Santas e Santos de 11 de março

1.   Em Es­mirna, na pro­víncia da Ásia, hoje Zmir, na Tur­quia, São Piónio, pres­bí­tero e mártir, que, se­gundo a tra­dição, por ter feito pu­bli­ca­mente a apo­logia da fé cristã, de­pois de so­frer a as­pe­reza do cár­cere, onde for­ta­leceu com as suas exor­ta­ções muitos ir­mãos des­ti­nados ao mar­tírio, foi sub­me­tido a nu­me­rosos tor­mentos e, fi­nal­mente, al­cançou no fogo uma glo­riosa morte por Cristo. († c. 250).

– Ver “Piónio de Esmirna (morto em 12 de março de 250) é um mártir e santo, executado na fogueira em Esmirna durante o reinado do imperador Décio, por se recusar a sacrificar aos deuses romanos.[1]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Pi%C3%B4nio_de_Esmirna

2.   Em La­o­di­ceia, hoje La­ta­quia, na Síria, os santos Tró­fimo e Talo (no Martirológio Romano-Monástico, Santos Trófimo e Tales, crucificados por causa de sua fé na divindade de Cristo no ano do Senhor de 308) már­tires, que, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, de­pois de muitos e ter­rí­veis su­plí­cios, al­can­çaram a coroa de glória. († s. IV)

3*.   Na Es­cócia, São Cons­tan­tino (também na Folhinha do Coração de Jesus), rei, dis­cí­pulo de São Co­lombo e mártir. († s. VI)

– Ver “Constantino faz parte da heroica história do cristianismo na Escócia. Ele era rei da Cornualha, pequena região da Inglaterra, e se casou com a filha do rei da Bretanha. Depois, tornou-se o maior evangelizador de sua pátria e o responsável pela conversão do país.”: https://institutohesed.org.br/sao-constantino/

4.   Em Je­ru­salém, São So­frónio, bispo, que teve por seu mestre e amigo João Mosco, com quem vi­sitou os lu­gares do mo­na­quismo; de­pois foi eleito para su­ceder a Mo­desto nesta sede epis­copal e, quando a Ci­dade Santa caiu nas mãos dos Sar­ra­cenos, de­fendeu vi­go­ro­sa­mente a fé e a se­gu­rança do povo.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 640, São Sofrônio. Depois de ter passado vinte anos sob a direção do eremita João Mosco, que lhe dedicou sua obra O Pai Espiritual, foi colocado à frente da Igreja de Jerusalém, que viu ser destruída pelos sarracenos. Último herdeiro da tradição monástica palestina, opôs à heresia mono-energista uma doutrina ortodoxa haurida das fontes da liturgia e da contemplação. (M)

A história de São Sofrônio é contada com mais detalhes às págs: 357-363: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf  – († 639)

– Ver também “Sofrônio (português brasileiro) ou Sofrónio (português europeu) de Jerusalém (em grego: Σωφρόνιος; romaniz.: Sophrónios) foi um santo e o patriarca de Jerusalém entre 634 e a sua morte, em 638 Antes de ser elevado à posição máxima na sé de Jerusalém, ele era um monge e um teólogo proeminente durante a controvérsia monotelita.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sofr%C3%B4nio_de_Jerusal%C3%A9m

5*.   Na re­gião de Hai­naut, na Nêus­tria, hoje na França, São Vin­di­ciano, bispo de Cam­brai e de Arras, que exortou o rei Te­o­do­rico III a fazer pe­ni­tência para ex­piar o crime co­me­tido na morte de São Leodegário.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no começo do séc. VIII, São Vindiciano, bispo de Arras, que construiu diversos mosteiros e lugares de culto, e teve importante papel na política de seu tempo. (X)

– Ver mais sobre São Vindiciano às págs. 364-366: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf  – († c. 712)

6.   Em Milão, na Lom­bardia, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Bento, bispo. († 725)

7*.   No mos­teiro de Tal­laght, na Ir­landa, Santo Engo Cúldeo, monge, que compôs di­li­gen­te­mente um mar­ti­ro­lógio dos santos da Irlanda. († c. 824).

