Santas e Santos de 30 de abril

São Pio V, que, ele­vado da Ordem dos Pre­ga­dores à cá­tedra de Pedro, se­guindo os de­cretos do Con­cílio de Trento, re­novou com grande pi­e­dade e vigor apos­tó­lico o culto di­vino, res­taurou a dou­trina cristã e a dis­ci­plina ecle­siás­tica e pro­moveu a pro­pa­gação da fé. No dia 1 de Maio, em Roma, ador­meceu no Senhor. († 1572)

2.   Em Fermo, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, Santa Sofia (também na Folhinha do Coração de Jesus) virgem e mártir. († data inc.)

3.   Em Roma, no ce­mi­tério de Pre­tex­tato, junto à Via Ápia, São Qui­rino, mártir, que, sendo tri­buno, co­roou com o mar­tírio o tes­te­munho da sua fé. († c. s. III)

4.   Em Saintes, na Aqui­tânia, hoje na França, Santo Eu­trópio, pri­meiro bispo desta ci­dade, que, se­gundo a tra­dição, foi en­viado para a Gália pelo Ro­mano Pontífice. († s. III)

– Ver páginas 410-411: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

5.   Em Afro­dísia, na Cária, na ho­di­erna Tur­quia, os santos Di­o­doro e Ro­do­piano, már­tires, que, du­rante a per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, foram ape­dre­jados até à morte pelos seus concidadãos. († s. IV)

6.   Em Euria, no Epiro, hoje Pa­ramythi, na Grécia, São Do­nato, bispo, que viveu com grande fama de san­ti­dade no tempo do im­pe­rador Teodósio. († s. IV) V

7.   Em No­vara, na Li­gúria, hoje no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São Lou­renço (também na Folhinha do Coração de Jesus), pres­bí­tero e mártir, que cons­truiu uma sa­grada fonte onde bap­ti­zava as cri­anças que lhe eram con­fi­adas para a sua edu­cação; mas num dia em que con­duziu a Deus um nu­me­roso grupo de cri­anças pelo bap­tismo, foi co­roado com o mar­tírio jun­ta­mente com os pe­quenos neófitos. († s. IV)

8.   Em Forli, na Emília-Ro­manha, também re­gião da Itália, São Mer­cu­rial, bispo, que, se­gundo a tra­dição, ins­ti­tuiu a sede epis­copal nesta cidade. († s. IV)

9.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, igual­mente re­gião da Itália, São Pom­pónio, bispo, que cons­truiu na ci­dade uma igreja de­di­cada ao Nome de Maria Mãe de Deus e, du­rante a ocu­pação mi­litar dos Godos, de­fendeu da he­resia ariana o povo que lhe es­tava confiado. († s. VI)

10*.   Em Roma, o Beato Pedro Levita, que, tendo sido monge no monte Célio, por man­dato do papa São Gre­gório Magno ad­mi­nis­trou com pru­dência o pa­tri­mónio da Igreja de Roma e, or­de­nado diá­cono, foi mi­nistro fiel do Sumo Pontífice. († 605)

11*.   Em Vi­viers-sur-Rhône, na Nêus­tria, na ho­di­erna França, Santo Au­gulo, bispo, que, se­gundo a tra­dição, cons­truiu o pri­meiro hos­pital na ci­dade e li­bertou muitos escravos. († s. VII)

12.   Em Bar­king, na In­gla­terra, o pas­sa­mento de Santo Er­con­valdo, bispo, que fundou dois mos­teiros: um para ho­mens, a que ele mesmo pre­sidiu, e outro para mu­lheres, que foi di­ri­gido por sua irmã, Santa Etelburges. († 693)

13.   Em Cór­dova, na An­da­luzia, re­gião da Es­panha, os santos már­tires Amador, pres­bí­tero, Pedro, monge, e Luís, que, du­rante a per­se­guição dos Mouros, por não dei­xarem de pregar pu­bli­ca­mente o Evan­gelho de Cristo, foram cru­el­mente assassinados. († 855)

14*.   Em Ve­rona, no Vé­neto, re­gião da Itália, São Gual­fardo, fa­bri­cante de selas oriundo da Ger­mânia, que, de­pois de passar muitos anos na so­lidão, foi re­ce­bido pelos monges de São Sal­vador nesta cidade. († 1127)

15*.   Em Vernon-sur-Seine, na França, Santo Ad­jutor, que, feito pri­si­o­neiro em tempo de guerra, foi tor­tu­rado por causa da sua fé e, re­gres­sando à sua pá­tria, re­tirou-se numa cela, onde se en­tregou à vida penitente. († c. 1131)

– Ver páginas 412-413: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16*.   Em New­castle-on-Tyne, na In­gla­terra, o Beato Gui­lherme Southerne, pres­bí­tero e mártir, que, ter­mi­nados os es­tudos na Li­tuânia, Es­panha e Douai, de­pois de ser or­de­nado pres­bí­tero partiu para a In­gla­terra e, por isso, no rei­nado de Jaime I, foi con­de­nado ao su­plício da forca. († 1618)

17*.   Em Fos­som­brone, nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Bento de Urbino, pres­bí­tero da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, que foi com­pa­nheiro de São Lou­renço de Brindes na pre­gação frente aos hus­sitas e luteranos. († 1625)

18*.   No Québec, pro­víncia do Ca­nadá, Santa Maria da En­car­nação (Maria Guyart Martin), mãe de fa­mília, que, de­pois da morte do es­poso, con­fiou o filho ainda pe­queno aos cui­dados da sua irmã e, pro­fes­sando a vida re­li­giosa entre as Irmãs Ur­su­linas, fundou a casa destas Re­li­gi­osas no Ca­nadá e re­a­lizou obras admiráveis. († 1672)

19.   Em Chiéri, perto de Aosta, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, São José Bento Cottolengo, pres­bí­tero, que, pondo toda a con­fi­ança só no au­xílio da di­vina Pro­vi­dência, abriu uma casa onde re­cebeu po­bres e todo o gé­nero de en­fermos e marginados. († 1842)

– Ver páginas 414-416: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

20.   Em An Bai, lo­ca­li­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, São José Tuan, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que, de­nun­ciado por ter ad­mi­nis­trado os sa­cra­mentos à sua mãe en­ferma, foi con­de­nado à morte no tempo do im­pe­rador Tu Duc. († 1861)

21*.   Em Pa­der­born, na Ale­manha, a Beata Pau­lina von Mallinckrodt, virgem, fun­da­dora das Irmãs da Ca­ri­dade Cristã, para ins­truir cri­anças po­bres e cegas e prestar au­xílio aos en­fermos e aos necessitados. († 1881)

22. No séc. V, os Santos Pulcrônio, Possessor e Firmino, bispos de Verdun.  A São Pulcrônio coube a honra de ter fundado a Catedral de Nossa Senhora e propagado o culto da “Theotókos” logo depois do Concílio de Éfeso (Conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

23. No ano de 259, na Numídia, a paixão dos Santos Mariano e Tiago. Segundo as atas do seu martírio “a vida da graça era tão intensa nessas testemunhas de Deus, que fizeram vários outros mártires pelo exemplo de sua fé” (Conforme Martirológio Romano-Monástico – M).

