Santas e Santos de 07 de janeiro

São Rai­mundo de Penhaforte, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que foi exímio na ci­ência do Di­reito Ca­nó­nico, es­creveu obras de só­lida dou­trina e grande pro­veito sobre o sa­cra­mento da Pe­ni­tência e, eleito mestre geral da sua Ordem, pre­parou para ela a re­dacção das novas Cons­ti­tui­ções. Em idade avan­çada, fa­leceu pi­e­do­sa­mente em Bar­ce­lona, ci­dade da Espanha. († 1275). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, O nascimento no céu de São Raimundo (também na Folhinha do Coração de Jesus), Mestre Geral da Ordem Dominicana. Originário de Peñafort, na Espanha, morreu aos cem anos no dia 6 de janeiro de 1275, no convento de Barcelona. Célebre por sua erudição em Direito Canônico, “ministro insigne do sacramento da penitência”, e com São Pedro Nolasco co-fundador da Ordem das Mercês, é honrado pela Igreja por causa de seu imenso amor pelos pecadores e pelos prisioneiros. (R). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Raimundo_de_Penaforte

2.   Em Me­li­tene, na Ar­ménia, hoje Ma­latya, na Tur­quia, São Po­li­eucto, mártir, que, sendo sol­dado, cons­tran­gido pelo edito do im­pe­rador Décio a sa­cri­ficar aos deuses, que­brou as es­tá­tuas; por isso su­portou muitos tor­mentos e, fi­nal­mente de­go­lado, foi bap­ti­zado com o der­ra­ma­mento do seu sangue. († c. 250)

3.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na Tur­quia, a paixão de São Lu­ciano, pres­bí­tero e mártir da Igreja de An­ti­o­quia, cé­lebre pela sua sa­be­doria e eloquência, que, le­vado ao tri­bunal para con­tí­nuas in­ter­ro­ga­ções acom­pa­nhadas de tor­turas, per­sistiu in­tre­pi­da­mente em de­clarar-se cristão. († 312). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no início do séc. IV, o martírio do Bem-Aventurado Luciano (também na Folhinha do Coração de Jesus), sacerdote, que fundou a célebre escola bíblica de Antioquia e teve a iniciativa de rever ele mesmo as diversas traduções dos livros do Antigo Testamento. Morreu sob torturas, não cessando de repetir que era cristão. (M). Ver páginas 222-223: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

– Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Luciano_de_Antioquia

4*.   Em Passau, no Nó­rico, na ac­tual Ba­viera, co­me­mo­ração de São Va­lentim, bispo da Récia. († c. 450)

5.   Em Pavia, na Li­gúria, re­gião da Itália, São Crispim, bispo. († 467)

6*.   Em Chur, no ter­ri­tório da Hel­vécia, ac­tual Suíça, São Va­len­ti­niano, bispo, que so­correu os po­bres com os seus bens, pagou o res­gate de ca­tivos e dis­tri­buiu vestes aos mais necessitados. († 548)

7*.   Em So­lignac, junto de Li­moges, na Aqui­tânia, hoje na França, São Tilo, dis­cí­pulo de Santo Elói, que foi ar­tesão e monge. († c. 702). Ver páginas 232-233: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

8*.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Ciro, bispo, que, sendo monge na Pa­fla­gónia, foi ele­vado à sede de Cons­tan­ti­nopla, da qual foi de­pois ex­pulso, mor­rendo no exílio. († 714)

9*.   Em Le Mans, na Gália, hoje na França, Santo Al­de­rico, bispo, que se de­dicou com grande ardor ao culto de Deus e dos Santos. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 856, Santo Alderico. Este jovem bávaro, educado na corte de Aachen, tomou as Ordens e foi depois eleito bispo de Le Mans. Com sua fortuna pessoal, socorreu os pobres e subvencionou igrejas e mosteiros. (M). († 856). Ver Santo Aldrico, bispo e confessor, páginas 236-237: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

10.   Na flo­resta pró­xima de Ringsted, na Di­na­marca, São Ca­nuto La­vard, que, sendo duque de Sch­leswig, go­vernou com pru­dência e bon­dade o prin­ci­pado e fo­mentou a pi­e­dade do seu povo, mas foi as­sas­si­nado pelos ini­migos que in­ve­javam a sua autoridade. († 1137). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Canuto_Lavardo

11.   Em Pa­lermo, na Si­cília, hoje re­gião da Itália, o pas­sa­mento do Beato Ma­teus Gui­merá, bispo de Agri­gento, da Ordem dos Me­nores, sin­gu­lar­mente de­di­cado ao culto e à exal­tação do San­tís­simo Nome de Jesus. († 1451)

12*.   Em Su­zuta, no Japão, o Beato Am­brósio Fer­nandes, mártir, que partiu para o Ori­ente à pro­cura de co­mércio e lucro, mas, con­quis­tado pelo fervor da vida cristã foi ad­mi­tido como re­li­gioso na Com­pa­nhia de Jesus e, de­pois de ter pa­de­cido muitas pri­va­ções, morreu por Cristo no cárcere. († 1620)

13.   Em An Bai, lo­ca­li­dade do Ton­quim, hoje Vi­etnam, São José Tuân, mártir, que, sendo pai de fa­mília e agri­cultor, morreu de­go­lado no tempo do im­pe­rador Tu Duc, por se ajo­e­lhar e orar di­ante duma cruz, em vez de a calcar aos pés como lhe tinha sido ordenado. († 1862)

14.   Em Liège, na Bél­gica, a Beata Maria Te­resa do Sa­grado Coração (Joana Haze), virgem, que fundou a Con­gre­gação das Fi­lhas da Cruz, des­ti­nada ao ser­viço dos mais dé­beis e dos pobres. († 1876)

15. São Nicetas, bispo dos Dácios. Ver páginas 224-227: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

16. São Reinaldo, mártir. Ver páginas 228-229: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

17. Bem-Aventurado Witikind, confessor. Ver páginas 230-231: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

18. Bem-Aventurado Vital, abade de Savigny. Ver páginas 234-235: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

19. Bem-Aventurada Lindalva Justo de Oliveira (também na Folhinha do Coração de Jesus).Ver: http://filles-de-la-charite.org/pt/history/saints-and-blessed-daughters-of-charity/blessed-lindalva-justo-de-oliveira/

– Ver também: https://pt.aleteia.org/daily-prayer/domingo-7-de-janeiro/

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lindalva_Justo_de_Oliveira

20. São Teodoro (também na Folhinha do Coração de Jesus)

21. Outros santos do dia 07 de janeiro: págs. 222-238: 

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 07 de janeiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/7_de_janeiro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.