Santas e Santos de 22 de janeiro

São Vi­cente, diá­cono de Sa­ra­goça e mártir, que na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, de­pois de pa­decer cár­ceres, fome, o ca­va­lete e ferros in­can­des­centes, ter­minou in­victo o glo­rioso com­bate em Va­lência da Es­panha Car­ta­gi­nense e subiu ao Céu para gozar o prémio do seu martírio. († 304). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 304, São Vicente (também na Folhinha do Coração de Jesus), diácono de Saragoça, na Espanha, martirizado em Valência. No momento em que ia morrer, pediu a seu bispo a graça de afirmar sua fé, tal como havia recebido a de anunciar o Evangelho. (R). Ver páginas 100-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf  

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_de_Saragoça

2.   Co­me­mo­ração de São Va­lério, bispo de Sa­ra­goça, na His­pânia Tar­ra­co­nense, que par­ti­cipou no Pri­meiro Con­cílio de El­vira e, con­du­zido para Va­lência jun­ta­mente com São Vi­cente, foi en­viado para o exílio. († 305 / 315)

3.   Em No­vara, na Li­gúria, hoje no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São Gau­dêncio, con­si­de­rado o pri­meiro bispo desta sede episcopal. († c. 418). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 418, São Gaudêncio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo de Nevers. Filho de pais idólatras, dedicou toda sua vida à conversão dos infiéis. (M)

4.   Em Ser­gió­polis, na Pérsia, ac­tu­al­mente no Iraque, a paixão de Santo Anas­tásio, monge e mártir, que, de­pois dos nu­me­rosos tor­mentos que tinha pa­de­cido em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, foi tor­tu­rado com muitos su­plí­cios por Cós­roas, rei dos Persas e, fi­nal­mente, de­pois de pre­sen­ciar a morte de se­tenta com­pa­nheiros, foi es­tran­gu­lado junto ao rio Eu­frates e decapitado. († 628). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Bethsaleem, atual Iraque, Santo Anastácio, monge, martirizado no séc. VII. Suas relíquias foram levadas a Roma por uma comunidade persa cristã que fugia das perseguições. (M). Ver páginas 105-115: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Anastácio_da_Pérsia

5*.   No mos­teiro de Ro­mans, junto ao rio Isère, nos Alpes, ac­tu­al­mente na França, o se­pul­ta­mento de São Ber­nardo, bispo de Vi­enne, que, tendo pas­sado da mi­lícia de Carlos Magno para a mi­lícia de Cristo, dis­tri­buiu pelos po­bres a for­tuna her­dada do seu pai e cons­truiu dois ce­nó­bios, o de Am­bournay e o de Ro­mans, onde ter­minou a sua vida. († 842)

6*.   Em Sora, no Lácio, re­gião da Itália, São Do­mingos, abade, que fundou mos­teiros em vá­rias re­giões da Itália e re­con­duziu ou­tros à ob­ser­vância re­gular com o seu es­pí­rito de reformador. († 1031) Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Sora, Itália, São Domingos, monge beneditino, depois eremita, que por sua irradiação congregou e deu vida a várias comunidades religiosas. (M)

7*.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Maria Mancíni, que, de­pois de en­viuvar duas vezes e ter per­dido todos os fi­lhos, por con­selho de Santa Ca­ta­rina de Sena se­guiu a vida co­mu­ni­tária no mos­teiro de São Do­mingos, ao qual pre­sidiu du­rante dez anos. († 1431). Ver páginas 120-121: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

8*.   Em Como, na Lom­bardia, também na Itália, o Beato An­tónio della Chiesa, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que re­formou a vida re­gular em al­guns con­ventos, acom­pa­nhando a fra­gi­li­dade hu­mana com in­dul­gência e cor­ri­gindo-a com firmeza. († 1459)

9*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Patenson, pres­bí­tero e mártir, que, no rei­nado de Isabel I, foi con­de­nado à morte por causa do seu sa­cer­dócio; no cár­cere ainda re­con­ci­liou com a Igreja seis dos seus com­pa­nheiros de prisão; fi­nal­mente, de­ca­pi­tado na praça de Ty­burn, con­sumou o glo­rioso martírio. († 1592)

10.   Em Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, os santos Fran­cisco Gil de Frederich e Ma­teus Afonso de Leziniana, pres­bí­teros da Ordem dos Pre­ga­dores e már­tires, que no rei­nado de Trinh Doanh, de­pois de per­sis­tente pre­gação do Evan­gelho, con­ti­nuada no cár­cere, mor­reram glo­ri­o­sa­mente por Cristo ao fio da espada. († 1745)

11.   Em Roma, São Vi­cente Pallótti, pres­bí­tero, fun­dador da So­ci­e­dade do Apos­to­lado Ca­tó­lico, que com as suas obras e es­critos in­citou a vo­cação de todos os bap­ti­zados em Cristo para tra­ba­lhar ge­ne­ro­sa­mente pela Igreja. († 1850). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, em 1850, o Bem-Aventurado Vicente Palloti (também na Folhinha do Coração de Jesus), sacerdote, fundador da Sociedade do Apostolado Católico (X). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente_Pallotti

12*.   Em Bor­déus, na França, o Beato Gui­lherme José Chaminade, pres­bí­tero, que exerceu com au­dácia o seu zelo pas­toral clan­des­ti­na­mente du­rante muito tempo e, pro­cu­rando con­gregar os fiéis leigos para pro­mover o culto da Virgem Santa Maria e as mis­sões ex­te­ri­ores, fundou o Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria Ima­cu­lada e a So­ci­e­dade de Maria. († 1850). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Guilherme_José_Chaminade

13*.   Em Junin de los Andes, na Ar­gen­tina, a Beata Laura Vicunha, virgem, na­tural da ci­dade de San­tiago do Chile e aluna do Ins­ti­tuto de Maria Au­xi­li­a­dora, que aos treze anos ofe­receu a Deus a sua vida pela con­versão da sua mãe. († 1904). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Laura_Vicuña

14*.   Em Cas­tel­letto del Garda, lo­ca­li­dade do Vé­neto, re­gião da Itália, o Beato José Nascimbéni, pres­bí­tero, fun­dador do Ins­ti­tuto das Pe­quenas Irmãs da Sa­grada Família. († 1922)

15*.   Em Viena, na Áus­tria, o Beato La­dislau Batthyány-Strattmann, pai de fa­mília, que, dando tes­te­munho do Evan­gelho, tanto na vida fa­mi­liar como na so­ci­e­dade civil, pela san­ti­dade da sua vida e das suas obras, honrou como cristão o nome e dig­ni­dade de mé­dico e com grande ca­ri­dade se de­dicou à as­sis­tência dos en­fermos, para os quais fundou hos­pi­tais, onde re­cebia, sem ati­tude al­guma de van­glória, apenas po­bres e indigentes. († 1931)

16. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 380, São Vicente, segundo bispo de Digne. De origem africana, fez parte de um dos primeiros grupos de missionários enviados à Provença. (M)

17. Em Embrun, na França, os santos Mártires Vicente, Orôncio e Vítor (também na Folhinha do Coração de Jesus), que foram coroados de martírio na perseguição de Diocleciano (Conforme Martirológio Romano da Editora Permanência, pág. 39). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vicente,_Orôncio_e_Vítor

18. Santa Lufthilda, virgem. Ver páginas 116-117: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

19. Bem-Aventurado Gautiers de Bruges, bispo e Confessor. Ver páginas 118-119: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

20.  Outros santos do dia 22 de janeiro: págs. 100-123: 

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escri to. 

– Sobre o dia 22 de janeiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/22_de_janeiro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.