Santas e Santos de 16 de agosto

DESTAQUE DE 16 DE AGOSTO: SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA DO AMPARO EM TERESINA (PI) E PALMEIRA DOS ÍNDIOS (AL)

Conforme o DIRETÓRIO DA LIGURGIA DA CNBB, DIA 16, na cidade de Teresina – NOSSA SENHORA DO AMPARO, padroeira municipal. SOLENIDADE.

Na Catedral de Palmeira dos Índios, NOSSA SENHORA DO AMPARO, Titular. SOLENIDADE.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Solenidade de Nossa Senhora do Amparo, padroeira de Teresina (Piauí) e titular da Catedral de Palmeira dos Índios (Alagoas).

– Ver “… Nossa Senhora do Amparo, o título é muito antigo, remonta a Jesus pregado na cruz, quando entrega sua mãe, Maria, ao apóstolo João. Este, representa a todos nós cristãos. Na ocasião, Jesus disse a João: Eis aí tua mãe confiando Santa Maria como Mãe da humanidade, para que Ampare a todos. Durante muito tempo, esta dádiva de Jesus à humanidade foi denominada do amparo, sendo representada aos pés da Cruz de Jesus, que era invocado como Bom Jesus do Amparo: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-do-amparo/36/102/

– Ver também: http://www.igreja-catolica.com/nossa-senhora/nossa-senhora-do-amparo.php

– Ver ainda: http://www.diocesedeamparo.org.br/index.php/2016/03/24/nossa-senhora-do-amparo-historia/

– Na Folhinha do Coração de Jesus de 2021, dia 31 de maio

– Ver “… NOSSA SENHORA DO AMPARO (Palmeira dos Índios – AL)

Buscando relatar, brevemente, a história da Padroeira de nossa Diocese, debruçamo-nos sobre os anais, mais precisamente sobre um antigo texto de autoria do Sr. Luiz B. Tôrres, intitulado Pinceladas de História, no qual registrou “[…] uma história lacônica de Palmeira dos Índios […]”. Do citado texto, transcreveremos os trechos que interessam à nossa pesquisa.

Os nativos Xucurus, convertidos ao catolicismo, ouviam de Frei Domingos de São José, chegado por volta de 1770, belos ensinamentos que falavam de um homem que fora pregado numa cruz, lá em terras muito distantes, pela remissão dos pecados de todos os que viveram, vivem e viverão sobre a terra.

Aprendiam, também, métodos novos para o plantio da mandioca e outras culturas que lhes traziam o sustento. Suas roças agora produziam milagrosamente e, cada dia mais, enchiam-se de respeito e gratidão pelo cara-pálida. Sabiam que os dois paus atravessados, que o frade trazia sobre o peito, chamavam-se cruz e até já haviam construído uma semelhante, bem maior, plantando-a no alto da Serra de Palmeira.

Frei Domingos, entusiasmado com o progresso espiritual dos indígenas, resolveu ir até a Vila de Garanhuns, falar com a Sra. D. Maria Pereira Gonçalves, residente em S. Gonçalo. Exporia àquela dama católica a situação dos índios, e pediria seu consentimento para explorar uma faixa de terra, como também nela pretendia construir uma capela sob o patrocínio do Senhor Bom Jesus da Boa Morte.

Já os nativos haviam edificado uma capelinha no alto da Serra da Boa Vista, porém muito pequenina. Conseguindo a autorização, Frei Domingos, auxiliado pelos índios convertidos, tratou de construir a capela, no lugar onde hoje, majestosa e bela, ergue-se a Matriz de Nossa Senhora do Amparo. Existe uma lenda muito interessante, transmitida até nós de geração em geração, a respeito da invocação a Nossa Senhora do Amparo.

Os índios veneravam na capela da Serra da Boa Vista, uma imagem pequenina, feita de barro, mal esculpida, cujo autor é desconhecido. Certa vez, notaram a ausência da referida imagem no nicho que lhe era reservado e, depois de buscas estafantes, vieram a encontrá-la no lugar da atual Matriz. Levaram-na para a capelinha e, por várias vezes, a imagem voltava misteriosamente, como a lhes indicar o seu desejo de ali permanecer. Fizeram-lhe a vontade.

Cada vez mais progredia o aldeamento Xucuru, reconhecendo-se a necessidade de uma freguesia, o que foi feito em 1798, sob o patrocínio de Nossa Senhora do Amparo. Tempos depois, o Monsenhor Macedo, quando cavava os alicerces da atual Matriz, procurou, através de escavações, descobrir a imagem antiga que, segundo a tradição, deveria estar enterrada perto da tumba do Pe. Lessa. Encontrou a tumba, mas não pôde prosseguir na busca, pois eram poucos os recursos…”: http://diocesedepalmeiradosindios.blogspot.com/p/historia.html

– Ver “… A cidade de Teresina (Pi) nasceu amparada por Nossa Senhora do Amparo, padroeira dos potinenses. Instalada na região onde antes era chamada de Chapada do Corisco, a igreja matriz foi planejada pelo então mestre Isidoro da Silva França e construída pelos anseios de um povo devoto. É uma das edificações mais antigas da capital, inaugurada 131 dias após a fundação desta, e sua pedra fundamental lançada no dia 25 de dezembro de 1850, primeiro Natal da nova capital do Estado…

Nome Completo: Igreja Nossa Senhora do Amparo.

Data de Criação: 24 de dezembro de 1852, por Manuel Joaquim da Silveira.

Local: Teresina, Rua Rui Barbosa, 270, Centro Norte.

Horário de Funcionamento: aberta todos os dias, com missa a partir das 07:15 (após a missa, é possível fazer confissões até às 12:00), fechando às 15:00. Aos domingos, são realizadas missas em três horários distintos, sendo estes: às 07:00, às 11:00 e às 17:30.

Contato: (86) 3221-8254

A história da igreja se enlaça com a da cidade. Desde o início da Capitania do Piauí (Piauhy), criada em 1718, desmembrando a região do Estado do Maranhão, o desejo de transferência da capital tornou-se um anseio. Entretanto, somente no ano de 1952, com o deslocamento da Vila do Poty (local onde a cidade teve seu início) para a Chapada do Corisco, às margens do Rio Parnaíba, é que o título de capital foi concebido e, conforme citado anteriormente, a igreja foi inaugurada, sendo entregue apenas sua capela mor e as sacristias laterais, para receber logo depois a imagem da padroeira.

A igreja foi tomada como ponto central do plano de construção da cidade. Sua construção passou por diversas conturbações. Segundo relatos presentes no Processo de Tombamento Estadual desta, a mesma só foi construída através da fé e força de vontade da população…”: https://www.geleiatotal.com.br/2019/06/26/igreja-nossa-senhora-do-amparo-uma-historia-de-surgimentos/

================

OUTRAS SANTAS E SANTOS DE 16 DE AGOSTO

1. Santo Es­têvão (também na Folhinha do Coração de Jesus), rei da Hun­gria, que, re­nas­cido pelo Bap­tismo e tendo re­ce­bido do papa Sil­vestre II a coroa do reino, im­pul­si­onou a pro­pa­gação da fé cristã entre os Hún­garos, or­ga­nizou a Igreja no seu reino e dotou-a de bens e mos­teiros, foi justo e pa­cí­fico no go­verno dos seus súb­ditos, até que, em Alba Regia, hoje Sze­kes­fehérvar, no dia da As­sunção, a sua alma subiu ao Céu. (†1038).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 1038, o nascimento no céu de Santo Estêvão, rei da Hungria. Batizado pelo beneditino Santo Adalberto e casado com a irmã do imperador Santo Henrique II, foi coroado “Rei Apostólico” no ano 1000 pelo primeiro Papa francês, Silvestre II, antigo monge de Aurillac. De seu reinado data a conversão da Hungria ao cristianismo. (R).

