Santas e Santos de 12 de maio

São Nereu e Santo Aquileu (ou Aquiles) már­tires, que, como narra o papa São Dâ­maso, se ti­nham alis­tado como sol­dados e, cons­tran­gidos pelo temor, se pre­pa­ravam para obe­decer às ím­pias or­dens do ma­gis­trado; mas, con­ver­tidos ao ver­da­deiro Deus, dei­taram fora os es­cudos, ar­ma­duras e dardos, aban­do­naram o acam­pa­mento e, con­fes­sando a fé de Cristo, go­zaram o seu triunfo. Neste dia foram se­pul­tados os seus corpos no ce­mi­tério de Do­mi­tila, junto à Via Ar­de­a­tina de Roma. († s. III f.)

São Pan­crácio, mártir, que, se­gundo a tra­dição, ainda ado­les­cente morreu por Cristo, também em Roma, a duas mi­lhas na Via Au­rélia. Sobre o seu se­pulcro, o papa São Sí­maco le­vantou uma cé­lebre ba­sí­lica, e o papa São Gre­gório Magno reuniu fre­quen­te­mente o povo nesse lugar, para que ali com­pre­en­desse o tes­te­munho do ver­da­deiro amor cristão. Co­me­mora-se neste dia o seu sepultamento. († s. IV in.)

– Ver págs. 301-302: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

Beata Joana de Portugal, virgem, filha do rei Afonso V, que, re­cu­sando re­pe­ti­da­mente as núp­cias, pre­feriu servir na Ordem dos Pre­ga­dores, tor­nando-se re­fúgio dos po­bres, dos ór­fãos e das viúvas e, de­pois de uma vida de ex­tra­or­di­nária pi­e­dade, morreu no mos­teiro do­mi­ni­cano de Aveiro, ci­dade de Portugal. († 1490)

– Ver págs. 299-300: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

4.   Em Axió­polis, na Mésia, hoje Cer­na­voda, na Ro­ménia, São Ci­rilo, que con­sumou o mar­tírio jun­ta­mente com seis companheiros. († c. s. III)

5.   Em Sa­la­mina, na ilha de Chipre, Santo Epi­fânio, bispo, que, do­tado de ex­ce­lente eru­dição e co­nhe­ci­mento da li­te­ra­tura sa­grada, foi também ad­mi­rável na san­ti­dade de vida, zelo pela fé ca­tó­lica, li­be­ra­li­dade para com os po­bres e dom de milagres. († 403) ]

– Ver págs. 291-296: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

6.   Em Agira, na Si­cília, re­gião da Itália, São Fi­lipe, pres­bí­tero, oriundo da Trácia. († s. V)

7.   Em Tré­veris, na Re­nânia, re­gião da Aus­trásia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Mo­do­aldo, bispo, que cons­truiu e fa­vo­receu igrejas e mos­teiros, ins­ti­tuiu vá­rias co­mu­ni­dades de vir­gens e foi se­pul­tado junto da sua irmã Severa. († c. 647)

8*.   No mos­teiro de Mar­chi­ennes, no ter­ri­tório de Cam­brai da Aus­trásia, ac­tu­al­mente na França, Santa Ric­trudes, aba­dessa, que, de­pois da morte vi­o­lenta do seu es­poso Ada­baldo, acon­se­lhada por Santo Amando tomou o sa­grado véu e com ad­mi­rável sa­be­doria di­rigiu as vir­gens sagradas. († c. 688)

– Ver págs. 297-298: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

9.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Ger­mano, bispo, in­signe pela sua vir­tude e sa­be­doria, que re­futou com grande fir­meza o edito pro­mul­gado pelo im­pe­rador Leão, o Isáu­rico, contra as sa­gradas imagens. († 733)

10.     Em Cas­tela, re­gião da Es­panha, no lugar pos­te­ri­or­mente de­sig­nado com o seu nome, São Do­mingos da Calçada, pres­bí­tero, que cons­truiu pontes e ca­mi­nhos para uso dos pe­re­grinos que se di­ri­giam a São Tiago de Com­pos­tela e pro­vi­den­ciou com grande pi­e­dade às suas ne­ces­si­dades nas celas e es­ta­la­gens por ele preparadas. († 1060/1109)

11*.   Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a Beata Imelda Lam­ber­tíni, virgem, que, re­ce­bida desde tenra idade entre as monjas da Ordem dos Pre­ga­dores, ainda muito jovem, de­pois de ter co­mun­gado com ex­tra­or­di­nária de­voção a Eu­ca­ristia, ime­di­a­ta­mente en­tregou o seu es­pí­rito a Deus. († 1333)

13. São Leopoldo Mandic, na Folhinha do Coração de Jesus

 14. Outros santos do dia 12 de maio: págs. 291-305 (vol.08): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 11 de maio

São Nereu e Santo Aquileu (ou Aquiles) már­tires, que, como narra o papa São Dâ­maso, se ti­nham alis­tado como sol­dados e, cons­tran­gidos pelo temor, se pre­pa­ravam para obe­decer às ím­pias or­dens do ma­gis­trado; mas, con­ver­tidos ao ver­da­deiro Deus, dei­taram fora os es­cudos, ar­ma­duras e dardos, aban­do­naram o acam­pa­mento e, con­fes­sando a fé de Cristo, go­zaram o seu triunfo. Neste dia foram se­pul­tados os seus corpos no ce­mi­tério de Do­mi­tila, junto à Via Ar­de­a­tina de Roma. († s. III f.)

