Santas e Santos de 25 de novembro

QUINTA-FEIRA, 25 DE NOVEMBRO DE 2021: DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS. O que é o Dia de Ação de Graças e por que não comemoramos no Brasil?…

O feriado é o mais importante dos Estados Unidos, mas por aqui não possui muitos adeptos além de instituições e famílias de origem …

O principal motivo pela falta de comemoração do Dia de Ação de Graças no Brasil é justamente o mesmo que envolve a sua origem. Como o Brasil foi colonizado por Portugal, e não pela Inglaterra, …

Leia mais em: https://guiadoestudante.abril.com.br/atualidades/o-que-e-o-dia-de-acao-de-gracas-e-por-que-nao-comemoramos-no-brasil/

– Ver também “… O Dia de Ação de Graças (AO 1945: Dia de Acção de Graças), conhecido em inglês como Thanksgiving Day, é um feriado celebrado sobretudo nos Estados Unidos, no Canadá e nas ilhas do Caribe, observado como um dia de gratidão a Deus, com orações e festas, pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/A%C3%A7%C3%A3o_de_Gra%C3%A7as

1. SANTA CA­TA­RINA (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir, que, se­gundo a tra­dição, foi uma virgem de Ale­xan­dria, do­tada de subtil in­te­li­gência e sa­be­doria, bem como de for­ta­leza de ânimo. O seu corpo ve­nera-se pi­e­do­sa­mente no cé­lebre ce­nóbio do monte Sinai. († data inc.).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Alexandria, no começo do séc. IV, o martírio de Santa Catarina. Esta virgem cristă, misticamente unida à sabedoria encamada, derrubou com sucesso certas objeções levantadas contra a fé por alguns filósofos. Muito popular na Idade Média, foi uma das “vozes” de Joana d’Arc. Seu culto permanece ainda vivo em um mosteiro situado aos pés do monte Sinai. (M).

– Ver páginas 239-244: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver também: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Catarina_de_Alexandria

– Ver “Catarina de Alexandria, também conhecida como A Grande Mártir Santa Catarina (em grego Ἁγία Αἰκατερίνη Μεγαλομάρτυς) é uma santa e mártir cristã que foi uma notável intelectual no início do século IV. Passados 1 100 anos, Joana d’Arc disse que Santa Catarina apareceu-lhe várias vezes. A Igreja Ortodoxa a venera como uma “grande mártir“, e na Igreja Católica, ela é tradicionalmente reverenciada como um dos Catorze santos auxiliares”: Catarina de Alexandria – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– VER SANTOS AUXILIARES OU AUXILIADORES EM 08 DE AGOSTO:

SANTOS AUXILIADORES: Conforme o VIDAS DOS SANTOS, eis os Santos Auxiliadores: 1. São Jorge, acompanhado do dragão, que cura enfermidades dartrosas (afecções cutâneas); 2. São Brás, representado com dois círios cruzados, que livra os devotos dos males da garganta; 3. Santo Erasmo, curador de males e de dores de estômago; 4. São Pantaleão, invocado na depauperação (empobrecer, perder a força física); 5. São Cristóvão, aquele que leva nos ombros a Jesus Menino, protetor dos viajantes, livrando-os dos desastres, da morte súbita, das tempestades e dos raios; 6. São Dionísio, o que caminha levando nas mãos -a própria cabeça, preserva o fiel da possessão diabólica; 7. São Ciríaco, o diácono, poderoso também contra os assaltos do demônio, é curador dos males dos olhos; 8. Santo Acácio, cercado de espinhos, é invocado nas dores de cabeça; 9. Santo Eustáquio, lembrado nos incêndios, preserva-nos do fogo eterno; 10. São Gil, também Egídio, abade beneditino, sempre representado com uma cabra, traz a paz aos loucos, aos que são tomados de pânico e aos medrosos da escuridão e sinistro silêncio das noites; 11. Santa Margarida, a do dragão e da cruz, invocada contra males dos rins e pelas gestantes; 12, Santa Bárbara, invocada nos temporais, contra os raios, também, como São Cristóvão, preserva-nos da morte súbita. É padroeira dos matemáticos, dos artilheiros e dos bombeiros; 13. Santa Catarina, a sábia conselheira dos filósofos, dos advogados e dos pensadores. OBSERVAÇÃO: SEM ESQUECER A NOSSA QUERIDA MÃE MARIA, MEDIADORA (MEDIATRIX) DE TODAS AS GRAÇAS. Ver ACIMA e páginas 224-230: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2014.pdf

