Santas e Santos de 31 de julho

Me­mória de Santo Inácio de Loiola (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, que, na­tural do País Basco, na Es­panha, viveu na corte e no exér­cito, até que, gra­ve­mente fe­rido, se con­verteu a Deus; fez os seus es­tudos te­o­ló­gicos em Paris e as­so­ciou a si os pri­meiros com­pa­nheiros, com os quais mais tarde cons­ti­tuiu a Com­pa­nhia de Jesus em Roma, onde exerceu um fru­tuoso mi­nis­tério, quer pelas obras que es­creveu quer na for­mação dos dis­cí­pulos, para maior glória de Deus. († 1556). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Santo Inácio de Loyola, sacerdote, morto em 1556. Convertido aos trinta anos após uma vida de soldado cheia de aventuras, viveu retirado em Montserrat e em Manresa. Depois partiu para estudar em Paris, onde reuniu seus primeiros discípulos, núcleo da Companhia de Jesus, a qual fundou “para a maior glória de Deus e para o serviço da Igreja Militante”. (R). Ver páginas 461-481: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Inácio_de_Loyola

2.   Em Milão, na Trans­pa­dânia, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Ca­lí­mero, bispo. († s. II f.)

3.   Em Sí­nada, na Frígia, hoje Çi­fit­ka­saba, na Tur­quia, os santos De­mó­crito (também na Folhinha do Coração de Jesus), Se­gundo e Di­o­nísio, mártires. († s. III)

4.   Em Ce­sa­reia, na Mau­ri­tânia, hoje Cher­chell, na Ar­gélia, São Fábio (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que foi en­car­ce­rado por ter re­cu­sado levar a in­sígnia do go­ver­nador numa as­sem­bleia geral da pro­víncia e, como per­se­ve­rava na con­fissão da fé em Cristo, foi con­de­nado à morte pelo juiz. († 303-304). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Cesaréia da Mauritânia, durante a perseguição de Diocleciano, a paixão do Bem-Aventurado Fábio. Por sua recusa em levar as insígnias do governador da província, foi preso e sofreu dois interrogatórios, durante os quais perseverou em confessar Cristo. Enfim o juiz o condenou à pena capital. (M). Ver páginas 482-483: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf  

5.   Em Roma, junto à Via La­tina, São Ter­tu­liano, mártir. († c. s. IV)

6.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, na ho­di­erna Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o pas­sa­mento de São Ger­mano, bispo de Au­xerre, que li­bertou por duas vezes a Bre­tanha da he­resia pe­la­giana e, tendo-se di­ri­gido a Ra­vena para pro­mover a paz na re­gião da Ar­mó­rica, foi re­ce­bido com honras so­lenes pelos im­pe­ra­dores Va­le­riano e Gala Pla­cídia, su­bindo dali ao reino celeste. († 448). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 448, São Germano, inicialmente alto funcionário do império, residia em Auxerre, sua cidade natal. Fundou um mosteiro além do rio Yonne, para reunir o exemplo e a oração dos monges à atividade do clero. Reavivou a religião católica nas Ilhas Britânicas, ameaçadas pela heresia pelagiana. Foi “pai espiritual” de Santa Genoveva, e é honrado em Paris na Igreja de Saint-Germain-l’Auxerrois, paróquia dos reis de França. (M)

7.   Em Ímola, também na Fla­mínia, o pas­sa­mento de São Pedro Crisólogo, bispo de Ra­vena, cuja me­mória é ce­le­brada na vés­pera deste dia. († c. 450). Ver 30 de julho.

8.   Em Skövde, na Suécia, Santa He­lena, viúva, que, in­jus­ta­mente as­sas­si­nada, é con­si­de­rada mártir. († c. 1160)

9*.   Em Ac­qua­pen­dente, na Tos­cana, hoje no Lácio, re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato João Colombíni, rico co­mer­ci­ante de ves­tuário que se con­verteu à po­breza e reuniu os seus dis­cí­pulos na Ordem dos Je­su­atos, cujos mem­bros quis trans­formar em po­bres de Cristo e es­posos da se­nhora Pobreza. († 1307)

10*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Eve­rardo Hanse, pres­bí­tero e mártir, que, desde o dia em que pro­fessou a fé ca­tó­lica, a guardou sempre fi­el­mente, a di­fundiu entre os seus con­ci­da­dãos e, no rei­nado de Isabel I, a con­firmou com o glo­rioso mar­tírio em Tyburn. († 1581). Everaldo Hanse (também na Folhinha do Coração de Jesus de 30 de julho).

