Santas e Santos de 08 de maio

*  NOSSA SENHORA DE LUJÁN, ou VIRGEM DE LUJÁN (Padroeira de Buenos Aires, Argentina). Ver “… A cada 8 de Maio, milhares de peregrinos marcham a pé em direção à Basilica de Lujan em Buenos Aires. Ela começa a partir do Santuário de São Caetano, no bairro de Liniers. A primeira peregrinação de Lujan foi realizado em Maio de 1975.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_de_Luj%C3%A1n

Adrián Melo - Arq. Basílica Nossa Senhora de Luján*  NOSSA SENHORA DE LUJÁN: PADROEIRA DA ARGENTINA E DO URUGUAI

Entre os muitos santuários dedicados a Nossa Senhora, destaca-se o de Luján, cerca de 60 km a oeste de Buenos Aires. A origem do título Nossa Senhora de Luján é contada de pai para filho: um rico fazendeiro, Antonio Farias de Sá, habitante de Sumampa, hoje Santiago deI Estero, encomendara de um amigo brasileiro, uma estatueta da Imaculada Con­ceição.

LEIA MAISEra sua intenção construir na fazenda uma capela em louvor à Virgem Maria. Chegada de navio a Buenos Aires, sua encomenda seguiu viagem com outras mercadorias, em carros de bois. Às margens do rio Luján, os mercadores fizeram uma parada. No dia seguinte, por um estranho prodígio, os bois empacaram e nada os fazia andar. Resolveram então aliviar-Ihes a carga. De nada adiantou. Só depois que o último caixote, justamente o que guardava a imagem, foi retirado do carro, os bois saíram do lugar. Todos entenderam então que era ali que a Virgem queria ficar. Estando próximos da fazenda de João Rosendo, para lá se dirigiram em procissão, e improvisaram um altar para a imagem. Tão logo possível, construíram ali uma pequena capela que hoje é o belíssimo santuário de Luján. Esse local ficou conhecido como a “deten­ção da carreta” ou o “milagre de Luján”.

A devoção a Nossa Senhora de Luján espalhou-se por toda a Améri­ca. Sua festa principal é celebrada no dia 8 de maio.): https://www.a12.com/academia/titulos-de-nossa-senhora?s=nossa-senhora-de-lujan-padroeira-da-argentina-e-do-uruguai

                                   ===========================

NO “VIDA DOS SANTOS” de 08 de maio é relatada a APARIÇÃO DE SÃO MIGUEL ARCANJO EM 492. Ver “… Conta-se que quando o imperador Otão III, faltando com a palavra, ordenou que se- matasse, por rebelião, o senador Crescêncio, Romualdo, o fundador dos camaldulos (sobre a Ordem dos Camaldulenses, ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_dos_Camaldulenses), impôs-lhe como penitência ir descalço até o santuário de São Miguel no Monte Gargano, o que se deu no ano de 1002…” às págs. 187-188: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

SANTAS E SANTOS DE 08 DE MAIO

1.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, a co­me­mo­ração de São Vítor, mártir, na­tural da an­tiga Mau­ri­tânia, que, sendo sol­dado das tropas im­pe­riais, pe­rante a im­po­sição de Ma­xi­miano para que sa­cri­fi­casse aos ídolos, depôs as armas e foi le­vado para Lódi, onde baixou a ca­beça para ser morto ao fio da espada. († c. 304). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na mesma época, São Victor. Soldado africano servindo em Milão foi convocado a responder sobre sua fé diante dos tribunais, e resistiu com coragem a todos os esforços para fazê-lo apostatar. (M)

Ver pág. 181: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “Vítor da Mauritânia, dito Mouro e conhecido em latim como Victor Maurus, foi um mártir cristão. Nascido numa família cristã, ele era um soldado romano servindo na guarda pretoriana. Após ele ter destruído alguns altares pagãos, ele foi preso e morto cozido vivo por volta de 303 d.C.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADtor_da_Maurit%C3%A2nia

2.   Em Bi­zâncio, ac­tu­al­mente Is­tambul, na Tur­quia, Santo Acácio (Agácio, também na Folhinha do Coração de Jesus) sol­dado e mártir. († s. IV). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Bizâncio, em 303, Santo Acácio, centurião. Denunciado como cristão durante a perseguição de Diocleciano, sofreu cruéis torturas e, finalmente, foi decapitado (M).

– Ver “Agátio, também conhecido por Achacio ou Acácio (em latimAcacius), é um mártir e santo da Igreja Católica Romana, considerado como um dos 14 Santos Auxiliadores e um santo militar. Não deve ser confundido com Agátias, um historiador bizantino do século VI.”: Acácio de Bizâncio – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver também “Os catorze santos auxiliares são um grupo de santos invocados pelos cristãos em casos de necessidade especial, geralmente para se curar doenças particulares. As tradições cristãs contam que a devoção a esses santos nasceu na Alemanha, na região da Renania do século XV, quando o Menino Jesus teria aparecido ao pastor Hermann Leicht Langheim[1], a peste negra que assolava a Europa no supracitado período teria auxiliado a propagação do culto.[2]”: Catorze santos auxiliares – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

3.   Em Au­xerre, na Gália Li­o­nense, na ac­tual França, Santo Eládio, bispo. († c. 388)

4.   Em Cete, monte do Egipto, Santo Ar­sénio, que, se­gundo a tra­dição, foi diá­cono da Igreja Ro­mana e, no tempo do im­pe­rador Te­o­dósio, se re­tirou para o ermo, onde, in­signe em todas as vir­tudes, en­tregou o es­pí­rito a Deus. († s. IV/V)

– Ver “Arsênio (português brasileiro) ou Arsénio (português europeu), o Grande, também conhecido como Arsênio, o DiáconoArsênio de Escetes e Arsênio de Roma, foi um tutor imperial romano que se tornou um anacoreta no Egito e um dos mais admirados Padres do Deserto, cujos ensinamentos foram muito influentes no desenvolvimento do ascetismo e da vida contemplativa.”: Arsênio, o Grande – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver dia 19 de julho

Conforme o Martirológio Romano-Monástico (DE 19 DE JULHO, VER DIA 08 DE MAIO), no Egito, no ano do Senhor de 445, Santo Arsênio (também na Folhinha do Coração de Jesus), anacoreta. Pertencente a uma família senatorial romana, foi ordenado diácono por São Dâmaso, e depois viveu por quase cinquenta anos no deserto de Cétia. Contemplado com o dom das lágrimas, são atribuídos a ele os grandes princípios da vida hesicasta. (M).

5*.   No ter­ri­tório de Châ­lons, na Gália, na ho­di­erna França, São Gi­briano, pres­bí­tero, que, vindo da Ir­landa, se fez pe­re­grino por Cristo na Gália. († c. 515)

6*.   Em Bourges, na Aqui­tânia, também na ac­tual França, São De­si­dério (São Desiderato, na Folhinha do Coração de Jesus) bispo, que tinha sido guarda do selo real e dotou a sua Igreja com vá­rias re­lí­quias dos mártires. († 550)

7.   Em Saujon, no ter­ri­tório de Saintes, na Aqui­tânia, hoje também na França, São Mar­tinho, pres­bí­tero e abade. († s. VI)

8.   Em Roma, junto de São Pedro, São Bo­ni­fácio IV, que trans­formou em igreja o Pántheon doado pelo im­pe­rador Foca e o de­dicou a Deus em honra da Virgem Santa Maria e de todos os Már­tires, e fo­mentou muito a vida monástica. († 615). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 615, São Bonifácio IV, papa, que por suas boas relações aumentou a área de influência da Sé Romana no Oriente e na Inglaterra. (M). Ver págs. 182-183: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “Papa Bonifácio IVO.S.B nasceu em Valeria, Império Bizantino.

Monge Beneditino, foi eleito em 25 de Agosto de 608.

”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Bonif%C3%A1cio_IV

– Ver também: https://www.youtube.com/watch?v=lnA89FsH3Cc

9.   Também junto de São Pedro, São Bento II, papa, in­signe pelo seu amor à po­breza, hu­mil­dade, afa­bi­li­dade, pa­ci­ência e li­be­ra­li­dade nas esmolas. († 685). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 685, São Bento II, papa, que trabalhou pela unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus entre os monotelitas. (M).

