Santas e Santos de 06 de janeiro

So­le­ni­dade da Epi­fania do Senhor (também na Folhinha do Coração de Jesus), na qual se ce­lebra a trí­plice ma­ni­fes­tação do nosso grande Deus e Se­nhor, Jesus Cristo: em Belém, o Me­nino Jesus foi ado­rado pelos magos; no Jordão, Jesus foi bap­ti­zado por João Bap­tista, un­gido pelo Es­pí­rito Santo e cha­mado Filho de Deus Pai; em Caná da Ga­li­leia, numa festa de núp­cias, trans­for­mando a água em vinho, Jesus ma­ni­festou a sua glória. Em Por­tugal esta so­le­ni­dade ce­lebra-se no do­mingo entre 2 e 8 deste mês. Ver páginas 191-192: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf – Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Adoração_dos_Magos

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Dia_de_Reis

– Ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Epifania_do_Senhor  

2.   Em An­tínoo, na Te­baida, re­gião do Egipto, os santos Ju­lião e Ba­si­lissa, mártires. († s. IV)

3.   Em Nantes, na Bre­tanha Menor, re­gião da ac­tual França, São Félix, bispo, que deu tes­te­munho in­signe de zelo apos­tó­lico ao ser­viço dos seus con­ci­da­dãos, cons­truiu a igreja ca­te­dral e evan­ge­lizou com in­tenso ardor as po­pu­la­ções rurais. († 582)

4*.   Em Würz­burg, na Fran­cónia, hoje na Ale­manha, São Ma­cário, abade, que foi o pri­meiro pre­lado do mos­teiro dos Es­co­ceses nesta cidade. († 1153)

5.   Em Bar­ce­lona, na Ca­ta­lunha, re­gião da Es­panha, São Rai­mundo de Penhaforte, cuja me­mória se ce­lebra no dia seguinte. († 1275). Ver páginas 213-220: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

6*.   Em Fa­ma­gusta, na ilha de Chipre, o pas­sa­mento de São Pedro Tomás, bispo de Cons­tan­ti­nopla, da Ordem dos Car­me­litas, que exerceu a missão de le­gado do Ro­mano Pon­tí­fice no Oriente. († 1366). Ver São Pedro Tomé, patriarca de Constantinopla, páginas 208-209: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

7.   Em Fié­sole, na Etrúria, ac­tu­al­mente na Tos­cana, re­gião da Itália, Santo André Cor­síni, bispo, da Ordem dos Car­me­litas, que se tornou me­mo­rável pela sua vida aus­tera e as­sídua me­di­tação da Sa­grada Es­cri­tura, re­cons­truiu os con­ventos de­vas­tados pela peste, go­vernou sa­bi­a­mente a sua Igreja, prestou au­xílio aos po­bres e re­con­ci­liou os inimigos. († 1373). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1373, Santo André Corsini (também na Folhinha do Coração de Jesus). Depois de uma juventude passada na libertinagem, entrou para os carmelitas. Tornando-se mais tarde prior do convento de Florença e depois bispo de Fiesole, em nada relaxou sua vida de penitência, e, por ocasião de sua morte, deixou uma reputação de taumaturgo. (M). Ver página 221: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

8.   Em Va­lência, na Es­panha, São João de Ri­bera, bispo, que exerceu também as fun­ções de vice-rei. De­dicou-se in­ten­sa­mente ao culto da San­tís­sima Eu­ca­ristia, foi grande de­fensor da ver­dade ca­tó­lica e ins­truiu o seu povo com só­lidos ensinamentos. († 1611). Ver páginas 195-199: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdfVer: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/João_de_Ribera

9.   Em Roma, São Carlos de Sezze, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores, que, obri­gado desde a in­fância a pro­curar o seu sus­tento, in­duzia os com­pa­nheiros à imi­tação de Cristo e dos Santos e, re­ves­tido fi­nal­mente com o há­bito fran­cis­cano, como tanto de­se­java, se de­dicou as­si­du­a­mente à ado­ração do San­tís­simo Sacramento. († 1670). Ver páginas 210-212: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

10.   Em Ca­sal­me­dinho, lo­ca­li­dade pró­xima de Viseu, em Por­tugal, a Beata Rita Amada de Jesus (Rita Lopes Al­meida), virgem, que, em tempos di­fí­ceis de per­se­guição re­li­giosa e de­vas­sidão de cos­tumes, entre grandes di­fi­cul­dades e obs­tá­culos fundou o Ins­ti­tuto Jesus Maria José, des­ti­nado a re­co­lher e educar me­ninas po­bres e aban­do­nadas, pro­mo­vendo também com grande di­li­gência a dig­ni­dade in­te­gral das mulheres. († 1913). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Rita_Amada_de_Jesus

11.   Em Roma, Santa Ra­faela Maria do Sa­grado Coração (Ra­faela Maria Porras Ayllón), virgem, que fundou a Con­gre­gação das Es­cravas do Sa­grado Co­ração de Jesus e, con­si­de­rada men­tal­mente in­ca­pa­ci­tada, passou san­ta­mente o resto da sua vida en­tregue ao so­fri­mento e à penitência. († 1925). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/João_de_Ribera

12.   Em Mon­tréal, no Quebec, re­gião do Ca­nadá, Santo André (Al­fredo Bes­sette), re­li­gioso da Con­gre­gação da Santa Cruz, que edi­ficou neste lugar um emi­nente san­tuário em honra de São José. († 1937). São Alfred Besset. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alfred_Bessette

13.   Em Mont­cada, na Ca­ta­lunha, re­gião da Es­panha, o Beato José Ma­riano dos Anjos (Ma­riano Alarcón Ruiz), pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas Des­calços e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja, foi morto em ódio à religião. (†1937)

14. São Nilamão (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 193-194: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto do ano de 530, São Melânio, bispo e principal padroeiro da cidade de Rennes, cuja população libertou do erro do paganismo. Uma abadia beneditina daquela cidade tomou, mais tarde, o seu nome e perpetuou o seu culto. (M). Ver página 200: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

16. São Pedro Doroverne, abade. Ver páginas 201-202: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

17. Santo Erminoldo, abade. Ver página 203: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

18. São Guerino, bispo e confessor. Ver páginas 204-205: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

19. Bem-aventurada Gertrudes Van Oosten, virgem. Ver páginas 206-207: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

20. Outros santos do dia 06 de janeiro: págs. 191-221: 

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 06 de janeiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/6_de_janeiro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.