11♦.   Em Nishi­zaka, no Japão, o Beato Ni­colau Fu­ku­naga Keian, re­li­gioso da Com­pa­nhia de Jesus e mártir. († 1633)

12*.   Num barco-prisão an­co­rado ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato João Fran­cisco Jar­rige de la Mo­relie du Breuil, pres­bí­tero e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja de­sen­ca­deada na Re­vo­lução Fran­cesa, en­cer­rado na sór­dida ga­lera morreu de tuberculose. († 1794)

13.   Em Cay Met, lo­ca­li­dade pró­xima de Saigão, na Co­chin­china, hoje no Vi­etnam, os santos Pedro Doan Cong Quy, pres­bí­tero, e Ma­nuel Phung, már­tires, que, de­pois de cerca de sete meses de cár­cere, foram de­ca­pi­tados no tempo do im­pe­rador Tu Duc por serem cristãos. († 1859)

14.   No vale de Alighede, na Etiópia, São Jus­tino De Jacobis, bispo, da Con­gre­gação da Missão, que, com ad­mi­rável man­sidão e ca­ri­dade, se de­dicou ao mi­nis­tério apos­tó­lico e à for­mação do clero in­dí­gena, so­frendo por isso a fome, a sede, as tri­bu­la­ções e o cárcere. († 1860)

15*.   Em Gra­nol­lers, ci­dade pró­xima de Bar­ce­lona, na Es­panha, os be­atos már­tires Di­o­nísio Vi­cente Ramos, pres­bí­tero, e Fran­cisco Remon Játiva, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais, que, du­rante a per­se­guição contra a fé, com o seu mar­tírio se­guiram os passos de Cristo. († 1936)

16*.   Em Va­lência, também na Es­panha, o Beato Jaime Buch Canals, re­li­gioso da So­ci­e­dade Sa­le­siana, que na mesma per­se­guição morreu pro­fes­sando a sua fé em Cristo. († 1936)

17♦.   Em La Ar­ra­bas­sada, perto de Bar­ce­lona, também na Es­panha, as be­atas Es­pe­rança da Cruz (Te­resa Su­birá San­jaume) e Com­pa­nheiras, vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Car­me­litas Mis­si­o­ná­rias e már­tires, que, du­rante a per­se­guição re­li­giosa, foram as­sas­si­nadas por causa da sua fi­de­li­dade a Cristo Esposo. São estes os seus nomes: Da­niela de São Bar­nabé (Vi­centa Achurra Go­ge­nola), Ga­briela de São João da Cruz (Fran­cisca Pons Sardá) e Maria do Re­fúgio de Santo Ân­gelo (Maria Ro­queta Serra), vir­gens da Con­gre­gação das Irmãs Car­me­litas Missionárias († 1936)

18♦.   Em To­ledo, também na Es­panha, os be­atos Na­zário do Sa­grado Coração (Na­zário del Valle Gon­zález), pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas Des­calços e com­pa­nheiros már­tires, que, na mesma per­se­guição, me­re­ceram re­ceber a su­blime palma do martírio. São estes os seus nomes: Pedro José dos Sa­grados Co­ra­ções (Pedro José Ji­ménez Val­lejo), e Rai­mundo de Nossa Se­nhora do Carmo (José Gri­jaldo Medel), pres­bí­teros; Mel­chior do Me­nino Jesus (Mel­chior Martin Monge), Félix de Nossa Se­nhora do Carmo (Luís Gómez de Pablo), Plá­cido do Me­nino Jesus (José Luís Col­lado Oliver), Da­niel da Sa­grada Paixão (Da­niel Mora Nine), re­li­gi­osos todos da Ordem dos Car­me­litas Descalços. († 1936)

19♦.   Em An­dújar, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Jaen, também na Es­panha, os be­atos Pru­dêncio da Cruz (Pru­dêncio Gue­ré­quiz Gue­zu­raga) e Se­gundo de Santa Teresa (Se­gundo Garcia Ca­bezas), pres­bí­teros da Ordem da San­tís­sima Trin­dade e már­tires, que, opri­mido pela vi­o­lência dos ini­migos da Igreja, foi ao en­contro do Senhor. († 1936)

20♦.   Em Pa­ra­cu­ellos del Ja­rama, lo­ca­li­dade pró­xima de Ma­drid, também na Es­panha, o Beato Ví­tório (Mar­tinho An­glés Oli­veras), re­li­gioso da Con­gre­gação dos Ir­mãos das Es­colas Cristãs e mártir, que pelo mar­tírio se tornou par­ti­ci­pante na vi­tória de Cristo. († 1936)

21*.   Em Da­chau, pró­ximo de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato Mi­guel Ozieblowski, pres­bí­tero e mártir, que, de­por­tado da Po­lónia, sua pá­tria, do­mi­nada por um re­gime hostil à re­li­gião, por causa da fé foi en­car­ce­rado num campo de con­cen­tração e, du­ra­mente tor­tu­rado, con­sumou o seu martírio. († 1942)

22*.   Em Ka­lisz, na Po­lónia, o Beato Fran­cisco Stryjas, mártir, que, na mesma per­se­guição, es­vaído por muitos su­plí­cios, foi glo­ri­o­sa­mente ao en­contro do Senhor. († 1944)

23*.   Em Tr­nava, na Es­lo­vá­quia, a Beata Si­dónia (Ce­cília Sche­lin­gova), virgem da Con­gre­gação das Irmãs da Ca­ri­dade da Santa Cruz e mártir, que, em tempo de ex­trema hos­ti­li­dade contra a Igreja na sua nação, por ter pro­te­gido um sa­cer­dote so­freu muitas tri­bu­la­ções no corpo e no es­pí­rito e, fi­nal­mente con­su­mida pela en­fer­mi­dade, res­plan­deceu como in­que­bran­tável e alegre tes­te­munha de Cristo. († 1955)

24. Outros santos do dia 31 de julho: págs. 461-485, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2013.pdf Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3.VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4.Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5.Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6.Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.