24. São Máximo de Éfeso, mártir. Ver páginas 405-467: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

25. Bem-aventurada Hildegarda, rainha (também na Folhinha do Coração de Jesus). Ver páginas 408-409: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf 

Observação: O livro VIDA DOS SANTOS traz, após o dia 30 de abril, as FESTAS MÓVEIS QUE OCORREM EM MARÇO E ABRIL. VER PÁGINAS 419-472: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

DESTAQUE:

– Paixão e Morte de Jesus Cristo. Paixão e morte de Jesus Cristo: págs.419-420;

– Jesus anuncia aos apóstolos que o tempo de sua morte se aproxima: págs. 421-422;

Pergunta ambiciosa dos filhos de Zebedeu. Págs. 423-424;

Ressurreição de Lázaro. Págs. 425-426;

Paixão de Jesus Cristo segundo Davi. Págs. 427-429;

O profeta Jonas, figura de Jesus Cristo.  Págs. 430-432;

Paixão de Jesus Cristo segundo Isaías.  Págs. 433-435;

Compaixão da Santa Virgem. Págs. 436.437;

O profeta Jeremias, outra figura de Jesus. Págs. 438-439;

Entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Págs. 440-442;

Traição de Judas. Págs. 443-444;

Jesus agonizando no Jardim das Oliveiras.  Págs. 445-446;

Negação de Pedro.  Págs. 447-448;

Instituição do Sacrifício da Missa e da Comunhão. Págs. 449-450;

O caminho da cruz. Págs. 451-453.

AS FESTAS DA PÁSCOA:

            : Sábado Santo. Págs. 454-456;

            : Jesus ressuscita. Págs. 457-458;

            : Ressurreições figurativas do gênero humano e dos patriarcas. Págs. 459-461;

            : O significado da Páscoa. Págs. 462-463;

            : Davi predisse a ressurreição. Pág. 464-465;

            : A primavera: págs. 466-467;

            : Ressurreição do povo de Israel. Págs. 468-470;

            : Ressurreição do gênero humano. Págs. 471-472

CITAÇÕES ACIMA DE http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

….. No dia 18 de março, na vida de São Cirilo de Jerusalém, vêem-se ainda outras particularidades edificantes sobre a paixão e morte de Nosso Senhor. Ver págs. 108-127: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%205.pdf

26. Outros santos do dia 30 de abril: págs. 357-472 (vol.07): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 29 de abril

Festa de Santa Ca­ta­rina de Sena, virgem e dou­tora da Igreja, que, tendo to­mado o há­bito das Irmãs da Pe­ni­tência de São Do­mingos, pro­curou co­nhecer a Deus em si mesma e a si mesma em Deus e con­fi­gurar-se a Cristo cru­ci­fi­cado. Tra­ba­lhou vi­go­rosa e in­can­sa­vel­mente pela paz, pelo re­gresso do Pon­tí­fice Ro­mano à sua ci­dade de Roma e pelo res­ta­be­le­ci­mento da uni­dade da Igreja, e es­creveu ex­ce­lentes obras de dou­trina espiritual. († 1380)

– Ver páginas 357-404: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

2*.   Co­me­mo­ração de São Tí­quico, dis­cí­pulo do após­tolo São Paulo, a quem o Após­tolo nas epís­tolas chama irmão ca­rís­simo, mi­nistro fiel e seu com­pa­nheiro no ser­viço do Senhor.

– Ver páginas 345-346: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, São Torpes, mártir. († data inc.)

4.   Em Ná­poles, na Cam­pânia, também re­gião da Itália, São Se­vero, bispo, amado por Santo Am­brósio como irmão e pela sua Igreja como pai. († c. 409)

5.   Em Cluny, na Bor­gonha, na ac­tual França, Santo Hugo, abade, que du­rante ses­senta e um anos go­vernou san­ta­mente o mos­teiro deste lugar, sempre de­di­cado à es­mola e à oração, guar­dião e pro­tector emi­nente da dis­ci­plina mo­nás­tica, ad­mi­nis­trador e pro­motor ze­loso da santa Igreja. († 1109)

– Ver páginas 347-350: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6*.   Na abadia de La Lu­cerne d’Ou­tremer, na Nor­mandia, re­gião da França, Santo Acardo, bispo de Avran­ches, que, tendo sido abade de São Víctor de Paris, es­creveu vá­rios tra­tados sobre a vida es­pi­ri­tual, des­ti­nados a con­duzir a alma cristã ao mais alto grau de per­feição; e quando morreu, foi se­pul­tado nesta abadia da Ordem Pre­mons­tra­tense, onde fre­quen­te­mente se recolhia. († 1172)

7.   Em Seul, na Co­reia, Santo An­tónio Kim Song-u, mártir, que cos­tu­mava reunir em sua casa muitos fiéis e, de­go­lado no cár­cere, morreu por Cristo. († 1841)

8. São Pedro de Verona (também na Folhinha do Coração de Jesus), mártir. Ver páginas 338-344: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

9. São Roberto de Molesmes, confessor. Ver páginas 351-355: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

10.   Em Cirta, na Numídia, os Santos Agápi (Santo Agapito, no Martirológio Romano-Monástico) e Secundino, que, após um longo exÍlio nessa cidade, ajuntaram à dignidade do sacerdócio a glória de um fulgurante martírio. Sofreram durante a perseguição de Valeriano, na qual os pagãos se esforçaram ao máximo em tirar a fé aos justos. Com êles enfrentaram a morte os Santos Emiliano, soldado, Tertúlia e Antonieta (Antônia, na Folhinha do Coração de Jesus), virgens, consagradas a Deus, e uma mulher com dois filhos que eram gêmeos (ano 259).

