Santas e Santos de 18 de janeiro

O TRONO DE SÃO PEDRO: Ver páginas 7-14: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

– Ver também “Antes do Concílio Vaticano II, a Igreja Católica celebrava a festa da Cátedra de São Pedro em 18 de janeiro. Desde então, a festa é celebrada em 22 de fevereiro. A Igreja Católica jamais celebrou a festa sob o nome de “Confissão de Pedro”[15]. Nas igrejas anglicanas e luteranas, esta mesma festa é celebrada como “Festa da Confissão de Pedro” em 18 de janeiro[7].”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Confissão_de_Pedro

– Ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A1tedra_de_S%C3%A3o_Pedro

– Ver ainda: https://santo.cancaonova.com/santo/festa-da-catedra-de-sao-pedro/

Ver 22 de fevereiro: Festa da CA­DEIRA DE SÃO PEDRO OU CÁTEDRA DE PEDRO (também na Folhinha do Coração de Jesus), Após­tolo, a quem o Se­nhor disse: «Tu és Pedro e sobre esta pedra edi­fi­carei a minha Igreja». No dia em que os Ro­manos cos­tu­mavam honrar a me­mória dos seus de­funtos, ce­lebra-se o dia natal de São Pedro na Ca­deira apos­tó­lica, que é ve­ne­rada com o seu mo­nu­mento no Va­ti­cano e tem a missão de pre­sidir à as­sem­bleia uni­versal da caridade. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Festa da Cátedra de São Pedro, sede da Igreja Católica Apostólica, que preside à caridade e confirma na verdade, fonte e base da unidade (cf. Santo Inácio de Antioquia e São Cipriano). (R). 

A Cátedra de Pedro ou Cadeira de São Pedro (em latim Cathedra Petri) é uma relíquia católica, conservada na Basílica de São Pedro em Roma, dentro de um compartimento de bronze, dourado, projetado e construído por Gian Lorenzo Bernini entre 1647 e 1653, que possuí a forma de uma cadeira de espaldar alto. Os católicos celebram a festa da Cátedra de Pedro nos dias 18 de janeiro e 22 de fevereiro. Conforme: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cátedra_de_São_Pedro

SANTAS E SANTOS DE 18 DE FEVEREIRO

1.   Em Car­tago, na ac­tual Tu­nísia, os santos már­tires Su­cesso, Paulo e Lúcio, bispos, que par­ti­ci­param no Con­cílio re­a­li­zado nesta ci­dade e so­freram o mar­tírio no tempo do im­pe­rador Décio. († 259)

2.   Em Ni­ceia, na Bi­tínia, hoje Iznik, na Tur­quia, os santos Cos­cónio, Zenão e Me­la­nipo, mártires. († s. III-IV)

3.   Em Foix, na Gália Nar­bo­nense, ac­tu­al­mente na França, o pas­sa­mento de São Vo­lu­siano, bispo de Tours, que, tendo sido feito pri­si­o­neiro pelos Godos, no exílio en­tregou o seu es­pí­rito a Deus. († c. 498). Ver página 24: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

– Ver também “Volusiano (Volusianus em latim) foi um franco nomeado bispo de Tours na Alta Idade Média. Em seu matrimônio deu as mais profundas provas da paciência, resignação e abnegação cristã ao conviver com uma megera. Suas reconhecidas virtudes o fizeram ser escolhido o sétimo bispo de Tours, de 488 d.C. à 496 d.C. Pertencia a uma rica e piedosa família senatorial romana e era parente próximo do seu antecessor São Perpétuo de Tours e também de São Ruricius de Limoges. Ele foi deposto de seu bispado pelos hereges visigodos, adeptos do arianismo, nas lutas travadas contra o rei católico Clóvis I. Assim, Volusiano foi exilado em Toulouse, sendo lá martirizado por decapitação. Frente ao iminente assalto dos visigodos a Tours, Volusiano escreveu uma carta ao seu parente, o bispo São Ruricius, temeroso frente a morte quase certa, ao que São Ruricius respondeu: «timere hostem non debet extraneum qui consuevit sustinere domesticum», isto é, “o estranho inimigo não deves temer se já a muito suportas com um inimigo conviver”.[1] São Volusiano é comemorado em 18 de janeiro. Ele também é o patrono da cidade de Foix onde seus restos mortais estão sepultados[2][3]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Volusiano_de_Tours

4.   Em Roma, a co­me­mo­ração de Santa Prisca (também na Folhinha do Coração de Jesus), a cujo nome foi de­di­cada uma ba­sí­lica no monte Aventino. († a. 499). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III ou IV, Santa Prisca, cristã romana, que pôs sua casa à disposição dos fiéis. Desde então, a comunidade que lá se reunia comemorou a cada ano seu nascimento no céu. (M). Ver página 23: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

5.   No mos­teiro de Lure, na Bor­gonha, ac­tu­al­mente na França, São Deí­colo, abade, que era na­tural da Ir­landa e dis­cí­pulo de São Co­lum­bano e, se­gundo a tra­dição, fundou este mosteiro. († s. VII). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 625 São Deícolo (ou Déslio), monge irlandês discípulo de São Columbano, que fundou o mosteiro de Lure, na região dos Vosges. (M). Ver páginas 18-19 “SÃO DEÍCOLA, abade”: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

6*.   Em Fer­rara, na Emília, ac­tu­al­mente Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santa Be­a­triz d’Este, monja, que, de­pois da morte do es­poso, aban­donou a no­breza do mundo e se de­dicou a Deus no mos­teiro por ela fun­dado sob a Regra de São Bento. († c. 1262). Ver página 17 “BEM-AVENTURADA BEATRIZ DE VICÊNCIA”: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

