Santas e Santos de 26 de outubro

1.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na Tur­quia, os santos Lu­ciano e Mar­ciano, már­tires, que, se­gundo a tra­dição, no tempo do im­pe­rador Décio, por ordem do procônsul Sa­bino, foram quei­mados vivos. († c. 250). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na mesma época, em Nicomédia,  o martírio dos Santos Luciano e Marciano. Condenados a serem queimados vivos por terem passado da lei imperial para a lei de Cristo, eles responderam ao juiz: “É a glória dos cristãos ganhar a verdadeira vida eterna ao perder tudo aquilo em que tu acreditas ser a vida. Desejamos que Deus te conceda a graça e a luz para que saibas o que Ele é e o que Ele dá àqueles que creem nele”. (M). Ver páginas 38-41: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

2.   Em Car­tago, na ho­di­erna Tu­nísia, a co­me­mo­ração de São Ro­ga­ciano, pres­bí­tero, a quem, no tempo do im­pe­rador Décio, São Ci­priano con­fiou a ad­mi­nis­tração da Igreja de Car­tago, e que, jun­ta­mente com São Fe­li­cís­simo, su­portou tor­turas e cár­ceres pelo nome de Cristo. († s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na África, no meio do séc. III, a paixão dos Santos Rogaciano e Felicíssimo. São Cipriano deu testemunho deles numa carta dirigida aos cristãos perseguidos: “Sigam em tudo o sacerdote Rogaciano, que para glória do nosso tempo vos aponta o caminho pela valentia de sua fé”. (M). Ver páginas 45-46: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

3*.   Em Es­tras­burgo, na Ger­mânia, ac­tu­al­mente na França, Santo Amando, que é con­si­de­rado o pri­meiro bispo desta cidade. († s. IV)

4.   Em Nar­bona, no li­toral da Gália, também na ac­tual França, São Rús­tico, bispo, que, es­tando na in­tenção de aban­donar a sua função para se re­tirar à vida de si­lêncio, foi con­ven­cido pelo papa São Leão Magno à santa per­se­ve­rança e, assim con­for­tado, per­ma­neceu no mi­nis­tério que lhe fora con­fiado e nos en­cargos assumidos. († c. 461)

5*.   Em An­goulème, na Aqui­tânia, hoje também na França, Santo Ap­tónio, bispo. († c. 567)

6*.   Em Las­tingham, na Nor­túm­bria, re­gião da In­gla­terra, São Ceda, irmão de São Ceada, que foi or­de­nado bispo dos Sa­xões ori­en­tais por São Fi­nano e lançou entre eles os fun­da­mentos da Igreja. († 664)

7*.   Em Hexham, também na Nor­túm­bria, Santo Eata, bispo, homem su­ma­mente afável e sim­ples, que regeu vá­rios ce­nó­bios e Igrejas, até que, ao re­gressar a Hexham, foi eleito bispo e abade, mi­nis­tério que exerceu sa­bi­a­mente, sem nunca deixar a sua vida ascética. († c. 616)

8*.   Em Metz, na Aus­trásia, ac­tu­al­mente na França, São Si­ge­baldo, bispo, fun­dador de vá­rios mosteiros. († 741)

9*.   No mos­teiro de He­res­feld, na Ale­manha, o se­pul­ta­mento de São Vita ou Al­buíno, pri­meiro bispo de Bürberg, que, oriundo da In­gla­terra, foi cha­mado por São Bo­ni­fácio e en­viado para Hessen, com a missão de se­mear nesta re­gião a pa­lavra divina. († c. 786)

10*.   Na Es­cócia, São Beano, bispo de Mortlach. († c. 1032)

11.   Em Pavia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Fulco, bispo, na­tural da Es­cócia, homem de paz, zelo apos­tó­lico e in­signe caridade. († 1229). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 1229, a volta para Deus de São Folco, cônego regular de origem irlandesa que, tornando-se bispo de Piacenza e depois de Pavia, trabalhou para reconciliar as duas cidades, dilaceradas por várias facções. (M)

12*.   Em Réggio Emília, também na Itália, o Beato Da­mião Fur­chéri (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Damião de Finaro), pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, egrégio arauto do Evangelho. († 1484)

13*.   Em Ra­vello, pró­ximo de Amálfi, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, o Beato Bo­a­ven­tura de Potenza (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais, que se dis­tin­guiu pela sua obe­di­ência e caridade. († 1711)

14♦.   Em Cra­cóvia, na Po­lónia, a Beata Ce­lina Ch­lud­zindska Borzecka, re­li­giosa, fun­da­dora da Con­gre­gação das Irmãs da Res­sur­reição de Nosso Se­nhor Jesus Cristo. († 1913)

15. São Flório (também na Folhinha do Coração de Jesus)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no final do séc. I, Santo Evaristo, papa de origem grega, mas natural da Palestina, que sucedeu a São Clemente na Sé Apostólica. (M). Ver página 46: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

17. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no começo do séc. IV, São Demétrio, mártir. Seu culto foi extremamente popular no Oriente, onde muitíssimas igrejas lhe são dedicadas. (M)

18. São Bernward ou Bernardo, bispo de Hildesheim. Ver páginas 33-37: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

19. Santa Gibitrudes, monja. Ver páginas 42-45: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

20. Outros santos do dia 26 de outubro: págs. 33-47, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 26 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/26_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Santas e Santos de 25 de outubro

SANTO ANTÔNIO DE SANTANA GALVÃO – Frei GALVÃO (também na Folhinha do Coração de Jesus). Canonizado pelo Papa Bento XVI em 11 de maio de 2007. Em 25 de outubro de 1998, Galvão se tornou o primeiro religioso nascido no Brasil a ser beatificado pelo Vaticano, tendo sido declarado Venerável um ano antes, em 8 de março de 1997.Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Frei_Galvão#