Ver página 184: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf  

– Ver também: São Bento II, papa. Ver “Papa Bento II foi Papa de 26 de junho 684 a 8 de maio de 685,[1] natural de Roma. Ainda que breve, o seu pontificado foi relevante pelo ascendente que obteve sobre o poder imperial, tendo conseguido que o Imperador aceitasse que a eleição do papa não necessitasse de confirmação. Também foi considerado Santo.”: Papa Bento II – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver ainda “Com o Pontificado de Bento II, que gozava da estima de Constantino IV, imperador do Oriente, se interrompeu uso da eleição de um Papa, que devia deve ser ratificada por Constantinopla: desde então, era suficiente a aprovação do governador Bizantino, em Ravenna. Bento II faleceu no ano 685.”: https://www.vaticannews.va/pt/santo-do-dia/05/08.html

10*.   Em Ve­rona, ci­dade da Ve­nécia, hoje no Vé­neto, re­gião da Itália, São Me­trónio, ere­mita, que, se­gundo a tra­dição, passou a vida em grande aus­te­ri­dade e penitência. († c. s. VIII)

11.   Em Ro­er­mond, junto ao rio Mosa, no Bra­bante da Aus­trásia, ac­tu­al­mente na Ho­landa, São Viro, que, se­gundo a tra­dição, jun­ta­mente com os com­pa­nheiros Ple­chelmo e Od­gero, de­sen­volveu um grande tra­balho apos­tó­lico para evan­ge­lizar esta região. († c. 700). No Martirológio Romano-Monástico, São Virão e seus companheiros. Perto de Roermond, nos Países Baixos. Missionários escoceses fizeram do mosteiro de São Pedro o centro de irradiação de seu apostolado (M).

– Ver São Wiron, bispo e confessor, págs. 185-186: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

12.   Em Sa­lu­décio, no Pi­ceno, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, São Amado (Amato) Roncóni, re­li­gioso da Ordem Ter­ceira de São Fran­cisco, ve­ne­rável pela vir­tude da hos­pi­ta­li­dade e as­sis­tência aos peregrinos. († s. XIII f.)

13*.   No mos­teiro de Santa Maria della Serra, também no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Ân­gelo de Massácio, pres­bí­tero da Ordem Ca­mal­du­lense e mártir, ar­do­roso de­fensor da ob­ser­vância do domingo. († c. 1458)

14*.   Em Ran­dáccio, na Si­cília, re­gião da Itália, o Beato Luís Rábata, pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas, fi­de­lís­simo na ob­ser­vância da Regra e ad­mi­rável exemplo de ca­ri­dade para com os inimigos. († 1490)

15*.   No Québec, pro­víncia do Ca­nadá, a Beata Maria Ca­ta­rina de Santo Agostinho (Ca­ta­rina Symon de Long­prey), virgem das Irmãs Hos­pi­ta­leiras da Mi­se­ri­córdia da Ordem de Santo Agos­tinho, que, de­di­cada à as­sis­tência aos en­fermos, res­plan­deceu pelo modo de os animar com o con­forto e o es­tí­mulo da esperança. († 1668)

16*.   Em Hegue, no ter­ri­tório de Baden, na Ale­manha, a Beata Ul­rica ( Ulderica – Fran­cisca Nisch), virgem, das Irmãs da Ca­ri­dade da Santa Cruz, que nos tra­ba­lhos mais hu­mildes, prin­ci­pal­mente como au­xi­liar da co­zinha, sempre se com­portou como in­can­sável serva do Senhor. († 1913)

17*.   No campo de con­cen­tração de Aus­chwitz, perto de Cra­cóvia, na Po­lónia, o Beato An­tónio Bajewski, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Con­ven­tuais e mártir, que, no tempo de­vas­tador da guerra, du­ra­mente mal­tra­tado pelos tor­mentos no cár­cere, al­cançou a glória do Senhor. († 1941)

18. Santa Madalena de Canossa, na Folhinha do Coração de Jesus de 08 de maio..

Ver “Maddalena Gabriella dei marchesi di Canossa (Verona1 de Março de 1774 – Verona, 10 de Abril de 1835) foi uma nobre italiana, canonizada pelo o papa João Paulo II, em 1988, fundadora da Congregação das Filhas e dos Filhos da Caridade (em latim Congregatio Filiorum a Caritate).: https://pt.wikipedia.org/wiki/Madalena_de_Canossa

Em Ve­rona, no Vé­neto, re­gião da Itália, Santa Ma­da­lena de Canossa, virgem, que re­nun­ciou es­pon­ta­ne­a­mente a todas as ri­quezas do seu pa­tri­mónio para se­guir a Cristo e fundou os dois ins­ti­tutos das Fi­lhas e dos Fi­lhos da Ca­ri­dade, para fo­mentar a for­mação cristã da juventude. († 1855)