  • Santo Acácio, 8 de maio – Contra as dores e demais males de cabeça.
  • Santa Bárbara, 4 de dezembro – Contra febre, morte súbita ou decorrente de tempestade.
  • São Brás, 3 de fevereiro – Contra doenças da garganta e protetor dos animais domésticos.
  • Santa Catarina de Alexandria, 25 de novembro – Contra morte súbita
  • São Cristóvão, 25 de julho – Contra a peste bubônica e perigos durante a viagem.
  • São Ciríaco, 8 de agosto – Contra a tentação no leito de morte.
  • São Denis, 9 de outubro – Contra as dores e demais males de cabeça
  • Santo Erasmo, 2 de junho – Contra as enfermidades do ventre, dos intestinos e as dores de parto.
  • Santo Eustáquio, 20 de setembro – Contra a discórdia familiar.
  • São Jorge, 23 de abril – Pela saúde dos animais domésticos.
  • Santo Egídio, 1 de setembro – Contra a praga, por uma boa confissão, e pelos inválidos, mendigos e ferreiros.
  • Santa Margarida de Antioquia, 20 de julho – Contra os ataques diabólicos e por um bom parto.
  • São Pantaleão, 27 de julho – Contra o câncer (cancro) e a tuberculose, e pelos médicos.
  • São Vito, 15 de junho – Contra epilepsia, morte decorrente de tempestade, e pela proteção dos animais domésticos.  Conforme Wikipedia, Ver “Os catorze santos auxiliares são um grupo de santos invocados pelos cristãos em casos de necessidade especial, geralmente para se curar de doenças particulares. As tradições cristãs contam que a devoção a esses santos nasceu na Alemanha, na região da Renania do século XV, quando o Menino Jesus teria aparecido ao pastor Hermann Leicht Langheim [1], a peste negra que assolava a Europa no supracitado período teria auxiliado a propagação do culto.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Catorze_santos_auxiliares

2.   Em Ce­sa­reia, na Ca­pa­dócia, hoje Kay­seri, na Tur­quia, São Mer­cúrio (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir. († data inc.).

– Ver páginas 246-247: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

– Ver “… São Mercúrio, Mártir. Este mártir é um dos chamados santos-guerreiros tão populares no Oriente, e ele sem dúvida foi uma pessoa real que morreu pela fé, mas seus vários atos são todos versões de um romance piedoso. Estes relatam que ele era filho de um oficial cita em Roma, e ele próprio um soldado bem-sucedido, que alcançou o posto de primério. Quando a cidade foi ameaçada por bárbaros e o imperador Décio muito amedrontado, Mercúrio o encorajou e ele próprio comandou as tropas imperiais, armado com uma espada que lhe fora dada por um anjo. Depois de uma grande vitória, Décio percebeu que Mercúrio estava ausente dos sacrifícios aos deuses e mandou chamá-lo para saber o motivo.

Com isso Mercúrio jogou sua capa militar e cinto na cara do imperador, dizendo: “Não negarei meu Senhor Jesus”. Temendo a ira do povo de Roma, Décio o enviou a Cesaréia, na Capadócia, para ser dolorosamente torturado e depois decapitado. De acordo com a lenda oriental, cento e treze anos depois, São Basílio invocou a ajuda de São Mercúrio contra Juliano, o Apóstata, e ele foi feito o instrumento da ira divina. Pois Mercúrio apareceu dos céus… São Mercúrio é chamado no Egito de Abu Saifain, “o Pai das Espadas”, por causa das armas com que sempre é representado e de suas alegadas proezas militares, e muitas igrejas são dedicadas em sua homenagem naquele país.
Dizem que São Mercúrio apareceu com São Jorge e São Demétrio aos soldados da Primeira Cruzada em Antioquia.