– Ver “… Estêvão I, também conhecido como Rei Santo Estêvão (em húngaroSzent István király; em latimSanctus Stephanus; em eslovacoŠtefan I. ou Štefan Veľký; c. 975 – 15 de agosto de 1038), foi o último grão-príncipe dos húngaros entre 997 e 1000 ou 1001, e o primeiro rei da Hungria de 1000 ou 1001 até sua morte em 1038. O ano de seu nascimento é desconhecido, mas muitos detalhes de sua vida sugerem que nasceu em ou após 975 em Estrigônio. Ao nascer, adquiriu o nome pagão Vajk. A data do seu batismo também é incerta. Era o único filho do grão-príncipe Géza I e sua esposa Sarolta, progênie da relevante família dos giulas. Embora seus pais tenham sido batizados, Estêvão foi o primeiro membro de sua família a se tornar cristão devoto. Ele se casou com Gisela da Baviera, uma herdeira da imperial dinastia otoniana

… Ele viveu mais que todos os seus filhos. Morreu em 15 de agosto de 1038 e foi enterrado em sua nova basílica, construída em Székesfehérvár e dedicada à Virgem Maria. Sua morte causou guerras civis que duraram décadas. Foi canonizado pelo papa Gregório VII, junto com seu filho Emérico e o bispo Gerardo Sagredo, em 1083. Estêvão é um santo popular na Hungria e nos territórios vizinhos. Na Hungria, seu dia de festa (20 de agosto) é também feriado comemorativo da fundação do Estado…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Est%C3%AAv%C3%A3o_I_da_Hungria

– Ver também no VIDAS DOS SANTOS de 02 de setembro: Santo Estêvão, primeiro rei da Hungria. Ver páginas 422-442: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

2.   Co­me­mo­ração de Santo Ar­sácio (Santo Alsácio, também na Folhinha do Coração de Jesus), que, no tempo do im­pe­rador Li­cínio, pro­fessou a fé cristã e, dei­xando a vida mi­litar, se re­tirou para a so­lidão em Ni­co­média; fi­nal­mente, va­ti­ci­nando a imi­nente des­truição da ci­dade, en­quanto orava en­tregou o seu es­pí­rito a Deus. († c. 358).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Nicomédia, no séc. IV, Santo Ursácio, cristão persa, que após ter confessado a fé durante a perseguição romana, abraçou a vida solitária (M).

3.   Em Sion, no ter­ri­tório de Va­lais, na Hel­vécia, hoje na Suíça, São Te­o­doro, pri­meiro bispo desta ci­dade, que, se­guindo o exemplo de Santo Am­brósio, de­fendeu a fé ca­tó­lica contra os ari­anos e re­cebeu com honras so­lenes as re­lí­quias dos már­tires de Agauno. († s. IV)

https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust16.html

4*.   Na Bre­tanha Menor, na ho­di­erna França, Santo Ar­ma­gilo, eremita. († s. VI)

– Ver “… 570 São Armagillus, missionário galês, primo de São Sansão e São Cadfan”:  https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust16.html

5*.   No ter­ri­tório de Le Mans, na Gália, hoje também na França, São Fram­baldo, monge, que se­guiu ora a vida so­li­tária ora a vida cenobítica. († c. 650)

6*.   Na flo­resta de Rennes, na Bre­tanha Menor, também na França, o Beato Ro­dolfo de la Fustaie, pres­bí­tero, fun­dador do mos­teiro de São Sulpício. († 1129).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Bretanha, no ano de 1129, São Raul de la Fustaie. Discípulo do Bem-Aventurado Roberto de Arbrissel, aparece como um dos emergentes do movimento monástico do séc. XI. Fundou o mosteiro duplo de Saint-Sulpice-la Forêt. (X)

7*.   Em Su­biaco, no Lácio, re­gião da Itália, o Beato Lou­renço, cha­mado Lo­ri­gado, que, tendo ma­tado um homem aci­den­tal­mente, de­cidiu ex­piar a sua pena com ex­trema aus­te­ri­dade e pe­ni­tência, vi­vendo so­li­ta­ri­a­mente na ca­verna de um monte. († 1243)

8.   Na Lom­bardia, também na Itália, São Roque (também na Folhinha do Coração de Jesus), que, nas­cido em Mont­pel­lier, no Lan­guedoc, re­gião da França, ad­quiriu fama de san­ti­dade com a sua pi­e­dosa pe­re­gri­nação através da Itália, cui­dando os afec­tados pela peste. († c. 1379).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. XIV, São Roque. Originário de Montpellier lá morreu depois de ter exercido seus carismas miraculosos, na época em que a peste negra assolava a Europa (M).

– Ver páginas 13-14: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

– Ver também “… Roque de Montpellier (c. 1295 – 1327) é um santo da Igreja Católica Romana, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos, cirurgiões, e dos cães.[1] É também considerado por algumas comunidades católicas como protetor do gado contra doenças contagiosas. A sua popularidade, devido à intercessão contra a peste, é grande sendo padroeiro de múltiplas comunidades em todo o mundo católico e padroeiro de diversas profissões ligadas à medicina, santo protetor contra a peste, padroeiro dos inválidos, ao tratamento de animais e dos seus produtos e aos cães. A sua festa celebra-se a 16 de agosto…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Roque_de_Montpellier

9*.   Em Flo­rença, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, o Beato Ân­gelo Agos­tinho Mazzinghi, pres­bí­tero da Ordem dos Carmelitas. († 1438)

10♦.   Em Hagi, no Japão, o Beato Mel­chior Ku­magai Motonao, pai de fa­mília e mártir. († 1605)

11*.   Em Kioto, no Japão, o Beato João de Santa Marta, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que, en­quanto ia con­du­zido ao su­plício, pre­gava ao povo e can­tava o salmo “Lau­date Dó­minum, omnes gentes” (Louvai o Se­nhor, todas as nações). († 1618)

– VER “205 MÁRTIRES DO JAPÃO” (10 DE SETEMBRO)

205 Mártires do Japão“. CatholicSaints.Info . 4 de agosto de 2022. Web. 16 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/205-martyrs-of-japan/ >

12*.   Em Ko­kura, também no Japão, os be­atos már­tires Simão Bo­kusai Kyota, ca­te­quista, e Ma­da­lena Bo­kusai Kyota, es­posos, Tomé Gen­goro e Maria, também es­posos, e Tiago seu filho, ainda cri­ança, que, por ordem do go­ver­nador Yet­sundo, foram todos cru­ci­fi­cados de ca­beça para baixo em ódio ao nome de Cristo. († 1620)

– VER “205 MÁRTIRES DO JAPÃO” (10 DE SETEMBRO)

