Santas e Santos de 16 de março

1.   Em Aqui­leia, na Ve­nécia, ac­tu­al­mente no Friúli, re­gião da Itália, os santos Hi­lário, bispo, e Ta­ciano, (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártires. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Aquiléia, no final do séc. 1lI, os mártires Santos Hilário e Taciano, diáconos, que participaram dos sofrimentos de Cristo pelo suplício do cavalete. (M). Ver também páginas 81-82 : http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf  († data inc.)

2.   Em Se­lêucia, na Pérsia, hoje no Iraque, São Papas, oriundo da Li­caónia, que, pela fé em Cristo, de­pois de muitos tor­mentos con­sumou a sua vida ter­rena com o martírio. († s. IV)

3.   Em Ana­zarbo, na Ci­lícia, ac­tu­al­mente na Tur­quia, São Ju­lião, mártir, que, sob o go­verno do pre­feito Mar­ciano, de­pois de lon­ga­mente tor­tu­rado, foi en­cer­rado num saco com ser­pentes e lan­çado ao mar. († s. IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. IV, a paixão de São Julião. Filho de um senador da Cilicia, foi admitido entre os ministros da Igreja, mas sofreu, aos dezoito anos, diversas torturas por haver se recusado a sacrificar aos falsos deuses, e por ter confessado a verdade que é Cristo. Foi, finalmente, costurado dentro de um saco cheio de serpentes, e depois atirado ao mar. (M). Ver “São Julião de Anazarbus (também conhecido como Julião da Cilícia e Julião de Tarsus) é um mártir do séc. IV canonizado pela Igreja Católica. Filho de um senador foi preso aos 18 anos de idade (?) por ser cristão, durante as perseguições de Diocleciano. Diz-se que resistiu, primeiro, a tormentos e que foi submetido, depois, a um período em que tentaram pervertê-lo por métodos suaves. Durante o período de um ano terá sido conduzido por vilas e aldeias da região da Cilicia, para que os pagãos zombassem dele. Mas nada o demoveu de sua fidelidade a Jesus Cristo. Foi, por fim, lançado ao mar, dentro de um saco de areia com serpentes venenosas e escorpiões. O mar levou o seu corpo até Alexandria onde foi sepultado antes de ser levado para Antioquia.[1]”; https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Juli%C3%A3o_de_Anazarbo

4*.   Na re­gião de Ar­tois, na Nêus­tria, no ter­ri­tório da ac­tual França, Santa Eu­sébia, aba­dessa de Hamay-sur-la-Scarpe, que, de­pois da morte do pai, se con­sa­grou com sua santa mãe Ric­trudes à vida mo­nás­tica e, ainda ado­les­cente, foi eleita aba­dessa para su­ceder à sua avó, Santa Gertrudes.

– Ver também páginas 83-84: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf  († c. 680)

5.   Em Co­lónia, na Ale­manha, Santo He­ri­berto, bispo, que, sendo chan­celer do im­pe­rador Otão III, foi eleito contra a sua von­tade para a sede epis­copal, onde ilu­minou in­fa­ti­ga­vel­te­mente o clero e o povo com o exemplo das suas vir­tudes, às quais exor­tava também com a sua pregação. († 1021). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de Senhor de 1021, Santo Heriberto. Filho do conde de Worms, estudou na abadia de Gorze, perto de Metz. Nomeado mais tarde para a Sé episcopal de Colônia, foi um conselheiro respeitado pelos imperadores Otão e Henrique. (M)

6*.   Em Vi­cenza, na Ve­nécia, ac­tu­al­mente no Vé­neto, re­gião da Itália, o Beato João Sórdi ou Cac­ci­a­fronte, bispo e mártir, que, sendo abade, foi con­de­nado ao exílio por causa da sua fi­de­li­dade ao Papa; eleito de­pois bispo de Mântua e trans­fe­rido fi­nal­mente para a sede epis­copal de Vi­cenza, morreu pela li­ber­dade da Igreja, tres­pas­sado à es­pada por um sicário. († 1181). Ver página 90: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