– Ver Santo Engus, bispo e confessor, página 366: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

– Ver “… 824 St. Aengus “o Culdee”, autor Festlology of the Saints of Ireland, The Felire ele comungou com anjos.
Chamado Dengus e “the Culdee”, um eremita e autor da Festlology of the Saints of Ireland, The Felire. O termo Culdee refere-se ao amor da solidão de Aengus: Ceile De era um nome dado aos eremitas da época.
Aengus, nascido em Clonengh, na Irlanda, tornou-se um monge solitário nas margens do rio Nore, onde comungava com anjos. Com o tempo, ele procurou um local mais remoto perto de Maryborough, erigindo ali um pequeno eremitério. Visitantes atraídos por sua reputação de santidade levaram Aengus ao mosteiro de Tallaght, perto de Dublin, então sob o controle de São Maelruain. Ele tentou entrar como um simples irmão leigo, sem contar a ninguém quem ele era. Aengus, junto com Maelruain (que descobriu a verdadeira identidade do Culdee), escreveu o Martirológio de Tallaght juntos em 790. Aengus completou seu Felire em 805 em seu eremitério de Maryborough, tendo retornado para lá quando Maelruain morreu. Aengus faleceu em 11 de março de 824 e foi enterrado em Clonenagh…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch11.html#824_St._Aengus_author_Festlology_of_the

8.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, Santo Eu­lógio, pres­bí­tero e mártir, de­go­lado à es­pada por ter con­fes­sado glo­ri­o­sa­mente o nome de Cristo. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Espanha, no ano da graça de 859, a paixão de Santo Eulógio, sacerdote. Muito culto, compôs uma Exortação ao martírio para encorajar os cristãos confrontados pelo Islamismo. (M)

– A história DE SANTO EULÓGIO E OUTROS MÁRTIRES DA ESPANHA durante a perseguição dos maometanos é contada com detalhes às páginas 320-356: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf  – († 859)

– Ver também “Eulógio de Córdova (em latimEulogius Toletanus) foi um dos Mártires de Córdova. Ele viveu durante os reinados dos emires de Córdova Abderramão II e Maomé I em meados do século IX… Em 858, uma virgem chamada Leocrícia, de família nobre moura, se converteu ao cristianismo e procurou a proteção de Eulógio contra seus enfurecidos pais. O sacerdote a escondeu entre seus amigos por um tempo, mas eventualmente acabou descoberto e condenado à morte. Ele foi decapitado em 11 de março de 859 e Santa Leocrícia, quatro dias depois em 15 de março de 859.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Eul%C3%B3gio_de_C%C3%B3rdova

– Ver Mártires de Córdova (Os mártires de Córdova foram quarenta e oito mártires cristãos que viviam no emirado muçulmano do Alandalus (na Península Ibérica) no século IX. Suas hagiografias descrevem em detalhes as suas execuções provocadas principalmente pela busca, de forma deliberada, de penas capitais por violação da Xaria em Alandalus. Os martírios, estimulados por Eulógio de Córdova, ocorreram entre 851 e 859. Com umas poucas exceções, os cristãos provocaram a execução ao fazerem declarações públicas sobre temas escolhidos especialmente para provocar o martírio: alguns foram até autoridades muçulmanas para denunciar Maomé ou o Islã (o que era blasfêmia), outros, possivelmente os nascidos de casamentos entre muçulmanos e cristãos, publicamente declaravam sua fé no cristianismo e eram assim acusadas de apostasia[1].): Mártires de Córdova – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

– Ver também “Os Mártires Cristãos de Córdoba e o uso político da Blasfêmia”: https://historiaislamica.com.br/martires-de-cordova/
– Ver “… 859 ST EULOGIUS DE CÓRDOVA, MÁRTIR. “Se vocês [muçulmanos] pudessem conceber a recompensa que espera aqueles que perseveram na fé até o fim, vocês renunciariam suas dignidades em troca disso!”
ST EULOGIUS foi descrito como a principal glória da igreja espanhola no século IX…

…  Havia uma jovem em Córdoba chamada Leocritia que havia sido convertida ao cristianismo por um parente e batizada, embora seus pais fossem muçulmanos. Para um seguidor do Islã tornar-se um cristão era punível com a morte, e os pais da menina descobrindo sua mudança de fé a espancaram e a trataram cruelmente para induzi-la a apostatar. Ela deu a conhecer os seus sofrimentos a São Eulógio, que com a ajuda de sua irmã Anulona a ajudou a escapar e a escondeu entre amigos fiéis. Seu esconderijo, no entanto, foi descoberto, e ela e todos os envolvidos em sua fuga foram levados perante o cádi. Eulogius, destemido, ofereceu-se para mostrar ao juiz o verdadeiro caminho para o céu e declarou que o profeta Maomé era um impostor. O cádi ameaçou mandar açoitá-lo até a morte. O mártir respondeu que seria inútil, pois ele nunca mudaria de religião. O cádi então deu ordens para que ele fosse levado perante o conselho do rei… Lá, um dos membros do conselho o levou de lado e disse: “Embora pessoas ignorantes corram precipitadamente para a morte, um homem de seu conhecimento e posição não deve imitar sua loucura. Seja guiado por mim. Diga apenas uma palavra – já que a necessidade exige: depois você pode retomar sua própria religião e prometeremos que nenhuma investigação será feita”.
   Eulogius respondeu com um sorriso: “Se você pudesse conceber a recompensa que espera aqueles que perseveram na fé até o fim, você renunciaria suas dignidades em troca disso!” Ele então começou a proclamar corajosamente o evangelho para eles, mas o conselho, para evitar ouvir, prontamente o sentenciou à morte. Enquanto o levavam, um dos servos lhe deu um tapa no rosto por ter falado contra Maomé: ele imediatamente deu a outra face e recebeu mansamente um segundo golpe. Ele foi levado para fora da cidade para o local da execução, e com grande compostura se permitiu ser decapitado. Santa Leocritia sofreu quatro dias depois.