205 Mártires do Japão“. CatholicSaints.Info . 4 de agosto de 2022. Web. 16 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/205-martyrs-of-japan/ >

13*.   Num sór­dido barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato João Bap­tista Ménestrel, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, foi con­de­nado à ga­lera por causa do seu sa­cer­dócio e, in­fec­tado por chagas putrefatas, con­sumou o seu martírio. († 1794)

– Ver “Mártires dos Hulks de Rochefort”CatholicSaints.Info . 3 de dezembro de 2019. Web. 11 de agosto de 2022. < https://catholicsaints.info/martyrs-of-the-hulks-of-rochefort/ >

14.   Em Fan­ji­azhuang, po­vo­ação pró­xima de Wu­jiao, no Hebei, pro­víncia da China, Santa Rosa Fan Hui, virgem e mártir, que, na per­se­guição de­sen­ca­deada pelos se­quazes da seita dos “Yihe­tuan”, es­pan­cada e cheia de fe­ridas, foi lan­çada ao rio ainda com vida. († 1900)

– Ver Santa Rosa Fan Hui

Também conhecido como

  • Fan Hui
  • Luosa

Memorial

Perfil

Mulher leiga solteira . Convertida , ela adotou o nome de Rosa . Ela serviu como uma catequista ativa e entusiasta . Quando as forças anti – cristãs da Rebelião Boxer se mudaram para a área de sua aldeia, ela e seus amigos passaram a noite da festa da Assunção em oração . Todos foram presos na manhã seguinte. Por ser conhecida por ser tão ativa em sua  , Rosa foi espancada e esfaqueada repetidamente como exemplo para os outros; ela foi repetidamente condenada a renunciar ao cristianismo , e ela recusou repetidamente. Mártir …

15*.   Em Bar­ce­lona, na Es­panha, a Beata Petra de São José (Ana Jo­sefa Pérez Flo­rido), virgem, que se de­dicou di­li­gen­te­mente à as­sis­tência dos an­ciãos aban­do­nados e fundou a Con­gre­gação das Irmãs Mães dos Desamparados. († 1906)

16*.   Em Dénia, na pro­víncia de Ali­cante, também na Es­panha, o Beato Plá­cido Garcia Gilaber, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que con­sumou egre­gi­a­mente o seu com­bate por Cristo. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

17*.   Em Be­ni­cassim, lo­ca­li­dade pró­xima de Cas­tellón, também na Es­panha, o Beato Hen­rique Garcia Beltran, diá­cono da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos e mártir, que pelo mar­tírio se tornou par­ti­ci­pante na vi­tória de Cristo. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

18*.   Em Pi­cas­sent, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, também na Es­panha, o Beato Ga­briel María de Benifayó (José Maria San­chis Mompó), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores, que, opri­mido pela vi­o­lência dos ini­migos da Igreja, foi ao en­contro do Senhor. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

19♦.   Em Po­zo­blanco, perto de Cór­dova, também na Es­panha, o Beato An­tónio Ro­drí­guez Blanco, pres­bí­tero da di­o­cese de Cór­dova e mártir, que pa­deceu o mar­tírio na mesma per­se­guição contra a fé. († 1936)

– VER “MÁRTIRES DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA”: http://catholicsaints.info/martyrs-of-the-spanish-civil-war/

20♦.   Em Fu­ente el Fresno, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Ciudad Real, também na Es­panha, os be­atos már­tires Vítor Chu­millas Fernández, pres­bí­tero, e de­za­nove companheiros da Ordem dos Frades Me­nores, que, du­rante a vi­o­lenta per­se­guição contra a Igreja, em ódio à re­li­gião foram con­du­zidos à glória celeste. São estes os seus nomes: Mar­tinho Lo­zano Tello, Ju­lião Navio Co­lado, Do­mingos Alonso de Frutos, Be­nigno Prieto del Pozo, Ân­gelo Her­nández-Ra­nera de Diego, pres­bí­teros; Vi­cente Ma­jadas Má­laga, Va­lentim Díez Serna, Tiago Maté Cal­zada, Sa­tur­nino Rio Rojo, Rai­mundo Te­jado Li­brado, Mar­ce­lino Ove­jero Gómez, José de Vega Pe­draza, José Ál­varez Ro­drí­guez, Fre­de­rico Her­rera Ber­mejo, Félix Ma­roto Mo­reno, An­tónio Ro­drigo Antón, André Ma­jadas Má­laga, Anas­tásio Gon­zález Ro­drí­guez, Afonso Sán­chez Her­nández-Ra­nera, religiosos. († 1936)

– Ver MÁRTIRES DE BALONDILLO

Memorial

Perfil

Morreu

Venerado

Beatificado

informação adicional

Citação MLA

21. Conforme o Martirológio Romano-Monástico (de 16 de agosto), São Diomedes, médico. No começo do séc. IV, martirizado em Nicéia e venerado em Constantinopla (M). São Diomedes de Tarso.

– Ver “São Diomedes (Diomede) de Tarso (morte entre 298 e 311 d.C.) é um santo e mártir do Cristianismo, um dos chamados Santos não mercenários (língua grega Άγιοι Ανάργυροι) [1]. Nascido em Tarso, foi médico e um zeloso evangelizador que foi preso e decapitado sob o poder de Diocleciano em Niceia (hoje IznikTurquia. Há uma lenda que “conta que quando sua cabeça foi levada ao imperador, todos os presentes foram cegados e que somente depois de seu corpo ter sido devolvido aos seus e esses oraram, a visão daqueles foi recuperada”.[2]

Seu dia festivo é 16 de agosto e há um afresco dele no monastério sérvio de Hilandar (em Monte Atos). As Ilhas Diomedes têm seu nome derivado desse santo. Vitus Bering localizou essas ilhas em 16 de agosto de 1728, dia em que a Igreja Ortodoxa Russa celebra a memória de São Diomedes.

… Há outro São Diomedes, que é celebrado em 2 de setembro. Ele e Juliano, Felipe, Teodoro, Eutiquiano, Hesíquio, Leônidas, Filadelfo, Menálipo e Pantágapes foram martirizados em data e local desconhecidos. Todos foram executados de várias formas, tendo sido crucificados, mortos por afogamento, pela fogueira, decapitação….”:

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Diomedes_de_Tarso

22. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 401, a volta para Deus do Bem-Aventurado Simpliciano, que soube conservar para a Sé Episcopal de Milão o mesmo prestígio que lhe fora dado por seu predecessor Santo Ambrósio (M).

– Ver “… Simpliciano (em latimSimplicianus) sucedeu Santo Ambrósio como bispo de Milão (então chamada Mediolano) em 397. Ele já era velho quando foi consagrado. Ele é considerado o responsável pela conversão de Santo Agostinho, que o elogiou por sua erudição e zelo, e também de Santo Alípio. Ele teria recontado a história de Mário Vitorino, um retórico, e seu batismo e conversão ao cristianismo públicos num tempo em que os cristãos foram expulsos das salas de aula pelo édito do imperador romano Valente. A história ajudou Agostinho a realmente se converter[2]….”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Simpliciano_de_Mil%C3%A3o

23. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 532, Santo Armel. Originário das Ilhas Britânicas, foi viver como eremita no lugar que mais tarde tomou o seu nome Ploërmel. (M).