O Pe. Delehaye tratou muito bem da lenda de São Mercúrio. Em seu livro, Les légendes grecques des saints militaires (1909), ele não apenas discutiu (pp. 91-101) os incidentes desta narrativa pouco confiável, mas em um apêndice (pp. 234-258) ele editou os dois textos gregos textos que são de interesse mais notável. A declaração do peregrino Teodósio (c. 525) de que o mártir Mercúrio repousa em Cesaréia parece ser a mais antiga atestação segura possuímos da existência real do santo. Como seria de se esperar pela popularidade de seu culto no Egito, encontramos seu nome constantemente recorrente nas sinaxias etíopes. A tradução destes últimos por Sir E. Wallis Budge (4 vols., 1928) tem um índice completo no qual as referências a São Mercúrio são numerosas. – Budge também publicou uma versão copta da passio em seus Miscellaneous Coptic Texts (1915). Ver também S. Binon, Essai sur le cycle de St Mercure (1937)e Documents grecs inédits relatifs… (1937)”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember25.html

3.   Em Roma, a co­me­mo­ração de São Moisés, pres­bí­tero e mártir, que, no tempo do im­pe­rador Décio, de­pois de ter sido mar­ti­ri­zado o papa São Fa­bião, de­cidiu as­sumir, jun­ta­mente com o co­légio dos pres­bí­teros, o cui­dado dos ir­mãos desta Igreja; de­ter­minou que devia con­ceder-se a re­con­ci­li­ação aos re­ne­gados en­fermos e mo­ri­bundos e, du­rante o longo tempo em que es­teve de­tido no cár­cere, re­cebia cons­tan­te­mente o con­forto das cartas de São Ci­priano de Car­tago, sendo fi­nal­mente co­roado com um mar­tírio glo­rioso e admirável. († 251).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, no ano do Senhor de 251, o martírio do Bem-Aventurado Moisés, presbítero. Enquanto estava na prisão por sua profissão de fé cristă, foi várias vezes confortado por cartas de São Cipriano. (M)

4.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, São Pedro, bispo e mártir, que, do­tado de todas as vir­tudes, foi de­ca­pi­tado por ordem do im­pe­rador Ga­lério Má­ximo, sendo a úl­tima ví­tima e o selo dos már­tires na grande per­se­guição contra a Igreja. Com ele se co­me­moram três bispos egíp­cios – He­sí­quio, Pa­cómio e Te­o­doro – e muitos ou­tros már­tires, que, também em Ale­xan­dria, na mesma per­se­guição, cru­el­mente as­sas­si­nados ao fio da es­pada, su­biram ao Céu. († 305-311).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico de 26 de novembro, no ano do Senhor de 311, o martírio de São Pedro, bispo de Alexandria. O historiador Eusébio o saudava como “um desses pastores, divinos pela vida virtuosa e por sua sagrada eloquência”. Foi uma das últimas vítimas das perseguições romanas (M).

– Ver páginas 250-256: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

5.   Na Nu­mídia, em ter­ri­tório da ac­tual Ar­gélia, São Már­culo (Marcolo), bispo, que, se­gundo a tra­dição, morreu mártir no tempo do im­pe­rador Cons­tante, des­pe­nhado de um ro­chedo por um certo Macário. († 347)

6*.   No ter­ri­tório de Agen, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, São Mau­rino, mártir, que, de­di­cado à evan­ge­li­zação do povo rural, se­gundo a tra­dição foi cru­el­mente as­sas­si­nado pelos pagãos. († s. VI).

– Ver páginas 247-248: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

7*.   No ter­ri­tório de Va­lence, na Gália, também na ho­di­erna França, a Beata Be­a­triz de Ornacieux, virgem da Ordem Car­tu­siana, in­signe pelo amor à Cruz, que viveu e morreu em ex­trema po­breza no mos­teiro de Eymeu, por ela fundado. († 1303/1309)

8*.   Em Reute, na Suábia, em ter­ri­tório da ac­tual Ale­manha, a Beata Isabel Achler, ape­li­dada a Boa, virgem, que, vi­vendo como re­clusa na Ordem Ter­ceira Re­gular de São Fran­cisco, pra­ticou ad­mi­ra­vel­mente a hu­mil­dade, a po­breza e a mor­ti­fi­cação corporal. († 1480)

– Ver “… Bem-aventurada Isabel, a Boa, OFM Tert. experiências místicas incluindo os estigmas V (AC). Nascida em Waldsee, Wurtemberg, Alemanha, 1386, morreu lá; culto confirmado em 1766. Elisabeth viveu toda a sua vida em uma pequena comunidade de terciários franciscanos perto de Waldsee. Ela foi submetida a experiências místicas, incluindo os estigmas, e passou longos períodos sem qualquer alimento natural (beneditinos).”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember25.html

