Santas e Santos de 24 de março

1.   Em Ce­sa­reia da Pa­les­tina, os santos már­tires Ti­molau, Di­o­nísio, Páu­sides, Ró­mulo, Ale­xandre e outro Ale­xandre, que, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, con­du­zidos de mãos atadas ao pre­feito Ur­bano, con­fes­saram ser cris­tãos e, poucos dias de­pois, foram de­ca­pi­tados com os com­pa­nheiros Agápio e outro Di­o­nísio, me­re­cendo assim as co­roas da vida eterna. († 303).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Palestina, o martírio de Oito Cristãos que, após terem confessado sua fé, tiveram as cabeças cortada durante a perseguição de Diocleciano. (M).

– Ver sua história à página 270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

2.   Na Mau­ri­tânia, no ter­ri­tório ac­tu­al­mente da Ar­gélia, Santo Se­cún­dulo, que so­freu o mar­tírio pela fé em Cristo. († data inc.)

3*.   Em Clogher, na Hi­bérnia, ac­tual Ir­landa, São Mac Cairthind, bispo, que é con­si­de­rado dis­cí­pulo de São Patrício. († s. V)

4*.   Em Ca­tânia, na Si­cília, re­gião da Itália, São Se­vero, bispo. († 814)

5*.   Em Fa­briano, no Pi­ceno, ac­tu­al­mente nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato João del Bastone, pres­bí­tero e monge, com­pa­nheiro de São Sil­vestre, abade. († 1290)

6.   Em Vads­tena, na Suécia, Santa Ca­ta­rina, virgem, filha de Santa Brí­gida, (também na Folhinha do Coração de Jesus) que, dada em ca­sa­mento contra a sua von­tade, con­servou a vir­gin­dade de comum acordo com seu es­poso e, após a morte dele, se con­sa­grou à vida de pi­e­dade. Pe­re­grina de Roma e da Terra Santa, tras­ladou os restos mor­tais de sua mãe para a Suécia e de­po­sitou-os no mos­teiro de Valds­tena, onde ela mesma tomou o há­bito monástico. († 1381).

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Suécia, no ano do Senhor de 1381, Santa Catarina. Casada com um jovem senhor com quem ela combinou, desde o dia das bodas, viver em continência, acompanhou sua mãe, Santa Brígida, em diversas peregrinações. Depois da morte da última, em Roma, retornou à Suécia e se recolheu ao mosteiro de Vadstena, que dirigiu e ao qual deu uma regra de vida. (M).

– Ver “Santa Catarina da Suécia ou Catarina de Vadstena (1331 ou 1332 – Vadstena, 24 de Março de 1381) foi uma monja católica, que pertencia uma família nobre ligada aos reis suecos. Sua mãe era Santa Brígida da Suécia[2]. Ela levou uma vida absolutamente dedicada à fé cristã.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Santa_Catarina_da_Su%C3%A9cia

– Ver ainda “… 1381 ST CATHERINE DE VADSTENA, VIRGEM
ST CATHERINE (Karin) ULFSDOTTER era a quarta dos oito filhos de Santa Brígida, que com Catarina é comumente chamada de “da Suécia”, embora não fossem da casa real. Naquela família religiosa ela aprendeu primeiro a amar a Deus, e em tenra idade foi confiada aos cuidados da abadessa de Risaberga. Catarina foi prometida por seus pais a um jovem nobre devoto, Eggard von Kürnen (Kyren), que era descendente de alemães, e o casamento foi solenizado no devido tempo; mas Santa Catarina é celebrada com o ofício de virgem, pois se diz que o jovem casal concordou desde o início em viver juntos em continência perpétua. Em sua nova posição, a jovem esposa levou uma vida de austeridade que Eggard tolerava se ele realmente não encorajasse, mas seu irmão Charles ficou muito irritado quando ela tentou induzir sua própria esposa a seguir seu exemplo. Após a morte de seu marido Ulf, Santa Brígida foi morar em Roma, e Catarina depois disse à sua xará de Siena que no dia em que sua mãe deixou a Suécia, ela, sua filha, esqueceu como sorrir. Em 1350, ela obteve a licença de Eggard para visitar sua mãe em Roma, quando o irmão Charles escreveu uma carta violenta a Eggard proibindo-o de deixá-la ir. A carta chegou às mãos de Catarina, mas ela não se deixou intimidar e partiu sob a proteção de um de seus tios. Ela tinha então cerca de dezenove anos…