24. São Jacinto, da Ordem de São Domingos. Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 17 de agosto, no ano da graça de 1257, a volta para Deus de São Jacinto (também na Folhinha do Coração de Jesus). Depois de ter estudado em Cracóvia, tomou o hábito dos frades pregadores em Roma, do próprio São Domingos. Fundou a província dominicana da Polônia, e estendeu seu apostolado para a Rússia e a Prússia. (M).

– Ver páginas 9-12: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf  

25. Imagem de Edessa: “De acordo com a lenda cristã, a Imagem de Edessa é um sudário, tal como o Sudário de Turim, transformado numa relíquia sagrada, na forma de um retângulo de tecido, sobre o qual uma imagem milagrosa do rosto de Jesus está impresso – o primeiro ícone (“imagem”)[a]. É também uma das imagens classificadas como acheiropoieta (“não feitas pelas mãos“)[1]

… Na Igreja Ortodoxa, a imagem é conhecida como Mandílio (em latimMandylium; em grego: μανδήλιον; romaniz.: Mandylion) sagrado, uma palavra em grego medieval e que não é utilizada em nenhum outro contexto. O Ceramídio é o nome de um “título sagrado” impresso junto com a face de Cristo e milagrosamente transferido através do contato com o Mandílio.

A Igreja Ortodoxa festeja-se este ícone em 16 de agosto, data do translado de Edessa (atual Edessa (Mesopotâmia), na Turquia) para Constantinopla.

” Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Imagem_de_Edessa

– Ver também “… 944 – Ícone “não-feito-por-mãos” de Nosso Senhor Jesus Cristo. Transferência de Edessa para Constantinopla. Eusébio, em sua HISTÓRIA DA IGREJA (I: 13), relata que quando o Salvador estava pregando, Abgar governava em Edessa. Ele foi atacado por todo o corpo com lepra. Relatos dos grandes milagres operados pelo Senhor se espalharam por toda a Síria ( Mt.4: 24 ) e chegaram até Abgar. Sem ter visto o Salvador, Abgar acreditava Nele como o Filho de Deus. Ele escreveu uma carta pedindo-Lhe que viesse e o curasse.

Ele enviou com esta carta à Palestina seu próprio pintor de retratos, Ananias, e o encarregou de pintar uma imagem do Mestre Divino.
Ananias chegou a Jerusalém e viu o Senhor rodeado de gente. Ele não foi capaz de se aproximar Dele por causa da grande multidão de pessoas ouvindo a pregação do Salvador. Em seguida, ele subiu em uma rocha alta e tentou pintar o retrato do Senhor Jesus Cristo à distância, mas não teve sucesso. O Salvador o viu, chamou-o pelo nome e deu-lhe uma breve carta para Abgar, na qual elogiava a fé desse governante.

Ele também prometeu enviar Seu discípulo para curá-lo de sua lepra e guiá-lo para a salvação.
Então o Senhor pediu que água e um pano fossem levados a ele. Ele lavou Seu rosto, secando-o com o pano, e Seu semblante divino foi impresso nele. Ananias pegou o pano e a carta do Salvador para Edessa. Reverentemente, Abgar pressionou o objeto sagrado em seu rosto e ele recebeu cura parcial. Apenas um pequeno vestígio da terrível aflição permaneceu até a chegada do discípulo prometido pelo Senhor. Ele era São Tadeu, Apóstolo dos Setenta (21 de agosto), que pregou o Evangelho e batizou Abgar e todo o povo de Edessa. Abgar colocou o guardanapo sagrado em uma moldura de ouro adornada com pérolas e colocou-o em um nicho sobre os portões da cidade.

No portal acima do ícone, ele escreveu as palavras: “Ó Cristo Deus, ninguém que espera em Ti seja envergonhado.

Por muitos anos, os habitantes mantiveram o costume piedoso de curvar-se diante do ícone “não-feito-por-mãos”, quando eles saíam dos portões. Mas um dos bisnetos de Abgar, que mais tarde governou Edessa, caiu na idolatria. Ele decidiu retirar o ícone da muralha da cidade. Em uma visão, o Senhor ordenou ao Bispo de Edessa que escondesse Seu ícone. O bispo, vindo à noite com seu clero, acendeu uma lâmpada diante dela e a emparedou com uma tábua e com tijolos.
Muitos anos se passaram e as pessoas se esqueceram disso. Mas no ano 545, quando o imperador persa Chozroes I sitiou Edessa e a posição da cidade parecia sem esperança, o Santíssimo Theotokos apareceu ao Bispo Eulabius e ordenou-lhe que removesse o ícone do nicho selado, e isso salvaria a cidade de o inimigo. Tendo aberto o nicho, o bispo encontrou o Ícone “não-feito-por-mãos”: na frente dele estava queimando a lâmpada, e sobre a placa que fechava no nicho, uma cópia do ícone era reproduzida.

Depois que uma procissão da igreja com o ícone “não-feito-por-mãos” fez o circuito das muralhas da cidade, o exército persa retirou-se.
No ano de 630 os árabes apreenderam Edessa, mas não impediram a veneração do Santo Guardanapo, cuja fama se espalhou por todo o Oriente. No ano de 944, o imperador Constantino Porfirogenitos (912-959) queria transferir o ícone para Constantinopla e pagou por ele um resgate ao emir da cidade. Com grande reverência, o Ícone do Salvador “não-feito-por-mãos” e a carta que Ele havia escrito a Abgar, foram levados a Constantinopla pelo clero.
Em 16 de agosto, o ícone do Salvador foi colocado na igreja de Tharossa do Santíssimo Theotokos. Existem várias tradições a respeito do que aconteceu depois com o “não-feito-por-mãos”. De acordo com um, os cruzados fugiram com ele durante seu governo em Constantinopla (1204-1261), mas o navio no qual o objeto sagrado foi levado, pereceu nas águas do Mar de Mármora.
Segundo outra tradição, o “não-feito-por-mãos” foi transportado por volta de 1362 para Gênova, onde é preservado em um mosteiro em homenagem ao Apóstolo Bartolomeu. É sabido que o Ícone “não-feito-por-mãos” repetidamente deu de si mesmo impressões exatas. Um deles, chamado “On Ceramic”, foi impresso quando Ananias escondeu o ícone em uma parede a caminho de Edessa; outro, impresso em uma capa, acabou na Geórgia. Possivelmente, a variação de tradições sobre o ícone original “não-feito-por-mãos” deriva da existência de várias impressões exatas.
Durante o tempo da heresia iconoclasta, aqueles que defendiam a veneração dos ícones, tendo seu sangue derramado por ícones sagrados, cantavam o Tropário ao Ícone “não-feito-por-mãos”. Como prova da validade do Ícone-Veneração, o Papa Gregório II (715-731) enviou uma carta ao imperador bizantino, na qual ele apontava a cura do Rei Abgar e a permanência do Ícone não feito por mãos em Edessa como um fato comumente conhecido. O Ícone “não-feito-por-mãos” foi colocado nos estandartes do exército russo, defendendo-os do inimigo. Na Igreja Ortodoxa Russa é um costume piedoso para um crente, antes de entrar no templo, ler o ícone do Salvador não feito à mão, junto com outras orações.
De acordo com o prólogo, existem quatro ícones conhecidos do Salvador “não-feito-por-mãos”:
em Edessa, do Rei Abgar (16 de agosto) o Kamuliano, – São Gregório de Nissa (10 de janeiro) escreveu sobre sua descoberta, enquanto de acordo com São Nicodemos da Montanha Sagrada (14 de julho), o ícone Kamuliano apareceu no ano 392, mas tinha na aparência um ícone da Mãe de Deus (9 de agosto); no tempo do Imperador Tibério (578-582), St Mary Syncletike (11 de agosto) foi curada em azulejos de cerâmica (16 de agosto)
A festa da transferência do ícone “não-feito-por-mãos”, feita junto com a festa posterior da Dormição (15 de agosto), eles chamam o terceiro ícone salvador acima, o “Salvador em pano de linho“. A reverência particular desta festa na Igreja Ortodoxa Russa também é expressa na iconografia, e o Ícone “não-feito-por-mãos” foi um dos mais amplamente distribuídos…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust16.html