9.   Em Seul, na Co­reia, São Pedro Yi Ho-yong, mártir, que, sendo ca­te­quista, foi cap­tu­rado pelas mi­lí­cias, jun­ta­mente com sua irmã Santa Águeda Yi So-sa e, per­ma­ne­cendo firme na con­fissão da fé, de­pois de lhe terem que­brado os ossos por três vezes, ficou de­tido quatro anos no cár­cere, onde fi­nal­mente morreu; foi o pri­meiro da glo­riosa fa­lange de már­tires desta nação. († 1838)

10*.   Em Pu­ebla de Híjar, lo­ca­li­dade pró­xima de Te­ruel, na Es­panha, o Beato Ja­cinto Ser­rano López, da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que foi fu­zi­lado na per­se­guição contra a Igreja. Com ele co­me­mora-se o beato mártir Tiago Me­se­guer Burillo, pres­bí­tero da mesma Ordem, que, por Cristo, em dia des­co­nhe­cido, con­sumou em Bar­ce­lona o glo­rioso combate. († 1936)

11. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Na Armênia, em 441, a volta para o céu de São Mesróbio. Inicialmente militar, retirou-se depois para a solidão, antes de pregar a fé entre seus compatriotas. A liturgia armênia lhe confere o título de Doutor por ter dotado seu país de um alfabeto e traduzido os textos sagrados. (M)

12. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no mesmo dia, foram contados entre os Bem-Aventurados diversos beneditinos: Imma, abadessa de Karlburg, no séc. VIII; Bernoldo, monge de Ottobeuren, no séc. IX; e Egberto, abade de Münsterschwarzbach, pela mesma época. (X)

13. Santa Jocunda (também na Folhinha do Coração de Jesus)

– Ver “… Na Emília, província da Itália, Santa Jucunda, virgem.

Itália. Ela era discípula de São Próspero e recebeu instruções dele na vida eremítica. Jucunda de Reggio V (RM) Nasceu em Reggio, Emilia, Itália; ali morreu em 466. A virgem Jucunda era filha espiritual de São Próspero, bispo daquela cidade (Beneditinos, Enciclopédia).”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember25.html

14. São Teilo, bispo. Ver “…Em Gales, celebra-se São Teilo aos 9 de fevereiro. Na Bretanha a 25 e 29 de novembro….”, página 245: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2020.pdf

15. São Clemente de Ocrida (na Wikipedia de 08 de dezembro, dizendo que sua festa litúrgica é 27 de julho e 25 de novembro (calendário gregoriano) e 9 de agosto e 8 de dezembro (calendário juliano)) “Clemente de Ocrida (em antigo eslavo eclesiástico: Климє́нтъ Охрїдьскъ; em búlgaro: Свети Климент Охридски), também conhecido como Clemente de Ohrid, foi um escritor e estudioso búlgaro reconhecido como santo pelo seu papel como missionário entre os eslavos.[6][7][8][9][10] Ele foi o mais importante discípulo dos irmãos e santos Cirilo e Metódio e é geralmente associado aos dois como criador do alfabeto glagolítico, um antecessor do alfabeto cirílico, especialmente por tê-los tornado popular entre os eslavos recém-cristianizados. Ele foi o fundador da Escola Literária de Ocrida e é considerado como o patrono da educação e da língua por algumas nações eslavas. Além disso, ele é também considerado como sendo o primeiro bispo da Igreja Ortodoxa Búlgara,[11][12] um dos sete apóstolos do Império Búlgaro, o padroeiro da Macedónia do Norte, da cidade de Ocrida[3] e da Igreja Ortodoxa Macedônica.[4]”: Clemente de Ocrida – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

16. Outros santos do dia 25 de novembro: págs. 239-249 em: VIDAS DOS SANTOS – 20.pdf (obrascatolicas.com) 

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

Sobre 25 de novembro: 25 de novembro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi eCaterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS  904-906: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember25.html

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, ANJOS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DESANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

“O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

“Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

“… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Antão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guia para que eu sempre lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

“Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível.

(conforme: Saint of the Day (lngplants.com)

ou

Saint of the Day May 20 (lngplants.com)

“…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

“… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

“… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayNovember02.html

* Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!

* PAI, ABRACE-NOS! JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS UNA!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

EM NOME DE JESUS, PAI! AMÉM!

* Ver o blog https://vidademartiressantasesantos.blog/MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.