Ver página 356:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

11. Outros santos do dia 29 de abril: págs. 338-356 (vol.07): http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 28 de abril

São Pedro Chanel, pres­bí­tero da So­ci­e­dade de Maria e mártir, que se de­dicou ao mi­nis­tério das po­vo­a­ções ru­rais e à ins­trução das cri­anças; de­pois, en­viado com al­guns com­pa­nheiros para a evan­ge­li­zação da Oce­ania oci­dental, chegou à ilha Fu­tuna, onde ainda ne­nhuma co­mu­ni­dade cristã tinha sido cons­ti­tuída; apesar das di­fi­cul­dades de toda a es­pécie, com a sua sin­gular man­sidão con­se­guiu con­verter à fé al­guns ha­bi­tantes da ilha, entre eles o filho do pró­prio rei, que, en­fu­re­cido, o mandou matar, fa­zendo dele o pri­meiro mártir da Oceania. († 1841)

– Ver páginas 329-331: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

São Luís Maria Grig­nion de Montfort, pres­bí­tero, que per­correu as re­giões oci­den­tais da França a anun­ciar o mis­tério da Sa­be­doria Eterna; fundou Con­gre­ga­ções, pregou e es­creveu obras sobre a cruz de Cristo e sobre a ver­da­deira de­voção à Virgem Maria e re­con­duziu muita gente a uma vida de pe­ni­tência; fi­nal­mente, em Saint-Lau­rent-sur-Sèvre, lo­ca­li­dade da França, des­cansou da sua pe­re­gri­nação terrena. († 1716)

– Ver páginas 322-335: Bem-aventurado Luquésio, confessor. Ver páginas 320-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Bi­terra, na Gália Nar­bo­nense, hoje Bé­ziers, na França, Santo Afro­dísio, ve­ne­rado como o pri­meiro bispo desta cidade. († data inc.)

4.   Em Ni­co­média, hoje Izmit, na Tur­quia, os santos Eu­sébio, Ca­ra­lampo e com­pa­nheiros, mártires. († data inc.)

5.   Em Ra­vena, na Fla­mínia, hoje na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, a co­me­mo­ração de São Vital, no dia em que, se­gundo a tra­dição, foi de­di­cada com o seu nome a cé­lebre ba­sí­lica desta ci­dade. Jun­ta­mente com os santos már­tires Va­léria (também na Folhinha do Coração de Jesus), Ger­vásio, Pro­tásio e Ur­si­cino, é ve­ne­rado desde tempos ime­mo­riais por ter de­fen­dido te­naz­mente a sua in­tré­pida fé cristã. († data inc.)

São Vidal e Santa Valéria. Ver páginas 304-306: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6.   Em Do­rós­toro, na Mésia, hoje Si­listra, na Bul­gária, os santos Má­ximo, Dada e Quin­ti­liano, már­tires du­rante a per­se­guição de Diocleciano. († s. IV in.)

7.   Em Ta­ra­zona, na His­pânia Tar­ra­co­nense, São Pru­dêncio, bispo. († s. V/VI)

8.   Em Sul­mona, nos Abruzos, re­gião da Itália, o se­pul­ta­mento de São Pân­filo, bispo de Corfínio. († c. 700)

9*.   Em Pog­gi­bónsi, na Etrúria, hoje na Tos­cana, também na Itália, o Beato Luquésio, que, de­pois de ter sido do­mi­nado pela avidez do lucro, se con­verteu e tomou o há­bito da Ordem Ter­ceira dos Pe­ni­tentes de São Fran­cisco, vendeu os seus bens e deu tudo aos po­bres, de­di­cando-se ao ser­viço de Deus e do pró­ximo em po­breza e hu­mil­dade se­gundo o es­pí­rito evangélico. († 1260)

Ver: Bem-aventurado Luquésio, confessor. Ver páginas 320-328: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

10*.   Em Sain-Lau­rent-sur-Sèvre, lo­ca­li­dade da França, a Beata Maria Luísa de Jesus (Maria Luísa Tri­chet), virgem, a pri­meira re­li­giosa a vestir o há­bito da Con­gre­gação das Fi­lhas da Sa­be­doria, que go­vernou com grande prudência. († 1759)

11.   Em Ninh-Binh, ci­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, os santos már­tires Paulo Pham Khac Khoan, pres­bí­tero, João Bap­tista Dinh Van Thanh e Pedro Nguyen Van Hieu, ca­te­quistas, que, de­pois de pas­sarem três anos presos e tor­tu­rados para que ne­gassem a fé cristã, fi­nal­mente, no tempo do im­pe­rador Minh Mang, foram de­go­lados e al­can­çaram a palma do martírio. († 1840)

12*.   No campo de con­cen­tração de Mauthausen, na Áus­tria, o Beato José Cebula, pres­bí­tero da Con­gre­gação dos Mis­si­o­ná­rios Oblatos da Virgem Ima­cu­lada e mártir, na­tural da Po­lónia, que, de­por­tado da pá­tria para o cár­cere em ódio à fé, so­freu cruéis su­plí­cios até à morte. († 1941)

13.   Em Ma­genta, pró­ximo de Milão, na Itália, Santa Joana Be­retta Molla, mãe de fa­mília, que, tra­zendo um filho ge­rado em seu ventre, morreu an­te­pondo a li­ber­dade e a vida do nas­ci­turo à sua pró­pria vida. († 1962)

14. Bem-aventurado Agostinho. Ver páginas 298-302: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. São Marcos, o galileu. Bispo e mártir. Ver página 303: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. Ver também dia 27 de abril. Em Cí­bali, na Pa­nónia, hoje Vin­ko­veze, na Croácia, São Po­lião, leitor e mártir, que, preso na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e in­ter­ro­gado pelo pre­feito Probo, por ter con­fes­sado com in­que­bran­tável cons­tância a sua fé em Cristo e re­cu­sado sa­cri­ficar aos ídolos, foi lan­çado às chamas e quei­mado fora dos muros da cidade. († c. 303)

­-No Martirológio Romano-Monástico, dia 28 de abril. No vale do Danúbio, no ano do Senhor de 304, o martírio de São Polião. Ao juiz que o interrogou sobre sua religião, falou dos deveres “de humanidade para com os hóspedes, de misericórdia para com os pobres e de caridade para com todos” (Paixão – M).

– Ver também páginas 307-309: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

17. Em Alexandria, pela mesma época, a paixão de Santa Teodora, virgem. Ela respondeu ao prefeito que queria entrega-la à desonra: “Antes de tudo, devo confessar Jesus Cristo, que me concedeu a verdadeira liberdade e a verdadeira nobreza (Conforme o Martirológio Romano-Monástico – M)

Santa Teodora e São Dídimo. Ver páginas 310-315: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

18. SANTOS PATRÍCIO DE PRUSA, BISPO, ACÁCIO, MENANDRO E POLIENO. Mártires. Ver páginas 316-319: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

19. Outros santos do dia 28 de abril: págs. 298-337 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 27 de abril

1.   Em Je­ru­salém, a co­me­mo­ração de São Si­meão, bispo e mártir, que, se­gundo a tra­dição, era filho de Cléofas e pa­rente do Sal­vador se­gundo a carne e, or­de­nado bispo de Je­ru­salém como su­cessor de Tiago, irmão do Se­nhor, du­rante a per­se­guição de Tra­jano so­freu muitos su­plí­cios e em avan­çada idade re­cebeu a coroa glo­riosa do mar­tírio na cruz. († 107)

