade de fé re­ce­bida da tra­dição da Igreja foi so­le­ne­mente de­fi­nida pelo papa Pio XII. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, a solenidade do DORMITIO de Maria Santíssima foi celebrada no Oriente a partir do séc. VII, por decreto do imperador bizantino Maurício. Foi logo introduzida em Roma, pelo Papa oriental Sérgio I. Um século após, o termo “dormitio”, que significa “passagem para a outra vida”, deu lugar a “ASSUNÇÃO”. Em 1950 Pio XII promulgou uma definição dogmática declarando que Maria não precisou esperar, como as outras criaturas, o fim dos tempos, para obter também a ressurreição corpórea, colocando em evidência o caráter único de santificação pessoal da Mãe de Deus (R).

– Ver páginas 432-435: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver “… Munificentissimus Deus – Deus munificentíssimo (excessivamente munificente, excessivamente generoso  (em portuguêsO mais generoso Deus) são as primeiras palavras da constituição apostólica promulgada pelo Papa Pio XII em 1 de novembro de 1950, festa litúrgica de Todos os Santos – no ano do Jubileu Maior – e 12º. daquele pontificado através da qual definiu, ex cathedra, o dogma da Assunção da Virgem Maria aos Céus em corpo e alma. Este é o único decreto fundado na infalibilidade do Papa promulgado pelo Concílio Vaticano I….”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Munificentissimus_Deus

– Ver “… 44. “Pelo que, depois de termos dirigido a Deus repetidas súplicas, e de termos invocado a paz do Espírito de verdade, para glória de Deus onipotente que à virgem Maria concedeu a sua especial benevolência, para honra do seu Filho, Rei imortal dos séculos e triunfador do pecado e da morte, para aumento da glória da sua augusta mãe, e para gozo e júbilo de toda a Igreja, com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, dos bem-aventurados apóstolos s. Pedro e s. Paulo e com a nossa, pronunciamos, declaramos e definimos ser dogma divinamente revelado que: a imaculada Mãe de Deus, a sempre virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”…”: http://www.vatican.va/content/pius-xii/pt/apost_constitutions/documents/hf_p-xii_apc_19501101_munificentissimus-deus.html

– Ver PAPA PIO XII: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Pio_XII

– Ver “… 15 DE AGOSTO – ASSUNÇÃO DA VIRGEM MARIA 
  A Virgem Maria compartilha o destino celestial do Salvador em corpo e alma  

O Concílio Vaticano II afirma que a Virgem Imaculada “foi elevada em corpo e alma à glória celeste, quando terminou a sua vida terrena” (Lumen gentium, n. 59) …
O dogma da Assunção afirma que o corpo de Maria foi glorificado após a sua morte. De fato, enquanto para outros seres humanos a ressurreição do corpo acontecerá no fim do mundo, para Maria a glorificação de seu corpo foi antecipada por um privilégio especial …
Esta união, que se manifesta desde o tempo da miraculosa concepção do Salvador, na participação da Mãe na missão do Filho e especialmente na sua associação com o seu sacrifício redentor, não pode deixar de requerer uma continuação após a morte. Perfeitamente unida à vida e obra salvadora de Jesus, Maria compartilha de corpo e alma seu destino celestial …

A Assunção é, portanto, o culminar da luta que envolveu o amor generoso de Maria na redenção da humanidade e é fruto da sua participação única na vitória da Cruz. ( São João Paulo II Audiência geral de 2 de julho de 1997 – w2.vatican.va).

Ao ascender hoje ao céu, aumenta significativamente a felicidade das almas que nele habitam. A gloriosa Virgem, agora subida ao céu, aumentou significativamente a felicidade dos almas que o habitam. Ela é aquela cuja saudação é suficiente para emocionar os bebês ainda no útero (Lc 1: 41). Se a alma de uma criança por nascer ficou completamente cheia de alegria quando Maria falou, pode-se imaginar o que os habitantes do céu sentiram,
 aqueles que tiveram o privilégio de ouvir sua voz, contemplar seu rosto e desfrutar de sua presença.
E quanto a nós, meus queridos irmãos? Quais são as festividades que cercam sua Assunção?
… Precisamos participar, ainda que à distância, das celebrações e particularmente desta torrente de alegria que, neste dia, inunda a cidade de Deus e deságua em nossa terra. Nossa Rainha veio antes de nós e teve uma recepção tão maravilhosa que nós, seus humildes servos, podemos seguir com segurança os passos de nosso Soberano gritando com a Noiva do Cântico: “delicada é a fragrância de seus perfumes … corramos!” (Cântico dos Cânticos 1: 3).”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust15.html

– Ver ainda DORMIÇÃO DE MARIA “… A Dormição de Maria, também chamada de Dormição da Teótoco (em grego: Κοίμησις Θεοτόκου – Koímēsis, frequentemente latinizado como Kimisis, e Uspénie em língua eslava eclesiástica, termos que se referem ao ato de dormir), é uma das grandes festas da Igreja Ortodoxa e das Igrejas Ortodoxas Orientais e Católicas Orientais que comemora a “dormição” ou morte da Teótoco (Maria, literalmente traduzido como “portadora de Deus”), e sua ressurreição corporal antes de ser elevada ao céu. Ela é celebrada em 15 de agosto (28 de agosto no calendário juliano ainda observado por algumas denominações) como a Festa da Dormição da Mãe de Deus. A Igreja Apostólica Arménia celebra a Dormição não numa data fixa, mas no domingo mais próximo de 15 de agosto…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dormi%C3%A7%C3%A3o_de_Maria

OBSERVAÇÕES CONFORME O DIRETÓRIO DA LITURGIA E DA ORGANIZAÇÃO DA IGREJA NO BRASIL:

  1. HÁ LUGARES EM QUE A CELEBRAÇÃO DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA É HOJE; EM OUTROS LUGARES É NO DOMINGO MAIS PRÓXIMO. EM 2022, NESTE CASO, SERÁ DIA 21 DE AGOSTO;
  • O DIRETÓRIO DE LITURGIA DE 2022 DESTACA 31 TÍTULOS E PATROCÍNIO DE 15 DE AGOSTO

01.Belo Horizonte: Nossa Senhora da Boa Viagem: Titular da catedral e Padroeira municipal.