São Pan­crácio, mártir, que, se­gundo a tra­dição, ainda ado­les­cente morreu por Cristo, também em Roma, a duas mi­lhas na Via Au­rélia. Sobre o seu se­pulcro, o papa São Sí­maco le­vantou uma cé­lebre ba­sí­lica, e o papa São Gre­gório Magno reuniu fre­quen­te­mente o povo nesse lugar, para que ali com­pre­en­desse o tes­te­munho do ver­da­deiro amor cristão. Co­me­mora-se neste dia o seu sepultamento. († s. IV in.)

– Ver págs. 301-302: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

Beata Joana de Portugal, virgem, filha do rei Afonso V, que, re­cu­sando re­pe­ti­da­mente as núp­cias, pre­feriu servir na Ordem dos Pre­ga­dores, tor­nando-se re­fúgio dos po­bres, dos ór­fãos e das viúvas e, de­pois de uma vida de ex­tra­or­di­nária pi­e­dade, morreu no mos­teiro do­mi­ni­cano de Aveiro, ci­dade de Portugal. († 1490)

– Ver págs. 299-300: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

4.   Em Axió­polis, na Mésia, hoje Cer­na­voda, na Ro­ménia, São Ci­rilo, que con­sumou o mar­tírio jun­ta­mente com seis companheiros. († c. s. III)

5.   Em Sa­la­mina, na ilha de Chipre, Santo Epi­fânio, bispo, que, do­tado de ex­ce­lente eru­dição e co­nhe­ci­mento da li­te­ra­tura sa­grada, foi também ad­mi­rável na san­ti­dade de vida, zelo pela fé ca­tó­lica, li­be­ra­li­dade para com os po­bres e dom de milagres. († 403) ]

– Ver págs. 291-296: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

6.   Em Agira, na Si­cília, re­gião da Itália, São Fi­lipe, pres­bí­tero, oriundo da Trácia. († s. V)

7.   Em Tré­veris, na Re­nânia, re­gião da Aus­trásia, ac­tu­al­mente na Ale­manha, São Mo­do­aldo, bispo, que cons­truiu e fa­vo­receu igrejas e mos­teiros, ins­ti­tuiu vá­rias co­mu­ni­dades de vir­gens e foi se­pul­tado junto da sua irmã Severa. († c. 647)

8*.   No mos­teiro de Mar­chi­ennes, no ter­ri­tório de Cam­brai da Aus­trásia, ac­tu­al­mente na França, Santa Ric­trudes, aba­dessa, que, de­pois da morte vi­o­lenta do seu es­poso Ada­baldo, acon­se­lhada por Santo Amando tomou o sa­grado véu e com ad­mi­rável sa­be­doria di­rigiu as vir­gens sagradas. († c. 688)

– Ver págs. 297-298: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

9.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Ger­mano, bispo, in­signe pela sua vir­tude e sa­be­doria, que re­futou com grande fir­meza o edito pro­mul­gado pelo im­pe­rador Leão, o Isáu­rico, contra as sa­gradas imagens. († 733)

10.     Em Cas­tela, re­gião da Es­panha, no lugar pos­te­ri­or­mente de­sig­nado com o seu nome, São Do­mingos da Calçada, pres­bí­tero, que cons­truiu pontes e ca­mi­nhos para uso dos pe­re­grinos que se di­ri­giam a São Tiago de Com­pos­tela e pro­vi­den­ciou com grande pi­e­dade às suas ne­ces­si­dades nas celas e es­ta­la­gens por ele preparadas. († 1060/1109)

11*.   Em Bo­lonha, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a Beata Imelda Lam­ber­tíni, virgem, que, re­ce­bida desde tenra idade entre as monjas da Ordem dos Pre­ga­dores, ainda muito jovem, de­pois de ter co­mun­gado com ex­tra­or­di­nária de­voção a Eu­ca­ristia, ime­di­a­ta­mente en­tregou o seu es­pí­rito a Deus. († 1333)

13. São Leopoldo Mandic, na Folhinha do Coração de Jesus

 14. Outros santos do dia 12 de maio: págs. 291-305 (vol.08): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos 11 de maio

1.   Na África Bi­za­cena, na ho­di­erna Tu­nísia, São Maiulo, mártir de Adru­meto, que foi con­de­nado às feras. († s. II f./III in.)

2.   Na Via Sa­lária, a vinte e duas mi­lhas de Roma, Santo An­timo, mártir. († s. III)

– No Martirológio Romano-Monástico, em Roma, durante a perseguição de Diocleciano, o Bem-Aventurado Antímio, presbítero, que foi atirado ao Tibre “depois de ter dado testemunho de Cristo”. Muitos de seus amigos e discípulos foram martirizados na mesma época (M).