2.   Em Cí­bali, na Pa­nónia, hoje Vin­ko­veze, na Croácia, São Po­lião, leitor e mártir, que, preso na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano e in­ter­ro­gado pelo pre­feito Probo, por ter con­fes­sado com in­que­bran­tável cons­tância a sua fé em Cristo e re­cu­sado sa­cri­ficar aos ídolos, foi lan­çado às chamas e quei­mado fora dos muros da cidade. († c. 303)

3.   Em Ta­ben­nési, lo­ca­li­dade da Te­baida, no Egipto, São Te­o­doro, abade, que foi dis­cí­pulo de São Pa­cómio e pai da «Con­gre­gação» de mos­teiros nesta região. († s. IV)

4*.   Em Al­tino, na Ve­nécia, no ac­tual Vé­neto, re­gião da Itália, São Li­beral, eremita. († c. 400)

5*.   Na ilha de Man, na costa se­ten­tri­onal do País de Gales, São Magão ou Ma­galdo, bispo, au­re­o­lado com a fama de grande santidade. († s. VI)

6.   Na ilha de Afúsia, na Propôn­tide, junto ao mar Egeu, na ac­tual Tur­quia, São João, he­gú­meno, que, no tempo do im­pe­rador Leão o Ar­ménio, com­bateu te­naz­mente a favor do culto das sa­gradas imagens. († s. IX)

7*.   Em Lucca, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, Santa Zita, virgem, de origem hu­milde, que, en­tregue com doze anos de idade ao tra­balho do­més­tico da fa­mília Fa­ti­nélli, per­ma­neceu com ad­mi­rável pa­ci­ência ao seu ser­viço até à morte. († 1278)

– Ver páginas 281-288: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

8*.   Em Tar­ra­gona, no reino de Aragão, no li­toral da Es­panha, São Pedro Ermengol, que, de­pois de ter sido chefe de sal­te­a­dores, se con­verteu a Deus e in­gressou na Ordem de Nossa Se­nhora das Mercês, de­di­cando-se in­ten­sa­mente à re­denção dos ca­tivos na África. († 1304)

– Ver páginas 291-295: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

9*.   Em Bi­tetto, na Apúlia, re­gião da Itália, o Beato Tiago de Lá­dere Varinger, re­li­gioso da Ordem dos Menores. († c. 1485)

10*.   Em Cá­taro, no Mon­te­negro, a Beata Ca­ta­rina, virgem, que, bap­ti­zada na Igreja Or­to­doxa, in­gressou na Ordem da Pe­ni­tência de São Do­mingos, to­mando o nome de Hos­sana, e viveu em clau­sura cin­quenta e um anos, de­di­cada à con­tem­plação di­vina e à pi­e­dosa sú­plica pelo povo cristão du­rante a in­vasão dos Turcos. (1565)

11*.   Em Reims, na França, o Beato Ni­colau Roland, pres­bí­tero, que, so­lí­cito pela for­mação cristã das cri­anças, cons­truiu es­colas para as me­ninas po­bres, ex­cluídas de qual­quer gé­nero de ins­trução, e fundou a Con­gre­gação das Irmãs do Me­nino Jesus. (1678)

12*.   Em Ninh-Binh, ci­dade do Ton­quim, hoje no Vi­etnam, São Lou­renço Nguyen Van Huong, pres­bí­tero e mártir, que foi preso numa noite em que vi­si­tava um mo­ri­bundo e, porque re­cusou calcar a cruz, foi fla­ge­lado e de­pois de­go­lado no tempo do im­pe­rador Tu Duc. (1856)

13*.   Em Sa­la­manca, na Es­panha, a Beata Maria An­tónia Ban­drés y Elósegui, virgem da Con­gre­gação das Fi­lhas de Jesus, que se­guiu com pa­ci­ente se­re­ni­dade, mesmo na de­so­lação, a sua vida con­sa­grada a Deus, que em breve tempo foi consumada. († 1919)

14.  Santo Ântimo, bispo e mártir (também no Martirológio Romano-Monástico. Na Nicomédia Santo Antimo, bispo. Durante a perseguição de Diocleciano, foi decapitado ao confessar o nome de Cristo. Quase todo o seu rebanho o seguiu na glória do martírio – M). Ver páginas 289-290:  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Em Bolonha, São Tertuliano, (também na Folhinha do Coração de Jesus) bispo e confessor. Ver página296: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. Em Constantinopla, São João, (também na Folhinha do Coração de Jesus)  abade, que combateu muito sob Leão, o Isauriano, pelo culto das santas imagens. Ver página 297: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

17. Outros santos do dia 27 de abril: págs. 281-297 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 26 de abril

1.   Em Roma, a co­me­mo­ração de São Cleto, papa, que foi o se­gundo su­cessor do após­tolo São Pedro a pre­sidir à Igreja Romana. († 88)

– No Martirológio Romano-Monástico, São Cleto, papa, martirizado sob Domiciano no ano 83 e São Marcelino que dirigiu a Igreja Romana durante toda a grande perseguição de Diocleciano (M)

2.   Em Gábi, na Via Pre­nes­tina, a trinta mi­lhas da ci­dade de Roma, São Pri­mi­tivo, mártir. († data inc.)

3.   Em Ama­seia, no Ponto, no ter­ri­tório da ac­tual Tur­quia, São Ba­sileu, bispo e mártir no tempo do im­pe­rador Licínio. († c. 322)

No Martirológio Romano-Monástico, em Nicomédia, por volta de 322, São Basílio, que confessou a fé apostólica até o derramamento de sangue (M).

4.   Num ermo da flo­resta de Crécy, na re­gião de Amiens, no ter­ri­tório da Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Ri­cário (ou São Riquier, conforme o Martirológio Romano-Monástico. Sacerdote e eremita, sobre seu túmulo foi fundado um mosteiro, que no seu apogeu, dois séculos mais tarde, com toda a população dos arredores, aparecia aos olhos dos contemporâneos  como uma verdadeira cidade santa – M), pres­bí­tero, que, mo­vido pela pre­gação dos monges es­co­ceses, se con­verteu a uma vida de penitência. († 645)

– Ver páginas 273-278: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

5.   No mos­teiro de Corbie, também na Nêus­tria, hoje na França, São Pas­cásio Radberto, abade, que expôs com lu­cidez e cla­reza a dou­trina do ver­da­deiro Corpo e Sangue do Se­nhor no mis­tério da Eucaristia. († 865)

– Ver páginas 264-272: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6*.   Em Fóggia, na Apúlia, re­gião da Itália, os santos Gui­lherme e Pe­re­grino, eremitas. († s. XII)

7*.   Em Aragão, re­gião da Es­panha, os be­atos Do­mingos e Gre­gório, pres­bí­teros da Ordem dos Pre­ga­dores, que, per­cor­rendo jun­ta­mente vá­rias po­vo­a­ções sem ouro nem prata e men­di­gando o ali­mento para cada dia, anun­ci­avam a todos a pa­lavra de Deus. († s. XIII)

8*.   No mos­teiro da Trans­fi­gu­ração, em Mos­covo, na Rússia, o se­pul­ta­mento de Santo Es­têvão, bispo de Perm, que para evan­ge­lizar os Zi­ri­anis, in­ventou um al­fa­beto para re­digir as suas formas li­te­rá­rias, ce­le­brou a li­turgia na sua língua na­tiva, abateu os ídolos, erigiu tem­plos e so­bre­tudo for­ta­leceu-os na ver­dade da fé.(† 1396)

9*.   No mos­teiro de São Pedro de Dueñas, em Pa­lência, ci­dade da Es­panha, São Ra­fael Ar­naiz Barón, re­li­gioso da Ordem Cis­ter­ci­ense, que, atin­gido por uma grave do­ença ainda du­rante o no­vi­ciado, su­portou com firme pa­ci­ência a sua pre­cária saúde, con­fi­ando sempre em Deus. († 1938)

10*.   Em Mont­juic, perto de Ge­rona, também na Es­panha, o Beato Júlio Junyer Padern, pres­bí­tero da So­ci­e­dade Sa­le­siana e mártir, que, du­rante a per­se­guição contra a fé cristã, me­receu al­cançar me­di­ante o mar­tírio a glória da vida eterna. († 1938)

11*.   No campo de con­cen­tração de Sa­ch­se­nhausen, pró­ximo de Berlim, na Ale­manha, o Beato Es­ta­nislau Kubista, pres­bí­tero da So­ci­e­dade do Verbo Di­vino e mártir, que, em tempo de guerra, du­rante a ocu­pação mi­litar da Po­lónia por um re­gime hostil à re­li­gião, con­su­mido por graves tor­mentos neste cár­cere en­tregou a alma a Deus. Com ele é co­me­mo­rado o Beato La­dislau Goral, bispo au­xi­liar de Lu­blin, que, no mesmo lugar e na mesma guerra, de­fendeu co­ra­jo­sa­mente a dig­ni­dade do homem e da fé, mor­rendo no cár­cere, em dia in­certo, con­su­mido pela enfermidade. († 1942)

12. Em Viena, São Clarêncio, bispo e confessor (também na Folhinha do Coração de Jesus).Ver página: 280: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

13. Em Verona, São Lucídio, bispo (também na Folhinha do Coração de Jesus).Ver página: 280: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

14. Em Troyes, Santa Exuperância, virgem (também na Folhinha do Coração de Jesus).Ver página: 280: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Nossa Senhora do Bom Conselho. No Martirológio Romano-Monástico, padroeira de Igrejas e uma Diocese no Brasil. Um pouco de sua história: “Nossa Senhora do Bom Conselho (em latim Mater boni consilii) é uma das invocações da Virgem Maria. Com a mesma intenção ela é chamada de Mãe do Bom ConselhoNossa Senhora de Escodra (na Albânia)Nossa Senhora dos Bons Serviços e Santa Maria do Paraíso. Esta devoção está centrada num ícone da Virgem atualmente exposto em GenazzanoItália, na Igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho… O Papa Leão XIII, por um decreto do dia 22 de abril de 1903, adicionou à ladainha lauretana a invocação Mater Boni Consilii, ora pro nobis.[1] O papa Pio XII colocou seu papado sob a proteção da Virgem do Bom Conselho. A festa de Nossa Senhora do Bom Conselho também é realizada no Brasil na cidade de Granito Pernambuco, do dia 23 de janeiro (dia do hasteamento da bandeira) até o dia 2 de fevereiro ( encerramento da festa)”. Ver mais sobre a sua históri

a em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Bom_Conselho

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Bom_Conselho

16. Outros santos do dia 26 de abril: págs. 264-280 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 25 de abril

Festa de São Marcos, Evan­ge­lista, que, de­pois de ter acom­pa­nhado São Paulo no seu apos­to­lado em Je­ru­salém, se­guiu os passos de São Pedro, por ele cha­mado filho, e, se­gundo a tra­dição, reuniu no Evan­gelho a ca­te­quese de São Pedro aos Ro­manos e fundou a Igreja de Alexandria. Ver páginas 244-252: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

2.   Co­me­mo­ração de Santo Aniano, bispo de Ale­xan­dria, no Egipto, que, se­gundo o tes­te­munho de Eu­sébio, no oi­tavo ano do im­pe­rador Nero, foi o pri­meiro bispo desta ci­dade de­pois de São Marcos e a di­rigiu du­rante vinte e dois anos, como homem de Deus e em todos os sen­tidos admirável. († c. 67)

– Ver páginas 255-256: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Do­rós­toro, na Mésia, hoje Si­listra, na Bul­gária, os santos Pa­sí­crates e Va­len­ciano, már­tires, que, pela con­fissão da fé em Cristo como único Deus, sub­me­teram co­ra­jo­sa­mente a ca­beça à es­pada. († c. 302)

4.   Em Agen, na Aqui­tânia, hoje na França, São Fe­bádio, bispo, que es­creveu um livro contra os ari­anos e pro­tegeu o seu povo da heresia. († c. 393)

5.   Em An­ti­o­quia, na Síria, hoje An­takya, na Tur­quia, Santo Es­têvão, bispo e mártir, que so­freu muitos ata­ques dos he­reges que se opu­nham ao Con­cílio de Cal­ce­dónia e, no tempo do im­pe­rador Zenão, foi pre­ci­pi­tado no rio Orontes, onde morreu afogado. († 479)

– Ver páginas 257-258: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6.   Em Vi­enne, na Bor­gonha, na ac­tual França, São Cla­rêncio, bispo. († s. VII)

7.   Em Lobbes, no Bra­bante da Aus­trásia, no ter­ri­tório da ac­tual Bél­gica, Santo Er­mino  (No Martirológio Romano-Monástico, Santo Hermínio) abade e bispo, in­ten­sa­mente apli­cado à oração e do­tado do es­pí­rito de pro­fecia, que su­cedeu a Santo Usmaro. († 737)

– Ver páginas 260-262: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

8*.   Em Pi­a­cenza, na Emília-Ro­manha, re­gião da Itália, Santa Franca, aba­dessa, que de­cidiu en­trar na Ordem Cis­ter­ci­ense e pas­sava fre­quen­te­mente toda a noite em oração na pre­sença de Deus. († 1218)

9*.   Em Aosta, nos Alpes Graios, ac­tu­al­mente na Itália, o Beato Bo­ni­fácio Val­perga, bispo, in­signe pela sua ca­ri­dade e humildade. († 1243)

10*.   Na ilha de Wight, na In­gla­terra, os be­atos Ro­berto Anderton e Gui­lherme Marsden, pres­bí­teros e már­tires, que foram con­de­nados à morte, na per­se­guição da rainha Isabel I, por terem en­trado, em­bora por nau­frágio, como sa­cer­dotes na In­gla­terra e acei­taram com fir­meza e paz de alma o martírio. († 1586)

