16 de agosto – Reflexão

Ser Primeiro!

16 de agosto de 2022
Terça-feira da Vigésima Semana do Tempo Comum
Leituras para hoje

Santo Estêvão da Hungria – Memorial opcional

“Mas muitos primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros”.  Mateus 19:30

Esta pequena linha, colocada no final do Evangelho de hoje, revela muito. Revela uma contradição entre o sucesso mundano e o sucesso eterno. Muitas vezes buscamos o sucesso mundano e deixamos de buscar as riquezas que duram para a eternidade.

Vamos começar com os “muitos que são os primeiros”. Quem são essas pessoas? Para entender isso, devemos entender a diferença entre o “mundo” e o “Reino de Deus”. O mundo se refere a uma popularidade puramente vã dentro de qualquer cultura. Sucesso, prestígio, vanglória e coisas semelhantes acompanham a popularidade e o sucesso mundanos. O maligno é o senhor deste mundo e muitas vezes procurará levantar aqueles que servem à sua vontade profana. Mas, ao fazê-lo, muitos de nós são atraídos e atraídos por essa forma de notoriedade. Isso é um problema, especialmente quando começamos a assumir nossa identidade nas opiniões dos outros.

Os “muitos que são os primeiros” são aqueles que o mundo eleva como ícones e modelos desse sucesso popular. Esta é uma afirmação geral que certamente não se aplica a todas as situações e pessoas em particular. Mas a tendência geral deve ser reconhecida. E de acordo com esta Escritura, aqueles que forem atraídos para esta vida serão os “últimos” no Reino dos Céus.  

Compare isso com aqueles que são “primeiros” no Reino de Deus. Essas almas santas podem ou não ser honradas neste mundo. Alguns podem ver sua bondade e honrá-los (como Santa Madre Teresa foi honrada), mas muitas vezes eles são rebaixados e considerados indesejáveis ​​de uma maneira mundana.

O que é mais importante? O que você prefere honestamente por toda a eternidade? Você prefere ser bem pensado nesta vida, mesmo que isso signifique comprometer os valores e a verdade? Ou seus olhos estão fixos na verdade e nas recompensas eternas?

Reflita, hoje, sobre o objetivo de acumular tesouros no Céu e a recompensa eterna prometida a quem vive uma vida de fidelidade. Não há nada de errado em ser bem visto pelos outros neste mundo, mas você nunca deve permitir que tal desejo o domine ou o dissuada de manter seus olhos no que é eterno. Reflita sobre o quão bem você faz isso e procure fazer das recompensas do Céu seu objetivo exclusivo.

Meu eterno Senhor, por favor, ajude-me a buscar Você e Seu Reino acima de tudo. Que agradar a Ti e servir ao Teu santíssimo será meu único desejo na vida. Ajude-me a me livrar das preocupações doentias da notoriedade e popularidade mundanas, preocupando-me apenas com o que Tu pensas. Eu te dou, querido Senhor, todo o meu ser. Jesus eu confio em vós.

Anúncios de CatholicAdNet.com

Mais reflexões evangélicas

Reflexões da Divina Misericórdia

Todos os Santos/Festas

Santo do Dia – Santo Estêvão da Hungria

Opções de leitura em massa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.