Santas e Santos de 24 de outubro

Santo An­tónio Maria Claret (também na Folhinha do Coração de Jesus), bispo, que, or­de­nado pres­bí­tero, du­rante vá­rios anos pregou ao povo nas terras da Ca­ta­lunha, re­gião da Es­panha; fundou a So­ci­e­dade dos Mis­si­o­ná­rios Fi­lhos do Co­ração Ima­cu­lado da Virgem Maria e, no­meado bispo para San­tiago, na ilha de Cuba, tra­ba­lhou de modo ad­mi­rável pela sal­vação das almas. De­pois de re­gressar à Es­panha, ainda teve de su­portar muitas pro­va­ções pela Igreja, mor­rendo exi­lado no mos­teiro cis­ter­ci­ense de Front­froide, pró­ximo de Nar­bonne, na França meridional. († 1870). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, em 1870, o nascimento no céu de Santo Antônio Maria Claret. Filho de um modesto tecelão da Catalunha, dedicou-se à pregação nos meios populares e fundou a Congregação dos Missionários do Coração Imaculado de Maria, hoje chamados Claretianos. Sua reputação pastoral fez com que fosse nomeado Arcebispo de Santiago de Cuba, e depois tornou-se o confessor da rainha Isabel II, mas foi banido com ela pela revolução de 1868 e terminou seus dias na França, entre os cistercienses de Fontfroide, no departamento de Aude (R). Ver páginas 448-453: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

– Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Antônio_Maria_Claret

2.   Em Hi­e­rá­polis, na Frígia, na ho­di­erna Tur­quia, os santos Ci­ríaco e Clau­diano, mártires. († data inc.)

3.   Em Cons­tan­ti­nopla, hoje Is­tambul, na Tur­quia, São Proclo, bispo, que pro­clamou com fir­meza a Bem-aven­tu­rada Virgem Maria como Mãe de Deus, or­ga­nizou o re­gresso do corpo de São João Cri­sós­tomo, em cor­tejo triunfal, do exílio para esta ci­dade e, no Con­cílio Ecu­mé­nico de Cal­ce­dónia, me­receu o ape­la­tivo de «Magno». († 446). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano da graça de 446, São Proclo, arcebispo de Constantinopla. Dirigiu carta dogmática – ou “tomo” – aos armênios, na qual confessa a perfeição da natureza humana na unidade da pessoa divina de Cristo. (M). Ver : https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Proclo_de_Constantinopla

4.   Em Na­gran, na Arábia, a paixão dos santos Aretas, prín­cipe da ci­dade, e tre­zentos e qua­renta companheiros, no tempo do im­pe­rador Jus­tino e de Du Nuwas ou Dun’an, rei dos Homeritas. († 523). Ver páginas 429-447: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

5.   Na re­gião de Tours, na Nêus­tria, ac­tu­al­mente na França, São Se­nó­quio, pres­bí­tero, que cons­truiu um mos­teiro numas ruínas an­tigas, foi as­síduo nas vi­gí­lias e na oração e se de­dicou à ca­ri­dade para com os escravos. († 576)

6*.   No mos­teiro de Vertou, no ter­ri­tório de Retz, na Gália, também na ac­tual França, São Mar­tinho, diá­cono e abade, que São Félix, bispo de Nantes, en­viou para con­verter os pa­gãos desta região. († s. VI). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na diocese de Nantes, no séc. VI, São Martinho, monge, que fundou um novo mosteiro em Vertou, sob a regra de São Bento (M).

7.   Perto de Ton­gres, no Bra­bante da Aus­trásia, hoje na Bél­gica, Santo Ever­gislo (também na Folhinha do Coração de Jesus, Santo Evergílio), bispo de Co­lónia e mártir, que, di­ri­gindo-se para Poi­tiers no exer­cício da sua missão pas­toral, foi as­sas­si­nado por salteadores. († c. 590)

8.   Na Bre­tanha Menor, na ac­tual França, São Ma­glório (também na Folhinha do Coração de Jesus, São Marglório), que, se­gundo a tra­dição, foi dis­cí­pulo de Santo Il­tuto, su­cedeu a São Sansão como bispo de Dol e de­pois se­guiu a vida so­li­tária na ilha de Sark. († c. 605). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no séc. VI, a volta para Deus de São Maglório, monge das Ilhas Britânicas, que viveu como asceta na ilha – hoje inglesa – de Sark, situada entre Guernesey e a costa armoricana (atual Bretanha Francesa). (M)

