Santas e Santos de 11 de abril

OBSERVAÇÃO

DESTAQUE DESTE 11 DE ABRIL, além de NOSSA SENHORA DOS PRAZERES, SANTO ESTANISLAU (nº1), SANTA GEMA GALGÁNI (nº 11) e SÃO BARSANÚFIO (Nº5): As instruções de Santos Barsanuphius e João foram preservadas na forma de perguntas e respostas feitas por indivíduos de vários chamados – arcebispos, padres e leigos. Ver: https://ortodoxia.pt/data/Barsanufio-Joao-Gaza-Correspondencia.pdf

===============================

11 DE ABRIL: NOSSA SENHORA DOS PRAZERES (Também em 27 de agosto) ou NOSSA SENHORA DAS SETE ALEGRIAS (28 DE ABRIL ou 11 DE ABRIL, ou SEGUNDA-FEIRA, APÓS O 2º DOMINGO DE PÁSCOA). Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_dos_Prazeres#cite_note-3 e: https://www.facebook.com/Comiss%C3%A3o-de-Festa-Nossa-Senhora-dos-Prazeres-2020-Carvalhal-562570733920893/

* NOSSA SENHORA DAS ALEGRIAS OU NOSSA SENHORA DOS PRAZERES. Ver: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-dos-prazeres/42/102/

– Ver também “Comemorada no dia 11 de abril, a santa também é conhecida como Nossa Senhora das Sete Alegrias, para mostrar que esse sentimento jamais deve faltar.”: https://joaobidu.com.br/nossa-senhora-dos-prazeres-oracao/

– Ver ainda “Comemorada em 11 de abril”: https://pt.zenit.org/articles/nossa-senhora-dos-prazeres-ou-das-alegrias/

* No DIRETÓRIO DE LITURGIA da CNBB de 2020 “…dia 27 (de agosto), na Catedral de Maceió – NOSSA SENHORA DOS PRAZERES, Titular, SOLENIDADE.”.  Conforme o Martirológio Romano-Monástico, Solenidade de NOSSA SENHORA DOS PRAZERES, titular da Catedral de Maceió, Alagoas. Ver “Padroeira de Maceió – conheça a história de Nossa Senhora dos Prazeres”: https://novoextra.com.br/noticias/alagoas/2018/08/38950-conheca-a-historia-de-nossa-senhora-dos-prazeres

– 11 DE ABRIL, NOSSA SENHORA DOS PRAZERES ou NOSSA SENHORA DAS SETE ALEGRIAS (28 DE ABRIL ou 11 DE ABRIL, ou SEGUNDA-FEIRA, APÓS O 2º DOMINGO DE PÁSCOA). Ver:https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_dos_Prazeres#cite_note-3

– e: https://www.facebook.com/Comiss%C3%A3o-de-Festa-Nossa-Senhora-dos-Prazeres-2020-Carvalhal-562570733920893/

– Ver também: https://www.google.com/search?q=Nossa+Senhora+dos+Prazeres+de+Macei%C3%B3&oq=Nossa+Senhora+dos+Prazeres+de+Macei%C3%B3&aqs=chrome..69i57j0l5.13793j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

– Ver ainda, Os sete prazeres ou alegrias de Nossa Senhora

Nossa Senhora dos Prazeres é também conhecida como NOSSA SENHORA DAS SETE ALEGRIAS.  Os franciscanos foram os responsáveis por espalhar esta devoção mariana. Isto se deve ao fato de que as sete alegrias de Nossa Senhora foram descritas por um franciscano. Vamos conhecê-las:

Primeira alegria: a Anunciação

Foi quando o Anjo Gabriel anunciou à Virgem que ela conceberia e daria à luz o Filho de Deus. (Lc 1, 31)

Segunda alegria: a saudação de Isabel

Quando Maria visita Isabel e esta a saúda dizendo: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” (Lc 1, 42)

Terceira alegria: o Nascimento de Jesus

Jesus nasce numa manjedoura e é visitado pelos pastores. (Lc 2, 1-20)

Quarta alegria: a visitação dos Reis Magos

A ciência e o poder terreno se curvam diante do Rei dos Reis. (Mt 2, 1-12)

Quinta alegria: o encontro com Jesus no Templo aos 12 anos

Após uma busca angustiante, Maria e José encontram com Jesus no Templo conversando com os doutores da Lei. (Lc 2, 41-52)

Sexta alegria: a aparição de Jesus Ressuscitado

Todos os Evangelhos relatam as aparições de Jesus logo após sua morte e ressurreição.

Sétima alegria: a coroação de Maria no céu

É o quinto Mistério Glorioso, quando, após ser assunta ao céu, Maria é coroada como Rainha do Céu e da Terra.

Oração a Nossa Senhora dos Prazeres

“Nossa Senhora dos Prazeres, nossa Mãe querida, lembrando-me de vossas grandes alegrias: a Anunciação do Senhor, a visita à vossa prima Santa Isabel, o Nascimento do Menino Deus, a adoração dos Magos ao vosso Divino Filho, o encontro de Jesus no templo, a Ressurreição de Cristo e a vossa gloriosa Assunção, queremos pedir a vossa intercessão por nós e pelas nossas famílias junto a Deus. Que Ele nos livre das doenças e dos perigos, do desemprego e da desunião. Nossa Senhora dos Prazeres, ajudai-nos a sermos bons seguidores do vosso adorado Filho, lendo e refletindo a Bíblia Sagrada, alimentando-nos de Jesus na Eucaristia e participando ativamente de nossa comunidade. Queremos viver o mandamento do amor para com todos e caminhar em nossa vida dentro da justiça, colaborando para a construção da paz e da fraternidade. Amém!”:  https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-dos-prazeres/42/102/#c

– Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_dos_Prazeres

– Ver ainda: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_dos_Prazeres

================

1. Me­mória de Santo Es­ta­nislau (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo e mártir, que, no meio das in­jus­tiças do seu tempo, foi um de­fensor in­can­sável dos va­lores hu­manos e do ideal cristão. Como bom pastor, di­rigiu a Igreja de Cra­cóvia, na Po­lónia, ajudou os po­bres e vi­sitou todos os anos os seus clé­rigos. Fi­nal­mente, en­quanto ce­le­brava os di­vinos mis­té­rios, foi morto pelo rei Bo­leslau, cuja má con­duta tinha repreendido. († 1079). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 1099, o nascimento no céu de Santo Estanislau. Eleito para a Sé metropolitana de Cracóvia, não hesitou em excomungar o rei da Polônia, cuja vida dissoluta causava escândalo, mas pagou com a vida por sua retidão e sua coragem. Esta morte gloriosa provocou mais tarde a conversão do rei, e valeu ao santo ser honrado como um dos padroeiros da Polônia. (R).

