Santas e Santos de 19 de fevereiro (atualizado dia 01.03.2022)

1.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Quod­vult­deus, bispo de Car­tago, que foi exi­lado com todo o seu clero pelo rei ariano Gen­se­rico e, co­lo­cado em barcas ve­lhas sem velas nem remos, contra toda a es­pe­rança hu­mana aportou em Ná­poles, onde morreu como con­fessor da fé. († 439).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 444, São Quodvultdeus, bispo. Dirigia a Igreja de Cartago quando a cidade foi tomada em 430 por Genserico, rei dos vândalos. Esse príncipe ariano, não conseguindo fazê-lo apostatar, o fez embarcar junto com o seu clero em embarcações danificadas, com o intuito de afogá-los. Mas conseguiram chegar a Nápoles, onde foram recebidos com honrarias e vieram a morrer, exilados, como confessores da fé. (M). Ver página 332 (São Que-Deus-Quer): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

– Ver “Quodvultdeus [nota 1] (Cartago, final do século IV – Nápoles454), era bispo e santo berberebispo de Cartago na época da invasão dos vândalos de Genserico e depois refugiado em Nápoles. Ele é reverenciado como um santo pela Igreja Católica.[1]Entre 445 e 451 ele escreveu o Liber promissionum et prædicatorum Dei e participou da luta contra o pelagianismo, auxiliando ao bispo São Nostriano.[1] (Ver dia 14 de fevereiro). Ele converteria dezenas de godos arianos à ortodoxia durante sua vida.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Quodvultdeus

Ver “PELAGIANISMO: O pelagianismo foi um conceito teológico que negava o pecado original, a corrupção da natureza humana, o servo arbítrio (arbítrio escravizado, cativo) e a necessidade da graça divina para a salvação. O termo é derivado do nome de Pelágio da Bretanha[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pelagianismo

2.   Comemoração dos santos monges e outros mártires, que, por causa da fé em Cristo, foram crudelissimamente massacrados na Palestina às mãos dos Sarracenos, sob as ordens de Alamondir († 507)

– Ver “… Na Palestina, a comemoração dos santos monges e outros mártires que foram barbaramente massacrados pela fé em Cristo pelos sarracenos, sob seu líder Almondhar.

Tribos sarracenas sob o domínio persa invadiram a Palestina nessa época e martirizaram os eremitas que encontraram lá, por ódio a Roma e ao cristianismo (os beneditinos) …”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary19.html

3.   Em Milão, na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Man­sueto, bispo, que com­bateu ar­du­a­mente a he­resia dos monotelistas. († c. 680)

4.   Em Be­na­vento, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, São Bar­bato, bispo, que, se­gundo a tra­dição, con­verteu os Lom­bardos e o seu chefe à fé de Cristo. († 682).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano de 682, São Barbato, bispo. Persuadiu, com grande sucesso, os lombardos que haviam estabelecido um principado em Benevento a abandonarem as práticas supersticiosas. (M)

5.   No mos­teiro de Va­bres, no ter­ri­tório Rodez, na Aqui­tânia, ac­tu­al­mente na França, São Jorge, monge. († c. 877)

6*.   Em Bi­sig­nano, perto de Co­senza, na Ca­lá­bria, re­gião da Itália, São Proclo, monge, que, do­tado de emi­nente sa­be­doria, foi arauto in­signe da vida monástica. († c. 970)

7*.   Em La Chambre, perto de Bru­xellas, no Bra­bante, ac­tu­al­mente na Bél­gica, o se­pul­ta­mento do Beato Bo­ni­fácio, que foi bispo de Lau­sana e de­pois levou vida as­cé­tica com os monges cis­ter­ci­enses do lugar. († 1260)

8*.   Em Noto, na Si­cília, re­gião da Itália, o Beato Con­rado (Corrado) Con­fa­lo­niéri de Piacenza (também na Folhinha do Coração de Jesus), ere­mita da Ordem Ter­ceira de São Fran­cisco, que, dei­xando os di­ver­ti­mentos mun­danos, se­guiu du­rante cerca de qua­renta anos um gé­nero de vida ri­go­ro­sís­simo em as­sídua oração e penitência. († 1351).