– Ver também:

*  http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL158265-5598,00-DIA+DE+FREI+GALVAO+E+COMEMORADO+COM+MISSAS+PELO+PAIS.html

* https://cleofas.com.br/6-curiosidades-sobre-a-vida-de-sao-frei-galvao-que-talvez-nao-conheca-2/

* https://cleofas.com.br/tag/santo-antonio-de-santanna-galvao/

1.   Em Roma, no ce­mi­tério de Trasão, junto à Via Sa­lária Nova, os santos Cri­santo e Daria, már­tires, lou­vados pelo papa São Dâmaso. († c.  ). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, o martírio dos Santos Crisanto e Daria. (M). Ver páginas 18-23: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

2.   Em Sois­sons, na Gália Bél­gica, ac­tu­al­mente na França, os santos Crispim e Cris­pi­niano, mártires (também na Folhinha do Coração de Jesus). († c. s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, o martírio dos Santos Crispim e Crispiniano, venerados em Soissons. Segundo uma tradição, eles eram sapateiros que se aproveitavam da sua humilde profissão para converter seus clientes. (M). Ver São Crispim e Crispiniano, PADROEIROS DOS SAPATEIROS, páginas 26-27: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

3.   Em Flo­rença, na Etrúria, ac­tu­al­mente na Tos­cana, re­gião da Itália, São Mi­niato, mártir. († c. s. III). Ver página 31: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

4.   Em Pé­ri­gueux, na Aqui­tânia, na ho­di­erna França, São Frontão, que é con­si­de­rado o pri­meiro anun­ci­ador do Evan­gelho nesta cidade. († c. s. III). Ver páginas 24-25: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

5.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, os santos Mar­tírio, sub­diá­cono, e Mar­ciano, cantor, que foram as­sas­si­nados pelos ari­anos no tempo do im­pe­rador Constâncio. († c. 351). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 351, a paixão dos Santos Martirios e Marciano, secretários do patriarca de Constantinopla, que tiveram grande veneração no oriente sob o nome popular de os “santos tabeliões”. (M).

6.   Em Bréscia, na Ve­nécia, ac­tu­al­mente na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Gau­dêncio, bispo, que, or­de­nado por Santo Am­brósio, se dis­tin­guiu entre os pre­lados da sua época pela dou­trina e vir­tude, en­sinou o seu povo com a pa­lavra e os es­critos e cons­truiu uma ba­sí­lica que de­no­minou «Con­cílio dos Santos». († c. 410). Ver páginas 9-15: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Gaudêncio_de_Bréscia

7.   No ter­ri­tório de Ja­vols, na Gália, ac­tu­al­mente na França, Santo Hi­lário, bispo de Mende. († s. VI)

8*.   Perto de Se­góvia, na His­pânia, São Fruto, que levou vida ere­mí­tica entre ás­peros rochedos. († c. 715)

9*.   Em Pécs, na Hun­gria, Santo Amaro, bispo, que, tendo sido mestre de re­tó­rica du­rante quase toda a sua vida, se fez monge e de­pois foi abade do mos­teiro de São Martinho. († 1070)

10*.   Em Vic, na Ca­ta­lunha, re­gião da Es­panha, São Ber­nardo Calbó, bispo, que, dei­xando o ofício de juiz, foi monge cis­ter­ci­ense e abade do seu mos­teiro; de­pois, no­meado bispo de Vic, pro­moveu in­ten­sa­mente a ver­da­deira doutrina. († 1243)

11*.   Em Borgo Sant’ An­tónio, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato Tadeu Ma­char, bispo de Cork e Cloyne, na Ir­landa, que teve de sair da sua pá­tria, ví­tima da hos­ti­li­dade dos po­de­rosos, e, du­rante a vi­agem para Roma, des­cansou no Senhor. († 1492)

12*.   Em Nules, po­vo­ação pró­xima de Tor­tosa, na Es­panha, o Beato Ricardo Cen­telles Abad, pres­bí­tero da Ir­man­dade dos Sa­cer­dotes Ope­rá­rios Di­o­ce­sanos e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja, foi as­sas­si­nado às portas do ce­mi­tério em ódio ao sacerdócio. († 1936)

13*.   Em Al­cira, na re­gião de Va­lência, também na Es­panha, as be­atas Maria Te­resa Fer­ragud Roig e suas fi­lhas Maria de Jesus (Maria Vin­centa Masià Fer­ragud), Maria Verónica (Maria Jo­a­quina Masià Fer­ragud), Maria Fe­li­ci­dade Masiá Ferragud, vir­gens da Ordem das Cla­rissas Ca­pu­chi­nhas, e Jo­sefa da Purificação (Jo­sefa Rai­munda Masiá Fer­ragud), virgem da Ordem das Agos­ti­nhas Des­calças, todas elas már­tires, que, du­rante a mesma per­se­guição, me­re­ceram a coroa glo­riosa pelo seu in­que­bran­tável tes­te­munho de Cristo. († 1936)

14. São Baltazar de Chiavari (também na Folhinha do Coração de Jesus).

15. Santa Tabita ou Dorcas. Ver páginas16-17: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

16. São Lobo. Ver páginas 28-30: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

17. Quarenta mártires da Inglaterra e Gales. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Quarenta_Mártires_da_Inglaterra_e_Gales

18. Outros santos do dia 25 de outubro: págs. 9-32, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf  Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 25 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/25_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular