Santas e Santos de 26 de fevereiro

1.   Co­me­mo­ração de Santo Ale­xandre, bispo, um glo­rioso an­cião in­fla­mado de zelo pela fé, que, de­sig­nado bispo de Ale­xan­dria de­pois de São Pedro, ex­cluiu da co­mu­nhão da Igreja o seu pres­bí­tero Ario, per­ver­tido pela ímpia he­resia e afas­tado da ver­dade di­vina e, mais tarde, com mais tre­zentos e de­zoito Pa­dres, o con­denou no Pri­meiro Con­cílio de Niceia. († 326). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no Egito, perto de 326, Santo Alexandre, bispo de Alexandria Depois de ter tentado inutilmente trazer de volta ao caminho da verdade a Ário, sacerdote de seu clero, convocou um sínodo que condenou a heresia ariana, definindo a consubstancialidade do Verbo com o Pai. Apoiado por seu diácono, o futuro Santo Atanásio, fez triunfar esta doutrina no I Concílio de Nicéia em 325, que promulgou o célebre símbolo da fé. (M). Conta a história de Ário e o Arianismo e como Santo Alexandre o enfrentou. Ver págs. 09-26:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Alexandre_I_de_Alexandria

– Ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Primeiro_Conc%C3%ADlio_de_Niceia

2.   Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, São Faus­ti­niano, bispo, que, pela pa­lavra da pre­gação, for­ta­leceu e fez crescer esta Igreja ator­men­tada pela perseguição. († s. IV)

3.   Em Gaza, na Pa­les­tina, São Por­fírio (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, na­tural de Tes­sa­ló­nica, que viveu como ana­co­reta cinco anos no de­serto de Cete e ou­tros cinco na Trans­jor­dânia, com grandes ma­ni­fes­ta­ções de bon­dade para com os po­bres. De­pois, or­de­nado bispo de Gaza, abateu muitos tem­plos de­di­cados aos ídolos, cujos se­quazes o ti­nham feito so­frer duras ad­ver­si­dades, até que fi­nal­mente des­cansou na paz dos Santos. († 421). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de 420, a volta para Deus de São Porfírio, monge no deserto de Cétia durante cinco anos, e depois na Palestina, em uma gruta às margens do Jordão. Foi eleito bispo para o serviço da Igreja de Gaza, onde plicou-se a confirmar os crentes em sua fé e a libertá-los das práticas pagãs e do erro ariano. (M). Ver também págs. 31-37:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Porf%C3%ADrio_de_Gaza

4*.   Em Ne­vers, ci­dade da Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santo Agrí­cola, bispo. († c. 594)

5.   Em Arcis-sur-Aube, na re­gião de Cham­pagne, hoje também na França, São Vítor, ere­mita, que é lou­vado nos es­critos de São Bernardo. († s. VII). Ver página 37: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Isabel_de_Fran%C3%A7a_(1225%E2%80%931269)

6.   Em Flo­rença, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, Santo André, bispo. († s. IX)

7*.   Em Lon­dres, ci­dade da In­gla­terra, o Beato Ro­berto Drury, pres­bí­tero e mártir, que, acu­sado fal­sa­mente de cons­pi­ração contra o rei Jaime I, na praça de Ty­burn, re­ves­tido com o há­bito ecle­siás­tico para mos­trar a sua dig­ni­dade sa­cer­dotal, so­freu por Cristo o su­plício do patíbulo. († 1607)

8*.   Em Olesa de Mont­serrat, po­vo­ação da pro­víncia de Bar­ce­lona, na Es­panha, Santa Paula de São José Ca­la­sanz (Paula Montal Fornés), virgem, que fundou o Ins­ti­tuto das Fi­lhas de Maria das Es­colas Pias. († 1889). Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Madre_Paula_Montalt

9*.   Em Al­can­ta­rilla, perto de Múrcia, na Es­panha, a Beata Pi­e­dade da Cruz (To­ma­sina Ortiz Real), virgem, que por amor de Deus se con­sa­grou di­li­gen­te­mente à for­mação e ca­te­quese dos po­bres e fundou a Con­gre­gação das Irmãs Sa­le­si­anas do Sa­grado Co­ração de Jesus. († 1916)

10. Em Perga, na Pan­fília, na ac­tual Tur­quia, a paixão de São Nestor (no Martirológio Romano, dia 25 de fevereiro), bispo de Ma­gido e mártir, que, pre so du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Décio, foi con­de­nado pelo go­ver­nador da pro­víncia a morrer na cruz, para que so­fresse o mesmo su­plício do Cru­ci­fi­cado, cuja fé professava. († c. 250). Conforme o Martirológio Romano-Monástico (de 26 de fevereiro), em Megidos, na Ásia Menor, o Bem-Aventurado Nestor (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo. Convidado a dar sua concordância às ordens fanáticas do imperador Décio, respondeu que se submeteria apenas às ordens de Cristo, “Rei dos céus e Filho do Deus vivo”. A partir desta resposta, foi condenado a sofrer o mesmo martírio de seu divino Mestre. (M). Ver também págs. 27-30:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

11. Em Perga, os Santos Pápias, Deodoro (também na Folhinha do Coração de Jesus), Cônon e Claudiano, martirizados antes de São Nestor. Ver pág. 38: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

12. Santa Isabel de França. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Isabel_de_Fran%C3%A7a_(1225%E2%80%931269)

13. Outros santos do dia 26 de fevereiro: págs. 09-38: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-v%203.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito. 

– Sobre o dia 26 de fevereiro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/26_de_fevereiro

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004

ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.