11.   Em An­tígua, pró­ximo da ci­dade de Gua­te­mala, na Amé­rica Cen­tral, São Pedro de São José Betancur, irmão da Ordem Ter­ceira de São Fran­cisco, que, sob o pa­tro­cínio de Nossa Se­nhora de Belém, se de­dicou ar­du­a­mente a so­correr os ór­fãos, os men­digos, os jo­vens in­cultos e re­jei­tados, os emi­grantes e os con­de­nados a tra­ba­lhos forçados. († 1667)

12.   Em Re­me­dello, lo­ca­li­dade da pro­víncia de Bréscia, na Itália, São João Piamarta, pres­bí­tero, que, en­fren­tando graves ad­ver­si­dades, fundou em Bréscia o Ins­ti­tuto dos Pe­quenos Ar­te­sãos e, nas pro­xi­mi­dades de uma co­lónia agrí­cola, para que os jo­vens re­ce­bessem uma edu­cação re­li­giosa e a apren­di­zagem de um ofício, fundou também a Con­gre­gação da Sa­grada Fa­mília de Nazaré. († 1913)

13♦.   Em Gua­nato, no Mé­xico, os be­atos már­tires André Solá y Molist, pres­bí­tero Cla­re­tiano, José Trin­dade Rangel Montano, pres­bí­tero, e Le­o­nardo Pérez Lários. († 1927)

14. São Macedônio II de Constantinopla. Ver página 259: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Em Siracusa, os santos mártires Evódio (também na Folhinha do Coração de Jesus) Hermógenes e Calista (também na Folhinha do Coração de Jesus), em 304. Ver página  262:

Clique para acessar o VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

OBSERVAÇÃO PARA 25 DE ABRIL: As grandes Litânias. Ver páginas: 253-254: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. Outros santos do dia 25 de abril: págs. 244-262 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 24 de abril

São Fiel de Sigmaringa (também na Folhinha do Coração de Jesus) pres­bí­tero e mártir, que era ad­vo­gado e in­gressou na Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, onde se en­tregou a uma vida aus­tera de vi­gí­lias e ora­ções. Co­nhe­cida a sua ac­ti­vi­dade as­sídua na pre­gação da pa­lavra de Deus, foi en­viado à re­gião da Récia, no ter­ri­tório da ac­tual Suíça, com a missão de a con­so­lidar na ver­da­deira dou­trina da fé. Em Se­ewis, na Suíça, foi mas­sa­crado pelos he­reges, mor­rendo pela fé católica. († 1622)

São Fidelis de Sigmaringa: Ver págs. 231-235: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

2.   Em Je­ru­salém, a co­me­mo­ração das santas mu­lheres Maria Cléofas e Sa­lomé, que, jun­ta­mente com Maria Ma­da­lena, ao ama­nhecer o dia da Páscoa se di­ri­giram ao se­pulcro do Se­nhor para ungir o seu corpo e foram as pri­meiras a ouvir o anúncio da ressurreição.

3.   Em Lião, ci­dade da Gália, na ac­tual França, Santo Ale­xandre, mártir, que, três dias de­pois da paixão de Santo Epi­pódio, foi ar­ras­tado para fora do cár­cere, es­pan­cado e, cra­vado numa cruz, exalou o seu espírito. († 178)

4.   Em Ni­co­média, na Bi­tínia, hoje Izmit, na Tur­quia, Santo An­timo, bispo, e com­pa­nheiros, már­tires na per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano: An­timo, por ter con­fes­sado a fé, foi de­ca­pi­tado e assim re­cebeu a glória do mar­tírio, se­guido por toda a mul­tidão do seu re­banho, dos quais, por ordem do juiz, uns foram de­ca­pi­tados, ou­tros lan­çados às chamas, ou­tros fi­nal­mente me­tidos em pe­quenas barcas e afo­gados no mar. († 303)

5.   Em El­vira, na His­pânia Bé­tica, São Gre­gório, bispo, cuja obra «Sobre a fé» é lou­vada por São Jerónimo. († s. IV)

6.   Em Blois, na Gália Li­o­nense, na ac­tual França, São Deus­dado, diá­cono e abade, que, de­pois de ter vi­vido como ana­co­reta, foi guia de vá­rios dis­cí­pulos que com ele for­maram uma comunidade. († s. VI)

São Deodato. Ver págs. 236-237: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

7.   Em Can­tuária, na In­gla­terra, São Me­lito, bispo, que foi en­viado à In­gla­terra como abade pelo papa São Gre­gório Magno, pos­te­ri­or­mente or­de­nado bispo dos Sa­xões ori­en­tais por Santo Agos­tinho e, de­pois de passar muitas tri­bu­la­ções, no­meado para a ilustre sede epis­copal de Cantuária. († 624)

8.   Em York, no ter­ri­tório de Nor­túm­bria, na In­gla­terra, São Vil­fredo, bispo, que exerceu com grande em­penho o seu mi­nis­tério du­rante qua­renta e cinco anos e, cons­tran­gido im­pe­tu­o­sa­mente a ceder a ou­trem a sua sede, ter­minou em paz os seus dias entre os monges de Ripon, de quem tinha sido abade. († 709)

9.   Em Iona, ilha da Es­cócia, Santo Eg­berto, pres­bí­tero e monge, que tra­ba­lhou com grande di­li­gência na evan­ge­li­zação de vá­rias re­giões da Eu­ropa e, já em avan­çada idade, re­con­ci­liou os pró­prios monges de Iona com o uso ro­mano no côm­puto da Páscoa e, ao ter­minar a ce­le­bração da so­le­ni­dade pascal, partiu para a Páscoa eterna. († 729)

Santo Eguiberto. Ver págs. 238-239: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

10*.   Em Mor­tain, na Nor­mandia, re­gião da França, São Gui­lherme Fir­mato, ere­mita, que, sendo có­nego e mé­dico em Tours, de­pois de uma pe­re­gri­nação a Je­ru­salém, passou o resto da sua vida na solidão. († 1103)

São Guilherme Firmat, abade e confessor. Ver págs. 240-242: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

11.   Em An­gers, na França, Santa Maria de Santa Eufrásia (Rosa Vir­gínia Pel­le­tier, também na Folhinha do Coração de Jesus), virgem, que, para aco­lher mi­se­ri­cor­di­o­sa­mente as mu­lheres de má con­duta, cha­madas «Ma­da­lenas», fundou o Ins­ti­tuto das Irmãs do Bom Pastor. († 1868)

12.   Em Di­nant, na França, São Bento (Ân­gelo) Ménni, pres­bí­tero da Ordem de São João de Deus, que fundou a Con­gre­gação das Irmãs Hos­pi­ta­leiras do Sa­grado Co­ração de Jesus. († 1914)