– Conforme a Folhinha do Coração de Jesus de 10 de abril de 2013: “11/04: SANTO ESTANISLAU. É padroeiro da Polônia. Estanislau nasceu por volta de 1030. Depois de ser ordenado sacerdote foi nomeado cônego da catedral de Cracóvia. Em 1072 sucedeu o bispo Lamberto. Intrépido defensor da liberdade da Igreja e da dignidade do ser humano, dos pequenos e dos pobres frente ao cruel e devasso rei Boleslau II. Excomungou publicamente o soberano. Mas como ele continuava a frequentar a catedral e para evitar o encontro com Boleslau, passou a celebrar a missa na igreja de São Miguel. Foi nessa igreja que o rei, com sua própria espada, pôs fim à vida do bispo em 1709, assemelhando assim sua vida com a de João Batista em seu confronto com um rei devasso. O seu martírio em defesa dos pequenos e pobres até hoje nos inspira a assumirmos a causa da fé, da justiça e da vivência do Evangelho. Frei Marcos Antônio de Andrade, OFM – Petrópolis/RJ”. Ver páginas 155-161: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

– Ver também “Estanislau de Szczepanów (SzczepanówCracóviaPolônia26 de julho de 1030 – Cracóvia, 8 de maio de 1079) era bispo de Cracóviasanto e mártir da Igreja Católica.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Estanislau_de_Szczepan%C3%B3w

– Ver também “…1079 Santo Estanislau ordenado em Szczepanow perto de Cracóvia conhecido por pregar procurado conselheiro espiritual martirizado pelo cruel reiStanislaus nasceu de pais nobres em 26 de julho em Szczepanow, perto de Cracóvia, Polônia. Ele foi educado em Gnesen e foi ordenado lá. Ele recebeu um canonismo do bispo Lampert Zula de Cracóvia, que o fez seu pregador, e logo ele se tornou conhecido por sua pregação. Ele se tornou um conselheiro espiritual muito procurado. Ele foi bem-sucedido em seus esforços de reforma e, em 1072, foi nomeado bispo de Cracóvia. Ele incorreu na inimizade do rei Boleslau, o Temerário, quando denunciou as crueldades e injustiças do rei e especialmente o sequestro da bela esposa de um nobre. Quando Estanislau excomungou o rei e interrompeu os serviços na Catedral quando Boleslau entrou, o próprio Boleslau matou Estanislau enquanto o bispo estava rezando missa em uma capela fora da cidade em 11 de abril.

Stanislaus tem sido o símbolo da nacionalidade polonesa. Foi canonizado pelo Papa Inocêncio IV em 1253 e é o principal patrono de Cracóvia.

Stanislaus Szczepanowsky BM (RM) (também conhecido como Estanislau de Cracóvia) Nascido em Szczepanow, Polônia, em 26 de julho de 1030; morreu em Cracóvia, Polônia, em 11 de abril de 1079; canonizado pelo Papa Inocêncio IV em 1253; dia de festa anteriormente em 7 de maio.

Estanislau nasceu de pais nobres que não tinham filhos e oraram por um filho. Eles o criaram religiosamente, encorajando-o em sua devoção a Deus. Ele foi educado em Gnesen e Paris, e foi ordenado sacerdote pelo bispo Lampert Zula de Cracóvia. Ele recebeu um cônego na catedral e mais tarde foi nomeado pregador e arquidiácono pelo bispo.

Sua pregação expressiva e bom exemplo trouxeram um reavivamento espiritual entre sua congregação, e ele foi procurado por clérigos e leigos por seu conselho espiritual. Ele foi generoso com os pobres e foi bem-sucedido em realizar reformas religiosas. O bispo queria ceder seu cargo a Estanislau, mas Estanislau o convenceu a não fazê-lo. Quando o bispo morreu, no entanto, Estanislau foi escolhido para sucedê-lo; depois que o Papa Alexandre II endossou a escolha, ele foi consagrado em 1072. Ele era um pregador incansável, zeloso reformador e generoso benfeitor dos pobres.

Naquela época, a Polônia era governada por Boleslau II – “Rei Boleslav, o Cruel” – cujas virtudes foram eclipsadas por sua luxúria desenfreada e crueldade selvagem. A história comumente contada é que Estanislau castigou o rei Boleslau por seu comportamento privado desordenado. A princípio o rei fez o que muitos de nós fazemos – ele tentou justificar suas ações, mas o santo pressionou o governante até que ele foi temporariamente levado ao arrependimento. Mas suas boas intenções não duraram muito e ele mandou sequestrar a bela esposa de um de seus nobres e levá-la para seu palácio. Estanislau foi o único, do clero ou nobreza ofendida, corajoso o suficiente para enfrentar Boleslau, a quem ele repreendeu por sua ação. Descobrindo que isso era em vão, ele excomungou o rei, e o rei fingiu indiferença.

Quando Boleslau entrou na catedral de Cracóvia, Stanislaus interrompeu os serviços. Enfurecido, Boleslau o seguiu até a capela de São Miguel fora da cidade e ordenou que seus guardas o matassem. Os homens voltaram e disseram que não podiam matá-lo porque ele estava cercado por uma luz divina. Repreendendo seus homens por sua covardia, o próprio rei entrou na capela e matou Estanislau enquanto ele celebrava a missa. Os guardas cortaram o corpo e o espalharam para ser comido por animais selvagens. Três dias depois, seus restos mortais foram recolhidos pelos cânones da catedral e enterrados na porta da capela.

É provável que o assassinato tenha sido motivado por política – alguns historiadores sustentam que Estanislau estava conspirando para destronar Boleslau – mas as evidências disponíveis são interpretadas de várias maneiras pelos historiadores. A ação de Boleslaus, no entanto, acelerou sua queda do poder. O Papa São Gregório VII colocou a Polônia sob interdito e Boleslau fugiu do país, morrendo como fugitivo na Hungria (Attwater, Beneditinos, Delaney, Farmer, Walsh, White).

Stanislaus, o símbolo da nacionalidade polonesa, é o santo padroeiro da Polônia e Cracóvia. Ele é retratado na arte sendo cortado em pedaços ao pé de um altar (Roeder, White). Ele é invocado por soldados em batalha (Roeder), e é o patrono da Polônia. Seu culto se estende também à Lituânia, Bielo-Rússia e Ucrânia (Agricultor)…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayApril11.html#1079_St._Stanislaus_ordained_at

2.   Em Pér­gamo, na pro­víncia da Ásia, na ac­tual Tur­quia, a co­me­mo­ração de Santo An­tipas, que, como tes­te­munha fiel de que fala São João no Apo­ca­lipse, so­freu o mar­tírio pelo nome de Jesus. Ver páginas 255-256 (Ap 2,12-13): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver também “Antipas de Pérgamo (m. 68) foi bispo de Pérgamo, discípulo do apóstolo São João Evangelista e hieromártir do cristianismo durante o reinado de Nero (r. 54-68). Neste tempo, devido a perseguição aos cristãos, todos aqueles que se opunham a oferecer sacrifícios aos deuses viviam sob ameaça de exílio ou execução por ordem do imperador.”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Antipas_de_P%C3%A9rgamo

3.   Co­me­mo­ração de São Fi­lipe, bispo de Gor­tina, na ilha de Creta, que, no tempo dos im­pe­ra­dores Marco An­to­nino Vero e Lúcio Au­rélio Có­modo, de­fendeu ener­gi­ca­mente a Igreja que lhe foi con­fiada, tanto do furor dos pa­gãos como das in­sí­dias dos hereges. († c. 180).

Conforme o Martirológio Romano-Monástico, São Felipe, bispo, lutou contra a heresia de Marcião, escrevendo um tratado muito apreciado pelos antigos (M).

4.   Em Spá­lato, na Dal­mácia, hoje Split, na Croácia, São Do­nião, bispo e mártir, que, se­gundo a tra­dição, foi as­sas­si­nado na per­se­guição do im­pe­rador Diocleciano. († 299)

5.   Junto de Gaza, na Pa­les­tina, São Bar­sa­núfio, ana­co­reta, na­tural do Egipto, in­signe pelos seus dons ex­tra­or­di­ná­rios de con­tem­plação e pela in­te­gri­dade da sua vida. († 540).

Ver também: São Barsanófio, confessor. “…Certa vez, um monge, muito doente, julgando-se perto, muito perto da morte, implorou a Barsanófio o perdão dos pecados.

Respondeu-lhe o santo: “Não te aflijas, irmão, porque a morte, sem o pecado, não é a morte, ê a passagem da aflição ao repouso, a passagem das trevas à luz inefável e à vida eterna. Eis que o grande rei, Deus, disse: “Todos os teus pecados serão perdoados, sobretudo pelos rogos e súplicas aos santos e por tua fé”. Que Êle te dê paciência até o fim.

Um outro dizia-lhe: “Perdoa-me, senhor abba, pelo Senhor. Tua santidade me diz: “Teus pecados te são perdoados”, mais eis que abba Isaias disse que não serão perdoados, falando dos seus deleites. Ora, eu sinto êsse deleite. Pelo Senhor, explique-me isso”.

Resposta: “Irmão, eu te disse que teus pecados passados te estavam perdoados, mas não que tôda a luta havia cessado, porque a vida do homem nada mais é do que um combate. Se não cometeste pecado, o diabo sugeriu-te o prazer, e como não o cometeste, sugere-te igualmente. Quanto ao que diz abba Isaías, deve entender-se do prazer do pecado e dos que com êle se deleitam. Uma coisa é lembrar-se da doçura do mel, e outra deleitar-se com a lembrança. Assim, se alguém, lembrando-se do prazer do pecado, com êle não se deleitar, mas procurar vencer e afastar o deleite, opondo-se, pois, a êle, a êsse os pecados anteriores serão perdoados…”,  às  páginas 264-266: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver ainda “Barsanúfio da Palestina (em italianoBarsanofio, Barsanofrio, Barsanorio), também conhecido como Barsanúfio de Gaza, foi um eremita do século VI. Nascido no Egito, ele viveu em reclusão absoluta por cinquenta anos e, em seguida, no mosteiro de São Seridão de Gaza, na Palestina. Ele escreveu muitas cartas e oitocentas delas sobreviveram. Ele se correspondeu majoritariamente com João, o Profetaabade do mosteiro em Merosala e professor de Doroteu de Gaza.

Ao final de sua vida, já muito idoso, ele foi até Jerusalém a convite do Patriarca visitar a cidade. Lá, ele convenceu o imperador bizantino Justiniano I a voltar a ter boas relações com a Igreja de Jerusalém.[1]”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Barsan%C3%BAfio_da_Palestina

– Ver “As instruções de Santos Barsanuphius e João foram preservadas na forma de perguntas e respostas feitas por indivíduos de vários chamados – arcebispos, padres e leigos.

São Barsanuphius instruiu Abba Seridus a registrar todas as suas respostas sem medo de cometer erros, pois o Espírito Santo o direcionaria a narrar tudo corretamente e em ordem sequencial.”: http://www.orthodoxphotos.com/readings/instructions/barsanuphius.shtml

– Ver também “BARSANÚFIO E JOÃO DE GAZA CORRESPONDÊNCIA AOS SOLITÁRIOS. cartas e respostas de dois anciãos espirituais que levam a vida solitária em um mosteiro sediado nas proximidades de gaza, dito do ABADE SERIDOS, transmitidas pelo superior, ou seja, pelo próprio abade que era ao mesmo tempo servidor destes ANCIÃOS CHAMADOS BARSANÚFIO E JOÃO,

ensinamentos úteis às almas que o santo BARSANÚFIO E JOÃO, seu discípulo e companheiro de ascese, dirigiram por escrito aos irmãos que os interrogaram, por intermédio do ABADE SERIDOS, que era seu servidor ao mesmo tempo que superior do mosteiro situado na região de gaza, onde estes anciãos levavam a vida solitária.”: https://ortodoxia.pt/data/Barsanufio-Joao-Gaza-Correspondencia.pdf

– Ver também “… 1576 São Barsanúfio de Tver capturado pelos tártaros da Crimeia. Depois de 3 anos, o pai de João o resgatou tornou-se um monge proficiente em virtude e piedade.

Nascido no ano de 1495, e era de Serpukhov. Ele foi nomeado João no batismo, e ele foi ensinado a ler e escrever. Ainda jovem, foi capturado pelos tártaros da Crimeia. Aceitando isso como a vontade do Senhor, ele se submeteu mansamente a seus senhores e cumpriu obedientemente o trabalho que lhe foi designado. Depois de três anos, o pai de John o resgatou. Ele então foi para Moscou e tornou-se monge no Mosteiro de Andronikov , onde recebeu o nome monástico de Barsanuphius. Dedicando-se à vida ascética, tornou-se proficiente em virtude e piedade.

Em 1544, foi nomeado igumen do Mosteiro de Pesnosha. Mais tarde, ele foi para Kazan e fundou um mosteiro dedicado à Transfiguração do Senhor.
Enquanto estava em Kazan, o arquimandrita Barsanuphius pôde ajudar St Gurias (5 de dezembro) a difundir o cristianismo entre os muçulmanos e pagãos. Seu conhecimento da língua tártara provou ser muito útil neste trabalho.

Em 1567, São Barsanuphius foi consagrado Bispo de Tver. Ele curou muitos doentes com seus conhecimentos de medicina, mas também curou os que sofriam de enfermidades da alma.

Quando o prazer de Deus atingiu a velhice, ele retornou a Kazan e ao Mosteiro da Transfiguração que ele fundou. Lá ele recebeu o Grande Esquema e morreu no mosteiro em 1576.