A história de Conrado é muito bonita e contada por Pe. Rohrbacher. Ele acendeu uma fogueira, incendiou uma floresta por acidente, viu outro ser condenado em seu lugar e se entregou. Deu seu patrimônio para pagar o prejuízo, foi com a esposa para Roma, tornou-se franciscano (ordem terceira) e a esposa, carmelita. Passou os últimos dias em penitência e oração. Conforme págs. 324-325: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

– Ver também “Conrado de Placência, em italianoConrado di Piacenza (Calendasco1290 – Noto19 de fevereiro de 1351) foi um santo eremita que viveu em Placência, na Itália, no século XIV.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Conrado_de_Plac%C3%AAncia

9*.   Em Cór­dova, na Es­panha, a co­me­mo­ração do Beato Ál­varo de Zamora (também na Folhinha do Coração de Jesus, Álvaro de Córdova), pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, cé­lebre pela sua eloquência e con­tem­plação da Paixão do Senhor. († c. 1430)

10*.   Em Mântua, na Lom­bardia, re­gião da Itália, a Beata Isabel Picenárdi, virgem, que, to­mando o há­bito da Ordem dos Servos de Maria, pra­ticou na casa pa­terna a vida con­sa­grada a Deus. Fre­quen­tava as­si­du­a­mente a sa­grada Co­mu­nhão e a Li­turgia das Horas, en­tre­gava-se à me­di­tação da Sa­grada Es­cri­tura e cul­ti­vava uma es­pe­ci­a­lís­sima de­voção à Virgem Maria. († 1468).

Mais sobre santa Isabel nas págs. 326-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

11.   Em Kaiyang, perto de Mi­anyang, no Si­chuan, pro­víncia da China, Santa Lúcia Yi Zhenmei, virgem e mártir, que pela con­fissão da fé ca­tó­lica foi con­de­nada à decapitação. († 1862)

12*.   No campo de con­cen­tração de Da­chau, perto de Mu­nique, ci­dade da Ba­viera, na Ale­manha, o Beato José Zaplata, re­li­gioso da Con­gre­gação do Sa­grado Co­ração de Jesus e mártir, que, por causa da sua fé, foi vi­o­len­ta­mente de­por­tado da Po­lónia, sua pá­tria, para um atroz ca­ti­veiro e, atin­gido pela do­ença, con­sumou o seu martírio. († 1945)

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Roma, perto de 296, São Gavino ou Gabino (também na Folhinha do Coração de Jesus), sacerdote. Irmão do Papa São Gaio e pai de Santa Susana, esteve durante muito tempo detido na prisão e lá morreu pela fé, sob Diocleciano. (M).

Em Roma, perto de 296, São Gavino (ou Gabino). Ver também 18 de fevereiro nos santos Cláudio e família. São Gabínio – Mártir. São Gabínio, quer a lenda , era parente do imperador Diocleciano e irmão do papa Caio. Era pai de Santa Susana. Senador, morta a esposa entregou-se ao sacerdócio, contribuindo para a conversão dos santos Claudio, Máximo, Prepedigna, Alexandre e Cúcias ( 18 de fevereiro). Preso com a filha, depois do martírio de Santa Susana (Ver 11 de agosto), continuou no cárcere, acabando os dias pela fome. Enterrado junto da santa mártir e de Caio, foi desde logo cultuado (296). Conforme pág. 330:

http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

14. SANTO AUXÍBIO – Bispo e Confessor. Auxíbio nasceu em Roma, de pais pagãos, adoradores dos falsos deuses. O pai, desejando-o casado e bem pôsto na vida, procurou colocá-lo num bom cargo público, mas Auxíbio, convertido, todo dado a Jesus Cristo, fugiu de casa, embarcando num navio que se dirigia para a ilha de Rodes. De Rodes, o jovem cristão passou, pouco depois, para Chipre, onde, diz a tradição, encontrando-se com João Marcos, que era parente de São Barnabé, foi bem recebido , batizado e instruído quanto ao modo de pregar o Evangelho. Enviado por João Marcos para Soles, Auxíbio pôs-se a trabalhar na catequização das gentes. Morto São Barnabé, o apóstolo Paulo, ciente por João Marcos dos progressos que se davam em Chipre, investiu Heráclio do poder de instituir novos bispos. Bispo, Auxíbio governou seu rebanho por cinqüenta anos, falecendo em paz, no ano de 102. Conforme pág. 329: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

15. SANTO ODRAN – Mártir. Odran era irlandês. Dos discípulos de São Patrício, o grande apóstolo da Irlanda, foi o único a ser martirizado. Santo Odran acompanhava São Patrício em tôdas as viagens que o apóstolo fazia. Era o condutor de seu carro. Um dia, passavam êles pelo território de HyFailge, vindos de Munster, quando Odran, com um estremecimento, teve um mau pressentimento. Havia perigo pela frente. Ao santo apóstolo missionário ocorreria algo, e, pois, era preciso agir. Disse Odran: Mestre, lembra-te de que cruzarnos zona que te é hostil. Sim, respondeu Patrício. Foi justamente por estas bandas que destruí o ídolo do chefe de HyFailge.