26. VER SANTAS E SANTOS DE 16 DE AGOSTO (ALGUNS DESTACADOS ACIMA):

<- OntemCalendárioAmanhã ->
Estêvão da Hungria (Memorial Opcional) — Ângelus Agostini Mazzinghi Armagilo da Bretanha Arsácio de Nicomédia Frambaldo Gelásio de Poitiers Jean-Baptiste Menestrel João de Santa Marta Laurence Loricatus Petra de San José Pérez Flórida Ralph de la Futaye Rocha Rosa Fan Hui Serena Teódulo de Grammont Tito, o Diácono Troiecia de PoitiersMártires da Palestina – 33 santosMartirizado na Guerra Civil Espanhola Mártires de Balondillo – 20 beati Amadeu Monje Altés Antonio Maria Rodríguez Blanco Enrique García Beltrán José Maria Sanchís Mompó Juan José Orellana del Moral Juan Navas Rodríguez-Carretero Laurentí Basil Matas Plácido García Gilabert Martirizado no Japão Gregório Zugasti Fernández de Esquide Iacobus Bunzo Gengoro Josep Reñé Prenafeta Madalena Kiyota Bokusai Maria Gengoro Nicesio Pérez Del Palomar Quincoces Simon Kiyota Bokusai Thomas Gengoro — Ugolina de Vercelli
todos esses memoriais em uma única página

27. Outros santos do dia 16 de agosto: págs. 9-20, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2015.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XV – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes , muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 16 de agosto, ver ainda: 16 de agosto – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Na internet, foram consultadas no dia de hoje):

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 641-644: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. https://idoc.pub/queue/martirologio-romanopdf-2nv8gx23j9lk
  4. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  5. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  6. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  7. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  8. The Book of Saints – A Comprehensive Biographical Dictionary – Dom Basil Watkins, OSB on behalf of the Benedictine monks of St Augustine’s Abbey, Ramsgate Eighth Edition Entirely revised and reset – T&T Clark; 8ª edição (19 novembro 2015)
  9. https://www.eltestigofiel.org/index.php  
  10. https://catholicsaints.info/16-august/
  11. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayAugust16.html#

  (Sobre os sites que mostram os santos do dia, em inglês: Tradução Google) 

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO TODOS! BENDITO SEJA DEUS PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO!   AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO  DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

  • SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

* “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

  • “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira: Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento

(referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… “Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (e provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

  • 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio).

Ver: https://catholicsaints.info/saint-jose-sanchez-del-rio/

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu

Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de

São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein: Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

  • 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer:

Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas? “Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.

“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa       infelicidade seria indizível e sem limites.

“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.

“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor. “Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

  • 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

  • 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao Seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém! “São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

  • 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo.” http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_th e_Scholastic_Bishop)

================

  • 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias. Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano).

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

*12 de abril: São David Uribe

“Perdoo todos os meus inimigos e peço a Deus e a quem ofendi que me perdoe.” -da última vontade e testamento de Saint David

PAI AMADO, QUE ESTA SEJA A MINHA (NOSSA) VONTADE E MEU (NOSSO) TESTAMENTO! AMÉM!

===============

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

  • 20 de abril: Projeto de vida de SÃO CONRADO DE PARZHAM

“MEU PROJETO DE VIDA É PRINCIPALMENTE ESTE: amar e sofrer, sempre meditando, adorando e admirando o amor indizível de Deus por suas criaturas mais humildes.”

RESOLUÇÕES DE SÃO CONRADO DE PARZHAM:

  • Resolvo em primeiro lugar permanecer continuamente na presença de Deus e perguntar-me frequentemente se faria isto ou aquilo se meu confessor ou superior estivesse me observando e principalmente se Deus e meu anjo da guarda estivessem presentes.
  • Resolvo me perguntar, sempre que tenho que encontrar cruzes de sofrimento: “Conrad, por que você veio aqui?”
  • Resolvo evitar sair do convento, na medida do possível, a menos que seja por amor ao próximo, obediência, motivos de saúde, peregrinação piedosa ou outra boa causa.
  • Resolvo fomentar a caridade fraterna em mim e nos outros. Portanto, resolvo tomar cuidado para nunca dizer uma palavra

indelicada. Resolvo suportar pacientemente os defeitos e as fraquezas dos outros e, na medida do possível, escondê-los com o manto da caridade, a menos que seja obrigado a manifestá-los a alguém que possa corrigi-los.

  • Resolvo observar o silêncio conscientemente. Resolvo falar brevemente e assim evitar muitas armadilhas e ser mais capaz de conversar com Deus.
  • Quando à mesa, resolvo colocar-me na presença de Deus o máximo que puder, permanecer recolhido e deixar de lado meus pratos favoritos para praticar uma forma oculta de mortificação. Resolvo não comer entre as refeições, a menos que seja ordenado a fazê-lo sob obediência.
  • Resolvo atender ao primeiro toque da campainha, a menos que seja legitimamente impedido.
  • Resolvo evitar, na medida do possível, conversar com o sexo oposto, a menos que a obediência me imponha deveres que tornem necessário falar com mulheres. Nesse caso, resolvo ser muito reservado e manter a guarda dos olhos.
  • Resolvo cumprir as ordens pontualmente e ao pé da letra. Resolvo especialmente fazer todos os esforços para conquistar minha própria vontade em todas as coisas.
  • Resolvo me forçar a prestar muita atenção aos pequenos detalhes e, na medida do possível, evitar todas as imperfeições. Resolvo observar fielmente a santa regra e não me afastar dela um fio de cabelo, aconteça o que acontecer.
  • Resolvo cultivar uma profunda devoção à Bem-Aventurada Virgem Maria e me esforçar para imitar suas virtudes.

UMA COMUNHÃO ESPIRITUAL, À NOITE, DE SÃO CONRADO DE PARZHAM

“Vim para passar alguns momentos contigo, ó Jesus, e em espírito me prostro no pó diante do Teu Santo Tabernáculo para adorar-Te, meu Senhor e Deus, na mais profunda humildade. Mais uma vez, um dia chegou ao fim, querido Jesus, outro dia que me aproxima da sepultura e do meu amado lar celestial. Mais uma vez, ó Jesus, meu coração anseia por Ti, o verdadeiro Pão da Vida, que contém toda doçura e prazer. Ó meu Jesus, perdoa-me misericordiosamente pelas faltas e ingratidão deste dia, e vem a mim para refrescar o meu pobre coração que anseia por Ti. Como o coração anseia pelas águas, como a terra seca anseia pelo orvalho do céu, assim meu pobre coração anseia por Ti, Tu Fonte da Vida. Eu Te amo, ó Jesus, espero em Ti, Te amo, e por Ti lamento sinceramente todos os meus pecados. Que Tua paz e Tua bênção sejam minhas agora e sempre e por toda a eternidade. Um homem.”

================

  • 28 de abril, São Luís Maria Grignion de Montfort. Algumas máximas… “…Você é verdadeiramente abençoado se o mundo o persegue injustamente, opondo-se a seus desígnios, por melhores que sejam, julgando mal suas intenções, caluniando sua conduta, roubando injustamente sua reputação ou sua riqueza.

Cuida, então, minha filha (meu filho), de não reclamar a ninguém, a não ser a mim, dos maus-tratos que você está sendo tratado, e de buscar meios de se justificar quando, em particular, é só você que sofre com isso…

Pelo contrário, reza por aqueles que te trazem a felicidade da perseguição…

Agradeça-me por tratarem-no como fui tratado na terra, sendo um sinal de contradição…

Não desanime em suas boas intenções, por causa da contradição; é uma marca de vitória futura; uma boa obra que não está marcada com o sinal da cruz, não tem grande valor diante de mim e em breve será destruída”. Conforme: https://catholicsaints.info/saint-louis-marie-grignion-de-montfort/

================

  • 29 DE ABRIL: SANTA CATARINA DE SENA:

«Por misericórdia Vós lavastes-nos no Sangue e por misericórdia desejastes dialogar com as criaturas. Ó Louco de amor! Não vos foi suficiente encarnar, mas também quisestes morrer! …»

================

* 31 de maio: NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO

Lembrai-vos, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração, do poder inefável que vosso divino filho vos concedeu sobre seu Coração adorável.

Com a maior confiança em vossos merecimentos, vimos
implorar a vossa proteção.
Vós sois celeste Tesoureira do Coração de Jesus, daquele coração que é o
manancial inexaurível de todas as graças e que podeis abrir a vosso
bel prazer para fazer descer sobre os homens todos os tesouros de amor e
misericórdia, de luz e salvação que Ele encerra;

concedei-nos, vo-lo pedimos, os favores que suplicamos (fazer o pedido).
Sois nossa Mãe, ó Nossa Senhora do Sagrado Coração.

Acolhei benignamente as nossas preces e dignai-vos a deferi-las.

Amém!
Nossa Senhora do Sagrado Coração, rogai por nós!

(conf.https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Sagrado_Cora%C3%A7%C3%A3o)

================

  • 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:
  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E

OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* 08 DE JUNHO (09 de junho): SANTO EFRÉM

“As virtudes são formadas pela oração. A oração preserva a temperança. A oração suprime a raiva. A oração previne emoções de orgulho e inveja. A oração atrai para a alma o Espírito Santo e eleva o homem ao céu– Santo Efrém

Lembrem-se de mim, vocês, herdeiros de Deus, irmãos de Cristo; suplicai fervorosamente ao Salvador por mim, para que eu seja liberto por meio de Cristo daquele que luta contra mim dia a dia– Santo Efrém, O Medo no Fim da Vida

Vós, mártires vitoriosos , que suportastes com alegria os tormentos por amor de Deus e Salvador, vós que tendes ousadia de falar para com o próprio Senhor, vós santos, intercedei por nós, homens tímidos e pecadores, cheios de preguiça, para que a graça de Cristo venha sobre nós e ilumine os corações de todos nós para que possamos amá-lo– Santo Efrém, de Comentário sobre Marcos

Senhor, derrama sobre nossas almas obscurecidas a luz brilhante de tua sabedoria para que possamos ser iluminados e servi-lo com pureza renovada. O nascer do sol marca a hora para os homens começarem sua labuta, mas em nossas almas, Senhor, prepare uma morada para o dia que nunca terminará. Através do nosso zelo incessante por você, Senhor, coloca sobre nós o sinal do Seu dia que não é medido pelo sol. Em Seu sacramento, todos os dias O abraçamos e O recebemos em nossos corpos; torna-nos dignos de experimentar a ressurreição pela qual esperamos. Ensina-nos a encontrar a nossa alegria a Seu favor! Salvador, sua crucificação marcou o fim de sua vida mortal; ensina-nos a crucificar-nos e a abrir caminho para a nossa vida no Espírito– de um sermão de Santo Efrém”

================

* 13 DE JUNHO: SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA

“…. António de Pádua, ou de Lisboa como é conhecido, definiu a oração «como uma relação de amor, que leva o homem ao diálogo o Senhor”, e descreveu quatro “atitudes” que devem caracterizá-la: “(1) abrir com confiança o nosso coração a Deus, (2) conversar afetuosamente com Ele, (3) apresentar-lhe as nossas necessidades, (4) dar-lhe louvor e gratidão…” Conforme:

http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune13.html#1231_St._Anthony_or_Antonio_Of_Padua_a

================

* 21 DE JUNHO: SÃO LUÍS GONZAGA

“Não há sinal mais evidente de que alguém é santo e do número dos eleitos, do que vê-lo levando uma vida boa e ao mesmo tempo vítima de desolação, sofrimento e provações”– São Luís Gonzaga

“Aquele que deseja amar a Deus não o ama verdadeiramente se não tiver um desejo ardente e constante de sofrer por Ele”– São Luís Gonzaga

“Ó Santa Maria! Minha mãe; em tua bendita confiança e custódia especial, e no seio de tua misericórdia, eu neste dia, e todos os dias, e na hora de minha morte, entrego minha alma e meu corpo. A ti entrego todas as minhas ansiedades e dores, minha vida e o fim de minha vida, para que por tua santíssima intercessão e por teus méritos, todas as minhas ações sejam dirigidas e governadas por tua vontade e a de teu Filho– São Luís Gonzaga

“Que o conforto e a graça do Espírito Santo sejam seus para sempre, honrada senhora. Sua carta me encontrou ainda nesta região dos mortos, mas agora devo me levantar para finalmente fazer meu caminho para o céu e louvar a Deus para sempre na terra dos vivos; na verdade, eu esperava que antes dessa época minha viagem tivesse terminado. Se a caridade, como diz São Paulo, significa “chorar com os que choram e alegrar-se com os que se alegram”, então, querida mãe, você se alegrará muito que Deus em sua graça e seu amor por você está me mostrando o caminho para a verdadeira felicidade e me assegurando que nunca o perderei. Cuide-se acima de tudo, honrada senhora, para não insultar a infinita bondade de Deus; você certamente faria isso se lamentasse como morto um vivo face a face com Deus , alguém cujas orações podem lhe trazer em seus problemas uma ajuda mais poderosa do que jamais poderiam na terra. E nossa separação não será por muito tempo; nos veremos novamente no céu; estaremos unidos com nosso Salvador; lá o louvaremos de coração e alma, cantaremos suas misericórdias para sempre e desfrutaremos da felicidade eterna”– de uma carta à mãe de São Luís Gonzaga

Ó Deus, doador de dons celestiais, que em São Luís Gonzaga uniu a penitência a uma maravilhosa inocência da vida, concede por seus méritos e intercessão que, embora não o tenhamos seguido na inocência, possamos imitá-lo na penitência. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina convosco na unidade do Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos– coleta para a memória litúrgica de São Luís Gonzaga

Citação MLA

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

27 de junho: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO”

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Ó Mãe do Perpétuo Socorro, nós vos suplicamos, com toda a força do nosso coração, amparar a cada um de nós em Vosso colo materno, nos momentos de insegurança e sofrimento.