7*.   Em York, na In­gla­terra, os be­atos João Amias e Ro­berto Dalby, pres­bí­teros e már­tires, que, no rei­nado de Isabel I, con­de­nados à morte por causa do sa­cer­dócio, se di­ri­giram com ale­gria para o su­plício da forca. († 1589)

8.   Na re­gião dos Hu­rões, no Ca­nadá, a paixão de São João de Brébeuf, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que, en­viado da França para as mis­sões entre os Hu­rões, de­pois de muitos tra­ba­lhos mis­si­o­ná­rios e tri­bu­la­ções, foi cru­de­lis­si­ma­mente tor­tu­rado pelos pa­gãos do lugar e morreu he­roi­ca­mente por Cristo. A sua me­mória ce­lebra-se no dia onze de Ou­tubro, jun­ta­mente com a dos seus companheiros. († 1649). No domínio do Canadá, os Santos Mártires João de Brebeuf, Gabriel Lalemant, Antônio Daniel (também na Folhinha do Coração de Jesus), Carlos Garnier (também na Folhinha do Coração de Jesus) e Natal Chabanel, Sacerdotes da Companhia de Jesus, os quais, na missão dos Hurões, neste e em outros dias, depois de muitos trabalhos e crudelíssimos tormentos, morreram valorosamente por Cristo (conforme Martirológio, Editora Permanência). Ver página 91: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– MÁRTIRES DO CANADÁ (VER TAMBÉM 26 DE SETEMBRO, 18 E 19 DE OUTUBRO E 08 DE DEZEMBRO). Os santos már­tires João de Brébeuf, Isaac Jogues, pres­bí­teros e com­pa­nheiros (também na Folhinha do Coração de Jesus), da Com­pa­nhia de Jesus, no dia em que São João de la Lande, re­li­gioso, foi as­sas­si­nado pelos pa­gãos do lugar em Os­ser­nenon, hoje Au­ri­es­ville, nos Es­tados Unidos da Amé­rica do Norte, onde, al­guns anos antes, tinha al­can­çado a coroa do mar­tírio São Re­nato Goupil. Neste dia são também ve­ne­rados con­jun­ta­mente os seus santos com­pa­nheiros Ga­briel Lalemant, An­tónio Daniel, Carlos Garnier e Natal Chabanel, que, no ter­ri­tório ca­na­diano, em dias di­versos, mor­reram már­tires, de­pois de muitos tra­ba­lhos na missão entre os Hu­rões para anun­ciar o Evan­gelho de Cristo aos povos desta região. († 1642-1649). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no meio do séc. XVII, o martírio dos Santos Isaac Jogues, João de Brébeuf, René Goupil e outros cinco missionários jesuítas, cruelmente mortos pelos índios iroqueses, quando levavam ao Canadá o Evangelho. (R). Registrado em 18 de outubro: Em Os­ser­nenon, po­vo­ação do Ca­nadá, a paixão de Santo Isaac Jo­gues, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus e mártir, que foi feito es­cravo pelos in­dí­genas, que lhe cor­taram os dedos e fi­nal­mente o ma­taram com golpes de ma­chado na ca­beça. A sua me­mória ce­lebra-se amanhã, jun­ta­mente com a dos seus companheiros. († 1646). Ver página 316: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver também: Mártires do Canadá. Ver “Os Mártires canadenses, conhecidos também como Mártires norte-americanos ou Mártires da Nova França, eram oito missionários jesuítas de Sainte-Marie among the Hurons que foram torturados e mártirizados em várias datas entre 1642 e 1649 no Canadá, na região que hoje é Ontário do Sul e Upstate New York, durante a guerra entre os iroquois (particularmente os mohawk) e os hurões. Os mártires são São René Goupil (1642),[1] Santo Isaac Jogues (1646),[2] São Jean de Lalande (1646),[3] Santo Antoine Daniel (1648),[4] São Jean de Brébeuf (1649),[5] São Noël Chabanel (1649),[6] São Charles Garnier (1649)[6] e São Gabriel Lalemant (1649).[5]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rtires_canadenses