3.   Em Bi­zâncio, ac­tu­al­mente Is­tambul, na Tur­quia, São Mócio, pres­bí­tero e mártir. († data inc. )

4.   Em Vi­enne, na Gália Li­o­nense, hoje na França, São Ma­merto, bispo, que, pe­rante a imi­nência de uma ca­la­mi­dade, ins­ti­tuiu nesta ci­dade o tríduo so­lene de la­dai­nhas ou ro­ga­ções antes da As­censão do Senhor. († c. 475)

5.   Em Va­rennes, no ter­ri­tório de Lan­gres, também na Gália, ac­tu­al­mente na França, São Gen­gulfo. († s. VIII)

– Conforme Martirológio Romano-Monástico, na Diocese de Langres, no séc. VIII, São Gengolfo, que suportou com grande paciência sua esposa infiel, e não sem haver-lhe dirigido as mais salutares advertências (M).

– No VIDA DOS SANTOS, São Gangulfo, ou Genguto, mártir. Ver páginas 269-271: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

6.   Em Sou­vigny, na Bor­gonha, hoje também na França, o pas­sa­mento de São Maiolo, abade de Cluny, que, firme na fé, forte na es­pe­rança, rico na ca­ri­dade, re­formou muitos mos­teiros na Gália e na Itália. († 994)

– Conforme o Martirológio Romano-Monástico, memória dos Santos Abades de Cluny Odo, Majolo, Odilon, Hugo e Pedro, o Venerável. A elevada autoridade moral de Cluny, que do séc. X ao XII estes abades colocaram a serviço da Igreja e da paz civil, explica-se pela irradiação de suas personalidades, pela estabilidade de seus mandatos, isenta de toda ingerência secular e por sua fidelidade ao “nada preferir à Obra de Deus”. Por decisão da Santa Sé, a Congregação de Solesmes foi oficialmente constituída herdeira de Cluny (B).

– No VIDA DOS SANTOS, São Mayeul, abade de Cluny. Ver páginas 258-268: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

7*.   No mos­teiro de L’Es­terp, no ter­ri­tório de Li­moges, também na ho­di­erna França, São Gualter, pres­bí­tero e có­nego re­gular, que, ins­truído desde a in­fância no ser­viço de Deus, res­plan­deceu pela man­sidão para com os ir­mãos e pela ca­ri­dade para com os pobres. († 1070)

São Galtério de Esterp. Ver páginas277-279: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

8*.   Em Ver­rú­chio, na Fla­mínia, ac­tu­al­mente na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, o Beato Gre­gório Célli, pres­bí­tero da Ordem dos Ere­mitas de Santo Agos­tinho, que, ex­pulso do mos­teiro pelos ir­mãos de re­li­gião, consta que morreu entre os Ir­mãos Me­nores do con­vento do monte Carnério. († 1343)

9*.   Em York, na In­gla­terra, os be­atos már­tires João Rochester e Jaime Walwort, pres­bí­teros e monges da Car­tuxa de Lon­dres, que, no rei­nado de Hen­rique VIII, por causa da sua per­se­ve­rança na fi­de­li­dade à Igreja, foram sus­pensos com ca­deias nas ameias da ci­dade até à morte. († 1537)

10.          Em Ná­poles, na Cam­pânia, re­gião da Itália, São Fran­cisco de Jerónimo, pres­bí­tero da Com­pa­nhia de Jesus, que se con­sa­grou du­rante muito tempo às mis­sões po­pu­lares e ao cui­dado pas­toral dos abandonados. († 1716)

– No Martirológio Romano-Monástico, em Nápoles, no ano da graça de 1716, São Francisco de Girólamo, sacerdote da Companhia de Jesus. Pregador renomado, estimulou o apostolado dos leigos e de várias obras sociais a serviço dos doentes e dos andarilhos (M).

– Ver páginas 280-287: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

11.   Em Cá­gliari, na Sar­denha, Santo Inácio de Láconi (também na Folhinha do Coração de Jesus) re­li­gioso da Ordem dos Ir­mãos Me­nores Ca­pu­chi­nhos, que pelas praças da ci­dade e es­ta­la­gens do porto, pedia in­can­sa­vel­mente es­molas para so­correr as mi­sé­rias dos pobres. († 1781)

12.   Em Saigão, na Co­chin­china, ac­tu­al­mente no Vi­etnam, São Ma­teus Lê Van Gam, mártir, que, por ter le­vado na sua barca para aquela re­gião os mis­si­o­ná­rios pro­ve­ni­entes da Eu­ropa, foi preso e, de­pois de passar um ano no cár­cere, por de­creto do im­pe­rador Thieu Tri foi degolado. († 1847)

13♦.        Em Roma, o Beato Ze­fe­rino Namuncurá, in­dí­gena arau­cano da Ar­gen­tina, as­pi­rante ao sacerdócio. († 1905)

14. Santo Udaldo, mártir. Ver páginas 272-276: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

15. Santo Alberto de Bérgamo, na Folhinha do Coração de Jesus.

16. Outros santos do dia 11 de maio: págs. 258-290 (vol.08): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%208.pdf

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.