Santas e Santos de 03 de março (atualizado em 06.03.2022)

1. Em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, os santos Ma­rinho, (São Marino) sol­dado, e As­tério, se­nador, már­tires du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Ga­lieno. O pri­meiro, de­nun­ciado como cristão por um com­pa­nheiro de armas hostil, pro­fessou di­ante do juiz com inequí­voca cla­reza a sua fé cristã e, de­ca­pi­tado, re­cebeu a coroa do mar­tírio. Se­gundo consta, quando As­tério re­co­lheu com a sua pró­pria veste o corpo do mártir, re­cebeu ime­di­a­ta­mente também ele a mesma honra do martírio. († c. 260).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, no ano do Senhor de 262, a paixão dos Santos Marino (também na Folhinha do Coração de Jesus)e Astério. Segundo o historiador Eusébio, Marino ia ser promovido ao grau de centurião quando foi denunciado como cristão por um rival. Obrigado a escolher, preferiu a palma do martírio às honras militares. O senador romano Astério, que havia assistido ao suplício, foi condenado à morte, por sua vez por haver recolhido o corpo. (M).

– Ver página 176: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

– Ver “São Marino de Cesareia (m. 260) foi oficial do exército imperial romano, radicado em Cesareia na Palestina, que foi martirizado por ser cristão.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Marino_de_Cesareia

– Ver “…  Em Cesaréia na Palestina, durante a perseguição de Valeriano, os santos mártires Marinus, soldado, e Asterius, senador. O primeiro foi examinado pelo juiz sob a acusação de ser cristão, feita contra ele por seus companheiros soldados, e ao admitir a acusação em tom firme de voz, foi decapitado e, assim, recebeu a coroa do martírio. Seu corpo mutilado foi levado por Asterius em seus próprios ombros e envolto na roupa que ele próprio usava. Este serviço imediatamente rendeu a Astério a palma do martírio como recompensa pela honra que ele havia dado a um mártir…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayFebruary27.html

2.   Em Ca­lahorra, na His­pânia Tar­ra­co­nense, os santos Eme­tério e Ce­le­dónio, que, de­sem­pe­nhando a mi­lícia em Leão, na Ga­lécia, quando se de­sen­ca­deou a per­se­guição foram le­vados para Ca­lahorra, onde re­ce­beram a coroa do mar­tírio por con­fes­sarem o nome de Cristo. († c. s. IV)

3.   Em Ama­seia, ci­dade do Ponto, na ac­tual Tur­quia, os santos Cleó­nico e Eu­trópio, már­tires na per­se­guição do im­pe­rador Ma­xi­miano sob as or­dens do pre­feito Asclepiódato.

– Celebra-se o martírio dos santos Félix, Lucíolo (também na Folhinha do Coração de Jesus) Fortunato e Márcio (Márcia na Folhinha do Coração de Jesus), e de seus companheiros, assim como dos Santos Cleonico, Eutrópio e Basilisco, soldados, que durante a perseguição de Maximiano, sob o presidente Asclepíades, triunfaram felizmente pelo suplício da cruz…- Ver também pág. 176: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf  († s. IV)

Conf. o Martirológio Romano-Monástico: perto de 308, o martírio dos Santos Cleônico, Eutrópio e Basilisco. Presos por haverem confessado que Cristo é a Verdade, esses soldados foram condenados, os dois primeiros ao suplício da cruz e o terceiro a ser decapitado – M

4.   Em Bréscia, na an­tiga Ve­nécia, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Ti­ciano, bispo. († c. 526)

5.   Na Cor­nu­alha da Ar­mó­rica, ac­tu­al­mente na França, São Vin­valeu, pri­meiro abade do mos­teiro de Lan­dé­vennec, que, se­gundo a tra­dição, foi dis­cí­pulo de São Budoc na ilha La­vret e com a sua vida ilus­trou a regra monástica. († 533)

6*.   Em Be­ne­vento, na Cam­pânia, re­gião da Itália, Santa Ar­te­laide, virgem. († c. 570).

– Ver “Santa Artelais, virgem” páginas 168-169: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

7*.   Em No­nân­tola, na Emília-Ro­magna, re­gião da Itália, Santo An­selmo, fun­dador e pri­meiro abade do mos­teiro desta ci­dade, que du­rante cin­quenta anos pro­moveu a ob­ser­vância mo­nás­tica, tanto pelo seu en­sino como pelo exer­cício das suas virtudes. († 803)

8.   Em Kau­fungen, no ter­ri­tório de Hessen, na ac­tual Ale­manha, Santa Cu­ne­gundes, que, com o seu es­poso, o im­pe­rador Santo Hen­rique, con­cedeu muitos be­ne­fí­cios à Igreja, e de­pois da morte do es­poso, se re­tirou no claustro de Kau­fungen, para se en­tregar à vida mo­nás­tica, to­mando Cristo como sua he­rança, e aí morreu. O seu corpo foi de­po­si­tado com honras so­lenes em Bam­berg, junto dos ossos de Santo Henrique. († c. 1033/1039).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, “com a aquiescência de seu marido, o imperador Santo Henrique II, preservou sua virgindade, que havia consagrado antes de seu casamento, e fez, por ocasião de sua coroação em Paderborn. Grandes doações a diversas igrejas. Após a morte do imperador, retirou-se para um mosteiro que havia fundado em Bamberg, esquecendo e se esforçando para que esquecessem sua antiga realeza (M).