02.Campo Grande: Nossa Senhora da Abadia, Padroeira da Arquidiocese.

03.Fortaleza: Nossa Senhora da Assunção, Padroeira municipal.

04.Mariana: Nossa Senhora da Assunção, Padroeira da Arquidiocese.

05.Maringá: Nossa Senhora da Glória, Titular da catedral-basílica (menor), Padroeira da Arquidiocese e municipal.

06.São Paulo: Nossa Senhora da Assunção, Titular da catedral.

07.Sorocaba: Nossa Senhora da Ponte, Padrocira da Arquidiocese e municipal.

08.Vitória da Conquista: Nossa Senhora das Vitórias, Padroeira da Arquidiocese.

09. Uberaba: Nossa Senhora das Abadia, Padroeira municipal.

10.Alto Solimões:Nossa Senhora da Assunção, Padroeira diocesana.

11.Araçuaí: Nossa Senhora da Assunção, Padroeira diocesana.

12.Cruzeiro do Sul: Nossa Senhora da Glória, Titular da catedral.

13.Francisco Beltrão: Nossa Senhora da Assunção, Titular da concatedral.

14.Ilhéus: Nossa Senhora da Vitória, Padroeira diocesana secundária.

15.Jales: Nossa Senhora da Assunção, Titular da catedral.

16.Jundiaí: Nossa Senhora do Desterro, Titular da catedral, Padroeira diocesana e municipal.

17.Lages: Nossa Senhora dos Prazeres, Titular da catedral e Padroeira municipal.

18.Livramento de Nossa Senhora: Nossa Senhora da Assunção, Padroeira diocesana e municipal.

19.Lorena: Nossa Senhora da Glória, Titular da catedral.

20.Luz: Nossa Senhora da Assunção, Titular da catedral.

21.Nossa Senhora do Paraíso (SP): Padroeira da Eparquia Greco Melquita e Titular da catedral.

22.Oeiras: Nossa Senhora da Vitória, Titular da catedral.

23.Oliveira: NOSSA SENHORA DA OLIVEIRA, Titular da catedral e Padroeira municipal.

 NOSSA SENHORA DA OLIVEIRA, na Wikipedia em 02 de fevereiro. Ver “Nossa Senhora da Oliveira, ou simplesmente Senhora da Oliveira, é uma das invocações marianas ligadas à veneração pela Paixão de Cristo. Entre muitas outras localidades, é orago da Fajã de Cima (em Ponta DelgadaAçores), da Oliveira do Castelo (Guimarães), do Sobral da Abelheira (Mafra) e da vila de Tortosendo no concelho da Covilhã, onde segundo a lenda Nossa Senhora apareceu sobre uma Oliveira dando a uma menina paraplégica uma roca de fiar, a imagem de Nossa Senhora se venera na Igreja Matriz de Tortosendo onde tem lugar a sua festa no 1º Domingo de Setembro.

No Brasil, NOSSA SENHORA DE OLIVEIRA também é padroeira das cidades Oliveira e Senhora de Oliveira , ambas no estado de Minas Gerais, onde possuem uma igreja matriz de Nossa Senhora de Oliveira.

Existe a Igreja de Nsa. Sra. da Oliveira, no Distrito de Oliveira dos Campinhos, no município de Santo Amaro (Bahia), Bahia. Concluída a construção na segunda metade do século XVIII, por volta de 1770. Tombada pelo IPHAN, sob nº 788 do livro de história, em 24/06/1942.”: Nossa Senhora da Oliveira – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver também: FESTA DE NOSSA SENHORA DE OLIVEIRA. Pesquisa Google:

– Conforme informações da Mitra da Diocese de Oliveira, a FESTA DE NOSSA SENHORA DE OLIVEIRA é dia 15 de agosto.

24.Paranavaí: Nossa Senhora Mãe da Igreja, Padroeira Diocesana e Titular da catedral.

25.Patos de Minas: Nossa Senhora da Glória, Padroeira diocesana secundária.

26.Petrolina: Nossa Senhora dos Anjos, Padroeira municipal.

27.Picos: Nossa Senhora dos Remédios, Padroeira diocesana e Titular da catedral.

28.Rubiataba: Nossa Senhora da Glória, Padroeira diocesana e Titular da catedral.

29.Tocantinópolis: Nossa Senhora da Consolação, Titular da catedral e Padroeira municipal.

30.Valença: Nossa Senhora da Glória, Titular da catedral.

31.São Félix: Nossa Senhora da Glória, Titular da catedral e Padroeira municipal.