Sinto que está para te acontecer alguma coisa, disse Odran, nervosamente. Deus e grande, respondeu o apóstolo. Odran parou o carro e suplicou:

– Troca de pôsto comigo, mestre. Vem para a boléia, faze as minhas vezes e eu ocuparei o teu lugar.

– Não haverá nada, meu bom Odran. Oh, mestre, rogo-te que me atendas. Por um pouco só, eu te suplico.

Patrício, relutante, acabou por descer, subiu para a boléia e Odran ocupou-lhe o lugar.

Nem bem haviam feito aquela troca, quando homens, enraivecidos, surgiram no caminho. E, dirigindo-se para Odran, certos de que se tratava de Patrício, assassinaram-no num átimo (instante). São Patrício, a ponto de amaldiçoar os matadores do bom discípulo, foi sustado pelo próprio amigo que expirava e lhe pedia que nada fizesse contra os bárbaros.

Santo Odran, morto em 451, foi honrado como mártir por todos os compatriotas. Conforme págs. 331-332: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%203.pdf

– Ver também “São Odran ( fl. 430) foi o cocheiro de São Patrício e o primeiro mártir cristão da história da Irlanda… A festa de São Odran é 19 de fevereiro.

Devido à semelhança do nome, algumas pessoas identificaram Odran com Odhran de Iona . Há uma ligação na tradição de que ambos os homens se sacrificaram voluntariamente para ajudar na obra de um santo maior.”: https://en.wikipedia.org/wiki/Odran_(disciple_of_Saint_Patrick)

– Ver página 342: VIDAS DOS SANTOS – 3.pdf (obrascatolicas.com)

– Ver ainda em 19 de outubro, Santo Oran ou Santo Odran (Odhran de Iona)

16. Beato de Liébana. Ver “Beato de Liébana, (? — 798), também referido como São Beato (como surge inscrito no calendário litúrgico de santos) católico, cuja festividade se celebra a 19 de Fevereiro[carece de fontes], foi um monge do Mosteiro de São Martinho de Turieno (actual Mosteiro de Santo Toríbio de Liébana, na comarca de Liébana, próxima dos Picos de Europa). A sua obra mais conhecida é o Comentário ao Apocalipse de São João (Commentarium in Apocalypsin), de grande difusão durante a Alta Idade Média, devido ao seu trabalho no campo da teologiapolítica e geografia.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Beato_de_Li%C3%A9bana

– Ver também: “ADOCIONISMO O monge espanhol Beato de Liébana, junto o bispo Etério de Osma, combateram o adocionismo, fortemente defendido por Elipando. O credo foi condenado pelo Segundo Concílio Ecumênico, em Niceia (em 787). Nos anos 794 e 799, os papas Adriano I e Leão III, condenaram o adocionismo como heresia nos sínodos de Francoforte e Roma, respectivamente.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Adocionismo

– Ver ainda “Beato o Beatus fue un célebre monje del Monasterio de San Martín de Turieno (actualmente denominado Santo Toribio) en el Valle de Liébana, uno de los hermosos y profundos valles cántabros poblados por los cristianos refugiados tras la invasión musulmana, a los pies de los Picos de Europa. Vivió a finales del siglo VIII.”: Beatos mozárabes (ARTEGUIAS)

– Ver “Na Espanha, São Beato, abade e confessor. Originário das Astúrias, ajudado por um companheiro, Etério, que mais tarde seria bispo de Osma, São Beato pregou a verdadeira doutrina e ensinou, com seus escritos, que melhor se conhecesse Jesus Cristo. Helipando, arcebispo de Toledo e discípulo de Félix de Urgel, que espalhava peia Espanha o êrro de Nestório, criou oportunidade para São Beato combater o bom combate. Depois de um feliz término, o Santo retirou-se ao mosteiro de Valcarado, onde escreveu um comentário sôbre o Apocalipse de São João. Faleceu em 798.” página 333: VIDAS DOS SANTOS – 3.pdf (obrascatolicas.com)

– Ver “… São Beato Monge, inimigo da heresia adocionista, inimigo da heresia, comentário ao livro do Apocalipse. Membro do Mosteiro de São Martinho, em Liebana, perto de Santander, Espanha, Beato se opôs às teorias adocionistas do Arcebispo Elipandus de Toledo. Ele trabalhou com Etherius, o bispo de Osma, na conversão dos seguidores de Elipandus. Ambos escreveram o Liber Adversus Elipandum, uma defesa contra a censura do arcebispo.
Quando a heresia adocionista foi condenada, Beatus retirou-se para o mosteiro de Valcavado, onde escreveu comentários e hinos. Beato de Liébana, Monge OSB (AC) (também conhecido como Bié), nasceu nas Austúrias, Espanha. Beatus, monge e sacerdote de Liébana, foi um defensor da fé na Espanha. Ele era famoso por sua posição firme contra Helipandus, arcebispo de Toledo e outros adocionistas. Quando os adocionistas foram condenados, o santo retirou-se para o mosteiro de Valcavado, onde escreveu o seu comentário ao livro do Apocalipse (Benedictines, Encyclopedia).
798 ST BEATUS DE LIEBANA. Na última parte do século VIII havia em Toledo um arcebispo idoso chamado Elipandus, que havia sido infectado por aquele sutil renascimento da heresia nestoriana que afirmava que Cristo era apenas o filho adotivo do Pai Eterno. Esta falsa doutrina Elipandus ensinou abertamente e disseminou por toda parte. Contra este Golias, Deus levantou outro Davi na forma de um sacerdote chamado Beatus, um monge de Liebana nas montanhas asturianas. Quando ele ouviu os erros de Elipandus, ele imediatamente se pôs a contrariar seus ensinamentos, tanto pela fala quanto pela escrita, e foi acompanhado por Etherius, que depois se tornou bispo de Osma na Catalunha. Eles foram muito bem-sucedidos e reconquistaram multidões para a verdadeira fé. Isso logo chegou aos ouvidos do arcebispo, que ficou furioso e escreveu uma carta contundente ao abade Fidelis, aparentemente um dignitário de grande importância nas Astúrias. Nela, ele denunciou Beatus como um alpinista errante (e coisas piores) que ousou se colocar contra o arcebispo de Toledo e a Igreja. Quanto a Etherius, ele era um mero jovem que havia sido levado pela linguagem bombástica desse aventureiro, mas Beatus deveria ver seu erro, e se ele persistisse, deveria ser entregue para correção. Esta carta o abade mostrou a Beatus, e a resposta do santo foi publicar um livro com Etherius no qual eles expunham, não muito claramente, o ensinamento ortodoxo. Beatus foi influenciado e elogiado por Alcuin, que o chamou de “homem erudito, tão santo em sua vida quanto em seu nome”…

Dez anos antes do Liber adversus Elipandum, São Beato publicou em 776 um Comentário sobre o Apocalipse, do qual existem vários manuscritos iluminados de interesse artístico, do século IX em diante. É provável que tenha sido também o autor de vários dos hinos da liturgia moçárabe. Por uma confusão de nomes, afirmou-se erroneamente que São Beato foi sepultado em Valcavado; seu mosteiro em Liebana, perto de Santander, foi provavelmente o de São Martinho, mais tarde chamado de Santo Toribio.

Ver Acta Sanctorum , fevereiro, vol. iii; Florez, España Sagrada, vol. xxxiv, pp. 378-389; Gams, Kirchengeschichte von Spanien, vol. ii, Pt 2, pp. 275-28 e DHG., vol. vi, cc. 889-90. E também Mateo del Alamo, “Los comentarios de Beato al Apocalipsis y Elipando” em Miscellanea Giovanni Mercati, vol. ii (Studi e Testi, vol. cxxii, 1946); e HA Sanders, Beati in Apocalipsim libri duodecim (American Academy in Rome, 1930)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary19.html

17. Outras santas e santos do dia 19 de fevereiro, páginas 324-334: VIDAS DOS SANTOS – 3.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 19 de fevereiro, ver também: 19 de fevereiro – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 212-213: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary19.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES. Santo Abraão, rogue por nós! Amém!” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* Sobre SANTO ANDRÉ CORSINI (04 de fevereiro): “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração”.

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.