Santas e Santos de 21 de janeiro

Me­mória de Santa Inês (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem e mártir, que, ainda jovem, deu em Roma o su­premo tes­te­munho da fé e con­sa­grou com o mar­tírio o fulgor da cas­ti­dade. De facto, venceu a tenra idade e o ti­rano, con­quistou pro­funda ad­mi­ração entre os gen­tios e me­receu a glória ainda maior junto de Deus. Neste dia ce­lebra-se a se­pul­tura do seu corpo. († s. III-IV in.). Memória de Santa Inês, jovem mártir romana de cerca de doze anos que, segundo Santo Ambrósio, deu um testemunho duplo de Cristo, tanto por sua castidade como por sua fé, no final do séc. III. (R). Ver páginas 73-77: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Inês_de_Roma

2.   Co­me­mo­ração de São Pú­blio, bispo de Atenas, que deu tes­te­munho de Cristo com o martírio. († s. II). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Públio_de_Malta

3.   Em Tar­ra­gona, na His­pânia Ci­te­rior, a paixão dos santos már­tires Fru­tuoso (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, Au­gúrio e Eu­lógio, seus diá­conos, que, no tempo dos im­pe­ra­dores Va­le­riano e Ga­lieno, de­pois da sua pro­fissão de fé pe­rante o pro­cu­rador Emi­liano, foram con­du­zidos ao an­fi­te­atro, onde o bispo pro­feriu com voz clara para os cris­tãos pre­sentes uma oração pela paz da Igreja, sendo todos em se­guida lan­çados às chamas e, re­zando de jo­e­lhos, con­su­maram o martírio. († 259). No ano do Senhor de 259, a paixão de São Frutuoso, bispo de Tarragona e de seus dois diáconos, Santos Auguro e Eulógio. Durante a perseguição de Galiano, eles foram jogados na prísão, e depois condenados queimados vivos. Quando as cordas que os amarravam foram destruídas puseram-se a rezar com os braços em cruz, e assim terminaram seu martírio. (M). Ver páginas 91-93: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Eulógio_e_Augúrio_de_Tarragona

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Frutuoso_de_Tarragona

4.   Em Troyes, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, São Pá­troclo, mártir. († c. s. III). Ver página 97: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

5.   Em Pavia, na Li­gúria, ac­tu­al­mente na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santo Epi­fânio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, du­rante a in­vasão dos bár­baros, tra­ba­lhou in­can­sa­vel­mente pela re­con­ci­li­ação dos povos, pela re­denção dos ca­tivos, bem como pela re­cons­trução da ci­dade destruída. († 496). Em 496, Santo Epifânio, bispo de Pavia, a quem seus díocesanos dedicaram os títulos de “Pacífico”, “Glória da Itália” e “Luz dos bispos”.(M). Ver páginas 78-90: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

6.   Nos montes pró­ximos do lago de Zu­rique, na ac­tual Suíça, São Mein­rado, pres­bí­tero, que, le­vando pri­meiro vida ce­no­bí­tica e de­pois ere­mí­tica, foi morto por salteadores. († c. 861). No ano da graça de 861, São Meinardo. Primeiramente monge em Reichenau, foi encarregado de ensinar gramática e literatura, disciplinas preparatórias à leitura da Bíblia. Mais tarde ele partiu para levar vida eremítica, no lugar onde, posteriormente, se levantou o mosteiro de Einsiedeln. (M). Ver páginas 94-97: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

7*.   No monte Mer­cúrio, na Lu­cânia, na ac­tual Ba­si­li­cata, re­gião da Itália, São Za­ca­rias, cha­mado An­gé­lico, mestre de vida cenobítica. († c. 950)

8*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, os be­atos Edu­ardo Stransham e Ni­colau Whe­eler, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Isabel I, foram con­de­nados à morte por serem sa­cer­dotes, so­frendo o mar­tírio na praça de Tyburn. († 1586)

9.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, Santo Al­bano Roe, da Ordem de São Bento, e Tomás Green, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Carlos I, de­pois de de­zas­sete anos no cár­cere, o pri­meiro, e ca­torze anos, o se­gundo, já an­ciãos foram sus­pensos ao mesmo tempo no pa­tí­bulo de Tyburn. († 1642)

10*.   No mos­teiro de Be­ni­ganim, no ter­ri­tório de Va­lência, na Es­panha, a beata Jo­sefa Maria de Santa Inês, virgem da Ordem dos Des­calços de Santo Agostinho. († 1696). Ver página 98: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

11*.   Em Laval, na França, os be­atos pres­bí­teros João Bap­tista Turpin du Cornier e treze companheiros, már­tires, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, foram de­ca­pi­tados na gui­lho­tina por causa da sua firme fi­de­li­dade à Igreja católica. Os seus nomes são: be­atos João Bap­tista Tri­querie, da Ordem dos Frades Me­nores; João Maria Gallot, José Pellé, Re­nato Luís Am­broise, Ju­lião Fran­cisco Morvin de la Gé­rardière, Fran­cisco Du­chesne, Tiago André, André Du­liou, Luís Gas­ti­neau, Fran­cisco Mi­goret Lam­bardière, Ju­lião Moulé, Agos­tinho Ma­nuel Phi­lippot, Pedro Tomás. († 1794)

12.   No ter­ri­tório de Daegu, na Co­reia, São João Yi Yun-il, mártir, que, sendo pai de fa­mília, agri­cultor e ca­te­quista, su­perou o es­pan­ca­mento e a frac­tura dos mem­bros, per­ma­neceu firme na fé cristã e aceitou com se­re­ni­dade o mar­tírio ao ser de­ca­pi­tado, como úl­tima ví­tima da grande per­se­guição de­sen­ca­deada nesta nação. († 1867)

13. Outros santos do dia 21 de janeiro: págs. 73-99: 

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 21 de janeiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/21_de_janeiro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.