Santa Brígida há muito desejava um companheiro, e quando sua filha, após algumas semanas de estadia, propôs voltar para casa, ela implorou-lhe sinceramente que não fosse, mas que trabalhasse com ela em Roma pela causa de Cristo. O que se seguiu não é totalmente claro ou fácil de entender, visto que Catarina estava em obrigação para com ela.
Ela era o quarto filho de Santa Brígida e seu marido, Ulf Gudmarsson, nascida em 1331 ou 1332; morreu em 24 de março de 1381. Na época de sua morte, Santa Catarina era chefe do convento de Wadstena, fundado por sua mãe; daí o nome, Catherine Vastanensis, pelo qual ela é chamada ocasionalmente. Aos sete anos foi enviada para a abadessa do convento de Riseberg para ser educada e logo mostrou, como sua mãe, o desejo de uma vida de auto mortificação e devoção às coisas espirituais. Por ordem de seu pai, com cerca de treze ou quatorze anos, casou-se com um nobre de ascendência alemã, Eggart von Kürnen. Ela imediatamente convenceu seu marido, que era um homem muito religioso, a se juntar a ela em um voto de castidade.
  Ambos viviam em estado de virgindade e se dedicavam ao exercício da perfeição cristã e da caridade ativa
. Apesar de seu profundo amor pelo marido, Catarina acompanhou sua mãe a Roma, para onde Santa Brígida foi em 1349.

Logo após sua chegada àquela cidade, Catarina recebeu a notícia da morte de seu marido na Suécia. Ela agora vivia constantemente com sua mãe, participava ativamente dos trabalhos frutíferos de Santa Brígida e imitava zelosamente a vida ascética de sua mãe. Embora a jovem viúva distinta e bela estivesse cercada de pretendentes, ela recusou firmemente todas as ofertas de casamento. Em 1372, Santa Catarina e seu irmão, Birger, acompanharam sua mãe em uma peregrinação à Terra Santa; após seu retorno a Roma, Santa Catarina estava com sua mãe neste último lugar…

Em 1374, em obediência ao desejo de Santa Brígida, Catarina trouxe de volta o corpo de sua mãe para a Suécia para o enterro em Wadstena, de cuja fundação ela agora se tornou a chefe. Foi a casa mãe da Ordem Brigitina, também chamada de Ordem de São Salvador. Catarina administrou o convento com grande habilidade e tornou a vida ali em harmonia com os princípios estabelecidos pelo seu fundador.
No ano seguinte foi novamente a Roma para promover a canonização de Santa Brígida e obter uma nova confirmação papal da ordem. Ela obteve outra confirmação tanto de Gregório XI (1377) quanto de Urbano VI (1379), mas não conseguiu obter na época a canonização de sua mãe,, a quem ela parece ter sido profundamente apegada. Mas permaneceu em Roma, embora não sem momentos de grande infelicidade: “Eu levo uma vida miserável, enjaulada aqui como um animal, enquanto os outros vão alimentar suas almas na igreja. Meus irmãos e irmãs na Suécia podem servir a Deus em paz”; pois devido às desordens da cidade, sua mãe, quando ela saiu, fez Catherine parar dentro de casa. Dadas as circunstâncias, pode-se razoavelmente supor que seu sonho de Nossa Senhora a repreendendo por seu descontentamento foi um produto de depressão nervosa, embora a pobre Catarina o levasse muito a sério. Brígida, no entanto, acreditava que fosse revelado a ela que o marido de sua filha estava prestes a morrer, como de fato aconteceu antes do fim do ano;