13*.   Em Roma, Santa Maria Isabel Hesselblad, virgem, na­tural da Suécia, que, de­pois de longo tempo de ser­viço num hos­pital, re­formou a Ordem de Santa Brí­gida, de­di­cando-se es­pe­ci­al­mente à con­tem­plação, à ca­ri­dade para com os ne­ces­si­tados e à união dos cristãos. († 1957)

14. Em Bressa, Santo Honório (também na Folhinha do Coração de Jesus) bispo. Ver página 243: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Outros santos do dia 24 de abril: págs. 231-243 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 23 de abril

São Jorge, mártir, cujo glo­rioso com­bate em Diós­polis ou Lida, na Pa­les­tina, ce­le­bram desde os tempos an­tigos todas as Igrejas do Ori­ente ao Ocidente. († s. IV)

– Ver páginas 197-199: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

Santo Adal­berto (Voj­tech) (também na Folhinha do Coração de Jesus),  de Praga e mártir, que su­portou na­quela Igreja muitas ad­ver­si­dades e em­pre­endeu por amor de Cristo nu­me­rosas vi­a­gens apos­tó­licas, tra­ba­lhando com ardor na er­ra­di­cação dos cos­tumes pa­gãos; ve­ri­fi­cando que as suas di­li­gên­cias ti­nham pouco êxito, di­rigiu-se a Roma e fez-se monge; fi­nal­mente, tendo che­gado à Po­lónia para trazer à fé os ha­bi­tantes da Prússia, em Tén­tikken, junto à foz do Vís­tula, foi tres­pas­sado pelas lanças de al­guns pagãos. († 997)

– Ver páginas 223-226: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Edessa, na Síria, hoje San­liurfa, na Tur­quia, Santo Eu­lógio, bispo, que, se­gundo a tra­dição, morreu na Sexta-Feira Santa. († 387)

4.   Em Milão, na Li­gúria, hoje na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Ma­rolo, bispo, que foi amigo do papa Ino­cêncio I. († s. V)

5.   Em Toul, na Lo­ta­ríngia, ac­tu­al­mente na França, São Ge­rardo, bispo, que, du­rante trinta e um anos, dotou a ci­dade de ex­ce­lente le­gis­lação, criou obras de au­xílio aos po­bres, so­correu o povo no tempo da peste com as suas preces e je­juns, de­dicou a igreja ca­te­dral e ajudou os mos­teiros não só com be­ne­fi­cên­cias ma­te­riais mas também po­vo­ando-os com santos discípulos. († 994)

– Ver páginas 200-201 (São Geraldo). Ver páginas 200-201: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

6*.   Em Suélli, na Sar­denha, a co­me­mo­ração de São Jorge, bispo. († 1117)

7*.   Em Pe­rúgia, na Úm­bria, re­gião da Itália, o Beato Gil de Assis (Na Folhinha do Coração de Jesus¸ Bv. Egídio de Assis), re­li­gioso da Ordem dos Me­nores, com­pa­nheiro de São Fran­cisco, que res­plan­deceu nas suas pe­re­gri­na­ções pela sua in­tré­pida fé e ad­mi­rável simplicidade. († 1262)

Santo Egídio, confessor. Ver páginas 202-217: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

Bem-aventurado Gil de Tiro, bispo e confessor. Ver páginas 227-229: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

8*.   Em Údine, na Ve­nécia, hoje em Friuli-Ve­nezia Giúlia, re­gião da Itália, a Beata He­lena Va­len­tíni, viúva, que, de­ci­dida a viver só para Deus, teve grande ac­ti­vi­dade na Ordem se­cular de Santo Agos­tinho, con­sa­grando-se à oração, à lei­tura do Evan­gelho e às obras de misericórdia. († 1458)

9*.   Em Campi Bi­sênzio, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, a Beata Te­resa Maria da Cruz (Te­resa Ma­nétti), virgem, fun­da­dora da Con­gre­gação das Car­me­litas de Santa Teresa. († 1910)

10*.   No mos­teiro cis­ter­ci­ense de Grot­ta­fer­rata, no ter­ri­tório de Fras­cáti, pró­ximo de Roma, a Beata Maria Ga­briela Saghéddu, virgem, que com toda a sim­pli­ci­dade ofe­receu a sua vida, ter­mi­nada aos vinte e cinco anos, pela união dos cristãos. († 1939)

11. Santos Félix, Fortunato e Aquiles. Ver páginas 218-222: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

12. Outros santos do dia 23 de abril: págs. 197-230 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 204Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 22 de abril

1. Em Roma, São Soter (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Sotero), papa, de quem São Di­o­nísio de Co­rinto ce­lebra a egrégia ca­ri­dade para com os ir­mãos, os pe­re­grinos ne­ces­si­tados, os aflitos pela mi­séria e os con­de­nados a tra­ba­lhos forçados. († 175)

2.   Em Lião, na Gália, na ac­tual França, Santo Epi­pódio  que, de­pois de (no Martirológio Romano-Monástico, Santo Epípodo), qua­renta e oito glo­ri­osos már­tires desta ci­dade, foi preso jun­ta­mente com o seu amigo Ale­xandre e con­sumou o mar­tírio sendo decapitado. († 178)

– Ver páginas 187-193: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

3.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, a co­me­mo­ração de São Leó­nidas, mártir, que, no tempo do im­pe­rador Sep­tímio Se­vero, foi morto ao fio da es­pada pela sua fé em Cristo, dei­xando ainda cri­ança o seu filho Orígenes. († 204)

– Ver páginas 194-195: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

4.   Em Roma, no ce­mi­tério de Ca­listo, junto à Via Ápia, o se­pul­ta­mento de São Caio (Gaio), papa, que, li­vrando-se da per­se­guição do im­pe­rador Di­o­cle­ciano, morreu como con­fessor da fé. († 296)

– Ver página 173: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

5.   Co­me­mo­ração de São Ma­riab, quer dizer «o Se­nhor anuncia», co­re­pís­copo e mártir na Pérsia, que du­rante a per­se­guição do rei Sapor II, na Oi­tava da Páscoa so­freu o mar­tírio por Cristo. († 342)

6.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, o dia natal de Santo Aga­pito I, papa, que se em­pe­nhou com fir­meza para que o bispo de Roma fosse li­vre­mente es­co­lhido pelo clero da Urbe e em toda a parte fosse con­ser­vada a dig­ni­dade da Igreja; en­viado de­pois por Teó­doto, rei dos Godos, a Cons­tan­ti­nopla para se en­con­trar com o im­pe­rador Jus­ti­niano, ali for­ta­leceu a ver­da­deira fé, or­denou Menas bispo da­quela ci­dade, onde des­cansou em paz. († 536)

