Santas e Santos de 07 de outubro

1. ME­MÓRIA DE NOSSA SE­NHORA DO ROSÁRIO (no DIRETÓRIO DE LITURGIA DA CNBB – 2021 e também na Folhinha do Coração de Jesus).

OUTRAS DATAS RELACIONADAS: 1º DOMINGO DE OUTUBRO, 30 DE ABRIL (SÃO PIO V) E 08 DE AGOSTO (SÃO DOMINGOS). Em 07 de outubro, no dia em que, pela re­ci­tação do Ro­sário ou coroa ma­riana, se in­voca o au­xílio da Santa Mãe de Deus, me­di­tando os mis­té­rios de Cristo, tendo por guia aquela que es­teve as­so­ciada de modo sin­gular à En­car­nação, Paixão e Res­sur­reição do Filho de Deus.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória de Nossa Senhora do Rosário, proclamada bem-aventurada por todas as gerações no coração dos mistérios da encarnação e da redenção.(R)

A. VER 08 DE AGOSTO (SÃO DOMINGOS): Me­mória de São Do­mingos de Gusmão (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero, có­nego de Osma, ci­dade da pro­víncia de Sória, na Es­panha, que hu­mil­de­mente se de­dicou ao mi­nis­tério da pre­gação nas re­giões per­tur­badas pela he­resia dos Al­bi­genses e viveu vo­lun­ta­ri­a­mente nas pri­va­ções da po­breza, fa­lando sempre com Deus ou de Deus. De­se­joso de en­con­trar uma nova forma de pro­pagar a fé, fundou a Ordem dos Pre­ga­dores, para re­novar na Igreja a forma de vida apos­tó­lica, man­dando aos seus ir­mãos que se de­di­cassem ao ser­viço do pró­ximo com a oração, o es­tudo e o mi­nis­tério da pa­lavra. Morreu em Bo­lonha, ci­dade da Itália, no dia seis de Agosto. († 1221).

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Domingos_de_Gusm%C3%A3o

B. FESTA DO ROSÁRIO: 1º DOMINGO DE OUTUBRO conforme VIDAS DOS SANTOS. Ver páginas 171-176: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf  

C. FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO: 07 DE OUTUBRO: Ver DIRETÓRIO DA LITURGIA DA CNBB e também “… Nossa Senhora do RosárioNossa Senhora do Santo Rosário ou Nossa Senhora do Santíssimo Rosário é o título mariano apresentado aquando da aparição da Santíssima Virgem Maria a São Domingos de Gusmão em 1214 na igreja do mosteiro de Prouille, na qual a mãe de Jesus entregou o Rosário ao fiel frade dominicano. É também o título pelo qual a Virgem Maria se apresentou aos três pastorinhos nas suas aparições em Fátima…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Rosário  

– Ver “O SANTO ROSÁRIO”, às páginas 390-400: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

D. CONFORME ANOTAÇÕES DE 06 DE AGOSTO: Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o dia natal (aniversário da morte) de São Do­mingos de Gusmão, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra no dia oito deste mês. († 1221).

No Martirológio Romano de 06 de agosto, Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o dia natal – dies natalis – (aniversário da morte) de São Do­mingos de Gusmão, pres­bí­tero, cuja me­mória se ce­lebra no dia oito deste mês. († 1221).

– No Martirológio Romano-Monástico, de 08 de agosto, memória de São Domingos de Gusmão, sacerdote, morto em Bolonha no dia 06 de agosto de 1221. Originário da Província de Burgos, na Espanha, tomou aos vinte e oito anos o hábito dos cônegos regulares de Osma. Após ter esta estabelecido um convento de religiosas em Prouille, perto de Toulouse, fundou nesta cidade a Ordem Mendicante dos Frades Pregadores, para a difusão, através da pregação, da verdade contemplada e aprofundada pelos estudos Teológicos. (R).