9. No sé. IV, Santo Abraão. Ordenado padre, converteu a Cristo uma comunidade pagã, perto de Edessa. Depois deste sucesso apostólico, retirou-se para o deserto, onde viveu como eremita. Santo Efrém teceu-lhe louvores (Conforme Martirológio Romano Monástico – M). Ver também: Santo Abraão, ermitão¸e Santa Maria, sua sobrinha, penitente, nas páginas 66-80: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver ainda: http://santoseanjoseetc.blogspot.com/2015/03/dia-16-de-marco-santo-abraao-eremita-e.html

10. Em Assis, a Bem-Aventurada Benedita, virgem que entrou no convento de São Damião, dirigido por Santa Clara, a quem sucedeu em 1253, dando o exemplo de constante observância da regra e de uma estrita pobreza  (Conforme Martirológio Romano Monástico – M).

11. Em 1915, o Bem-Aventurado Plácido Riccardi, monge beneditino de São Paulo-Fora-dos-Muros que exerceu uma grande irradiação apostólica através de sua vida de oração (Conforme Martirológio Romano Monástico – X).

12. Bem-Aventurado Torello de Poppi, ermitão e confessor. Ver páginas 85-87: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

13. Bem-aventurado José Brochero (também na Folhinha do Coração de Jesus), nascido em 16 de março de 1840 e morto em 26 de janeiro de 1914. Conforme: https://www.encontrocomcristo.com.br/america-latina-tera-mais-um-santo-o-argentino-jose-brochero/ .

– Ver também: https://noticias.cancaonova.com/mundo/america-latina-tera-mais-um-santo-o-argentino-jose-brochero/

Ver ainda “São José Gabriel del Rosario Brochero (Santa Rosa de Río Primero16 de março de 1840 — Villa Cura Brochero26 de janeiro de 1914) foi um padre católico argentino que sofreu com a lepra ao longo de sua vida. Ele é conhecido por seu extensivo trabalho com os pobres, os necessitados e os doentes.[1] Ele é afetuosamente conhecido como “o padre gaúcho” e o “padre cowboy“.

Ele foi beatificado em 14 de setembro de 2013 após uma cura atribuída a ele ter sido reconhecida como um milagre. O cardeal Angelo Amato – em nome do Papa Francisco – presidiu a cerimônia de beatificação. Outro milagre sob investigação foi reconhecido em 2016 e uma data para a canonização foi aprovada numa reunião de cardeais em 15 de março de 2016: 16 de outubro de 2016.[2]

A canonização ocorreu em 16 de outubro de 2016[3].”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Gabriel_del_Rosario_Brochero

14. Santo Abão de Magheranoidhe. Ver também 27 de outubro: Santo Abão de Margheranoidhe. Ver “Abão de Magheranoidhe (também chamado de Abbán ou Abão de Murneave ou de Murnevincirca 570 – 16 de março de 620) é um santo da tradição irlandesa. Foi associado inicialmente com Mag Arnaide (Moyarney ou Adamstowncondado de Wexford, perto de New Ross) e com Cell Abbáin (Killabbancondado de Laois).[2] Seu culto esteve, contudo, também ligado a outras igrejas em outros locais da Irlanda, juntamente com o de sua suposta irmã GobnaitFesta litúrgica em 16 de março e 27 de outubro”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ab%C3%A3o_de_Magheranoidhe

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ab%C3%A3o_de_Magheranoidhe

15. Outros santos do dia 16 de março: págs. 66-92 (vol.5): VIDAS DOS SANTOS – 5.pdf (obrascatolicas.com)

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 16 de março, ver ainda: 16 de março – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 263-264:

Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Maria, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós!

Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO!  NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO: MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS/OS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES.

CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

MUITO OBRIGADO!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/