7.   Em Sens, na Nêus­tria, hoje na França, São Leão, bispo. († s. VI)

8.   Em Sy­keon, lo­ca­li­dade da Ga­lácia, na ac­tual Tur­quia, São Te­o­doro, bispo e he­gú­meno, que, mo­vido pelo amor à so­lidão desde a in­fância, optou por um gé­nero de vida aus­tero e, cons­tran­gido a aceitar a sua or­de­nação como bispo de Anas­ta­sió­polis, pediu com in­sis­tência ao Pa­tri­arca de Cons­tan­ti­nopla para que o dei­xasse voltar ao seu ermo. († 613)

– Ver páginas 174-177: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

9*.   No ter­ri­tório de Sées, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, Santa Opor­tuna, aba­dessa, cé­lebre pela sua ri­go­rosa abs­ti­nência e austeridade. († c. 770)

– Ver páginas 178-181: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf 

10*.   Em Basto, ter­ri­tório da Lu­si­tânia, hoje em Por­tugal, Santa Se­nho­rinha, aba­dessa, de quem se conta que Deus, por sua in­ter­cessão, ali­mentou ime­di­a­ta­mente as monjas quando lhes faltou alimento. († c. 980)

11*.   Em Fa­briano, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato Fran­cisco Ve­nim­béni, pres­bí­tero da Ordem dos Me­nores, que foi exímio pre­gador da pa­lavra de Deus. († 1322) († 1322)

12. No ano do Senhor de 378, na Média, a paixão dos Santos Acepsimas, José e Atala. Com o corpo banhado em sangue, José rezava assim: “Eu te dou graças, ó Cristo, Filho de Deus, por me julgares digno deste segundo batismo, que me purifica de todos os meus pecados”. (Conforme Martirológio Romano-Monástico – Act.Martyr. – M).

13. Santo Azades, São Milese (na Folhinha do Coração de Jesus, São Meles) e muitos outros mártires da Pérsia, além de Tarba, sua irmã viúva e sua serva. Ver páginas 165-172: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

14. Bem-aventurado Wolfelme, abade e confessor. Ver páginas 182-183: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Bem-aventurado Francisco de Fabiano, confessor. Ver páginas 184-186: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

16. São Bartolomeu de Cervere: 22 de abril, na Folhinha do Coração de Jesus. Ver também: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bartolomeu_de_Cervere

17. Outros santos do dia 22 de abril: págs. 165-196 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.

Santas e Santos de 21 de abril

Santo An­selmo, bispo e doutor da Igreja, que, ori­gi­nário de Aosta, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, foi monge e de­pois abade no mos­teiro de Bec, na Nor­mandia, re­gião da França, onde en­sinou os seus ir­mãos re­li­gi­osos a pro­gredir no ca­minho da per­feição e a pro­curar a Deus com a in­te­li­gência da fé; trans­fe­rido de­pois para a in­signe sede epis­copal de Can­tuária, na In­gla­terra, lutou va­lo­ro­sa­mente pela li­ber­dade da Igreja, su­por­tando por isso vá­rias ad­ver­si­dades e o exílio. († 1109)

– Ver págs. 133-146: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

2.   Em Roma, a co­me­mo­ração de Santo Apo­lónio, fi­ló­sofo e mártir, que, no tempo do im­pe­rador Có­modo, pe­rante o pre­feito Pe­rénio e todo o Se­nado, fez uma cla­ri­vi­dente apo­logia da fé cristã, con­fir­mando-a de­pois, ao ser con­de­nado à morte, com o tes­te­munho do seu sangue. († 185)

3.   Em Ale­xan­dria, no Egipto, Santo Aristo, pres­bí­tero e mártir. († data inc.)

4.   No monte Sinai, Santo Anas­tásio, he­gú­meno, que de­fendeu in­can­sa­vel­mente a ver­da­deira fé contra os mo­no­fi­sitas e es­creveu muitos ser­mões úteis para a sal­vação das almas. († c. 700)

5*.   No mos­teiro de Aple­cross, lo­ca­li­dade da Es­cócia, São Mel­rúbio, abade, que, sendo na­tural da Ir­landa e tor­nando-se monge em Bangor, fundou um mos­teiro de mis­si­o­ná­rios, onde, du­rante cin­quenta anos, di­fundiu a luz da fé ao povo desta região. († 722)

6*.   Em Cágli, no Pi­ceno, hoje nas Marcas, re­gião da Itália, o Beato João Saziári, re­li­gioso da Ordem Ter­ceira de São Fran­cisco. († c. 1371)

7*.   Em Cer­vere, junto de Fos­sano, no Pi­e­monte, re­gião da Itália, o Beato Bar­to­lomeu Cérvere, pres­bí­tero da Ordem dos Pre­ga­dores e mártir, que, de­pois de ter com­ba­tido ar­du­a­mente pela fé ca­tó­lica, a con­firmou ao morrer tres­pas­sado pela lança. († 1466)

8.   Em Altötting, na Ba­viera, re­gião da Ale­manha, São Con­rado de Parzham (João Birn­dorfer), re­li­gioso da Ordem dos Frades Me­nores Ca­pu­chi­nhos, que de­sem­pe­nhou hu­mil­de­mente o ofício de por­teiro du­rante mais de qua­renta anos, com grande ge­ne­ro­si­dade para com os po­bres e nunca des­pe­dindo algum ne­ces­si­tado sem opor­tunas pa­la­vras de con­forto cristão. († 1891)

9.   Em No­chis­tlan, no ter­ri­tório de Gua­da­la­jara, no Mé­xico, São Romão Adame, pres­bí­tero e mártir, que du­rante a per­se­guição contra a Igreja, so­freu o mar­tírio por con­fessar a fé em Cristo Rei. († 1927)

10. No meio de séc. IV, o martírio de São Simeão, católico da Pérsia que recusou-se a adorar o “sol que havia se eclipsado e tomado o luto pela morte de seu criador”. “Nós cristãos,” acrescentou ele “reconhecemos apenas um único Senhor, que foi crucificado e ressuscitou gloriosamente”. (Paixão – M)

– Ver também págs. (incluindo vários outros mártires): 147-155: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

11. São Maximiano de Constantinopla, bispo. Ver págs. 157-158: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

12. Bem-aventurado Fastrade, abade e confessor. Ver págs. 159-161: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

13. Bem-aventurado Bartolomeu Cervier de Savigliano. Ver págs. 162-163: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

14. Em Alexandria, os santos mártires Arador, sacerdote, Fortunato, Félix, Sílvio (também na Folhinha do Coração de Jesus) e Vital, que morreram na prisão. Ver pág. 164: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf

15. Outros santos do dia 20 de abril: págs. 133-164 (vol.07):  http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%207.pdf  

 “E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi publicado.

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

  1. MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal -n  http://www.liturgia.pt/martirologio/
  2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf
  3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf
  4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para o Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997
  5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014Livraria on line – www.editorapermanencia.com
  6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular.