Santas e Santos de 22 de outubro

São João Paulo II (também na Folhinha do Coração de Jesus), papa, que go­vernou a Igreja le­vando a sua pre­sença mis­si­o­nária a todas as partes da terra, ali­men­tando a dou­trina com es­cla­re­cidos do­cu­mentos, e con­vo­cando todos os ho­mens da sua época a abrir as suas portas ao Re­dentor. Ador­meceu no Se­nhor no dia 2 de Abril. († 2005)

2.       Co­me­mo­ração de São Marcos, bispo de Je­ru­salém, que foi o pri­meiro bispo pro­ce­dente dos gen­tios a ocupar a sede da Igreja da Ci­dade Santa e, com fé e sa­be­doria, con­se­guiu reunir os seus fiéis dis­persos pela guerra. († s. II)

3.       Em Hi­e­rá­polis, na Frígia, hoje na Tur­quia, Santo Abércio, bispo, que, se­gundo o seu pró­prio epi­táfio, foi dis­cí­pulo de Cristo bom Pastor, con­du­zido pela fé em pe­re­gri­nação por vá­rias re­giões e ali­men­tado pelo mís­tico alimento. († s. III). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Frígia, no começo do séc. III, Santo Abércio, bispo de Hierápolis, célebre pela inscrição que fez gravar sobre seu túmulo, na qual ele professa, de forma simbólica, sua fé na virgindade de Maria, no primado da Igreja Romana e na união dos fiéis realizadas no Batismo e na Eucaristia (M). Ver páginas 409-411: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

4.       Em Adri­a­nó­polis, na Trácia, hoje Edirne, na Tur­quia, os santos Fi­lipe, bispo de He­ra­cleia, e Hermes, diá­cono. O pri­meiro, du­rante a per­se­guição de Di­o­cle­ciano, quando re­cebeu a ordem de fe­char a igreja e de en­tregar os vasos e os li­vros sa­grados, res­pondeu ao pre­feito Jus­tino que não podia dar estas coisas nem ele apro­priar-se delas; por isso, de­pois de en­car­ce­rado e fla­ge­lado, foi quei­mado jun­ta­mente com o diá­cono na fogueira. († 303). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Trácia, no ano do Senhor de 303, a paixão dos Santos Filipe, Bispo de Heracléia; Hermes, Diácono e Severo, Sacerdote, aprisionados pelas autoridades romanas porque estavam reunidos para a celebração do dia do Senhor. Quando o chefe da guarnição veio colocar selos na porta da igreja, o Bispo Filipe disse: “Homem crédulo, você imagina, mesmo, que Deus Todo-Poderoso habita antes dentro de muros de pedra do que no coração dos homens”?! (M). Ver páginas 393-405: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf 

5.       Em Ruão, na Gália Li­o­nense, ac­tu­al­mente na França, São Ma­lono, bispo, que é con­si­de­rado após­tolo da fé cristã nesta ci­dade e fun­dador da sede episcopal. († s. IV in.)

6*      No ter­ri­tório de Be­sançon, na Ger­mânia, ac­tu­al­mente na França, São Va­lério, diá­cono da Igreja de Lan­gres, morto pelos indígenas. († s. IV)

7*.     No ter­ri­tório de Cha­lons, na Nêus­tria, hoje também na França, São Lu­pêncio, abade da ba­sí­lica de Saint-Privat-de-Ja­vols, que, de­pois de ter re­ce­bido in­jus­ta­mente muitas tri­bu­la­ções da parte de Ino­cêncio, conde da ci­dade, morreu decapitado. († c. 684). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, São Lupêndio, abade de Saint-Privat, na região de Gévaudan, martirizado na Champagne, onde diversas paróquias ainda trazem seu nome. (X)

8*.     Em Auch, na Aqui­tânia, também na ac­tual França, São Le­o­tádio, bispo. († s. VII)

9*.     No mos­teiro de Ber­ceto, na Lom­bardia, re­gião da Itália, São Mo­de­rano, abade, an­te­ri­or­mente bispo de Rennes, na Gália, in­signe pelo seu amor à so­lidão e pela sua de­voção aos lu­gares dos Santos. († c. 720)

10*.     No ter­ri­tório de Nantes, na Bre­tanha Menor, na ho­di­erna França, São Bento, que viveu vida ere­mí­tica em Macérac. († s. IX)

11.     Em Hu­esca, ci­dade de Aragão, re­gião da Es­panha, as santas Nu­nilo e Alódia, vir­gens e már­tires, que, nas­cidas de pai mu­çul­mano, mas edu­cadas por sua mãe na dou­trina cristã, se re­cu­saram a aban­donar a fé em Cristo e por isso, de­pois de longo ca­ti­veiro, foram de­go­ladas por ordem do rei de Cór­dova, ‘Abd ar-Rahman II. († 851). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em Huesca, na Espanha, no ano da graça de 851, o martírio de duas irmãs, Santas Nulona e Alódia, que eram filhas de pai muçulmano e mãe cristã. Seus corpos foram transportados, alguns anos mais tarde, para o mosteiro de São Salvador , em Leyre. (M)

12.     Em Fié­sole, na Etrúria, hoje na Tos­cana, re­gião da Itália, São Do­nato Es­coto, bispo, in­signe pela sua eru­dição e pi­e­dade, que, vindo da Ir­landa em pe­re­gri­nação a Roma, foi eleito bispo da­quela cidade. († c. 875). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, perto de 875, São Donato, monge irlandês que, passando por Fiesole durante uma peregrinação a Roma, foi solicitado por seu povo a ocupar a Sé episcopal da cidade, que se achava vaga. Durante cerca de quarenta e sete anos São Donato reergueu a Toscana destruída pelos normandos e pelo imperador. (M).

13♦.   Em Montes de Saja, na Can­tá­bria, no li­toral da Es­panha, os be­atos már­tires Ger­mano Ca­bal­lero Atienza e José Me­néndez Garcia, pres­bí­teros e Vi­to­riano Ibañes Alonso, re­li­gioso, todos da Ordem dos Pre­ga­dores, que, du­rante a per­se­guição contra a Igreja, me­re­ceram a coroa glo­riosa pelo seu in­que­bran­tável tes­te­munho de Cristo. († 1936)

14♦.   Em Bar­ce­lona, também na Es­panha, o Beato Luís Maria de Nossa Se­nhora das Mercês (Luís Min­guell Ferrer), pres­bí­tero da Ordem dos Car­me­litas Des­calços e mártir, que, du­rante a mesma per­se­guição re­li­giosa,  der­ra­maram o seu sangue por Cristo. († 1936)

15. Santa Josefina Leroux  (também na Folhinha do Coração de Jesus)

16. Santa Maria Salomé  (também na Folhinha do Coração de Jesus)

17. São Melânio  (também na Folhinha do Coração de Jesus)

18. Santa Salomé, mãe de Tiago e João. Ver páginas 406-408: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

 19. Outros santos do dia 22 de outubro: págs. 393-413, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 22 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/22_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.