Como dito acima, para nosso conhecimento da história de Santo Eulógio, dependemos quase inteiramente da curta biografia latina de seu amigo Álvarez ou Álvaro. Isto foi impresso no Act Sanctorum, março, vol. ii, e também em Migne, PL., vol. cxv, cc. 705-720, e outras coleções. Ver mais Gams, Kirchengeschichte von Spanien, vol. ii, pp. 299-338, e o artigo “Eulogius” no Kirchenlexikon. Cf. Dozy, Histoire des Musulmans d’Espagne, vol. ii, pp. 1-174, e W. von Baudissin, Eulogius und Alvar (1872). Existe uma conta popular tr. para o inglês, J. Perez de Urbel, A Saint under Muslem Rule (1937) …”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch11.html#1454_Saint_Euthymius_archbishop_labored

9*.   Em Cu­pra­mon­tana, ci­dade do Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato João Bap­tista de Fa­briano Ríghi, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Menores. († 1539).

– Ver “Ansioso por uma vida mais perfeita, leu a vida de São Francisco, e logo reconheceu no paladino da Dama Pobreza o seu próprio ideal, que nele se foi desenvolvendo, sem que nada pudesse desviá-lo de o conseguir… Os talentos que o Senhor lhe entregou, fê-los render ao serviço dos mais humildes e incultos. Para si preferia a penitência e o trabalho, que o foram esgotando até a morte, ocorrida quando contava 70 anos, em 1539.”: https://franciscanosparacadadia.blogspot.com/2012/03/11-de-marco-beato-joao-batista-de.html

10*.   Em York, na In­gla­terra, o Beato Tomás Atkinson, pres­bí­tero e mártir, que, no rei­nado de Jaime I, pa­deceu o mar­tírio em ódio ao sacerdócio. († 1616)

11*.   Em Clonmel, na Ir­landa, o Beato João Kearney, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores e mártir, que, con­de­nado à morte por ser sa­cer­dote na In­gla­terra, evi­tara a sen­tença com a fuga; mas de­pois, tendo re­gres­sado à pá­tria, sob o go­verno de Oli­vério Cromwell, foi no­va­mente acu­sado de exercer o sa­cer­dócio e so­freu o su­plício da forca. († 1653)

12.   Em Hung Yên, no Ton­quim, no ac­tual Vi­etnam, São Do­mingos Câm, pres­bí­tero e mártir, que, de­pois de ter exer­cido a acção pas­toral clan­des­ti­na­mente du­rante muitos anos com pe­rigo de vida, con­ti­nu­ando a fazê-lo no cár­cere, fi­nal­mente foi con­de­nado à morte por ordem do im­pe­rador Tu Duc e abraçou a cruz do Se­nhor, que fir­me­mente re­cu­sara calcar aos pés. († 1859)

13.   Em Sai-Nam-The, lo­ca­li­dade da Co­reia, os santos már­tires Marcos Chong Ui-bae, ca­te­quista, e Aleixo U Se-yong, que, por causa da fé cristã, foram ul­tra­jados e fla­ge­lados pelos pró­prios parentes. († 1866)

14.  No mesmo dia em Cartago, os santos mártires Heráclio e Zózimo (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver pág. 367: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

15. Nos confins da diocese d’Amiens, São Firmino, abade (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver pág. 367: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%204.pdf

16. Outros santas e santos do dia 11 de março, páginas 320-367: VIDAS DOS SANTOS – 4.pdf (obrascatolicas.com)

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 11 de março, ver também: 11 de março – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 253-255: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch11.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio,lembrado em 10 de fevereiro)

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém!: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES. Santo Abraão, rogue por nós! Amém!” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

* Sobre SANTO ANDRÉ CORSINI (04 de fevereiro): “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração”.

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.