Que o Vosso olhar esteja sempre atento, para não nos deixar cair em tentação e, que em vosso silêncio, aprendamos a aquietar nosso coração e fazer a vontade do Pai.

Intercedei junto a Ele pela paz no mundo e por nossas famílias.

Abençoai todos os Vossos filhos e filhas enfermos.

Iluminai nossos governantes e representantes para que sejam sempre servidores do grande povo de Deus.

Concedei-nos, ainda, muitas e santas vocações religiosas, sacerdotais e missionárias para a maior difusão do Reino de Vosso Filho Jesus Cristo. Enfim, derramai no coração dos Vossos filhos e filhas a Vossa bênção de amor e misericórdia. Sede sempre o nosso Perpétuo Socorro na vida e, principalmente, na hora da morte.

Amém.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

================

* 15 de julho: SÃO BOAVENTURA

A oração é, portanto, a fonte e a origem de todo caminho ascendente em direção a Deus. Que cada um de nós, então, volte-se para a oração e diga ao nosso Senhor Deus: ‘Guia-me, Senhor, no teu caminho, para que eu possa andar na tua verdade.’ “

Cristo é tanto o caminho quanto a porta. Cristo é a escada e o veículo, como o “trono da misericórdia sobre a Arca da Aliança” e “o mistério oculto dos séculos”. 

Um homem deve voltar toda a sua atenção para este trono de misericórdia, e deve olhar para ele pendurado na cruz, cheio de fé, esperança e caridade, devoto, cheio de admiração e alegria, marcado pela gratidão e aberto ao louvor e júbilo. 

Então, tal homem fará com Cristo uma “pasch”, {uma páscoa} isto é, uma passagem. Pelos ramos da cruz ele passará o Mar Vermelho, deixando o Egito e entrando no deserto. Lá ele provará o maná escondido e descansará com Cristo no sepulcro, como se estivesse morto para as coisas de fora. Ele experimentará, tanto quanto for possível para quem ainda vive, o que foi prometido ao ladrão pendurado ao lado de Cristo: “Hoje você estará comigo no paraíso”.

================

* 19 DE JULHO: SANTO AMBROSIO AUTPERTO:

…ressaltando a prioridade que em cada busca teológica da verdade compete ao amor, ele dirige-se a Deus com estas palavras:Quando por nós és perscrutado intelectualmente, não és descoberto como és realmente; quando és amado, és alcançado“.

================

* 30 DE JULHO: SÃO PEDRO CRISÓLOGO

Ouça o apelo de Deus: Em mim, quero que você veja seu próprio corpo, seus membros, seu coração, seus ossos, seu sangue. Você pode temer o que é divino, mas por que não amar o que é humano? Você pode fugir de mim como o Senhor, mas por que não correr para mim como seu pai? Talvez você esteja cheio de vergonha por causar minha amarga paixão. Não tenha medo. Esta cruz inflige um dano mortal, não em mim, mas na morte. Esses pregos não me doem mais, mas apenas aprofundam meu amor por você. Eu não clamo por causa dessas feridas, mas através delas eu o atraio para o meu coração. Meu corpo foi esticado na cruz como um símbolo, não do quanto eu sofri, mas do meu amor abrangente. Não considero menos que derramar meu sangue: é o preço que paguei pelo seu resgate. Venha, então, volte para mim e aprenda a me conhecer como seu pai, que retribui o mal com o bem, a injúria com o amor e a caridade sem limites nas feridas penetrantes”.

… Ouça agora o que o Apóstolo nos exorta a fazer. Apelo a vocês, diz ele, para que apresentem seus corpos como sacrifício vivo. Por esta exortação dele, Paulo elevou todos os homens ao status sacerdotal. Quão maravilhoso é o sacerdócio do cristão, pois ele é tanto a vítima que é oferecida em seu próprio nome, quanto o sacerdote que faz a oferta. Ele não precisa ir além de si mesmo para buscar o que deve imolar a Deus: consigo mesmo e em si mesmo traz o sacrifício que deve oferecer a Deus por si mesmo. A vítima permanece e o padre permanece, sempre um e o mesmo. Imolada, a vítima ainda vive: o padre que imola não pode matar. Verdadeiramente é um sacrifício incrível em que um corpo é oferecido sem ser morto e sangue é oferecido sem ser derramado. 

O Apóstolo diz: Apelo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo. Irmãos, este sacrifício segue o padrão do sacrifício de Cristo pelo qual ele deu seu corpo como imolação viva pela vida do mundo. Ele realmente fez do seu corpo um sacrifício vivo, porque, embora morto, continua a viver. Em tal vítima, a morte recebe seu resgate, mas a vítima permanece viva. A própria morte sofre o castigo. É por isso que a morte para os mártires é realmente um nascimento, e seu fim um começo. Sua execução é a porta para a vida, e aqueles que se pensava terem sido apagados da terra brilham brilhantemente no céu. Paulo diz: Rogo-vos, pela misericórdia de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo e santo. O profeta disse a mesma coisa: Sacrifício e oferta não quiseste, mas preparaste um corpo para mim. Cada um de nós é chamado a ser um sacrifício a Deus e ao seu sacerdote. Não perca o que a autoridade divina lhe confere. Vista as vestes da santidade, cinge-se com o cinto da castidade. Deixe Cristo ser seu capacete, deixe a cruz em sua testa ser sua proteção infalível. Sua couraça deve ser o conhecimento de Deus que ele mesmo lhe deu. Continue queimando continuamente o cheiro doce do incenso da oração. Pegue a espada do Espírito. Deixe seu coração ser um altar. Então, com plena confiança em Deus, apresente seu corpo para o sacrifício. Deus não deseja a morte, mas a fé; Deus não tem sede de sangue, mas de auto entrega; Deus é apaziguado não pela matança, mas pela oferta de seu livre arbítrio. – de um sermão de São Pedro Crisólogo…”: https://catholicsaints.info/saint-peter-chrysologus/

================

* 31 DE JULHO: SANTO INÁCIO DE LOYOLA

“Se Deus faz com que você sofra muito, é sinal de que Ele tem grandes desígnios para você, e que certamente pretende fazer de você um santo. E se você deseja se tornar um grande santo, peça a Ele que lhe dê muitas oportunidades de sofrimento; pois não há lenha melhor para acender o fogo do amor santo do que a lenha da cruz, que Cristo usou para Seu próprio grande sacrifício de caridade sem limites…”

================

* 01 DE AGOSTO: SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO

“Eu o amo, Jesus meu amor, eu o amo mais do que a mim mesmo. Arrependo-me de todo o coração por tê-lo ofendido. Nunca permita que eu me separe de você novamente. Que eu o ame sempre, e então faça comigo o que quiser” … Santo Afonso Ligório