9*.   Em Cou­tances, na Nêus­tria, também na ac­tual França, São Fro­mundo, bispo, que fundou o mos­teiro de monjas de Ham e exerceu o mi­nis­tério pas­toral no amor do Senhor. († s. VII). Conforme o Martirológio Romano-Monástico, na Normandia, no séc. VII, São Fromondo, bispo de Coutances. Em uma inscrição descoberta na Igreja de São Pedro de Ham, ao sul de Valognes, pode-se ler o seguinte elogio: “No sexto ano do reinado de Teodorico, rei de França, o bispo Fromondo, exercendo seu cargo pastoral no amor ao Senhor, cercou este mosteiro com sólidos muros, para que suas ovelhas se dirijam para os eternos prados de Cristo, onde, unidas ao coro das virgens com a dulcíssima Maria, vivam e rejubilem com ela na eternidade”. (X)

10.   Em Hué, no Anam, hoje no Vi­etnam, São José Lê Dang Thi, mártir, que, sendo mi­litar no tempo do im­pe­rador Tu Duc, foi en­car­ce­rado por ser cristão; no meio dos tor­mentos nunca va­cilou na fé, dando tes­te­munho entre os seus com­pa­nheiros de ca­ti­veiro, e fi­nal­mente foi estrangulado. († 1860)

11*.   Em Como, na Itália, São Luís Gua­nella, pres­bí­tero, que fundou a Con­gre­gação dos Servos da Ca­ri­dade e também a das Fi­lhas de Santa Maria da Pro­vi­dência, para so­correr as ne­ces­si­dades dos mais in­di­gentes e aflitos e con­duzi-los à salvação. († 1915)

12*.   Em Ronco all’Ádige, na pro­víncia de Ve­rona, também na Itália, o Beato José Baldo, pres­bí­tero, que, em­pe­nhado no mi­nis­tério pas­toral, fundou a Con­gre­gação das Pe­quenas Fi­lhas de São José, para a as­sis­tência aos idosos e aos en­fermos e para a for­mação das cri­anças e dos jovens. († 1915)

13. Conforme o Martirológio Romano-Monástico, no ano do senhor de 303, o martírio de São Félix, bispo de Tibiuca, cidade romana vizinha de Cartago. No momento em que estava para ser abatido pela espada, por ter se recusado a entregar as Sagradas Escrituras, elevou os olhos para o céu e disse em voz clara: “Deus, eu te dou graças! Tenho cinquenta e seis anos neste mundo. Guardei a virgindade, observei o Evangelho, preguei a fé e a verdade. Senhor Jesus Cristo, Deus do céu e da terra, a Ti que permaneces eternamente, curvo o meu pescoço como vítima”! (M). Ver páginas 473-476: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

14. São Luís Guanella. Ver: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Luís_Guanella

15. Outros santos do dia 23 de outubro: págs. 429-478, em: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%2018.pdf

 Rohrbacher, Padre – VIDAS DOS SANTOS – Volume XVII – Editora das Américas – 10 de julho de 1959.

“E em outras partes, muitos outros santos Mártires, Confessores e Santas virgens.

R/: Demos graças a Deus!”

OBSERVAÇÃO: Transcrito acima conforme os textos da bibliografia: português de Portugal, por ex. ou português da época em que o livro foi escrito.

– Sobre o dia 24 de outubro, ver ainda: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/24_de_outubro

BIBLIOGRAFIA e DIVERSOS

1.MARTIROLÓGIO ROMANO – Secretariado Nacional de Liturgia – Portugal http://www.liturgia.pt/martirologio/

2. MARTIROLÓGIO ROMANO ITALIANO – Editore: LIBRERIA EDITRICE VATICAN – A © Copyright by Fondazione di religione Santi Francesco di Assisi e Caterina da Siena, Roma, 2004 ISBN 978-88-209-7925-6 – Via Internet: https://liturgico.chiesacattolica.it/wp-content/uploads/sites/8/2017/09/21/Martirologio-Romano.pdf

3. VIDAS DOS SANTOS – PADRE ROHRBACHER – Abaixo o vol 1. São 22 volumes, sendo 20 volumes em PDF; 2 volumes não estão em PDF: Vol. 10 e 11: http://obrascatolicas.com/livros/Biografia/VIDAS%20DOS%20SANTOS%20-%201.pdf

4. Martirológio Romano-Monástico – adaptado para  Brasil – Abadia de S. Pierre de Solesmes – Mosteiro da Ressurreição, Edições – 1997

5. Martirológio Romano – Editora Permanência – Rio de Janeiro, 2014 – Livraria on line – www.editorapermanencia.com

6. Folhinha do Coração de Jesus – virtual – aplicativo para celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.