Quando se soube que esta bela moça era viúva, começou a ser importunada por sua mão, alguns de seus pretendentes, apesar de suas recusas enfáticas, chegaram a traçar planos para sequestrá-la. Um dia, quando ela estava indo para o culto na igreja de São Sebastião, um conde romano, Latino Orsini, estava escondido com seus servos em um vinhedo ao lado da estrada. De repente, um veado apareceu e desviou tanto a atenção deles que Santa Catarina passou despercebida. *[ * Gf. uma história um tanto semelhante contada do inglês St Osyth (7 de outubro).]

Em outra ocasião semelhante, os mesmos supostos sequestradores ficaram temporariamente cegos – pelo menos o líder do partido testemunhou depois na presença do papa. Mas a beleza exterior da santa era apenas um espelho das graças interiores de sua alma. Sua caridade era tão grande, estendendo-se além das ações às palavras, que ela nunca foi ouvida para dizer uma palavra raivosa ou impaciente ou proferir uma crítica maldosa. Anos mais tarde, ela rezou para que a Ordem Bridgettine pudesse sempre ser mantida longe do veneno da depreciação, e ela advertiu sua sobrinha Ingegerda, depois abadessa de Vadstena, contra julgamentos pouco caridosos, dizendo que tanto o caluniador quanto o ouvinte carregavam o diabo em suas línguas. Ela evitava toda exibição e usava suas roupas até ficarem surradas;

Nos vinte e cinco anos seguintes, a vida de Catarina quase se identificou com a de sua mãe, em cujas boas obras ela participou ativamente. Além das orações vocais às quais sempre fora viciada, a filha agora passava quatro horas de cada dia em meditação sobre a Paixão. Ela estava rezando na Basílica de São Pedro um dia quando foi abordada por uma mulher de vestido branco e manto preto, que ela supôs ser uma terciária dominicana. A estranha pediu-lhe que orasse por uma de suas conterrâneas, de quem logo receberia uma ajuda valiosa e que colocaria uma coroa de ouro em sua cabeça. Pouco depois veio a notícia da morte de uma cunhada, que lhe legou o cocar de ouro que, como outras mulheres de sua posição e país, ela usava em grandes ocasiões. A tiara foi desfeita e, com o produto da venda, Santa Brígida e sua filha viveram por dois anos. De vez em quando faziam peregrinações a Assis e outros lugares e, por fim, Santa Brígida resolveu fazer uma última visita à Terra Santa. Ela estava acompanhada de Catarina. A própria Brígida não sobreviveu por muito tempo ao seu retorno a Roma, e seu corpo foi naquele mesmo ano transportado de volta para a Suécia para ser enterrado em seu convento em Vadstena.

O mosteiro ainda não havia sido erguido canonicamente, seus religiosos viviam sem votos e sem hábito.
A Santa Catarina coube agora a tarefa de formar a comunidade de acordo com a regra que sua mãe havia trabalhado tanto para ser aprovada; mas um ano depois ela voltou a Roma para levar adiante a causa da canonização de Brígida. Somente ao fim de cinco anos ela voltou para a Suécia, com a canonização ainda não concluída – o “Grande Cisma” havia eclodido enquanto isso – mas com a ratificação do governo Bridgettine pelo Papa Urbano VI (1378-89). Durante este tempo na Itália, Santa Catarina … formou uma amizade com Santa Catarina Benincasa de Siena, e Urbano desejava enviá-las juntas em uma missão à rainha Joana de Nápoles, que estava apoiando o papa reclamante que se chamava Clemente VII. Diz-se que Catarina se recusou a ir à corte da mulher que seduziu seu irmão Carlos, como é mencionado no aviso aqui de Santa Brígida em 8 de outubro; ela mesmo, diz ele, dissuadiu o papa de enviar as duas Catarinas para um ambiente tão perigoso.