Santíssima e Imaculada Virgem! Ó minha Mãe! Tu que és a Mãe do meu Senhor, a Rainha do mundo, a advogada, a esperança e o refúgio dos pecadores! Eu, o mais miserável entre eles, agora venho a ti. Eu te adoro, grande Rainha, e te dou graças pelos muitos favores que me concedeste no passado; acima de tudo, agradeço-te por me ter salvado do inferno, que tantas vezes merecia. Amo-te, Senhora mais digna de todo amor, e, pelo amor que te carrego, prometo sempre no futuro servir-te e fazer o que me cabe para ganhar outros para o teu amor. Em ti ponho toda a minha confiança, toda a minha esperança de salvação. Recebe-me como teu servo e cobre-me com o manto da tua proteção, tu que és a Mãe de misericórdia! E visto que tens tanto poder com Deus, livra-me de todas as tentações, ou pelo menos obtenha para mim a graça de sempre superá-los. De ti peço um verdadeiro amor de Jesus Cristo e a graça de uma morte feliz. Ó minha Mãe! Por teu amor a Deus, suplico-te que sejas meu ajudante em todos os momentos, mas sobretudo no último momento de minha vida. Não me deixes até que me vejas seguro no céu, lá por séculos sem fim para te abençoar e cantar teus louvores. Tal é a minha esperança. Um homem. – Santo Afonso Ligório

Deus diz a cada um de nós: “Dá-me o teu coração, isto é, a tua vontade”. Nós, por nossa vez, não podemos oferecer nada mais precioso do que dizer: “Senhor, toma posse de nós; damos-te toda a nossa vontade; faça-nos entender o que você deseja de nós, e nós o realizaremos”. Se quisermos dar plena satisfação ao coração de Deus, devemos trazer nossa própria vontade em tudo em conformidade com a dele; e não apenas em conformidade, mas também em uniformidade, no que diz respeito a tudo o que Deus ordena. A confirmação significa a união de nossa própria vontade com a vontade de Deus; mas a uniformidade significa, além disso, fazer do divino e da nossa vontade uma só vontade, de modo que nada desejamos senão o que Deus deseja, e sua vontade se torna a nossa. Esta é a soma e a substância daquela perfeição à qual devemos sempre aspirar; este deve ser o objetivo de tudo o que fazemos e de todos os nossos desejos, meditações e orações. Para isso, devemos invocar a assistência de todos os nossos santos padroeiros e nossos anjos da guarda e, sobretudo, de nossa divina mãe Maria , que foi a santa mais perfeita, porque abraçou mais perfeitamente a vontade divina…” – Santo Afonso Ligório, de O amor redentor de Cristo

================

* 04 DE AGOSTO: SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

Meus filhinhos, reflitam nestas palavras: o tesouro do cristão não está na terra, mas no céu. Nossos pensamentos, então, devem ser direcionados para onde está nosso tesouro. Este é o glorioso dever do homem: orar e amar. Se você orar e amar, é aí que reside a felicidade de um homem. A oração nada mais é do que a união com Deus. Nesta união íntima, Deus e a alma estão fundidos como dois pedaços de cera que ninguém pode separar. Essa união de Deus com uma pequena criatura é uma coisa adorável. É uma felicidade além da compreensão. 

Meus filhinhos, seus corações, são pequenos, mas a oração os estica e os torna capazes de amar a Deus. Através da oração recebemos um antegozo do céu e algo do paraíso desce sobre nós. A oração nunca nos deixa sem doçura. É o mel que flui nas almas e torna todas as coisas doces. 

Quando oramos corretamente, as tristezas desaparecem como a neve diante do sol. Alguns homens mergulham tão profundamente na oração como peixes na água, porque se entregam totalmente a Deus. Oh, como amo essas nobres almas! Como somos diferentes deles! Quantas vezes chegamos à igreja sem ideia do que fazer ou do que pedir. E, no entanto, sempre que vamos a qualquer ser humano, sabemos muito bem por que vamos. E ainda pior, há alguns que parecem falar com o bom Deus assim: “Eu só direi algumas coisas para você, e então me livrarei de você”. Muitas vezes penso que, quando viermos adorar ao Senhor, receberemos tudo o que pedirmos, se pedirmos com fé viva e com o coração puro.

– das instruções catequéticas de São João Maria Vianney

================

08 DE AGOSTO: SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

“Um homem que governa suas paixões é senhor de seu mundo. Ou as comandamos sou somos escravizados por elas. É melhor ser um martelo do que uma bigorna” (São Domingos de Gusmão)

================

* 11 DE AGOSTO: SANTA CLARA DE ASSIS

“Vá em paz, pois você seguiu o bom caminho. Vá sem medo, pois aquele que te criou te fez santo, sempre te protegeu e te ama como uma mãe… Bendito sejas tu, meu Deus, por me ter criado”. – Santa Clara de Assis

================

          * 12 DE AGOSTO: SANTA JOANA DE CHANTAL

“… Os mártires de amor sofrem dores mil vezes mais agudas conservando a vida para cumprir a vontade de Deus, do que se tivessem de dar mil vidas para testemunhar a sua fé, o seu amor e a sua fidelidade

 MANTENHA SEUS OLHOS EM DEUS E DEIXE-O FAZER PARA ELE… ISSO É TUDO COM O QUE VOCÊ TEM QUE SE PREOCUPAR”. – Santa Joana de Chantal

================

* 14 DE AGOSTO: SÃO MAXIMILIANO KOLBE

“… AVE-MARIA!”:  esta foi a última invocação que brotou dos lábios de São Maximiliano Kolbe, estendendo o braço àquele que o matava com uma injeção de ácido fénico. É comovedor constatar que o recurso humilde e confiante a Nossa Senhora é sempre manancial de coragem e de serenidade. Enquanto nos preparamos para celebrar a solenidade da Assunção, que é uma das festas marianas mais queridas à tradição cristã, renovamos a nossa confiança naquela que, do Céu, vigia com amor maternal sobre nós em todos os momentos. Com efeito, é assim que rezamos na familiar prece da Ave-Maria, pedindo-lhe que interceda por nós “agora e na hora da nossa morte”…(Papa Bento XVI, na Audiência Geral de 13 de agosto de 2008): https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080813.html

================

  • 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA:

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carneSanta Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, A DOR DO DESEJO DE UNIÃO que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*      27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”. SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES! PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES! SANTO

ABRAÃO, ROGUE POR NÓS! AMÉM!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor e esposo da Virgem Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós Maria depositou a sua confiança;

  convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai

também para nós e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano- de-sao-jose/ >)

================

” Santo não é aquele que não cai, santo é aquele que mesmo caindo não desiste de levantar” (São João Paulo II)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS! POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

  • Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:
    • Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;
    • Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;
    • Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);
    • Um dia vamos estar juntos;
    • Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (contrição … obediência ao que Jesus mandou: amor a Deus e ao próximo. Jo 15,14.17)…

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

                                                ================                             

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

“Coração de meu Jesus, doce e terno alanceado, seja o meu no vosso amor, cada vez mais abrasado”

JESUS MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO, FAZ O MEU CORAÇÃO SEMELHANTE AO SEU! OBRIGADO JESUS! BENDITO SEJA O SENHOR! AMÉM!

“Doce coração de Maria, sede a nossa salvação”

ME LEVA A JESUS, MÃE! ME ADOTA E À FAMÍLIA, MÃE! OBRIGADO!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.