– Ver  em 10 de abril:  

Em Ve­rona, no Vé­neto, re­gião da Itália, Santa Ma­da­lena de Canossa, virgem, que re­nun­ciou es­pon­ta­ne­a­mente a todas as ri­quezas do seu pa­tri­mónio para se­guir a Cristo e fundou os dois ins­ti­tutos das Fi­lhas e dos Fi­lhos da Ca­ri­dade, para fo­mentar a for­mação cristã da juventude. († 1855)

– Ver “Maddalena Gabriella dei marchesi di Canossa (Verona1 de Março de 1774 – Verona, 10 de Abril de 1835) foi uma nobre italiana, canonizada pelo o papa João Paulo II, em 1988, fundadora da Congregação das Filhas e dos Filhos da Caridade (em latim Congregatio Filiorum a Caritate).”

– Ver ainda “… Ela encerrou sua fecunda existência terrena numa sexta feira da paixão. Morreu em Verona, assistida pelas Filhas no dia 10 de abril de 1835. As Congregações foram para o Oriente em 1860. Atualmente estão presentes nos cinco continentes e são chamados de Irmãs e Irmãos Canossianos. Em 1988, o papa João Paulo II canonizou-a, determinando o dia de sua morte para seu culto litúrgico.”: https://evangelhoquotidiano.org/PT/display-saint/9ec7ac94-953d-4e0b-9d81-35b5fe7a8324

19. São Pedro de Tarentaise. Ver “… O maior cuidado do santo prelado dirigia-se aos pobres e doentes. Sua casa era um hospital, principalmente nos três últimos meses antes da colheita, quando os víveres faltavam, sobretudo nas montanhas… Morreu no dia da Exaltação da Santa Cruz, em 14 de setembro do mesmo ano de 1174, e foi enterrado no terceiro dia, por Evrad, arcebispo de Besançon, acompanhado de muitos abades. Havia vivido setenta e três anos; ocupou durante trinta e três anos a sede de Tarantaise. A Igreja honra-lhe a memória no dia 8 de maio. Sua biografia foi elaborada, de acordo com ordens do papa, pelo abade Gofredo de Haute-Combe, testemunha ocular.”, às páginas 169-180: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

20. Conforme o Martirológio Romano-Monástico (DE 19 DE JULHO, VER DIA 08 DE MAIO), no Egito, no ano do Senhor de 445, Santo Arsênio (também na Folhinha do Coração de Jesus), anacoreta. Pertencente a uma família senatorial romana, foi ordenado diácono por São Dâmaso, e depois viveu por quase cinquenta anos no deserto de Cétia. Contemplado com o dom das lágrimas, são atribuídos a ele os grandes princípios da vida hesicasta. (M). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ars%C3%AAnio,_o_Grande

21. Santa Juliana de Norvich. Ver “Juliana de Norwich (em inglêsJulianNorfolk, c. 8 de novembro de 1342 – Norwich, c. 1416) foi uma anacoreta e mística inglesa. O seu livro Revelações do Amor Divino (Revelations of Divine Love, em inglês), escrito por volta de 1395, foi o primeiro em língua inglesa que se sabe ter sido escrito por uma mulher. Juliana foi também uma autoridade espiritual dentro da sua comunidade, que serviu como conselheira. É venerada na Igreja Católica, apesar de não ter sido beatificada ou canonizada, e nas Igrejas Anglicanas e Luteranas.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Juliana_de_Norwich

22. Outros santos do dia 08 de maio: págs. 169-190 (vol.08): obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS DOS SANTOS – 8.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 08 de maio, ver ainda: 8 de maio – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINA 384-387: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp- content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos!

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO DÊ-NOS, À NOSSA FAMÍLIA E A TODOS OS QUE O SENHOR JÁ CHAMOU E OS QUE ESTÃO AQUI, A GRAÇA DE ESTARMOS COM O SENHOR, A  MÃEZINHA MARIA, SÃO JOSÉ E TODAS AS SANTAS E SANTOS QUANDO O SENHOR NOS CHAMAR TAMBÉM! DÊ-NOS A SUA GRAÇA! OBRIGADO PAI AMADO! PEDIMOS POR JESUS CRISTO, SEU FILHO, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! NÓS CONFIAMOS NO SENHOR! AMÉM!

OBSERVAÇÃO:

MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE   SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES.

ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDEI POR NÓS!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.(últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

Ver:

https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.