7.   Em Bu­da­peste, na Hun­gria, Santa Mar­ga­rida, virgem, filha do rei Bela IV, que, pro­me­tida em voto a Deus pelos seus pais para li­bertar dos Tár­taros a sua pá­tria, foi en­tregue em tenra idade às monjas da Ordem dos Pre­ga­dores e, ainda com a idade de doze anos, se con­sa­grou to­tal­mente ao Se­nhor na pro­fissão re­li­giosa, pro­cu­rando in­ten­sa­mente as­se­me­lhar-se a Cristo crucificado. († 1270). Ver “Margarida da Hungria (em húngaroMargitFortaleza de Klis27 de janeiro de 1242 — Ilha Margarida18 de janeiro de 1271) foi filha do rei Bela IV da Hungria e de Maria Lascarina.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Margarida_da_Hungria

8*.   Em Cre­mona, na Lom­bardia, re­gião da Itália, o Beato Fácio, que, sendo ou­rives de pro­fissão, veio de Ve­rona para esta ci­dade, onde se de­dicou in­tei­ra­mente à pe­ni­tência, às pe­re­gri­na­ções e ao cui­dado dos enfermos. († 1272). Ver páginas 15-16: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

9*.   Em Mor­begno, nos Alpes, também na Itália, o Beato André de Pes­chiera Grego, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que du­rante muito tempo per­correu a pé toda a re­gião, vi­vendo aus­te­ra­mente junto dos po­bres e ga­nhando a afeição fra­terna de todos. († 1485)

10*.  Em L’Áquila, nos Abruzos, re­gião da Itália, a Beata Cris­tina (Ma­tias) Cic­ca­rélli, virgem da Ordem de Santo Agostinho. Em Áquila, a bem-aventurada Cristina Ciccarelli, virgem, que professou lo convento.de Santa Lúcia. Foi, no claustro, modêlo de tôdas as virtudes. Humilde e quieta, consagrava longas horas à oração. Um dia foi obrigada a separar-se de uma imagem de São Marcos, à qual tinha em grande apreço. O Santo Apóstolo aparecendo então a um pintor, que chamava-se Silvestre, ordenou-lhe que pintasse uma nova imagem e fosse entregá-la à irmã Cristina, imagem que por muito tempo se conservou no Convento de Santa Lúcia.  A bem-aventurada Cristina entrou na O ordem em 1496. Faleceu em I 543.  Conforme págs. 24-25: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

11*.   Em Bra­niewo, na Prússia, na ac­tual Po­lónia, a Beata Re­gina Protmann (também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, que, mo­vida pelo amor dos po­bres, se de­dicou in­ten­sa­mente ao ser­viço dos in­di­gentes e fundou a Con­gre­gação das Irmãs de Santa Catarina. († 1613)

12*.   Em Avrillé, perto de An­gers, na França, as be­atas Fe­li­ci­dade Pricet, Mó­nica Pichery, Carla Lucas e Vi­tória Gus­teau, már­tires, que, du­rante a per­se­guição da Re­vo­lução Fran­cesa, foram fu­zi­ladas pelo ódio à re­li­gião cristã. († 1794)

13*.   Em Cássia, na Itália, a Beata Maria Te­resa Fasce (Maria Joana Fasce), aba­dessa da Ordem de Santo Agos­tinho, que aliou a as­cese e con­tem­plação às obras de ca­ri­dade para com os pe­re­grinos e os indigentes. († 1947)

14. Santo Amâncio (também na Folhinha do Coração de Jesus)

15. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Como, no ano de 580, Santa Liberata (também na Folhinha do Coração de Jesus, Liberato), virgem. (M)

16. No ano do Senhor de 590, São Liobardo, eremita originário de Auvergne que viveu em Marmoutiers, perto de Tours (M – conforme Martirológio Romano-Monástico). Conforme Martirológio, Ed. Permanência, São Leobardo recluso, que brilhou por uma admirável abstinência e humildade. São Leobaldo, quando São Gregório foi atendê-lo, olhando-o ternamente, disse: “Chegou a ocasião. Sob as ordens do Senhor, serei desligado da prisão dêste corpo mortal. Não já, porém, porque ainda viverei um pouco mais, até pertó da páscoa”. São Leobaldo, falecido em 593, tem em Tours uma igreja erigida em sua homenagem. Segundo os escritos de São Gregório, crê-se que são Leobaldo morreu em fevereiro. A festa de 18 de janeiro prende-se à transladação de seu corpo. Conforme Vida dos Santos págs. 22-23, SÃO LEOBALDO, recluso e confessor: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

17. Bem-Aventurada Maria de Brabante, rainha e mártir. Ver páginas 20-21: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

18. Trinta e sete mártires do Egito. Ver “No Egito, trinta e sete mártires, nos tempos dos imperadores pagãos. Distribuídos em grupos, para evangelizar a região, estavam assim ordenados: um grupo, sob a direção de Paulo; um segundo, dirigido por Recumbus; o terceiro grupo era encabeçado por Teonas; o quarto, finalmente, estava sob a direção de Papias’ Todos pregavam a verdadeira doutrina, quando foram conduzidos ao tribunal do governador do Egito. Impondo-lhes duas coisas, sacrificar aos deuses ou morrer, todos, a uma só voz, declararam-se pela última. Dada a sentença, os do primeiro grupo foram condenados ao fogo. Os do segundo morreram decapitados. Os do terceiro foram, como os do primeiro, queimados vivos, mas de modo diverso. Os do quarto, afinal, pereceram na forca”, páginas 23-24: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%202.pdf

19. Outros santos do dia 18 de janeiro, 07-25: VIDAS DOS SANTOS – 2.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 18 de janeiro, ver ainda: 18 de janeiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 139-141:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, protegei-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedei por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A VOSSA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.