– Ver também … “Assunção da Virgem Maria, informalmente conhecida apenas por A Assunção, de acordo com a tradição da Igreja Católica Romana, da Igreja Ortodoxa, das Igrejas Ortodoxas Orientais e partes do Anglicanismo, foi a assunção do corpo da Virgem Maria no Céu ao final de sua vida terrestre…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Assunção_de_Maria

– Ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_da_Assun%C3%A7%C3%A3o

– Ver também OUTROS TÍTULOS DE MARIA NA WIKIPEDIA DE 15 DE AGOSTO:

https://pt.wikipedia.org/wiki/15_de_agosto

2. Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia, a co­me­mo­ração de São Tar­císio (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que, ao de­fender a San­tís­sima Eu­ca­ristia de Cristo que uma mul­tidão fu­riosa de gen­tios pre­ten­diam pro­fanar, pre­feriu ser ape­dre­jado até à morte, em vez de en­tregar aos cães as sa­gradas espécies. († c. 257).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, São Tarcísio, jovem cristão romano, assassinado por ter-se recusado a permitir a profanação do Corpo Eucarístico de Cristo, que trazia consigo (conforme inscrição damasiana). (M). Ver página 437: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tarc%C3%ADsio

3.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na Tur­quia, os santos Es­tratão, Fi­lipe e Eu­ti­quiano, mártires. († data inc.)

– Ver MÁRTIRES DA NICOMÉDIA:

Mártires da Nicomédia“. CatholicSaints.Info . 9 de janeiro de 2018. Web. 14 de agosto de 2022. <https://catholicsaints.info/martyrs-of-nicomedia-15-august/>

4.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Sim­pli­ciano, bispo, que Santo Am­brósio de­signou como seu su­cessor e Santo Agos­tinho ce­le­brou com grandes elogios. († 401)

5.   Co­me­mo­ração de Santo Alípio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Ta­gaste, na Nu­mídia, ac­tu­al­mente na Ar­gélia, que foi dis­cí­pulo de Santo Agos­tinho, de­pois seu com­pa­nheiro na con­versão, co­la­bo­rador no mi­nis­tério pas­toral, as­so­ciado na luta contra os he­reges e, fi­nal­mente, par­ti­ci­pante da mesma glória celeste. († c. 430). Conforme o Martirológio Romano Monástico, perto de 430, Santo Alípio. Bérbere da África do Norte, amigo íntimo de Santo Agostinho, que o havia seguido na conversão, foi sagrado bispo na Igreja de Tagaste. (M) Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Al%C3%ADpio_de_Tagaste

6*.   Em Hil­desheim, na Sa­xónia, re­gião da Ale­manha, Santo Al­fredo, bispo, que cons­truiu a igreja ca­te­dral e fa­vo­receu a fun­dação de vá­rios mosteiros. († 874)

7*.   Em Alba Regia, na Pa­nónia, hoje Sze­kes­fehervar, na Hun­gria, Santo Es­têvão, rei da Hun­gria, cuja me­mória se ce­lebra amanhã. († 1038)

8.   Em Cra­cóvia, na Po­lónia, São Ja­cinto, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que foi de­sig­nado por São Do­mingos para pro­pagar a Ordem nesta nação e, com o Beato Ceslau e Hen­rique Ger­mâ­nico, pregou o Evan­gelho nos ter­ri­tó­rios da Boémia e da Silésia. († 1257)

9*.   Em Sa­vi­gliano, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Aimão Ta­pa­rélli, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, in­can­sável de­fensor da verdade. († 1495)

10*.   Em Pal­lanza, pró­ximo de No­vara, também na Itália, a Beata Ju­liana de Busto Arsízio, virgem da Ordem de Santo Agos­tinho, in­signe pela sua in­ven­cível for­ta­leza de ânimo, ad­mi­rável pa­ci­ência e as­sídua con­tem­plação das re­a­li­dades celestes. († 1501)

11.   Em Roma, Santo Es­ta­nislau Kostka (na Folhinha do Coração de Jesus, em 13 de novembro), na­tural da Po­lónia, que, mo­vido pelo de­sejo de en­trar na Com­pa­nhia de Jesus, fugiu da casa pa­terna e em­pre­endeu a ca­mi­nhada a pé para Roma, onde, ad­mi­tido no no­vi­ciado por São Fran­cisco de Borja, viveu pouco tempo, re­a­li­zando ser­viços hu­mildes, e morreu com au­réola de santidade. († 1568).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1586, Santo Estanislau Kostka. Jovem príncipe polonês, de caráter fino e decidido, estudou em Viena e entrou, aos dezesseis anos de idade, no noviciado dos jesuítas em Roma, sob recomendação de São Pedro Canísio, mas colocou sua vida nas mãos de Deus dez meses depois (M).

– Ver “Estanislau Kostka ou Stanisław KostkaS.J., foi um jesuíta polaco canonizado pelo Papa Bento XIII, em 1726. Nasceu em Rostkowo, no condado de Przasnysz, na Polônia, em 28 de outubro de 1550 e morreu em Roma durante a noite de 14 a 15 de agosto de 1568. Entrou na Companhia de Jesus em RomaFesta litúrgica 15 de agosto e 13 de novembro”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Estanislau_Kostka

 – Ver também: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2018-08/papa-francisco-mensagem-polonia-santo-estanislau-kostka.html

– Ver Folhinha do Coração de Jesus de 13 de novembro. “13/11: SANTO ESTANISLAU KOSTKA. Santo Estanislau Kostka nasceu em 1550, na Polônia, de família nobre e influente. Em 1564, partiu para Viena a fim de estudar junto aos jesuítas. Com o fechamento do internato dos jesuítas, passou a residir juntamente com o. irmão e seu preceptor. Estes muito o fizeram sofrer, pela vida dissipada que levavam. Decidiu, então, ingressar na Companhia de Jesus. Fugiu secretamente para Dillingen, vestido de mendigo, a fim de despistar o irmão. Foi recebido por São Pedro Canísio. Em 1567 entrou no noviciado em Roma. Após dez meses de noviciado, caiu doente e seu estado foi se agravando cada vez mais. No dia da festa da Assunção, veio a falecer. Profundo devoto de Nossa Senhora, havia predito que morreria no dia de sua elevação ao céu. Era o ano de 1568 e ele tinha 18 anos. É considerado o padroeiro dos jovens. Ре. Нonório (Folhinha do Coração de Jesus, de 12/11/2010)”.