Ver páginas 170-171: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

– Ver “Cunegunda de Luxemburgo (em alemãoKunigunde975 – Kaufungen, 3 de março de 1033), foi a esposa do imperador Santo Henrique II e santa católica. Ela é a padroeira do Luxemburgo, e a sua festa litúrgica é no dia 3 de março.[1] [2][3]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cunegunda_de_Luxemburgo

– Ver também “… No aniversário da morte de seu marido em 1024, Cunegund convidou vários prelados para a dedicação de sua igreja em Kaufungen. Lá, quando o evangelho foi cantado na missa, ela ofereceu no altar um pedaço da verdadeira cruz, e então, despindo suas vestes imperiais, ela se vestiu com um hábito de freira, e o bispo lhe deu o véu. Uma vez consagrada a Deus na religião, parecia esquecer-se inteiramente de que alguma vez fora imperatriz e comportava-se como a mais baixa da casa, convencida de que o era diante de Deus. Ela não temia nada mais do que qualquer coisa que pudesse lembrar sua antiga dignidade. Ela orava e lia muito e, especialmente, se dedicava a visitar e confortar os enfermos. Assim ela passou os últimos anos de sua vida, morrendo em 3 de março de 1033 (ou 1039)…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch03.html

9*.   Na Frísia, no ter­ri­tório ac­tual da Ho­landa, o Beato Fre­de­rico, pres­bí­tero, que foi pá­roco na ci­dade de Hallum e de­pois abade do mos­teiro pre­mons­tra­tense de Mariengaarde. († 1175)

10*.   Em Pa­lermo, na Si­cília, re­gião da Itália, o Beato Pedro Jeremias, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores, que, con­fir­mado por São Vi­cente Ferrer no mi­nis­tério da pa­lavra de Deus, se con­sa­grou to­tal­mente à obra da sal­vação das almas. († 1452).

– Ver “Bem-Aventurado Pedro de Palermo” páginas 164-167: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

11*.   Em Ver­celas, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Ja­co­bino (Jacomino) de’ Canepácci, re­li­gioso da Ordem dos Car­me­litas, in­signe pela sua vida de oração e penitência. († 1508)

12*.   Em Gondar, na Etiópia, os be­atos Li­be­rato Weiss, Sa­muel Mar­zo­ráti e Mi­guel Pio Fá­soli da Zerbo, pres­bí­teros da Ordem dos Frades Me­nores e már­tires, que mor­reram ape­dre­jados por causa da sua fé católica. († 1716)

13*.   Em Vannes, na Bre­tanha Menor, ac­tu­al­mente na França, o Beato Pedro Re­nato Rogue, pres­bí­tero da Con­gre­gação da Missão e mártir, que, du­rante a Re­vo­lução Fran­cesa, re­cu­sando-se a prestar o ne­fando ju­ra­mento im­posto ao clero, per­ma­neceu na ci­dade para exercer clan­des­ti­na­mente o mi­nis­tério pas­toral junto dos fiéis e, con­de­nado à morte, partiu ao en­contro da mi­se­ri­córdia do Se­nhor na pró­pria igreja onde ce­le­brava os sa­grados mistérios. († 1796)

14.   Em Bréscia, na Lom­bardia, re­gião da Itália, Santa Te­resa Eustóquio (Inácia) Ver­zéri, virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Fi­lhas do Sa­grado Co­ração de Jesus. († 1852).

– Ver “Teresa Eustochio Verzeri (Bérgamo31 de julho de 1801 — Brescia3 de março de 1852) foi uma religiosa italiana e fundadora de ordem religiosa católica. Era uma senhora de origem nobre de Bergamo que, em 1820, fundou a Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Jesus. Foi canonizada pela Igreja Católica.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Teresa_Verzeri

15*.   Em Bér­gamo, também na Lom­bardia, o Beato Ino­cêncio de Berzo (João Scal­vi­nóni), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, que res­plan­deceu pela exímia ca­ri­dade com que se de­dicou à pre­gação da pa­lavra de Deus e à ad­mi­nis­tração do sa­cra­mento da Penitência. († 1890)

16.   Em Fi­la­délfia, ci­dade do es­tado da Pen­sil­vânia, nos Es­tados Unidos da Amé­rica do Norte, Santa Ca­ta­rina Drexel, virgem, que fundou a Con­gre­gação das Irmãs do San­tís­simo Sa­cra­mento e dis­pendeu ge­ne­rosa e be­nig­na­mente as ri­quezas da sua he­rança para a edu­cação e de­sen­vol­vi­mento dos Ín­dios e dos Negros. († 1955)

17. Perto de 530, São Guenoleu (ou Guenolo). Filho de um senhor celta das Ilhas Britânicas, por volta de 20 anos foi posto à frente de um grupo de onze monges que se fixaram em Landévennec, lugar destinado a tornar-se um foco de irradiação de oração e de cultura da Armórica (conf. Martirológio Romano-Monástico – X).

– Ver páginas 174-175: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

18. São Gerwin, abade e confessor “…Poucos anos antes de falecer, São Gerwin adquiriu horrível lepra. Foi mais um motivo para, suportando o mal com verdadeira resignação cristã, santificar-se mais e mais… São Gerwin faleceu estendido sobre cinzas. Era em 1075; a lepra, inteiramente, desaparecera, e um suave perfume se exalava do corpo do santo abade.”.

– Ver páginas 172-173: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

19. Outros santas e santos do dia 03 de março, páginas 156-176: VIDAS DOS SANTOS – 4.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 03 de março, ver também: 3 de março – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 236-239: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch03.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES. Santo Abraão, rogue por nós! Amém!” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* Sobre SANTO ANDRÉ CORSINI (04 de fevereiro): “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração”.

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.