Parecia que o trabalho de Catherine estava terminado, pois imediatamente após sua aposentadoria definitiva em Vadstena, sua saúde começou a piorar. Ela continuou a prática que ela havia observado de fazer uma confissão diária, mas o problema gástrico de que ela sofria impossibilitava que ela recebesse o Santíssimo Sacramento. Ela costumava, portanto, pedir que o Corpo do Senhor fosse trazido ao seu quarto de doente para que ela pudesse adorá-lo e oferecer suas devoções em sua presença. Entregando sua alma a Deus em uma oração final, ela faleceu pacificamente em 24 de março de 1381. Foi observado que uma estrela brilhante apareceu sobre a casa no momento de sua morte e permaneceu até o funeral. Suas exéquias foram assistidas por todos os bispos e abades da Escandinávia, bem como pelo filho do rei e por toda a população vizinha. 

Santa Catarina nunca foi canonizada formalmente, mas seu nome foi adicionado ao Martirológio Romano e sua festa é observada na Suécia e em outros lugares, bem como pelas Bridgettines. Diz-se que ela escreveu um livro intitulado A Consolação da Almaconsistindo de extratos e máximas da Sagrada Escritura e várias obras devocionais, mas nenhuma cópia foi preservada para nós.

Há uma breve biografia latina de Santa Catarina que foi escrita no primeiro quartel do século XV por um dos monges de Vadstena, Ulf Birgersson. Pode ser encontrado no Acta Sanctorum, março, vol. iii, e foi um dos primeiros livros impressos na Suécia. Um texto mais crítico aparece na reprise de Scriptores Suecicarum, vol. iii. Alguns dos documentos e coleções de milagres ligados à sua canonização projetada também foram impressos em ambas as obras mencionadas. O texto completo dos documentos de canonização foi editado por I. Collijn, Processus seu Negocium Canonizaczonis b. Katerinae de Vadstenis (1942-1946). A vida de Santa Catarina estava tão intimamente ligada à de sua mãe, que talvez o melhor relato da filha seja encontrado nas biografias de Santa Brígida, para quem ver em 8 de outubro.

Gregório XI (1377) Urbano VI (1379) a confusão causada pelo Cisma atrasou o processo.

Quando esta dolorosa divisão apareceu, ela se mostrou, como Santa Catarina de Sena, uma firme adepta da parte do Papa Romano, Urbano VI, em cujo favor ela testemunhou perante uma comissão judicial.
Catarina ficou cinco anos na Itália e depois voltou para casa, trazendo uma carta especial de recomendação do papa. Pouco depois de sua chegada à Suécia, ela adoeceu e morreu. 

Em 1484 Inocêncio VIII (1492) deu permissão para sua veneração como santa e sua festa foi marcada para 22 de março no martirológio romano.
Catarina escreveu uma obra devocional intitulada “Consolação da Alma” (Sielinna Troëst), composta em grande parte por citações das Escrituras e dos primeiros livros religiosos; nenhuma cópia é conhecida.

Geralmente representado com uma corça ao seu lado que vinha em seu auxílio quando jovens impuros procuravam seduzi-la…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch24.html#1381_St._Catherine_of_Sweden_head_of_the

– Ver também em 22 de março: Santa Catarina da Suécia, filha de Santa Brígida. “… Seu desejo era permanecer virgem. Todavia, para obedecer ao pai, desposou Egard, jovem piedoso. No primeiro dia de casados, ela o convenceu a viverem juntos em continência. Egard concordou. Viveram como irmão e irmã o resto da vida. Dormiam no chão e praticavam juntos os jejuns, as vigílias, as orações e as esmolas…”, às páginas 206-207: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

7*.   Em Ronda, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, o Beato Diogo José de Cádis (Fran­cisco José López-Caamaño, também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, pre­gador in­signe e in­tré­pido de­fensor da li­ber­dade da Igreja. († 1801)

8♦.     Em Faíc­chio, lo­ca­li­dade de Be­ne­vento, na Itália, a Beata Maria Se­ra­fina do Sa­grado Coração (Clo­tilde Mi­chele), virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Irmãs dos Anjos, Ado­ra­doras da San­tís­sima Trindade. († 1911)

9*.   Em Pni­ewite, junto de Gdansk, na Po­lónia, a Beata Maria Kar­lowska, virgem, que, para re­con­duzir as jo­vens e mu­lheres in­di­gentes e de vida dis­so­luta à dig­ni­dade de fi­lhas de Deus, fundou a Con­gre­gação das Irmãs do Di­vino Pastor da Di­vina Providência. († 1935)

10*.   Em San Sal­vador, ci­dade de El Sal­vador, o Beato Óscar Ar­nulfo Ro­mero Galdámez (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo e mártir, que, tendo de­di­cado a sua so­li­ci­tude pas­toral es­pe­ci­al­mente aos po­bres e opri­midos, foi as­sas­si­nado em ódio à fé cristã. († 1980)

– Ver mais sobre Santo Oscar Romero em “Óscar Arnulfo Romero Galdámez, conhecido como Santo Óscar Romero (Ciudad Barrios, San Miguel15 de agosto de 1917 — San Salvador24 de março de 1980) foi um sacerdote católico salvadorenho, quarto arcebispo metropolitano de San Salvador (19771980), capital de El Salvador

… Em 1997 Romero foi declarado “Servo de Deus” pelo papa João Paulo II. Em fevereiro de 2015 o papa Francisco aprovou o decreto de beatificação do arcebispo salvadorenho, reconhecendo-o como mártir.[11] A solenidade de beatificação foi realizada no dia 23 de maio de 2015 na capital salvadorenha e presidida pelo cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos. Estima-se que cerca de 300 mil pessoas estiveram presentes na cerimônia.[12] Durante a cerimônia, Amato afirmou que a memória de Romero ainda estaria viva dando conforto aos pobres e marginalizados, e que Romero foi a luz do mundo e o sal da terra, pois seus perseguidores desapareceram e foram esquecidos, mas Romero continuaria a lançar luz sobre os pobres e marginalizados.

…O papa Francisco enviou uma mensagem pessoal, lida no início da cerimônia, na qual afirmou que: “Em tempos de coexistência difícil, Romero soube como guiar, defender e proteger o seu rebanho. […] Damos graças a Deus porque concedeu ao bispo mártir a capacidade de ver e ouvir o sofrimento de seu povo. […] Quando se entende bem e se assume até as últimas consequências, a fé em Jesus Cristo cria comunidades artífices de paz e solidariedade”.[9] Romero foi canonizado pelo papa Francisco em 14 de outubro de 2018.[13] A Igreja Luterana também participou da cerimônia, com a presença do bispo salvadorenho Medardo Gómez.[14]

Óscar Romero é o primeiro salvadorenho a ser elevado aos altares, o primeiro arcebispo martirizado da América, o primeiro a ser declarado mártir depois do Concílio Vaticano II,[15] e o primeiro santo nativo da América Central.[16] Embora também São Pedro de Betancur tenha sido canonizado na cidade de Santiago de los Caballeros, na Guatemala por seu trabalho na região e portanto, também um santo centro-americano, era nascido em TenerifeEspanha.[17]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%93scar_Romero

– Ver também “..Restou como lembrança desse assassinato o fato de a mesma ONU, em 17 de junho de 2010, consagrar a data da sua morte (24 de março) como oDia Internacional do Direito à Verdade sobre as Violações dos Direitos Humanos e da Dignidade das Vítimas.””:  http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/583789-santo-oscar-romero-o-martirio-da-fe-pela-opressao-politiqueira

– Ver também: “… É significativo que, juntamente com ele e demais Santos e Santas hodiernos, tenhamos D. Oscar Romero, que deixou as seguranças do mundo, incluindo a própria incolumidade, para consumir a vida – como pede o Evangelho – junto dos pobres e do seu povo, com o coração fascinado por Jesus e pelos irmãos.”: https://www.vatican.va/content/francesco/pt/homilies/2018/documents/papa-francesco_20181014_omelia-canonizzazione.html

– Ver também “… 1980 Oscar Romero em Ciudad Barrios .

Igreja Católica: 24 de março

Oscar Arnulfo Romero nasceu em Ciudad Barrios (San Salvador) em 15 de agosto de 1917. Em 1937 ele veio para o seminário de San Salvador. Após graduar-se na Universidade Gregoriana em Roma, ele se tornou padre em San Salvador em 1943. Em 1970 ele foi nomeado bispo auxiliar e em 1977 arcebispo de San Salvador. Como arcebispo, Oscar Romero também se levantou em defesa da população oprimida e denunciou abertamente os crimes da ditadura militar.

Em 24 de março de 1980, ele foi assassinado enquanto estava no altar durante o serviço…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch24.html#1980_Oscar_Romero_in_Ciudad_Barrios

– VER AINDA:

11. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Itália, no final do séc.  X, a volta para Deus de Santo Aldemar. Inicialmente monge em Monte Cassino, foi mais tarde nomeado abade de São Lourenço de Cápua, fundando em seguida a Abadia de Santa Eufêmia de Bucchianico e diversos outros mosteiros, na região de Chieti que ele evangelizou (X).

12. São Simeão, martirizado pelos judeus em Trento. Ver sua história às páginas 244-257: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também “Simão de Trento (Trentocirca 1472 – Trento, 21 de Março de 1475) foi uma criança de dois anos e meio que viveu na cidade de Trento, cujo desaparecimento e assassínio foram atribuídos aos líderes da comunidade judaica da cidade… Apesar da maior parte dos historiadores acordarem na improbabilidade de Simão ter sido assassinado por Judeus, o livro “A páscoa de sangue” (Pasqua di Sangue) do historiador judeu Ariel Toaff relata vários casos semelhantes, tidos como “vingança” da comunidade judaica Ashkenazi por conta dos pogroms (perseguições) ocorridos na Europa contra a comunidade judaica. O livro foi fortemente criticado por dar crédito histórico a testemunhos obtidos sob tortura e foi retirado da circulação e reeditado pelo seu autor. [14][15]”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sim%C3%A3o_de_Trento

13. São Gabriel, Arcanjo. Ver páginas 258-266: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também “…Originalmente a Festa de São Gabriel Arcanjo foi, para o Rito Romano, marcada para a véspera da Anunciação de Nossa Senhora, ou seja, em 24 de março. Data esta ainda observada no Santoral antigo…”: https://institutohesed.org.br/sao-gabriel-arcanjo/

– VER 29 DE SETEMBRO:

Festa dos santos Mi­guel, Ga­briel e Ra­fael (também na Folhinha do Coração de Jesus), ar­canjos. No dia da de­di­cação da ba­sí­lica de São Mi­guel, an­ti­ga­mente edi­fi­cada na Via Sa­lária, a seis mi­lhas da ci­dade de Roma, ce­le­bram-se jun­ta­mente os três ar­canjos, cujas mis­sões sin­gu­lares são re­ve­ladas na Sa­grada Es­cri­tura e que, ser­vindo a Deus dia e noite e con­tem­plando o seu rosto, in­ces­san­te­mente O glorificam.

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, festa dos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael, honrados pela tradição bíblica como mensageiros de Deus junto aos homens. Entre eles, o Arcanjo São Miguel conheceu uma veneração especial, como protetor do povo eleito e adversário do mal. Segundo o Evangelho, o Arcanjo Gabriel – cujo nome significa “o que está diante de Deus” – coube anunciar à Virgem Maria que ela seria a mãe do Salvador. Também é ele que explica ao profeta Daniel como se dará a plena restauração, da volta do exílio à vinda do Messias, e que anuncia o nascimento do Precursor, João Batista, filho de Zacarias e Isabel. São Rafael Arcanjo, citado em um só livro das Escrituras, é o acompanhante do Tobias, e por isso sua função é a de guiar os que viajam. Foi ele que sugeriu ao seu jovem protegido o remédio para a cura da cegueira de seu pai; também é invocado como curador: seu nome, etimologicamente, significa “Deus cura”. (R).

– No VIDAS DOS SANTOS, São Miguel e os Anjos Bons. Ver páginas 126-132: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2017.pdf

– VER SÃO RAFAEL:  páginas 454-472: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver também:

– “… Gabriel (em hebraico גַּבְרִיאֵל, no hebraico moderno Gavriʼel, no hebraico tiberiano Gaḇrîʼēl; em latim Gabrielus; em grego Γαβριήλ, transl. Gabriēl; em árabe جبريل, trans. Jibrīl ou جبرائيل, transl. Jibrail; todos do aramaico Gabri-el, “homem forte de Deus”[1]) é, nas religiões abraâmicas, um anjo que serve como mensageiro de Deus. Aparece pela primeira vez numa menção no Livro de Daniel, na Bíblia hebraica. Em algumas tradições é tido como um dos arcanjos, noutras como anjo da morte…”:  https://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriel_(anjo)

– Ver “… O nome Gabriel significa “homem de Deus, Gabriella é a forma feminina de Gabriel, ou “Deus se mostrou poderoso.” Aparece primeiro nas profecias de Daniel no Antigo Testamento. O anjo anunciou a Daniel a profecia das setenta semanas. Seu nome também ocorre no livro apócrifo de Henoch. Ele foi o anjo que apareceu a Zacarias para anunciar o nascimento de São João Batista. Finalmente, ele anunciou a Maria que ela teria um Filho que seria concebido pelo Espírito Santo, Filho do Altíssimo e Salvador do mundo. O dia da festa é 29 de setembro. São Gabriel é o patrono dos trabalhadores da comunicação.
Gabriella é a forma feminina de Gabriel. Os anjos são espíritos sem corpos, que possuem inteligência superior, força gigantesca e santidade insuperável. Eles desfrutam de um relacionamento íntimo com Deus como Seus filhos adotivos especiais, contemplando, amando e louvando-O no céu. Alguns deles são frequentemente enviados como mensageiros aos homens do alto. O nome Gabriel significa “homem de Deus.”, ou “Deus mostrou-se poderoso.” Aparece primeiro nas profecias de Daniel no Antigo Testamento. O anjo anunciou a Daniel a profecia das setenta semanas. Seu nome também ocorre no livro apócrifo de Henoch. Ele foi o anjo que apareceu a Zacarias para anunciar o nascimento de São João Batista. Finalmente, ele anunciou a Maria que ela teria um Filho que seria concebido pelo Espírito Santo, Filho do Altíssimo e Salvador do mundo. O dia da festa é 29 de setembro. São Gabriel é o patrono dos trabalhadores da comunicação.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember29.html

– “… Miguel (em hebraico: מִיכָאֵל (Micha’el ou Mîkhā’ēl; em grego: Μιχαήλ, Mikhaḗl; em latim: Michael ou Míchaël; em árabe: ميخائيل, Mīkhā’īl) é um arcanjo nas doutrinas religiosas judaicascristãs e islâmicas. Os católicosanglicanosortodoxos e luteranos se referem a ele como Arcanjo Miguel ou simplesmente como Miguel. É sincretizado nas religiões afro-brasileiras com o orixá Exu.[7] Em Pernambuco, é sincretizado com o orixá Oxóssi.[8]…”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_(arcanjo)

– Ver “… São Miguel, o Arcanjo… No Monte Gargano, a comemoração do bendito arcanjo Miguel. Esta festa é guardada na memória do dia em que, sob a sua invocação, foi consagrada uma igreja, despretensiosa no seu exterior, mas dotada de virtude celestial. Patrono de merceeiros, marinheiros, paraquedistas, polícia e doenças.”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember29.html

– “… Rafael (do hebraico רָפָאֵל, transl. Rāp̄āʾēl, “Deus cura”; em árabe: رافائيل; transl. Rāfāʾīlamárico: ሩፋዔል, transl. Rāfāʾīl), também conhecido como São Rafael Arcanjo, é o nome de um arcanjo comum às religiões judaicacristã e islâmica, responsável por executar todos os tipos de cura (física, psíquica ou espiritual). Enviado por Deus para curar em Seu Nome, Rafael significa “Deus cura” em hebraico; a palavra correspondente a médico é Rophe.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rafael_(arcanjo)

– Ver “…Os memoriais de Gabriel (24 de março) e Rafael (24 de outubro) foram adicionados ao calendário romano em 1921. A revisão de 1970 do calendário juntou suas festas às de Miguel São Rafael {“Deus cura.”} É um dos sete Arcanjos. que estão diante do trono do Senhor. Ele foi enviado por Deus para ajudar Tobit, Tobias e Sara. Na época, Tobit era cego e a noiva de Tobias, Sara, sofreu com a morte de sete noivos na noite de seus casamentos. Raphael acompanhou Tobias até a mídia disfarçado de um homem chamado Azariah. Raphael o ajudou em suas dificuldades e o ensinou como se casar com Sarah com segurança. Tobias disse que Raphael fez com que ele tivesse sua esposa e que ele deu alegria aos pais de Sara por expulsar o espírito maligno dela.
Ele também deu a Rafael o crédito por seu pai ver a luz do céu e por receber todas as coisas boas por meio de sua intercessão.
Além de Raphael, Miguel e Gabriel são os únicos Arcanjos mencionados pelo nome na Bíblia. O nome de Rafael significa “Deus cura“. Essa identidade surgiu por causa da história bíblica que afirma que ele “curou” a terra quando ela foi contaminada pelos pecados dos anjos caídos no livro apócrifo de Enoque. Rafael também é identificado como o anjo que moveu as águas do tanque das ovelhas que curam. Ele também é o patrono dos cegos, dos encontros felizes, das enfermeiras, dos médicos e dos viajantes…”: https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DaySeptember29.html

14. Bem-Aventurado Guilherme de Norvich, menino mártir. Ver sua história às páginas 267-269: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

– Ver também “Guilherme de Norwich (Norwich1132? — Norwich, Março de 1144) foi um garoto inglês cuja morte teve a culpa atribuída à comunidade judaica da cidade de Norwich, no primeiro exemplo medieval de um libelo de sangue contra judeus.

Logo após sua morte foi considerado um mártir local. O seu culto foi mais tarde suprimido. [2]”: Guilherme de Norwich – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

15. Outras santas e Santos do dia 24 de março: págs. 244-272 (vol.5): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

Obs. Entra no Google chrome, mas não no edge.

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 24 de março, ver também: 24 de março – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 279-280: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch24.html#

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

* “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio, lembrado em 10 de fevereiro)

================

* “Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia, 14 de fevereiro).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar (Santo Agatão, lembrado em 21 de outubro)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio, lembrados em 21 de maio)

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

* “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES. Santo Abraão, rogue por nós! Amém!” (SANTO ABRAÃO, ERMITÃO, 27 DE OUTUBRO), conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* Dia 17 de janeiro: Santo Antão (ou Antônio). Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado, nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

* Sobre SANTO ANDRÉ CORSINI (04 de fevereiro): “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração”.

================

* “Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!(Albert Einstein, lembrado em 14 de março)

================

* “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas?
“Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.
“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa infelicidade seria indizível e sem limites.
“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.
“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor.

“Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.” (São Clemente-Maria Hofbauer, 15 de março)

================

* “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO… (SANTA LUÍSA DE MARILLAC, 15 DE MARÇO)”

================

* “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém!São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.  (São Nicolau de Flue – 21 de março)”

================

* A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo….”

(São Serapião de Thmuis 21 de março – conf. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_the_Scholastic_Bishop)

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor

e esposo da Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós, Maria depositou a sua confiança;

convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai também para nós

e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. 

Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano-de-sao-jose/ >)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.