VER TAMBÉM 13 DE NOVEMBRO

12*.   Na ci­dade de Wendo, pró­ximo de Bu­sira, na a­tual Re­pú­blica De­mo­crá­tica do Congo, o Beato Isi­doro Ba­kanja, mártir, que, ini­ciado na fé cristã ainda jovem, a cul­tivou com di­li­gência e dela deu va­lo­roso tes­te­munho no seu tra­balho; por isso, em ódio à re­li­gião cristã, foi ator­men­tado com con­tí­nuas fla­ge­la­ções pelo di­rector da com­pa­nhia co­lo­nial onde tra­ba­lhava e, poucos meses de­pois, per­do­ando ao seu per­se­guidor, en­tregou o es­pí­rito a Deus. († 1909)

Santo Isidoro Bakanja. Ver “…Beato Isidoro Bakanja (Bokendela) (Congo), entre 1880/1890 – 15 de Agosto de 1909) foi um católico leigo mártir africano.

Conhecido como Mártir do Escapulário, pertencia à tribo dos Boangi. Ainda menino foi obrigado a trabalhar como pedreiro ou nos campos. Converteu-se ao cristianismo em 1906. Em seguida recebeu o escapulário e assim começou a fazer parte da “Família Carmelitana”. Enquanto trabalhava para os colonizadores em uma plantação em Ikili, foi proibido pelo patrão de catequizar os seus companheiros de trabalho que eram pagãos. No dia de 22 de abril de 1909 o superintendente, depois de rasgar o escapulário carmelita que Isidoro usava como testemunho visível da própria sua fé cristã, mandou açoitá-lo duramente até sangrar. Apesar das feridas causadas por este castigo, com fé suportava pacientemente e perdoava. Morreu, por consequência dos açoites, no dia 15 de Agosto, do mesmo ano.

Foi beatificado pelo Papa João Paulo II no dia 24 de Abril de 1994 durante a Assembléia Especial para a África.

Sua festa é comemorada dia 12 de Agosto”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Isidoro_Bakanja

– Ver BEATO ISIDORO BACANJA

Memorial

Perfil

Trabalhou como ajudante de pedreiro para colonos brancos no então Congo Belga e mais tarde conhecido como Zaire ou simplesmente 

Congo . Convertido , batizado em 6 de maio de 1906 , aos 18 anos, após receber instruções dos missionários trapistas . Rosário na mão, ele aproveitou qualquer oportunidade para compartilhar sua ; embora destreinado, muitos o consideravam um catequista .

Ele deixou sua aldeia natal porque não havia companheiros cristãos e trabalhou como doméstico em uma plantação de borracha belga . Muitos dos agentes belgas eram ateus que odiavam os missionários devido à sua luta pelos direitos dos nativos e justiça; os agentes usavam o termo “mon pere” para qualquer pessoa associada à religião. Isidore encontrou o ódio deles quando pediu licença para ir para casa. Os agentes recusaram e ele foi ordenado a parar de ensinar os colegas de trabalho a rezar : “Você terá toda a aldeia orando e ninguém vai trabalhar!” Ele foi instruído a descartar seu escapulário, e quando não o fez, foi açoitado duas vezes. Na segunda vez, o agente arrancou o escapulário do pescoço de Isidoro, mandou prendê-lo ao chão e depois espancou-o com mais de 100 golpes com um chicote de couro de elefante com pregos na ponta. Isidore foi então acorrentado a um único local 24 horas por dia.

Quando um inspetor chegou à fazenda, Isidoro foi enviado para outra aldeia. Ele conseguiu se esconder na floresta, depois se arrastou até o inspetor. “Vi um homem”, escreveu o inspetor horrorizado, “vindo da floresta com as costas dilaceradas por feridas profundas, purulentas e malcheirosas, coberto de sujeira, assaltado por moscas. Ele se apoiou em duas bengalas para chegar perto de mim – ele não estava andando; ele estava se arrastando”. O agente ateu que havia espancado Isidoro tentou matar “aquele animal do mon pere”, mas o inspetor o impediu. Ele levou Isidoro para casa para curar, mas Isidoro sabia que seu fim estava próximo. “Se você vir minha mãe , ou se for ao juiz, ou se encontrar um padre , diga a eles que estou morrendo porque sou cristão ”.

Dois missionários que passaram vários dias com ele relataram que ele recebeu com devoção os últimos sacramentos. Os missionários exortaram Isidoro a perdoar o agente; ele assegurou-lhes que ele já tinha. “Vou rezar por ele. Quando estiver no céu, orarei muito por ele”. Após seis meses de oração e sofrimento, ele morreu , rosário na mão e escapulário em volta do pescoço. Mártir .

Nascer

  • c. 1887 no nordeste da República do Congo

Morreu

Venerado

Beatificado

informação adicional

Citação MLA

13.   Em Chal­chihuites, na re­gião de Du­rango, no Mé­xico, os santos már­tires Luís Batis Sáinz, pres­bí­tero, Ma­nuel Mo­rales, pai de fa­mília, Sal­vador Lara Pu­ente e David Roldán Lara, que, na per­se­guição me­xi­cana, foram mortos em ódio ao nome cristão. († 1926)

– – VER “MÁRTIRES DA REVOLUÇÃO MEXICANA” (21 DE MAIO):

14*.   Em Bar­bastro, pró­ximo de Hu­esca, no ter­ri­tório de Aragão, na Es­panha, os be­atos Luís Mas­ferrer Vila, pres­bí­tero, e de­za­nove com­pa­nheiros[1], már­tires, re­li­gi­osos da Con­gre­gação dos Mis­si­o­ná­rios Fi­lhos do Ima­cu­lado Co­ração de Maria, que, du­rante a vi­o­lenta per­se­guição contra a Igreja, pu­seram nas mãos de Cristo a sua vida e foram juntar-se, na glória do Se­nhor, aos seus ir­mãos da Ordem as­sas­si­nados no dia an­te­rior e no mesmo lugar. São estes os seus nomes: José Maria Blasco Juan, Afonso Sor­ribes Tei­xidó, acó­litos; José Maria Badía Mateu, José Fi­gueiro Bel­trán, Edu­ardo Ri­poll Diego, Fran­cisco Maria Roura Farró, Agos­tinho Viela Ez­cúrdia, lei­tores; José Maria Amorós Her­nández, João Bai­xeras Be­ren­guer, Ra­fael Briega Mo­rales, Luís Es­calé Bi­nefa, Rai­mundo Illa Salvía, Luís Lladó Tei­xidó, Mi­guel Masip Gon­zález, Faus­tino Pérez Garcia, Se­bas­tião Riera Co­ro­mina, José Maria Ros Flo­rensa, Fran­cisco Castan Mes­se­guer e Ma­nuel Mar­tínez Ja­rauta, religiosos. († 1936)

– Ver CLARETIANOS MÁRTIRES DE BARBASTRO:

15*.   Em Al­ma­zora, lo­ca­li­dade pró­xima de Cas­tellón, no li­toral da Es­panha, o Beato José Maria Peris Polo, pres­bí­tero da So­ci­e­dade dos Sa­cer­dotes Ope­rá­rios Di­o­ce­sanos e mártir, que, na mesma per­se­guição, morto no ce­mi­tério, al­cançou a palma do martírio. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

16*.   Em Ma­drid, também na Es­panha, a Beata Maria do Sa­crário de São Luís Gonzaga (El­vira Mo­ragas Can­ta­rero), virgem da Ordem das Car­me­litas Des­calças e mártir na mesma perseguição. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

17*.   Também em Ma­drid, o Beato Do­mingos Maria de Al­bo­raya (Agos­tinho Hur­tado Soler), pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores, que, na mesma per­se­guição, por dar tes­te­munho de Cristo, re­cebeu a coroa do martírio. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

18*.   Em Mo­tril, lo­ca­li­dade pró­xima de Gra­nada, no li­toral da Es­panha, o Beato Vi­cente Soler, pres­bí­tero da Ordem dos Agos­ti­nhos Re­co­letos e mártir, que, na mesma per­se­guição, com de­zoito com­pa­nheiros de ca­ti­veiro por ele pi­e­do­sa­mente pre­pa­rados para a morte, foi con­de­nado à pena ca­pital e, fu­zi­lado junto aos muros do ce­mi­tério, al­cançou a glória do triunfo em Cristo. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

19*.   Em Palma de Gandia, lo­ca­li­dade da re­gião de Va­lência, também na Es­panha, o Beato Car­melo Sastre Sastre, pres­bí­tero e mártir, que, na mesma per­se­guição, se­guindo os passos de Cristo, com o au­xílio da graça al­cançou o reino da vida eterna. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

20*.   Em Tár­rega, po­vo­ação pró­xima de Bar­ce­lona, também na Es­panha, o Beato Jaime Bonet Nadal, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que, na mesma per­se­guição, como fiel dis­cí­pulo, me­receu a sal­vação no sangue de Cristo. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

21♦.   Em Ma­drid, também na Es­panha, o Beato José San­toja Pinsach, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que na mesma per­se­guição re­li­giosa en­tregou a sua alma a Deus. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

22♦.   Em Má­laga, também na Es­panha, os be­atos már­tires Ma­nuel For­migo Giráldez, pres­bí­tero da Ordem de Santo Agos­tinho, e Fran­cisco Mí­guez Fernández, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que, du­rante a mesma per­se­guição, al­can­çaram a palma da vi­tória no com­bate pela fé. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

23♦.   Em Caldas de Oviedo, nas As­tú­rias, também na Es­panha, o Beato Se­ve­riano Montes Fernández, pres­bí­tero da Ordem de Santo Agos­tinho e mártir, que, con­de­nado na mesma per­se­guição re­li­giosa, en­frentou a morte por Cristo com ânimo se­reno e grande fortaleza. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

24*.   Em Pádua, na Itália, o Beato Cláudio (Ri­cardo Gran­zotto), re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores, que soube aliar o exer­cício da pro­fissão re­li­giosa com a arte da es­cul­tura e em poucos anos con­se­guiu a vida per­feita na imi­tação de Cristo. († 1947)

25. Santo Arduíno, sacerdote. Ver página 436: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf  

– Ver “São Arduíno de Rimini“. CatholicSaints.Info . 15 de agosto de 2016. Web. 15 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/saint-arduinus-of-rimini/ >

26. SANTO ARNULFO DE METZ, SANTO ARNULFO DE SOISSONS (ARNOLFO, ARNOLDO, ARNOU…)

DOIS SANTOS (OU TRÊS SANTOS??), TRÊS DATAS: 18 DE JULHO, 14 DE AGOSTO E 15 DE AGOSTO

A. EM 18 DE JULHO (Nº 7)

B. EM 14 DE AGOSTO (Nº 6)

C. EM 15 DE AGOSTO (Nº 26)

  1. 18 DE JULHO, SANTO ARNOLFO:

– Em Metz, na Aus­trásia, a­tu­al­mente na França, Santo Ar­nolfo, ou Arnul (também na FOLHINHA DO CORAÇÃO DE JESUS DE 18 DE JULHO: ARNOLFO), bispo, que foi con­se­lheiro de Da­go­berto, rei da Aus­trásia, e de­pois, re­nun­ci­ando ao cargo, se re­tirou para a vida ere­mí­tica nos montes Vosgos. († 640).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 18 de julho, no ano do Senhor de 640, Santo Arnoldo. Inicialmente conselheiro do rei da Austrásia, foi depois encarregado da Igreja de Metz, e retirou-se, finalmente, para a solidão dos Vosges, onde foi chamado para cuidar dos leprosos. (M).