– Conforme o Martirológio Romano e o Martirológio Romano Italiano de 08 de agosto, memória de São Domingos de Gusmão, presbítero, cónego de Osma, cidade da província de Sória, na Espanha, que humildemente se dedicou ao ministério da pregação nas regiões perturbadas pela heresia dos Albigenses e viveu voluntariamente nas privações da pobreza, falando sempre com Deus ou de Deus. Desejoso de encontrar uma nova forma de propagar a fé, fundou a Ordem dos Pregadores, para renovar na Igreja a forma de vida apostólica, mandando aos seus irmãos que se dedicassem ao serviço do próximo com a oração, o estudo e o ministério da palavra. Morreu em Bolonha, cidade da Itália, no dia seis de Agosto.

– Ver VIDAS DOS SANTOS: págs. 94-123: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

E. VER TAMBÉM a prática e a instituição do Santo Rosário por São Domingos, às páginas 109-123: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

F.VER CARTA ENCÍCLICA DE LEÃO XIII: OCTOBRI MENSE: http://w2.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_22091891_octobri-mense.html

G.VER AINDA “Palavras de João Paulo II sobre o Rosário”: https://www.acidigital.com/rosario/papa.htm  

H.VER TAMBÉM: “O Rosário do Papa João Paulo II incluindo os mistérios luminosos”:  http://www.derradeirasgracas.com/2.%20Segunda%20P%C3%A1gina/As%20Devo%C3%A7%C3%B5es/3.%20ORA%C3%87%C3%95ES%20GERAIS/O%20Ros%C3%A1rio%20do%20papa%20Jo%C3%A3o%20Paulo%20II.htm

I. VER MAIS,

I.1. CARTA APOSTÓLICA ROSARIUM VIRGINIS MARIAE”: http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/pt/apost_letters/2002/documents/hf_jp-ii_apl_20021016_rosarium-virginis-mariae.html

OBSERVAÇÃO: SÃO JOÃO PAULO II ERA DOMINICANO.

I.2. “À gloria do Rosário, há uma outra festa deveras tocante e que enternece: é a FESTA DE NOSSA SENHORA DO JAPÃO. Em março de 1865, um missionário francês maravilhou-se por encontrar, bem viva, a fé num país do qual fora banido o cristianismo. Depois de cento e cinquenta anos de proscrição, o santo Rosário era ali recitado por muitas almas, piedosas e devotas de Nossa Senhora. É a festa que se comemora a 17 de março, lembrando, os que, tendo sobrevivido aos mártires daquele país, transmitiram aos filhos a devoção do santo Rosário”: – – Ver página 399: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

-Ver: “… FESTA DE NOSSA SENHORA DO JAPÃO: …no Japão, a prática do cristianismo continuava proibida para os japoneses. Entretanto, os estrangeiros tinham liberdade religiosa, e dentro do espaço dos estrangeiros, os católicos ergueram a igreja Oura Tenshuudo para servir a comunidade estrangeira no país. No dia 17 de março de 1865, apenas um mês após a sua inauguração, o padre francês Petitjean recebeu na igreja a inesperada vista de um grupo de japoneses. Os japoneses, ao virem a estátua de Santa Maria na igreja, falaram ao padre: “Nossos corações e os seus são os mesmos”. Eles arriscaram a vida e se declararam cristãos. Essa data foi considerada a “ressureição do cristianismo” no Japão. Não se sabia, até então, da existência desses cristãos, depois de mais de 250 anos de proibição…”: http://www.culturajaponesa.com.br/index.php/a-verdade-sobre-kakure-kuristan-os-cristaos-ocultos-no-japao/

I.3. São Pio V, memória em 30 de abril (também na Folhinha do Coração de Jesus), que, ele­vado da Ordem dos Pre­ga­dores à cá­tedra de Pedro, se­guindo os de­cretos do Con­cílio de Trento, re­novou com grande pi­e­dade e vigor apos­tó­lico o culto di­vino, res­taurou a dou­trina cristã e a dis­ci­plina ecle­siás­tica e pro­moveu a pro­pa­gação da fé. No dia 1 de Maio, em Roma, ador­meceu no Senhor. († 1572). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 1572, o nascimento no céu de São Pio V, dominicano, que tornando-se papa fez cumprir, nos seis anos de seu pontificado, as decisões do concílio de Trento, pela edição do novo Missal e de um novo Oficio Divino, pela publicação do Catecismo Romano e pela introdução da teologia tomista nas universidades. Seu nome permanece também ligado à vitória de Lepanto, que preservou a cristandade da invasão turca, através da intercessão de N. S. do Rosário. (R). “o Papa Pio V instituiu “Nossa Senhora da Vitória” como uma festa litúrgica para comemorar a vitória da Batalha de Lepanto. A vitória foi atribuída à intercessão da Virgem Maria por ter sido feita uma procissão do rosário naquele dia na Praça de São Pedro, em Roma, para o sucesso da missão da Liga Santa contra os turcos otomanos no oeste da Europa. Em 1573, Papa Gregório XIII mudou o título da comemoração para “Festa do Santo Rosário” e esta festa foi estendida pelo Papa Clemente XII a toda a Igreja Católica. Após as reformas do Concílio Vaticano II a festa foi renomeada para Nossa Senhora do Rosário. A festa tem a classificação litúrgica de memória universal e é comemorada dia 7 de outubro, aniversário da batalha”. Conforme:  https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Ros%C3%A1rio

-Ver sobre São Pio V páginas 97-104: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Pio_V

– Ver também FESTA DO SANTO ROSÁRIO, no VIDAS DOS SANTOS de 01 de outubro,páginas 171-176: VIDAS DOS SANTOS – 17.pdf (obrascatolicas.com)

NOSSA SENHORA E NOSSA MÃE, ROGAI POR NÓS! PROTEGEI-NOS.

AMÉM!

OUTRAS SANTAS E SANTOS DE 07 DE OUTUBRO

2.   Em Cápua, na Cam­pânia, re­gião da Itália, São Mar­celo, mártir. († s. III/IV)

3.   Em Pádua, na Ve­nécia, hoje no Vé­neto, re­gião da Itália, Santa Jus­tina, virgem e mártir. († s. III/IV)

– Ver “Justina de Pádua (italianoSanta Giustina di Padova)é uma santa cristã e padroeira de Pádua. O dia da festa dela é 7 de outubro. Ela é frequentemente confundida com Justina de Antioquia. Ela era dedicada à religião desde seus primeiros anos e fez o voto de virgindade perpétua. Quando ela foi trazida antes de Maximian, o prefeito, ela permaneceu firme contra todos os ataques. O prefeito fez com que ela fosse morta com a espada.”: Justina of Padua – Wikipedia

4.   Em Bet­sáloe, na Au­gusta Eu­fra­tésia, hoje na Síria, os santos Sérgio e Baco, mártires. († s. III/IV).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. III, o martírio dos Santos Sérgio e Baco, legionários romanos, cujo culto teve grande celebridade no Oriente, sobretudo no vale do Rio Eufrates. (M).

– Ver “… Sérgio e Baco (em latimSergius e Bacchus) foram dois soldados cristãos romanos do século IV venerados como santos e mártires. Segundo a hagiografia dos dois, Sérgio e Baco eram oficiais no exército de Galério e eram muito estimados por ele até serem expostos como cristãos em segredo. Os dois foram brutalmente punidos, com Baco morrendo durante as torturas e Sérgio, decapitado. Porém, por conta de diversos anacronismos históricos, a hagiografia não é considerada um documento confiável.

O fato é que os dois foram santos muito populares na Antiguidade Tardia e igrejas dedicadas a eles foram construídas em muitas cidades, incluindo Constantinopla e Roma. A amizade entre os dois é enfatizada de maneira tão incisiva em suas hagiografias e tradições, que Sérgio e Baco se tornaram um dos mais mais famosos casos de pares de santos. Esta proximidade levou o historiador John Boswell a sugerir que a relação seria romântica; outros historiadores, contudo, rejeitaram esta teoria, que levou à veneração popular de Sérgio e Baco entre a comunidade cristã gay”: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9rgio_e_Baco

– Ver também pág. 401: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

5.   Em Roma, São Marcos, papa, que fundou o tí­tulo «in Pal­la­cínis», ac­tual igreja de São Marcos, e mandou cons­truir uma ba­sí­lica no ce­mi­tério de Bal­bina, junto à Via Ar­de­a­tina, onde foi sepultado. († 336).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do Senhor de 336, a morte do papa São Marcos. Bispo de Roma durante alguns meses apenas, colaborou com Constantino na organização da Igreja, empreendimento dirigido à paz recém obtida. (M).

– Ver “… São Marcos, Papa ou Papa São Marcos (em latimMarcus) foi Papa entre 18 de janeiro de 336 até 7 de outubro de 336.[1] É tido por romano, mas pouco se conhece da sua vida. Foi consagrado em 18 de janeiro de 336, e faleceu em 7 de outubro do mesmo ano.[2]

Crê-se que as mais antigas listas conhecidas de bispos e mártires (“Depositio episcoparum” e “Depositio martyrum”) começaram a ser compiladas no seu pontificado. Instituiu o pálio, tecido com  branca de cordeiro e com cruzes negras e fez o primeiro calendário com as festas religiosas. Mandou construir as basílicas de São Marcos e de Santa Balbina.[3] Marcos também emitiu uma constituição que confirma o poder do bispo de Óstia para benzer papas recém-eleitos. Morreu de causas naturais e foi enterrado na Catacumbas de Balbina, onde ele tinha construído o cemitério da igreja. Sua festa é em 7 de outubro.[3]”:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Marcos

6.   Em Bourges, na Aqui­tânia, hoje na França, Santo Au­gusto, pres­bí­tero e abade, que tinha as mãos e os pés an­qui­lo­sados de modo que só se apoiava sobre os jo­e­lhos e os co­to­velos; cu­rado por in­ter­cessão de São Mar­tinho, cons­ti­tuiu uma co­mu­ni­dade de monges e de­dicou-se inin­ter­rup­ta­mente à oração. († c. 560)

7*.   Em Saintes, também na Aqui­tânia, São Pa­ládio, bispo, que erigiu uma ba­sí­lica sobre o tú­mulo de Santo Eu­trópio e fo­mentou na sua ci­dade epis­copal o culto dos santos. († d. 596)

8*.   No mos­teiro de Bel­la­fu­ente, hoje Val­pa­raíso, em Cas­tela e Leão, re­gião da Es­panha, o Beato Mar­tinho Cid, abade, que fundou este ce­nóbio e o agregou à Ordem Cisterciense. († 1152)

9♦.   Em Arima, no Japão, os be­atos már­tires Adrião Ta­kahashi Mondo e sua es­posa Joana Takahashi; Leão Hayashida Sukeemon, sua es­posa Marta Hayashida e seus fi­lhos Ma­da­lena Hayashida e Diogo Hayashida; Leão Ta­ke­domi Han’emon e seu filho Paulo Ta­ke­domi Han’emon. († 1613)

10*.   Ao largo de Ro­che­fort, na França, o Beato João Hunot, pres­bí­tero e mártir, que, por causa da sua con­dição de sa­cer­dote, na Re­vo­lução Fran­cesa foi en­cer­rado num barco-prisão, onde con­sumou o tes­te­munho da sua fi­de­li­dade a Deus. († 1794)

11♦.   Em Pisa, na Itália, o Beato José Toniolo, pai de fa­mília e co­o­pe­rador salesiano. († 1918)

12*.   Em Be­na­guacil, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Va­lência, na Es­panha, o Beato José Llosá Ba­la­guer, re­li­gioso dos Ter­ciá­rios Ca­pu­chi­nhos de Nossa Se­nhora das Dores e mártir, que so­freu o mar­tírio na per­se­guição contra a fé. († 1936)

13♦.   Em Sa­sello, perto de Sa­vona, ci­dade da Itália, a Beata Clara Badano (Clara “Luz”), jovem do Mo­vi­mento dos Focolares. († 1990)

14.  Santo Helano (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Ver pág. 402: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

15. Santa Osita (também na Folhinha do Coração de Jesus).

– Ver Santa Osith, pág. 400: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

16. São Mateus de Mântua (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver “Beato Mateus Carrieri”: págs. 385-389: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mateus_Carreri

– Ver Homilia do Papa Bento XVI em 21.04.2007 “Penso de modo especial nos vossos Padroeiros celestiais: Santo Ambrósio, São Carlos Borromeu e o Beato Mateus Carreri. Penso também em dois filhos ilustres desta terra, cuja causa de beatificação está em curso: o venerável Francisco Pianzola, sacerdote animado por um ardente espírito evangélico, que soube ir ao encontro das pobrezas espirituais do seu tempo, com um corajoso estilo missionário, atento aos mais distantes e particularmente aos jovens; e o Servo de Deus Teresio Olivello, leigo da Acção Católica, falecido com apenas 29 anos no campo de concentração de Hersbruck, vítima sacrifical de uma violência brutal, à qual ele opôs tenazmente o ardor da caridade. Estas duas extraordinárias figuras de discípulos fiéis de Cristo constituem um sinal eloquente das grandes obras realizadas pelo Senhor na Igreja de Vigevano. Reflecti-vos nestes modelos, que tornam manifesta a acção da Graça e são para o Povo de Deus um encorajamento a seguir Cristo pela exigente vereda da santidade.”: http://w2.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/homilies/2007/documents/hf_ben-xvi_hom_20070421_vigevano.html

– Ver “… John Francis Carreri era natural de Mântua e recebeu o nome de Mateus quando se juntou à Ordem dos Pregadores. Ele foi um pregador de sucesso, preparando-se para esse ministério por longos períodos de recolhimento, e um defensor da estrita observância de sua ordem, mas muito poucos fatos de interesse externo são registrados em sua vida, exceto o incidente de sua captura por piratas. Isso aconteceu durante uma viagem de Gênova a Pisa. O frade foi posto em liberdade, mas quando viu que entre os outros prisioneiros havia uma mulher e sua filha pequena, voltou ao capitão pirata e se ofereceu em seu lugar. O rufião ficou tão surpreso com o pedido que soltou os três. Bd Matthew conheceu Bd Stephana Quinzani, quando ela ainda era uma criança, e dizem que ele prometeu que ela seria sua herdeira. Ninguém sabia o que um frade mendicante poderia querer dizer com esse comentário, mas depois da morte de Matthew ela começou regularmente a sentir dores no peito todas as sextas-feiras, exatamente da mesma forma que ele fazia anteriormente como testemunho de sua devoção à Paixão. Bd Matthew morreu (depois de ter pedido permissão de seu prior para fazê-lo) em Vigevana em 5 de outubro de 1470 e doze anos depois o Papa Sisto IV permitiu sua tradução solene e uma comemoração litúrgica.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayOctober07.html

17. Outras santas e santos do dia 07 de outubro, págs. 385-402 em:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XIII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 07 de outubro: 7 de outubro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

BIBLIOGRAFIA:

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  787-788: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livrariaon line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayOctober07.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* Senhor, nosso Deus e Pai amado, obrigado por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

Querida Mãe Virgem Maria, socorra-nos, proteja-nos

São José, Anjos e Santos, intercedam por nós! Obrigado! Amém!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS A GRAÇA, AMADO PAI, DE LUTAR COM ENTUSIASMO, CORAGEM E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS, SOBRETUDO, A DOCILIDADE DAS OVELHAS. PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro). Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!