As relíquias sagradas dos Santos Gurias e Barsanuphius foram descobertas em 4 de outubro de 1596. Elas foram colocadas em santuários em uma capela lateral da igreja por ordem do Patriarca Job. Em 20 de junho de 1630, suas relíquias cheias de graça foram transferidas do Mosteiro da Transfiguração para a Catedral da Anunciação…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayApril11.html#1576_Saint_Barsanuphius_of_Tver_captured

6.   Em Spo­leto, na Úm­bria, re­gião da Itália, Santo Isaac (também na Folhinha do Coração de Jesus), monge, ori­gi­nário da Síria e fun­dador do mos­teiro de Mon­te­luco, cujas vir­tudes são men­ci­o­nadas por São Gre­gório Magno. († c. 550). Ver também páginas 267-270: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

7.   Na Ca­lá­bria, também re­gião da Itália, o Beato La­nuíno, com­pa­nheiro de São Bruno e seu su­cessor, que foi um egrégio in­tér­prete do es­pí­rito do fun­dador na ins­ti­tuição de mos­teiros da Ordem Cartusiana. († 1119)

8*.   Em Coimbra, ci­dade de Por­tugal, a Beata Sancha, virgem, filha do rei Sancho I, que fundou o mos­teiro de monjas cis­ter­ci­ense de Celas, onde tomou o há­bito re­li­gioso. A sua me­mória ce­lebra-se em Por­tugal, jun­ta­mente com as suas irmãs, as be­atas Ma­falda e Te­resa, no dia 20 de Junho. († 1229)

9*.   Em Cúneo, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Ân­gelo de Chiavasso (An­tónio Car­létti), pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, in­sígne pela sua dou­trina, pru­dência e caridade. († 1495)

10*.   Em Lon­dres, na In­gla­terra, o Beato Jorge Gervase, pres­bí­tero da Ordem de São Bento e mártir, aluno do Co­légio dos In­gleses de Douai, que, no tempo do rei­nado de Jaime I, apesar de ter sido preso duas vezes du­rante o exer­cício do mi­nis­tério pas­toral na sua pá­tria, pro­fessou sempre com ad­mi­rável cons­tância a fé ca­tó­lica até ao mar­tírio na forca. († 1608)

– Ver “… Camm dá um relato completo em Nine Martyr Monks (1931), com base nos Acts of the English Martyrs, de Pollen, cartas nos Arquivos de Westminster, vol. ix, os Registros do Condado de Middlesex, vol. ii, um relato italiano do julgamento e execução no cartório, uma carta do embaixador espanhol, Dom Pedro de Zuniga, na Biblioteca do Vaticano, e outras fontes. A biblioteca de último nome tem um relato manuscrito do mártir escrito do ponto de vista dos perseguidores: Camm dá uma tradução disso.

Nascido em Bosham, Sussex, Inglaterra; morreu em Tyburn, Inglaterra, em 1608; beatificado em 1929. Em sua juventude, George teve uma carreira de aventura com Francis Drake nas Índias Ocidentais. Mais tarde, ele foi educado para o sacerdócio e entrou para os beneditinos em Douai. Em 1603 George foi ordenado ao sacerdócio e enviado para a missão inglesa, onde foi condenado e morreu por seu sacerdócio (beneditinos)…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayApril11.html#1608_Blessed_George_Gervase_adventurous

11*.   Em Lucca, na Itália, Santa Gema Galgáni, virgem, que, in­signe pela con­tem­plação da Paixão do Se­nhor e pelos so­fri­mentos pa­ci­en­te­mente su­por­tados, aos vinte e cinco anos de idade con­sumou num Sá­bado Santo a sua vida angélica. († 1905).

– Em Lucca, na Toscana, no ano do Senhor de 1903, Santa Gema Galgani (também na Folhinha do Coração de Jesus), jovem cristã de vinte e um anos, que foi agraciada a cada sexta-feira, durante os últimos dezoito meses de sua vida, pelo aparecimento dos estigmas de Cristo. (X).

– Ver páginas 257-259: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver também “Gemma Maria Humberta Pia Galgani (Capannori12 de março de 1878 — Lucca11 de abril de 1903) foi uma religiosa e mística italiana, declarada santa pela Igreja Católica. Grande mística e uma das maiores e mais populares santas modernas da Igreja Católica… Gemma Galgani foi canonizada em 2 de maio de 1940 por Pio XII, que a chamou de “estrela” de seu pontificado. Durante sua vida, a santa costumava recitar as Três Ave-Marias em homenagem à Imaculada Conceição, colocando as mãos sob os joelhos.

O culto de Santa Gemma deu origem à Congregação Missionária das Irmãs de Santa Gemma, inserida na ordem Passionista…”: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Gemma_Galgani

– Ver também “… 1903 ST GEMMA GALGANI, VIRGEM
A curta vida desta santa, que nasceu em Camigliano, na Toscana, em 1878, e morreu em Lucca aos vinte e cinco anos, foi em certo sentido sem intercorrências. É uma história de piedade muito fervorosa, caridade e sofrimento contínuo. Esses sofrimentos foram causados ​​em parte por problemas de saúde, em parte pela pobreza em que sua família caiu, em parte pela zombaria daqueles que se ofendiam com suas práticas de devoção, êxtases e outros fenômenos, em parte pelo que ela acreditava ser as agressões físicas do Diabo. Mas ela teve o consolo da comunhão constante com nosso Senhor, que lhe falou como se estivesse corporalmente presente, e ela também recebeu com muita gentileza da família Giannini, que em seus últimos anos após a morte de seu pai a tratou quase como uma filha adotiva. filha.
A saúde precária de Gemma parece ter sido congênita; ela sofria de tuberculose da coluna vertebral com curvatura agravada. Os médicos desesperaram de qualquer remédio, mas ela foi curada (instantaneamente e, acreditava-se então, completamente) após uma aparição de São Gabriel-das-Dores, a quem ela era muito devota. Ela desejava ardentemente ser uma freira passionista, mas, apesar do milagre, ela nunca conseguiu obter aquele atestado médico de boa saúde que era muito sabiamente exigido antes da admissão no noviciado. Ela teve estigmas recorrentes periodicamente de junho de 1899 a fevereiro de 1901, bem como as marcas da flagelação de nosso Senhor em um momento posterior. Ela também foi em um período obcecada pelo Diabo, e nesses ataques ela até cuspiu no crucifixo e quebrou o rosário de seu confessor. Por outro lado, seu estado normal era de grande paz espiritual e amor. Durante seus muitos êxtases, ela costumava comungar com seus visitantes celestiais em voz baixa e doce, e os espectadores muitas vezes anotavam suas palavras por escrito. Depois de uma longa e dolorosa doença, Santa Gemma morreu muito pacificamente no Sábado Santo, 11 de abril de 1903.
Um grande culto popular, estimulado pelos relatos escritos sobre ela por seus diretores espirituais, seguiu-se logo após a morte de Santa Gemma GalganiEla foi beatificada em 1933 e canonizada em 1940. Sua causa encontrou considerável oposição devido à natureza extraordinária de algumas de suas experiências. É digno de nota que a Congregação dos Ritos, ao declarar que Gemma praticava as virtudes cristãs em grau heroico, absteve-se expressamente de emitir qualquer juízo sobre o caráter sobrenatural dos fenômenos registrados por ela. Este é um assunto, acrescentou a congregação, sobre o qual nenhuma decisão é tomada.

Para os leitores ingleses, as duas biografias mais completas e acessíveis, ambas traduções do italiano, são as do padre Germanus, ce. (1914) e Padre Amadeus, cp (1914). As edições italianas posteriores da primeira delas contêm uma quantidade considerável de matéria não encontrada na tradução. Para uma visão mais completa do espírito devocional de Gemma, veja Lettere ed Estasi della beata Gemma Galgani (1909), editado pelo Pe Germanus. Há outras vidas em inglês de Dom Leo Prosperpio (1941) e Pe. P. Coghlan (1949); O Retrato de Santa Gemma (1950) de Ir M. St Michael é feito de suas cartas e discurso relatado. O decreto de beatificação está na Acta Apostolicae Sedis, volume xxv ​​(1933), pp. 363-367 e veja também vol. xxiv (1932), pág 57. Cf. H. Thurston, Fenômenos Físicos do Misticismo (1952).

RECAPITULAÇÃO:

Gemma Galgani nasceu em 12 de março de 1878, em uma pequena cidade italiana perto de Lucca. Em uma idade muito jovem, Gemma desenvolveu um amor pela oração. Ela fez sua primeira comunhão em 17 de junho de 1887. Como aluna da escola das Irmãs de Santa Zita, Gemma era amada por seus professores e colegas. Apesar de quieta e reservada, ela sempre tinha um sorriso para todos. Apesar de ser uma boa aluna, ela teve que abandonar a escola devido a problemas crônicos de saúde antes de concluir o curso.

Ao longo de sua vida, Gemma seria favorecida com muitas experiências místicas e graças especiais. Estes foram muitas vezes incompreendidos por outros, causando ridículo.
Gemma sofreu essas mágoas em reparação, lembrando que o próprio Nosso Senhor havia sido incompreendido e ridicularizado.

Gemma tinha um amor imenso pelos pobres e os ajudava de todas as maneiras que podia

Após a morte de seu pai, Gemma, de dezenove anos, tornou-se mãe de seus sete irmãos e irmãs. Quando alguns tinham idade suficiente para compartilhar essa responsabilidade, ela viveu brevemente com uma tia casada. Neste momento, dois jovens lhe pediram casamento.

Gemma, no entanto, queria silêncio e aposentadoria, e mais do que nunca, ela desejava orar e falar apenas com Deus.

Gemma voltou para casa e quase imediatamente ficou muito doente com meningite. Ao longo dessa doença, seu único arrependimento foi o problema que causou aos parentes que cuidaram dela. Sentindo-se tentada pelo diabo, Gemma rezou pedindo ajuda ao Venerável Passionista Gabriel Possenti. (Gabriel foi mais tarde canonizado) Por sua intercessão, Gemma foi milagrosamente curada.

Gemma queria se tornar freira, mas sua saúde precária a impediu de ser aceita. Ela ofereceu essa decepção a Deus como sacrifício.
Gemma previu que os Passionistas estabeleceriam um mosteiro em Lucca; isso aconteceu dois anos após sua morte.
Hoje, os restos mortais de Gemma ainda são estimados no mosteiro Passionista em Lucca.

Em 8 de junho de 1899, Gemma recebeu um aviso interior de que alguma graça incomum seria concedida a ela. Ela tinha dores nas mãos, pés e coração e sangue vinha dos lugares onde ela tinha dor. Estas eram as marcas dos estigmas. Todas as quintas-feiras à noite, Gemma caía em êxtase e as marcas apareciam. Os estigmas permaneciam até sexta-feira à tarde ou sábado de manhã quando o sangramento parava, as feridas se fechavam e apenas marcas brancas permaneceriam no lugar dos cortes profundos. Os estigmas de Gemma continuariam a aparecer até os três últimos anos de sua vida, quando seu confessor a proibiu de aceitá-los.

Através de suas orações, esse fenômeno cessou, mas as marcas esbranquiçadas permaneceram em sua pele até sua morte.

Com a ajuda de seu confessor, Gemma foi morar com uma família chamada Giannini, onde teve mais liberdade do que em casa para sua vida espiritual. Ela teve muitos êxtases e suas palavras ditas durante esses arrebatamentos, foram registradas por seu confessor e um parente de sua família adotiva. No final de seus êxtases, ela voltou ao normal e continuou calma e serenamente sobre a vida familiar. 

Gemma muitas vezes via seu anjo da guarda, com quem ela estava em termos familiares.

Ela muitas vezes enviava seu anjo da guarda em recados, geralmente para entregar uma carta ou mensagem oral ao seu confessor em Roma.

Durante as investigações apostólicas sobre sua vida, todas as testemunhas testemunharam que não havia astúcia nos modos de Gemma. A maioria de suas severas penitências e sacrifícios foram escondidos da maioria que a conhecia.

Em janeiro de 1903, Gemma foi diagnosticada com tuberculose. Ela morreu tranquilamente na companhia do pároco, em 11 de abril aos vinte e cinco anos. Ele disse: “Ela morreu com um sorriso que permaneceu em seus lábios, de modo que eu não consegui me convencer de que ela estava realmente morta“. Ela foi beatificada em 1933 e canonizada em 2 de maio de 1940, apenas trinta e sete anos após sua morte.
RESUMO:

Gemam Galgani V (RM) Nasceu em Borgo Nuovo di Camigliano perto de Lucca, Toscana, Itália, 1878; morreu em 11 de abril de 1903; beatificado em 1933; canonizado em 1940.

Gemma era filha de um pobre farmacêutico. Sua mãe morreu quando ela tinha sete anos, e desde então sua vida foi de provações domésticas e grandes dores físicas e espirituais. Por tudo isso, no entanto, ela permaneceu em paz e foi objeto de fenômenos sobrenaturais extraordinários – visões, êxtases, revelações, conhecimento sobrenatural, conversas visíveis com seu anjo da guarda, profecias, milagres, estigmas periódicos recorrentes e ataques diabólicos.

Quando ela tinha 18 anos, seu pai morreu e Gemma se juntou à família de Matteo Giannini em Lucca como empregada doméstica. Ela desejava ingressar na congregação Passionista da qual seu diretor espiritual era membro, mas foi impedida por suas fragilidades físicas, que incluíam uma condição da coluna (tuberculose). Mais tarde, Gemma acreditou ter sido curada da tuberculose pela intercessão de São Gabriel Possenti, que havia morrido de tuberculose.

Ela era de uma disposição religiosa notavelmente fervorosa. Entre 1899 e 1901, ela foi submetida a vários fenômenos sobrenaturais, que foram cuidadosamente investigados por seu confessor, padre Germano. Por mais de 18 meses ela sofreu os estigmas da Crucificação de Cristo e as marcas de Sua flagelação enquanto orava. Ela experimentou visões de Cristo, a Santíssima Virgem e seu anjo da guarda. Quando ela falava em êxtase, o som de sua voz mudava e os ouvintes gravavam suas palavras.

Outras vezes, porém, ela parecia estar possessa e praticava atos como cuspir em um crucifixo e quebrar um rosário. Ao longo de sua vida, ela suportou pacientemente seus sofrimentos espirituais e físicos – que incluíam o desprezo de parentes e moradores incrédulos – e praticou severas austeridades.

Ela morreu prematuramente no Sábado Santo e logo depois um culto popular se desenvolveu. Sua popularidade aumentou em 1943, quando foi publicada sua correspondência com seu diretor espiritual. Ela foi canonizada, apesar de muita oposição por causa de alguns fenômenos ligados a ela, baseados não na natureza fenomenal de suas experiências religiosas, mas na santidade de sua vida (Attwater, Benedictines, Delaney, Encyclopedia, White)…”: http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayApril11.html#1903_St._Gemma_Galgani_stigmata_many

12*.   Também em Lucca, na Itália, a Beata He­lena Guerra, virgem, que fundou a Con­gre­gação das Oblatas do Es­pí­rito Santo para a for­mação da ju­ven­tude fe­mi­nina e ins­truiu ad­mi­ra­vel­mente os fiéis sobre a co­o­pe­ração do Es­pí­rito Santo na eco­nomia da salvação. († 1914).

Ver páginas 257-259: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

13*.   No campo de con­cen­tração de Aus­chwitz, pró­ximo de Cra­cóvia, na Po­lónia, o Beato Sim­pro­niano Ducki, re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos e mártir, que, du­rante a guerra, preso por causa da sua fi­de­li­dade a Cristo, con­sumou através das tor­turas o seu martírio. († 1942)

14. São Guthlac, confessor. Ver páginas 260-263: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%206.pdf

– Ver “Guthlac era filho de Penwalh ou Penwald, um nobre do reino inglês da Mércia, e sua esposa Tette. Sua irmã também é venerada como Santa Pega. Quando jovem, ele lutou no exército do rei Etelredo da Mércia e, posteriormente, tornou-se monge no Mosteiro de Repton em Derbyshire aos 24 anos, como abade. Dois anos depois, ele tentou viver a vida de eremita e se mudou para a ilha de Croyland, agora chamada Crowland no dia de São Bartolomeu, em 699. Seu primeiro biógrafo Felix afirma que Gustavo podia entender as loquelas estrimulantes (“discurso sibilante”) os demônios de língua britânica que assombravam ali, apenas porque Gustavo havia passado algum tempo no exílio entre os britânicos celtasGustavo de Crowland, mais conhecido como São Gustavo de Crowland (Mércia673 — Crowland3 de Abril de 714), foi um monge beneditino da Inglaterra e príncipe da tribo bárbara dos Guthlacingas. Ele é particularmente venerado no condado inglês de Lincolnshire.”: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gustavo_de_Croyland

– Ver ainda “11 de abril – São Gustavo (também conhecido como Gustav, Gustaff e Guthlac)”: https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-sao-gustavo/462/102/

15. Outras Santas e Santos do dia 11 de abril: págs. 243-271 (vol.6): VIDAS DOS SANTOS – 6.pdf (obrascatolicas.com)

Obs. Às vezes entra com o Edge, mas mais com  Google chrome,.

Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XXI – Editora das Américas – 10 de julho de 1959

 * “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores, Virgens, Santas e Santos”.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex., ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre 11 de abril, ver também: 11 de abril – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Todas da internet, foram consultadas no dia de hoje)

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia –Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – PÁGINAS 318-320: Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%2 0-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.
  7. https://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayApril11.html

(este site mostra os santos do dia, em inglês. Tradução Google)

DIVERSOS (OBSERVAÇÕES, CITAÇÕES E ORAÇÕES)

* SENHOR, NOSSO DEUS E PAI AMADO, OBRIGADO POR TUDO O QUE O SENHOR NOS TEM DADO E PERMITIDO VIVER!

QUERIDA MÃE VIRGEM MARIA, SOCORRA-NOS, PROTEJA-NOS!

SÃO JOSÉ, SANTAS/OS E ANJOS, INTERCEDAM POR NÓS! OBRIGADO! AMÉM!

================

* PAI AMADO, DÊ-NOS ESPÍRITO DE ORAÇÃO, VIGILÂNCIA, RENÚNCIA, PENITÊNCIA! DÊ-NOS ARDOR MISSIONÁRIO PARA E PELO E PARA O SENHOR! TIRE-NOS O TORPOR E A TIBIEZA! DÊ-NOS, AMADO PAI, CORAGEM DE LUTAR COM ENTUSIASMO E FORÇA DE VONTADE, MESMO EM SITUAÇÕES SEDUTORAS, DIFÍCEIS E ESPINHOSAS, PARA ALCANÇAR AQUELA PERFEIÇÃO CRISTÃ DE BONS COSTUMES E SANTIDADE POR MEIO DA ORAÇÃO, ESFORÇO E TRABALHO. DÊ-NOS A DOCILIDADE DAS OVELHAS! SOBRETUDO, DÊ-NOS A GRAÇA! PEDIMOS EM NOME DE JESUS, NA UNIDADE DO DIVINO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* MUITO MAIS PODE SER ACRESCENTADO A ESSA LISTA DE SANTAS, SANTOS E MÁRTIRES. ACEITAMOS SUGESTÕES. CONTATE-NOS, POR GENTILEZA, ESCREVA-NOS:

barpuri@uol.com.br

================

* SANTAS E SANTOS DE DEUS, INTERCEDAM POR NÓS! AMÉM!

================

  * “O maior jejum é a abstinência do vício” (Santo Agostinho)

================

Senhor, não permita que eu entristeça o Divino Espírito Santo que o Senhor derramou sobre mim na Confirmação. Divino Espírito Santo me inspire, me guie para que eu só lhe dê alegria! Peço-lhe, Senhor, Pai amado, por Jesus Cristo, na unidade do Divino Espírito Santo! Amém!” (baseado na Coleta Salmódica após o Cântico Ez 36,24-28 do sábado depois das cinzas de 2021)

================

* Jesus me diz: “Filho (filha), eu estou com você!”

================

* “Os santos são uma “nuvem de testemunhas sobre a nossa cabeça”, mostrando-nos que a vida de perfeição cristã é possível”.

================

* 07 de janeiro ou 09 de abril – Beata Lindalva Justo de Oliveira:

Toda santidade passa pelo crisol (lugar ou circunstância apropriada a evidenciar as melhores qualidades de algo ou alguém) do sofrimento” (referente à Beata Lindalva de Oliveira, conforme http://www.santosdobrasil.org.br/?system=news&eid=294)

================

* 17 de janeiro: Santo Antão, ou Antônio

Oração: “Santo Antônio, você falou da importância de perseverar em nossa fé e nossa prática. Ajude-nos a acordar a cada dia com um novo zelo pela vida cristã e um desejo de enfrentar o próximo desafio em vez de apenas ficar parado. Amém!”

================

* 19 de janeiro, São Macário. “… A oração não requer muitas palavras. sobre você, você só precisa dizer: “SENHOR, TEM MISERICÓRDIA!” O Senhor sabe o que é útil para nós e nos concede misericórdia.”… Se você deseja ser salvo, seja como um morto. Não fique com raiva quando insultado (ou provocado), nem orgulhoso quando elogiado.” E ainda: “Se a calúnia (e a provocação) é como o louvor para você, a pobreza como a riqueza, a insuficiência como a abundância, então você não perecerá.“…

================

* 04 de fevereiro, SANTO ANDRÉ CORSINI: “Ele trabalhou arduamente para subjugar suas paixões por meio de humilhações extremas, obediência até mesmo à última pessoa na casa, pelo silêncio e oração (HUMILHAR-SE, OBEDECER, SILENCIAR, REZAR)”.

================

* 10 de fevereiro, SÃO JOSÉ SÁNCHEZ DEL RIO “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!” (últimas palavras do jovem mártir São José Sánchez del Rio)

================

* 14 de fevereiro, SÃO JOÃO BATISTA DA CONCEIÇÃO GARCIA Ó meu Deus, sabeis que fiz tudo quanto me foi dado fazer.” (últimas palavras de São João Batista da Conceição Garcia).

Que essas palavras sejam também as nossas, quando o Pai amado nos chamar. Amém!

================

* 14 de março, Albert Einstein:Deus Todo-Poderoso não joga dadosDiante de Deus somos todos igualmente sábios – igualmente tolos!

================

* 15 de março: São Clemente-Maria Hoffbauer: “Ó Meu Redentor, chegará aquele terrível momento em que restarão poucos cristãos inspirados pelo espírito de fé, aquele momento em que Sua indignação será provocada e Sua proteção será tirada de nós? Nossos vícios e nossas vidas más moveram irrevogavelmente Sua justiça a se vingar, talvez neste mesmo dia, de Seus filhos para não deixar que a luz da fé se apague nas almas?
“Lembre das antigas misericórdias, volta os olhos compassivos para a vinha plantada com a sua destra, regada pelas lágrimas dos Apóstolos, pelo sangue precioso de inúmeros mártires, e fecundada pelas orações de tantos confessores e virgens inocentes.
“Ó divino Mediador, olhe para aquelas almas zelosas que elevam seus corações ao Senhor e oram sem cessar pela manutenção desse seu dom mais precioso, a Verdadeira Fé. Mantenha-nos seguros na verdadeira fé católica e romana. Preserve-nos em sua santa fé, pois se formos ricos com este dom precioso, suportaremos com prazer todas as tristezas e nada poderá mudar nossa felicidade. Sem este grande tesouro da fé, nossa infelicidade seria indizível e sem limites.
“Ó Bom Jesus, Autor da nossa fé, conservai-a pura em nós; guardai-nos na barca de Pedro, fiel e obediente ao seu sucessor, e Vosso vigário aqui na terra, para que se mantenha a unidade da santa Igreja, a santidade promovida, a Santa Sé protegida em liberdade e a Igreja universal estendida em benefício das almas.
“Ó Jesus, Autor da nossa fé, humilha e converte os inimigos da Sua Igreja; conceda verdadeira paz e concórdia a todos os reis e príncipes cristãos e a todos os crentes; fortalece-nos e preserva-nos no Seu santo serviço até ao fim, para que vivamos com o Senhor e morramos no Senhor.

“Ó Jesus, Autor de nossa fé, deixe-nos viver pelo Senhor e morrer pelo Senhor. Amém.”

================

* 15 de março, SANTA LUÍSA DE MARILLAC “… SEDE DILIGENTES NO SERVIÇO AOS POBRES . . . AMEM OS POBRES, HONREM-NOS, MEUS FILHOS, COMO VOCÊS HONRARIAM O PRÓPRIO CRISTO”

================

* 21 de março, SÃO NICOLAU DE FLUE: “Salve, ó Mãe de toda pureza, virgem imaculada, Mãe de toda misericórdia e Mãe de nosso Salvador; venho rogar-lhe que interceda por um pobre pecador junto ao seu Divino Filho, para que me conceda Sua santa Graça. O inimigo implacavelmente me persegue e me ataca. Você uma vez esmagou a cabeça da serpente ao dar à luz nosso Salvador – ajude-me a superar suas artimanhas e enganos. Você é meu refúgio. Por que você me afastaria? …

Não, ó Virgem graciosa! Você virá em meu socorro e o inimigo será derrotado. Amém!São Nicolau relatou que nunca invocou Maria em vão e que sempre sentiu visivelmente os efeitos de sua proteção.”

================

* 21 de março, SÃO SERAPIÃO DE THMUIS A mente é purificada pelo conhecimento espiritual (ou pela santa meditação e oração), as paixões espirituais da alma pela caridade e os apetites irregulares pela abstinência e penitência… (regra resumida da perfeição cristã – que São Serapião repetia muitas vezes) … “Nossos corpos podem se tornar instrumentos do bem ou do mal, dependendo da disposição do coração; tanto os homens justos quanto os ímpios são frequentemente mudados para o outro tipo….”

(conf. http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayMarch21.html#370_St._Serapion_the_Scholastic_Bishop)

================

* 05 de abril, SÃO VICENTE FERRER “Faça o que fizer, não pense em si mesmo, mas em Deus…

Você deseja estudar a seu favor? Deixe a devoção acompanhar todos os seus estudos, e estude menos para se tornar um sábio do que para se tornar um santo.

 Consulte a Deus mais do que seus livros, e peça-Lhe, com humildade, que faça você entender o que lê.

O ESTUDO CANSA E ESGOTA A MENTE E O CORAÇÃO. VÁ DE VEZ EM QUANDO, PARA REFRESCÁ-LOS, AOS PÉS DE JESUS CRISTO SOB SUA CRUZ. REPOUSE ALI.

Alguns momentos de repouso em suas chagas sagradas dão novo vigor e novas luzes.

Aplique-se por orações curtas, mas fervorosas e jaculatórias.

Nunca comece ou termine seu estudo, sem ser pela oração.

A ciência é um dom do Pai das luzes“.

================

* 06 de abril: São Zeferino Agostini

Fundou a Pia União das Irmãs Devotas de Santa Ângela Merici…

Dizia a elas: “Não se assustem com o trabalho ou o sofrimento, nem com o fruto escasso de seu trabalho. Lembrem-se de que Deus recompensa não pelos resultados, mas pelo esforço.” (L’Observattore Romano). 

Ele sabia que sua primeira prioridade era desenvolver seu relacionamento com Deus por meio da oração pessoal, porque Deus era a fonte de sua alegria e poder para fazer o bem…

================

* 21 de maio, PADRE MANOEL E COROINHA ADÍLIO “…santo é aquele que está de tal modo fascinado pela beleza de Deus e pela sua perfeita verdade que é por elas progressivamente transformado…” (Homilia de Beatificação de Padre Manoel e o Coroinha Adílio)

================

* 31 de maio, São NICOLAS BARRÉ, citações:

  • ACONTEÇA O QUE ACONTECER, ESTEJA SEMPRE EM PAZ E CONFIE EM DEUS, ISSO SERÁ FEITO A VOCÊ DE ACORDO COM SUA FÉ, SUA ESPERANÇA E SUA CARIDADE E MUITO MAIS. » Carta 61 (OC p 538) – Máxima de conduta para as amantes número 21 obras completas p.128
  • “DEVEMOS NOS CONCENTRAR MAIS EM ESTABELECER O BEM AO INVÉS DE DESTRUIR O MAL. ESTABELECIDO O BEM, O MAL NÃO PODERÁ MAIS SUBSISTIR. » Máxima para a Direção das Almas 17 Obras Completas p.357
  • “QUANTO MAIS ESTAMOS UNIDOS A DEUS, MAIS RECEBEMOS FORÇA DE ESPÍRITO E INFLUÊNCIA, POIS ELE É SUA FONTE E OCEANO”. – Carta 27 (OC p 457)

================

* Dia 23 de junho: SÃO JOSÉ CAFASSO: “Meios de se preparar para uma boa morte: na primavera de 1860 Dom Cafasso previu que a morte o levaria durante o ano. Ele redigiu um testamento espiritual, ampliando os meios de preparação para uma boa morte que tantas vezes expôs aos retirantes de Santo Inácio, a saber, uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado…” Pai amado, dê-nos a graça de nos prepararmos bem para a morte vivendo uma vida piedosa e justa, o desapego do mundo e o amor a Cristo crucificado. Amém! http://www.lngplants.com/Saint_of_the_DayJune23.html

================

* 15 de setembro, SANTA CATARINA DE GÊNOVA “… a oração por um ente querido é, para o crente, uma forma de apagar qualquer distância, até mesmo a morte. Em oração, permanecemos na presença de Deus na companhia de alguém que amamos, mesmo que essa pessoa tenha morrido antes de nós

“Não devemos transformar o purgatório em um campo de concentração em chamas à beira do inferno – ou mesmo em um ‘inferno por um curto período de tempo’. É uma blasfêmia pensar nisso como um lugar onde um Deus mesquinho cobra a última libra – ou grama – de carne … Santa Catarina de Gênova (Festa dia 15 de setembro, mística do século 15), escreveu ‘fogo’ do purgatório é o amor de Deus ‘queimando’ a alma para que, por fim, a alma esteja totalmente em chamas. É a dor de querer ser feito totalmente digno de Alguém que é visto como infinitamente amável, a dor do desejo de união que agora está absolutamente assegurada, mas ainda não completamente experimentada

(Leonard Foley, OFM, Crendo em Jesus) …”:

================

* 21 de outubro, SANTO AGATÃO “… Não há nada mais difícil do que a oração, pois não há esforços que os demônios não façam para interromper este poderoso meio de os desanimar

================

*          27 de outubro SANTO ABRAÃO, ERMITÃO “… A PAIXÃO VIVE; APENAS ESTÁ REPRIMIDA… ESTÁ APENAS PRESA… AS PAIXÕES VIVEM, APENAS SÃO REPRIMIDAS PELOS SANTOS (COM A GRAÇA DE DEUS!) …”.  SANTAS E SANTOS, INTERCEDAM POR NÓS PARA QUE POSSAMOS REPRIMIR AS PAIXÕES. PAI AMADO, DÊ-NOS A GRAÇA DE REPRIMIR AS PAIXÕES. Santo Abraão, rogue por nós! Amém!”, conforme páginas 52-53: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2019.pdf

================

* ORAÇÃO DO ANO DE SÃO JOSÉ “PATRIS CORDE”

Salve, guardião do Redentor

e esposo da Virgem Maria!

A vós, Deus confiou o seu Filho;

em vós, Maria depositou a sua confiança;

convosco, Cristo tornou-Se homem.

Ó Bem-aventurado José, mostrai-vos pai também para nós

e guiai-nos no caminho da vida.

Alcançai-nos graça, misericórdia e coragem,

e defendei-nos de todo o mal. 

Amém!

(Conforme < https://radio.cancaonova.com/sao-jose-do-rio-preto/oracao-ano-de-sao-jose/ >)

================

* PAI, ABRACE-NOS!

JESUS, ACOLHA-NOS EM SEU CORAÇÃO!

DIVINO ESPÍRITO SANTO, NOS ENCHA E NOS UNA NO AMOR!

MÃEZINHA MARIA, CUIDE DE NÓS!

SÃO JOSÉ, SANTAS, SANTOS E ANJOS, ROGUEM POR NÓS!

POR CRISTO, NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

================

* Após Deus, o Pai amado, chamar minha amada esposa e companheira por 38 anos, 9 meses e oito dias, em 24.09.2017, descobri:

1. Posso comunicar com a minha Frô, pela ORAÇÃO;

2. Posso VER, ESCUTAR, SENTIR a FRÔ (transformada, sem dores, linda, maravilhosa) em meu ser;

3. Ela está vivendo nos braços de Deus (bondosos, vigorosos);

4. Um dia vamos estar juntos;

5. Quando Deus me chamar, quero levar coisas boas para o banquete celeste (amor a Deus e ao próximo).

Dê-nos essa Graça, Pai amado! Dê-nos A GRAÇA! AMÉM! Obrigado, Senhor, por tudo o que o Senhor nos tem dado e permitido viver!

================

“Senhor, eu tenho fé. Ajude-me a ter mais fé ainda!” (Mc 9,24)

================

* Ver o blog: https://vidademartiressantasesantos.blog/

MUITO OBRIGADO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.