– Ver também Santo Arnulfo de Metz. Arnulfo de Métis ou Metz (c. 13 de agosto de 582 — ca. 18 de julho de 640) foi um nobre franco que teve grande influência nos reinos merovíngios como bispo, sendo depois venerado como santo. Ele também é conhecido pelo seu nome anglicizado, Arnoldo. Foi o 27º Bispo de Métis. Governou na prática com Pepino de Landen o reino da Austrásia, e depois tornou-se um eremita perto do mosteiro do Monte Habend, fundado por seu amigo Romarico.

É o fundador da dinastia dos Arnulfianos, aliada dos Pipínidas. Pai de Ansegisel, avô de Pepino de Herstal, tetravô de Carlos Magno, é o ancestral da Dinastia Carolíngia. Santo cristão, é celebrado localmente a 18 de julho.

Arnulfo parece ser uma das personalidades mais atraentes do reino da Austrásia: muito influente politicamente, bispo de Métis com imensa reputação, eremita religioso. Vida muito ocupada e muito intensa, pode ser muito interessante para o historiador, pois abrange três dimensões essenciais da época: Poder na sociedade, na igreja e no sagrado.[1]

Arnulfo é conhecido como o santo patrono dos cervejeiros.[8] Comemora-se seu dia em 18 de julho.[4] Na iconografia, ele é retratado com um ancinho em sua mão. Ele é frequentemente confundido nas lendas com Arnoldo de Soissons, que é outro santo patrono dos cervejeiros.[8]…:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arnulfo_de_Metz

– Ver ainda: a curiosa história do Santo padroeiro dos cervejeiros… “No ano de 627, Santo Arnulfo, se retirou a um mosteiro perto de Remiremont na França onde morreu e foi enterrado, em 640. No ano seguinte, os cidadãos de Metz pediram que seu corpo fosse exumado e levado a cidade para enterrá-lo na Igreja local. Enquanto carregavam o corpo de volta, vários fiéis sentiram-se cansados, esgotados e pararam numa taberna para comprar cerveja. Ao entrar, descobriram com tristeza que só havia uma garrafa e tiveram que compartilhar. Surpreendentemente a garrafa nunca acabou e todos puderam beber a cerveja e matar sua sede. O milagre foi atribuído a São Arnulfo e é a razão pela qual a Igreja o considera o santo padroeiro dos cervejeiros”. Ver em:https://pt.churchpop.com/curiosa-historia-do-santo-patrono-dos-cervejeiros-santo-arnulfo-de-metz/

– Ver ainda a linda história do Santo Arnolfo, Bispo de Metz, com vários outros santos de sua família, nas páginas 130-145 (18 de julho): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

  • 14 DE AGOSTO. OUTRO SANTO ARNOLFO.

Em Ou­den­burg, na Flan­dres, a­tu­al­mente na Bél­gica, o pas­sa­mento de Santo Ar­nolfo, bispo de Sois­sons, que deixou a vida mi­litar para abraçar a vida mo­nás­tica e, eleito bispo, tra­ba­lhou ar­du­a­mente pela paz e con­córdia, e morreu fi­nal­mente no mos­teiro por ele fundado. († 1087)

– Ver “Arnaldo de Soissons (1040–1087), também chamado Arnold ou Arnulf de Oudenburg, foi um santo católico de origem belga, conhecido como padroeiro dos coletores de lúpulo e dos cervejeiros da Bélgica… Em um de seus milagres mais conhecidos, o teto da cervejaria da abadia desabou, comprometendo boa parte do abastecimento. Santo Arnoldo, então, pediu a Deus para multiplicar o que sobrou da bebida e suas preces foram prontamente atendidas, fazendo a alegria dos monges e da comunidade.”: https://medium.com/cervejeiros-confessos/santos-cervejeiros-santo-arnaldo-de-soissons-ddda7b1ccc6c

– Ver SANTO ARNULFO DE SOISSONS

Também conhecido como

  • Arnoldus
  • Arnoul
  • Arnulfo
  • Arnolfo

Memorial

Perfil

nobre francês . Distinto soldado de carreira sob o rei Robert e o rei Henry I. Monge beneditino no mosteiro de Saint Medard , Soissons, França c. 1060 . Eremita , vivendo por três anos em uma pequena cela com quase nenhum contato com o exterior. Chamado a retornar à sua comunidade, tornou-se abade de sua casa. Ele tentou recusar a responsabilidade; a lenda diz que ele tentou fugir da casa, mas que um lobo bloqueou seu caminho e o forçou a voltar. Sacerdote . Bispo de Soissons , França em 1081 . Quando ofereceu o bispado pela primeira vez , ele respondeu: “Deixe um pecador oferecer a Deus alguns frutos da penitência; e não obrigue um louco a tomar sobre si um encargo que requeira tanta sabedoria.” Ele foi ordenado a assumir a posição, mas achou mais do que podia lidar. Quando um intruso o expulsou de sua sede , ele aproveitou a oportunidade como um sinal, renunciou e voltou à vida monástica . Fundou um mosteiro em Aldenburg, Flandres , onde viveu o resto de seus dias.

Nascer

Morreu

Patrocínio

Representação

informação adicional

Citação MLA

  • NASCEU 1040 E MORREU EM 1087 NO MOSTEIRO DE ALDENBURG. MEMORIAL 14 DE AGOSTO

São Arnulfo de Soissons”. CatholicSaints.Info . 12 de novembro de 2021. Web. 14 de agosto de 2022. https://catholicsaints.info/saint-arnulf-of-soissons/ >

– VER ARNULFO DE SOISSONS

Ver Memorial

Perfil

Nobre do século XIV de Brabante (na Bélgica moderna). Soldado, soldadoMonge em SoissonsFrançaBispo de Soissons. Desgastado tentando restaurar a ordem de sua diocese, ele se retirou para a Abadia Cisterciana de Aldenberg perto de ColôniaAlemanha.

Morreu

 São Arnulfo

 CatholicSaints.Info . 15 de agosto de 2016. Web. 14 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/saint-arnulphus-of-soissons/ >

Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 15 de agosto, no ano do Senhor de 1087, retorno para Deus de Santo Arnoldo, bispo de Soissons, zeloso empreendedor da reforma gregoriana. Terminou seus dias na abadia de Oudenbourg, perto de Bruges, que havia fundado depois de ter conseguido a pacificação de Flandres (X).

C. 15 DE AGOSTO – OUTRO SANTO ARNOLFO.

Em Metz, na Aus­trásia, atu­al­mente na França, Santo Ar­nolfo, ou Arnul (também na Folhinha do Coração de Jesus, 15 de agosto, ARNULFO), bispo, que foi con­se­lheiro de Da­go­berto, rei da Aus­trásia, e de­pois, re­nun­ci­ando ao cargo, se re­tirou para a vida ere­mí­tica nos montes Vosgos. († 640).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 18 de julho, no ano do Senhor de 640, Santo Arnoldo. Inicialmente conselheiro do rei da Austrásia, foi depois encarregado da Igreja de Metz, e retirou-se, finalmente, para a solidão dos Vosges, onde foi chamado para cuidar dos leprosos. (M).

– Ver também Santo Arnulfo de Metz, fundador da dinastia dos Arnulfianos, ancestral de Carlos Magno. Arnulfo de Métis ou Metz (c. 13 de agosto de 582 — ca. 18 de julho de 640) foi um nobre franco que teve grande influência nos reinos merovíngios como bispo, sendo depois venerado como santo. Ele também é conhecido pelo seu nome anglicizado, Arnoldo. Foi o 27º Bispo de Métis. Governou na prática com Pepino de Landen o reino da Austrásia, e depois tornou-se um eremita perto do mosteiro do Monte Habend, fundado por seu amigo Romarico.

É o fundador da dinastia dos Arnulfianos, aliada dos Pipínidas. Pai de Ansegisel, avô de Pepino de Herstal, tetravô de Carlos Magno, é o ancestral da Dinastia Carolíngia. Santo cristão, é celebrado localmente a 18 de julho.

Arnulfo parece ser uma das personalidades mais atraentes do reino da Austrásia: muito influente politicamente, bispo de Métis com imensa reputação, eremita religioso. Vida muito ocupada e muito intensa, pode ser muito interessante para o historiador, pois abrange três dimensões essenciais da época: Poder na sociedade, na igreja e no sagrado.[1]

Arnulfo é conhecido como o santo patrono dos cervejeiros.[8] Comemora-se seu dia em 18 de julho.[4] Na iconografia, ele é retratado com um ancinho em sua mão. ELE É FREQUENTEMENTE CONFUNDIDO NAS LENDAS COM ARNOLDO DE SOISSONS, QUE É OUTRO SANTO PATRONO DOS CERVEJEIROS.[8]

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arnulfo_de_Metz

– Ver ainda: a curiosa história do Santo padroeiro dos cervejeiros…” No ano de 627, Santo Arnulfo, se retirou a um mosteiro perto de Remiremont na França onde morreu e foi enterrado, em 640. No ano seguinte, os cidadãos de Metz pediram que seu corpo fosse exumado e levado a cidade para enterrá-lo na Igreja local. Enquanto carregavam o corpo de volta, vários fiéis sentiram-se cansados, esgotados e pararam numa taberna para comprar cerveja. Ao entrar, descobriram com tristeza que só havia uma garrafa e tiveram que compartilhar. Surpreendentemente a garrafa nunca acabou e todos puderam beber a cerveja e matar sua sede. O milagre foi atribuído a São Arnulfo e é a razão pela qual a Igreja o considera o santo padroeiro dos cervejeiros”. Ver em:https://pt.churchpop.com/curiosa-historia-do-santo-patrono-dos-cervejeiros-santo-arnulfo-de-metz/

– Ver também a linda história do Santo Arnolfo, Bispo de Metz, com vários outros santos de sua família e de seu tempo, nas páginas 130-145: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

  • 18 DE JULHO, SANTO ARNOLFO (TALVEZ O MESMO ARNULFO DE 18 DE JULHO – LETRA A.).

– Em Metz, na Aus­trásia, a­tu­al­mente na França, Santo Ar­nolfo, ou Arnul (também na FOLHINHA DO CORAÇÃO DE JESUS DE 18 DE JULHO: ARNOLFO), bispo, que foi con­se­lheiro de Da­go­berto, rei da Aus­trásia, e de­pois, re­nun­ci­ando ao cargo, se re­tirou para a vida ere­mí­tica nos montes Vosgos. († 640).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 18 de julho, no ano do Senhor de 640, Santo Arnoldo. Inicialmente conselheiro do rei da Austrásia, foi depois encarregado da Igreja de Metz, e retirou-se, finalmente, para a solidão dos Vosges, onde foi chamado para cuidar dos leprosos. (M).

– Ver também Santo Arnulfo de Metz. Arnulfo de Métis ou Metz (c. 13 de agosto de 582 — ca. 18 de julho de 640) foi um nobre franco que teve grande influência nos reinos merovíngios como bispo, sendo depois venerado como santo. Ele também é conhecido pelo seu nome anglicizado, Arnoldo. Foi o 27º Bispo de Métis. Governou na prática com Pepino de Landen o reino da Austrásia, e depois tornou-se um eremita perto do mosteiro do Monte Habend, fundado por seu amigo Romarico.

É o fundador da dinastia dos Arnulfianos, aliada dos Pipínidas. Pai de Ansegisel, avô de Pepino de Herstal, tetravô de Carlos Magno, é o ancestral da Dinastia Carolíngia. Santo cristão, é celebrado localmente a 18 de julho.

Arnulfo parece ser uma das personalidades mais atraentes do reino da Austrásia: muito influente politicamente, bispo de Métis com imensa reputação, eremita religioso. Vida muito ocupada e muito intensa, pode ser muito interessante para o historiador, pois abrange três dimensões essenciais da época: Poder na sociedade, na igreja e no sagrado.[1]

Arnulfo é conhecido como o santo patrono dos cervejeiros.[8] Comemora-se seu dia em 18 de julho.[4] Na iconografia, ele é retratado com um ancinho em sua mão. Ele é frequentemente confundido nas lendas com Arnoldo de Soissons, que é outro santo patrono dos cervejeiros.[8]…:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arnulfo_de_Metz

– Ver ainda: a curiosa história do Santo padroeiro dos cervejeiros… “No ano de 627, Santo Arnulfo, se retirou a um mosteiro perto de Remiremont na França onde morreu e foi enterrado, em 640. No ano seguinte, os cidadãos de Metz pediram que seu corpo fosse exumado e levado a cidade para enterrá-lo na Igreja local. Enquanto carregavam o corpo de volta, vários fiéis sentiram-se cansados, esgotados e pararam numa taberna para comprar cerveja. Ao entrar, descobriram com tristeza que só havia uma garrafa e tiveram que compartilhar. Surpreendentemente a garrafa nunca acabou e todos puderam beber a cerveja e matar sua sede. O milagre foi atribuído a São Arnulfo e é a razão pela qual a Igreja o considera o santo padroeiro dos cervejeiros”. Ver em:https://pt.churchpop.com/curiosa-historia-do-santo-patrono-dos-cervejeiros-santo-arnulfo-de-metz/

– Ver ainda a linda história do Santo Arnolfo, Bispo de Metz, com vários outros santos de sua família, nas páginas 130-145 (18 de julho): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf

27. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 1145 o Bem-Aventurado Ruperto, abade beneditino, que deu um novo impulso à abadia de Ottobeuren, na Baviera (X).

29. São Basílio, o louco por Cristo (Igreja Ortodoxa): https://pt.wikipedia.org/wiki/Bas%C3%ADlio,_o_Louco_por_Cristo

30. 15 de agosto na IGREJA ORTODOXA: https://pt.wikipedia.org/wiki/15_de_agosto_na_Igreja_Ortodoxa

31. VER SANTAS E SANTOS DE 15 DE AGOSTO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Assunção da Virgem Maria (solenidade) Nossa Senhora de La Vang Nossa Senhora de Madhu Nossa Senhora da Abadia Nossa Senhora do Patrocínio — Aimo Taparelli Alberto Berdini de Sarteano Alípio de Tagaste Alfredo de Hildesheim Arduino de Rimini Arnulfo de Soissons Cláudio Granzotto Elisabetta del Paraíso Fernando de Pazos George Halley Isidoro Bakanja Juliana Puricelli Maria del Paraíso Napoleão de Alexandria Pio Alberto del Corona Simpliciano de Milão Stanislau Kostka TarcísioMartirizado na Revolução Mexicana David Roldán Lara Luis Batiz Sainz Manuel Moralez Salvador Lara Puente Mártires de Nicomédia – 3 santosMartirizado na Guerra Civil Espanhola Claretianos Mártires de Barbastro – 48 beati Agustì Ibarra Angüela Agustín Hurtado Soler Bartolomé Cantador González Carmelo Sastre e Sastre Cayetano Garcia Martínez Clemente Vea Balaguer Elvira Moragas Cantarero Francisco Míguez Fernández Frutuoso Pérez Márquez Ildefonso Alberto Flos Isidoro Fernández Rubio Isidra Fernández Palomero de Fernández Jaume Bonet Nadal Joan Ceró Cedó José Maria Peris Polo Josep Santonja Pinsach Juan Francisco Barahona Martín Juan José Vivas-Pérez Bustos Juan Mesonero Huerta Luis Belda Soriano de Montoya Luis Ros Ezcurra Manuel Formigo Giraldez Miguel Alberto Flos Pedro Gambín Pérez Sebastià Balcells Tonijuan Severiano Montes Fernández Teodoro Martín Camacho Vicente Soler Munárriz — Gioconda de Roma Juan de Sevilha
todos esses memoriais em uma única página

32. Outros santos do dia 15 de agosto, páginas: 432-437: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes , muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 15 de agosto, ver ainda: 15 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 637-641: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. https://catholicsaints.info/15-august/
  11. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust15.html#

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO”

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

            * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*        27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                         ================                                  

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.